gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Fase Final - PO10 - 2017 / 2018 - XIV


Dando continuidade aos textos anteriormente iniciados, voltamos a referir-nos a esta prova, desta vez com a realização dos jogos relativos à 13.ª Jornada. Não querendo deixar passar em claro esta prova do andebol nacional.

PO10 – Campeonato Nacional Seniores Feminino 2.ª Divisão

ARC ALPENDORADA CAMPEÃ NACIONAL
(Sucede à Assomada)
13.ª Jornada - Resultados
Dia 30-05-18
Ílhavo AC 30 – 24 AD Academia Andebol SPS
Dia 31-05-18
Batalha AC 24 – 22 Juventude Mar
Passos Manuel 19 – 22 ARC Alpendorada
Almeida Garrett – S. Félix Marinha

Campeã Nacional – ARC Alpendorada (*)
Apuradas para PO09 (Época 2018 / 2019) – ARC Alpendorada, (**)

(*) – A uma jornada do fim da prova
(**) – Na possibilidade de 3 equipas terminarem empatadas (Passos Manuel, Ílhavo AC, e Almeida Garrett), o desempate será feito pela aplicação da aliena a) do ponto 1 do Artigo 12.º do Titulo 8, do Regulamento Geral da FAP. Mas a última jornada será decisiva, para as 3 equipas, podendo nada de isto acontecer, ou verificar-se apenas uma igualdade entre duas equipas, sendo que uma delas será sempre o Passos Manuel, que têm vantagem sobre o Ílhavo AC, mas tem uma desvantagem de 2 golos, com o Almeida Garrett, e neste caso o desempate seria pela alínea b) em vez da alínea a) já referida.

Classificação após esta jornada – 1.º ARC Alpendorada (36 pontos), 2.º Passos Manuel (33 pontos), 3.º Almeida Garrett, e Ílhavo (31 pontos), 5.º Juventude Mar (20 pontos), 6.º AD Academia Andebol SPS (19 pontos), 7.º S. Félix Marinha (18 pontos), 8.º Batalha AC (17 pontos).

O Banhadas Andebol 

EURO 2018 FEMININO – FRANÇA – XIX


EURO 2018 FEMININO – FRANÇA
(HANDBALLISSIME)
QUALIFICAÇÃO


A Fase de qualificação 2, para a Fase Final do Euro 2018 a realizar de 29 de Novembro a 16 de Dezembro de 2016 em França têm hoje continuidade com Portugal enquadrado no Grupo 4, juntamente com a Roménia, mais uma vez a Rússia e a Áustria.

Já Apurado:
França País Organizador

PORTUGAL PERDE COM A RUSSIA

Portugal voltou a defrontar a Rússia agora em Portugal (Sines, com entrada livre) em jogo relativo à 6.ª jornada do Grupo 4, apresentando-se em campo com os constrangimentos normais de quem vai disputar um encontro apenas pela honra e dignidade, pois além de não ter já qualquer hipótese de qualificação, e apenas apresentar derrotas no seu Grupo de qualificação, defrontou apenas e somente a equipa campeã Olímpica. Felizmente num encontro com transmissão no Canal Porto e na Andebol TV, e com o pavilhão local, com menos publico do que o desejado. Portugal, que fez no conjunto um bom jogo, em especial no primeiro tempo, onde chegamos a perder pela diferença mínima (15-14), num encontro onde a equipa Russa, não podia perder, pois ainda não têm o seu apuramento garantido. De referir o bom jogo de Isabel Góis, e em especial de Mariana Lopes (5 golos), e Mónica Soares (5 golos), mas exibição de Portugal no primeiro tempo obrigou a Rússia a trocar as suas guarda-redes, e a entrada de Elena Utkina, que fez uma grande diferença, no entanto a equipa russa, soube aproveitar as diversa superioridades numéricas que teve, com o Portugal a sofrer a desqualificação de Jéssica Ferreira logo aos 31 minutos de jogo, ficando Portugal nesse momento a jogar com apenas 4 jogadores de campo, mesmo assim Portugal conseguiu superar esse momento com uma Patrícia Rodrigues (4 golos) a ter uma excelente visão de jogo, e aos 40 minutos de jogo, perdíamos mais uma vez pela diferença mínima (20-19), momento em que sofremos 3 golos seguidos de livre de 7 metros No total sofremos 8 livres de 7 metros, tendo 5 sido convertidos), e até aos 49 minutos sofremos um parcial de 7-1, com a Rússia a alcançar o maior diferencial, ao ficar a vencer por 27-20, Portugal neste período rodou quase toda a sua equipa com Beatriz Sousa (3 golos) a fazer a sua estreia na Selecção A, e a demonstrar toda a sua qualidade, neste segundo tempo a Rússia, com as suas transições rápidas, e com o poderio fisico da sua pivô, resolveu o jogo. Portugal continua sem ganhar, nesta fase em termos de resultados, mas esperamos que face ao número de jovens atletas que apresentou, num futuro não muito longínquo estar a um nível mais elevado. Na equipa russa especial destaque para Anna Vyakhireva (11 golos, a maioria de 7 metros) e Daria Dmitrieva (4 golos). Jogo dirigido pela dupla húngara constituída por Péter Herczeg e Péter Südi, que apesar do excelente comportamento desportivo das atletas de ambas as equipas, exagerou nos livre de 7 metros e não esteve bem em espacial na lei da vantagem

Com este resultado confirmaram-se todas as nossas suposições e mais uma vez estamos afastados das Fases Finais das grandes provas. O jogo em falta para concluir a nossa participação, servirá apenas, para cumprir calendário, pois vamos defrontar a Roménia uma das melhores equipas do Grupo.

Resultados e Calendário de Portugal

1.ªJornada
Rússia 32 – 25 Portugal
2.ªJornada
Portugal 16 – 32 Roménia
3.ªJornada
Portugal 30 – 32 Áustria
4.ªJornada
Áustria 29 – 24 Portugal
5.ªJornada
Portugal 24 – 30 Rússia
6.ªJornadaDia 03-06-18
Roménia – Portugal (18H30)

Horas Locais

Informação

Os dois (2) primeiros classificados de cada um dos 7 Grupos, são os apurados diretamente pata a Fase Final, a que se juntará o melhor dos 3.º’s classificados de entre todos os Grupos. Para a elaboração desta classificação não contam os resultados verificados com o 4.º classificado de cada grupo.

O Noticias.

Jogos das Ilhas 2018 – Andebol - I


JOGOS DAS ILHAS
SICÍLIA 2018
Os Jogos das Ilhas disputaram-se em 2018, em Catânia na Sicília, e que decorrem de 22 a 27 de Maio de 2018 naquela que foi a sua XXII edição.

Em Andebol, Portugal esteve representado pelos Açores (presentes noutras modalidades) e pela Madeira, que se fez representar apenas no andebol. Lamentamos desde já a falta de informação pelo organismo máximo da modalidade.

As provas foram disputas por atletas com idades compreendidas entre os 13 e os 17 anos.

O Andebol foi disputado por atletas nascidos entre 2002 e 2003, com apenas um máximo de dois atletas de idade inferior.

Duração dos jogos 2 x 25 minutos, com 3 Time-OUT e intervalo de 10 minutos, as bolas serão as que se encontram regulamentadas para a categoria, pela IHF (n.º 2)

No Andebol, participaram apenas 6 equipas (Açores, Sicília A, Córsega, Martinica, Sicília B, e Madeira), que disputaram uma série única de todos contra todos a uma volta.

Classificação Final – 1.º Sicília A, 2.º Madeira, 3.º Martinica, 4.º Açores, 5.º Córsega, e 6.º Sicília B.

A Foto apresentado foi-nos enviada por um nosso leitor, o que desde já agradecemos, e junta as duas delegações portuguesas.

O Noticias

quarta-feira, 30 de maio de 2018

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 10 – 2017 / 2018


Nova e ligeira crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, que regressou ao normal, com a disputa de uma única jornada, nesta fase é disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada. Após a disputa de uma 1.ª Fase Regional / Inter-regional.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

Esta prova onde ascendem à Segunda Divisão Nacional, os três primeiros de classificados em cada Zona. Continuando a não existir qualquer informação sobre a participação da equipa representativa dos Açores, por parte da FAP. Não se sabendo se existe final directa ou Fase Final com 3 equipas, reforçamos esta nossa posição, com as notícias, publicadas nos jornais da Região Insular, onde já se informa que o Marítimo SC, será o representante da Região Autónoma dos Açores, na Fase Final do Nacional, afinal em que ficamos?

Nos termos Regulamentares, o representante dos Açores, não ascenderá à 2.ª Divisão visto o seu Campeonato Regional, ter sido disputado com menos de 6 equipas.

2.ª Fase

Zona 1
12.ª Jornada
Dia 26-05-18
Ílhavo AC 27 – 27 Modicus
Gondomar Cultural 26 – 29 Alavarium AC
Beira Mar 24 – 30 CD Feirense
Académico FC 19 – 24 FC Infesta

Apurado Fase Final - Modicus
Subida de Divisão – Modicus, CD Feirense

Nova jornada, onde desta vez se registou alguns encontros com equilíbrio como, e onde dois resultados foram confirmados em relação ao ocorrido na 1.ª volta. Pela negativa o facto de termos um jogo com ocorrências disciplinares, e termos ainda um encontro sem Oficiais de Mesa, e sem Boletim de jogo (Beira Mar / CD Feirense), que no nosso entender apenas se verifica face à política[hs1]  sobre os CROM’s encetada por este CA. Zona onde apesar de ainda faltarem 2 jornadas para o fim da mesma, e de se começam a definir-se os principais candidatos aos lugares de subida de divisão, o Modicus continua a comandar, e já garantiu a sua subida de divisão, juntamente com o CD Feirense (Terá sempre vantagem em caso de igualdade com o Alavarium) subida que neste momento apenas é possível para outras duas equipas (Alavarium AC, e Ílhavo AC), com as restantes equipas a estarem de fora da luta pelos lugares de subida de divisão, Com a equipa do Modicus a ter igualmente garanti o lugar na Final, seja qualquer a forma de disputa. De registar a primeira vitória do FC Infesta.

Classificação ao fim desta jornada – 1.º Modicus (35 pontos), 2.º CD Feirense (30 pontos), 3.º Ílhavo (29 pontos), 4.º Alavarium (26 pontos), 5.º Gondomar Cultural (23 pontos), 6.º Beira Mar (18 pontos), 7.º Académico FC (16 pontos), 8.º FC Infesta (14 pontos)

Zona 2
12.ª Jornada
Dia 26-05-18
Oriental Lisboa 18 – 30 Lagoa AC
3 A AA Almeirim 21 – 30 Samora Correia
IFC Torrense 36 – 24 Cister SA
CD Mafra 28 – 25 NA Rio Maior

Subida de Divisão – Lagoa AC, e IFC Torrense

Jornada, disputa com a confirmação de todos os resultados verificados na 1.ª volta, mas mais uma vez temos um encontro sem Boletim de Jogo, o 3 A AA Almeirim / Samora Correia (este tinha CROM’s), não se entendendo a sua não existência, continuando a equipa de Almeirim a ser a única equipa que até ao momento apenas regista derrotas, no entanto não tivemos jogos com ocorrências disciplinares o que se saúda. Foi ainda uma jornada sem resultados surpreendentes na nossa opinião, e onde se verificou, a definição de mais equipa a subir de divisão, o IFC Torrense, ficando em aberto apenas um dos lugares de subida de divisão e que terá um encontro decisivo na próxima entre o Samora Correia e o CD Mafra, pois no encontro da 1.ª volta tivemos uma igualdade a 20 golos, e estas equipas ainda poderão terminar em igualdade pontual. Continua igualmente por decidir qual será a equipa a vencer a Zona e a estar presente na Fase Final, este facto neste momento apenas estará ao alcance de três equipas (Lagoa AC, IFC Torrense, e CD Mafra).

Classificação ao fim desta jornada – 1.º Lagoa AC (32 pontos), 2.º IFC Torrense (31 pontos), 3.º CD Mafra (30 pontos), 4.º Samora Correia (26 pontos), 5.º Cister SA (22 pontos), 6.º Oriental Lisboa (20 pontos), 7.º NA Rio Maior (19 pontos), 8.º 3 A - AA Almeirim (12 pontos).

O Noticias

PO06 Fase Final – 2017 / 2018 - II


Cronica ligeira sobre a Fase final desta prova, que está a ser disputada no mesmo formato competitivo, da época anterior.

Desta feita sem representação das Regiões Insulares.

PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos
Fase Final

2.ª Jornada
Dia 26-05-18
Sporting A 27 – 22 Águas Santas
ABC 26 – 24 Benfica A

Fase Final da prova, que voltou a ter dois encontros, onde se verifica o cruzamento entre equipas de zonas diferentes. E que apesar do equilíbrio verificado nos resultados finais, não se registaram ocorrências disciplinares. Com a nota de se registarem vitórias das equipas consideradas visitadas.

Tal como afirmamos no texto anterior, estes resultados, não configuraram (na nossa opinião) qualquer tipo de superioridade de uma zona sobre a outra. O Sporting defrontou na condição de visitado o Águas Santas, uma das equipas que normalmente têm excelentes desempenhos nos escalões de formação, e venceu o encontro apesar de algum equilíbrio entre as equipas, em especial nos primeiros momentos do encontro, para depois de uma igualdade a 5 golos, assumir o comando do jogo e chegar ao intervalo a vencer por 14-10. No segundo tempo o Águas Santas com excelente reacção, chegou a igualar a 16 golos, para depois o Sporting voltar ao comando do jogo e do marcador e terminar como vencedor. No Sporting Salvador com 10 golos e Rafael Paulo com 6 golos, foram os seus melhores marcadores, por sua vez na equipa maiata, João Gomes e Tiago Pereira, ambos com 7 golos cada, foram os seus melhores marcadores. No encontro ABC / Benfica disputado em Braga, a equipa local comandou praticamente o jogo e o marcador durante os 60 minutos, chegando ao intervalo na frente do marcador por uns confortáveis 14-8. No segundo período de jogo, e enquanto não abrandou o ritmo do mesmo, chegou a ter 10 golos de vantagem, quando o marcador assinalava 19-9 a seu favor, depois permitir uma excelente reacção do seu adversário que chegou aos 24-21, para terminar com apenas 2 golos de diferença, o que significa, que por vezes descansar sobre uma determinada vantagem, pode dar maus resultados. Gonçalo Meireles com 9 golos, e Vinicius Fonseca com 5 golos, foram os melhores marcadores do ABC, enquanto Joaquim Nazaré com 8 golos, e João Nobre com 7 golos, foram os melhores marcadores do Benfica A.

Classificação após esta jornada – 1.º Sporting A (6 pontos), 2.º ABC, e Benfica A (4 pontos), 4.º Águas Santas (2 pontos).

O Formador

Nomeações – IHF – 2017 / 2018 – IV


VII MUNDIAL JUVENIL FEMININO
SUB-18
(POLÓNIA)

Prova que se vai disputar-se em Kielce na Polónia de 7 a 19 de Agosto de 2018, o VII o Campeonato do escalão, SUB-18 Feminino, e onde Portugal estará presente com a sua selecção do escalão

Portugal vai ter uma dupla nomeada para esta prova pela IHF, que será certamente a estreia em provas desta entidade, a dupla feminina constituída por Marta Sá e Vânia Sá.
À dupla nomeada, enviamos as nossas maiores felicitações e os desejos de tudo decorrer da melhor forma.

O Regras

terça-feira, 29 de maio de 2018

P004 – Fase Final – 2017 /2018 – VIII


Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, numa Fase, onde se regista a tão desejada competitividade no escalão que todos dizem não existir.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo A
8.ª Jornada
Dia 27-05-18
Sporting 26 – 20 São Bernardo
Águas Santas 27 – 29 FC Porto
ABC 23 – 28 Benfica

Desceram de Divisão
Zona 1 – Ismai, e Académico FC
Zona 2 – Vitória FC, e Almada AC

Nova jornada totalmente disputada o que mais uma vez, se saúda, e onde se apenas, se verificou a alteração de um resultado (Águas Santas / FC Porto), em relação ao ocorrido na jornada similar da 1.ª volta, e onde o apesar da distância pontual já existente entre algumas equipas, continuam a registar-se jogos de grande equilíbrio, e foi uma jornada onde um encontro registou ocorrências disciplinares. Hoje também informaremos de que Grupo B, que já terminou e estão definidas as descidas de divisão. Neste momento apenas 3 equipas podem ser Campeãs Nacionais (Benfica, Águas Santas) que na nossa opinião são as grandes favoritas, e ainda o FC Porto. Continuando o São Bernardo a ser a única equipa que apenas regista derrotas nesta Fase da prova.

No Pavilhão Fernando Tavares, realizou-se o Sporting / São Bernardo, que foi um encontro disputado em família, face à fraca presença de espectadores, jogo disputado entre duas equipas que já estão fora da discussão pelos lugares cimeiros da classificação, e que foi o único encontro, onde se registaram ocorrências disciplinares. O Sporting que comandou o marcador e o jogo a maior parte do tempo, chegou ao intervalo a vencer por 13-11, para no segundo tempo chegar a ter por exemplo 7 golos de vantagem (24-17), e que ao terminar como vencedor confirmou o resultado da 1.ª volta. No Sporting, onde 11 jogadores marcaram golos, João Garcia com 5 golos, foi o seu principal marcador, por sua vez o melhor marcador do São Bernardo, foi David Gomes, com o mesmo número de golos (5). No encontro onde em nossa opinião se verificou a maior surpresa, se assim se poderá classificar, foi no Águas Santas / FC Porto, disputa em Águas Santas num pavilhão com uma excelente moldura humana, e onde as duas equipas apresentaram os seus melhores atletas, e que foi o único encontro onde se verificou alteração do resultado, em relação à 1.ª volta, pois desta vez terminou com a vitória do FC Porto, que ao intervalo já vencia por 16-12, para depois no segundo tempo a equipa maiata ter uma boa reacção mas que não chegou para dar a volta ao resultado, mas apenas para amenizar a diferença final. No Águas Santas Gonçalo Vieira com 9 golos, e Fábio Teixeira com 6 golos, foram os seus melhores marcadores, enquanto no FC Porto, André Sousa com 10 golos, e Martin Costa com 8 golos, foram os seus melhores marcadores. Com esta vitória o FC Porto isolou-se no 3.º lugar da classificação e ainda pode aspirar a vencer a prova. No Flávio Sá Leite, disputou-se o ABC / Benfica, com a particularidade do Benfica ter apresentado todos os seus principais atletas, inclusive Francisco Pereira, que na véspera tinha estado na eliminatória da Taça de Portugal. Foi mais encontro onde foi confirmado o resultado ocorrido na 1.ª volta, com o Benfica praticamente sempre no comando do Jogo e do marcador chegando ainda durante o primeiro tempo a ter uma vantagem de 8 golos, quando vencia por 15-7, para chegar ao intervalo na frente do marcador por 17-12, vantagem razoavelmente confortável, que lhe permitiu realizar uma completa gestão do resultado e do jogo, para no segundo tempo o ABC reduzir o diferencial para 4 golos (24-20), para o Benfica voltar a ter 7 golos de vantagem (27-20), e o encontro terminar exactamente com o mesmo diferencial verificado ao intervalo. Com esta vitória o Benfica continua a ser um dos principais candidatos à vitória na prova, enquanto o ABC, com esta derrota ficou definitivamente afastado da discussão do 1.º lugar. João Peixoto com 5 golos, foi o melhor marcador do ABC, com Francisco Pereira e os seus 10 golos, a ser o melhor marcador do Benfica.

Classificação, após a realização destes jogos – 1.º Águas Santas, e Benfica (20 pontos), 3.º FC Porto (18 pontos), 4.º ABC (16 pontos), 5.º Sporting (14 pontos), 6.º São Bernardo (8 pontos).

O Noticias.

PO13 – 2017 / 2018 – Fase de Apuramento - I


Disputou-se em regime de concentração de 25-05-18 a 27-05-18, A Fase de Apuramento, no Pavilhão Municipal da Maia (Maia).

PO13 – Campeonato Nacional de Iniciados Femininos

MAIASTARS VENCE
FASE DE APURAMENTO

Modelo Competitivo:

Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em 3 zonas geográficas (TXT a 2 voltas). O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona disputa uma fase de apuramento com o representante da região Autónoma da Madeira (TXT a 1 volta – regime concentração), sendo que o 1º Classificado fica apurado para disputar a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração). O 1º Classificado será Campeão Nacional.

Fase de Apuramento – (Maiastars, CD Feirense A, JAC-Alcanena, e CS Madeira)

Resultados

1.ª Jornada- Dia 25-05-18
Maiastars 30 – 27 JAC-Alcanena
CD Feirense A 21 – 29 CS Madeira
2.ª Jornada – Dia 26-05-18
JAC-Alcanena 29 – 26 CS Madeira
Maiastars 31 – 20 CD Feirense A
3.ª Jornada – Dia 27-05-18
CD Feirense A 36 – 46 JAC-Alcanena
CS Madeira 31 – 31 Maiastars

Classificação Final1.º Maiastars (8 pontos), 2.º JAC-Alcanena (7 pontos), 3.º CS Madeira (6 pontos), e 4.º CD Feirense (3 Pontos).

Apurado para a Fase Final – ARC Alpendorada, Porto Salvo A, CA Leça, a que se junta o Maiastars.

A Fase Final, disputa-se em regime de concentração de 08-06-18 a 10-06-18, em Porto Salvo (Oeiras), no Pavilhão da Escola Aquilino Ribeiro.

Notas Finais De registar, que toda a Fase foi disputada sem qualquer ocorrência disciplinar o que se saúda, no entanto, apenas nos jogos onde estava a participar a equipa local, tivemos assistências razoáveis, pois em todos os restantes encontros, as mesmas foram no mínimo fracas

O Formador

Europeu de Masters - 2018


CAMPEONATO DA EUROPA DE MASTERS
INNSBRUCK (ÁUSTRIA)
Portugal estará pelo menos representado nestes Europeus (Os 15.º) que se disputam entre os dias 6 e 10 de Junho de 2018 em Innsabruck na Áustria, na categoria + 50, pela equipa M50 Portugal Handball.

Nesta participam 16 equipas (1 de Portugal, 1 da Áustria, 1 da Ucrânia, 1 da Estónia, 1 de Espanha, 3 de Itália, 3 da Polonia, e 4 da Hungria), que serão divididas em 4 grupos de 4 equipa, ficando Portugal colocado no Grupo D , juntamente com Trionfale Roma, DTE Hungria e Master Warszawa da Polónia.

Lista completa da comitiva Portuguesa.

Nota- Existem mais equipas Portuguesa inscritas em outras categorias, mas até ao momento não recebemos qualquer informação. No entanto desejamos a todos os participante uma feliz e saudável competição.

O Noticias

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – XXVIII


26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
PLAY OFF
PROGRAMA DE PORTUGAL

Tal como tínhamos previsto, apenas hoje (29-05-18), foi divulgado não só a convocatória para o Play OFF, como na prática confirmado o programa já por nós divulgado.

O programa bem como a convocatória foram apresentados pelo treinador adjunto Carlos Martingo, em virtude de o Seleccionador Nacional, ainda se encontrar em competição na Roménia, mas infelizmente não foi divulgado quando se dará a junção ao grupo do próprio Seleccionador Nacional, e perdeu-se uma boa oportunidade de esclarecer toda a gente.

A única informação pertinente, foi a que fazem parte dos 20 convocados, Numo Gonçalves (Istres - França), e o Júnior Sub-20 da  AA Avanca, devido ao facto de quer Gilberto Duarte (Wisla Plock), quer João Ferraz (Wetzlar) ainda se encontrarem em competição. Mas também não foi divulgado quando se juntarão à Selecção, e mais uma vez se perdeu uma oportunidade de esclarecer toda a gente.

Assim o programa divulgado confirma na pratica tudo o que já tínhamos divulgado.

A Selecção Nacional, concentra-se em Rio Maior no dia 29-05-18, onde permanecerão durante três dias, para de seguida viajarem (02-06-18), para Cluj (Roménia), onde realizará dois jogos de preparação com o recente vencedor da Challenge CUP, o Potaissa Turda, para posteriormente em (08-06-18) seguir para Nis (Sérvia), onde defrontará a Selecção da Sérvia, no Sport Hall “Cair”, com capacidade para 5800 espectadores, regressando a Portugal (Póvoa do Varzim), onde se instalará (11-06-18), até ao dia do jogo da 2.ª Mão do Play OFF.

Calendário do Play OFF
1.ª Mão
Dia 10-06-18
Sérvia – Portugal (18H00)
2.ª Mão
Dia 14-06-18
Portugal – Sérvia (21H00) – Póvoa Varzim

Horas Locais – Quanto a transmissões neste momento ainda não existe qualquer informação, nem da EHF.  

Lista dos convocados – Como de costume sem qualquer comentário
Campeonato Mundial de Seniores Masculinos de 2019 será realizado numa organização conjunta da Dinamarca e da Alemanha, de 13 a 17-01-19.

O Banhadas Andebol

Fase Final - PO10 - 2017 / 2018 - XIII

Dando continuidade aos textos anteriormente iniciados, voltamos a referir-nos a esta prova, desta vez com a realização dos jogos relativos à 12.ª Jornada (incompleta). Não querendo deixar passar em claro esta prova do andebol nacional.

PO10 – Campeonato Nacional Seniores Feminino 2.ª Divisão

12.ª Jornada - Resultados
Dia 26-05-18
Batalha AC 21 – 24 Almeida Garrett
AD Academia Andebol SPS 17 – 24 Passos Manuel
S. Félix Marinha 19 – 30 Ílhavo AC
Dia 28-05-18
Juventude Mar – ARC Alpendorada

Apuradas para PO09 (Época 2018 / 2019) – ARC Alpendorada

Classificação após esta jornada – 1.º ARC Alpendorada (- 1 jogo, 33 pontos), 2.º Passos Manuel (32 pontos), 3.º Almeida Garrett, e Ílhavo (28 pontos), 5.º AD Academia Andebol SPS, e Juventude Mar (-1 jogo) (18 pontos), 7.º S. Félix Marinha (17 pontos), 8.º Batalha AC (14 pontos).

O Banhadas Andebol

PO11 – 2017 / 2018 – Fase Apuramento - I


Disputou-se em regime de concentração de 25 a 27-05-18 a Fase de Apuramento do (Campeonato Nacional Juniores Femininos), no Pavilhão do Alavarium, prova não fixa, que tal como todas as provas não fixas, teve a sua 1.ª Fase a ser disputada sob a responsabilidade das associações.

PO11 – Campeonato Nacional de Juniores Femininos

ALAVARIUM VENCE
FASE DE APURAMENTO
(CS MADEIRA TAMBÉM APURADO)

Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas jogando TXT a 2 voltas, apurando-se o 1º Classificado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona mais o representante da A.A. Madeira, disputam a Fase de Apuramento (TXT a 1 volta - regime concentração) apurando-se os dois primeiros classificados para a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração). O 1º classificado será Campeão Nacional.

Fase de Apuramento – (ARC Alpendorada, Alavarium, e CS Madeira).

Resultados

1.ª Jornada- Dia 25-05-18
ARC Alpendorada 30 – 31 Alavarium.
2.ª Jornada – Dia 26-05-18
CS Madeira 33 – 32 ARC Alpendorada
3.ª Jornada – Dia 27-05-18
Alavarium 28 – 26 CS Madeira

Classificação Final1.º Alavarium (6 pontos), 2.º CS Madeira (4 pontos), e 3.º ARC Alpendorada (2 pontos).

Apurado para a Fase Final – JAC-Alcanena, Maiastars, a que se juntam, Alavarium e CS Madeira.

A Fase Final, disputa-se em regime de concentração de 08-06-18 a 10-06-18, em Alcanena, no Pavilhão da Escola Secundária de Alcanena.

Notas Finais – De registar, que nesta Fase de Apuramento tivemos um encontro com ocorrências disciplinares (CS Madeira / ARC Alpendorada), jogo onde se registou um protesto de jogo, pensamos que pela equipa do ARC Alpendorada. A presença de público que foi razoável nos dois primeiros dias, mas pelo contrário no último encontro com a presença da equipa local, foi o jogo com uma assistência bastante fraca. Aguardamos pela resolução do protesto de jogo, que nas fases em concentração têm limites muito apertados, quer para concretizar quer para resolver, por isso o darmos como qualificado o CS Madeira conforme surge na classificação final do Portal da FAP.

O Formador

Liga dos Campeões – Masculina – 2017 / 2018


MONTPELLIER HB VENCE FINAL 4
DA
LIGA DOS CAMPEÕES MASCULINA
(SUCEDE A HC VARDAR)
 
Realizou-se este fim de fim-de-semana a Final 4 da Liga dos Campeões Europeus Masculina, sistema em que se disputa desde a época 2009 / 2010, e que mais uma vez se realizou em Colónia (Alemanha), no Lanxess-Arena, sempre cheio (cerca de 20.000 espectaores).

Resultado
1/2 Final
Dia 26-05-18
HBC Nantes (França) 32 – 28 PSG (França)
HC Vardar (Macedónia) 27 – 28 Montpellier HB (França)
Dia 27-06-18
3/4 Lugar
PSG 29 – 28 HC Vardar
Final
HBC Nantes 27 – 32 Montpellier HB
De salientar a ausência de equipas da Alemanha nesta final 4, e a presença pela primeira vez de 3 equipas francesas, e do último vencedor da Prova a equipa da Macedónia o HC Vardar, que ficou em 4.º lugar desta vez, com os três primeiros lugares a serem ocupados pelas equipas francesas. Infelizmente para Portugal, a Federação programou a final 4 da Taça de Portugal Masculina para os mesmos dias e quase para as mesmas horas, quando se verificou a transmissão para Portugal destes encontros de alta qualidade e forte intensidade competitiva, lamenta-se a falta de sensibilidade da nossa Federação. Com meias-finais, disputadas com forte intensidade competitiva, conforme se pode constatar pelos resultados finais, que foram todos decididos através de diferenças mínimas. De referir ainda que o Montpellier HB, repete a sua vitória na Liga dos Campeões pois tinha sido o vencedor em 2003, onde estiveram presentes o actual técnico Patrice Canayer, e o ponta Michael Guigou. Temos 4 nomes que incluíram os seus Países pela primeira vez na lista dos vencedores da Liga dos Campeões Europeus (Nikola Portner – Suiça, Diego Simonet – Argentina, Jonas Truchanovicius – Lituânia, e Mohamed Mamdouh – Egipto).

Na final totalmente francesa (a 1.ª de sempre), disputada ao mm como se costuma dizer, até cerca dos 51 minutos (igualdade a 24 golos), foi um extraordinário encontro de andebol, com a grande figura do encontro a ser o guarda-redes do Montpellier HB, Vincent Gerard, que realizou uma extraordinária exibição, e a ser juntamente dom o Argentino Diego Simonet, as grandes figuras do encontro.

Melhor Marcador das Finais 4 – Kiril Lazarov (65 golos)
Melhor Marcador da Liga dos Campeões – Uwe Gensheimer (92 golos)          
MVP – Diego Simonet

O Noticias

domingo, 27 de maio de 2018

PO20 - Taças de Portugal Seniores Masculina - 2017 / 2018 – XVII - Final 4


Chegamos ao fim de mais uma Final 4 da Taça de Portugal em Masculinos (1/2 Finais e Final), no Pavilhão Municipal de Peso da Régua. Agora passamos a lamentar que se informe da lotação esgotada do pavilhão, boas casas sim esgotadas não, basta para tal verificar os boletins de jogo, onde num se diz 700 espectadores. As transmissões pela Andebol TV e pela TVI 24 foram na nossa opinião um sucesso.

Infelizmente esta época não se deu continuidade ao processo de disputa das Finais Four dos dois géneros serem disputadas em simultâneo.
PO 20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos

BENFICA VENCE
TAÇA DE PORTUGAL MASCULINA
 (SUCEDE ABC)
Realizou-se hoje (27-05-18), o jogo da Final da Taça de Portugal Seniores Masculinos, sendo finalista da prova o Benfica e o Sporting, que teve como vencedor o

Recordamos as equipas presentes na Final 4: Benfica, FC Gaia, FC Porto e Sporting.

Resultados

1/2 Final
Dia 26-05-18
Benfica 33 – 29 FC Gaia
FC Porto 21 – 30 Sporting
Final
Dia 27-05-18
Benfica 31 – 24 Sporting

Tal como dissemos no anterior texto sobre esta final 4, O sorteio fosse qual fosse, daria sempre uma das 1/2 Final, a ser disputada entre dois dos principais candidatos, e na outra entraria sempre a equipa da 2.ª Divisão que meritoriamente atingiu esta Fase da Prova. Assim tivemos uma final que foi mais um dos clássicos da modalidade colocando frente a frente o Benfica e o Sporting, num encontro disputado com ocorrências disciplinares.

Assim no Pavilhão de Peso da Régua, desta vez e na nossa opinião completamente cheio, disputou-se a final da Taça de Portugal, que foi um encontro onde o Benfica entrando bem no jogo, e demonstrando desde logo que tinha preparado e bem o mesmo, estando em termos defensivos com uma assertividade excelente, aproveitou e bem o desnorte demonstrando pela equipa do Sporting, que em especial a partir dos 12 minutos de jogo (5-5), despareceu de jogo, e o Benfica que anulou completamente em termos de ataque o lado direito do Sporting, onde Frankis Carol (5 golos) e Pedro Portela (6 golog), foram completamente ineficazes, e o único central disponível na equipa Carlos Carneiro, não existiu praticamente durante os 60 minutos. O Benfica ao saber controlar o jogo atacante da equipa do Sporting, e ao aproveitar os seus erros técnicos e foram muitos, teve ainda na baliza Hugo Figueira em bom momento, enquanto Cudic, não existiu, ao contrário do dia anterior, também pela fraca prestação defensiva da equipa, sendo aos 22 minutos de jogo substituído por Skok, que esteve bem melhor, o intervalo chegou com o Benfica na frente do marcador por 15-10, chegando a estar na frente do marcador por 6 golos de diferença (15-9). No segundo tempo o Sporting apresenta momentaneamente melhorias na defesa, chegando a ter apenas 3 golos de desvantagem, aos 39 minutos (17-14), mas foi “sol de pouca dura”, pois o Benfica com Pedro Seabra Marques (4 golos) em bom plano rapidamente volta a colocar o Sporting a 7 golos (22-15), quando estavam decorridos, cerca de 46 minutos de jogo, com João Pais (5 golos) e Davide Carvalho (9 golos) no contra-ataque, e nas entradas de ponta a fazerem a grande diferença, aos 39 minutos de jogo acontece aquilo que há muito não víamos no andebol Nacional, uma equipa a jogar com apenas 3 jogadores de campo, o Sporting, e apenas a partir este momento tanto Frankis Carol, como Pedro Portela começaram a estar em evidência, mas já era muito tarde, pois o Benfica onde Cavalcanti (4 golos) a atacar e a defender, se apresentava no seu melhor. O Sporting neste encontro foi uma equipa que se apresentou muito perturbada. O Benfica foi uma equipa com clarividência durante os 60 minutos, demonstrando a forma como preparou o encontro, anulando completamente os pontos fortes do seu adversário. Com esta vitória o Benfica conquistou desde já o direito a disputar a supertaça na próxima época. Jogo dirigido, pela dupla lisboeta constituída por António Trinca e Tiago Monteiro, precisamente a mesma dupla da final de Almada em 2015 / 2016, que mais uma vez demonstrou não ter “estofo” para dirigir encontros deste tipo, pois em nossa opinião teve um não critério durante os 60 minutos, em quase todos os itens da modalidade, desde a sanção progressiva, até á lei da vantagem, passando pela falta do atacante, e quanto á analise sobre esta arbitragem ficamos por aqui.

Arbitragem – Mais uma vez e conforme já afirmámos, se entendem, e é a nossa opinião, os critérios subjacentes as convocatórias para esta prova, pois com as nomeações verificadas, era quase certo de que teríamos a dupla António Trinca / Tiago Monteiro a dirigir a final da prova, que deveria merecer mais respeito por parte dos responsáveis da arbitragem, face aos diversos motivos já por nós evidenciados em texto próprio.

Apuramentos Para as Provas Europeias

Nota – Sobre estas participações faremos um texto dedicado exclusivamente ao tema.

Liga dos Campeões (1) – Sporting
EHF CUP (1) – Benfica
EHF CUP (2) – FC Porto
Challenge CUP (1) – ABC

Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 31 – 2017 / 2018 – II

Crónica sobre esta prova.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

SC HORTA CAMPEÃO NACIONAL
(SUCEDE AO SÃO BERNARDO)
Resultados

Fase Final Nacional - Grupo A
10.ª Jornada
Dia 26-05-18
AD Sanjoanense 29 – 21 CCR Fermentões
ADC Benavente 22 – 31 SC Horta
CA Póvoa Varzim 27 – 29 Alto Moinho

Campeão Nacional – SC Horta
Subidas de divisãoSC Horta e CCR Fermentões

Com a disputa da última jornada da prova (Fase Final Grupo A), onde apenas faltava decidir quem seria o Campeão Nacional, com a vitória do SC Horta em Benavente e a derrota do CCR Fermentões, ficou tudo esclarecido, numa jornada, onde não se registaram ocorrências disciplinares, e onde apenas foi confirmado um resultado ( CA Póvoa Varzim / Alto Moinho), em relação ao verificado na jornada homologa da 1.ª volta.

Um dos resultados mais significativos na nossa opinião ocorreu no CA Póvoa Varzim / Alto Moinho, onde a equipa local, como não atingiu os objectivos a que se tinha proposto, realizou uma prestação abaixo do esperado e desejado, sendo que permitiu que a equipa visitante comandasse o jogo e o marcador durante o primeiro período, chegando ao intervalo com uma vantagem de 3 golos (14-11), para gerir a mesma durante o segundo tempo. E desta forma confirmar a difícil vitória obtida na 1.ª volta. Pedro Machado com 7 golos, foi o melhor marcador do CA Póvoa Varzim, com Victor Talmazan e João Machado, ambos com 6 golos cada a serem os melhores marcadores do Alto Moinho. Com esta vitória a equipa do Alto Moinho deixou a último lugar da tabela classificativa desta Fase Final. Outro resultado que nos surpreendeu, mas apenas pela diferença de golos final foi o AD Sanjoanense / CCR Fermentões, pois a equipa de Fermentões apresentou-se para este encontro, com os seus objectivos já cumpridos, enquanto a equipa local, quis demonstrar que tinha valor suficiente para estar num dos lugares de subida de divisão, e assim assistiu-se a um encontro com total domínio dos locais que chegarm ao intervalo a vencer por 14-10, e no segundo período do jogo, venceram o mesmo com um diferencial igual, pelo que a sua vitória não sofre qualquer contestação. Esta vitória da AD Sanjoanense, não provocou qualquer alteração em termos classificativos. Patrick Lemos com 6 golos, foi o melhor marcador dos locais, com João Barbosa com os seus 7 golos a ser o melhor marcador do CCR Fermentões. Terminamos com o ADC Benavente / SC Horta, encontro que terminou com a vitória do SC Horta, que assim se sagrou Campeão Nacional, não sem antes ter passado em especial no primeiro tempo por fortes dificuldades com os locais a chegarem ao intervalo com uma plena igualdade, a 13 golos, e apenas no segundo tempo, com uma autêntica alteração na dinâmica da equipa insular esta assegurou a sua vitória por números não esperados até ao intervalo. O melhor marcador do ADC Benavente, não passou dos 5 golos e foi Miguel Xavier, por vez no SC Horta José Silva com 12 golos, e Pedro Silva com 6 golos, foram os seus melhores marcadores.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º SC Horta (25 pontos), 2.º CCR Fermentões (23 pontos), 3.º AD Sanjoanense (22 pontos), 4.º CA Póvoa Varzim (19 pontos), 5.º Alto Moinho (16 pontos), 6.º ADC Benavente (15 pontos)..

Fase Final Nacional - Grupo B
Zona 1
12.ª Jornada
Dia 23-05-18
CP Natação 20 – 22 FC Gaia
Dia 25-05-18
GC Santo Tirso 38 – 28 SP. Oleiros
Dia 26-05-18
FC Porto B 37 – 30 Marítimo
São Mamede 29 – 28 Boavista FC

Disputada a 12.ª Jornada, com apenas um dos resultados a ser alterado em relação ao verificado na jornada correspondente da 1.ª volta (FC Porto B / Marítimo), e com um encontro a registar ocorrências disciplinares, (CP Natação / FC Gaia), com os resultados verificados, continua a manter-se e a reforçar-se a situação daqueles que já garantiram o lugar na mesma divisão na época seguinte, assim com aumentou o equilíbrio entre as equipas que irão discutir os lugares de descida, e que neste momento são o SP. Oleiros, CP Natação, Marítimo e o São Mamede.Com as próximas jornadas a serem decisivas, pelo que a atenção do CA nas nomeações devem na nossa opinião ser redobradas.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º GC Santo Tirso (54 pontos), 2.º FC Gaia (49 pontos), 3.º FC Porto B (43 pontos), 4.º Boavista FC (41 pontos), 5.º SP. Oleiros (38 pontos), 6.º CP Natação (36 pontos), 7.º Marítimo (35 pontos), 8.º São Mamede (33 pontos).

Zona 2
11.ª Jornada
Dia 26-05-18
CD Marienses 24 – 23 AC Sismaria
SIR 1.º Maio 26 – 24 Juventude Lis
AD Albicastrense 28 – 28 AC. Coimbra
Benfica B 29 – 29 Estarreja AC

Embora não se compreendendo o porquê, continua a existir a diferença de uma jornada entre esta zona e as outras. Nesta jornada, todos os resultados foram diferenciados do verificado na jornada equivalente da 1.ª volta, no entanto registaram-se dois encontros com ocorrências disciplinares (SIR 1.º Maio / Juventude Lis, e o AD Albicastrense / AC. Coimbra), sendo neste último encontro que se registou em nossa opinião a grande surpresa da jornada com a igualdade que a equipa de Coimbra foi obter a Castelo Branco, de resto a salientar a vitória do CD Marienses pela diferença mínima, frente ao AC Sismaria, e igualdade do Benfica diante o Estarreja AC, num encontro disputado em Estarreja por inversão do Pavilhão. Nesta zona, com a AC. Coimbra já com a garantia de descida de divisão a 3 jornadas do fim da zona (Grupo B), existem em termos matemáticos a possibilidade de descida de divisão para o AD Albicastrense, Estarreja AC, e CD Marienses.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - Benfica B (+ 1 jogo, 50 pontos), 2.º Juventude Lis (46 pontos), 3.º AC Sismaria (45 pontos), 4.º SIR 1.º Maio (+1 jogo, 43 pontos), 5.º AD Albicastrense (39 pontos), 6.º Estarreja AC (36 pontos), 7.º CD Marienses (35 pontos), 8.º AC. Coimbra (26 pontos).

Zona 3
12.ª Jornada
Dia 26-05-18
Ginásio Sul 28 – 32 Vela Tavira
Zona Azul 34 – 32 CCP Serpa
CF Sassoeiros 16 – 18 Vitória FC
CDE Camões 19 – 19 1.º Dezembro

Na Zona que continua em igualdade de jornadas com a Zona 1, disputou-se a 12.ª Jornada, que infelizmente teve registos de ocorrências disciplinares, (Ginásio Sul / Vela Tavira), e onde apenas foram alterados os resultados, em dois encontros, em relação ao verificado na jornada homóloga da 1.ª volta (Ginásio Sul / Vela Tavira, e CDE Camões / 1.º Dezembro), de salientar a difícil vitória do Zona Azul, diante o CCP Serpa, a única equipa nesta zona já condenada à descida de divisão a duas jornadas do fim da prova, e a igualdade verificada entre o CDE Camões e o 1.º Dezembro, duas das equipas que já garantiram o seu lugar na 2.ª Divisão na próxima época. Zona onde ainda estão em disputa 6 pontos, e assim temos ainda com possibilidade de descida de divisão as equipas do CF Sassoeiros, Ginásio Sul, e Vela Tavira, que com a sua vitória diante o Ginásio Sul, poderá ter adquirido algum folego para as duas jornadas finais, é no entanto mais uma zona, onde as nomeações das arbitragens para estas duas jornadas finais terão de merecer algum cuidado.

Após estes jogos a classificação ficou assim estabelecida: - 1.º Vitória FC (48 pontos), 2.º Zona Azul (46 pontos), 3.º CDE Camões (44 pontos), 4.º 1.º Dezembro (43 pontos), 5.º CF Sassoeiros (41 pontos), 6.º Ginásio Sul (40 pontos), 7.º Vela Tavira (38 pontos), 8.º CCP Serpa (25 pontos).

O Banhadas Andebol