gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 41 – 2017 / 2018 – I

Normal crónica de fim-de-semana, com os disputados e relativos à 23.ª jornada.  

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

22.ª Jornada
Dia 28-02-18
Madeira SAD - AA Avanca (19H00)
23.ª Jornada
Dia 17-02-18
Benfica 40 – 25 Xico Andebol
AC Fafe 25 – 32 ABC
Águas Santas 32 – 21 São Bernardo
Ismai 26 – 25 Boa Hora
Arsenal 18 – 33 Sporting
AA Avanca 26 – 34 FC Porto
Dia 21-02-18
Belenenses - Madeira SAD (19H30)

Jornada que ficou incompleta em virtude do adiamento do encontro Belenenses / Madeira SAD, face à participação destes últimos nas provas Europeias de Clubes. Nos jogos disputados, destaca-se o AA Avanca / FC Porto, que na nossa opinião é o jogo de maior importância da jornada, juntamente com o encontro adiado. Temos de lamentar que a estatística deste encontro não tenha sido feita em directo, Depois tivemos o anúncio de uma transmissão pela andebol TV do Benfica / Xico Andebol, que certamente foi uma desilusão para muita gente, que esperava ver a mesma em directo e não em diferido. Nesta jornada até ao momento apenas um encontro não foi rectificado em relação à jornada homóloga da 1.ª volta, e todos os encontros foram disputados sem ocorrências disciplinares.

Apurados Fase Final Grupo A – Sporting, FC Porto, Benfica, ABC.
Apurados Fase Final Grupo B – Ismai, Boa Hora, AC Fafe, Arsenal, Xico Andebol e São Bernardo

AA Avanca 26 – 34 FC Porto

Jogo disputado no Pavilhão Adelino Costa, que se apresentava bem composto, para o que costuma ser o seu normal. Tivemos um encontro onde a superioridade do FC Porto nunca esteve em dúvida pois foi um encontro como se costuma dizer de sentido único, e que comandou o marcador praticamente durante os 60 minutos. A AA Avanca, pareceu-nos uma equipa inibida, e que não praticou o andebol que costuma apresentar, em especial em termos defensivos onde foi demasiado permissiva, pouco solta e sem consistência, e por vezes perdulária em termos atacantes onde apenas o jovem Diogo Silva (7 golos, 64% de eficácia), se mostrava estar em dia sim, diante um FC Porto, que na nossa opinião realizou uma das melhores prestações dos últimos tempos, com fluidez e rapidez em termos atacantes, onde destacam dois atletas António Areia (9 golos, 82% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros) e Hernandez (7 golos, 100% de eficacia), no segundo tempo baixou o ritmo de jogo, pois a vantagem que adquiriu, o intervalo chegou com o FC Porto na frente do marcador por 20-13, permitiu-lhe essa situação mesmo assim aos 40 minutos vencia por 25-17 (8 golos de diferença), que manteve até final do encontro, uma referencia final para Ugo Laurentino na baliza do FC Porto com 29% de eficácia. De referir que não se entende, a falta de um golo ao FC Porto (Hernandez) concretizado cerca dos 42 minutos e 21 segundos, e que teve o correspondente lançamento de saída, mas nem a mesa de cronometragem, nem o Delegado ao jogo, nem os árbitros o contabilizaram, não estivesse o resultado tão dilatado e lá tínhamos um jogo com problemas. Aproveitamos para esclarecer os senhores comentadores que no Andebol, não existem expulsões, mas sim desqualificações, e que os Oficiais de Mesa neste encontro não eram da FAP, mas sim os chamados CROM, que na realidade são indicados pelos clubes. Uma referência para o reaparecimento de Alfredo Quintana após grave lesão na equipa do FC Porto. Arbitragem dos internacionais de leiria, constituída por Roberto Martins e Daniel Martins, que realizaram uma actuação bastante positiva, não existisse o lapso já referido, que na nossa opinião se deve na totalidade aos homens da mesa.

No Municipal de Fafe, realizou-se o AC Fafe / ABC, onde a equipa local, estreava uma nova equipa técnica, e com a curiosidade de o dito técnico principal, não ter a qualificação técnica para dirigir uma equipa da PO01, mas o anunciado adjunto, esse sim ter qualificação, o que aparentemente, coloca tudo na devida legalidade. A vitória do ABC confirmou o resultado ocorrido na 1.ª volta, num encontro que apenas foi equilibrado durante os primeiros 8 minutos, quando o marcador assinalava uma igualdade a 3 golos, com o ABC de seguida a passar para a frente do marcador, de tal forma que ao intervalo vencia por 17-10, chegando a ter uma vantagem de 8 golos, aos 28 minutos. No segundo tempo a superioridade da equipa bracarense nunca foi posta em causa, e aos 57 minutos registava uma diferença favorável de 10 golos (31-21). Com este resultado a equipa do ABC manteve o 4.º lugar na tabela classificativa. Neste encontro os homens de baliza das duas equipas estiveram muito bem, com Humberto Gomes na baliza do ABC a chegar aos 40% de eficácia, e Nelson Reyniel com 41% de eficácia, na baliza do AC Fafe. Paulo Cândido (50% de eficácia), e Nuno Pimenta (80% de eficácia, 6 em 6 de 7 metros), foram os melhores marcadores do AC Fafe com 8 golos cada. NO ABC onde 10 jogadores marcaram golos, Hugo Rocha (8 golos, 73% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros), foi o seu principal marcador.

Em Águas Santas disputou-se o Águas Santas / São Bernardo, que terminou novamente com uma vitória da equipa maiata, que com esta vitória, ainda se encontra na discussão pelo 6.º lugar que é muito difícil de alcançar, mas não impossível, este encontro apenas foi equilibrado durante os primeiros 10 minutos, quando se registava, uma igualdade a 3 golos, e já tínhamos um atleta desqualificado (Ruben Sousa) do Águas Santas, no entanto a equipa maiata a partir desse momento assumiu o comando do jogo e do marcador, e chegou ao intervalo a vencer por 14-9. No segundo tempo a equipa maiata continuou a mostrar a sua superioridade e foi dilatando o marcador, chegando nos minutos finais do encontro a ter uma diferença de 14 golos, quando aos 54 minutos o resultado era de 31-17 a favor do Águas Santas, para controlar o jogo e o marcador nos momentos finais do jogo. O São Bernardo continua a acumular resultados negativos. O Experiente António Campo na baliza maiata com uns extraordinários 59% de eficácia, contra os 23% de eficácia do desampara do Emanuel Ribeiro na baliza do São Bernardo. Pedro Cruz com 10 golos (67% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros) e Mário Oliveira com 8 golos (80% de eficácia, 3 em 4 de 7 metros), foram os melhores marcadores do Águas Santas, enquanto no São Bernardo o jovem Leandro Rodrigues com 11 golos (58% de eficácia, 1 em 3 de 7 metros) foi o seu melhor marcador.

Na Maia, disputou-se o Ismai / Boa Hora, que foi um jogo que terminou com a vitória da equipa maiata pela diferença mínima, rectificando o resultado ocorrido na 1.ª volta precisamente pela mesma diferença. Foi um encontro de grande equilíbrio e alternâncias no marcador, pois apesar da equipa do Ismai chegar ao intervalo na frente do marcador por 14-12, depois de ter chegado a ter uma diferença favorável de 5 golos (12-7), quando estavam decorridos cerca de 20 minutos de Jogo, no entanto a equipa do Boa Hora nunca se deu por vencida e no segundo tempo, conseguiu dar uma volta no controlo do jogo, e chegar a estar na frente do marcador por 4 golos de vantagem, quando aos 45 minutos vencia por 21-17, para o Ismai encetar uma recuperação, igualando marcador a 23 golos, aos 53 minutos num momento em que encontrava numa inferioridade numérica, para terminar como vencedor. Uma das principais diferenças esteve na eficácia dos guarda-redes de cada equipa, enquanto no Ismai, Ricardo Castro com 40% de eficácia, contra os 21% de eficácia de Alexandre Moura pelo Boa Hora, nesta equipa estrou-se o seu novo reforço o jovem Bruno Gaspar, vindo por empréstimo do Sporting. António Ventura com 7 golos (78% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), foi o melhor marcador do Ismai. Luis Nunes com 7 golos (apenas 39% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros), e André Lima com 6 golos (67% de eficácia), foram os melhores marcadores do Boa Hora. Com este resultado as duas equipas ficam com a mesma pontuação na tabela classificativa, mas ambas já afastadas de qualquer possibilidade de ingressar no chamado Grupo A na Fase Final do Campeonato.

Na Luz, num jogo Benfica / Xico Andebol, que estava anunciado como transmissão em directo às 20H15, tivemos um jogo em diferido cerca das 21H50, já depois de ter terminado o mesmo com a vitória do Benfica, confirmou o resultado da 1.ª volta, que foi disputado com um pavilhão quase despido de público. Dizer.se que este encontro apenas foi equilibrado até cerca dos 13 minutos, quando o resultado que se registava, nesse momento era uma igualdade a 7 golos. Mas a partir deste momento, o Benfica passa para a frente do Marcador e progressivamente aumentando a sua vantagem para chegar aos 17-10 aos 28 minutos e atingir o intervalo com o resultado a ser favorável como era esperado por 18-11, já com Nuno Grilo, desqualificado directamente aos 26 minutos de jogo. No segundo tempo não diferiu muito dos últimos minutos do primeiro tempo, com o Benfica a fazer uma completa gestão do seu plantel e de controlo total do marcador, foi aumentando progressivamente a sua vantagem, que nos últimos 10 minutos o Benfica fez um parcial de 7-2, e termina o encontro com a maior vantagem de todo o encontro (15 golos). De referir que por lesão Fábio Vidrago não esteve em jogo, o que não impediu a equipa de ter 11 jogadores a marcarem golos, com Alexandre Cavalcanti com 8 golos (89% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros), e João Pais com 7 golos (70% de eficácia), como seus principais marcadores, equipa que teve na Miguel Espinha na baliza o seu melhor elemento no posto com 30% de eficácia, sendo o rendimento neste posto uma das grandes diferenças entre as duas equipas, neste encontro, até determinado momento de jogo, pois a forma como defendem e atacam, foi bastante diferente, com nítida vantagem do Benfica. Cláudio Mota com 7 golos (78% de eficácia, 4 em 4 de 7 metros). Com este resultado tanto o Benfica como o Xico Andebol mantêm os seus lugares na tabela classificativa.

No Pavilhão Flávio Sá Leite, disputou-se o Arsenal / Sporting, que terminou com nova vitória do Sporting, que assim conformou a resultado da 1.ª volta, foi um encontro equilibrado até cerca dos 17 minutos, quando se registava uma igualdade a 8 golos, com se destaca a forma pouco assertiva como o Sporting, encarou o encontro, no entanto só a partir desse momento e com um parcial de 4-0 a equipa do Sporting, chega ao 12.8 a seu favor, para atingir o intervalo a vencer por 14-9, já com uma com uma vantagem de 5 golos. Com um início fulgurante o Sporting realiza um parcial de 6-0, e coloca o marcador em 20-9 a seu favor, e resolveu (na nossa opinião) o encontro, aumentando progressivamente a diferença no marcador, e que terminou com um golo de Edmilson Araújo Nos últimos momentos do encontro. O Sporting neste encontro, deu tempo de jogo aos seus atletas normalmente pouco utilizados, curiosamente o relatório final da estatística, não atribui valores aos guarda-redes do Sporting. No Arsenal, o seu melhor marcador foi Vasco Areias com 4 golos (50% de eficácia), no Sporting, Tiago Rocha (100% de eficácia), Edmilson Araújo (83% de eficácia), e Filipe Borges (83% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros), todos com 5 golos, cada, foram os melhores marcadores do Sporting. Com esta vitória, a equipa do Sporting, mantêm-se no comando desta Fase.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting (66 pontos), 2.º FC Porto, e Benfica (62 pontos), 4.º ABC (58 pontos), 5.º AA Avanca (-1 jogo, 50 pontos), 6.º Belenenses (- 1 jogo, 47 pontos), 7.º Águas Santas (46 pontos), 8.º Madeira SAD (- 2 jogo, 44 pontos), 9.º Ismai, e Boa Hora (38 pontos), 11.º AC Fafe, e Arsenal (33 pontos), 13.º Xico Andebol (31 pontos), 14.º São Bernardo (28 pontos).

O Banhadas Andebol

10 comentários:

Anónimo disse...

E no São Bernardo continua tudo a assobiar para o lado. 23 jogos, 1 vitória e quem manda no clube acha normal. Na semana passada, com o Arsenal Devesa a ganhar por 6 a 10 minutos do fim, empate com um treinador completamente à deriva incapaz de perceber que o jogo estava a fugir. Hoje em Águas Santas, mais uma vergonhosa exibição, com alguns jogadores a nem recuperar.
A falta de liderança vê-se em todo o lado. E não venham para aqui com discussões sobre o Ulisses Pereira ter abandonado o clube depois de ter sido campeão. É claro que isso criou um problema grave, mas como é possível que a escolha tenha sido um treinador de 3º divisão? João Alves? Francamente...Quem manda no clube errou e tem que assumir isso, agora já nem declarações sobre os jogos há, a bandalheira é cada vez maior.
Ainda há tempo de salvar a época! Mas é preciso fazer algo!!!

Anónimo disse...

Os irmãos Martins devem ser vossos afilhados.... boa arbitragem?!

Anónimo disse...

Então banhadas dizer que o Avanca estava inibido?! Claro então era o FCP contra o satelite. Uma vergonha a ligação do Porto ao Avanca. haja um pouco de vergonha. Vai uma equipa para o grupo A que não pode ganhar ao Porto. lamentavel. justiça desportiva, urgente

Anónimo disse...

Então isto agora é igual ao futebol com os jogadores emprestados ? O Hugo Santos não podia jogar contra o FCPorto ? que vergonha.

Anónimo disse...

Palhaços que falam do Avanca! O Avanca vai para os seis primeiros por mérito próprio! A inveja é coisa feia!!!!

Anónimo disse...

ASantas-S.Bernardo
Algumas conclusões:
Vitoria justa do Asantas e o S.Bernado caiu na 2ª parte por falta de banco e condição física para um jogo completo.

A circulação da bola do S. Bernardo positiva mas o pivot do FCP brasileiro de excelente complexão física para jogar e lutar no ataque bateu um recordo, quase todo o jogo e não recebeu um bola para poder finalizar! incrível só falta perguntar aos atletas presentes se tem olhos!
DIGO NÃO RECEBEU UMA BOA PARA FINALIZAR ANDANDO A FAZER ATLETISMO!!
Pareceu-me que tem futuro no andebol e boa ou óptima pega de bola!
Boa arbitragem.
Gostei da orientação de um treinador que não conhecias do S. Bernardo João Gonçalves, não é por aqui que as coisas estão mal!

Anónimo disse...

Pior que a inveja é a incompetencia ou o engano na ilusão! O AVANC tal como por exemplo o Boa-hora fazem pela vida, com o pouco que possuem. SE há jogadores emprestados ou a rodar aqui, eles lá sabem ao que vêm, assim como os clubes a que ainda pertencem. O clube tem jogos em directo e uma acção social enorme! O PORTO tem bons apoios e até tem um ex-ministro da adm int a fazer vénias ao tal Papa Pinto da Costa. Nós não! Calma que não lutamos para ganhar o campeonato. Só dois o podem fazer, sabemos bem! O outro o Sporting é um mistério... donde vem tanto dinheiro que dá para fundar novas modalidades, ter um pavilhão novo etc...dá-nos que pensar! Somos pobres mas ricos de intelecto!!! Contra qualquer destas potencias d Andebol jogamos a dar o litro, nada nos pode ser apontado! O mesmo fazemos com os outros candidatos Benfica e ABC.

Anónimo disse...

Caros amigos, estão sempre a falar do dinheiro de A ou B, os três grandes tem dinheiro, agora cada um a sua medida:

Por exemplo Sporting deve ter um orçamento anual de 2 milhões, dos quais deve ser 1% do valor total investido no clube, o Benfica igual (se calhar um investimento menor), agora o FC Porto esse grande clube, colocou as modalidades todas aparte do clube em si, logo o orçamento anual é angariado pela secção, pq se fizesse como os outros clubes e atribuísse 1% do valor bruto anual do clube, facilmente teria tb 2 milhões por época. Se existem interesses por trás? é provável, mas...

Lamentar é os outros clubes todos a baixo, que com orçamentos de 100 mil ate 500 mil querem que os atletas, treinadores e afins sejam profissionais, outros exemplo: se cada atleta ganhar 750 euros (um pouco a cima do ordenado mínimo nacional) 10.000 euros, vezes 16 atletas, da logo a modica quantia de 160 mil/ano, fora despesas de inscrição, deslocação, etc...

Anónimo disse...

"Com as calças do meu pai eu pareço mais homem e até posso mandar"
Todos conhecemos esta frase. Os que jogam pedras ao AVANCA deviam antes pensar antes de falar. Já sabemos que são os desesperados do costume. Andaram anos a fio sem nada ganharem e agora, armam-se em donos da Moral? Enquanto durar o money da NOS eles serão fortes, depis quando tiverem que pagar, as cunhas resolvem! Pagamos todos os que sã contribuintes! As bocas a mandar abaixo AVANCA são uma forma de pressão que não aceitamos. Se há entre os associados e simpatizantes quem seja dum dos "grandes" não é o meu caso. Aceito que se tenham dois amores ou até mais. Agora um senhor que era um desconhecido Zé-ninguém querer através dos seus agentes, ou claques como uma de que fez parte, dar moral, isso não! Desde que é presidente do Sporting deu para andar perfumado, e ter bons carros e fazer vida de rico. Antes nada sabia gerir. Se tem um problema com outro clube porque ele na cidade onde habita tem mais povo que resolva isso. È que "com dinheiro dos outros eu sei fazer negócios" Não percam tempo com a colagem do AVANCA como FCPorto "B" no Andebol. Vi o jogo e honestamente não vi submissão nenhuma. Deviam era preocupar-se com as arbitragens que agora já conseguem ver todos os detalhes, a favor do Sporting! Se por acaso foram burros e acham que pagaram demais pelo jogador que nos compraram, problema vosso. Se calhar porque pensavam que sendo Cubano ía para o Porto, não é? Quando não se sabe gerir, é isto! Então onde anda a famosa formação que tanto apregoam? Da actual equipa não há nenhum nascido e formado no Sporting! Vemos é muito estrangeiro e menos Portugueses!
O dinheiro não compra tudo! E por serem um clube fundado por Viscondes,Duques e arqui-Duques ou alta sociedade, isso nada diz! Será que de tão ricos serem pagaram o pavilhão a pronto e com dinheiro vosso? O vosso mal é o excess de dinheiro! ...Não ganho por vós!

Anónimo disse...

Para que vai o Porto contratar o Fábio Magalhães, se tinha ido buscar o Gomes ao ABC? Para quê arranjar uma guerra? Mais olhos que barriga? Todos jogadores querem ganhar mais! No caso de Fábio retorna porque em França ganha-se mas, ele quer viver em Portugal. Simples.