gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal vence Turquia 34-25, e está nos 1/4 Final - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 25 de janeiro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 17 – 2014 / 2015 – II

Regresso em pleno á normalidade competitiva e das nossas crónicas. 
 
Continuamos a alertar que esta época face a uma alteração no regulamento da prova, as descidas de divisão serão consumadas no final da 1.ª fase da prova, ou seja a fase que se disputa atualmente, assumindo assim uma maior importância todos os jogos disputados. 
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
Zona Norte
14.ª Jornada
FC Porto "B" 33 – 26 Marítimo
16.ª Jornada
Dia 24-01-15
Académico FC 24 - 19 FC Porto "B"
Arsenal Devesa 36 - 25 Marítimo
São Mamede 30 - 24 FC Gaia
São Bernardo 29 - 22 SP. Oleiros
AC Fafe 22 - 23 AA Avanca
Santana 19 - 21 CCR Fermentões
Boavista FC 30 - 30 AD Sanjoanense
 
Jornada marcada pelo jogo entre os dois primeiros da classificação da zona, no momento da realização do encontro, e dois dos grandes favoritos ao acesso á Fase Final da prova, e que terminou com a vitória do AA Avanca pela diferença mínima, num encontro disputadíssimo, sendo até o único encontro da zona que registou ocorrências disciplinares. Durante os 30 minutos iniciais, após várias alterações no marcador e um constante equilíbrio no jogo e no marcador, chegou ao intervalo já a registar uma diferença mínima no marcador a favor do Avanca (10-9). Nos segundos 30 minutos a dominante voltou a ser o equilíbrio, no jogo e no marcador com as defesas a sobreporem-se aos ataques conforme é demonstrativo o resultado final. O AC Fafe teve o seu pior desempenho no ataque, e ao falhar dois livres de 7 metros dos 6 que beneficiou, sentenciou a sua derrota. Com esta vitória a AA Avanca confirmou o resultado obtido na 1.ª volta. No AC Fafe a distribuição de golos foi bastante diversificada, tal como na AA Avanca, com os melhores marcadores de ambas as equipas a marcarem 5 golos e foram vários. Com esta vitória a equipa da Região aveirense reforçou a liderança na Zona. Um resultado surpreendente, registou-se no Lima onde a equipa local o Académico FC venceu o FC Porto “B”, que se apresentou sem a maioria dos seus principais atletas. E que desta forma retificou o resultado se tinha registado na 1.ª volta. Os números registados neste encontro até nos surpreenderam, pois ao intervalo os academistas já venciam por 13-10, e diga-se como curiosidade que o número de assistentes até foi razoável, mas esperava-se mais muito mais da equipa do FC Porto. Alexandre Monteiro 11 golos, mais uma vez, foi também o melhor marcador do encontro e José Silva com 6 golos foram os marcadores de serviço do Académico FC, enquanto no FC Porto o melhor marcador foi Diogo Silva com 6 golos. Com esta vitória a equipa do Lima entra numa discussão “acesa”, para evitar a descida de divisão a que parecia condenado. Num dérbi aveirense o São Bernardo venceu o SP Oleiros, num pavilhão com uma razoável moldura humana, confirmando o resultado da 1.ª volta. Resultado totalmente construído durante o primeiro tempo, com o resultado ao intervalo a cifrar-se em 17-9 a favor dos homens de São Bernardo, que depois no segundo período se limitaram a fazer gestão do plantel e do resultado. Ulisses Ribeiro com 7 golos foi o melhor marcador do São Bernardo e do jogo, no SP Oleiros não existe na nossa opinião nenhuma referência especial em termos de marcadores, o único facto que desperta curiosidade é número pouco usual de livres de 7 metros de que beneficiou oito (8). O São Bernardo apesar desta vitória, já está afastado da luta pelos lugares de apuramento para a Fase Final (na nossa opinião), por seu lado a equipa de Oleiros, entrou na zona de perigo, ou seja de possível descida de divisão. O Marítimo, deslocou-se ao continente, onde mais uma vez efetuou uma jornada dupla, (já dissemos por mais de uma vez, que consideramos este procedimento não condizente com a disputa de uma prova que dá acesso á primeira divisão nacional), no primeiro jogo que fez defrontou o neo divisionário Arsenal Devesa e perdeu por números completamente esclarecedores, com a equipa bracarense a retificar desta forma a igualdade que se tinha verificado na 1.ª volta. Jogo disputado no Flávio Sá Leite mítico pavilhão da modalidade que tinha uma moldura humana a condizer com a importância do jogo, que poderá ter sido decisivo para o apuramento para a Fase Final da prova. A equipa minhota dominou totalmente o encontro em especial durante os primeiros 30 minutos, tendo o intervalo chegado com os arsenalistas a vencerem por 21-13. No segundo tempo com os minhotos a entrarem forte e a chegarem a ter uma diferença de 12 golos (27-15), os insulares tiveram uma ligeira reação que lhes permitiu minimizar o “prejuízo”, mas sem nunca provocar qualquer “susto” nas hostes do Arsenal Devesa. De referir que 12 jogadores do Arsenal marcaram golos, enquanto António Franco e Marco Gil com 6 golos foram os melhores marcadores do Marítimo. Com esta vitória os bracarenses ascenderam ao 2.º lugar da classificação por troca com os também minhotos AC Fafe. Em São Mamede os locais confirmaram o resultado verificado na 1.ª volta ao vencerem o FC Gaia, com o resultado do encontro a ser praticamente construído durante o primeiro tempo do jogo, pois já venciam ao intervalo por 17-12. No segundo tempo o FC Gaia conseguiu equilibrar e não permitiu que o resultado se dilata-se para números que não estavam nas melhores previsões. João Baltazar com 7 golos, Mário Ramos e Gustavo Almeida com 6 golos foram os marcadores de serviço no São Mamede, enquanto Pedro Camara com 10 golos foi não só o melhor marcador do encontro como da sua equipa o FC Gaia. Com esta vitória da equipa de São Mamede, embora seja bastante difícil, poderá ter entrado na discussão pelos lugares de apuramento para a Fase Final. Mais um jogo se disputou em Gueifães, e mais uma derrota dos locais o Santana, que desta forma continua ser a única equipa nas duas zonas que apenas contabiliza derrotas nos jogos efetuados até ao momento, o CCR Fermentões ao vencer este encontro, confirmou não só o resultado verificado na 1.ª volta, começa a afastar-se dos lugares de despromoção, embora ainda não esteja totalmente a salvo da mesma. O Jogo foi caracterizado pela excelente replica que os locais deram nos primeiros 30 minutos, pois o intervalo chegou com a equipa vimaranense a vencer pela diferença mínima (11-10), No segundo tempo com a equipa visitante a conseguir uma melhor produção, chegando a dispor de uma vantagem de quatro (4) golos, como por exemplo aos 21-17, permitiu a reação dos locais, embora sempre com o controlo do jogo, mas por vezes este tipo de controlo pode ser perigoso. Daniel Veloso do Santana com 9 golos foi o melhor marcador da sua equipa e do jogo, António Salgado com 7 golos foi o melhor marcador do CCR Fermentões. No jogo que colocou frente a frente a equipa do Bessa sobre novo comando técnico, diante uma das boas surpresas da prova a AD Sanjoanense, não foram além de uma igualdade, que mesmo assim retifica a derrota sofrida no jogo da 1.ª volta. Foi um encontro disputa sempre com grande equilíbrio, embora a AD Sanjoanense chega-se ao intervalo na frente do marcador (15-12), os locais nunca se deram por vencidos, e conseguiram equilibrar o jogo que terminou numa igualdade que é o “espelho” correto do que se passou em campo. João Domingues com 12 golos foi o melhor marcador do Boavista FC e do jogo, enquanto os suspeitos do costume, Ricardo Pinho com 11 golos e Bruno Pinho com 6 golos foram os marcadores de serviço na AD Sanjoanense. Terminámos com o jogo em atraso da 14.ª jornada, onde o FC Porto venceu o Marítimo, com clareza e que neste encontro apresentou alguns dos seus melhores jogadores, com esta vitória a equipa portista é uma das retifica o resultado da 1.ª volta, enquanto os insulares sofreram nesta sua jornada dupla, uma dupla derrota. O Jogo foi dominado pela equipa portista que ao intervalo já vencia por 18-15. Miguel Martins e Rui Ferreira ambos com 7 golos foram os melhores marcadores do FC Porto, enquanto Marco Gil com 9 golos foi o melhor marcador do Marítimo e do jogo. Com esta derrota o Marítimo torna mais difícil o seu objetivo de apuramento para a Fase Final da prova.
 
 Após os jogos disputados a classificação é a seguinte – 1.º AA Avanca (45 pontos), 2.º Arsenal Devesa (41 pontos), 3.º AC Fafe (40 pontos), 4.º Marítimo (37 pontos), 5.º São Mamede, AD Sanjoanense e São Bernardo (35 pontos), 8.º FC Gaia (30 pontos) e FC Porto “B” (30 pontos) 10.º CCR Fermentões (28 pontos), 11.º Boavista FC (27 pontos), 12.º SP. Oleiros (25 pontos), 13.º Académico FC (24 pontos), 14.º Santana (16 Pontos).  
 
Zona Sul
15.ª Jornada
Dia 22-02-15
CD Marienses - Vitória FC (16H00) (adiado)
16.ª Jornada
Benfica "B" 28 - 20 IFC Torrense
ADC Benavente 28 - 27 Vitória
GS Loures 26 - 19 Almada AC
CDE Camões 30 - 19 Samora Correia
Boa Hora 29 - 21 Alto Moinho 28/20
Ílhavo AC 20 - 24 AC Sismaria
Vela Tavira 18 - 23 CD Marienses 
 
Depois da disputa desta jornada, e na presença dos resultados verificados, onde apenas um não foi a confirmação do verificado na 1.ª volta, referimo-nos ao GS Loures / Almada. Que desta vez terminou com a vitória da equipa do GS Loures, que desta forma retificou a igualdade verificada na 1.ª volta. Em Loures disputou-se um encontro onde o equilíbrio apenas se verificou durante o primeiro tempo que terminou numa igualdade a 12 golos, para os locais arrancarem em definitivo para um bom segundo período de jogo onde justificaram a sua vitória. De salientar que na equipa do Loures os golos foram distribuídos 10 marcadores diferentes, e de que João Guerreiro, conforme já tínhamos dito, afinal continua no Almada AC, apesar de todos os boatos sobre a sua possível transferência. A jornada fica marcada pelo facto de Três (3) jogos terem tido registado ocorrências disciplinares, número que pensamos nunca ter sido atingido em nenhuma jornada, ouro facto que deveremos destacar é que na nossa opinião os possíveis apuramentos para a Fase Final da prova, estão neste momento limitados aos 6 primeiros (Boa Hora, Benfica “B”, CD Marienses, CDE Camões, AC Sismaria e ADC Benavente) classificados na zona, sendo o 3.º apurado o lugar que poderá ter mais discussão, mas mesmo assim atribuímos natural favoritismo ao CD Marienses, que nesta jornada foi vencer com alguma facilidade os algarvios do Vela Tavira, que ao intervalo já perdiam com os insulares por 12-9, e que com este resultado continuam nos últimos lugares da classificação da zona. Desta vez foi Luís Palmilha com 8 golos o melhor marcador dos algarvios, sendo Igor Stojanovic com 7 golos o melhor marcador do CD Marienses. Em Benavente disputou-se um dos mais equilibrados encontros da jornada (jogo com ocorrências disciplinares registadas), com a equipa local o ADC Benavente a vencer o Vitória FC pela diferença mínima, perante um pavilhão que não registou a moldura humana que normalmente apresenta, e onde a equipa visitante vencia ao intervalo por 14-12, obrigando a equipa local a trabalho redobrado para recuperar a dianteira no marcador e vencer o jogo. No ADC Benavente, destaque para um dos suspeitos do costume António Cabaça que com 7 golos foi o seu melhor marcador, Vítor Dias do Vitória FC foi o seu melhor marcador exatamente com o mesmo número de golos. No pavilhão Moniz Pereira em Lisboa o CDE Camões venceu o Samora Correia (jogo com ocorrências disciplinares registadas), que se apresentou apenas com 10 jogadores inscritos, e que regressou às derrotas, após a sua vitória na jornada anterior. A equipa local, não sentiu qualquer dificuldade competitiva, chegando ao intervalo já a vencer por 16-7. De salientar que 12 jogadores do CDE Camões concretizaram ocasiões de golo, sem nenhum se salientar como marcador, enquanto no Samora Correia Edgar Pernes com 8 golos, foi não só melhor marcador da equipa como do jogo. O líder da Zona, o Boa Hora recebeu e venceu o Alto Moinho, construindo todo o resultado nos 30 minutos iniciais de jogo, quando atingiu o intervalo a vencer por 17-8, perante uma fraca moldura humana no pavilhão. No segundo período do jogo, a equipa visitada, teve de aguentar a forte reação dos visitantes, perante alguma passividade dos locais, que estiveram mais preocupados em controlar o marcador. Mais uma vez Tiago Caetano com 7 golos do Boa Hora foi o seu melhor marcador, sendo Alexandre Pereira com 10 golos o melhor marcador do Alto Moinho e do jogo. Em Ílhavo a equipa local recebeu uma das equipas que ainda reúne algumas condições de discutir um dos lugares de acesso á Fase Fina, embora seja difícil, mas não impossível o AC Sismaria (jogo com ocorrências disciplinares registadas), e perdeu, num encontro disputado com algum equilíbrio, conforme o demonstra o resultado que se verificava ao intervalo que era de 11-8 já favorável aos visitantes. Mais uma vez Ricardo Senos com 8 golos foi o melhor marcador do jogo e da equipa, o Ílhavo, enquanto pela equipa de Gândara o seu melhor marcador foi Ruben Serrano com 6 golos. Terminamos esta breve análise com o jogo antecipado e que colocou frente a frente o Benfica “B” e o IFC Torrense, num encontro totalmente dominado pela formação encarnada, que já vencia ao intervalo por 14-11, e que com esta vitória continua a assumir-se como uma das grandes favoritas ao apuramento para a Fase Final. No Benfica “B”, mais uma vez o seu principal marcador foi Gonçalo Ribeiro com 11 golos, o que também o tornou o melhor marcador do encontro, no IFC Torrense os golos foram distribuídos por diversos atletas sem nenhuma saliência em especial. Continua em atraso um jogo relativo á 15.ª jornada (CD Marienses - Vitória FC)
 
 Após esta jornada a classificação é a seguinte – 1.º Boa Hora (44 pontos), 2.º Benfica (43 pontos), 3.º CD Marienses (39 pontos, -1 jogo), 4.º CDE Camões e AC Sismaria (37 pontos), 6.º ADC Benavente (36 pontos), 7.º GS Loures (30 pontos), 8.º IFC Torrense (29 pontos), 8.º Almada AC e Ílhavo (28 pontos), 11.º Vitória FC (27 pontos, - 1 jogo), 12.º Alto Minho (26 pontos), 13.º Vela Tavira e Samora Correia (20 pontos). 
 
O Banhadas Andebol

11 comentários:

Anónimo disse...

Nao percebo porque da continuidade do treinador do santana, so derrotas!! Devia se fazer alguma coisa. Estes resultados ja vem do ano passado. Haja coragem.

Jorge Almeida disse...

Lista de transmissões de jogos de Andebola na TV, Internet e Rádio previstas entre 26 Janeiro e 1 Fevereiro 2015:

http://andeboltv.blogspot.pt/2015/01/lista-de-transmissoes-entre-26-janeiro.html

Anónimo disse...

Coitado do treinador do Santana. Com aqueles jogadores nem o Donner os salvava...

Anónimo disse...

santana não tem jogadores, aquilo não dá para mais

tem 3 ou 4 com qualidade para 2a, um juvenil bom e o resto é malta que até na 3a ia ser dificil calçar...

o que espanta é haver tanta gente com qualidade e que gosta muito, sem estar a jogar e o santana não arranjar jogadores

alguma coisa estranha há ali realmente

Anónimo disse...

Engraçada a análise nada tendenciosa...

S. Bernardo está de fora da luta...
S. Mamede dificil mas entrou na luta, e o SB já jogou com o Avanca e o SM não.

Curiosamente estão ambas com os mesmos pontos.

LOL LOL LOL, este site é um bom hobby tipo Casa dos Segredos, dá para rir..

Anónimo disse...

O que se passou em Fafe? um aprendiz de treinador deu uma lição de tatica e liderança técnica ao catedratico do treino de Fafe.
Um espetaculo nos bancos um pela positiva e outra já habitual!

Anónimo disse...

O Ílhavo soma e segue!!

Anónimo disse...

Não é que o Marienses deva precisar, mas á muito que não eram arbitrados pelos árbitros da sua Ilha!

Nomeação no mínimo suspeita quando estamos a entrar na fase das decisões.

Anónimo disse...

Parabéns ao Boavista, boa recuperação relativamente ao jogo contra o ADS na primeira volta . A nível de jogo estão muito melhores, mais rápidos mas percebesse que ainda está a conhecer a equipa o novo treinador. Mas no sei primeiro jogo como treinador do Boavista teve nota positiva.
Continuem Boavista, só pode melhorar agora !

Anónimo disse...

Obrigado, pelas suas palavras, vamos continuar a trabalhar para melhorar mais, dentro da nossa humildade....

Anónimo disse...

Humildade foi coisa que voltou ao banco do Boavista!

Gente a jogar com qualidade e a mostrar-se.

Só era mesmo preciso um treinador experiente e que acreditasse nos miúdos!

Como muitas vezes escrevi neste blogue (e fui atacado pelos boavisteiros) a decisão dos diretores só peca por tardia.