gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 14 – 2014 / 2015 – IV

Crónica de fim-de-semana dedicadas à PO04, com a disputou a 14.º Jornada que corresponde á 5.ª jornada da 2.ª volta da 1.ª Fase da Prova. 
 
São diretamente aprovados para a Fase Final os 3 primeiros classificados em cada zona da 1.ª Fase.  
 
PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos. 
 
Zona Norte
14.ª Jornada
FC Gaia 27 - 23 GC Santo Tirso
Águas Santas 27 - 26 Ismai
ABC 48 - 19 Alavarium
FC Porto 27 - 28 FC Infesta
Xico Andebol 27 - 35 AA Avanca 
 
Nesta jornada, verificaram-se alguns factos que merecem imediato destaque, um deles a grande surpresa da jornada com a vitória do FC Infesta (último classificado), sobre o FC Porto, um dos presumíveis candidatos ao apuramento para a Fase Final, outro facto diz respeito a que em apenas dois encontros foram retificados os resultados ocorridos na jornada equivalente na primeira volta (FC Gaia / GC Santo Tirso e FC Porto / FC Infesta), de referir ainda a grande dificuldade que o Águas Santas, líder da zona sem derrotas, sentiu para levar de vencida o Ismai, num duelo de equipas maiatas, e somente pela diferença mínima, no único encontro com incidências disciplinares, foi um jogo disputado sobre um clima de grande tensão e onde o equilíbrio foi uma das principais dominantes do encontro, com o resultado ao intervalo a ser favorável ao Águas Santas por 13-11, com um segundo período de equilíbrio pleno. Com esta vitória a equipa visitada continua em 1.º lugar sem derrotas, e assegurou o seu lugar na Fase Final, enquanto na nossa opinião a equipa do Ismai, ainda poderá discutir o 3.º lugar de apuramento. Miguel Vieira com 8 golos foi o melhor marcador dos locais, enquanto Nuno Carvalhais com 9 golos foi não o melhor marcador do Ismai como do jogo. O Xico Andebol, perdeu com a AA Avanca, por números não esperados, e que o resultado ao intervalo não fazia prever (17-15, a favor da AA Avanca), mas deve-se desde já informar que este jogo se disputou em Avanca e não em Guimarães como o calendário poderia deixar a entender, foi na prática uma inversão da ordem dos jogos. No segundo tempo uma boa entrada da equipa da Região de Aveiro levou o resultado para os números finais, sem que a equipa minhota conseguisse responder a preceito. Com este resultado a equipa vimaranense que estranhamente só apresentou 10 jogadores inscritos no boletim de jogo, começa a ficar com uma pontuação que poderá fazer perigar a sua permanência na divisão, embora ainda falte disputar a 2.ª Fase. Paulo Castro com 10 golos e João Macedo com 7 foram os melhores marcadores do Xico Andebol, enquanto Diogo Oliveira com 15 golos foi o melhor marcador do encontro e da AA Avanca. Em Gaia disputou-se um dos encontros onde o resultado foi retificado, foi o FC Gaia / GC Santo Tirso, que desta vez terminou com a vitória da equipa local, embora o jogo tivesse momentos de equilíbrio, conforme se verifica pelo resultado ao intervalo, que já era favorável aos visitados por 12-10, o segundo período foi quase uma fotocópia do primeiro. Com este resultado o FC Gaia, isolou-se no 3.º lugar da classificação na zona e tornou-se num dos sério candidatos ao terceiro apuramento na zona. O destaque mais que merecido vai para o Luís Carvalho do FC Gaia que com 13 golos foi não só o melhor marcador da equipa como do jogo. No Flávio Sá Leite, registou-se o resultado mais dilatado da jornada, com o ABC a receber um dos últimos classificados da zona o Alavarium, vencendo por uma margem que quase diríamos de “cilindrar” o adversário, pois foi um encontro sem competitividade, tal a diferença qualitativa existente entre os dois conjuntos. O Marcador que ao intervalo registava um 23-9 a favor do ABC, que no segundo período ainda obteve um maior score do que no primeiro tempo de jogo. Com este resultado o ABC junta-se ao Águas Santas, sendo na nossa opinião as equipas com o apuramento garantido para a Fase Final da prova. Filipe Caniço com 9 golos e melhor marcador do ABC e do jogo, a que se juntaram, mais dois nomes dos usuais neste espaço. Nuno Azevedo e João Barbosa ambos com 6 golos, Pedro Freitas com 6 golos foi o melhor marcador do Alavarium. O FC Porto ao perder como visitado com o FC Infesta, que continua a ser um dos últimos classificados, embora pela diferença mínima, começa com o conjunto de resultados verificados e quando estamos a apenas 4 jornadas do fim desta fase a ver o seu apuramento para a Fase Final seriamente ameaçado. Veremos o que nos reserva a competitividade nestas 4 últimas jornadas desta fase. 
 
A classificação ficou assim ordenada: 1.º Águas Santas (41 pontos), 2.º ABC (38 pontos), 3.º FC Gaia (33 pontos), 4.º FC Porto (31 pontos), 5.º Ismai (30 pontos), 6.º GC Santo Tirso (24 pontos), 7.º AA Avanca (23 pontos), 8.º Xico Andebol (22 pontos), 9.º FC Infesta e Alavarium (19 pontos). 
 
Zona Sul
14.ª Jornada
IFC Torrense 19 - 28 Benfica
Boa Hora 28 - 29 Alto Moinho
Sporting 28 - 28 São Bernardo
Passos Manuel 24 - 25 Juventude Lis
Belenenses 27 - 24 ADC Benavente 
 
Jornada disputada, com uma retificação de resultados em três encontros (Sporting / São Bernardo, Passos Manuel / Juventude Lis e Belenenses / ADC Benavente), e o facto sempre agradável de registar, que foi a total ausência de registos disciplinares. De assinalar que o Boa Hora esteve peto de obter a sua primeira vitória na prova, no jogo que disputou como visitado com o Alto Moinho, sendo um encontro de grande equilíbrio durante os 60 minutos de jogo, com o resultado a chegar ao intervalo numa igualdade a 13 golos, e a terminar com a vitória do Alto Moinho pela diferença mínima. Com esta vitória em termos matemáticos a equipa ainda pode aspirar a um apuramento para a Fase Final, embora seja bastante difícil. Tiago Marques 10 golos foi o melhor marcador do Boa Hora e do jogo, tendo os seus colegas de equipa, Miguel Marques e Tiago Prata marcado ambos 6 golos, João Silva e Nuno Nunes com 7 golos, juntamente com Tiago Ramos com 6 golos foram os marcadores de serviço na equipa do Alto Moinho. No Restelo, o Belenenses venceu o ADC Benavente, igualmente num jogo disputado com grande equilíbrio, pois o resultado foi totalmente construído nos primeiros 30 minutos, quando o intervalo chegou com a equipa de Belém a vencer por 14-11, ou seja exatamente a mesma diferença que se registou no final do encontro. Uma referência para a presença de Ruben Gomes na quipá do Belenenses. Na equipa azul os golos foram distribuídos por vários intervenientes, enquanto no ADC Benavente, Miguel Xavier com 7 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo, sendo acompanhado por João Raquel e João Sousa ambos com 6 golos. A equipa ribatejana, embora perdendo ainda pode ter acesso aos lugares de apuramento, pelo menos em termos matemáticos, ao contrário da equipa do Belenenses, que apesar de vencer esta neste momento já afastada da Fase Final da prova. Na Quinta de Marrocos o Passos Manuel recebeu e perdeu com a Juventude Lis pela diferença mínima, em mais um encontro disputado com grande equilíbrio, com a equipa da casa a chegar ao intervalo a vencer por 12-11. Mas a equipa leiriense com determinação conseguiu dar a volta ao resultado e terminar como vencedora. Apesar desta vitória, tal como já foi dito para o Belenenses, também já está completamente arredada da discussão por um dos lugares apuramento para a Fase Final. Alexandre Rua com 9 golos foi o melhor marcador do Passos Manuel e Bruno Amaral com 11 golos foi não só o melhor marcador da sua equipa a Juventude Lis como do jogo. Tal como se esperava o Benfica foi á Torre da Marinha, vencer de forma clara o IFC Torrense e tal como o Águas Santas na Zona Norte, também o Benfica assegurou o seu lugar na Fase Final. A equipa local apenas deu algum equilíbrio ao jogo durante os primeiros 30 minutos, quando chegou ao intervalo a perder por apenas três golos (13-10). No segundo tempo o Benfica acelerou e construiu um resultado demonstrativo da sua superioridade. João Colaço do IFC com 8 golos foi o melhor marcador da sua equipa e do jogo, Gonçalo Ribeiro com 7 golos e Francisco Lopes com 6 golos foram os marcadores de serviço no Benfica onde dez (10) jogadores marcaram. Por fim temos o Sporting / São Bernardo, que terminou numa igualdade, embora o Sporting tenha atingido o intervalo a vencer pela margem mínima 14-13, o que nos dá uma imagem perfeita do equilíbrio verificado durante o encontro. Mas o São Bernardo que funciona como verdadeira equipa, conseguiu obter uma igualdade que o coloca em princípio a salvo de surpresas e praticamente com o apuramento garantido, enquanto o Sporting, também seja um dos favoritos neste momento ao apuramento o mesmo ainda não se encontra definido. Ricardo Pereira com 10 golos foi o melhor marcador do jogo e da sua equipa o Sporting, sendo acompanhado pelo seu colega Fábio Semedo com 7 golos. No São bernardo o grande destaque vai para a equipa no seu todo. 
 
 A classificação ficou assim ordenada:1.º Benfica (40 pontos), 2.º São Bernardo (38 pontos), 3.º Sporting (35 pontos), 4.º ADC Benavente (30 pontos), 5.ºAlto Moinho (28 pontos), 6.º Juventude Lis e Belenenses (27 pontos), 8.º Passos Manuel (23 pontos), 9.º IFC Torrense (18 pontos), 10.º Boa-Hora (14 pontos). 
 
O Noticias

12 comentários:

Anónimo disse...

venham lá os comentários sobre o águas/ismai.....

Anónimo disse...

O Homem já não faz parte da direção do Gaia mas mexe se como ninguém assim e fácil o Gaia ser apurado

Anónimo disse...

Tenho a impressao que esta derrota do Porto vai ditar o apuramento do Gaia

Anónimo disse...

Espero sinceramente que da parte do Aguas, não hajam comentários .
Os resultados em TODA a FORMAÇÃO do clube falam por si ,que não se perca tempo nem se desviem atenções para Pseudoprojectos de clubes satélites .

Anónimo disse...

Alguém sabe da ficha de jogo do Porto Infesta?

Deve ter sido escondida ou comida?

Anónimo disse...

Há pessoas aqui que são mesmo frustradas!
Não reconhecer o enorme trabalho desenvolvido pelo treinador dos juniores do Gaia e pelos miúdos que, sabendo de antemão que não têm nem as mesmas condições de trabalho de outros, nem são dotados da qualidade de alguns, fizeram das tripas coração, praticam um andebol rápido e moderno, alicerçado numa excelente defesa e têm surpreendido muito boa gente.
Foram bem mais as ocasiões em que a equipa do Gaia foi prejudicada pelas arbitragens do que aquelas em que foi beneficiada e só um cego, um mal intencionado e um infeliz pode vir para aqui insinuar que este desempenho brilhante dos miúdos é trabalho de sapa de alguém nos meandros da federação.
Cresçam....

PS: Parabéns ao Nélson!!! Estás definitivamente no trilho para te tornares num treinador que merece outros voos.

Anónimo disse...

Pois pois já percebi, conhecem aquela música:
Se um Águas incomoda muita gente, 2 Águas incomodam muito mais ...
etc etc etc
É pá deixem o Águas em Paz, a não ser que queiram tirar algum curso de formação profissional de como se gere um clube de uma forma séria e honesta pelo seu "todo", sobretudo na parte desportiva desde os Séniores aos Bambis.

Anónimo disse...

Curiosamente o treinador do Gaia deixou de ter problemas disciplinares sabem que a máquina está bem afinada bastidores incluídos e todos sabemos quem anda a tratar disso pois basta ter alguns conhecimentos e nem e preciso ser director

Anónimo disse...

Há por aqui mais melões do que quando o Benfica perdeu o campeonato no minuto 92.
força Gaia

Anónimo disse...

O treinador do Gaia passou de besta a bestial ,uma vergonha diziam alguns ,é um insurrecto nao tem perfil etc etc e agora escrevem aqui elogios ,isto é mesmo de quem tem LATA

Anónimo disse...

O treinador do Gaia passou de besta a bestial ,uma vergonha diziam alguns ,é um insurrecto nao tem perfil etc etc e agora escrevem aqui elogios ,isto é mesmo de quem tem LATA

Anónimo disse...

A César o que é de César e se, outrora, o treinador do Gaia cometeu erros, derivados da forma como vive intensamente o clube e o andebol, hoje ele é um homem mais maduro, mais calmo e muito melhor preparado.
Só não vê quem não quer ver e prefere arranjar desculpas esfarrapadas para o sucesso dos juniores do Gaia