gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

A Sedução …. pelo Poder

OS CANDIDATOS A CANDIDATOS
 
Ciclicamente, num País em cada vez maiores dificuldades, onde as modalidades desportivas, não escapam a este fenómeno, vão surgindo nomes de auto proclamados candidatos e diga-se desde já, que ainda não vimos nenhum a dizer que gostava de trabalhar e servir a modalidade, pois isso é difícil.
 
Conforme já dissemos em anterior texto sobre este assunto, os “Candidatos a Candidatos” (sim, não passam disso mesmo) nada nos trazem de novo ou não introduzem valor acrescentado, mais parecendo meros peões de alguém e de alguns que ou não se deixam referenciar, ou acham que este ainda não é o momento oportuno.
 
Mas mais estranho é o total aproveitamento de alguns Órgãos da Comunicação Social de referência desportiva, que imediatamente dão cobertura a estes “Candidatos a Candidatos”, sem programa, que apenas procuram protagonismo, e Futebolizam o Andebol, que de per si prescindiria de tão “aziagos” interessados. 
 
Como é possível numa semana ser-se “Candidato a Candidato” e na semana seguinte ser-se candidato a diretor do departamento de futebol (cargo normalmente bem remunerado) de um dos grandes clubes Portugueses, “embora a sua lista tenha sido amplamente derrotada”.
 
O desporto português parece ser a tabua de salvação de alguns (des)iluminados que, quando estavam ligados á modalidade abandonaram a mesma para serem diretores remunerados do Futebol. O que será que esperam agora…
 
Já referimos que é bom que surjam “Candidatos a Candidatos”, mas tragam consigo valor acrescentado, mais valias, e sempre com o rigor inerente. E já agora que os clubes por onde ”deixaram algum rasto”, não venham a ter que ser obrigados a alterar a sua designação, porque isto não é bonito, bem pelo contrário.
 
Mas seria de todo interessante saber quais os investidores / apoiantes que acompanham os “Candidatos a Candidatos” para conhecermos a sua fiabilidade.
 
Ficamos a aguardar ansiosamente por “Candidatos a Candidatos”, mas com credibilidade.
 
O Jurássico

10 comentários:

Anónimo disse...

á ganda banhadas só falta dar o prefil do candidato e quanto quer ganhar, ou será mais um reformado
gostei

by by o adepto

sedas disse...

O tal candidato a candidato foi um dos responsáveis pela contratação de Donner e um dos obreiros dos maiores feitos de sempre do Andebol Português..

Infelizmente continua-se a criticar quem tem obra feita e a valorizar (dar tachos) e premiar aqueles que destruiram anos de crescimento como acontece com Luís Santos que com a Guerra Federação/ Liga deu cabo da competitividade do Andebol Português

Anónimo disse...

Luis Santos deu cabo da competitividade do andebol português?
Isto só pode ser dito por quem não gosta do homem mesmo sem motivo ou só porque sim, ou por alguém que ainda está ressabiado por ter perdido influência na esfera andebolística.

Que surja um Luis Santos ou o próprio Luis Santos, para salvação do andebol português.

Anónimo disse...

já me tinham contado muitas anedotas, agora a do comentário das 01:12, obrigaou-me a deitar no chão para rir, então esse pequeno é que contratou com o Donner mas com o dinheiro de quem do dele, não diga mais nada que eu choro, tenham dó de nós que gostamos de andebol.

Anónimo disse...

O candidato a candidato foi fortemente remunerado no ABC e saiu do ABC quando o ABC deu o "piu", sendo ele um dos principais obreiros da desgraça que caiu sobre o ABC. Reparem que nunca mais ocupou qualquer cargo no ABC, nem mesmo depois de muitos anos de limpeza que o Luís Teles fez do lixo que esses senhores deixaram e que ainda hoje tem dividas. Não é visto nem achado no pavilhão do ABC, com exceção destes últimos meses que se afirmou como candidato. O motivo é simples: já acabou a "massa" que ganhou no futebol, como tinha acabado a que ganhou no andebol e o salário de professor está a ficar muito curtinho! Para o bife ainda vai dando, mas para alimentar a noite é claramente insuficiente. Vejam lá se arranjam um lugar para o homem que ele faz o que for preciso: agride, insulta, contrata "povo" para alegrar a noite, etc. Ele é muito prestavel e faz o que for preciso por um punhado de euros!

Anónimo disse...

A contratação de Donner foi ótima ,nem me interessa se foi ele ou não, não tenho é dúvida do carater andebolístico desse senhor.Ou seja se surgir um convite do futebol,estamos bem. Por onde andou esse tal senhor todos estes anos?

Anónimo disse...

Há uma palavra que define homens como o Artur Monteiro, mas não a posso prenunciar porque não é qualificável! Deixo duas perguntas: o que deu este homem ao andebol? O que ganhou este homem com o andebol? Digam-me uma ação meritória que o defina como homem quando andou pelo andebol (as meninas no Japão não contam!)? Digam-me um dirigente de clube adversário, um arbitro nacional ou regional que não tenha sido insultado por este senhor? Digam-me quantos foram (tantos!) os dirigentes e atletas adversários que foram cuspidos (com saliva mesmo!) por este senhor durante os jogos?
Detesto o Luís Santos pk também acho que foi uma praga para o andebol, mas entre ele e esse senhor prefiro de longe o Luis Santos! O LS é ditador, é retrogada, já passou do prazo de validade, mas pelo menos não cospe em ninguem!

sedas disse...

Ao anónimo das 16h18 basta ver o nível dos clubes e da Selecção Portuguesa antes e depois do Luis Santos e da Guerra FAP, Liga..

De participantes em Europeus e Mundiais (com um honroso 7º Lugar) e de Finais e Meias-Finais da Champions em clubes a carne para canhão em qualquer prova em que participemos, foi este o percurso do Andebol em Portugal depois desse "senhor" ter destruído a competitividade existente e a carreira a vários atletas muito promissores...

Anónimo disse...

O importante é manter um conjunto de Dirigentes Profissionais.
Mais funcionários que o Futebol com vencimentos chorudos.
Uma direção profissional que nem consegue por a Web a trabalhar.
um Conselho de Arbitragem que gasta mais em Almoços e Jantares e deslocações que qualquer Deputado de Aveiro.
tenham juízo
Mudanças Rápidas na Liderança da FAP e na Arbitragem com esta gente não se vaia lado nenhum !

Anónimo disse...

O nosso Andebol está pela hora da morte....Um campeonato dos mais fracos da Europa...com um nível péssimo de jogadores e com um nível de Andebol jogado depressível...com uma arbitragem de nível lamentável... mas a arbitragem tem até alguma "desculpa" pois três factores fazem dos árbitros os grandes prejudicados na época actual ...um conselho de arbitragem que está a "bater cabeça" a não demonstrar até agora capacidade para formar árbitros, formar duplas e criar grupos definidos para os determinados escalões do Andebol Português... A pouca harmonia entre conselho de arbitragem e árbitros.... e um órgão "fantasma" chamado "APAOMA" que se não existisse, não fazia cá falta... e por fim o não pagamento aos árbitros..que andam a financiar o Andebol....

enfim.....

Salvem o andebol Português....