gal vence

Mundial Sub-19 Mas. Portugal nos 1/2 Final Perde com Egipto 41/36 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 38 – 2018 / 2019 – I – Actualizada


Mais uma crónica intermédia de fim-de-Semana, sobre a PO01, prova a ser disputada com uma enorme irregularidade.

PO01 – Campeonato Andebol 1 Seniores Masculinos.

1.ª Fase
15.ª Jornada
Dia 04-03-19
Benfica - Madeira SAD (19H30)
Dia 13-02-19
SC Horta - Arsenal (21H00)
16.ª Jornada
Dia 06-02-19
Madeira SAD - Ismai (19H00)
Sporting - Águas Santas (20H00)
Dia 27-02-19
AA Avanca - AC Fafe (21H00)
17.ª Jornada
Dia 13-02-19
AC Fafe - Sporting (21H00)
Dia 06-03-19
Sporting - FC Porto (20H00)
19.ª Jornada
Dia 09-03-19
Benfica - Sporting (18H30)
20.ª Jornada
Dia 26-01-19
SC Horta 17 - 34 FC Porto (J/Comentado)
Dia 30-01-19
Boa Hora 33 – 27 CCR Fermentões
AA Avanca 24 – 27 Madeira SAD
ABC 27 – 28 AC Fafe
Águas Santas 28 – 25 Belenenses
Arsenal 16 – 38 Benfica
Dia 31-01-19
Sporting 26 - 24 Ismai

Na sequência do temos vindo a afirmar, disputou-se mais uma jornada, na prova mais irregular, que se tem verificado nos últimos anos, basta ver o número de jogo adiados e o número de jogos antecipados, para termos uma noção da autêntica anarquia, em que a mesma está a ser disputada, e é pena. Hoje nova jornada a meio da semana, que já teve um encontro antecipado (SC Horta / FC Porto). Mantemos e reforçamos a ideia de a mesma têm excesso de clubes para o desenvolvimento do Andebol no nosso País, provocando todos estes adiamentos e antecipações, e colocando por vezes insanáveis problemas de planeamento. De lamentar ainda nesta jornada, a não existência de estatísticas em directo do AA Avanca / Madeira SAD, e a falta da mesma no Arsenal Benfica, jornada onde apenas dois resultados, foram diferente do ocorrido na 1.ª volta (ABC / AC Fafe), a grande surpresa da jornada até agora, e Sporting / Ismai. Felizmente foi disputada sem ocorrências disciplinares.

Actualização

Sporting 26 – 24 Ismai


Encontro disputado no Pavilhão João Rocha, bastante “nu” de público, a ser um jogo, onde a equipa do Sporting, defrontava, a única equipa a tinha derrotado até ao momento. E que se apresentou, como regresso de Valentin Ghionea, e de Manuel Gaspar, e não apresentou o seu lateral Neven Stjepanovic. O Ismai uma equipa que sabe jogar andebol, e que apresenta uma 1.ª linha bastante móvel, e que veio para este encontro com uma estratégia bem definida, ou seja uma defesa consistente, transições rápidas, sempre que pode, e em ataque planeado, sabendo prolongar o mesmo até ao limite do jogo passivo, e com uma razoável ligação entre a 1.ª e 2.ª linha, onde sobressaiu os jogadores, Manuel Borges (30% de eficácia) na baliza e posteriormente Ricardo Castro (40% de eficácia)e o seu principal rematador Délcio Pina (7 golos, 70% de eficácia). Mas volta-se a referir uma equipa com sentido colectivo. O Sporting, por sua vez teve na nossa opinião em Skok (48% de eficácia) na baliza, e em Carlos Ruesga (7 golos, 100% de eficácia) os seus principais, elementos, mas enquanto em termos defensivos teve um comportamento razoável, em termos atacantes, foi de uma anarquia completa, sem tempo de ataque, individualismo a mais, e faltas técnicas em excesso. Manuel Gaspar (23% de eficácia) regressou `baliza mas não esteve feliz, em determinados momentos, apesar de tudo, o jogo teve algum equilíbrio, registando-se 3-2 a favor do Ismai aos 6 minutos de jogo, para cerca dos 14 minutos, o Sporting estar no comando do jogo por 7-3, após um parcial de 5-0, e chegar a um diferencial de 6 golos aos 27 minutos (13-7), para se chegar ao intervalo com o Sporting na frente do marcador por 14-9. No segundo tempo, onde Edmilson Araújo (5 golos, 71% de eficácia) em termos atacantes foi uma mais valia, chegou a ter 8 golos de vantagem aos 36 (19-11) e aos 43 minutos (22-14), para de seguida entrar em funcionamento o individualismos e as faltas técnicas, com a equipa do Ismai a saber aproveitar, e com Manuel Gaspar a estar infeliz na baliza, o diferencial foi sendo reduzido até terminar com apenas 2 golos de vantagem, notou-se uma diferente condição física em alguns dos seus principais elementos. Uma referência final para o facto de 12 atletas do Ismai, terem concretizado golos. Dirigiu o jogo a dupla Internacional Feminina do Porto, constituída por Marta Sá e Vânia Sá, que não estiveram isentas de erros, mas sem qualquer influência no resultado, estando bem em especial na sanção progressiva e menos bem nos passos.

AA Avanca 24 – 27 Madeira SAD

Jogo disputado no Funchal por inversão do pavilhão “ a nova moda”, perante uma fraca assistência, tivemos um jogo em que durante os trinta minutos iniciais, as duas equipas apresentaram sistemas defensivos diferenciados, pois enquanto o Madeira SAD defendia com uma defesa aberta em 3:3, a AA Avanca, defendia em 6:0, com ambas equipas a jogarem ao ataque com bastantes precauções, e tivemos um forte equilíbrio em especial até aos 16 minutos, quando o marcador assinalava 8-7 a favor do Madeira SAD, equipa que comandou quase sempre o marcador, sabendo aproveitar as falhas técnicas do adversário, com ambas as equipas a utilizarem as transições rápidas, com Nuno Carvalho (4 golos) nos 6 metros a realizar um bom jogo, assim como o jovem Francisco Pereira (4 golos) na organização do ataque do Madeira SAD, que teve em Gustavo Capdeville, e Luís Carvalho, na baliza dois dos seus principais elementos, com Emanuel Ribeiro na baliza da AA Avanca, abaixo do esperado, neste período o Madeira SAD chegou a dispor de uma vantagem de 5 golos, aos 23 e aos 28 minutos. No segundo tempo tivemos uma melhoria de rendimento da AA Avanca onde o seu guarda-redes Luís Silva, esteve bastante bem, e soube aproveitar as falhas técnicas do Madeira SAD, e com ambas as equipas a manterem os seus sistemas defensivos, no entanto o Madeira SAD ainda consegue chegar aos 6 golos de diferença aos 37 minutos (21-15), e a partir dos 46 minutos começou-se a notar algum cansaço nas duas equipas, com menos discernimento, nas suas acções, Alguns jogadores fizeram a diferença nas duas equipas, com Ruben Ribeiro (5 golos) a ser uma das principais figuras da AA Avanca, bem acompanhado por Diogo Coelho (3 golos) nos minutos finais, uma palavra final para o facto da equipa continental ter tido 10 jogadores a marcarem golos, e de ter tido um segundo tempo onde apesar das falhas técnicas, terminar o encontro com um diferencial de apenas 3 golos. No Madeira SAD, a experiência de Elledy Semedo foi fundamental com os 6 golos, e com Daniel santos a ser o marcador dos 7 metros a chegar aos 7 golos. Com esta vitória a equipa do Madeira SAD confirmou o resultado da 1.ª volta Com arbitragem de uma dupla mista da Madeira, constituída pelo Internacional Duarte Santos e por Gonçalo Aveiro, uma alteração de última hora. Mas poderemos dizer que tiveram uma actuação bastante positiva.

Águas Santas 28 - 25 Belenenses

Jogo realizado em Águas Santas, com o pavilhão a apresentar uma fraca moldura humana, e que foi por nós considerado como um dos principais encontros da jornada. O piso do Pavilhão apresentava-se com bastante humidade, e teve certa influência no comportamento técnico dos jogadores, obrigando a diversa interrupções para limpeza do mesmo. Tivemos um encontro mais disputado e mais emocional, do que bem jogado, mas com uma entrega total dos seus intervenientes. As equipas que se apresentaram com sistemas defensivos diferentes, o Águas Santas com um 6;0, bastante flexível, eo Belenenses em 5:1, onde Nelson Pina (5 golos, 63% de eficácia), para nós um dos homens do jogo, era “pau para toda a obra”, e como de costume António Campos (34% de eficácia) dava a confiança à sua equipa, e com Pedro Cruz (9 golos, 60% de eficácia, o em 1 de 7 metros) igualmente em bom plano, a equipa do Águas Santas comandou o jogo e o marcador até aos 34 minutos (16-15), depois de ter chegado ao intervalo a vencer por 15-12, e de ter chegado a ter 5 golos de vantagem cerca dos 27 minutos quando vencia por 15-10, mas o Belenenses, nunca desesperou e aplicou uma receita defensiva forte, onde Roney Franzini na baliza (34% de eficácia), foi preponderante, com Miguel Moreira a chegar aos 31% de eficácia), mas as faltas técnicas da equipa do Belenenses a serem sempre bem aproveitadas pela equipa maiata, estavam a fazer a diferença, e um item que teve peso no resultado final diz respeito aos 7 metros onde a equipa do Belenenses, não concretizou seis (6), umas por mérito de António Campos outras por serem marcadas para fora, mas aos 35 minutos após uma boa reacção a equipa do Belenenses, iguala a 16 golos, para passar para a frente do marcador pela 1.ª vez aos 41 minutos por 19-18, com João Ferreira em dia sim (7 golos, 50% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), mantendo-se o jogo equilibrado até aos 48 minutos (igualdade a 24 golos), com os maiatos a assumirem mais uma vez o comando do marcador até final do encontro, com Mário Lourenço (5 golos, 83% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros), a ser juntamente com Francisco Fontes (3 golos, 60% de eficácia), das figuras mais preponderantes na sua equipa. Com esta vitória a equipa do Águas Santas, continua completamente dentro da discussão pelos 6 primeiros lugares da classificação, aqueles que dão acesso ao Grupo A, na Fase Final. Ganhando vantagem pontual sobre o Belenenses, e sobre o ABC, passando a ocupar o 3.º lugar da classificação- Jogo dirigido pela dupla bracarense constituída por Fernando Costa e Diogo Teixeira, que não estiveram bem, na nossa opinião com fortes desequilíbrios na sanção progressiva, na lei da vantagem, sem critério nas faltas dos atacantes, enfim já os vimos a fazer melhor.

No Flávio Sá Leite, perante uma fraca assistência, tivemos o ABC / AC Fafe num confronto minhoto, que terminou com a vitória surpresa da equipa do AC Fafe, sendo o único encontro onde se verificou um resultado diferenciado do ocorrido na 1.ª volta, desta Fase, foi um encontro disputado sempre com grande equilíbrio e alternâncias no marcador, nos primeiros 30 minutos, o AC Fafe entrou melhor em jogo, fez 2-0. O ABC reage e iguala o marcador, para posteriormente permitir que o AC Fafe volte ao comando do jogo e do marcador, e aos 20 minutos vencia por 11-9, para se chegar ao intervalo a vencer por 14-13, e já estava a causar uma grande surpresa. No segundo tempo o ABC dá a volta ao marcador e aos 39 minutos vencia por 19-16, para o AC Fafe, realizar um parcial de 5-0, e aos 48 minutos estar na frente por 21-19, para até final do encontro nunca mais perder o comando do jogo, e com esta vitória originar a grande surpresa da jornada. Humberto Gomes na Baliza do ABC com 30% de eficácia, foi um dos seus principais elementos, e com 10 jogadores a marcarem golos, demonstração de que o seu treinador tudo tentou para virar o adverso resultado, com Hugo Rocha (100% de eficácia, 4 em 4 de 7 metros), e Rafael Peixoto (100% de eficácia,), ambos com 5 golos, foram os principais marcadores do ABC. No AC Fafe, onde Nuno Silva na baliza chegou aos 28% de eficácia, e teve em Luís Pereira com 7 golos (88% de eficácia, 6 em 6 de 7 metros), e em Rui Rolo (67% de eficácia), e Gualter Furtado (55% de eficácia), ambos com 6 golos, foram os seus melhores marcadores. Com esta derrota o ABC atrasasse na discussão por um dos lugares no Grupo A, embora esteja na discussão por um desses lugares, o AC Fafe, com esta vitória embora continue nos últimos lugares da classificação ultrapassou o SC Horta.

Em Tebosa, por ocupação do Flávio Sá Leite, tivemos o Arsenal / Benfica, jogo entre um dos primeiros classificados e a equipa que apenas regista derrotas em todos os jogos disputados até ao momento, que terminou naturalmente com a vitória do Benfica, por números completamente esclarecedores, de que levaram a sério este seu encontro não concedendo qualquer facilidade. Uma nota negativa para a não existência de qualquer estatística do jogo. O Resultado ao intervalo já era completamente esclarecedor da vantagem da equipa do Benfica (18-8), para a diferença se acentuar no segundo tempo, o que permitiu ao técnico do Benfica, realizar um autêntico controlo do jogo, e gerir o seu plantel. Com esta vitória o Benfica continua, nos primeiros lugares da classificação e completamente integrado na discussão pelos mesmos, por sua vez o Arsenal, situação na situação contrária, continuando com apenas derrotas nesta fase da prova. Horácio Silva com 5 golos foi o melhor marcador do Arsenal, por sua vez no Benfica onde 11 atletas marcaram golos, os seus principais marcadores, com cinco (5) golos, foram (Davide Carvalho, Paulo Moreno, e Gonçalo Nogueira).

No Pavilhão Fernando Tavares, disputou-se o Boa Hora / CCR Fermentões, num encontro que tinha sido anunciada a sua transmissão pela Andebol TV, mas a mesma apenas chegou cerca dos 24 minutos de jogo. Boa Hora que neste encontro, já apresentou o seu regressado guarda-redes Denis Tiselita. Foi um encontro, que face aos últimos resultados das duas equipas, se previa equilibrado, no entanto o Boa Hora assumiu o comando do jogo e do marcador, desde o minuto inicial e aos 20 minutos de jogo já vencia por 12-8, e aos 26 minutos vencia por um dos maiores diferenciais, registados até ao momento (16-11), para atingir o intervalo a vencer por 19-13. Com o Boa Hora, sempre no comando do jogo e do marcador aos, 52 minutos vencia por 30-23, o maior diferencial registado até ao momento, e que já se tinha verificado algumas vezes, com esta vitória a equipa do Boa Hora, rectificou o resultado verificado na 1.ª volta. Francisco Tavares (70% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e André Alves (70% de eficácia), ambos com 7 golos, caca, foram os melhores marcadores do Boa Hora, Com os homens da baliza Denis Tiselita e António Ribeiro a terem a mesma eficácia (40%), e aqui esteve uma das grandes diferenças entre estas duas equipas, na baliza do CCR Fermentões, apenas Pedro Carvalho esteve bem (26% de eficácia), tendo como seus melhores marcadores, José Pinto (6 golos, 67% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros) e João Barbosa (5 golos, 100% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros.

Classificação actual – 1.º FC Porto (- 1 jogo, 55 pontos), 2.º Benfica (-2 jogos, 50 pontos), 3.º Sporting (-3 jogos, 49 pontos), 4.º Águas Santas (-1 jogo, 48 pontos), 5.º Belenenses (45 pontos), 6.º ABC (44 pontos), 7.º Madeira SAD (-2 jogos, 42 pontos), 8.º Boa Hora (+1 jogo, 37 pontos), 9.º Ismai (-1 jogo, 34 pontos), 10.º AA Avanca (-1 jogo, 31 pontos), 11.º CCR Fermentões (27 pontos), 12.º AC Fafe (-2 jogos, 26 pontos), 13.º SC Horta (- 1 jogo, 25 pontos), 14.º Arsenal (- 1 jogos, 19 pontos). 

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2018 / 2019 – LVIX


Realiza-se este fim-de-semana, a 4.ª ronda eliminatória (1/8 Final) da Challenge CUP Feminina, onde se encontra a equipa do Alavarium.

Femininos

CHALLENGE CUP

Participam na competição 31 equipas (menos 4 que na época anterior).
O Alavarium vai disputar nesta eliminatória com o SPR Pogon Szczecin (Polónia).

Calendário

1.ª Mão
Dia 02-02-19
Alavarium - SPR Pogon Szczecin (18H30)
2.ª Mão
Dia 03-02-19
SPR Pogon Szczecin – Alavarium (18H30)

Ambos os encontros serão realizados em Portugal, e serão transmitidos pela Andebol TV.

Será certamente uma tarefa complicada para a equipa Nacional, pois vai defrontar uma equipa classificada em 2.º lugar do ranking da prova, que possui no seu plantel, duas italianas, uma sérvia, uma croata, e uma montenegrina, num total de 6 estrangeiras. Tendo sido finalista da prova em 2014/2015, mas não deixaremos de lhe desejar boa sorte

O Noticias

Gala do Desporto - Ano - 2018 - I


GALA DESPORTIVA – 2018
JOAQUIM ESCADA
GALARDOADO
 COM PRÉMIO DE MÉRITO DESPORTIVO
PERSONALIDADE DO ANO 

(Foto FAP) 
A Confederação do Desporto de Portugal, organizou a 23.ª Gala do Desporto, no dia 30 de Janeiro de 2019, que é uma iniciativa que distinguiu os desportistas que mais se evidenciaram na época desportiva finda, em cada modalidade.

A edição deste ano foi subordinada ao tema
” Desporto para todos”.

Foram entregues os prémios aos melhores desportistas do ano, nas seguintes Categorias: Jovem Promessa, Atleta Masculino, Atleta Feminino, Treinador, Equipa.

Mantemos o que dissemos na altura, sobre o facto de ao contrário das últimas épocas a FAP, não divulgar as suas propostas para as diferentes categorias, lamentável. Era natural que soubéssemos os nomes ao consultar o site da CDP, mas a competência e o dever de divulgação das suas propostas era da FAP. Pois nem sequer informou, quais eram as suas propostas para personalidade do ano, por exemplo.

Foram ainda atribuído o seguinte prémio - Prémio Alto Prestigio do CDP (este prémio é atribuído a uma personalidade indicada, por cada Federação)

Joaquim EscadaPresidente da Associação de Andebol de Viseu, e Coordenador do projecto Andebol4All, onde se inclui o Andebol em Cadeira de Rodas, Andebol para Deficiência Intelectual, e Andebol para Cidadãos Privados de Liberdade, foi o distinguido nesta cerimónia, pelo Andebol, a indicação da FAP. Os nossos parabéns pelo prémio e pelo trabalho desenvolvido. 

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Europeu 2020 Masculino – XIII


14.º EUROPEU MASCULINO – 2020
(ÁUSTRIA / NORUEGA / SUÉCIA) 

PORTUGAL / FRANÇA 

Portugal através da Federação e do que se encontra inserido no Portal da EHF, informa do dia e local da realização de um dos decisivos jogos, onde defrontaremos a França que acabou de ser medalha de bronze no Mundial de 2019.

Assim vamos disputar a 3.ª Jornada do Grupo de Apuramento, para a Fase Final do Europeu 2020, no Pavilhão de Multiusos de Guimarães, para continuar num caminho positivo para a Fase Final, do Euro que é disputada por 24 equipas, e se realiza entre 10 a 26 de Janeiro de 2020, e que em simultâneo, também é a primeira vez que uma prova, será coorganizada em três (3) Países (Áustria, Noruega e Suécia), com a final a ser disputada em Estocolmo, no Pavilhão Tele 2 (24.000 lugares), sendo o 14.º Europeu Masculino.

Serão apurados para a Fase final para o EHF Euro 2020, os dois (2) primeiros classificados de cada Grupo (8), bem como os quatro (4) melhores terceiros classificados (apenas contam os resultados obtidos com as equipas classificadas em 1.º e 2.º lugar no Grupo).

Portugal – Faz parte do Grupo 6, juntamente com a França, Lituânia, e Roménia.

Resultados e Calendário de Portugal

1.ª Jornada – 24-10-18
Portugal 21 – 13 Roménia
2.ª Jornada – 28-10-18
Lituânia 23 – 24 Portugal
3.ª Jornada – 11-04-19
Portugal – França (20H00)
4.ª Jornada – 14-04-19
França - Portugal
5.ª Jornada – 12/13-06-19
Roménia - Portugal
6.ª Jornada – 15/16-06-19
Portugal - Lituânia

Horas Locais

O Banhadas Andebol

Sorteios – Época 2018 / 2019 - IX


A Federação anunciou através do seu Comunicado Oficial n.º 56 da época 2018 / 2019 em 28-01-19, uma alteração de datas relativa a sorteios, que tinha sido divulgada pelo CO N.º 44 em 22-01-19 a data da realização de diversos sorteios, de algumas das principais provas Nacionais, infelizmente passados meia dúzia de dias procede a uma alteração, sem qualquer motivo justificativo.

Alteração diz respeito à PO.03, que passa a ser a seguinte redacção

PO.03 – CAMPEONATO NACIONAL SENIORES MASCULINOS 3.ª DIVISÃO – 2.ª FASE
Sorteio dia 18-03-2019 pelas 17H00
2.ª Fase, de 30-03-19 a 10-06-19

Sorteio, a realizar 12 dias depois data inicialmente prevista.
Inicia atrasado uma semana, mantendo-se a data de fim, o que significa, que o calendário será mais apertado. 

O Noticias

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos – 2018 / 2019 – XI – 1/4 Final - Sorteio


Realizou-se hoje (29-01-19) o sorteio dos 1/4 Final da Taça de Portugal.

Sorteio realizado com jogos dos 1/8 Final ainda por disputar, alguns dos quais são os principais jogos da eliminatória, serão realizados, (Até ao momento nada tinha sido dito), em simultâneo ou depois dos jogos dos 1/4 Final, conforme consta no CO N.º 9 (17-07-18) da FAP, onde foi divulgada a estrutura da prova, com a curiosidade de a FAP, não ter qualquer data definida, na realidade a FAP com uma decisão no mínimo “sui generis” na modalidade, coloca hoje dia do sorteio, duas datas no seu portal, para a disputa dos 1/4 Final, na nossa opinião, esta decisão contraria tudo o que espírito e rigor de uma prova desta natureza.

Esta eliminatória, tal como a anterior, será disputada sem qualquer condicionante, nem obrigatoriedade das equipas da PO01, jogarem sempre na condição de visitantes.

Resultados do Sorteio 1/4 Final - Jogos a realizar previsivelmente em 17-03-19, e em 03-04-19.

Dia 17-03-19
Vitória FC – Águas Santas
Póvoa Andebol Clube - (Marítimo / Modicus)
Dia 03-04-19
Madeira SAD – (ABC – Benfica)
(FC Porto – Sporting) – Belenenses

Jogo em atraso dos 1/8 Final
Dia 03-02-19
Marítimo - Modicus (12H00)
Dia 16-03-19
ABC - Benfica (17H30)
Dia 17-03-19
FC Porto - Sporting (16H00)

Foi um sorteio, onde dificilmente se poderá proporcionar o espírito de Taça, ou talvez não, pois existe um encontro que será certamente, interessante acompanhar, estamos a referir-nos ao Vitória FC / Águas Santas, que se disputará em Setúbal, de resto deu-nos um emparceiramento, que irá certamente proporcionar alguns excelentes encontros, embora possam também vir a ser desequilibrados, e que colocou curiosamente frente num encontro entre equipas da PO02, o que provocará certamente tal como na época anterior que uma equipa desta divisão estará FINAL FOUR.

Equipas, por Divisão, que disputam os 1/4 Final.

2.ª Divisão (3) – Póvoa Andebol Clube, (Marítimo / Modicus), e Vitória FC.

1.ª Divisão (5) – (ABC /Benfica), Madeira SAD, Belenenses, (FC Porto / Sporting), e Águas Santas.

Mas esta prova só voltara a ter verdadeiro espírito de taça, quando for uma prova aberta sem limitações, e com todas as equipas a iniciarem a sua participação ao mesmo tempo.

A estrutura da prova segundo o CO N.º 9, seria:

1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 16-03-2019
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 01-06-2019
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 02-06-2019

A Federação, prevê no Regulamento Especifico da Prova, a realização na prática de uma Final Four, não tendo até ao momento ter sido indicado o local da sua disputa

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 17 – 2018 / 2019 - IV


Crónica de fim-de-semana dedicada à PO04.

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase. 

PO04 – Campeonato Nacional Juniores Masculinos 1.º Divisão
1.ª Fase

Zona 1
13.ª Jornada
Dia 06-02-19
Xico Andebol - FC Porto (21H30)
14.ª Jornada
Dia 27-01-19
CD Feirense 31 - 26 CP Natação
FC Gaia 30 - 29 Xico Andebol
Estarreja AC 22 - 31 Boavista FC
Dia 08-02-19
Águas Santas - ABC (18H00)
Dia 13-02-19
FC Porto - AA Avanca (20H30)

Como o se encontra a verificar noutras provas, também nesta Prova e em especial nesta zona, se começa a verificar uma forte irregularidade competitiva, que no mínimo se estranha. Foi uma jornada disputada, com apenas três jogos realizados, e onde apenas um resultado foi diferenciado do ocorrido na 1.ª volta, e onde ainda mesmo assim tivemos um encontro com ocorrências disciplinares. Zona onde em nossa opinião, se continua a verificar e na presença dos resultados verificados, e face á diferença pontual existente apenas quatro equipas poderão discutir os três lugares de apuramento para a Fase Final (FC Gaia, Águas Santas, ABC, e FC Porto). Nesta jornada, no encontro FC Gaia / Xico Andebol, tivemos o encontro mais equilibrado da jornada, onde apesar da vitória do FC Gaia, ao intervalo registava-se uma igualdade a 14 golos, com o Xico Andebol, a comandar o marcador e o jogo durante alguns períodos do segundo tempo, quando por exemplo vencia por 26-23, ou 28-27, para o resultado final após um período de grande equilíbrio ter sido estabelecido nos minutos finais do encontro. Com esta vitória, o FC Gaia continua no comando da Zona, sem derrotas, com o Xico Andebol, a manter a mesma posição na tabela classificativa. Martim Ferreira com 10 golos, e Diogo Ferreira com 6 golos, foram os melhores marcadores do FC Gaia. João Leite com 7 golos, José Silva, e Diogo Teixeira, com 6 golos, cada, foram os melhores marcadores do Xico Andebol. Disputou-se ainda o Estarreja AC / Boavista FC, encontro que terminou com a vitória do da equipa do Bessa, que assim confirmou o resultado da 1.ª volta, continuando a equipa do Estarreja AC, a ser a única equipa que apenas contabiliza derrotas, não só na Zona mas na Prova, nesta Fase até este momento. Mais apesar do domínio da equipa do Bessa, os primeiros 30 minutos foram de algum equilíbrio, com o marcador a registar por diversas vezes a diferença mínima, sempre a favor do Boavista FC, que ao intervalo vencia por 17-15, para no segundo tempo se acentuarem as diferenças. Tiago Arrojado com 11 golos, foi o melhor marcador do Estarreja AC, José Tavares, e Miguel Ferreira, ambos com 8 golos, cada, foram os melhores marcadores do Boavista FC. No pavilhão da Lavandeira, realizou-se o CD Feirense / CP Natação, que foi o único encontro onde se verificou alteração no resultado, em relação ao ocorrido na 1.ª volta, e foi igualmente o único encontro com o registo de ocorrências disciplinares. O CP Natação comando o marcador durante o primeiro tempo, chegando ao intervalo a vencer por 13-11, mas no segundo tempo, a equipa da casa deu a volta ao marcador e chegou aos 21-16, para terminar como vencedor, por confortável margem. Eduardo Rocha com 10 golos, e João Valinho com 6 golos, foram os melhores marcadores do CD Feirense, Hélder Vilaça com 8 golos, foi o melhor marcador do CP Natação. Com esta derrota a equipa visitante deixou de fazer parte das equipas que ainda poderiam discutir o apuramento.

Classificação actual – 1.º FC Gaia (41 pontos), 2.º Águas Santas (- 1 jogo, 33 pontos), 3.º ABC (-1 jogo, 33 pontos), 4.º FC Porto (-2 jogos, 32 pontos), 5.º CP Natação (25 pontos), 6.º AA Avanca (-1 jogo), e Boavista (23 pontos), 8.º CD Feirense (22 pontos), 9.º Xico Andebol (- 1 jogo, 18 pontos), 10.º Estarreja AC (14 pontos).

Zona 2
14.ª Jornada
Dia 27-01-19
Benfica 42 - 20 Juventude Lis
AC Sismaria 23 - 24 Alavarium
ADC Benavente 28 - 29 Alto Moinho
Belenenses 31 - 31 São Bernardo
IFC Torrense 24 - 36 Sporting

Felizmente foi uma Zona onde a jornada foi completamente disputada, verificando-se apenas um encontro onde o resultado foi diferenciado em relação ao ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta, sendo no entanto uma jornada disputada sem ocorrências disciplinares, o que se regista com agrado. Mantemos a nossa opinião de que nesta zona o número de possíveis candidatos à fase Final, é precisamente o mesmo da jornada anterior (Sporting, Benfica, Alto Moinho, Belenenses, e São Bernardo), mas esta opinião, não invalida que em termos matemáticos não existam mais equipas. O único encontro onde foi alterado o resultado em relação ao verificado na 1.ª volta foi precisamente o Belenenses / São Bernardo que terminou com uma igualdade, que reflecte o equilíbrio com que foi disputado, mas deve-se igualmente dizer que a equipa do São Bernardo comandou o marcador e jogo, durante mais tempo, de tal forma que ao intervalo vencia por 18-15, mas a equipa do Belenenses com uma boa reacção iguala o marcador a 28 golos, nos minutos finais do encontro, chegando a estar na frente do marcador por 31-30, para o São Bernardo obter a igualdade nos momentos finais do jogo. Gonçalo Oliveira com 7 golos, e Afonso Feio com 6 golos, foram os melhores marcadores do Belenenses, no São Bernardo, onde 10 jogadores marcaram golos, sendo David Gomes com 10 golos, e João Saraiva com 8 golos, os seus principais marcadores. Outro encontro disputado sempre com grande equilíbrio, foi o AC Sismaria / Alavarium, que terminou com a vitória do Alavarium pela diferença mínima, mas que chegou ao intervalo com a equipa local na frente do marcador por 11-7, mas com uma resposta dos aveirenses no segundo tempo, que igualaram a 23 golos, para marcar o golo da vitória nos momentos finais do encontro. Com esta derrota a equipa do AC Sismaria, continua nos últimos lugares da classificação da zona. Alexandre Tente com 8 golos, foi o melhor marcador do AC Sismaria, com Francisco Sousa e os seus 5 golos, a ser o melhor marcador do Alavarium. Outro encontro que foi disputado e que terminou com um resultado de grande equilíbrio, disputou-se em Benavente, onde os locais perderam pela diferença mínima com o Alto Moinho, num com encontro onde a equipa visitante vencia ao intervalo por 15.13, e depois com uma boa reacção dos locais, terminou, pela diferença mínima. André Rodrigues com 9 golos, e Vasco Moura com 8 golos, foram os melhores marcadores do ADC Benavente, no Alto Moinho, onde 10 jogadores marcaram golos, Victor Talmazan com 7 golos, foi o seu principal marcador. Nos restantes encontro, verificaram-se resultados desnivelados, como no IFC Torrense / Sporting, cujo Boletim de jogo, só muito mais tarde se teve acesso, pois não existiu, acompanhamento em directo, neste encontro que terminou com a vitória do Sporting, que ao intervalo já vencia por 22/10. Ruben Velasco com 8 golos, foi o melhor marcador do IFC Torrense, no Sporting, com 10 jogadores a marcarem golos, Martim Ferreira com 9 golos, foi o seu principal marcador. No encontro com o resultado mais dilatado da jornada, o Benfica / Juventude Lis, foi um jogo de sentido único, com o Benfica a comandar o jogo, o marcador e a gerir o plantel durante os 60 minutos, chegando ao intervalo já na frente do marcador por 16-7, para no 2.º tempo, ainda dilatar mais o resultado. No Benfica onde 10 jogadores marcaram golos, Gonçalo Jesus, e Joaquim Nazaré, ambos com 7 golos cada, foram os seus principais marcadores. Na juventude Lis os melhores marcadores não passaram dos 4 golos (Tomas Marques, João Pires, e Eduardo Couto).

Classificação actual – 1.º Sporting, e Benfica (40 pontos), 3.º Alto Moinho (35 pontos), 4.º Belenenses, e São Bernardo (32 pontos), 6.º ADC Benavente (27 pontos), 7.º Alavarium (22 pontos), 8.º Juventude Lis (18 pontos), 9.º IFC Torrense, e AC Sismaria (17 pontos). 

O Noticias

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

Crónica de fim-de-semana no Feminino – 16 – 2018 / 2019


Crónica dedicada ao Feminino, em especial à PO09. 

É com agrado que constatamos a regularidade das transmissões pela Andebol TV, e ficamos com a esperança de uma continuação do verificado até ao momento.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
14.ª Jornada
Dia 13-01-19
Alavarium 27 - 18 CS Madeira (J/Comentada)
SIR 1.º Maio/CJB 20 - 20 Madeira SAD (J/Comentada)
Dia 26-01-19
Colégio Gaia 35 - 29 Juventude Lis
CA Leça 16 - 26 Passos Manuel
JAC-Alcanena 25 - 27 ARC Alpendorada
Assomada 23 - 29 Maiastars

Realizaram-se os jogos em falta relativos à 14.ª Jornada. E verificou-se que nos 4 jogos disputados, em apenas dois (1), não foi confirmado o resultado verificado na jornada homóloga da 1.ª volta. Numa jornada ainda disputada com um jogo onde se registaram ocorrências disciplinares. E com a maioria dos resultados, a serem no mínimo os esperados. Mas teremos ainda de referir pela negativa, as fracas assistências que se verificaram em praticamente todos os jogos. E felizmente com mais uma transmissão pela Andebol TV, desta vez com comentários, o que se agradece.

JAC-Alcanena 25 – 27 ARC Alpendorada

Encontro disputado no pavilhão da Escola Secundária de Alcanena, sendo o único encontro da jornada, que terminou com ocorrências disciplinares registadas, foi um encontro disputado com pouco público, e onde foi confirmado o resultado da 1.ª volta. AS duas equipas que se apresentaram no primeiro tempo com sistemas defensivos diferente, com a equipa visitada a ser mais aberta, e o ARC Alpendorada, a jogar mais fechada, mas mais assertiva, e com melhor rendimento, no entanto as faltas técnicas, foram de decisivas, e duas guarda-redes em bom plano, Luísa Cortes, no JAC-Alcanena, e Cristiana Coelho pelo ARC Alpendorada. Uma boa entrada em jogo, leva a equipa visitante a 3-1, para aos 9 minutos se registar uma igualdade a 3 golos, para de seguida até aos 18 minutos tivemos um jogo de total equilíbrio, registando-se uma igualdade a 9 golos, para a equipa do JAC-Alcanena, estar cerca de 9 minutos sem marcar, com a equipa do ARC Alpendorada a chegar aos 14-9, cerca dos 22 minutos, e o intervalo chegar com o resultado em 16-12 a favor da equipa visitante. No segundo tempo a equipa da casa, entrou bem e faz um parcial de 3-0, e coloca a resultado em 16-15 a favor do ARC Alpendorada, mas uma boa reacção da equipa do ARC Alpendorada, coloca-se novamente na frente com 3 golos de vantagem que se manteve até aos 22-19, cerca dos 43 minutos, para o resultado com um novo parcial 3-0 do JAC-Alcanena, e aos 48 minutos temos nova igualdade agora a 22 golos, com o JAC-Alcanena a passar par a frente do marcador aos 54 minutos (24-23), mas o equilíbrio era total até cerca dos 57 minutos nova igualdade desta vez a 25 golos, para o ARC-Alpendorada, fazer 2-0 nos dois minutos finais, e terminar como vencedora. Deve-se destacar no conjunto do ARC Alpendorada, a sua forma de estar sabendo o fazem, e com jovens atletas como Sara Barbosa (6 golos), tantos como Catarina Mota, e a sua melhor marcadora e ainda Ângela Pessoa com 5 golos, destacando-se a jovem ponta Ana Dias (4 golos). O JAC-Alcanena, que vive na prática, em termos atacante da eficácia de Neuza Valente (7 golos), e melhor marcadora da equipa, e de Carolina Justino, que na nossa opinião esteve abaixo do esperado, apesar de ser uma das melhores marcadoras da equipa com 6 golos. Com esta vitória a equipa do ARC-Alpendorada, mantêm-se no 5.º lugar da classificação. Jogo dirigido pela dupla de Setúbal, constituída por Pedro Sousa e Jorge Barradas, que na nossa opinião estiveram bem nos 7 metros e nos passos, já na sanção progressiva, não estiveram tão equilibrados, e francamente mal na lei da vantagem, assinalando uma falta cerca dos 59 minutos que ninguém entendeu.

No pavilhão Carlos Queiroz, realizou-se o Assomada / Maiastars, com a equipa maiata a apresentar o seu novo reforço (Kelly Rodrigues), tivemos um encontro de grande equilíbrio em especial nos primeiros 30 minutos, a chegar ao intervalo já com a equipa maiata no comando do marcador por 12-11, no segundo tempo acentuou-se o domínio do Maiastars, que acabou por vencer pro uma margem que provavelmente não seria esperado por muitos adeptos, com este resultado viu confirmada a sua vitória ocorrida na 1.ª volta. Odete Tavares e Edna Rodrigues, com 5 golos, cada, foram as melhores marcadoras do Assomada, com Ana Silva e os seus 7 golos, juntamente com Maria Cerqueira com 6, foram as principais marcadoras do Maiastars, que teve 10 atletas a marcarem golos. Com esta vitória a equipa do Maiastars, isola-se no 6.º lugar da Classificação, separando-se em termos pontuais da sua adversária nesta jornada.

No Colégio Gaia, disputou-se o Colégio Gaia / Juventude Lis, que terminou sem surpresa com nova vitória da equipa do Colégio Gaia, que comandou o jogo e o marcador praticamente durante os 60 minutos, atingindo o intervalo já na frente do marcador por uma confortável margem (19-11), para no segundo tempo, confirmar toda a sua superioridade, e terminar na frente do marcador. Com esta vitória a equipa do Colégio Gaia, não só confirmou o resultado da 1.ª volta, como continua a ser a única equipa, que até ao momento ainda não regista qualquer derrota, nesta Fase da Prova. A Juventude Lis com esta derrota continua nos últimos lugares da tabela classificativa. No Colégio Gaia, com 12 atletas a concretizarem golos, Joana Resende com 7, Sandra Santiago, e Patrícia Resende, ambas com 5, foram as suas principais marcadoras. Na Juventude Lis, Rita Campos com 7, e Nicole Fonseca com 5, foram as suas principais marcadoras, onde 10 atletas concretizaram ocasiões de golo.

No Municipal de Leça da Palmeira, disputou-se o CA Leça / Passos Manuel, que terminou com uma vitória do Passos Manuel, sendo o único encontro onde o resultado, foi diferente em relação ao ocorrido na 1.ª volta. Encontro, com um primeiro tempo de grande equilíbrio, mas que chegou ao intervalo, já com a equipa do Passos Manuel na frente do marcador, embora pela diferença mínima (10-9), e apenas no segundo tempo a equipa do Passos Manuel, assumiu em definitivo e de forma confortável a liderança no marcador. Com esta vitória a equipa do Passos Manuel, junta-se em termos pontuais, à Assomada, e ao JAC-Alcanena, no 8.º lugar da classificação, por outro lado a equipa do CA Leça continua em último lugar. Na equipa do CA Leça, as suas melhores marcadoras, não passaram dos 4 golos (Maria Santos, Rafaela Vieira, e Filipa Ventura), por sua vez no Passos Manuel, Mariana Faleiro, com 9 golos, Mónica Romba e Joana Reis, com 5 cada, foram as suas melhores marcadoras.

Classificação Actual – 1.º Colégio Gaia (41 pontos), 2.º Madeira SAD (38 pontos), 3.º Alavarium (36 pontos), 4.º SIR 1.º Maio/CJB (30 pontos), 5.º ARC Alpendorada (27 pontos), 6.º Maiastars (26 pontos), 7.º Assomada, Passos Manuel, e JAC-Alcanena (24 pontos), 10.º Juventude Lis, e CS Madeira (23 pontos), 12.º CA Leça (20 pontos).

O Noticias

Jogos Olímpicos – 2020 - I


A IHF publicou durante o Mundial de 2019 Masculino a sua primeira informação sobre os Jogos Olímpicos de 2020, no Japão, referente aos Masculinos.

Tal como em Pequim e em Londres, os torneios de Andebol nos Jogos Olímpicos de 2020, serão disputados 12 selecções masculinas.

O Japão como País organizador se encontra apurado tanto em Masculinos. Assim como o Campeão Mundial, a Dinamarca, bem como os Campeões continentais, num total de seis (6) equipas, sendo que os restantes seis (6) lugares, serão discutidos em três (3) torneios Pré-olímpicos, a serem realizados de 16 a 17 de Abril de 2020

As equipas Classificadas no do 2.º ao 7.º lugar no Mundial da Alemanha / Dinamarca, (Noruega, França, Alemanha, Suécia, Croácia, e Espanha) estão automaticamente apuradas para os torneios referidos anteriormente, da seguinte forma:
2.º e 7.º Classificados – Torneio 1
3.º e 6.º Classificados – Torneio 2
4.º e 5.º Classificados – Torneio 3

Cada Torneio, será completado, por duas equipas do Continente melhor Classificado no Mundial da Alemanha / Dinamarca, duas do segundo melhor Continente e uma do terceiro, e outra do 4.º melhor Continente.

Qualificados para os Jogos Olímpicos 2020 - Masculinos

Japão – Organizador
Dinamarca - Campeão Mundial em 2019
- Vencedor dos Jogos Pan-Americanos 2019 (de 31 de Julho a 05 de Agosto 2019)
- Vencedor da Qualificação Asiática em 2019 (de 17 a 27 de Outubro de 2019)
- Vencedor do Campeonato Africano em 2019 (de 15 a 25 de Janeiro de 2020)
- Vencedor do Campeonato da Europa Masculino em 2020 (9 a 26 de Janeiro de 2020)
Dois (2) primeiros do Torneio 1
Dois (2) primeiros do Torneio 2
Dois (2) primeiros do Torneio 3

Notas – Se uma (1) ou mais equipas classificadas entre o 2.º e o 7.º lugar no Mundial de 2019 na Alemanha / Dinamarca, já estiverem classificados, pelo seu Continente será substituído pela equipa classificada em 8.º lugar (ou subsequente).

O Banhadas Andebol

domingo, 27 de janeiro de 2019

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – XXXVIII


26.º MUNDIAL SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA / ALEMANHA 

DINAMARCA CAMPEÃ MUNDIAL
(SUCEDE À FRANÇA)
(Foto IHF)
Terminou o 26.º Mundial de Seniores Masculinos, que decorreu na Dinamarca e na Alemanha e que terminou em 27 de Janeiro de 2019, com a vitória da Dinamarca, que desta forma sucede à bicampeã Mundial França, numa final inédita, e com um total de 96 jogos disputados. Final disputada entre o Campeão Olímpico (Dinamarca) e o vice-campeão Mundial (Noruega). Que se classificaram para a afinal após vencerem as favoritas Alemanha, e França, com a Noruega, finalista vencido em 2017, a estar novamente presente numa final, dando continuidade á na nossa opinião de que foi uma das verdadeiras sensações da prova. Com um novo confronto neste Mundial entre a Dinamarca e a Noruega que já na Fase Preliminar da Fase Final se defrontaram com a vitória da Dinamarca por 30-6 no Grupo C. A França, venceu a Alemanha, num emotivo e bom jogo, onde foi decidido a medalha de bronze, pela diferença de um golo, obtido nos últimos segundos, num encontro dirigido e bem (na nossa opinião), pela dupla portuguesa. Na final a Dinamarca, que realizou um excelente jogo, sendo uma justa vencedora, chegando ao título, depois de vencer todos os jogos, junta assim o titulo Mundial ao título Olímpico.

Não poderemos deixar de referir que felizmente os adeptos portugueses da modalidade assistiram ás transmissões em directo pela Sport TV.

A representação Nacional, esteve a cargo do delegado da IHF, António Goulão, e da dupla internacional da Madeira, constituída por Duarte Santos / Ricardo Vieira.

Arbitragem

Informa-se ainda que nesta fase da prova e depois da informação prestada nos textos anteriores, os portugueses na prova, estiveram presentes, ainda nos seguintes encontros, e com alguma satisfação que se anuncia, que a representação portuguesa, esteve presente nos dois encontros mais importantes da prova.

Delegados - António Goulão
(Foto FAP)
Alemanha – Noruega – (1/2 Final) - (Oficial Técnico)
Espanha – Egipto – (7/8 Lugar) – (Oficial Técnico)
Noruega – Dinamarca (Final) – (Oficial Técnico)

Árbitros - Duarte Santos / Ricardo Vieira
(Foto FAP)
Alemanha – Noruega (1/2 Final) (Dupla de Reserva)
Croácia – Suécia (5/6 Lugar) (Dupla de Reserva)
Alemanha - França (3/4 lugar)

Resultados Finais

Dia 25-01-19
1/2 Final
Dinamarca 38 – 30 França
Alemanha 25 – 31 Noruega

Dia 26-01-19
7/8 Lugar
Espanha 36 – 31 Egipto
5/6 Lugar
Croácia 28 – 34 Suécia

Dia 27-01-19
3/4 Lugar
Alemanha 25 – 26 França
Final
Noruega 22 – 31 Dinamarca

Classificação Final1.º Dinamarca, 2.º Noruega, 3.º França, 4.º Alemanha, 5.º Suécia, 6.º Croácia, 7.º Espanha, 8.º Egipto, 9.º Brasil, 10.º Hungria, 11.º Islândia, 12.º Tunísia, 13.º Qatar, 14.º Rússia, 15.º Macedónia, 16.º Chile, 17.º Argentina, 18.º Sérvia, 19.º Áustria, 20.º Bahrein, 21.º Arabia Saudita, 22.º Coreia, 23.º Angola e 24.º Japão.

Outros Prémios

MVP – Mikkel Hansen (Dinamarca)
Melhor Marcador – Mikkel Hansen (Dinamarca) – 72 Golos
(Foto IHF)
Equipa Ideal

Guarda Redes – Nilas Landin (Dinamarca)
Ponta Esquerdo – Magnus Jondal (Noruega)
Lateral Esquerdo – Sander Sagosen (Noruega)
Central – Rasmus Lauge (Dinamarca)
Lateral Direito – Fabian Wiede (Alemanha)
Ponta Direito – Ferran Sole Sala (Espanha)
Pivô – Bjarte Myrhol (Noruega)

O Noticias

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos – 2018 / 2019 – X – 1/8 Final


Realizaram-se hoje (26-01-19) alguns dos encontros relativos aos 1/8 Final da Taça de Portugal.

1/8 Final – Jogos a serem disputados previsivelmente em 26-01-19

Resultados

Dia 26-01-19
CCR Fermentões 19 - 23 Póvoa Andebol Clube
AD Sanjoanense 27 - 42 Águas Santas
Vitória FC 23 - 17 Alto Moinho
Belenenses 41 - 20 AC Sismaria
Madeira SAD 33 - 20 Estarreja AC
Dia 03-02-19
Marítimo - Modicus (12H00)
Dia 16-03-19
ABC - Benfica (17H30)
Dia 17-03-19
FC Porto - Sporting (16H00)

Tal como na no Andebol 1, temos mais uma prova onde a sua eliminatória é disputada de forma irregular, de tal forma, que os principais jogos da eliminatória, serão realizados, (Até ao momento nada foi dito), em simultâneo ou depois dos jogos dos 1/4 Final, conforme consta no CO N.º 9 (17-07-18) da FAP, onde foi divulgada a estrutura da prova. Tal como o previsto aquando do sorteio, tivemos um “cheirinho a TAÇA, com a eliminação de uma equipa da PO01, por uma equipa da PO02, (CCR Fermentões eliminado, pelo Póvoa Andebol Clube), nos outros encontros disputados total superioridade das equipas da PO01, e no jogo mais mediática disputado entre equipas da PO02, vitória do Vitória FC, sobre o Alto Moinho. Continuaremos a aguardar pacientemente pela realização dos outros encontros, que ditarão quais as equipas presentes nos 1/4 Final. Alguns dos resultados verificados espelham bem a diferença existente, entre as principais equipas do Andebol Nacional, e que se encontram na Andebol 1, e as outras divisões Nacionais, e reflectem o número a mais de equipas no Andebol 1.

Equipas, por Divisão, que disputam os 1/4 Final.

2.ª Divisão (3) – Póvoa Andebol Clube, (Marítimo / Modicus), e Vitória FC.

1.ª Divisão (5) – (ABC /Benfica), Madeira SAD, Belenenses, (FC Porto / Sporting), e Águas Santas.

A próxima eliminatória será já a disputa dos 1/4 Final (8 equipas), será previsivelmente disputada em 16-03-19? Com o sorteio agendado para 29-01-2019

Mas esta prova só voltara a ter verdadeiro espírito de taça, quando for uma prova aberta sem limitações, e com todas as equipas a iniciarem a sua participação ao mesmo tempo.

A estrutura da prova será:

1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 16-03-2019
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 01-06-2019
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 02-06-2019

O Noticias