gal vence

Euro Sub-20 Masculino Nova vitória de Portugal agora com a Hungria 31-30 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Andebol de Praia – Jogos Olímpicos da Juventude – 2018 - II


JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE
2018

De 6 a 18 de Outubro de 2018, realiza-se a 3.ª Edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires (Argentina), e pela 1.ª vez o Andebol de Praia faz parte do programa dos Jogos, que será jogado de 7 a 13 de Outubro.

Sendo apresentado a mascote oficial dos jogos
Toda a informação disponível no site da organização, neste link

Em tempo escrevemos o seguinte “O Andebol nos Jogos Olímpicos da Juventude, serão disputados por 10 equipas de cada género, constituídas por 9 jogadores cada equipa, só podendo participar atletas nascidos entre 1 de Janeiro de 2000 e 31 de Dezembro de 2002

Um País que se classifique em mais de uma modalidade colectiva, terá de optar, pois apenas poderá participar numa (excepção para o País Organizador)

Apenas haverá 9 lugares disponíveis em cada género, pois a Argentina, já encontra apurada automaticamente.

Poderemos completar a informação, que jogarão 4 atletas dos 9 inscritos por jogo, e que cada encontro será disputado em dois períodos de 10 minutos, com intervalo 5 minutos, sendo que cada tempo pontual 1 pontos sendo o resultado final o somatório dos pontos nos dois meios tempos, em caso de igualdade, o desempate será, realizado através do “shot-out”.

Agora perante uma questão levantada por um nosso leitor, e sendo verdade que até ao momento o COI, não se pronunciou sobre as diversas participações, e se levantam dividas sobre o Futebol poder substituir o Andebol, o que desde já, consideramos uma autêntica falta de respeito pela modalidade, a ser verdade esta situação! Esperamos sinceramente que tal não aconteça. E assim esclarecemos com uma texto que já publicamos em tempo oportuno e que segundo sabemos até ao momento não sofreu qualquer alteração. Com a esperança de que nunca seja aplicado no caso do Andebol Nacional.

“Renúncias de participação / substituições

Conforme noticiado em artigo anterior sobre este tema onde informamos de que: “Um País que se classifique em mais de uma modalidade colectiva, terá de optar, pois apenas poderá participar numa (Excepção para o País Organizador) ”, poderá dar origem que nem todos os Países que obtenham a qualificação nos Múndias de SUB-17, estejam presentes na modalidade nos Jogos Olímpicos da Juventude, por exemplo Portugal se obter a qualificação nos dois géneros em Andebol, mas também obter uma qualificação em Futebol, poderá perguntar-se quem irá.

Nestas situações a substituição será feita da seguinte forma

  1. Se um País renuncia ao seu lugar, está passará para o País que esteja melhor situado no Ranking da categoria e género, em andebol de praia, e que não tenha obtido a qualificação para o Mundial da SUB-17.
  2. Se o a vaga mesmo assim não poder ser preenchida, a mesma passará para a equipa do mesmo Continente, com melhor Ranking a nível de Seniores em 20 de julho de 2017 e que não tenha obtido o apuramento para o Mundial de SUB-17.
  3. Continuando a vaga em aberto após a aplicação dos critérios anteriores, a mesma será atribuída ao País com melhor Ranking nos Seniores em Andebol de Praia em 20 de Julho de 2017, sem levar em linha de conta o Continente a que pertence.
  4. A Argentina não se classifica através do Mundial, se terminar em um dos primeiros lugares do mesmo, o lugar para os Jogos Olímpicos da Juventude de Buenos Aires 2018, será então atribuído ao melhor classificado Pan-americano no Mundial de SUB-17”
O Noticias

Sem comentários: