gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 22 de setembro de 2020

Competições Europeias 2020 / 2021 – XXXII

 
SPORTING EMPATA NA ROMÉNIA

EHF EUROPEAN LEAGUE - MASCULINA

2.ª RONDA DE QUALIFICAÇÃO

 (ÉPOCA 2020 / 2021)


Masculinos

EHF EUROPEAN LEAGUE

O Sporting, defrontou hoje na Roménia a equipa do Dobrega S. Constante, em jogo da 1.ª Mão da 2.ª Ronda de Qualificação desta prova, terminando o encontro numa igualdade, que permite ter todas as esperanças na eliminatória. Foi um encontro de grande equilíbrio em especial nos primeiros 30 minutos, onde as alternâncias no marcador se sucederam, bem como diversas igualdades, destacando Pedro Valdez (4 golos, 67% de eficácia - Sai lesionado perto do fim do jogo), e Carol (6 golos, 55% de eficácia), e ainda o reforço Schongarth (3 golos, mas apenas 47% de eficácia), e aos 18 minutos o Sporting estava na frente do marcador por 10-8, máxima vantagem ocorrido durante este primeiro tempo, para aos 26 minutos termos uma igualdade a 13 golos, e terminar o primeiro tempo com a equipa portuguesa na frente do marcador por 16-14, diante uma equipa que defendeu fortemente e agressividade, mas teve um guarda-redes com apenas 11% de eficácia (Iancu), mas o ataque planeado encontrou, um Skok com 33% de eficácia, neste período). No segundo tempo o Sporting, entrou bastante mal cometendo algumas faltas técnicas, e sofrendo algumas faltas no ataque que não foram assinaladas, enquanto a equipa romenas teve agora na baliza Vasile (33% de eficacia), que defendeu tudo o que havia para defender, levando a que a sua equipa realizasse um parcial de 5-0, e aos 39 minutos já estivesse na frente do marcador por 19-16, chegando aos 43 minutos a vencer por 21-17 (maior diferencial registado durante todo o encontro), onde Ionita (8 golos, 89% de eficácia), ia sendo o seu jogador mais preponderante, juntamente com Komogorov (5 golos, 56% de eficácia), sendo ele a comandar as acções quer defensivas quer atacantes da sua equipa, no Sporting, com a entrada de Manuel Gaspar para a baliza (44% de eficácia), e de Salvador (3 golos, 75% de eficacia), foi recuperando, e aos 51 minutos já vencia por 24-23, com o jogo daqui até final a estar sempre com grande equilíbrio no marcador, e aos 59 minutos a equipa portuguesa vencia por 27-26, sofrendo o 27-27 a 30 segundos dos 60, com 7 segundos para terminar usa o seu Time-Out, sofrendo uma conveniente falta atacante a 1 segundo do encontro. Dirigiu este encontro uma dupla da Croácia, constituída, por Tomislav Cindric, e Robert Gonzurek, que realizou uma arbitragem de grande conveniência e experiência, não sendo coerente na sanção progressiva, nem nos livre de 7 metros, e na falta do atacante, e ficamos por aqui, pois senão a crónica seria apenas de arbitragem.

1.ª Mão

22-09-20

Dobrega S. Constanta (Roménia) 27 – 27 Sporting

2.ª Mão

29-09-20

Sporting - Dobrega S. Constanta (Roménia) (19H45) Sporting TV/ Andebol TV

Horas Continentais


O Noticias

Sorteios – PO02 - 2020 / 2021 - Sorteio

Embora a Federação não tenha realizado nenhuma publicação atempada, sobre as equipas que participam em definitivo nesta prova, conforme é referido no CO n.º 73 de 12-05-20, depois de concluída a PO02A, e já com as diversas equipas devidamente apuradas (esperamos nós), mas com total desconhecimento do enquadramento das Zonas, que apenas se soube durante a realização do Sorteio, que se realizou-se hoje (22-09-20).

Devemos recordar que esta prova é disputada em 3 Zonas com 12 (mais 2 do que na época anterior) clubes em cada zona, com um total de 36, criando certamente algumas dificuldades na constituição das zonas, conforme já por nós previsto, no texto de análise da prova.

Tal como prevíamos na sua analise a PO02, no seu formato competitivo, não sofreu alterações, apesar do aumento de participantes, passou de 30 para 36, aumentando o número de equipas (este aumento de equipas, não é eventual, pois no Regulamento da PO03, prevêem-se 6 subidas), dividindo a prova em 3 zonas de 12 equipas (1.ª Fase, TxT a 2 voltas), a Fase Final (Grupo A) passa a ser disputada por apenas 6 equipas (Bem), tendo como grande novidade o impedimento da participação das equipas B na fase Final, numa decisão de bom senso, tal na época anterior, as equipas apuradas, transportarão consigo os resultados dos jogos disputados entre si, Existindo uma outra grande novidade, é que apenas ascende de Divisão o vencedor da prova (aqui discordamos), e o 2.º classificado disputará um Play Off com 15.º Classificado da PO01. Não existe disputa do Grupo B, sendo despromovidos os 2 últimos classificados em cada zona, num total de 6 descidas, com todas as outras equipas a disputarem a PO02 na época seguinte.

E tal como se previa na zona 1 não se registaram grandes mexidas com a inclusão do São Mamede, Boavista FC B, CDC Santana, SC Espinho, e saída previsível do CD Feirense. Verificou-se ainda que a Zona 2 devido à necessária integração das equipas que subiram de divisão, foi das zonas que sofreram mais alterações, incluindo a passagem do CD Feirense que estava na Zona 1, salientando-se a passagem do Marítimo da Zona 3 para esta Zona, e a mudança do CD Mafra para a Zona 3, Na Zona 3 a principal alteração diz respeito à integração do CD Marienses na mesma, com esta Zona, a ir de Lisboa ao Algarve, passando pelos Açores, em termos de formato teremos de dizer que não estamos de acordo, pois existem equipas a mais, mas finalmente e como já referimos deixou de ser permitido e bem (na nossa opinião) que as equipas B, estejam presentes na Fase Final.

Foi uma prova que mais uma vez sofreu um forte alargamento no seu número de participantes, aumento esse que no nosso entender não significou, nem mais qualidade nem mais competitividade. Aqui existiu uma tentativa de a grande maioria dos clubes da PO01, ou pelo menos uma quantidade apreciável dos mesmos, apresentar equipas “B” (o que não resultou), esperando ainda, de que tal facto originasse um menor abandono de atletas, com um maior aproveitamento dos seniores de 1.º ano, mas apesar da alteração dos escalões que se verificou, constata-se que os objectivos, estão longe de serem atingidos. Com a adesão a continuar a ser um autêntico Fracasso.

Pensamos que a qualidade competitiva, apenas vai existir na chamada Fase Final Nacional

A 1.ª Fase terá início em 03-10-20 e terminará em 24-04-21.

Resultado do Sorteio:

PO02 – Campeonato Nacional Seniores Masculinos da 2.ª Divisão

Zona 1Arsenal, Xico Andebol, AC Fafe, São Mamede, CDC Santana, FC Porto B, CA Penafiel, Modicus, SP. Oleiros, GC Santo Tirso, SC Espinho, e Boavista FC B.

1.ª Jornada

03-10-20

Zona 2 – Marítimo, Estarreja AC, Alavarium, São Bernardo, Juventude Lis, AC Sismaria, ADC Benavente, Académica Coimbra, AD Albicastrense, CD Feirense, AD Academia Andebol SPS, e Académico Viseu FC.

1.ª Jornada

03-10-20

Zona 3Sporting B, CF Sassoeiros, 1.º Dezembro, CDE Camões, Oriental Lisboa, Alto Moinho, CD Mafra, Lagoa AC, Vela Tavira, Almada AC, Évora AC, e CD Marienses.

1.ª Jornada

03-10-20

O Noticias

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Competições Europeias 2020 / 2021 – XXXI

Mais uma semana onde temos uma equipa Portuguesa no Masculino, a disputar o encontro da 1.ª Mão da 2.ª Ronda de Qualificação da EHF Europenas League Masculina.

EHF EUROPEAN LEAGUE - MASCULINA

2.ª RONDA DE QUALIFICAÇÃO

 (ÉPOCA 2020 / 2021)


Masculinos

EHF EUROPEAN LEAGUE

O Sporting, defronta nesta Ronda de Qualificação a equipa Romena do Dobrega S. Constante, numa eliminatória que não se nos afigura fácil, equipa que na 1.ª ronda de qualificação eliminou co relativa facilidade o HC Victor da Rússia, vencendo ambos os encontros, mas deve-se ter em especial atenção aos jogos disputados no seu reduto, que será o local onde a equipa portuguesa disputará o seu primeiro jogo. Regista-se a curiosidade de no plantel da equipa romena o brasileiro Fábio Chiuffa, um Ex Sporting.

1.ª Mão

22-09-20

Dobrega S. Constanta (Roménia) – Sporting (17H45)

2.ª Mão

29-09-20

Sporting - Dobrega S. Constanta (Roménia) (19H45)

Horas Continentais


O Noticias

Nomeações – EHF – 2020 / 2021 – VI

A EHF, realizou novas nomeações para as suas provas. Portugal teve as seguintes.

Árbitros

Duarte Santos / Ricardo Fonseca – Foram nomeados para o encontro da 2.ª Jornada do Grupo B da Liga dos Campeões Masculinos, que se disputa entre o THW Kiel (Alemanha) e o HBC Nantes (França), na Alemanha, no dia 24-09-20.

Delegados

António Goulão – Foi nomeado para o encontro da 2.ª Jornada do Grupo A da Liga dos Campeões Masculinos, que se disputa entre o FC Porto (Portugal) e o HC Meshkov Brestl (Bielorrússia), em Portugal, no dia 23-09-20.

Ao nomeado, desejamos as maiores felicidades no desempenho das suas funções.

O Regras

domingo, 20 de setembro de 2020

Crónica de Fim-de–semana - PO02-A – Apuramento ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos – Época 2020 / 2021 - II

 
SÃO MAMEDE, ACADEMIA DE ANDEBOL SPS, ORIENTAL LISBOA E ACADÉMICA COIMBRA, ASCENDEM AO CAMPEONATO NACIONAL DA 2.ª DIVISÃO SENIORES MASCULINOS

Crónica sobre esta prova, com a realização dos jogos da 3.ª e última Jornada, relativos a PO02A. 

PO02A – Apuramento ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos).

Apurados os dois primeiros classificados em cada Zona.

Zona1

Participantes – AC Lusitanos, São Mamede, e Academia de Andebol SPS - Em São Bernardo

Resultados

1.ª Jornada

Dia 18-09-20

AC Lusitanos 29 – 30 AD Academia Andebol SPS

2.ª Jornada

Dia 19-09-20

São Mamede 35 – 16 AC Lusitanos

3.ª Jornada

Dia 20-09-20

AD Academia Andebol SPS 34 – 30 São Mamede

Na última jornada desta Zona, com os apuramentos já definidos, o encontro realizado, apenas serviu, para definir o 1.º Classificado. Com a vilória da AS Academia Andebol SPS, a equipa não só venceu a Zona, como confirmou a sua subida de divisão, num jogo em que comandou praticamente o marcador durante os 60 minutos, chegando ao intervalo a vencer pela maior diferença que se registou durante todo o encontro (19-14), no segundo tempo, embora nunca perdesse o comando do marcador permitiu por diversas vezes uma aproximação do marcador como por exemplo aos 26-25, cerca dos 50 minutos de jogo, para terminar com um diferencial de 4 golos. A equipa de São Pedro Sul, onde 11 jogadores a marcarem golos, teve em Manuel Lores com 10 golos o seu principal marcador, no São Mamede com 10 jogadores a concretizarem golos, Gonçalo Guimarães com 5 golos, foi o seu principal marcador, num encontro sem o registo de qualquer ocorrência disciplinar.

Classificação após este encontro – 1.º AD Academia Andebol SPS, (6 Pontos), 3.º São Mamede, (4 pontos), 3.º AC Lusitanos, 2 pontos.

Zona 2

Participantes – Académica de Coimbra, Oriental Lisboa, IFC Torrense – Na Nazaré

Resultados

1.ª Jornada

Dia 18-09-20

Oriental Lisboa 22 – 22 Académica de Coimbra

2.ª Jornada

Dia 19-09-20

IFC Torrense 24 – 27 Oriental Lisboa

3.ª Jornada

Dia 20-09-20

Académica de Coimbra 33 – 24 IFC Torrense

Na Nazaré realizou-se o Académica Coimbra / IFC Torrense, jogo disputado igualmente sem disciplina, que era o encontro de todas as decisões, e desta forma tivemos uns primeiros 30 minutos de alternâncias no marcador e com diversas igualdades, cerca dos 10 minutos a Académica Coimbra vencia por 5-4, para cerca dos 20 minutos estar a perder por 10-9, e o intervalo chegar com o IFC Torrense na frente do marcador por 15-13. Nos segundos 30 minutos tudo se alterou e a Académica de Coimbra não só recuperou no marcador como rapidamente assume o comando do jogo, e cerca dos 40 minutos já vencia por 23-21, passando a liderar o marcador até final do encontro apesar de alguns momentos de reação do IFC Torrense que ainda chegou à diferença mínima cerca dos 50 minutos (26-25), para os academistas, se superiorizarem nos últimos minutos terminando com resultado, diga-se diferencial que não estava nas previsões de muita gente. Com esta vitória a Académica de Coimbra, faz companhia ao Oriental Lisboa na ascensão à 2.ª Divisão Nacional. Diogo Carvalho com 10 golos foi o principal marcador da Académica Coimbra, onde 10 atletas marcaram golos, no IFC Torrense, Hélder Silva (6 golos), e Marcelo Amaral (5 golos), foram os melhores marcadores da equipa.

Zona 2

Classificação após este encontro – 1.º Académica Coimbra, e Oriental Lisboa, (5 Pontos), 3.º IFC Torrense (2 pontos).

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 03 – 2020 / 2021 – I – Atualizada

Crónica de fim-de-Semana, sobre a PO01, relativa aos encontros que não foram nem antecipados nem adiados, relativos à 2.ª Jornada.

Continua-se a dar valor acrescentado às diversas transmissões que poderão ser efetuadas, em especial pelos canais próprios de alguns clubes, via internet e não só, tal como se saúda o positivismo das diversas Transmissões da Andebol TV, e esta época do regresso da Bola TV. De referir que hoje transmissão da Andebol TV do Boavista FC / Benfica, iniciou-se bastante depois do inicio do jogo. Apenas esperando que se continue a verificar uma forte melhoria nos seus comentadores. E que seja uma boa prova, disputada com verdade e desportivismo, por todos os intervenientes.

PO01 – Campeonato Nacional Placard 1 Seniores Masculinos.

1.ª Jornada

Belenenses - Boa Hora  (ADIADO)

Dia 31-10-20

SC Horta - FC Gaia (21H00)

Madeira SAD - Póvoa AC

2.ª Jornada

Dia 18-09-20

FC Gaia 27 – 32 Sporting

Dia 19-09-20

Águas Santas - Belenenses (ADIADO)

Boavista FC 25 - 36 Benfica

ABC 24 – 16 SC Horta

AA Avanca 20 – 24 Vitória FC

Póvoa AC 27 – 25 AD Sanjoanense

Boa Hora 22 – 22 Madeira SAD

Dia 20-09-20

Ismai 12 - 31 FC Porto

Voltamos a referir que o encontro adiado (Águas Santas / Belenenses), que desta vez não mereceram qualquer explicação por parte da Federação o que torna, à evidência, a fraca informação da FAP, o que se lamenta. Realizaram –se os restantes encontros, de que realizamos esta ligeira crónica. Com a certeza de que provavelmente apenas teremos um simples relatório estatístico, pois os directos terminaram (um forte retrocesso na modalidade), com a Federação mais uma vez a esquecer-se da matéria regulamentar por si elaborada e aprovada, ver ponto 8 do Artigo 11.º do Regulamento da prova. Continuaremos a falar neste tema até que alguém venha a público esclarecer o que se passa na realidade. Quanto ao chamado Relatório Estatístico, esta semana surgiram mais cedo no Portal da FAP, embora apenas passado bastante tempo após o términus dos encontros. Nos jogos que se realizaram, tivemos apenas um encontro ocorrências disciplinares registadas. Apesar de começarmos cedo com a inversão dos jogos.

Atualização

Ismai 12 – 31 FC Porto

Jogo disputado no Pavilhão Municipal da Maia, e que foi plenamente demonstrativo, do desequilíbrio existente entre as equipas nesta prova, esperando nós que leve os responsáveis da modalidade à necessária reflexão sobre o modelo competitivo. O FC Porto, fez um jogo de autêntica gestão do seu plantel, tendo em conta o seu calendário internacional, por sua vez o Ismai, foi uma equipa demasiado frágil, inclusive para este FC Porto, que não apresentou alguns dos seus principais jogadores, e cometeu um sem numero de faltas técnicas, algumas que consideramos inadmissíveis para uma 1.ª Divisão Nacional, o FC Porto que fez um jogo de sentido único, de tal forma, que aos 15 minutos vencia por 6-0, uma atordoada equipa do Ismai, qua apenas marca o seu segundo golos aos 23 minutos quando coloca o resultado em 11-2, a favor do FC Porto, que chega ao intervalo a vencer por uns claros 14-4, e com a sua principal figura na nossa opinião a ser o seu guarda-redes, Nikola Mitrevski, que esteve soberbo entre os postes, nas poucas vezes que foi colocado à prova, no segundo tempo pouco ou nada se alterou, embora o Ismai tentasse com uma alteração defensiva (passando para uma defesa mais aberta), contornar o que se estava a verificar em campo, com o FC Porto, a atingir um diferencial de 20 golos aos 50 minutos (26-6), números completamente esclarecedores, terminando por ser Iturriza com 6 golos o seu melhor marcador, tendo no banco por exemplo António Areia e Diogo Branquinho, que nem chegar a participar no jogo, e com Ivan Sliskovic e Miguel Alves, a marcarem ambos 5 golos, e a equipa com um excelente aproveitamento dos ataques rápidos. A equipa do Ismai, cedo se revelou demasiado “fraca”, sendo uma equipa a quem se exige mais, em especial nos processos atacantes, que não podem ser tão precipitados, para não dizer “atabalhoados”, apesar de ter 11 jogadores a marcarem golos, Hugo Rosário com dois golos, acaba por ser o seu melhor marcador num jogo, que devem refletir sobre o que “não fizeram”. Dirigiu e bem o encontro a dupla de Aveiro, constituída por Ruben Maia, e André Nunes, que foram coerentes durante os 60 minutos, quer na sanção progressiva, quer nos livres de 7 metros em especial.

Boavista FC 25 – 36 Benfica

No Pavilhão da Luz, realizou-se o Boavista FC / Benfica, jogo com inversão de pavilhão, que tal como todos os outros, foram disputados sem público, que começou como era esperado com o Benfica na frente do marcador, e com a jovem equipa do Boavista FC, a dar a réplica possível, e aos 20 minutos vencia por 10-6, para aos 23 minutos, chegar aos 12-6, e com Paulo Moreno (9 golos) em bom plano, numa equipa que se apresentou com Gustavo Capdeville na baliza, que esteve em bom plano, e com o Benfica a chegar 8 golos de vantagem aos 28 minutos (16-8), diferença que se verificava ao intervalo (17-9). De salientar que o Boavista FC, neste encontro não apresentou o seu “veterano” guarda-redes Sérgio Morgado, apresentando Carlos Guimarães na baliza que fez o que pode, dizer ainda que a equipa do Boavista FC, apresentou o jogador chileno, Emilio Valenzuela (5 golos, melhor marcador da equipa), que mostrou ser um bom jogador apesar da falta de envergadura física (na nossa opinião), no segundo tempo, o Benfica continuou a demonstrar a sua superioridade, chegando aos 13 golos de vantagem (32-19, por exemplo), com os técnicos das duas equipas a darem tempo de jogo a praticamente todos os seus jovens jogadores, incluindo os jovens, Gonçalo Coelho do Boavista FC, e Pedro Tonicher no Benfica, de destacar ainda que no Benfica 10 jogadores marcaram golos, com Nyokas (7 golos) a ser um dos seus principais marcadores, juntamente com o espanhol Arnau (6 golos), e gestão do plantel do Boavista FC, permitiu que 11 dos seus atletas marcassem golos, com Miguel Costa a acompanhar com 4 golos, o colega chileno, e um apalavra para o bom jogo de Francisco Lopes (3 golos), a jogar como pivô no meio da muralha encarnada. Jogo dirigido, sem quaisquer problemas pela dupla da Madeira, constituída por Gonçalo Aveiro, e Hugo Fernandes.

Boa Hora 22 – 22 Madeira SAD

Jogo realizado no pavilhão Fernando Tavares, que se iniciou com total superioridade da equipa madeirense, que chegou a comandar o marcador com 4 golos de vantagem, (7-3) aos 16 minutos, apresentando-se com uma defesa mais agressiva e mais profunda, a aproveitando e bem a maior experiencia dos seus jogadores, num jogo em que o número de faltas técnicas, nos pareceu um pouco exagerado, com o Boa Hora a solicitar o seu Time Out neste momento, e que se revelou de uma extrema oportunidade, sendo acompanhado com a entrada de Paulo Vinícios (6 golos), que passou a fazer a diferença, bem acompanhado por Tiago Cardoso na baliza do Boa Hora (equipa mais jovem e mais inexperiente), e com a alteração do sistema defensivo, também para uma maior profundidade, o Boa Hora iguala o marcador a 8 golos aos 26 minutos, precisamente pelo jogador referido, e consegue passar ainda que esporadicamente para a frente do marcador 10-9, aos 29 minutos e 40 segundos, permitindo no entanto que Vrazalica (4 golos) ainda igualasse o marcador a 10 golos, resultado com que se atingiu o intervalo. No segundo tempo tivemos um encontro cheio de emotividade, com a equipa do Madeira SAD com a sua experiencia, a aproveitar e bem as superioridades numéricas de que dispôs, criando diferenciais de 3 golos, 13-10 (aos 34 minutos), e 17-14 (17 minutos), com a equipa do Boa Hora a recuperar sempre, igualando aos 20 minutos a 17 golos, e a 21 golos aos 28 minutos, jogando os dois minutos finais em superioridade numérica, e aos 29 minutos e 20 segundos vencia por 22-21, permitindo a igualdade através de Elledy Semedo (6 golos, melhor marcador da equipa), que utilizou toda a sua experiencia, para perder a oportunidade de vencer na marcação de um livre de 7 metros, com o tempo terminado, por Pedro Pinto (5 golos), que acertou na barra, ele que tinha sido um dos melhores jogadores da equipa, Na nossa opinião as substituições defesa / ataque, realizadas pelo Boa Hora, retiram-lhe fluidez na transição rápida que era possível nesses momentos. Dirigiu este encontro a dupla de Leiria / Santarém, Francisco Remígio e Fábio Gonçalves, que demonstraram ainda pouca experiencia, para jogos desta exigência, em especial, no sansão progressiva, nos 7 metros e na lei da vantagem.

No pavilhão Adelino Costa, disputou-se o AA Avanca / Vitória FC, que tinha todos os “condimentos” para ser um dos jogos mais interessantes da jornada, mas na realidade durou pouco tempo, tendo a equipa visitada, começado melhor e mantendo-se dentro do jogo até cerca dos 13 minutos quando se verificava uma igualdade a 4 golos, momento em que a equipa do Vitória passa para a frente do marcador, situação que manteve até ao intervalo, onde chegou a vencer por 11-7, maior diferencial registado nos primeiros 30 minutos. No segundo tempo e num campo onde o piso tornou o jogo praticamente impraticável, apesar do bom recomeço da equipa da AA Avanca, que soube aproveitar e bem as várias superioridades numéricas de que dispôs, permitiu no entanto que o Vitória FC realizasse um parcial de 6-0 entre os 37 minutos e os 44 minutos, colocando o resultado em 21-13 a favor do Vitória FC, que a partir desse momento julgou ter o jogo na mão e também acompanhado pelas diversas exclusões que sofreu, permitiu que a equipa da AA Avanca, chegasse aos 22-18, quando estavam decorridos cerca de 53 minutos de jogo, para aos 59 minutos o resultado ser de 24-20, a favor do Vitória FC, resultado com que terminou o jogo. De destacar neste encontro a prestação dos dois guarda-redes, Luís Silva, pela AA Avanca, e Alan Lima pelo Vitória FC, destacamos ainda, os jovens André Sousa (8 golos), e Fábio Silva (4 golos), na AA Avanca, por sua vez no Vitória FC, André Alves (6 golos) foi uma das suas principais figuras, juntamente com Ruben Santos a marcar o mesmo número de golos.

Em Braga no Flavio Sá Leite, realizou-se o ABC / SC Horta, que foi um encontro de sentido único com a jovem equipa do ABC a comandar o jogo e o marcador durante todo o jogo, chegando ao intervalo já a vencer por 12-7, para no segundo tempo, e após uma esporádica reacção do SC Horta, ao colocar o resultado em 16-14, a favor do ABC, foi esporádica, pois rapidamente os jovens do ABC, voltaram a dominar o encontro e terminaram com uma vitória por um diferencial que ninguém certamente esperaria. Foram os melhores marcadores da equipa minhota, André Rei com 6 golos, e Rui Baptista com 5, por sua vez no SC Horta, destaca-se Miguel Gomes com 8 golos, como melhor marcador da equipa e do jogo.

No Pavilhão Municipal da Póvoa do Varzim, tivemos o Póvoa AC / AD Sanjoanense (único jogo com ocorrências disciplinares), encontro que colocava frente a frente as últimas duas equipas que ascenderam ao Andebol Placard 1, e foi um encontro com todos os condimentos, de tal forma e com grande surpresa de muita gente a AD Sanjoanense, comandou o jogo durante os primeiros 30 minutos chegando ao intervalo na frente do marcador por 14-11. No segundo tempo o Póvoa AC entrou com todo o “gás” como se costuma dizer e rapidamente igualou a 14 golos, para a seguir passar a comandar o resultado e o jogo, chegando, aos 22-21, num encontro que se estava a revelar mais equilibrado do que se esperava, terminando por vencer o encontro por 27-25. A equipa do Póvoa AC que terminou com 11 jogadores a marcarem golos, teve em Rui Lourenço com 8 golos, o seu principal marcador, por sua vez a equipa da AD Sanjoanense, teve Lourenço Santos com 9 golos, como seu melhor marcador e do jogo, e em Ricardo Pinho com 6 golos, outro dos seus melhores marcadores, num encontro marcado pela existência de 14 livres de 7 metros.

Não apresentamos a Classificação por ainda não se justificar,

O Banhadas Andebol

sábado, 19 de setembro de 2020

Crónica de Fim-de–semana - PO02-A – Apuramento ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos – Época 2020 / 2021 - I

 

Crónica sobre esta prova, com a realização dos jogos da 2. Jornada, relativos a PO02A.

Aproveitamos para retificar uma informação por nós fornecida ao dizer que apenas eram apurados os vencedores de cada zona, no entanto esta informação está errada pelo que apresentamos as nossa desculpas, pois vamos recordar que são os dois primeiros classificados de cada zona os apurados, conforme referimos, na reportagem realizada sobre o sorteio da prova e que aqui recordamos.

Nos termos descritos no ponto 9 do N.º III da deliberação da FAP, publicada em 29-04-20, desta prova, apenas se verifica o apuramento do 1.º Classificado de cada Zona, que é disputada ou deveria ser disputada pelos 6 segundos classificados em cada zona da PO03 época 19/20.

No entanto, conforme foi informado na realização do sorteio, são apurados os 2 primeiros classificados em cada zona, o que contraria a deliberação ad FAP. Será que haverá equipas com direito desportivo que não se inscreveram pois se todos se inscreveram teremos 38 equipa na prova e não 36 conforme o que se encontra previsto”

PO02A – Apuramento ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos).

Zona1

Participantes – AC Lusitanos, São Mamede, e Academia de Andebol SPS.

Sistema de competiçãoDisputada em concentração previsivelmente, nos dias 18 a 20-09-20, no sistema de TxT a uma volta, a ser disputada no Pavilhão do Centro Desportivo São Bernardo.

Resultados

1.ª Jornada

Dia 18-09-20

AC Lusitanos 29 – 30 AD Academia Andebol SPS

2.ª Jornada

Dia 19-09-20

São Mamede 35 – 16 AC Lusitanos

3.ª Jornada

Dia 20-09-20

AD Academia Andebol SPS – São Mamede (17H00)

No encontro disputado nesta zona, tivemos um encontro disputado com sentido único, e onde a Académica de São Mamede, comando o jogou durante todo o tempo terminando como grande vencedora e por diferencial que lhe permite dizer face a derrota que o seu adversário de hoje tinha sofrido ontem que já garantiu a subida de divisão, num encontro disputado sem disciplina, o equilíbrio nunca existiu e depois de chegar aos 12-7 ainda nos primeiros 30 minutos, atingiu o intervalo a vencer por 14-8. No segundo período de jogo, tivemos mais do mesmo e chegou aos 21-11 (diferencial de 10 golos), para terminar com o maior diferencial registado durante o encontro 35-16. A equipa do São Mamede, teve 11 atletas a concretizarem golos, com Tiago Silva e os seus 9 golos a ser o seu principal marcador, o AC Lusitanos onde apenas 5 jogadores marcaram golos, e os seus melhores marcadores não passaram dos 4 golos (Nuno Cruz, Diogo Laranjeira, e Fábio Rodrigues.

Com a conjugação dos resultados verificados até ao momento, podemos afirmar com a necessária segurança, que ascenderam à 2.ª Divisão Nacional a São Mamede e a AD Academia Andebol SPS, e que o último jogo, a ser realizado amanhã apenas vai definir o vencedor da Zona.

Classificação após este encontro – 1.º (São Mamede, e AD Academia Andebol SPS, 3 Pontos), 3.º AC Lusitanos, 2 pontos.

Zona 2

Participantes – Académica de Coimbra, Oriental Lisboa, IFC Torrense.

Sistema de competiçãoDisputada em concentração previsivelmente, nos dias 18 a 20-09-20, no sistema de TxT a uma volta, a ser disputada no Pavilhão Municipal da Nazaré.

Resultados

1.ª Jornada

Dia 18-09-20

Oriental Lisboa 22 – 22 Académica de Coimbra

2.ª Jornada

Dia 19-09-20

IFC Torrense 24 – 27 Oriental Lisboa

3.ª Jornada

Dia 20-09-20

Académica de Coimbra – IFC Torrense (17H00)

Na Nazaré realizou-se o IFC Torrense / Oriental de Lisboa, jogo disputado igualmente sem disciplina, que tal como na zona anterior foi disputado sem público, foi um encontro de enorme equilíbrio com alternâncias no marcador, o IFC Torrense começou melhor, e ainda no primeiro tempo esteve a vencer por 10-9, nos segundo 30 minutos iguala o marcador a 19 golos, e consegue passar para o comando do marcador (20-19), para permitir que o Oriental Lisboa, voltasse ao comando do jogo e chegasse ao final com uma vantagem de 3 golos (27-24). O IFC Torrense teve em Marcelo Amaral com 10 golos o seu melhor marcador, por sua vez, o Oriental Lisboa, teve em Bruno Pacheco com 7 golos, e em Carlos Leitão com 6 golos, os seus melhores marcadores.

Com estes resultados o Oriental Lisboa já ascendeu à 2.ª Divisão Nacional, estando o outro lugar dependente do resultado que se verificar, no último encontro desta Zona (Académica de Coimbra – IFC Torrense)

Zona 2

Classificação após este encontro – 1.º Oriental Lisboa, 5 pontos, 2.º Académica Coimbra, 2 Pontos, 3.º IFC Torrense 1 pontos).

O Noticias

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Crónica de Fim-de–semana - PO02-A – Apuramento ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos – Época 2020 / 2021

 

Primeira crónica sobre esta prova, com a realização dos primeiros jogos relativos a PO02A.

PO02A – Apuramento ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos).

Zona1

Participantes – AC Lusitanos, São Mamede, e Academia de Andebol SPS.

Sistema de competiçãoDisputada em concentração previsivelmente, nos dias 18 a 20-09-20, no sistema de TxT a uma volta, a ser disputada no Pavilhão do Centro Desportivo São Bernardo.

Resultados

1.ª Jornada

Dia 18-09-20

AC Lusitanos 29 – 30 AD Academia Andebol SPS

2.ª Jornada

Dia 19-09-20

São Mamede – AC Lusitanos (18H00)

3.ª Jornada

Dia 20-09-20

AD Academia Andebol SPS – São Mamede (17H00)

No encontro disputado nesta zona, e que terminou com a vitória da AD Academia Andebol SPS, pela diferença mínima, num encontro disputado sem disciplina, e que foi um encontro de algum equilíbrio em grande parte do primeiro tempo, quando o resultado por volta dos 20 minutos passou a ser favorável aos homens de São Pedro do Sul por 7-6, e que permitiu ir aumentando a diferença para chegar ao intervalo a vencer por 16-10, e quando se pensava que o resultado estava definido, o AC Lusitanos, foram progressivamente diminuído a diferença, e depois de chegarem a estar por apenas 2 golos de diferença quando o marcador assinalava 21-19, voltaram a permitir que a AD Academia de Andebol se distanciasse e chegasse aos 27-22, mas a partir daqui foi sempre a diminuir a diferença para terminarem com o resultado na diferença mínima. Fábio Rodrigues com 8 golos, e Marcos Pereira com 7 golos, foram os marcadores de serviço do AC Lusitanos, sendo Sérgio Barreto com 8 golos, e Manuel Lopes com 6 golos, os principais marcadores da AD Academia Andebol SPS, com este resultado, nada está definido, apesar de haver uma equipa já em vantagem.

Classificação após este encontro – 1.º (AD Academia Andebol SPS, 3 Pontos), 2.º (AC Lusitanos, 1 pontos), 3.º AC (-1 jogo, São Mamede 0 pontos).

Zona 2

Participantes – Académica de Coimbra, Oriental Lisboa, IFC Torrense.

Sistema de competiçãoDisputada em concentração previsivelmente, nos dias 18 a 20-09-20, no sistema de TxT a uma volta, a ser disputada no Pavilhão Municipal da Nazaré.

Resultados

1.ª Jornada

Dia 18-09-20

Oriental Lisboa 22 – 22 Académica de Coimbra

2.ª Jornada

Dia 19-09-20

IFC Torrense – Oriental Lisboa (18H00)

3.ª Jornada

Dia 20-09-20

Académica de Coimbra – IFC Torrense (17H00)

Na Nazaré tivemos o Oriental de Lisboa / Académica de Coimbra, jogo disputado igualmente sem disciplina, que tal como na zona anterior foi disputado sem público, e que teve una transmissão via facebook, completamente falhada na nossa opinião. E foi pena, pois foi um encontro de enorme equilíbrio com o resultado final a dizer tudo, apesar do Oriental de uma igualdade a 7 golos cerca dos 20 minutos de jogo ter passado para a frente do marcador e ao intervalo vencia por 11-9. Nos segundo 30 minutos, soube manter-se a maior parte do tempo na frente do marcador chegando aos 15-11, mas com os academistas, a nunca desistirem e a chegarem por diversas vezes há diferença mínima, como por exemplo aos 18-17, e aos 21-20, para igualarem aos 21 golos, e até passarem para o comando do jogo, por 22-21, e permitirem a igualdade nos momentos finais do encontro. Rui Pinto e Carlos Leitão, ambos com 5 golos foram os melhores marcadores do Oriental Lisboa, sendo Diogo carvalho com 7 golos, o melhor marcador da Académica e do jogo. Com este resultado todas as equipas se encontram na nossa opinião, em pé de igualdade para discutir o apuramento.

Zona 2

Classificação após este encontro – 1.º (Oriental Lisboa, e Académica Coimbra, 1 Ponto), 3.º (-1 jogo, IFC Torrense 0 pontos).

Apenas os vencedores de cada zona, ascenderam ao Campeonato Nacional da 2.ª Divisão, com a Zona 1 a ser realizada em São Bernardo, e a Zona 2 na Nazaré.

O Noticias

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 02 – 2020 / 2021 – I

Crónica intermédia de fim-de-Semana, sobre a PO01, relativa ao encontro antecipado da 2.ª Jornada.

Continua-se a dar valor acrescentado às diversas transmissões que poderão ser efectuadas, em especial pelos canais próprios de alguns clubes, via internet e não só, tal como se saúda o positivismo das diversas Transmissões da Andebol TV, e esta época do regresso da Bola TV. Apenas esperando que se continue a verificar uma forte melhoria nos seus comentadores. E que seja uma boa prova, disputada com verdade e desportivismo, por todos os intervenientes.

PO01 – Campeonato Nacional Placard 1 Seniores Masculinos.

1.ª Jornada

Belenenses - Boa Hora  (ADIADO)

Dia 31-10-20

SC Horta - FC Gaia (21H00)

Madeira SAD - Póvoa AC

2.ª Jornada

Dia 18-09-20

FC Gaia 27 – 32 Sporting

Dia 19-09-20

Águas Santas - Belenenses (ADIADO)

Boavista FC / Benfica (15H00) Benfica TV/Andebol TV

ABC / SC Horta (17H30)

AA Avanca - Vitória FC (18H00) Artística TV/Andebol TV

Pòvoa AC - AD Sanjoanense (19H00)

Boa Hora - Madeira SAD (16H30) Boa Hora TV/Andebol TV

Dia 20-09-20

Ismai - FC Porto (17Hoo) Porto Canal/Andebol TV

Novo encontro adiado e que desta vez não mereceram qualquer explicação por parte da Federação o que torna, à evidência, a fraca informação da FAP, o que se lamenta. Realizou-se por antecipação o FC Gaia / Sporting, que mereceu da nossa parte esta ligeira crónica. Com a certeza de que não haverá estatísticas em directo, (um retrocesso na modalidade), com a Federação mais uma vez a esquecer-se da matéria regulamentar por si elaborada e aprovada, ver ponto 8 do Artigo 11.º do Regulamento da prova. Continuaremos a falar neste tema até que alguém venha a público esclarecer o que se passa na realidade. Quanto ao chamado Relatório Estatístico, que na jornada anterior surge passado mais 24 Horas depois, continua pura e Simplesmente nos fornece a mensagem, Relatório Estatístico ainda não se encontra disponível, o jogo ainda não terminou ou o resultado não é oficial (PDF)”, e hoje continuou na mesma, mas existiram melhoras pois 2 horas após o jogo ter terminado o relatório já esta no portal. Felizmente tivemos um encontro caracterizado pela total ausência de indisciplina.

FC Gaia 27 – 32 Sporting

Jogo disputado no pavilhão do FC Gaia, sem publico conforme se encontra ainda determinado (mal na nossa opinião, mas respeitamos as outras), entre duas equipas, que se apresentam inicialmente com objetivos diferenciados, apesar de o encontro ter tido sempre sentido único, pois o Sporting, comandou o jogo e o marcador durante os 60 minutos, apresentando-se inicialmente com uma defesa forte fisicamente e com um ataque bem planeado, teve no seu guarda-redes Matevz Skok, o seu principal elemento na nossa opinião, de tal forma que aos 15 minutos de jogo vencia por 11-14 (maior diferencial registado em todo o encontro), com Tiago Tocha em bom plano (5 golos), para perante uma jovem equipa onde o Luís Carvalho (5 golos) jogava e fazia jogar, levar que o Sporting, sofresse um parcial de 6-1, nos segundos 15 minutos do primeiro tempo e chegasse ao intervalo a vencer por 12-10. O FC Gaia, equipa jovem, que defendeu praticamente todo o encontro com uma defesa aberta e agressiva, jogando no ataque onde a sua rapidez na troca de bola era a sua principal arma, apesar de ambos os conjuntos terem cometido um excessivo número de faltas técnicas. Nos segundos 30 minutos o Sporting, voltou a entrar com ritmo atacante onde Carlos Ruesga (5 golos) e Dukic (5 golos) foram determinantes, continuaram a comandar o marcador perante uma equipa aguerrida que pratica bom andebol, mas sendo jovem ainda não têm índices físicos, para jogos desta natureza, destaca-se ainda Miguel Salgado (4 golos), pelo seu excelente sentido de oportunidade, o Sporting com Salvador (4 golos) em bom plano, chega mais uma vez aos 7 golos de vantagem aos 54 minutos quando vencia por 29-22, para a partir daqui limitar-se a gerir o encontro e o resultado, terminando o encontro com 10 jogadores a marcarem golos, com o FC Gaia a terminar com igual número de marcadores. Dirigiu o encontro a dupla de Aveiro, constituída por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que tiveram o seu maior problema, nas faltas do atacante, pois realizaram uma arbitragem bem positiva.

Não apresentamos a Classificação por ainda não se justificar,

O Banhadas Andebol

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Competições Europeias 2019 / 2020 – XXXIII

LIGA DOS CAMPEÕES EUROPEUS MASCULINA

FC PORTO (GRUPO A)

PERDE COM O ELVERUM HANDALL

Não começo da maneira mais feliz a participação do FC Porto nesta 1.ª jornada que culminou com o FC Porto a iniciar da pior maneira com uma derrota.

Jogo disputado no Dragão Arena sem público, o FC Porto, defrontou o campeão da Noruega, o Elverum Handball, Tivemos um encontro disputado com grande equilíbrio durante os primeiros 30 minutos, onde o FC Porto, teve em Alfredo Quintana (22 % de eficácia) uma das suas grande figuras, defendendo a preceito, mas tendo ser substituído no segundo tempo, pois perdendo qualidade com o passar do tempo, atacando com assertividade, de tal forma que aos 12 minutos de jogo tínhamos uma igualdade a 6 golos, período em que o FC Porto, realizou um parcial de 4-0, e aos 15 minutos vencia por 8-6, para os norueguesa que demonstraram ser uma equipa com bastante experiência e que conheciam bem o seu adversário, e com o seu guarda-redes Thorsten Fries (33 % de eficácia), em grande plano juntamente com o seu ponta esquerdo Christoffersen (10 golos), a ser extremamente eficaz, voltaram a igualar o marcador aos 21 minutos a 10 golos, como FC Porto a passar para a Frente do Marcador, situação que não mais largou chegando a ter 5 golos de vantagem (16-11) aos 29 minutos e 54 segundos, para atingir o intervalo com o resultado em 16-12, destacando na equipa portista o bom jogo de Iturriza (5 golos), e Rui Silva (5 golos). No segundo tempo com o acumular anormal de erros técnicos, e demasiadas exclusões (9), por parte da equipa portuguesa, e com a perca de intensidade ofensiva da equipa, e a sua falta de consistência, ao contrário dos noruegueses, que apesar de voltarem a estar a perder por uma diferença de 5 golos (18-13), aos 33 minutos de jogo, começaram a sentar o seu jogo, sempre suportados nos dois elementos já referidos, com o FC Porto, a perder cada vez mais intensidade no seu jogo, onde um dos seus mais promissores atletas, André Gomes (2 golos), esteve nitidamente em dia não, sofre um parcial de 14-4, entre os 33 e os 51 minutos de jogo, momentos em que a equipa do Elverum está na frente do marcador a vencer por 27-22 (maior diferença registada a seu favor), diferencial que se voltou a registar aos 56 minutos, para então através de Fábio Magalhães (3 golos) e Rui Silva, que se lesionou nos momentos finais, terminar o encontro com o resultado em 30-28 a favor do Elverum, equipa onde no segundo tempo de destacou Mathe (5 golos), Dirigiu este encontro a dupla francesa constituída por Stevann Pichon e Laurente Reveret, que foram excessivos na forma como aplicaram as exclusões, e estiveram menos bem na lei da vantagem, pois quanto aos dois vermelhos, um por acumulação de exclusões não nos merece qualquer comentário, já o vermelho directo a Salina, acompanhado do cartão azul, não encontramos motivo para a aplicação do mesmo.

Apesar desta derrota, pensamos que o FC Porto demonstrou ter equipa para se bater bem nesta liga dos Campeões, e que neste momento o apuramento para a Fase seguinte da prova, não deverá estar em causa.

Grupo A - Macedónia do Norte – HC Vardar 1961, França - Paris St. Germain Handball, Polónia - PGE Vive Kielce, Portugal - F.C. Porto, Hungria - MOL-PICK Szeged, Bielorrússia - HC Meshkov Brest, Noruega - Elverum Handball, Alemanha - SG Flensburg-Handewitt.

Calendário e Resultados

1.ª Jornada

Dia 17-09-20

FC Porto 28 – 30 Elverum Handball

2.ª Jornada

Dia 24-09-20

FC Porto - HC Meshkov Brest (19H45)

3.ª Jornada

Dia 30-09-20

SG Flensburg-Handewitt - FC Porto (17H45)

Horas Continentais

A Fase de Grupos, disputa-se de 16-09-20, e prolonga-se até 03-03-21.

O Banhadas Andebol

Termos de Responsabilidade - Covid-19 – Andebol - XI

TERMOS DE RESPONSABILIDADE

A Federação publica em dois momentos distintos, textos iguais, sobre os Termos de Responsabilidade, que nós próprios na altura alertamos. Publica um Modelo de Termo de Responsabilidade, como anexo 1, ao Comunicado das Federações sobre a directiva da DGD 36/2020 em 25-08-20, cuja imagem publicamos em anexo.


Informando na altura, que tal Termo de Responsabilidade, passaria a ser obrigatório em todos os processos de inscrição, conforme se pode constatar através do ponto 5 deste documento de 25-08-20, e colocamos imagem.

Posteriormente e com publicação de 01-09-20, a Federação divulga, igualmente um Anexo 1, ao seu Regulamento de Retoma das Competições, cuja imagem publicamos de seguida:

E Mais uma vez refere no ponto 3 do seu Artigo 7.º, torna obrigatório a entrega do Termo de Responsabilidade para validade das inscrições.

Ou seja a FAP emite por duas vezes documentos com exactamente com o mesmo teor, difere apenas o logo, e actualmente segundo informações que nos chegaram, não aceita o documento (Termo de Responsabilidade em Anexo ao Comunicado conjunto das Federações), obrigando todos aqueles que trabalharam e bem durante os 8 dias que medeiam entre a emissão dos dois documentos como válido, obrigando os clubes a procurarem novamente, por exemplo no caso dos menores os Encarregados de Educação para assinarem um novo documento, será com este tipo de procedimentos que se pretende facilitar a vida (já de si difícil) aos Clubes, ou será que se está penalizar quem trabalhou bem? OU será desta forma que se pretende cativar praticantes, ou bem pelo contrário, estamos a afastá-los com exigências “anormais”, quando na própria casa, muitas vezes são esquecidos os Regulamentos? Esperamos que o bom senso impere e este tema seja resolvido rapidamente a bem da modalidade.

O Noticias

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Planeamento Desportivo – Época 2020/2021 – XXIV

A PARTICIPAÇÕES NAS PROVAS NACIONAIS - I

Após o texto por nós realizado e publicado em 15-09-20, a Federação, emite um Comunicado N.º 15 da época 2020/2021, sobre as provas, PO03, PO10, PO20, e PO23, onde embora não esclarece alguns dos pontos por nós colocados, vêm informar das datas (novas datas) limite para inscrição nestas provas, pois por exemplo a PO03, e a PO10, através do CO n.º 75 de 03-06-20, tinham como data limite 18-09-20, passando agora a ser 23-09-20.

Datas que provocam logicamente a alteração dos limites de inscrição para as PO20 (Taça de Portugal Seniores Masculina) e PO23 (Taça de Portugal Seniores Femininos).

Assim e fazendo uma transcrição dos dados possíveis do CO N.º 15, esperando que desta vez as datas sejam cumpridas, embora continuemos a esperar pela divulgação da estrutura das restantes provas (a não ser que tenham sido alteradas as respectivas datas limite).

PO.03 – Campeonato Nacional da 3ª Divisão Seniores Masculinos

  • As inscrições para esta prova terminam impreterivelmente no dia 23-09-20.
  • Data de Início da Prova – 24-10-20

Taça Portugal Seniores Masculinos

  • As inscrições para os clubes participantes no Campeonato Nacional da 3ª Divisão (inscrição obrigatória) terminam impreterivelmente no dia 23-09-20.
  • Data de Início da Prova –1.ª Eliminatória – 17-10-20

PO.10 – Campeonato Nacional 2.ª Divisão Seniores Femininos

  • As inscrições para esta prova terminam impreterivelmente no dia 23-09-20.
  • Data de Início da Prova – 24-10-20

PO.23 – Taça de Portugal Seniores Femininos

  • As inscrições para os clubes participantes no Campeonato Nacional da 2ª Divisão Seniores Femininos (inscrição obrigatória) terminam impreterivelmente no dia 23-09-20.
  • Data de Início da Prova –1.ª Eliminatória – 17-10-20

Após o termino das inscrições nas referidas provas, será publicado em Comunicado Oficial a estrutura das mesmas (finalmente uma informação)

Estas alterações, obrigam a rectificações no Anexo V ao CO N.º 1 da presente época, que ainda não têm reflectido, estas novas alterações.

O Banhadas Andebol

Informação – Formação – FAP - XVI

ACÇÃO DE FORMAÇÃO

ESCALÕES DE FORMAÇÃO NO PERÍODO COVID

 

A Federação de Andebol, através do seu Departamento de Formação volta a promover duas acções de formação online, com o objectivo de segundo as suas próprias palavras “apresentar algumas propostas de treino e clarificar alguns procedimentos para o período Covid (sem competição) ”.

Situação que se saúda, pois a Federação, pretende com estas informações, que o treino se encontre enquadrado com directrizes da DGS, nomeadamente as N,º’s 30 e 36/2020.

As sessões de formação decorrerão nos dias 17 e 24-09-20

Texto da notícia da FAP

A 1.ª sessão será destinada ao treino dos escalões de Sub-15 a Sub-19 (Masculinos) e Sub-14 a Sub-18 (Femininos) a 2.ª sessão destina-se aos treinadores de Manitas, Bambis, Minis e Sub-12 (Femininos) e Sub-13 (Masculinos).

Programa:

1.ª Sessão irá decorrer no dia 17 de Setembro as 21H00, destinada ao treino dos escalões Sub-15 a Sub-19 (Masculinos) e Sub-14 a Sub-18 (Femininos)

Inscrição – https://forms.gle/bLWSCctyCtbuhQDF8

2.ª Sessão no dia 24 de Setembro as 21H00, destinada ao treino de Manitas, Bambis, Minis e Sub-12 (Femininos) e Sub-13 (Masculinos)

Inscrição – https://forms.gle/iUfZ62jakyCvYPDd9

As inscrições são obrigatoriamente efectuadas online, através do preenchimento do formulário de inscrição online. Inscrições estão disponíveis até às 12H00 do dia que se realiza a formação.

O Formador

Nomeações – EHF – 2020 / 2021 – V

A EHF, conforme tínhamos previsto, procedeu a novas nomeações para as suas provas, em especial para aquelas onde ainda se verificava e ainda se continua a verificar a falta de delegados em especial na EHF European League Masculina.

Delegados

José Jorge – Foi nomeado para o encontro da 2.ª Mão, da 2.ª Ronda de Qualificação da EHF Europena League Masculina, que se disputa entre o Sporting (Portugal) e o FHC Dobrogea S. Constanta (Roménia), em Portugal no dia 29-09-20.

Ao nomeado, desejamos as maiores felicidades no desempenho das suas funções.

O Regras

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Planeamento Desportivo – Época 2020/2021 – XXIII

A PARTICIPAÇÕES NAS PROVAS NACIONAIS

Divulgou a Federação através do Comunicado N.1 desta época, que a “data limite para efectivação dos procedimentos administrativos para a confirmação da inscrição, que deve ser obrigatoriamente acompanhada do pagamento da taxa de inscrição para que a mesma seja considerada”, era 31-08-20.

Posteriormente através dos seus Comunicados Oficiais, marca diversos sorteios, entre os quais PO02 e PO09, no entanto 15 passados depois da data limite, a própria Federação não informa (como é sua obrigação), com excepção da PO09, cujo Regulamento diz tudo e apenas se aguarda a realização da PO09A, e todas as outras provas sendo disputadas por Zonas, ninguém sabe quais as estruturas das provas e quais os seus participantes, situação completamente absurda e inadequada à organização que deve proceder uma Federação que se preze.

É incompressível, que os Comunicados que normalmente eram publicados, com a devida antecedência, onde eram explicadas as estruturas das provas, bem como a sua organização, incluindo as Associações com delegação de competências, nesta altura da época (que infelizmente todos sabemos, é e será atípica), o silêncio seja a norma mais utilizada pela FAP, contrariando os seus próprios regulamentos.

Uma das situações mais flagrantes da falta de transparência, diz respeito por exemplo à PO02, prova que será disputada em 3 Zonas, apesar do conhecimento final das equipas estar dependente da realização da PO02A, não se entende que estando o sorteio já marcado para o dia 22-09-20, pelas 16H00, ou seja, aproximadamente dois dias depois da prova de apuramento ter terminado, ainda seja totalmente desconhecido o enquadramento das zonas, bem como os nomes dos restantes participantes, mais uma vez temos o enquadramento regulamentar devido, completamente alterado, pergunta-se o que espera a Federação? Milagres? Agora que começámos a ver a luzinha ao fundo do túnel para os escalões de formação….

O Banhadas Andebol