gal vence

Mundial Sub-19 Mas. Portugal nos 1/2 Final Perde com Egipto 41/36 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 31 de março de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 49 – 2017 / 2018 – I – Actualizada


Crónica Intermédia de fim-de-semana da PO01, dedicada apenas ao único jogo da 2.ª jornada da Fase Final do Grupo A, que foi antecipados, face aos compromissos Europeus de uma das equipas.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
1.ª Jornada
Dia 28-03-18
Madeira SAD 18 – 29 FC Porto (antecipado)
Dia 30-03-18
Benfica 24 – 29 Sporting
Dia 31-03-18
ABC 23 – 22 AA Avanca

Actualização

Depois do jogo antecipado e já comentado, temos nova jornada dividida por três dias, esperamos que não seja regra. Em apenas um encontro se verificou o registo de ocorrências disciplinares. Com o jogo mais importante (na nossa opinião), a ser o dérbi Benfica / Sporting. Qual é o critério de nomeação de Delegados, pois existem jogos com dois (2) delegados e jogos só com um, Porquê? E Já agora qual a razão por que o principal encontro da jornada não teve estatística.


Em Braga no pavilhão Flavio Sá leite, realizou-se o ABC / AA Avanca (jogo com ocorrências disciplinares), com uma razoável assistência, que presenciou um encontro de grande equilíbrio e de constantes alternâncias no marcador. Nos primeiros 30 minutos o ABC comandou o jogo e o marcador até cerca dos 10 minutos de jogo, quando a AA Avanca iguala o marcador a 6 golos, volta ao comando do jogo e do marcador chegando à vantagem máxima que qualquer equipa dispôs (3 golos) quando vencia por 9-6 aos 14 minutos de jogo, com a equipa da AA Avanca a dar a volta ao jogo e ao marcador e a chegar, agora ela aos 3 golos de vantagem quando vencia por 15-12 aos 27 minutos de jogo, para o intervalo chegar com a equipa visitante na frente do marcador por 15-13. No segundo tempo, repetiu-se a vantagem da equipa de Avanca que aos 39 minutos vencia por 19-16, com o ABC a ter uma excelente reacção e aos 44 minutos estava tudo numa perfeita igualdade agora a 19 golos, igualdade que se registava aos 59 minutos agora a 22 golos, com o ABC a concretizar a vitória nos momentos finais do encontro pelo experiente Dario Andrade. Total destaque para o experiente Humberto Gomes na baliza do ABC, com 46% de eficácia, apesar de Luís Silva com 36% de eficácia, também ter tido uma prestação desportiva na baliza da AA Avanca. Hugo Rocha com 6 golos (55% de eficácia, 2 em 4 de 7 metros), foi o melhor marcador do ABC. Por sua vez o jovem Diogo Siva com 8 golos (62% de eficácia, 5 em 6 de 7 metros), foi o melhor marcador do ABC.

Benfica 24 – 29 Sporting

Jogo disputado no pavilhão da Luz, que se encontrava, com uma excelente assistência, e foi um excelente jogo, onde as várias alterações tacticas, em especial por parte do Benfica, merecem uma forte análise e uma profunda reflexão, mas o plantel do Sporting, que possuiu, outras soluções no seu plantel, levou de vencida este encontro, depois dos primeiros 18 minutos, de total equilíbrio, com o Benfica a estar mais vezes no comando do marcador, devido em especial uma excelente prestação de Hugo Figueira na baliza do Benfica, e do jovem Cavalcanti (4 golos), quando se registava uma igualdade a 7 golos, pois a partir desse momento a equipa do Sporting, assumiu o comando do marcador, e do jogo, até final do encontro, atingindo-se o intervalo com o Sporting na frente do Marcador, por 12-10, e que teve nos últimos 15 minutos do primeiro tempo em Skok, de primeiro plano, aqui cabe-nos referir a sua substituição por Cudic, cerca dos 34 minutos de jogo, devido a lesão, mas Cudic, teve em excelente plano igualmente, assim como Carlos Ruesga (5 golos) e Pedro Portela (6 golos) que foi letal (na nossa opinião), O Sporting aumenta o seu ritmo de jogo e comete menos faltas técnicas e aos 40 minutos vence por 20-13 (maior diferença registado durante todo o encontro), e que se repetiu aos 43 e aos 46 minutos (22-15), momento em que o Benfica aumenta a sua agressividade defensiva, e altera o mesmo para uma defesa mais aberta, e inicia uma recuperação que chega a um diferencial de apenas 2 golos (24-22) cerca dos 53 minutos, para o Sporting Mais uma vez conseguiu superiorizar-se e voltou a aumentar a diferença para os valores finais que se registaram, seria injusto não referir o trabalho de Belone Moreira no Benfica (7 golos, 6 de 7 metros), e de Pedro Seabra um dos mais inteligentes jogadores portugueses (na nossa opinião), assim como a prestação de Frankis Carol (4 golos) e de Pedro Solha (5 golos). Já que em termos defensivos não deve ser esquecia a actuação de Pedro Valdez (1 golo). Jogo dirigido pela dupla internacional de Leiria, constituída por Eurico Nicolau / Ivan Caçador, que não teve um jogo fácil de dirigir, em especial face ao contacto físico existente estando bem em termos da sanção progressiva, na falta do atacante, já nos livres de 7 metros tiveram algumas falhas. 

Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting (44 pontos), 2.º FC Porto (41 pontos) 3.º Benfica (40 pontos), 4.º ABC (36 pontos), 5.º AA Avanca (33 pontos), 6.º Madeira SAD (30 pontos).

Fase Final Nacional – Grupo “B”
2.ª Jornada
Dia 31-03-18
Belenenses 27 – 25 Arsenal
Águas Santas 26 – 20 AC Fafe
São Bernardo 23 – 22 Ismai
Dia 07-04-18
Boa Hora – Xico Andebol (21H15)

Jornada incompleta por adiamento de um dos encontros, continuando-se a verificar, que o fecho dos Boletins de Jogo, não é feito de forma correcta, após o términus dos mesmos, e continua a registar-se problemas com a elaboração das estatísticas, pois encontros houve onde o mapa final não foi feito. Tendo-se registado um encontro com ocorrências disciplinares.

A grande surpresa da jornada, na nossa opinião ocorreu em São Bernardo, no São Bernardo / Ismai, que terminou com a vitória da equipa do São Bernardo pela diferença mínima, mas que ao intervalo já vencia por uns claros 14-9. Num encontro em praticamente comandou quase sempre o marcador sendo raros os momentos em isso não aconteceu, logo no início do encontro pois o Ismai foi o primeiro marcador e depois algumas igualdades que foram surgindo durante os 60 minutos, como por exemplo a 5 golos cerca dos 15 minutos de jogo, e a 17 golos, já no segundo tempo quando estavam decorridos cerca de 43 minutos de jogo, e já peto do final do encontro quando Ismai iguala através de um livre de 7 metros a 22 golos, com o golo que deu a vitória à equipa da Região de Aveiro a ser concretizado nos momentos finais. Vitória importante para a equipa do São Bernardo. Ulisses Ribeiro com 6 golos, foi o melhor marcador do São Bernardo, e António Ventura com o mesmo número de golos foi o principal marcador do Ismai, onde 11 atletas marcaram golos.

No Pavilhão do Águas Santas, disputou-se o Águas Santas / AC Fafe (jogo com ocorrências disciplinares), que terminou com a vitória esperada da equipa maiata, mas que passou por dificuldade não esperadas, quando aos 1 8minutos de jogo perdia por 10-7, para posteriormente equilibrar o jogo, e chegar ao intervalo a perder por apenas 1 golos (14-13). No segundo tempo ainda se registou algum equilíbrio até cerca dos 52 minutos quando a equipa maiata vencia apenas por 21-19, para posteriormente realizar um parcial de 5-1 que definiu o resultado final. Mais uma vez os guarda-redes fizeram a diferença com António Campos pelos maiatos a chegar aos 38% de eficácia, enquanto Nuno Silva na baliza dos minhotos chegou aos 27% de eficácia, Pedro Cruz (57% de eficácia) e Luis Frade (73% de eficácia), ambos com 8 golos, foram os melhores marcadores do Águas Santas, por sua vez Nuno Pimenta com 6 golos (67% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros, foi o melhor marcado do AC Fafe.

No Pavilhão Acácio Rosa, tivemos o Belenenses / Arsenal, que apesar de ter terminado com a vitória da equipa do Belenenses, este sentiu dificuldades não esperadas perante os arsenalistas, que venderam cara a sua derrota, pois apesar de em determinados momentos do encontro dar a sensação de a equipa da casa estava com uma confortável vantagem, pois ainda no primeiro tempo chegou a ter vantagens 6 e 7 golos, como por exemplo aos 20 minutos quando vencia por 13-6, mas a reacção do adversário e o menos acerto da equipa da casa, levaram a que se chegasse ao intervalo a vencer somente por 15-13.NO segundo tempo o equilíbrio ainda foi mais acentuada com diversas igualdades e alternâncias no marcador, de tal forma que o Arsenal vencia por 25-23, aos 53 minutos de jogo, sofrendo até final do encontro um parcial de 4-0, que deu a vitória à equipa do Belenenses. João Moniz na baliza do Belenenses foi um dos homens em foco com os seus 41% de eficácia, contra os 25% de eficácia de Luís Oliveira na baliza do Arsenal. João Ferreira com 10 golos (77% de eficácia) foi o melhor marcador do Belenenses, com Sérgio Caniço e os seus 5 golos (63% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros), a ser o principal marcador do Arsenal, onde 10 atletas marcaram golos.

Classificação da Fase Final Grupo “B” - 1.º Águas Santas (33 pontos), 2.º Belenenses (31 pontos), 3.º Ismai, e Boa Hora (-1 jogo) (25 pontos), 4.º Ismai (24 pontos), 5.º Arsenal, e São Bernardo (21 pontos), 7.º Xico Andebol (-1 jogo), e AC Fafe (20 pontos).

O Banhadas Andebol

Europeu Sub-18 Masculino – 2018 – IX


EHF M18 EURO – 2018
 SELECÇÃO DE JUNIORES SUB-18
N0 TORNEIO INTERNACIONAL DA PASCOA
ESTARREJA
PORTUGAL VENCE TORNEIO
Hoje disputa-se a última jornada, co Portugal a defrontar a Espanha, para definição do vencedor do torneio. Mais uma vez repetimos que, “principal” objectivo desta participação, na nossa opinião, será a continuidade da sua preparação para o Europeu Sub-18, que disputa na Croácia durante o mês de Agosto, Aumentando e melhorando o entrosamento da equipa, bem como as escolhas finais. Portugal faz parte do Grupo 1 na Ronda Preliminar, juntamente com a Croácia, Sérvia, e Israel. Todos os jogos deste torneio são transmitidos pela Andebol TV. (saúde-se) ”

No jogo que decide o vencedor do torneio, Portugal, defrontou a fortíssima equipa da Espanha, adversário já com outro ritmo de jogo, e com excelentes praticantes, e com outra técnica, em jogo realizado no pavilhão Municipal de Estarreja, com uma excelente assistência. Portugal, que fez uma primeira parte um pouco abaixo do esperado e em termos ofensivos, tivemos 30 minutos quase para esquecer, e defensivamente Portugal esteve bastante baixo do esperado, No entanto Portugal conseguiu “camuflar” a sua prestação desportiva abaixo do esperado até cerca os 13 minutos (6-6), para a partir deste momento a equipa de Espanha tomar conta do encontro e chegar aos 5 golos de vantagem (13-8), quando estavam decorridos cerca de 22 minutos de jogo, para o intervalo chegar com a Espanha na frente por 15-11. No segundo tempo com uma melhor entrada a Espanha volta a ficar com uma vantagem de 5 golos (17-12), mas a grande melhoria da equipa portuguesa começa a verificar-se em especial no seu sistema defensivo, que se torna mais agressivo em termos desportivos, e o ataque começa a ser menos precipitado, e Portugal começa a aproveitar as falhas técnicas da equipa adversária, e faz um parcial de 7-0, entre os 38 minutos, quando perdia por 19-16, para aos 49 minutos estar na frente do marcador por 23-19, chegando a ter 5 golos de vantagem, aos 55 minutos de jogo (26-21), para quando o encontro estava a 3 minutos e meio do fim sofrer uma dupla exclusão que foi bem aproveitada pela equipa de Espanha, para reduzir até à diferença mínima. Na equipa portuguesa de destacar a prestação do guarda-redes Carlos Oliveira, e ainda de Miguel Neves (O MVP do jogo), e ainda de Salvador e de Martin Costa, embora se deva salientar é o espirito de equipa. Nos espanhóis saliência para os dois guarda-redes, Roberto Lario e Jorge Molina e ainda para Mamadu. Dirigiu o encontro mais uma vez a dupla aveirense composta por Nuno Marques e João Correia, que não estiveram bem em especial na lei da vantagem, e na falta do atacante que muitas vezes foi transformada em livres de 7 metros, foi na nossa opinião de todas as arbitragens a que assistimos a menos conseguida.

Nota – Terminamos as nossas crónicas sobre o torneio, mais continuamos a questionar o motivo de dar os jogos em directo através da Andebol TV (Bem), e não se colocar os Boletins de jogo, igualmente em directo?

Resultados, e Calendário do Torneio
1.ª Jornada – Pavilhão Municipal de Estarreja
Dia 29-03-18
Tunísia 14 – 18 Espanha
Portugal 47 – 24 Roménia
2.ª Jornada – Pavilhão Das Travessas – S. João Madeira
Dia 30-03-18
Roménia 23 – 37 Espanha
Portugal 30 – 23 Tunísia
3.ª Jornada – Pavilhão Municipal de Estarreja
Dia 31-03-18
Tunísia 36 – 23 Roménia
Portugal 27 – 26 Espanha

Classificação Final1.º Portugal, 2.º Espanha, 3.º Tunísia, 4.º Roménia.

O Noticias

sexta-feira, 30 de março de 2018

Europeu Sub-18 Masculino – 2018 – VIII


EHF M18 EURO – 2018 

SELECÇÃO DE JUNIORES SUB-18
N0 TORNEIO INTERNACIONAL DA PASCOA
ESTARREJA
(2.ª Jornada)

Depois de uma boa vitória sobre uma frágil equipa Romena, Portugal realizou hoje o seu segundo jogo, diante a Tunísia, depois de já se ter realizado o jogo Roménia / Espanha. Repetimos que, “principal objectivo desta participação, na nossa opinião, será a continuidade da sua preparação para o Europeu Sub-18, que disputa na Croácia durante o mês de Agosto, Aumentando o entrosamento da equipa. Portugal faz parte do Grupo 1 na Ronda Preliminar, juntamente com a Croácia, Sérvia, e Israel. Todos os jogos deste torneio são transmitidos pela Andebol TV. (saúde-se) ”
Neste seu segundo encontro, Portugal, defrontou a equipa da Tunísia, adversário já com outro ritmo de jogo, em jogo realizado no pavilhão das Travessas em S. João Madeira, conforme estava inicialmente previsto, com uma excelente assistência, e venceu, deixando para o último jogo com a excelente equipa de Espanha, a decisão do vencedor deste torneio. Portugal fez um jogo de “duas caras”, um primeiro tempo em que esteve menos bem em termos defensivos, e no ataque com remates precipitados, e com tempos de ataque demasiado curtos, não utilizando sequer uma das principais armas que é a transição rápida defesa / ataque, a trabalhar demasiado o seu jogo para a zona central onde os tunisinos, tinham um forte bloco, abrindo pouco o jogo para os seus pontas, mesmo assim chegou a ter 5 golos de vantagem quando estavam decorridos cerca de 16 minutos (9-4), para depois permitir uma notória aproximação da equipa da Tunísia, chegando ao intervalo com uma vantagem de apenas dois (2) golos, 13-11. No segundo tempo, com uma correcção de atitude, e com uma defesa mais agressiva, Portugal voltou a ser igual a si própria, e bem servida, tal como na véspera por três excelentes guarda-redes (Gonçalo Oliveira, Francisco Oliveira e Carlos Oliveira), e com uma defesa mais coesa e agressiva, algumas vezes em excesso, começou a dilatar o marcador e aos 44 minutos já vencia por 22-15, com Martin Costa (6 golos) e Salvador (6 golos) em bom plano, bem acompanhados pelo resto da equipa, repetiram a diferença aos 52 minutos (26-19), para chegarem a estar a vencer por 8 golos de diferença aos 55 minutos (28-20), e  aos 59 minutos por 30-22. De destacar na equipa da Tunísia Sakli Zaid (9 golos, a maioria de 7 metros), e Saidi Khaled (7 golos), bem como o seu guarda-redes Namli Asil, que demonstrou grande qualidade. Dirigiu o encontro a dupla aveirense composta por Nuno Marques e João Correia, que não tiveram grandes dificuldades, apesar do número de exclusões e do número de 7 metros assinalados, realizaram na nossa opinião uma boa arbitragem.

Nota – Mais uma vez questionamos , qual o motivo, de dar os jogos em directo através da Andebol TV (Bem), e não se colocar os Boletins de jogo, igualmente em directo?

Resultados, e Calendário do Torneio
1.ª Jornada – Pavilhão Municipal de Estarreja
Dia 29-03-18
Tunísia 14 – 18 Espanha
Portugal 47 – 24 Roménia
2.ª Jornada – Pavilhão Das Travessas – S. João Madeira
Dia 30-03-18
Roménia 23 – 37 Espanha
Portugal 30 – 23 Tunísia
3.ª Jornada – Pavilhão Municipal de Estarreja
Dia 31-03-18
Tunísia – Roménia (11H00)
Portugal – Espanha (17H00)

O Noticias

Informação – 15.º Congresso Técnico Cientifico de Andebol


15.º CONGRESSO TÉCNICO CIENTIFICO DE ANDEBOL
E EHF MASTER COACH
“15 ANOS A FORMAR TREINADORES DE ANDEBOL”

Conforme anunciado pela FAP, vai realizar-se nos dias 16 e 17 de Junho de 2018, num regresso às origens, na Universidade Lusófona, que continua a mostrar a sua disponibilidade, (o que nós como amantes da modalidade desde já agradecemos) o 15.º Congresso Cientifico de Andebol.

Serão, seguramente, dois dias substanciais em termos de análise de trabalhos de investigação, de discussão conceptual, de sugestões para a criação e implementação de novas Tendências do Andebol Moderno, quando se comemora a 15.ª Edicção deste evento .

Como habitualmente, a Federação de Andebol de Portugal propõe-se a apresentar um programa onde o Andebol será figura de cartaz, com principal incidência no tema que dá origem ao programa apresentado. Estranhamos que não tenham sido apresentados ainda quaisquer nomes dos conferencistas mesmo que a título provisório (
serão anunciados em breve segundo a FAP), como sempre têm feito, e já agora porquê se acrescenta o nome EHF Master Coach, à designação do Congresso, será que esta designação não merece uma explicação. 

O Formador  

quinta-feira, 29 de março de 2018

Europeu Sub-18 Masculino – 2018 – VII


EHF M18 EURO – 2018
 SELECÇÃO DE JUNIORES SUB-18
N0 TORNEIO INTERNACIONAL DA PASCOA
ESTARREJA

Portugal, iniciou a sua participação neste torneio Internacional, disputando o 1.º encontro com a Selecção da Roménia, depois de já se ter realizado o jogo Tunísia / Espanha. O principal objectivo desta participação, pensamos nós, será a continuidade da sua preparação para o Europeu Sub-18, que disputa na Croácia durante o mês de Agosto. Portugal faz parte do Grupo 1 na Ronda Preliminar, juntamente com a Croácia, Sérvia, e Israel. Todos os jogos deste torneio são transmitidos pela Andebol TV. (saúde-se)
Neste primeiro encontro, Portugal, defrontou a Roménia, adversário já nosso conhecido, num encontro disputado no pavilhão Municipal de Estarreja, e não no Adelino Costa em Avanca, conforme estava inicialmente previsto, (quais seriam os motivos técnicos) perante uma assistência que se pode considerar razoável, Portugal venceu com relativa facilidade a equipa da Roménia, começou da melhor maneira chegando rapidamente a 4-0, obrigando a um Time OUT da Roménia ainda apenas havia 4 minutos de jogo, para depois passar por um período de menos fulgor até cerca dos 11 minutos de jogo quando vencia por 6-5, para voltar ao seu ritmo inicial, e com uma boa defesa, e a utilização de ataques rápidos, e com excelente jogadores na 1.ª linha, rapidamente chega aos 15-5, cerca dos 22 minutos de jogo, para o intervalo chegar com o resultado em 21-7, que não surpreendia quem assistia ao jogo, tal a superioridade da equipa nacional. De destacar que Portugal, mesmo utilizando todos os seus jogadores inscritos, dos quais destacaremos os 3 guarda-redes, Carlos Oliveira, Gonçalo Oliveira e Francisco Pereira, que actuaram e muito bem cerca de 20 minutos cada, e com alguns excelentes momentos da maioria dos jogadores Portugueses, destaca-se Martim Costa pelos 11 golos concretizados (foi considerado o MVP do jogo), realçasse a entrega ao jogo, de toda a equipa apesar da rotação de jogadores que se fez, com excelente atitude competitiva, apesar do avolumar do resultado. Na equipa Romena, de destacar o seu atleta n.º 17 (Mark Bodor), não só pela sua envergadura física, mas em especial pela qualidade do seu remate, e da sua atitude perante o jogo. Dirigiu o encontro a dupla aveirense composta por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que aquilo que poderemos dizer e no bom sentido é que não foram “patriotas”, realizando uma arbitragem bem equilibrada.

Nota – Qual o motivo, de dar os jogos em directo através da Andebol TV (Bem), e não se colocar os Boletins de jogo, igualmente em directo?

Resultados, e Calendário do Torneio
1.ª Jornada – Pavilhão Municipal de Estarreja
Dia 29-03-18
Tunísia 14 – 18 Espanha
Portugal 47 – 24 Roménia
2.ª Jornada – Pavilhão Das Travessas – S. João Madeira
Dia 30-03-18
Roménia – Espanha (18H30)
Portugal – Tunísia (20H30)
3.ª Jornada – Pavilhão Municipal de Estarreja
Dia 31-03-18
Tunísia – Roménia (11H00)
Portugal – Espanha (17H00)

O Noticias

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – XXIII


26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
PLAY OFF
JOGOS TREINOS
(C/SUÍÇA)

Portugal na sua preparação para disputar o Play OFF, onde terá como a adversário a Sérvia, vai realizar dois (2) jogos treina com a Suíça, no Pavilhão Dr. Mário Mexia em Coimbra, acompanhados de um pequeno estágio que se realizará mais uma vez no Luso, entre 2-04-18 e 06-04-18.

Calendário dos Jogos
Dia 04-04-18
Portugal – Suíça (18H30) TVI24
Dia 06-04-18
Portugal – Suíça (19H30) TVI24

Estes encontros serão acompanhados por uma acção de divulgação da modalidade, chamada Torneio de Andebol de Rua, que pela nossa parte esperamos que seja um completo êxito para a modalidade nesta Região do País.

Lista dos convocados – Como normalmente sem comentários
O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2017 / 2018 – LXXXIV


Vai dar continuidade este este fim-de-semana à sua participação nos 1/4 Final da Challenge CUP Masculina a equipa do Madeira SAD, com a disputa da 2.ª Mão.

Masculinos
CHALLENGE CUP
O Madeira SAD, vai disputar a 2.ª Mão da 5.ª Eliminatória (8 equipas, 1/4 Final), defrontando o Dynamo-Vivtor da Rússia. O Resultado obtido na 1.ª Mão, permite que o Madeira SAD mantenha incólumes as suas esperanças na passagem às 1/2 Final da prova.

Resultados e Calendário
1.º Mão
Dia 24-03-18
Dynamo-Vivtor 27 – Madeira SAD 27
2.ª Mão
Dia 31-03-18
Madeira SAD - Dynamo-Vivtor da Rússia (17H00)

Horas Locais

Iniciaram a participam na competição 40 equipas (mais 8 que na época anterior)

Desejamos as maiores felicidades à equipa portuguesa.

O Noticias

quarta-feira, 28 de março de 2018

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 48 – 2017 / 2018 – I


Crónica Intermédia de fim-de-semana da PO01, dedicada apenas ao único jogo da 2.ª jornada da Fase Final do Grupo A, que foi antecipados, face aos compromissos Europeus de uma das equipas.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
1.ª Jornada
Dia 28-03-18
Madeira SAD 18 – 29 FC Porto
Dia 30-03-18
Benfica – Sporting (17H00) Benfica TV / TVI24
Dia 31-03-18
ABC – AA Avanca (17H00) Andebol TV

Jogo antecipado devido à participação do Madeira SAD no encontro da 2.ª Mão dos 1/4 Final da Challenge CUP Masculina., dando assim início à 2.ª jornada da Fase Final Nacional Grupo A. Encontro disputado sem ocorrências disciplinares registadas. Mas mais uma vez as estistica falharam, pois não existe o resumo final.

Madeira SAD 18 – 29 FC Porto

Jogo Disputado, no pavilhão do Funchal, com uma razoável assistência, e que felizmente teve honras de transmissão. Em termos de jogo, o FC Porto venceu com toda a naturalidade, embora por uma vantagem, que não reflete por exemplo que se passou nos primeiros 30 minutos de jogo, onde embora a equipa do continente tenha estado quase sempre na frente do marcador, nunca atingiu vantagens superiores a 3 golos, permitindo por sua vez uma total de recuperação da equipa insular que passou de um resultado desfavorável de 11-8, para uma igualdade a 11 golos, que era o resultado que se verificava ao intervalo. Neste período deve-se referir a excelente prestação da defesa do FC Porto, onde o seu bloco defensivo, não permitiu, grandes veleidades ao ataque do Madeira SAD. Que viu-se privado de Elledy Semedo cerca dos 27 minutos de jogo, e nunca utilizou Bruno Moreira. No segundo tempo, entrou Hugo Laurentino a substituir Alfredo Quintana, que fez toda a primeira parte onde esteve bem, Hugo não lhe ficou atrás, e o Madeira SAD se já tinha dificuldades na 1.ª linha ainda mais limitado ficou com a lesão de Elledy Semedo, e sem grande surpresa o resultado foi-se dilatando a favor do FC Porto, com outras soluções no banco, e jogar em ataque rápido e contra ataque, e com uma defesa sólida, especialmente em termos de bloco, rapidamente chega aos 5 golos de vantagem (20-15), cerca dos 47 minutos de jogo, para aos 54 minutos colocar o marcador em 26-16, com o Madeira SAD neste momento, já a pensar mais no próximo encontro para a Challenge CUP, do que neste jogo propriamente dito, baixando completamente os braços (na nossa opinião), e tentar resolver individualmente aquilo que deveria ser resolvido pelo colectivo. No FC Porto, os seus pontas, António Areia e Diogo Branquinho, estiveram em dia sim, especialmente no ataque, com 6 golos cada, devendo-se realçar a qualidade de jogo imposta por Rui Silva (5 golos), a jogar, a assistir e a comandar o jogo da sua equipa, que teve em Iturriza com 5 golos, um dos seus principais elementos. No Madeira SAD, devemos destacar o esprito de luta em especial de Hugo Lima e Daniel Santos (1 golo) e não compreendemos a substituição na baliza de Luís Carvalho por Gustavo Capdeville, quando o primeiro estava realizar um excelente trabalho, o jovem Oleksandr Nekrushets, acaba por ser o melhor marcador da equipa com apenas 4 golos, mas certamente uma baixa eficácia. Dirigiu o encontro a dupla Internacional de Leiria constituída por Daniel Martins e Roberto Martins, que na nossa opinião não esteve equilibrada em especial na sanção progressiva e nas faltas do atacante.

Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting, e FC Porto (+1 jogo) (41 pontos) 3.º Benfica (39 pontos), 4.º ABC (33 pontos), 5.º AA Avanca (32 pontos), 6.º Madeira SAD (+ 1 jogo, 30 pontos). 

O Banhadas Andebol

PO05 – 2017 / 2018 – 2.ª Fase - Sorteio


Realizou-se (27-03-18) o sorteio da 2.ª Fase da PO05, prova não fixa, que esta época começou por ser divulgada que era constituída por 3 zona (CO N.º 16), para de pois passar a apenas 2 zonas (CO N.º 23), (quando na época transacta tinha 4 zonas). “È uma das provas que passando na sua 1.ª Fase para a esfera Associativa proporcionou a estas entidades (nem todas) a organização, de verdadeiros Campeonatos Regionais e Inter-Regionais. Obrigando as Associações a desempenharem o seu verdadeiro papel.” Não nos cansamos de repetir este texto para consciência de que muitas vezes as Associações esquecem a sua verdadeira vocação. No entanto é acompanhada por uma forte diminuição das Associações previstas a participarem, passando de 11 (2015/2016), para 9 em 2016/2017, para apenas 6 em 2017/2018. Estranhando-se a ausência de Braga, Viseu, e ainda de Portalegre e Algarve, o que consideramos de grave para não dizer gravíssimo. Verificando-se que que com esta nova diminuição de zonas a AA Porto, passou a constituir zona com a AA Aveiro, com a segunda Zona a integrar as restantes 4 Associações previstas (AA Lisboa, AA Setúbal, AA Santarém, e AA Leria).

PO05 – Campeonato Nacional de Juniores Masculinos 2.ª Divisão

Pois quanto aos clubes participantes, verificou uma substancial diminuição das equipas participantes, passando-se de 38 na época 2014/2015, para somente 27 em 2015/2016 (- 29%), o que na nossa opinião é substancialmente negativo, para 26 (sendo 1 equipa B) em 2016/2017. Rumo que não foi alterado esta época, onde se verificou a presença de apenas 24 equipa.

Nota: Existem sobre esta prova os CO N.º 16, 23 e 24 (onde é indicado a estrutura e formato competitivo).

Zonas na 1.ª Fase e equipas Apuradas (8) – eram 12

Zona 1 – Alavarium, Boavista FC, São Mamede, e SP. Oleiros (10 equipas).
Zona 2 – ADC Benavente, Ginásio Sul, IFC Torrense, e CDE Camões (14 equipas).

O número de equipa indicado no final de cada zona, é indicativo do número de participantes na 1.ª Fase.

Modelo Competitivo - Não sofreu alteração:

Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas (TXT a 2 voltas). Os dois primeiros Classificados de cada zona disputam a PO04 na época seguinte. O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final (TXT a 2 voltas – Desempate de acordo com o Regulamento Geral) onde se apura o Campeão Nacional.

Nota Na prática, este texto significa que haverá uma Final a duas mãos para determinar o Campeão Nacional.

2.ª Fase – 8 equipas – Inicio em 15-04-18 e terminará previsivelmente em 20-05-18

Constituição e Sorteios das Zonas da 2.ª Fase

Zona 1 – São Mamede, Alavarium, Boavista FC, e SP. Oleiros.
1.ª Jornada
Zona 2 – ADC Benavente, CDE Camões, Ginásio Sul, e IFC Torrense.
1.ª Jornada
O Formador

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 01 – 2017 / 2018


Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, sendo nesta fase disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada. Após a disputa de uma 1.ª Fase Regional / Inter-regional. Destacando a melhoria verificada em relação á última época na divulgação dos resultados e no preenchimento dos boletins de jogo (embora se continuem a registar graves lacunas), esperamos que seja para continuar.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

Esta prova onde ascendem à Segunda Divisão Nacional, os três primeiros de classificados em cada Zona. Continuando a existir qualquer informação sobre a participação da equipa representativa dos Açores.

2.ª Fase

Zona 1
2.ª Jornada
Dia 24-03-18
Ílhavo 25 – 24 FC Infesta
Académico FC 24 – 28 Beira Mar
Alavarium 25 – 28 CD Feirense
Gondomar Cultural 24 – 25 Modicus CD

Nesta Zona onde os resultados ocorridos nos levam a ter a opinião de que será uma zona bastante disputada, sem grandes favoritos naturais, pois segundo nos é dado a entender (é uma opinião, e nada mais do que isso). Começamos por referir que foi uma jornada, onde apenas se regista uma vitória de uma equipa visitada, e apenas diferença mínima, o que reflecte um jogo de grande equilíbrio (Ílhavo / FC Infesta), o que poderá ser um precioso indicador da forma como poderá ser disputada a zona. Infelizmente tivemos um único encontro que teve ocorrências disciplinares registadas, e que foi o Gondomar Cultural / Modicus, que terminou igualmente pela diferença mínima a favor do Modicus, nos restantes encontros apesar de a diferenças serem maiores não ultrapassaram os 4 golos de diferença (Académico FC / Beira Mar), encontro entre dois dos históricos do Andebol Nacional. Aguardamos os próximos encontro, para confirmar as expectativas existentes.

Classificação ao fim desta jornada – 1.º Modicus, CD Feirense, e Ílhavo (6 pontos), 4.º Beira Mar (5 pontos), 5.º Gondomar Cultural (3 pontos), 6.º FC Infesta, Académico FC, e Alavarium (2 pontos)

Zona 2
2.ª Jornada
Dia 24-03-18
Oriental Lisboa 23 – 24 NA Rio Maior CD
CD Mafra 27 – 24 IFC Torrense
Samora Correia 27 – 27 Cister SA
3 A – AA Almeirim 22 – 42 Lagoa AC

Nesta Zona tal como na anterior também existem repetentes (na zona anterior não indicamos os seus nomes, e neste caso também o faremos, embora possamos dizer que são cinco. Nesta zona, o equilíbrio entre as equipas já não será o mesmo e na nossa opinião teremos duas equipas que se irão destacar o CD Mafra e o Lagoa AC, mas é apenas uma mera opinião, que confirmaremos ou não nas jornadas seguintes, tal como na Zona 1, também aqui existiu um único encontro com ocorrências disciplinares registadas. Tivemos algum equilíbrio, com um dos jogos disputados, a terminar numa igualdade (Samora Correia / Cister SA), o Oriental Lisboa / NA Rio Maior, precisamente o encontro com ocorrências disciplinares, terminou com a vitória da equipa visitante pela diferença mínima, o que na nossa opinião foi a grande surpresa da jornada. Uma equipa se destaca pela positiva o Lagoa AC, com a equipa de Almeirim a ir no sentido oposto.

Classificação ao fim desta jornada – 1.º Lagoa AC, e CD Mafra (6 pontos) 3.º Cister SA (5 pontos), 4.º IFC Torrense, e NA Rio Maior (4 pontos), 6.º Samora Correia (3 pontos), 7.º Oriental Lisboa e 3A AA - Almeirim (2 pontos).

O Noticias

terça-feira, 27 de março de 2018

Euro Sub-20 Masculino (1.ª Divisão) – 2018 – I - Estágio


EURO SUB-20 MASCULINO
(1.ª Divisão)
ESTÁGIO
(Foto FAP) 
O EHF Sub-20 Masculino que serão disputados por 16 equipas, de 19 a 29 de Julho de 2018 na Eslovénia. E onde Portugal estará presente por mérito, através da sua equipa de Juniores A, tendo ficado incluído no Grupo D, na Fase Preliminar juntamente com a França, Dinamarca, e Hungria.

Os 12 primeiros classificados neste Europeu, ficam classificados para o Mundial de Sub-21 que se disputará em Espanha.

Portugal dando continuidade á sua preparação, após o torneio das 4 Nações, disputado em Janeiro do corrente ano, entrará em estágio de 2 a 6 de abril, em Sangalhas / Oliveira Bairro.

Lista de Convocados – Como de costume sem comentários.
O Noticias

P004 – Fase Final – 2017 /2018 – I


Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, disputada nos mesmos moldes da época anterior, reiteramos a nossa opinião, de que, agora é que pode existir a tão desejada competitividade no escalão que todos dizem não existir.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo A
1.ª Jornada
Dia 25-03-18
ABC 26 - 25 Sporting
Benfica 26 - 20 FC Porto
São Bernardo 27 - 31 Águas Santas

Começaremos por assinalar que foi uma jornada isenta de casos disciplinares, pois não tivemos um encontro em que se verificam-se ocorrências disciplinares registadas, poderemos ainda afirmar que as assistências apesar de continuarem a registar números que em alguns jogos consideramos exíguos, foram mesmo assim bastante superiores ao que anteriormente se vinha verificando, o que só prova que quando existe equilíbrio e competição poderá existir público. Esperamos agora que a Andebol TV dê alguma atenção a esta prova, e que o CA não se perca em experiencias, pois esta é uma fase decisiva de uma prova, que na nossa opinião poderá ser provavelmente muito mais competitiva e equilibrada, do que muitos estariam á espera, apesar de alguma superioridade (na nossa opinião), de algumas equipas oriundas da Zona Norte. Desejamos ainda que o adiamento de jogos, não seja uma regra nesta Fase Final, pois pode desvirtuar a sua verdade desportiva.

No Pavilhão Flávio Sá Leite disputou-se um dos principais encontros da jornada, o ABC / Sporting, que foi disputado com um total equilíbrio como o demonstra o resultado final, e que apenas foi decidido nos momentos finais do encontro, e onde o resultado ao intervalo era favorável à equipa bracarense por 15-13, com a equipa do Sporting a reagir nos segundos 30 minutos, chegando a comandar o marcador por diversas vezes, mas sempre com o ABC a dar uma boa resposta. Jogo com 14 exclusões o que diz bem da forma como o encontro foi disputado. Rui Ferreira com 9 golos, e Hugo Manso com 5 golos, foram os melhores marcadores do ABC, por sua vez no Sporting onde 10 atletas marcaram golos, Salvador com 5 golos, foi o seu principal marcador. No pavilhão da Luz, tivemos um Benfica / FC Porto, encontro que colocou frente a frente os vencedores das duas zonas, na fase anterior da prova. Encontro que terminou com uma vitória do Benfica, num jogo onde o equilíbrio foi maior no primeiro tempo que chegou ao intervalo com a equipa da casa já na frente do marcador por 13-11, mas que terminou com um maior diferencial que foi construído no segundo tempo, a grande figura do encontro foi o jovem do FC Porto Martim Costa com 15 golos, melhor marcador da sua equipa e do jogo. No Benfica Pedro Santana, e Francisco Pereira com 5 golos cada, foram os seus melhores marcadores. Terminamos esta ligeira crónica com o jogo disputado na região de Aveiro, e que colocou frente a frente o São Bernardo / Águas Santas, e que terminou com a vitória da equipa maiata. Foi um jogo cujo resultado foi totalmente construído na primeira parte, pois o resultado ao intervalo era de 14-10 a favor do Águas Santas. No segundo tempo a equipa do São Bernardo, realizou uma prestação desportiva, mais condizente com o que pode fazer e não consentiu, que o seu adversário se distanciasse mais no marcador. Nuno Ferreira com 10 golos, e Tiago Couto com 7 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo. Ruben Santos com 9 golos, e Gonçalo Vieira com 8 golos, foram por sua ve os melhores marcadores da equipa maiata.

Não se apresenta ainda nenhuma classificação por consideráramos demasiado cedo a apresentação da mesma.

O Noticias.

Fase Final - PO10 - 2017 / 2018 - V


Dando continuidade aos textos anteriormente iniciados, voltamos a referir-nos a esta prova, desta vez com a realização de apenas um dos jogos previstos para a 5.ª Jornada. Não querendo deixar passar em claro esta prova do andebol nacional.

PO10 – Campeonato Nacional Seniores Feminino 2.ª Divisão

3.ª Jornada
Dia 25-04-18
ARC Alpendorada – S. Félix Marinha
5.ª Jornada – Resultados
Dia 24-03-18
Almeida Garrett 26 – 17 Batalha AC
Dia 07-04-18
ARC Alpendorada – Juventude Mar (19H30)
Passos Manuel – AD Academia Andebol SPS (19H00)
Ílhavo - S. Félix Marinha (15H00)

Classificação após esta jornada – 1.º Almeida Garrett (13 pontos), 2.º Passos Manuel (-1 jogo, 10 Pontos), 3.º ARC Alpendorada (-2 jogo, 9 pontos), 4.º AD Academia Andebol SPS, e Ílhavo (-1 jogo, 8 pontos), 6.º Juventude Mar (-1 jogo, 6 pontos), 7.º S. Félix Marinha (-2 jogo, 5 pontos), 8.º Batalha AC (-1 jogo, 5 pontos).

O Banhadas Andebol

segunda-feira, 26 de março de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 20 – 2017 / 2018 – II


Ligeira e possível, crónica relativa à Fase Final Grupo A da PO02, com a realização da 1.ª Jornada desta Fase.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Fase Final Nacional - Grupo A
1.ª Jornada
Dia 24-03-18
ADC Benavente 28 – 32 AD Sanjoanense
CCR Fermentões 32 – 31 Alto Moinho
CA Póvoa Varzim 30 – 25 SC Horta

Iniciou-se a Fase Final desta prova, que vai, em especial além de designar o Campeão Nacional da Divisão, e nos termos Regulamentares em vigor, determinar as duas equipas, com subida directa á 1.ª Divisão Nacional, ou seja ao escalão maior do Andebol Nacional. Refere-se ainda, que apenas a AD Sanjoanense é repetente em relação á última época (4.ª Classificada nesta Fase). Com a curiosidade de logo na 1.ª Jornada, termos um encontro entre dois dos principais candidatos à subida de escalão (na nossa opinião), o CA Póvoa Varzim / SC Horta. Deve-se assinalar que foi uma jornada disputada com o registo de ocorrências disciplinares, num encontro. Deve.se ainda destacar o razoável equilíbrio registado nos jogos disputados, o que nos faz prever uma Fase Final disputada com grande equilíbrio (embora ainda seja cedo para grandes previsões). Pela positiva em apenas um dos encontros a presença de público nestes encontros esteve abaixo do razoável, o que é saudável para a competição, aguardaremos pelos próximos capítulos.


Curiosamente ou não no futuro veremos, foi naquele que consideramos o principal encontro da jornada, que se disputou perante a assistência mais fraca da jornada, com o CA Póvoa Varzim a defrontar o SC Horta, num jogo em que o resultado foi totalmente construído nos primeiros 30 minutos com o intervalo a chegar com a equipa da casa já na frente do marcador por 14-8, resultado que surpreendeu os insulares que apenas reagiram no segundo tempo mas cuja reacção foi insuficiente para retirar a vitória ao clube visitante. Com esta vitória o CA Póvoa Varzim, (embora seja cedo para grandes prognósticos), confirmou ser um dos grandes favoritos desta Fase. Pedro Machado e João Baltazar ambos com 7 golos, cada, foram os melhores marcadores do CA Póvoa Varzim, por sua vez e com os mesmos golos, Pedro Silva e Vladyslav Naumenko, foram os melhores marcadores do SC Horta. Em Fermentões tivemos o encontro mais equilibrado da jornada, com a equipa visitada o CCR Fermentões a vencer o Alto Moinho pela diferença mínima, com o resultado ao intervalo a ser uma igualdade a 13 golos. Filipe Caniço com 10 golos, e Nuno Pinheiro com 6 golos, foram os melhores marcadores pelo CCR Fermentões, enquanto, João Machado com 12 golos, e Pedro Padre com 8 golos, o foram pelo Alto Moinho. Finalmente tivemos o ADC Benavente / AD Sanjoanense (único encontro com registo de ocorrências disciplinares), que foi mais um encontro disputado com grande equilíbrio, e com o resultado ao intervalo a justificar esta nossa afirmação, pois registava-se um 15-14 a favor da AD Sanjoanense, e apenas no segundo tempo a equipa visitante viria a dilatar o resultado, embora por números que reflectem o grande equilíbrio verificado. João Raquel com 11 golos, e Miguel Xavier 5 golos, foram os melhores marcadores do ADC Benavente, pela AD Sanjoanense tivemos 10 atletas a marcarem golos, com Patrick Lemos (8 golos), e Rui Rodrigues (7 golos) a serem os seus principais marcadores.

Após a 1.ª Jornada a Classificação ficou assim estabelecida: - 1.º CA Póvoa Varzim, AD Sanjoanense, e CCR Fermentões (3 pontos), Alto Moinho, ADC Benavente, e SC Horta (1 ponto).

Nota - Não ficaria mal á Federação, efectuar algumas transmissões através da Andebol TV. 

O Banhadas Andebol

2.ª Fase – PO06 - 2017 / 2018 - V


Na continuidade do trabalho anterior e com os mesmos objectivos, voltamos a divulgar os resultados relativos à 2.ª Fase (Grupo A) sem comentários adicionais.

PO06 – Campeonato Nacional Juvenis Masculinos 1.ª Divisão

2.ª Fase – Grupo A

Modelo Competitivo – Nesta Fase o 1.º classificado de cada zona, fica imediatamente apurado para a Fase Final.

Os 2.º’s classificados juntamente com os representantes da Madeira e dos Açores, disputam uma fase apuramento, apurando-se directamente os dois primeiros desta Fase para a Fase Final. A não existência da Fase de Apuramento por não participação da Madeira e Açores, implica o apuramento directo para a Fase Final dos 2.º’s classificados nesta Fase.

Zona 1
2.ª Jornada
Dia 23-03-18
Colégio Carvalhos 23 – 22 Boavista FC
5.ª Jornada – Resultados
Dia 24-03-18
CD Feirense 30 – 27 Colégio Carvalhos
Águas Santas 23 – 23 ABC
Boavista FC 23 – 29 Xico Andebol

Classificação após estes jogos – 1.º Águas Santas (14 pontos), 2.º ABC (12 pontos), 3.º Xico Andebol (10 pontos), 4.º Colégio Carvalhos (9 pontos), 5.º CD Feirense (8 pontos), 6.º Boavista FC (7 pontos).

Zona 2
2.ª Jornada
Dia 25-03-18
Vela Tavira 23 – 38 AD Sanjoanense A
5.ª Jornada - Resultados
Dia 24-03-18
AA Avanca 26 – 30 Benfica A
Sporting A 35 – 17 Vela Tavira
Belenenses 20 – 28 AD Sanjoanense

Classificação após estes jogos – 1.º AD Sanjoanense (+ 1 jogo, 16 pontos), 2.º Sporting A (15 pontos), 3.º Benfica A (11 pontos), 4.º AA Avanca (9 pontos), 5.º Belenenses (7 pontos), 6.º Vela Tavira (+1 jogo, 6 pontos).

O Banhadas Andebol