gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 28 de janeiro de 2018

Europeu 2018 Masculino – XXIII

EURO 2018 MASCULINO NA CROÁCIA

Terminou mais um Euro, o 13.º, que se disputou na Croácia até 28 de janeiro de 2018, com 47 jogos realizados nas diversas Fases da Prova. Passando-se diretamente da Main Round para a disputa dos jogos das 1/2 finais e aos jogos classificativos do 5/6 lugar, forma usada, para diminuir o número de jogos.

ESPANHA CAMPEÃ EUROPEIA
(Sucede à Alemanha)
Assim em relação aos apurados para o Play OFF do Mundial da Alemanha / Dinamarca, quem o disputará será o finalista vencido, conforme texto escrito em artigo próprio.

Os apurados para o Mundial de 2019 na Dinamarca / Alemanha, são – Dinamarca, Alemanha, França e Espanha.

Hoje publicamos os últimos resultados, dos jogos que definiram a classificação Final.

Resultados

1/2 Final
Dia 26-01-18
França 23 – 27 Espanha
Dinamarca 34 – 35 Suécia (C/prolongamento)
5/6 Lugar
Dia 26-01-18
Croácia 28 – 27 República Checa

Tivemos dois encontros sensacionais em termos de emotividade, e de qualidade do andebol praticado, com a Espanha a vencer de forma sensacional a favorita França, e a qualificar-se para a Final, e a Suécia, após prolongamento num encontro impróprio para cardíacos, a apurar-se para a disputa da final, por apenas um golo, tal o equilíbrio se verificou ao longo de todo o encontro, com os checos sempre em recuperação. Assim tivemos, na final e na disputa do 3/4 Lugar os seguintes encontros:

3/4 Lugar
Dia 28-01-18
França 32 – 19 Dinamarca
Final
Dia 28-01-18
Espanha 29 – 23 Suécia

Tivemos uma final, que foi bem disputada, com a Suécia a comandar durante os primeiros 30 minutos, chegando ao intervalo a vencer por 14-12, chegando no entanto a ter 3 golos de vantagem por diversas vezes, sendo de assinalar neste período a grande exibição o guarda-redes sueco Applegren (30% de eficácia, no final do encontro), mas que foi um forte esteio da sua equipa. No segundo tempo com uma mudança taticta no seu sitema defensivo, que se tornou mais agressivo, jogando praticamente em 4-2, e com a entrada de Arpad Sterbik (38% de eficácia) para a baliza, onde foi muito mais eficaz que o seu colega de posto Rodrigo Corrales (23% de eficácia), e construindo um parcial de 4-0, que a colocou no comando do jogo por 16-14, comando que utilizando a experiencia de alguns os seus jogadores, nunca mais largou e cometendo muito menos erros que o seu adversário foi construindo um resultado que em determinado momento ao chegar aos 8 golos quando estavam decorridos cerca de 52 minutos, garantiram-lhe o seu 1.º Titulo Europeu com todo o mérito. Tendo em termos atacantes em Ferran Sole (5 golos 83% de eficácia), e em David Balaguer (5 golos, 83% de eficácia), que apenas participou no encontro em alguns momentos do segundo tempo, os seus elementos mais produtivos, nunca esquecendo a acção de Daniel Sarmento (1 golo, 50% de eficácia), mas cuja acção no desenvolvimento e no comando do ataque foi fundamental para a vitória da sua equipa. A equipa Sueca pagou caro no segundo tempo a juventude de alguns dos seus elementos, e nunca se entendeu em termos atacantes com a mudança táctica da equipa de Espanha. Teve Jesper Nielsen (5 golos, 71% de eficácia), o seu elemento mais produtivo, diga-se que foi considerado o melhor pivô da prova. Com esta derrota o Suécia irá disputar o Play OFF para o mundial de 2019.

Os jogos das 1/2 Final, 3.º e 4.º lugar e Final, são disputados em Zagreb na Arena Zagreb, com capacidade para 15200 espectadores. Mas que segundo noticias que circulam em alguns Mídias, será encerrado após este Europeu, por dívidas da Federação Croata de Andebol com os gestores do espaço. (Ver Handball Planet)

Classificação Final – 1.º Espanha, 2.º Suécia, 3.º França, 4.º Dinamarca, 5.º Croácia, 6.º República Checa, 7.º Noruega, 8.º Eslovénia, 9.º Alemanha, 10.º Bielorrússia, 11.º Macedónia, 12.º Sérvia, 13.º Islândia, 14.º Hungria, 15.º Áustria e 16.º Montenegro.

Foram ainda distinguidos os seguintes atletas:

MVP – Jim Gottfridsson (Suécia)
Melhor Marcador Ondrej Zdrahala (Républica Checa)

Melhor Guarda Redes – Vincent Gerard (França)
Melhor Ponta Esquerdo – Manuel Strlek (Croácia)
Melhor Lateral Esquerdo – Mikkel Hansen (Dinamarca)
Melhor Central – Sander Sagosen (Noruega)
Melhor Pivot – Jesper Nielsen (Suécia)
Melhor Lateral Direito – Alex Dujshebaev (Espanha)
Melhor Ponta Direito – Ferran Sole (Espanha)

Melhor Defensor – Jakov Gojun (Croácia)

ARBITRAGEMPortugal apenas está representado pela dupla Duarte Santos / Ricardo Vieira.

Depois de dois jogos na Fase Preliminar, estiveram presente nos na 1.ª Jornada da Main Round dirigindo o Sérvia / Noruega do Grupo 1, o Eslovénia / República Checa do Grupo II. Dirigindo até ao momento 4 jogos, que foi o número máximo que qualquer dupla realizou até ao momento, posteriormente não foram nomeados para mais nenhum encontro, com apenas 3 duplas a realizarem mais jogos (5), e que foram a dupla croata (dirigiu a final, como seria de esperar), a espanhola, e a romena. Estranhamente a dupla dinamarquesa apenas dirigiu 3 jogos.

Notas:

A Sport TV efectuou a transmissão em de vários jogos da Prova, e ainda alguns em deferido. E verificou-se ainda, jogos em directo com comentários em inglês no canal da EHF.

O Noticias

Sem comentários: