gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 18 – 2020 / 2021

Mais uma crónica intermédia de fim-de-semana, dedicada ao jogo em atraso da 2.ª Jornada da PO01.

Mais uma vez continuamos a dar valor acrescentado às diversas transmissões que estão a ser realizadas, em especial pelos canais próprios de alguns clubes, via internet e não só, tal como se saúda o positivismo das diversas Transmissões.

PO01 – Campeonato Nacional Placard 1 Seniores Masculinos.

1.ª Jornada

Dia 08-12-20

Belenenses - Boa Hora (18H00)

Dia 05-02-21

Madeira SAD - Póvoa AC

Sem data definida

SC Horta - FC Gaia

2.ª Jornada

Dia 25-11-20

Águas Santas 30 – 21 Belenenses

5.º Jornada

Dia 01-12-20

SC Horta - Póvoa AC (21H00)

7.º Jornada

08-12-20

SC Horta - Madeira SAD (11H30)

Nota jogo no Funchal

Dia 23-01-20

Boavista FC – Ismai (18H00)

8.ª Jornada

Dia 30-01-21

Ismai - FC Gaia (16H00)

9.ª Jornada

Dia Sem data definida

Belenenses - FC Porto

Dia 30-01-21

Boavista FC - Póvoa AC (21H00)

10.ª Jornada

Dia 23-12-20

Póvoa AC - FC Gaia (21H00)

Dia 30-01-20

Madeira SAD - Águas Santas (18H00)

Registamos um dos vários momentos que vão existir, nesta prova, para acerto do seu calendário, desta vez relativo a um dos encontros, em atraso da 2.ª Jornada, numa prova que contínua com demasiados jogos adiados (na nossa opinião), embora existam diversas razões para alguns, mas para outros, elas são completamente desconhecidas, e mais uma vez referir os jogos em atraso sem qualquer marcação, e vai voltar a ficar com jogos desfasados devido á nova situação. Jogo onde a estatística funcionou tarde a más horas, no entanto a nossa opinião, de que ao terminarem os diretos, representou um forte retrocesso na modalidade, na nossa modalidade, com a Federação mais uma vez a esquecer-se da matéria regulamentar por si elaborada e aprovada, ver ponto 8 do Artigo 11.º do Regulamento da prova. Continuaremos a falar neste tema até que alguém venha a público esclarecer o que se passa na realidade, mas como já referimos a informação é “pobre”. Encontro disputado sem registo disciplinar.

Águas Santas 30 – 21 Belenenses

Jogo disputado no pavilhão do Águas Santas, que se apresentava sem público, o que começa a ser desolador, pois retira emotividade aos encontros (na nossa opinião, mas também comungamos da premissa de que a saúde está em primeiro lugar, mas deveria ser igual em todos os locais, onde existem eventos, sejam eles de que teor forem). Jogo que termina com a vitória por do Águas Santas, por números, não esperados e talvez um pouco exagerados, perante um Belenenses, longe do que pode produzir, e que assim sofre a sua primeira derrota. A experiencia da equipa maiata, foi notória sobre a equipa do Belenenses, que rodou muito pouco o seu plantel, e onde a falta de outro guarda-redes (João Moniz), foi mais que notória, pois a diferença neste encontro entre António Campos (42% de eficácia) e Miguel Moreira (17% de eficácia), foi grande. Durante o primeiro tempo, apesar do Águas Santas comandar quase sempre o marcador, chegando a ter 4 golos de vantagem (7-3, 9-5), o Belenenses soube reagir por intermédio dos seus jogadores mais experientes, em especial Bruno Moreira (3 golos, 75% de eficácia), Tiago Pereira (3 golos, 50% de eficácia, 5 assistências) e Cláudio Pedroso (6 golos, 42% de eficácia), e chegou aos 10-9 aos 24 minutos, para chegar ao intervalo a perder por 12-10, o Belenenses nunca soube aproveitar as superioridades numéricas de que dispôs ao contrário do Águas Santas, que até nas inferioridades numéricas tirou vantagem. No segundo tempo uma entrada mais assertiva do Águas Santas, coloca novamente a equipa com 4 golos de vantagem (17-13), aos 38 minutos, com alguns jogadores do Belenenses a começarem a dar mostras de menos poder físico, perante os maiatos onde Pedro Cruz (12 golos, 80% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros, e 6 assistências), Francisco Fontes (4 golos, 100% de eficácia), e Pedro Marques (2 golos, 40% de eficácia, e 2 assistências), faziam a diferença, e sofrem um parcial de 6-0, entre os 43 minutos, e os 49 minutos, passando o resultado de 19-16, para 25-16, e este foi o momento decisivo para o encontro na nossa opinião, com alguns dos seus jogadores a perderem clarividência em especial Cláudio Pedroso, o Águas Santas, chega aos 30-19, quando estavam decorridos, cerca de 57 minutos (maior diferença registada durante os 60 minutos, onde os pontas do Belenenses, na prática não existiram, embora Tiago Ferro (3 golos, 60% de eficácia) tivesse em plano aceitável, ao contrario de Mário Lourenço (3 golos, 100% de eficácia, e 3 assistências) e de Ricardo Mourão (2 golos, 100% de eficácia) pelo Águas Santas. Dirigiu o encontro a dupla de Braga, constituída por Fernando Costa, e Diogo Teixeira, que este muito preocupada com a marcação de jogo passivo (muitas vezes não se justificava), e não esteve bem na lei da vantagem.

Classificação, após este encontro – 1.º Benfica (33 pontos), 2.º Sporting (31 pontos), 3.º FC Porto (-1 jogo) (30 pontos), 4.º Águas Santas (-1 jogo) (26 pontos), 5.º ABC (23 pontos), 6.º Belenenses (-2 jogos) (22 pontos), 7.º Vitória FC (20 pontos), 8.º AA Avanca (19 pontos), 9.º Madeira SAD (-3 jogos) (16 pontos), 10.º Boa Hora (-1 jogo) (15 pontos), 11.º AD Sanjoanense (14 pontos), 12.º SC Horta (-3 jogos), e Ismai (-2 jogos) (13 pontos), 14.º FC Gaia (-3 jogos), e Póvoa AC (-4 jogos), (12 pontos), 16.º Boavista FC (-2 jogos) (9 pontos).

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2020 / 2021 – LXV - Sorteio

 
COMPETIÇÕES EUROPEIAS

EHF EUROPEAN CUP FEMINIA

 

Conforme anterior informação a EHF, realizou hoje (25-11-20) o sorteio da EHF CUP FEMININA (1/8 Final – 16 equipas), com Portugal, a não ter equipa a representar o País, pois nas provas femininas, já não temos representantes infelizmente.

Femininos

EHF EUROPEAN CUP

Competição, onde se encontravam quatro (4) equipas de Espanha, com duas a defrontarem-se nesta fase, tal como as duas equipas turcas, que se encontravam no sorteio onde o sorteio nesta fase.

Resultados do Sorteio

SPONO Eagles (SUI) - DHC Slavia Praha (CZE)

HZRK Grude (BIH) - Rocasa Gran Canaria (ESP)

Rincon Fertilidad Malaga (ESP) - ZRK Naisa Nis (SRB)

Jomi Salerno (ITA) - HC Lokomotiva Zagreb (CRO)

Club Balonmano Elche (ESP) - Club Balonmano Atletico Guardes (ESP)

COR Victoria-Berestie (BLR - HC Galychanka Lviv (UKR)

Yalikavaksports Club (TUR) - Muratpasa Belediyesi SK (TUR)

A.C. PAOK (GRE) - ZRK Bjelovar (CRO)

Os jogos nos 1/8 Final serão previsivelmente disputados em:

1.ª Mão – 09/10-01-21

2.º Mão – 16/17-01-21

Recordamos ainda que a partir desta época (2020 /2021), esta prova têm a designação de EHF EUROPEAN CUP, e sendo a prova de 3.º nível nas competições europeias, esta designação aplica-se aos dois géneros.

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2020 / 2021 – LXIV

LIGA DOS CAMPEÕES EUROPEUS MASCULINA

PARIS ST. GERMAIN HANDBALL / FC PORTO (GRUPO A)

Dia 26-11-20 a disputa-se parte da 8.ª Jornada do Grupo A da Liga dos Campeões Europeus Masculina, com a equipa portuguesa que se encontra presente na Fase de Grupos, que esta época é disputada sobre novos moldes, e que vai defrontar novamente a forte equipa do Paris St. Germain Handball, e que felizmente até ao momento não têm nenhum dos seus encontros, previsto ser adiado, por força das atuais circunstâncias de saúde pública, desejando desde já as maiores felicidades na sua caminhada, nesta Fase de Grupos.

Recordamos a Constituição do Grupo

Grupo A - Macedónia do Norte – HC Vardar 1961, França - Paris St. Germain Handball, Polónia - PGE Vive Kielce, Portugal - F.C. Porto, Hungria - MOL-PICK Szeged, Bielorrússia - HC Meshkov Brest, Noruega - Elverum Handball, Alemanha - SG Flensburg-Handewitt.

Calendário e Resultados

1.ª Jornada

Dia 17-09-20

FC Porto 28 – 30 Elverum Handball

2.ª Jornada

Dia 23-09-20

FC Porto 27 – 25 HC Meshkov Brest

3.ª Jornada

Dia 30-09-20

SG Flensburg-Handewitt 36 – 29 FC Porto

4.ª Jornada

Dia 15-10-20

FC Porto 25 – 19 MOL-PICK Szeged

5.ª Jornada

Dia 22-10-20

HC Vardar 1961 25 – 25 FC Porto

6.ª Jornada

Dia 29-10-20

FC Porto 32 – 32 Lomza Vive Kielce

7.ª Jornada

Dia 18-11-20

FC Porto 3134 Paris St. Germain Handball

8ª Jornada

Dia 26-11-20

FC Porto 31Paris St. Germain Handball (17H45) Porto Canal e EHF TV

Horas Continentais

A Fase de Grupos, disputa-se de 16-09-20, e prolonga-se previsivelmente até 03-03-21.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Competições Europeias 2020 / 2021 – LXIII

COMPETIÇÕES EUROPEIAS

EHF EUROPEAN LEAGUE MASCULINA

(ÉPOCA 2020/2021)

O Sporting disputou (24-11-20) a 4.ª Jornada do Grupo B da Fase de Grupos da nova EHF European League Masculina, diante o IFK Kristianstad (Suécia), com as duas jornadas anteriores adiadas, como referência esta é a equipa que comanda o grupo.

SPORTING VENCE O IFK KRISTIANSTAD

(4.ª JORNADA GRUPO B)

Jogo onde a equipa portuguesa se apresentou com apenas 14 jogadores inscritos, sendo notórias as ausências de Ruesga, Skok, e Schongarth. E apresentando nos inscritos o jovem Tomás Ferreira como ponta direito, que nunca participou no encontro. Jogo disputado num pavilhão com capacidade para 4800 espectadores, mas que se apresentava, quase sem espectadores. A equipa Sueca que baseia o seu jogo, nas transições rápidas e no contra-ataque, e quando ataque executa os seus movimentos e trocas de bola com uma excelente rapidez, foi bem contrariado pelo Sporting, que cerca dos 7 minutos assumiu o comando do jogo e do marcador (4-3), para não mais o largar, embora a equipa sueca demonstra-se uma boa ligação entre a 1.ª e a 2.ª linha, onde o seu pivô Adam Nyfall com 9 golos (90% de eficácia), foi o seu melhor marcador, acompanhado pelo lateral direito Teitur Einarsson (4 golos, mas apenas 33% de eficácia), e com Emil Frend (4 golos, 80% de eficácia), contra um Sporting, que soube anular e bem as principais armas da equipa sueca, e contou com Nuno Roque (4 golos, 57% de eficácia) a central a realizar uma boa prestação competitiva, e com Manuel Gaspar na baliza a chegar aos 29% de eficácia, contra os 24% de Gustaf Banke na baliza do IFK Kiristanstad, chegou aos 18 minutos de jogo a vencer por 12-6, maior vantagem obtida nos primeiros 30 minutos, e que repetiu por diversas vezes, chegando ao intervalo a vencer por 16-11, com Carol (6 golos, 60% de eficácia, e 6 assistências), e Valdez (4 golos, 44% de eficácia) que fez um bom jogo quer a defender quer a atacar, no entanto o melhor marcador do Sporting acaba por Darko Djucik (7 golos, 5 em 7 de 7 metros), uma referencia para o bom jogo de Tiago Rocha (5 golos, 100% de eficácia), mas face aos poucos jogadores utilizados, teve uma quebra no jogo, que aos 43 minutos registava um diferencial mínimo favorável ao Sporting (21-20), para a equipa portuguesa realizar um parcial de 6-0, e aos 49 minutos estar a vencer por 27-20 (maior diferencial registado em todo o encontro, diferencial que repetiu aos 52 minutos (29-22), quando o IFK Kiristanstad, começou a tacar com 7 jogadores de campo, e o Sporting, a cair demasiadas vezes em jogo passivo, e assim aos 58 minutos o marcador era de 30-27, a favor da equipa portuguesa, que soube terminar por cima, obtendo a sua segunda vitória na prova, e ambas fora de casa. Mas atenção que o plantel é curto, e por vezes o seu ataque é precipitado, em especial quando se encontra em superioridade numérica, e verificou-se que o encontro foi bem preparado tecnicamente. Com este resultado o Sporting, é uma das equipas que comanda o Grupo com 4 pontos. Dirigiu o encontro uma dupla da França constituída por Karim Gasmi, e Raoif Gasmi, que em nossa opinião apenas realizaram uma boa arbitragem, e estiveram à altura do encontro.

Resultados e Calendário

Grupo B

1.ª Jornada

Dia 20-10-20

CS Dinamo Bucuresti (Roménia) 25 – 27 Sporting

2.ª Jornada

Dia 27-10-20

Sporting – TATRAN Presov (Eslováquia) (Adiado)

3.ª Jornada

Dia 17-11-20

Sporting – Fuchese Berlin (Alemanha) (Adiado)

4.ª Jornada

Dia 24-11-20

IFK Kiristanstad (Suécia) 27 – 32 Sporting

5.ª Jornada

Dia 01-12-20

Sporting - USAM Nimes Gard (França) (19H45) Sporting TV / EHF TV

6.ª Jornada

Dia 08-12-20

USAM Nimes GARD - Sporting

7.ª Jornada

Dia 09-02-21

Sporting - CS Dinamo Bucuresti

8.ª Jornada

Dia 16-02-21

TATRAN Presov - Sporting

9.ª Jornada

Dia 23-02-21

Sporting – IFK Kristianstad

10.ª Jornada

Dia 02-03-21

Fuchse Berlin - Sporting

A Fase Final será disputada em 22 e 23-05-21.

Recordamos ainda que a partir desta época (2020 /2021), esta prova será a prova de 2.º nível nas competições europeias, esta designação aplica-se aos dois géneros.

O Banhadas Andebol

Recalendarização das Competições Nacionais – Andebol - LXVIII

RECALENDARIZAÇÃO DAS COMPETIÇÕES NACIONAIS – PARA O PERÍODO ENTRE OS DIAS 24-11-20 E 08-12-20

Através do CO N.º 30 de 23-11-20, a Federação publica as normas para ajustamento dos calendários das competições face ao publicado no Decreto n.º 9/2020, de 21 de Novembro, onde é renovado o Estado de Emergência com limitação à circulação de na via pública, entre as 00H00 do dia 24-11-20 e o dia 08-12-20, com especial atenção aos diversos níveis risco (risco moderado, risco elevado, risco muito elevado, e risco extremo) em função da situação epidemiológica de cada Concelho, onde já existiam diversos condicionamentos.

Esta decisão da FAP, bem como das outras Federações, que têm reunida em conjunto, deve na nossa opinião mais vez para demonstrar e reforçar a posição do Desporto, face à situação existente de saúde pública, que na maior parte das vezes não têm sido acompanhada pelos órgãos de soberania do Estado Português, e por aquilo que já lemos existe que não vá cumprir.

O Decreto-lei, determina no seu artigo 30, n.º 3 que as atividades de treino e competitivas dos atletas de seleções nacionais das modalidades olímpicas, da 1.ª divisão nacional ou de competição de nível competitivo correspondente de todas as modalidades dos escalões de seniores masculino e feminino, bem como dos campeonatos internacionais, e apenas essas, são equiparadas a atividades profissionais,

Os períodos referidos, no artigo 11.º do referido decreto-lei são, o período, entre as 23H00 do dia 27-11-20, e as 05H00 do dia 02-12-20, e entre as 23H00 do dia 04-12-20, e as 23H59 do dia 08-12-20.

A FAP informa de que:

PO01 – Campeonato Placard Andebol 1

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Feminina

PO20 – Taça de Portugal Seniores Masculina

PO23 – Taça de Portugal Seniores Femininos

Todos os jogos marcados para as datas em epígrafe deverão ter os seus horários de início remarcados para os seguintes períodos:

  • Dias uteis – Até às 21H00
  • Fins-de-semana e Feriados – Até às 11H00

Caso os clubes intervenientes cheguem a acordo para nova data fora dos períodos assinados poderão efeituar a alteração de jogo nos termos regulamentares.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos

Todos os jogos agendados para as datas em epígrafe NÃO SE REALIZAM, devendo os clubes intervenientes, chegar a acordo para nova data até 29-11-20. Finda esta data a Federação procederá à remarcação dos mesmos nos termos regulamentares e de acordo com o calendário disponível.

Aqui existiu um critério completamente diferenciado, incluindo no Decreto-Lei, onde existe na nossa opinião uma completa descriminação, na nossa opinião a Federação deveria de imediato ter procedido à referida marcação.

Refere ainda FAP, normas para a PO03, e PO10, que são provas com delegação de Competências nas Associações Regionais.

Todos os jogos agendados para as datas em epígrafe NÃO SE REALIZAM. As Associações com Delegação de Competências deverão proceder à recalendarização dos referidos jogos, possibilitando novas datas para a marcação dos jogos, preferencialmente com o acordo dos clubes intervenientes.

Também aqui o Decreto-Lei, proporciona uma completa descriminação.

Nota – Mais uma vez a formação não conta para nada, a não ser para daqui a uns anos, aumentar a despesa do SNS, devido à completa inação dos responsáveis pelo Desporto, neste País, parecendo que algumas entidades, têm andado a “pregar aos peixinhos”.

Existe uma minuta atualizada da Declaração a emitir pelos Clubes/Sociedades desportivas, para poderem circular entre Concelhos, que se encontra em anexo ao CO N.º 30.

O Noticias

Situação de Emergência - Covid-19 – Andebol - XLVII

LIMITAÇÕES DE CIRCULAÇÃO – NOVA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA

COMUNICADO CONJUNTO DAS 5 FEDERAÇÕES

Face à situação de agravamento da situação Pandémica, o Governo através do Decreto N.º 9/2020 de 21 de Novembro de 2020, onde é renovado o Estado Emergência, com limitações e recolher obrigatório, em especial com fortes limitações ao fim-de-semana, Embora desta vez algum Desporto tenha sido considerado uma das exceções previstas no diploma, mas com fortes limitações, pois a formação continua a não ser considerada, e para nos gratularmos com os últimos êxitos, que servem para as Altas Entidades do Estado, se congratularem a enviarem parabéns, necessitam de formação para poderem alcançar estes êxitos, que nesta altura toda a gente se recorda. Mas mais uma vez as 5 federações dão o exemplo, e algumas delas, incluindo a de Andebol, irão realizar calendarização das suas provas conforme Comunicado conjunto das Federações que se mantem mantido unidas nestas situações, e sem mais comentários publicamos o Comunicado emitido pelas Federações.

(texto do site Zero Zero)

 O Noticias

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

Crónica de fim-de-semana no Feminino – 05 – 2020 / 2021

 

Crónica dedicada ao Feminino, onde estamos a tentar acompanhar o normal e irregular desenvolvimento de uma das principais provas do calendário nacional (PO09- Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos). 

Finalmente parece que iremos temos com regularidade transmissões pela Andebol TV, e ficamos com a esperança de ter pelo menos um jogo por jornada.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

Resultados

1.ª Jornada

Dia 22-11-20

CA Leça 13 – 27 Alavarium

2.ª Jornada

Dia 05-12-20

Alavarium - Colégio Gaia (18H00)

Juventude Lis - ARC Alpendorada (19H00)

3.ª Jornada

Dia 28-11-20

CA Leça - Juventude Lis (17H00)

Santa Joana - ARC Alpendorada (18H00)

Dia 20-12-20

Assomada - Alavarium (17H00)

Dia 09-01-21

Colégio Gaia - SIR 1.º Maio/CJB (18H30)

Benfica - AD Academia (15H00)

(Jogo com inversão de Pavilhão)

4.ª Jornada

Dia 22-11-20

Juventude Lis 25 – 11 Assomada

Dia 01-12-20

ARC Alpendorada - ABC (17H00)

Dia 20-12-20

Colégio Gaia - Maiastars (19H00)

Dia 09-01-21

CS Madeira - Santa Joana (19H00)

Madeira SAD - CA Leça (17H00)

Dia 24-01-20

AD Academia Andebol SPS - SIR 1.º Maio/CJB (15H00)

5.ª Jornada

Dia 08-12-20

Benfica – ABC (17H00)

Dia 09-01-21

Maiastars – ARC Alpendorada (15H00)

Dia 10-01-21

CS Madeira – CA Leça (16H00)

Madeira SAD – Santa Joana (13H00)

Dia 17-01-21

SIR 1.º Maio/CJB – Alavarium (17H00)

Dia 24-01-21

Assomada – Colégio Gaia (17H00)

Como já dissemos por mais de uma vez, infelizmente, esta é a prova, com mais adiamentos, pelas mais diversas razões onde provavelmente alguns até são por motivos de saúde pública (pensamos nós, pois a informação é nula por quem de direito), e outros por decisões de alguns governos das Regiões Insulares, e até por motivo de viagens, com companhias aéreas a cancelarem voos, de última hora, tornando esta prova de uma irregularidade total (a pior em termos Nacionais, na nossa opinião), esperamos que para bem da modalidade, tudo se resolva pela melhor, e que exista saúde no desporto e não só, pois este tipo de adiamentos, alguns em última instância, na nossa opinião, poderá não ser saudável para o bom andamento da prova. Este fim-de-semana, tivemos apenas dois encontros, que que diziam respeito a jogos em atraso. Felizmente não temos a registar ocorrências disciplinares.

CA Leça 13 – 25 Alavarium

Jogo em atraso e relativo à 1.ª Jornada da prova, e que colocava frente a frente em Leça da Palmeira duas equipas que até ao momento apenas tinham disputado um jogo em termos nacionais. Como era esperado foi um encontro de sentido único com o Alavarium a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos, diante a abnegada e digna equipa do CA Leça, que foi dando a réplica possível. Num jogo algo morno, onde a gestão das equipas foi um dos principais fatores o Alavarium, com uma maior envergadura física, em especial no seu bloco central na defesa, e até no ataque onde o fazia com alguma paciência e até razoável método, onde se destacam, Diana Oliveira (5 golos), e com Daniela Mendes (1 golo), e Eulália Silva (1 golo) a pautarem o jogo atacante, e com nos primeiros 30 minutos, com Andreia Costa na baliza a opor-se com existo aos fracos ataques do CA Leça, que pouco utiliza as suas pontas, e tinha em Beatriz Barradas na baliza a sua melhor jogadora (na nossa opinião), pena a sua lesão aos 43 minutos, sendo substituída por Barbara Ferreira, mas o rendimento da equipa pouco se alterou. O Alavarium já vencia por 5-1 aos 10 minutos, chegando por diversas vezes no primeiro tempo aos 6 golos de diferença (8-2, e 10-4, por exemplo), para chegar ao intervalo a vencer por 10-6. No segundo tempo e devido ao elevado numero de faltas técnicas cometidas, o CA Leça, foi permitindo que o Alavarium se afastasse no marcador, com Carolina Monteiro (7 golos), e melhor marcadora da equipa a saber aproveitar e bem as mesmas, em diversos contra-ataques, tendo a equipa visitante fazendo entrar para a baliza a experiente Andreia Madail, que também teve uma prestação bastante positiva. Neste período uma entrada em falso do Ca Leça ao sofrer um parcial de 6-0, que colocaram o marcador aos 38 minutos em 16-6, para aos 48 minutos o resultado ser de 21-9, uma das maiores diferenças que se registaram, com a jovem Carolina Justino com os seus 4 golos, a contribuírem para a diferença no marcador, para aos 59 minutos e 30 segundos o resultado ser de 27-12, a maior diferença registada durante os 60 minutos. Não esquecer no CA Leça, a determinação e o bom jogo de Mariana Almeida (4 golos), que acaba por ser a melhor marcadora da equipa, e a sua mais lúcida atleta em campo. Dirigiu o encontro a dupla feminina do Porto, constituída por Nádia Lemos e Ana Barbosa, que num jogo sem problemas, também não os criaram, e realizaram uma arbitragem bem positiva.

No pavilhão do Centro Desportivo da Juventude Lis, disputou-se igualmente um jogo em atraso, este respeitante à 4.ª Jornada da prova, o Juventude Lis / Assomada. Tivemos igualmente um encontro de sentido único, com a equipa de Leiria, a comandar o jogo eo marcador durante os 60 minutos, pois a equipa da Juventude Lis ainda nos 10 minutos iniciais, colocou o marcador em 5-0, para chegar ao intervalo na frente do marcador por 12-5, o segundo tempo foi mais uma vez sem história, tal a superioridade manifestada pela equipa visitada, que cerca dos 50 minutos vencia por 19-11, o que significa que a equipa da Assomada, esteve os últimos 10 minutos de jogo sem concretizar qualquer golo. Ana Gante (7 golos), e Kassia Cesar (5 golos), foram as melhores marcadoras da Juventude Lis, com Ana Varela e os seus 4 golos, a ser a melhor marcadora da Assomada.

Não publicamos qualquer classificação, por entendermos que não se justifica, face ao elevado número de jogos adiados, e que se encontram em atraso.

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 05 – 2020 / 2021 – II

A habitual crónica, dedicada á PO02, constituída por 3 Zonas, que este fim-de-semana, foi disputada de uma forma atípica, pois face às atuais circunstâncias, saltou-se a 6.º Jornada e disputou-se mesmo assim em algumas zonas de forma incompleta 7. Jornada. Com os jogos em atraso em cada jornada, torna-se difícil estabelecer classificações, e analisar os possíveis candidatos ao apuramento para a Fase Final, em qualquer das Zonas.

Apuram-se para a Fase Final, a que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona, que transportam os resultados e pontos nos jogos entre si na 1.ª fase, não voltando a defrontar-se na Fase Final, que será disputada no sistema de TxT a duas voltas. O 1.º classificado da Fase Final ascende de imediato ao Andebol 1, e o 2.º Classificado da Fase Final disputa jogo de apuramento com o 15.º Classificado da PO01. Uma novidade está época, é que as equipas B, não podem ser apuradas para a Fase Final.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Fase

Zona 1

4.ª Jornada

Dia 16-01-21

São Mamede - Modicus (19H00)

5.ª Jornada

Dia 15-01-21

FC Porto B - SC Espinho (21H30)

Dia 16-01-21

GC Santo Tirso - CA Penafiel (15H00)

6.ª Jornada

09-01-21

Modicus - CDC Santana (18H00)

Xico Andebol - Arsenal (18H00)

AC Fafe - FC Porto B (18H00)

Boavista FC B - SC Espinho (18H30)

São Mamede - GC Santo Tirso (19H00)

CS Penafiel - SP. Oleiros (21H00)

7.ª Jornada

Dia 20-11-20

CDC Santana 37- 22 Boavista FC SD

SC Espinho 30 - 30 AC Fafe

FC Porto B 25 - 29 Xico Andebol

SP. Oleiros 32 - 29 São Mamede

Arsenal 28 - 19 CA Penafiel

Dia 25-11-20

GC Santo Tirso - Modicus (21H00)

Nesta Zona, apenas não se realizou um dos encontros referentes á 7.ª Jornada, e tivemos um encontro com o registo de ocorrências disciplinares, que ocorreram precisamente no FC Porto B / Xico Andebol encontrou que registou 12 exclusões e 1 desqualificação, jogo que ao intervalo o Xico Andebol já vencia por 15-11, e com esta vitória, reforçou a sua candidatura a um dos lugares na Fase Final, um dos resultados que na nossa opinião mais surpreendeu, foi a igualdade ocorrida no encontro SC Espinho / AC Fafe, que assim permite que o AC Fafe que era uma das equipas fortemente candidatas à disputada dos lugares de acesso à Fase Final, apesar de não ter perdido esse estatuto, cedeu preciosos pontos, que permitiram ao SC Espinho, um aligeiramento na classificação geral, o SP. Oleiros que na jornada anterior tinha sido a equipa surpresa (na nossa opinião), continuou a sua boa carreira, vencendo desta vez o São Mamede, num encontro em que ao intervalo já vencia por 15-12, e com esta vitória, passa a estar no 3.º lugar da classificação da Zona, á condição pois existem duas equipas com menos jogos, que podem alcançar aquele lugar, mas não deixam de estar na discussão pelos lugares de apuramento, num dos jogos mais interessantes das jornada, o Arsenal / CA Penafiel, que acaba com a vitória do Arsenal, por números não esperados, até porque ao intervalo a equipa visitante estava na frente do marcador por 10-9, com esta derrota o CA Penafiel, continua sem averbar vitórias nesta Zona, com o Arsenal, a tentar colocar-se numa posição de possível discussão pelo apuramento para a disputa da Fase Final, por fim tivemos o encontro com o resultado mais dilatado da jornada, o CDC Santana / Boavista B, que terminou com a vitória do CDC Santana, sobre uma das equipas que não poderá ter acesso à Fase Final, o Boavista B, num encontro que teve um inicio de algum equilíbrio, mas ao intervalo o CDC Santana já estava na frente do marcador por 14-11.

Classificação após esta jornada – 1.º Xico Andebol, e AC Fafe (15 pontos), 3.º SP. Oleiros, e Boavista B (12 pontos), 5.º Arsenal, FC Porto B (-1 jogo), Modicus (-2 jogos), e CDC Santana (11 pontos), 9.º São Mamede (-1 jogo) (9 pontos), 10.º SC Espinho (-1 jogo) (8 pontos), 11.º GC Santo Tirso (-2 jogo) (7 pontos), 12.º CA Penafiel (-1 jogo) (6 pontos).

Zona 2

1.ª Jornada

Dia 28-03-21

Marítimo - Académico Viseu FC (12H00)

5.ª Jornada

Dia 29-11-20

Alavarium - Académico Viseu FC (18H00)

Dia 10-01-21

AA Coimbra - Marítimo (12H00)

Dia 27-01-21

ADC Benavente - Juventude Lis (21H00)

6.ª Jornada

Dia 13-12-20

Marítimo - AC Sismaria (15H00)  Com inversão de pavilhão

Académico Visei FC - AD Albicastrense (17H00)

Dia 09-01-21

Alavarium - São Bernardo (18H00)

Juventude Lis - Estarreja AC (17H00)

CD Feirense - AA Coimbra (15H00)

Dia 16-01-20

AD Academia Andebol SPS - ADC Benavente (15H00)

7.ª Jornada

Dia 20-11-20

São Bernardo 29 - 31 Académico Viseu FC

Estarreja AC 27 - 26 AD Academia Andebol SPS

Dia 21-11-20

AD Albicastrense 29 - 31 Juventude Lis SD

AC Sismaria 30 - 25 CD Feirense

Dia 01-12-20

AA Coimbra - Alavarium (18H00)

Dia 28-02-21

ADC Benavente - Marítimo (15H00)

Zona onde estão um inusitado número de jogos em atraso, em relação à 7.ª jornada, (apesar de se terem disputado apenas 6 em todas as Zonas), tivemos quatro encontro disputados, praticamente com grande equilíbrio, mas infelizmente em três dos quatro encontros realizados, tivemos a registrar ocorrências disciplinares, começando por um deles e que foi na nossa opinião uma das grandes surpresas da jornada o São Bernardo / Académico Viseu FC, que terminou com a vitória surpresa da equipa de equipa do Académico Viseu FC, num encontro em que o São Bernardo começou melhor, esteve nos primeiros 30 minutos sempre na frente do marcador, chegando ao intervalo a vencer por 18-15, mas o Académico Viseu FC, soube reagir e terminar o encontro como vencedor, provocando a 1.ª derrota do São Bernardo e começando a ser um sério candidato à discussão dos lugares de apuramento para a Fase Final, juntamente com o seu adversário neste encontro, outro dos encontros com indisciplina foi o Estarreja AC / AD Academia Andebol SPS, que terminou com a vitória do Estarreja AC, pela diferença mínima, depois de um jogo de grande equilíbrio, embora a equipa visitada, já estivesse na frente do marcador ao intervalo por 16-14, e continuando a ser uma das mais sérias candidatas ao apuramento para a Fase Final (na nossa opinião), no encontro com o resultado mais dilatado da jornada, também tivemos situações de indisciplina, o AC Sismaria / CD Feirense, jogo que praticamente teve um único sentido com a equipa do Sismaria a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos, chegando ao intervalo já na frente do marcador por 15-11. O Outro encontro que disputou nesta Zona foi o AD Albicastrense / Juventude Lis, que foi um encontro sempre disputado com grande equilíbrio embora a equipa de Leiria, comandasse o marcador durante a maior parte do tempo de jogo, chegando ao intervalo a vencer por 18-13, e assim começar a ser uma das equipas a colocar-se, nos lugares de discussão de acesso à Fase Final.

Classificação após esta jornada – 1.º São Bernardo (16 pontos), 2.º Estarreja SC (14 pontos), 3.º Juventude Lis (-1 jogo) (13 pontos), 4.º Académico Viseu FC (-2 jogos) (12 pontos), 5.º AC Sismaria (11 pontos), 6.º AD Albicastrense, e CD Feirense (10 pontos), 8.º AD Academia Andebol SPS (9 pontos), 10.º Marítimo (-3 jogo) (7 pontos), 11.º Alavarium (-2 jogo) (6 pontos), 12.º AA Coimbra (-2 jogo) (4 pontos).

Zona 3

3.ª Jornada

Dia 17-01-21

Évora AC - Almada AC (17H00)

4.ª Jornada

Dia 16-01-21

Almada AC - CF Sassoeiros (20H00)

5.ª Jornada

Dia 01-12-20

Sporting B - Alto Moinho (17H00)

6.ª Jornada

Dia 09-01-21

Oriental Lisboa - Alto Moinho (17H00)

1.º Dezembro - Évora AC (19H30)

Almada AC - CD Marienses (18H30)

CDE Camões - Sporting B (17H00)

Vela Tavira - CF Sassoeiros (19H00)

Lagoa AC - CD Mafra (16H00)

7.ª Jornada

Dia 20-11-20

Sporting B 20 - 24 Almada AC

CF Sassoeiros 25 - 20 1.º Dezembro

Dia 21-11-20

Alto Moinho 23 - 28 CDE Camões

CD Mafra 22 - 24 Vela Tavira

Dia 16-01-21

Évora AC Oriental Lisboa (17H00)

CD Marienses - Lagoa AC (20H00)

Zona, onde os encontros disputados, foram sem qualquer registo de ocorrências disciplinares, o que se saúda. Apesar de termos encontros que poderão ser decisivos para se poder estar entre os possíveis candidatos à discussão para o apuramento para a Fase Final, e no Sporting B / Almada C, a equipa visitante confirmou a sua candidatura à essa discussão ao vencer o Sporting B, num encontro que teve momentos de grande equilíbrio, embora os visitantes comandassem mais vezes o marcador, chegando ao intervalo a vencer por 13-8, outro dos encontro que teve um resultado que foi sempre discutido colocou frente a frente dois dos possíveis candidatos à discussão por um apuramento para a Fase Final, e foi o Alto Moinho / CDE Camões, que terminou com a vitória do CDE Camões, que assim se mantêm como uma das equipas sem derrotas nesta Zona até ao momento, com a equipa adversária a continuar a ser uma das favoritas, e que chegou ao intervalo a vencer por 13-12, com o CDE Camões a dar uma excelente réplica e dar a volta ao resultado depois de uma igualdade a 19 golos. Um dos resultados mais surpreendentes foi a vitória do Vela Tavira diante o CD Mafra, num encontro em que o equilíbrio foi a dominante durante a maior parte do tempo, com o CD Mafra chegar ao intervalo a vencer pro 13-12, no segundo tempo tivemos uma boa reação do Vela Tavira, que consegue dar a volta e terminar como vencedor, por fim temos o CF Sassoeiros / 1.º Dezembro que terminou com a vitória esperado do CD Sassoeiros, que comandaram o marcador e controlaram o jogo durante os 60 minutos, chegando ao intervalo já a vencer por 15-8, colocando-se em posição de poder ser um dos possíveis candidatos à discussão por um dos lugares na Fase Final.

Classificação após esta jornada – 1.º CD Camões (16 pontos), 2.º CD Marienses (-1 jogo) (14 pontos), 3.º Vela Tavira (13 pontos), 4.º Alto Moinho (-1 jogo), e CF Sassoeiros (-1 jogo) (11 pontos), 6.º CD Mafra, Almada AC (-2 jogos), e Oriental Lisboa (-1 jogo) (10 pontos), 9.º Lagoa AC (-1 jogo) (9 pontos), 10.º Sporting B (-1 jogo) (8 pontos), 11.º 1.º Dezembro (7 pontos), 12.º Évora AC (-2 jogos, 5 pontos).

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2020 / 2021 - XLXII

EHF EUROPEAN LEAGUE

(2020/2021)

IFK KRISTIANSTAD / SPORTING

O Sporting disputa dia 24-10-20, o jogo da 4.º Jornada para a Fase de Grupos (Grupo B) da EHF European League. Desejamos como de costume as maiores felicidades à equipa portuguesa.

EHF EUROPEAN LEAGUE

Esta Fase será disputa em 10 jornadas em cada grupo, ou seja em TxT, a duas voltas, sendo apuradas as quatro primeiras equipas de cada grupo (4 Grupos de 6 equipas) para a disputa dos 1/8 Final.

Nota – Até este momento e no Grupo da equipa portuguesa, esta já têm dois jogos adiados devido à situação pandémica que existe.

Resultados e Calendário do Sporting

Grupo B

1.ª Jornada

Dia 20-10-20

CS Dinamo Bucuresti (Roménia) 25 – 27 Sporting

2.ª Jornada

Dia 27-10-20

Sporting – TATRAN Presov (Eslováquia) (Adiado)

3.ª Jornada

Dia 17-11-20

Sporting – Fuchese Berlin (Alemanha) (Adiado)

4.ª Jornada

Dia 24-11-20

IFK Kiristanstad (Suécia) – Sporting (19H45) Sporting TV / EHF TV

5.ª Jornada

Dia 01-12-20

Sporting - USAM Nimes Gard (França)

6.ª Jornada

Dia 08-12-20

USAM Nimes GARD - Sporting

7.ª Jornada

Dia 09-02-21

Sporting - CS Dinamo Bucuresti

8.ª Jornada

Dia 16-02-21

TATRAN Presov - Sporting

9.ª Jornada

Dia 23-02-21

Sporting – IFK Kristianstad

10.ª Jornada

Dia 02-03-21

Fuchse Berlin - Sporting

A Fase Final será disputada em 22 e 23-05-21.

Recordamos ainda que a partir desta época (2020 /2021), esta prova será a prova de 2.º nível nas competições europeias, esta designação aplica-se aos dois géneros.

O Noticias

domingo, 22 de novembro de 2020

Competições Europeias 2020 / 2021 – LXII

 
COMPETIÇÕES EUROPEIAS

EHF EUROPEAN CUP FEMININA

COLÉGIO GAIA PERDE JGO DA 2.ª MÃO COM O ROCASA GRAN CANÁRIA NA 3.º RONDA DE QUALIFICAÇÃO E É ELIMINADA

 

Femininos

EHF EUROPEAN CUP

Na 2.ª Mão desta Ronda de qualificação, o Colégio de Gaia, voltou a perder diante a equipa espanhola do Rocasa Gran Canária, em Espanha, de referir que as duas mãos, foram disputadas em Espanha por acordo entre os Clubes. Ao contrário do jogo da 1.ª Mão, a equipa portuguesa entrou mal, e aos 5 minutos já perdia por 4-0, para aos 9 minutos estar a perder por 7-1, já tendo a sua técnica utilizado um time-Out, para tentar acalmar a equipa, que nunca se encontro de tal forma que aos 22 minutos o resultado era de 11-4 a favor do Rocasa Gran Canária, e a equipa portuguesa não se encontrava, sucedendo-se as faltas técnicas (12 no total), chegando ao intervalo com o resultado em 16-6 a favor da equipa espanhola. No segundo tempo, não se verificaram grandes melhorias, e os remates falhados levaram a que a sua percentagem de eficácia, se situasse nos 37% contra os 70% da equipa Rocasa Gran Canária, que aos 40 minutos de jogo vencia por 23-10, para chegar aos 46 minutos a vencer por 26-10, e atingir o maior diferencial aos 50 minutos quando vencia por 28-11, para o encontro terminar com uma das maiores diferenças ocorridas durante todo o encontro. Ao contrário do jogo da véspera Maria Santos com 6 golos (80% de eficácia, 2 em 3 de 7 metros), a ser a sua melhor marcadora, com a desamparada Isabel Cardoso na baliza a chegar aos 26% de eficácia, com Andrea Sanchez na baliza do Rocasa Gran Canária a chegar aos 36% de eficácia, tendo como principais marcadoras, Seynabou Mbengue com 4 golos (75% de eficácia), e Lisandra Lusson (5 golos, 71% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), terminando com 13 atletas a marcarem golos. Com este resultado e tal como se esperava, a equipa portuguesa foi eliminada, e Portugal, ficou sem representantes nas Competições Europeias de Clubes no Feminino.

 1.ª Mão

Dia 21-11-20

Rocasa Gran Canária 31 – 16 Colégio Gaia

2.º Mão

Dia 22-11-20

Colégio Gaia 13 – 30 Rocasa Gran Canária

Recordamos ainda que a partir desta época (2020 /2021), esta prova têm a designação de EHF EUROPEAN CUP, e sendo a prova de 3.º nível nas competições europeias, esta designação aplica-se aos dois géneros.

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 17 – 2020 / 2021 – Atualizada


Regresso às normais crónicas de fim-de-semana, dedicada aos jogos em atraso da 11.ª Jornada da PO01.

Mais uma vez continuamos a dar valor acrescentado às diversas transmissões que estão a ser realizadas, em especial pelos canais próprios de alguns clubes, via internet e não só, tal como se saúda o positivismo das diversas Transmissões.

PO01 – Campeonato Nacional Placard 1 Seniores Masculinos.

1.ª Jornada

Dia 08-12-20

Belenenses - Boa Hora (18H00)

Sem data definida

SC Horta - FC Gaia

Madeira SAD - Póvoa AC

2.ª Jornada

Dia 25-11-20

Águas Santas – Belenenses (20H30)

5.º Jornada

Dia 01-12-20

SC Horta - Póvoa AC (21H00)

7.º Jornada

08-12-20

SC Horta - Madeira SAD (11H30)

Nota jogo no Funchal

Dia 23-01-20

Boavista FC – Ismai (18H00)

8.ª Jornada

Dia 30-01-21

Ismai - FC Gaia (16H00)

9.ª Jornada

Dia Sem data definida

Belenenses - FC Porto

Dia 30-01-21

Boavista FC - Póvoa AC (21H00)

10.ª Jornada

Dia 23-12-20

Póvoa AC - FC Gaia (21H00)

Dia 30-01-20

Madeira SAD - Águas Santas (18H00)

11.ª Jornada

Dia 20-11-20

ABC 25 - 25 Póvoa AC

Benfica 28 - 20 Vitória FC

Dia 21-11-20

Ismai 24 - 23 AA Avanca

FC Gaia 28 - 24 Boa Hora

Águas Santas 33 - 27 AD Sanjoanense

Sporting 27 - 33 FC Porto

Belenenses 31 - 28 SC Horta

Dia 22-11-20

Boavista FC 15 - 26 Madeira SAD

Desta vez tivemos uma jornada completamente disputado, o que nos tempos que correm começa a ser raro, mas pela nossa parte só temos de considerar esta situação um bem para a modalidade. Assim teremos a 11.ª jornada disputada em diversos dias seguidos num fim-de-semana, isto numa prova que conforme já referimos por diversas vezes, contínua com demasiados jogos adiados (na nossa opinião), embora existam diversas razões para alguns, mas para outros, elas são completamente desconhecidas, e mais uma vez referir os jogos em atraso sem qualquer marcação (que no nosso entender não se entende). Fim-de-Semana onde a estatística voltou a funcionar, e bem, o que nos congratula, mantemos, no entanto a nossa opinião, de que ao terminarem os diretos, representou um forte retrocesso na modalidade, na nossa modalidade, com a Federação mais uma vez a esquecer-se da matéria regulamentar por si elaborada e aprovada, ver ponto 8 do Artigo 11.º do Regulamento da prova. Continuaremos a falar neste tema até que alguém venha a público esclarecer o que se passa na realidade, mas como já referimos a informação é “pobre”. Encontros disputados sem registo disciplinar.

2.ª Atualização

No último encontro da jornada, tivemos o Boavista FC / Madeira SAD, que foi um encontro de sentido único com a equipa insular a comandar o marcador de principio ao fim, chegando ainda nos primeiros 30 minutos, a realizar um parcial de 4-0, que a colocou a vencer por 7-2 (um dos maiores diferenciais realizados neste primeiro tempo, e que foi repetido em diversas ocasiões), e aos 10-4, tivemos o maior diferencial do primeiro tempo, chegando ao intervalo a vencer por 11-7, mas controlando sempre o jogo e o marcador, no segundo tempo, o Madeira SAD, imprimiu um ritmo mais elevado ao jogo, e com uma entrada mais assertiva, rapidamente chega aos 15-9, para posteriormente e após um novo parcial de 4-0, coloca o marcador em 19-10, momento em que o Boavista FC, têm alguma reação e coloca o marcador em 19-13, mas o dia de hoje estava com o Madeira SAP, e coloca novamente o marcador com 9 golos de diferença, quando coloca o marcador em 23-19, para terminar, em nítida superioridade. Com este resultado o Boavista FC, continua a ser a única equipa na prova, apenas com derrotas nos jogos disputados, e neste encontrou pela frente um obstáculo acrescido que foi a excelente prestação de Radule (54% de eficácia), na baliza do Madeira SAD, enquanto Sérgio Morgado na baliza do Boavista FC não ultrapassou os 21%. Gonçalo Ferreira com 6 golos (50% de eficácia, 2 em 3 de 7 metros) foi o melhor marcador da equipa. No Madeira SAD, tivemos Nuno Reis com 8 golos (72% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), como seu melhor marcador, bem acompanhado por João Miranda com 6 golos (85% de eficácia), o que significa que a maioria dos golos foram obtidos de ponta.

1.ª Atualização

Sporting 27 – 33 FC Porto

Jogo disputado no pavilhão João Rocha, e que colocava frente a frente dois dos principais favoritos à vitória na prova Nacional, não se compreendendo a razão do Sporting, ter apresentado apenas 13 inscritos no Boletim de jogo, terminou com uma clara vitória do FC Porto, que fez valer a sua maior qualidade em termos de plantel, num encontro com duas partes distintas, tivemos um encontro até aos 24 minutos de jogo, com o Sporting a comandar o jogo e o marcador, destacando-se a prestação de Carol (7 golos, 63% de eficácia, e 3 assistências), e de Valdez (6 golos, 66% de eficácia), bem acompanhados por Manuel Gaspar (28% de eficácia) na baliza, com ataques bem planeados, e com o FC Porto a demonstrar alguma passividade em termos defensivos, já que em termos atacantes, era notória a qualidade de Rui Silva (3 golos, 60% de eficácia, e 3 assistências), e a excelente relação entre a 1.ª e a 2.ª Linha, no Sporting, verificava-se uma baixa progressiva de rendimento, talvez devido à ausência de Ruesga e de Schongarth, com este atleta a ser uma enorme falta em termos defensivos, mas o marcador era de 12-11, favorável ao Sporting, aos 24 minutos, já com a substituição de Quintana, por Mitrevski (51% de eficácia, o homem do jogo na nossa opinião), que esteve sempre em grande plano (na nossa opinião), e depois de uma primeira igualdade a 12 golos, aos 25 minutos, o FC Porto, passa para a frente do marcador, aos 27 minutos por 13-12, mas o Sporting a reagir bem, e a ir para o intervalo com uma igualdade a 14 golos, obtida por António Areia (10 golos, 90% de eficácia, 4 em 4 de 7 metros), após em mais uma falta técnica da equipa do Sporting. Nos segundos 30 minutos o FC Porto, entrou completamente diferente e utilizando o seu esquema tático de 7 jogadores no ataque, rapidamente tomou conta do jogo, diga-se que na nossa opinião o Sporting, nunca teve antidoto, para esta forma de ataque que deveria ser esperada, e aos 35 minutos vencia por 18-15, com Salina (4 golos, 100% de eficácia), a ser um dos grandes interpretes desta forma de atacar, para aos 40 minutos já estar a vencer por, 22-17, margem que foi dilatando e aos 46 minutos vencia por 26-18, maior diferencial verificado em todo o encontro, com o Sporting a fazer entrar Cudic (29% de eficácia) para a baliza aos 42 minutos, ainda reduz para um diferencial de 4 golos, aos 54 minutos (29-25), de referir igualmente a prestação de Tiago Rocha (5 golos, 83% de eficácia mas o FC Porto, em modo de gestão e controlo, não permitiu, mais o encontro terminou com vitória do FC Porto, que aumentando o seu favoritismo à conquista da prova. Uma referência, ainda para o eficaz controlo das inferioridades numéricas por parte do FC Porto, com esta vitória o FC Porto, mantem a sua invencibilidade na prova, enquanto o Sporting sofre a sua primeira derrota. Dirigiu e bem o encontro a dupla internacional de Leiria, constituída por Ivan Caçador e Eurico Nicolau.

No Pavilhão do Águas Santas, realizou-se o Águas Santas / AD Sanjoanense, que como de costume a equipa de Vila da Feira, equilibrou o encontro e o marcador durante algum tempo na primeira parte do jogo, chegando a igualar o marcador (a 6, e a 13 golos, por exemplo), para o intervalo chegar já com a equipa maiata na frente do marcador por 18-14. No segundo tempo, o equilíbrio ainda se manteve durante algum tempo pois a diferença no marcador, manteve-se, como por exemplo aos 26-22, para cerca dos 52 minutos esta a vencer por 28-23, e progressivamente dilatar o resultado até aos 60 minutos, Nuno Grilo com 9 golos (75% de eficácia, e 2 assistências), foi o melhor marcador do Águas Santas, bem acompanhado por Mário Oliveira (80% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e com Henrique Carlota (25% de eficácia) na baliza a superiorizar-se ao seu colega de posto, António Campos (20% de eficácia), na AD Sanjoanense, sem surpresas, Vinícius Carvalho com 8 golos (53% de eficácia), foi o seu melhor marcador, e Lucas Santana na baliza com 28% de eficácia, foi o único guarda-redes utilizado.

No municipal da Maia, tivemos o Ismai / AA Avanca, que foi um encontro com um final impróprio para “cardíacos” na nossa opinião, a AA Avanca, comandou o marcador praticamente durante 54 minutos, pois ainda nos primeiros 30 minutos chegou a estar a vencer por 10-5, para chegar ao intervalo a vencer por 12-9, nos segundos 30 minutos a sua vantagem oscilou entre os 2 e 3 golos, para aos 54 minutos o marcador assinalar apenas a vantagem mínima (22-21), para o Ismai igualar a 22 golos, aos 55 minutos, sendo os 5 minutos finais de total equilíbrio, com o Ismai a marcar o golo da vitória nos últimos segundos do encontro, com menos um jogador em campo, jogo que teve, 11 exclusões e uma desqualificação direta. No Ismai com 10 jogadores a marcarem golos, os seus principais marcadores com 4 golos, foram, Afonso Lima (50% de eficácia, e 3 assistências), Manuel Lima (66% de eficácia), e Hugo Santos (100% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e com João Edra (40% de eficácia) na Baliza a ser decisivo na parte final do encontro, apesar de ser o guarda-redes menos utilizado pela sua equipa, na equipa da AA Avanca, o jovem André Sousa com 6 golos (54% de eficácia, 1 em 3 de 7 metros, e 3 assistências), foi o seu melhor marcador, bem acompanhado por Gualther Furtado com 5 golos (100% de eficácia), mas cometendo 11 faltas técnicas, baliza tivemos o Luís Silva com 24% de eficácia.

No Pavilhão do FC Gaia, realizou-se o FC Gaia / Boa Hora, encontro que se esperava de grande equilíbrio, e que realmente o foi durante largo período do primeiro tempo, com diversas alternâncias no marcador, até que o FC Gaia, se coloca perto do intervalo na frente do marcador por 12-11, para chegar ao intervalo a vencer por 14-11. No segundo tempo o FC Gaia chega logo início do período de jogo aos 17-12, maior diferencial registado durante os 60 minutos, para o Boa Hora igualar o marcador a 21, e a 22 golos, para de imediato sofrer 2 golos, que colocaram o FC Gaia, na frente do marcador e foi progressivamente aumentando a vantagem até ao resultado final. No FC Gaia, Luís Carvalho com 8 golos (66% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros, e 3 assistências) foi o seu melhor marcador, acompanhado de Bernardo Pegas (6 golos, 75% de eficácia, e igualmente 3 assistências, com Manuel Borges na baliza a chegar aos 41% de eficácia, fazendo toda a diferença para Bruno Lima que na baliza do Boa Hora, chegou aos 30% de eficácia, e Paulo Cândido com 7 golos (53% de eficácia, e 5 assistências) foi o melhor marcador do Boa Hora, acompanhado de perto por Pedro Pinto com 6 golos (54% de eficácia).

No Acácio Rosa, disputou-se o Belenenses / SC Horta, encontro que se esperava maiores facilidades para a equipa do Belenenses, mas o SC Horta chegou a provocar, graves problemas, ainda nos primeiros 30 minutos, quando chegou a comandar o jogo e o marcador por 7-5, interessante porque jogou este encontro com apenas 7 jogadores de campo, o que significa, que o seu técnico, pouco ou nada podia altera na sua equipa, verificando uma série de igualdades, com a última a ser aos 11 golos, para o intervalo chegar com o Belenenses na frente do marcador por 16-14. No segundo tempo o Belenenses, chegou a ter uma vantagem de 5 golos (28-23), mas o jogo manteve-se sempre com uma toada de grande equilíbrio, que acaba por se refletir no resultado final. Com esta vitória a equipa do Belenenses, mantêm o estatuto das equipas que ainda não contabilizaram qualquer derrota. Cláudio Pedroso com 9 golos (75% de eficácia, e 3 assistências), foi o melhor marcador do Belenenses, logo seguido de Tiago Ferro com 8 golos (72% de eficácia, 5 em 6 de 7 metros), Manuel Moreira na Baliza, chegou aos 22% de eficácia, no SC Horta, Bruno Landim com 8 golos (57% de eficácia) foi o melhor marcador da equipa insular, logo seguido por Spasoje Gacevic com 6 golos (75% de eficácia, e 4 assistências), com Tomas Van Zeller na baliza a chegar aos 24% de eficácia.

Benfica 28 – 20 Vitória FC

Encontro disputado em Setúbal, ou seja com inversão de pavilhão, por acordo entre clubes. Foi um encontro com duas partes completamente distintas, e onde a principal figura do encontro (na nossa opinião), foi o guarda-redes do Vitória FC, Alan Lima (35% de eficácia), que defendeu tudo ou quase tudo o que poderia defender, tivemos uns primeiros 30 minutos, como Vitória FC, a controlar o marcador, chegando a estar na frente do marcador por 3 golos de diferença (5-2), mas com o Benfica a igualar por diversas ocasiões, a 7, e a 8 golos, mas sem nunca conseguir assumir o comando do marcador. Chegando ao intervalo a perder por 12-10, o Benfica neste período, esteve com uma fraca eficácia no ataque, e foi bastante permissivo em termos defensivos, por sua vez o Vitória FC, por vezes demonstrou alguma precipitação no ataque, onde o seu principal atleta Ruben Santos (5 golos, 45% de eficácia, e 3 assistências) esteve em grande evidência, sendo um jogo com pouca velocidade, e no Benfica (na nossa opinião), apenas Paulo Moreno (4 golos, 57% de eficácia), se mostrou ao nível dos seus pergaminhos, bem como Belone Moreira (4 golos, 57% de eficácia). Nos segundos 30 minutos tudo se alterou, pois o Benfica entrou no recomeço em superioridade numérica, que soube aproveitar e bem, apresentou-se com outra velocidade, especialmente no ataque, e com uma maior agressividade competitiva na defesa, e com Sergey (34% de eficácia) em bom plano e aos 34 minutos já vencia por 13-12, nunca mais perdendo o comando do jogo e do marcador, surgindo então Petar (3 golos, 50% de eficácia, 2 em 3 de 7 metros), e Kukic (6 golos, 75% de eficácia), a fazerem toda a diferença, para aos 40 minutos o marcador estar em 18-13 a seu favor, apesar da boa prestação de André Alves (4 golos, 66% de eficácia) no Vitória FC, para aos 52 minutos vencer por 24-17, para aos 59 minutos registar o maior diferencial de todo o encontro (28-19). Dirigiu o encontro a dupla de Lisboa constituída por André Gameiro, e Renato Marques, que realizaram uma arbitragem bastante positiva.

No Pavilhão Flávio Sá Leite, realizou-se o ABC / Póvoa AC, jogo onde íamos tendo a grande surpresa da jornada (na nossa opinião), e que terminou com uma igualdade, começou melhor o ABC, que durante o primeiro tempo, começou melhor, esteve no comando mas o Póvoa nunca permitiu que equipa minhota estabelece-se grandes diferenças bem pelo contrário igualou o marcador por diversas ocasiões (a 9, e a 14 golos, por exemplo), para o intervalo chegar com o ABC na frente do marcador por 17-15. Nos segundo 30 minutos uma melhor entrada do Póvoa AC, levou anova igualdade a 17 golos e de imediato com o Povoa a passar para a frente do marcador por 18-17, situação que foi mantendo chegando a ter uma vantagem de 4 golos (22-18), para terminar com uma igualdade, após o ABC fazer um parcial de 3-0, nos últimos minutos de jogo. No ABC, Rodic (5 golos, 62% de eficácia), Rui Batista (5 golos, e 55% de eficácia), foram os seus melhores marcadores, com os seus guarda-redes em bom Plano Carlos Oliveira (37% de eficácia), e Cláudio Silva (30% de eficácia), no Póvoa AC, Alan Silva (9 golos, 81% de eficácia), e Manuel Lima (7 golos, 87% de eficácia), foram os seus melhores marcadores, com Alexandre Magalhães na baliza a chegar aos 57% de eficácia.

Classificação, após este encontro – 1.º Benfica (33 pontos), 2.º Sporting (31 pontos), 3.º FC Porto (-1 jogo) (30 pontos), 4.º ABC (23 pontos), 5.º Águas Santas (-2 jogo) (23 pontos), 6.º Belenenses (-3 jogos) (21 pontos), 7.º Vitória FC (20 pontos), 8.º AA Avanca (19 pontos), 9.º Boa Hora (-1 jogo) (15 pontos), 10.º AD Sanjoanense (14 pontos), 11.º SC Horta (-3 jogos), Ismai (-2 jogos), e Madeira SAD (-4 jogos), (13 pontos), 14.º FC Gaia (-3 jogos), e Póvoa AC (-4 jogos), (12 pontos), 16.º Boavista FC (-3 jogo) (8 pontos).

O Banhadas Andebol