gal vence

Euro Sub-20 Masculino Nova vitória de Portugal agora com a Hungria 31-30 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 29 de junho de 2018

Ranking Europeu para a Época 2019 / 2020 – Masculinos - I


PORTUGAL MANTÉM-SE NO TOP 10
E SUBIU 1 LUGAR (8.º)

Depois de termos publicado um texto sobre o Ranking Feminino, que foram divulgados pela EHF em 25-06-18, (com a FAP a elaborar um texto apenas sobre os Masculinos), agora procederemos de igual forma para a tabela de Ranking Masculino para a Época 2019 / 2020.

Na época onde estes Rankings serão aplicados, a Liga dos Campeões deixa de ter Países com direito a dois (2) representantes, tendo direito a um representante todos os Países que situem até ao 27.º lugar. Segundo a EHF, o sistema de classificação define o número de equipas, que cada Federação têm direito a inscrever em cada competição de clubes, com o decorrer das competições e com as classificações obtidas, o Ranking vai sendo ajustado, no entanto em ambos os casos, em cada temporada, apenas as equipas melhor posicionadas de cada País, e em cada competição recebem pontos para o Ranking da sua Federação Nacional.

Tabela Masculina
Verifica-se que a França passou a liderar a tabela, ultrapassando a Alemanha, e com as classificações obtidas pelos seus clubes nas últimas três épocas, passou de 4.º lugar para a liderança, sendo um dos factos mais relevantes da leitura desta tabela. E desta forma França e Alemanha, serão os únicos Países a terem direito a cinco (5) equipas nas competições Europeias, em detrimento da Espanha que perdeu esse direito. Com estes dois Países a liderarem a tabela com um diferencial significativo sobre o terceiro da tabela (Espanha).

Nos sete (7) primeiros lugares da tabela, apenas se verificaram trocas de posição, pois continuam a ser ocupados pelos mesmos.

Portugal sobe um lugar (na época anterior tinha subido outro) (passando de 9.º lugar, para 8.º), infelizmente esta subida voltou a não ter consequências práticas, pois voltou a não ter como consequência imediata a confirmação da entrada directa do nosso representante nos Grupos A e B da Liga dos Campeões que na época 2018/2019, e muito provavelmente irá continuar assim por mais alguns anos. Continuamos em termos de Masculinos num “patamar” bastante aceitável, e que muito se deve á participação das equipas portuguesas nas provas Europeias, nomeadamente o Sporting, o ABC, o Benfica, o FC Porto, e do Madeira SAD…Apesar desta nova classificação Portugal continua a ter direito a 4 equipas (1 na Liga dos Campeões, 2 na EHF CUP, e 1 na Challenge CUP).

Algumas das mais significativas movimentações na tabela foram da Bielorrússia, que passou de 12.º para 9.º, com a Grécia a subir sete (7) lugares de 29.º para 22.º, com as quedas mais significativas a serem da Itália que passou de 33.º para 38.º, a Sérvia que passou de 19.º para 26.º e a República Checa que passou de 21.º para 27.º em igualdade pontual com a Sérvia.

Cada Federação têm o direito de pedir uma melhoria de competição, como por exemplo da EHF CUP, para a Liga dos Campeões, ou da Challenge cup para a EHF CUP. 

O Analista

Sem comentários: