gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

EHF – Eleições – III

EHF – Eleições – 2016 

Depois de termos publicadas duas notícias sobre as eleições que se iriam verificar na EHF, onde a FAP, nunca deu qualquer informação sobre as mesmas, mantendo em total “segredo”, quem seriam os candidatos portugueses e a que lugares estariam a propor-se. O Congresso da EHF realizou-se em St. Wolfgang (Áustria) em 17 e 18-09-16, onde se verificaram as eleições para o período de 2016-2010. A FAP precisamente no dia em que se verificam as eleições, publica um texto, que já foi atualizado duas vezes, e até já publica entrevistas com um dos eleitos, logo aquele que não tinha qualquer outro candidato ao lugar, extraordinário. Nada temos contra os eleitos a quem desejamos as maiores felicidades e a quem endereçamos os nossos parabéns;

Apesar de nada ser dito a EHF tem um novo presidente, sem qualquer surpresa, ou seja Michael Wiederer (Áustria) é foi o eleito como sucessor de Jean Brihault (França),

Pois a manutenção segura na Comissão de Métodos do lugar, de responsável pelo desenvolvimento de Pedro Sequeira, estava assegurado, pois era o único candidato.

Sensacionalmente (mais uma vez na nossa opinião), apresentamos uma candidata a segundo membro da WHB (Women’s Hanbdall Board), ou seja para a Comissão do Andebol Feminino, que é nem mais nem menos do que uma funcionária da própria Federação (Leonor Mallozzi), esperemos que felizmente foi eleita (63%), pois ela sabe mais (certamente) dos problemas da EHF e da IHF, do que qualquer dirigente da Federação, o que se estranha, é própria Federação não indicar ninguém da sua estrutura diretiva, foi  por incapacidade?

Mas existiam mais candidatos a outros lugares e até ao momento nada foi dito, porquê?

Por exemplo:

Portugal que detinha a presidência do COH (EHF Court of Handball), através de Rui Coelho, perde esse importantíssimo lugar e não apresenta qualquer candidato, havendo no entanto dois candidatos (Panos Antoniou – Chipres e Henk Lenaerts – Holanda). Verifica é que Portugal apresenta para candidato a membro desta Comissão um nome que não é esclarecedor (pelo menos para nós),de José Costa. Nome este que volta surgir como candidato a membro do COA (EHF Court of Appela), ou seja o órgão de recurso, aqui certamente por retaliação pois Portugal já estava representado por Lucio Correia. Até agora nada foi informado? Porquê?

Uma função em que poderá ter existido substituição e que poderá ter provocado ou não impacto nos portugueses que fazem parte cos comités da EHF, diz respeito á Arbitragem do Comité de competições. Será que se verificou ou não a continuidade de António Goulão neste órgão? Até agora nada foi informado? Porquê?

Para a Comissão de Andebol de Praia, com noticias já publicadas em Jornais Regionais, da indicação de Mário Bernardes (Presidente da Associação de Andebol De Leiria), para a referida comissão, o que se verificou na lista de candidatos apresentada, é que o seu nome é completamente omisso, será que houve candidatura, e qual o resultado?

O estranho de tudo isto, é que uma Federação que é pródiga em notícias, no seu sítio, até ao momento, não tenha dito uma palavra, nem esclarecido nada acerca das suas propostas, e das suas opções. Porquê?

O Administrador.

12 comentários:

Anónimo disse...

Diz o Banhadas que "(...) o que se estranha, é própria Federação não indicar ninguém da sua estrutura diretiva (...)".
E eu pergunto se há alguém na Federação com credibilidade para o efeito.
Metam na cabeça que esta Federação está morta!

Anónimo disse...

Quanto à saída do Rui Coelho eu penso que não foi uma perda mas sim um ganho! Esse senhor não representou nunca o andebol Português, mas sim o seu umbigo. Esteve na luz no jogo da Eslovénia a falar com o delegado ao jogo e o prestigio dele é tanto que nem conseguiu influenciar um mero delegado.
O Lúcio Correia é uma perda, assim como a Leonor é um ganho.
O Goulão é versão 2 do Rui Coelho:o andebol Português também não lhe diz nada, serve-lhe apenas de escadote para se pavonear no andebol internacional.SE sair nao se perde nada!
Esta direcção não meteu ninguém, porque não tem gente competente!

Anónimo disse...

O Rui Coelho sai? Graças a Deus!Menos um petulante a fazer de conta que é importante!

Anónimo disse...

Nós somos muito exigentes e ainda bem que o somos pois só assim podemos aspirar a ser melhores, contudo, convém não perdermos o norte e percebermos a nossa realidade. Se forem ver quantos países não têm um único representante eleito, vão encontrar vários, mais cotados que Portugal. Se tivermos em conta que a D. Leonor foi eleita para um cargo importantíssimo que lhe dá assento às reuniões do executivo da EHF, nós podemos afirmar que esta cargo vale mais que cinco Ruis Coelhos juntos. Que eu saiba o Dr. Pedro Sequeira é Vice-presidente da FAP, portanto a direção tem mais um elemento muito importante na estrutura da EHF. Se não nos esquecermos que o Goulão (não eleito, mas sim escolhido) continuar no departamento de arbitragem da EHF, entao só podemos afirmar que neste congresso saiu a sorte grande a Portugal!
Vamos ser honestos: Rui Coelho? Lúcio Correia? Se alguém conseguir apontar uma única coisa que qualquer um destes senhor fez na EHF que ajudasse Portugal tem direito a um doce!
Do Rui Coelho lembro-me de uma: castigou Portugal com 4 anos de proibição de organizar provas em Portugal, mais uma multa pesada. Em contra-ponto perdoou o mesmo castigo a Espanha em situação análoga.
Vale a pena ter gente desta a representar-nos? Não creio!
Nao vou atribuir os louros a esta direção porque não tiveram tempo para fazer este trabalho de bastidores, mas não tenho duvidas que há aqui um grande trabalho do Dr. Ulisses Pereira na preparação desta, repito, grande vitória de Portugal.

Anónimo disse...

Goulão já foi com os Porcos ---
Pablo Permuy entra en la Comisión de Árbitros de la EHF.

Também para aquilo que lá andava a fazer.

Anónimo disse...

O Pedro Sequeira não é da direcção da FAP? Pediu a demissão?
Saiu o Rui Coelho e o Lúcio Correia?
Saíram dois estranhos ao andebol Português que nada fazem por nós Portugueses e entraram duas pessoas que trabalham para o andebol nacional e internacional, colocando sempre Portugal em 1º plano.
Parabéns Pedro Sequeira porque és um dos dirigentes mais competentes que eu conheço. Não conheço a Senhora pessoalmente, mas felicito-a na mesma, porque se foi eleita é porque tem valor.
Os que saíram já tinham provado há muito que não tinham qualquer valor!

Anónimo disse...

Fico admirado com estes comentários de fraca e baixo nível de gente do andebol para gente do Andebol!!!!!
Portugal tem perdido influencia e não admira porque os últimos 2 presidentes(LS e HT) era caseiros não falavam inglês e tudo isso pesa alem dos fracos resultados desportivos internacionais nas Selecções Masculinas e Femininas.
Estranho na noticia(artigo do Administrador) não falar do ex Pres. Ulisses Pereira estar integrado numa comissão de contas e ninguém saber mas fazia parte do pacote para deixar a FPA a mando do Augusto Silva e também a continuidade do Seleccionador Nacional Feminino Ulisses Miguel Pereira(treinador de um clube da 2ª divisão Masculina!!!!!!
Quando terminam estes favores! nas eleições nos últimos anos!

Anónimo disse...

temos aqui comentários encomendados, não temos duvidas , e provavelmente se dissemos de quem não falharíamos muito, quanto ao Ulisses devo informar quem não sabe que ele faz parte de comissão de contas mas da IHF e não da EHF, e onde provavelmente deveria ter-se demitido, e já agora o que fez Goulão pelo andebol português, só se for sempre nomeado para os jogos da macedónia.

Anónimo disse...

Saíram o Rui Coelho e o Lúcio Correia, mas pode sair também o Goulão que Portugal fica melhor representado sem eles. Digo isto porque nenhum dos três representou Portugal, representaram-se a eles mesmos e pior: taparam lugares de outros que nos podia representar condignamente! Foi uma grande vitória de Portugal e não o digo pelos que foram eleitos, mas sim pela saída de pessoas que erradamente o país pensava que podia contar com elas e acontecia exatamente o contrário.
Ao contrário do que li aqui, Portugal não tem perdido influencia, tem perdido números, que é uma coisa bem diferente. Mas como digo em cima, se sair o Goulão é mais um número que perdemos, mas não influencia, antes pelo contrário! Se chamam influência a termos dois homens em postos chaves como é o caso do Goulão e do Rui Coelho, se estes estão minutos antes estão aos beijinhos e aos abraços com o delegado do jogo de Portugal - Eslovénia e a seguir este mesmo delegado impede-nos de jogar com um atleta, então eu digo: Deus nos livre deste tipo de influência. Se fosse noutro país qualquer estes mesmos senhores iam ao recinto chamar tudo e mais alguma coisa a “este amigo”. Estes pelo contrário ficaram a rir-se na bancada e a afirmar que ele tinha razão!
Ironia das ironias, a EHF deu autorização ao Rui Silva para jogar com estes óculos os jogos da EHF!
Há uma coisa que já percebi: esta direção da FAP mudou de rumo, para um rumo mais durinho e não vai em cantigas, talvez por isso tenham saído estes dois e o Goulão também vá a caminho. Mas esta é a melhor forma de sabermos todos quantos somos. Dizer que somos muitos e quando olhamos para trás não vermos ninguém é que não é solução. Esta é claramente a linha do Augusto Silva que toda a gente conhecia em Braga: quem está, está, quem não está sai fora!
Por fim felicito o Banhadas que escreve livremente e permite que cada um de nós se exprima também livremente. Nos dias que correm não é fácil encontrar isto num blog sem identificação.

Anónimo disse...

A historia do Dr. Pedro Sequeira um dia vai ser conhecida e não pela melhores razões!
Numa Democracia a mesma pessoa ocupar 5 instituições sociais e desportiva como Presidente! e Instituições internacionais de Handball como elemento efectivo!
ALGO ESTÁ ERRADO MAS DEVE DER FACILITADOR DE NEGÓCIOS OU HÁ ALGO MAIS PARA SE SABER!
ELE OCUPA TODOS O LUGARES E OBRANDO PELA FUNÇÕES E OUTROS VICES PRESIDENTE COM CV DESPORTIVO ANDAM POR LÁ SEM TRABALHO!
Podia ser diferente mas o bastidor do andebol deixam muito a desejar!
As maiores felicidade aos nomeados e aos que saíram o muito obrigado!
teixeira

Anónimo disse...

Aos Administradores do BA:
A vossa questão:
"Para a Comissão de Andebol de Praia, com noticias já publicadas em Jornais Regionais, da indicação de Mário Bernardes (Presidente da Associação de Andebol De Leiria), para a referida comissão, o que se verificou na lista de candidatos apresentada, é que o seu nome é completamente omisso, será que houve candidatura, e qual o resultado?"
A CANDIDATURA DO MARIO BERNARDES(AAL) PARA PRESIDENTE DO ANDEBOL PRAIA-EHF FOI RETIRADA PELO VICE-PRESIDENTE DA FPA PEDRO SEQUEIRA! que mais uma vez ocupa mais um lugar dividir para reinar e assim se prejudica uma candidatura de sucesso que foi retirada!
Atento

Anónimo disse...

21 de novembro de 2016 às 11:28
subscrevo conteúdo e lamento que interesse mesquinho tenham prejudicado a candidatura Pres. A.A.Leiria Mário Bernardes.