gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 11 de junho de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 70 – 2016 / 2017 – I - Actualizada

Crónica dedicada somente aos jogos do Grupo B da PO01, que se disputam este fim-de-semana.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “B”
12.ª Jornada
Dia 09-06-17
SC Horta 31 – 27 São Mamede
Dia 10-06-17
AA Avanca 22 – 22 AC Fafe
Arsenal 39 – 33 Ismai
Dia 11-06-17
Belenenses 37 – 27 Boa Hora

Descidas de Divisão – São Mamede

Jornada que se desenrola ao longo de três dias, continuando-se a assistir de forma passiva a uma total falta de respeito, neste grupo onde as antecipações e os adiamentos se sucedem uns atrás dos outros, quando na realidade ainda não está definido (faltando definir uma das equipas) relativo às descidas de divisão. É verdade que a grande maioria dos clubes decidiu aumentar o número de clubes na prova, mas segundo nos dá a parecer, é que agora existe muita pressa em terminar a mesma. A jornada disputa-se ao longo do fim-de-semana, pelo que iremos actualizando a crónica conforme os jogos se forem realizando, mas voltamos a repetir, “que consideramos que nesta fase da prova, todo e qualquer adiamento, ou antecipação poderá ou não ter consequências ao nível desportivo. Pois a verdade desportiva pode ser colocada em causa”. Esta jornada é a homologa da 5.ª jornada da 1.ª volta, e nos encontros disputados todos os resultados foram rectificados em relação ao verificado na 1.ª volta, não se registando qualquer ocorrência disciplinar. 

Actualização 1

AA Avanca 22 – 22 AC Fafe

No Pavilhão Adelino Costa, perante uma assistência, que não satisfazia, ninguém, tivemos um AA Avanca / AC Fafe, que foi um jogo demasiado confuso, em especial, no ataque, com a AA Avanca, a dar tempo de jogo aos atletas menos utilizados, situação que se refletiu em especial no jogo. O AC Fafe, por sua vez nunca regateou esforços, e conseguiu equilibrar o jogo, durante praticamente os 60 minutos, embora por vezes, também estivesse, em espacial no ataque, com alguma precipitação, mas teve na balia em Bruno Dias (37% de eficácia) um dos seus principais elementos com uma boa exibição, e no seu pivô João Gonçalves (2 golos, 67% de eficácia) outra actuação positiva, assim como Eduardo Sampaio (6 golos, 100% de eficácia), em especial no contra ataque. Jogo com grande equilíbrio, onde nenhuma das equipas conseguiu estar na frente do marcador por mais de 3 golos (AA Avanca, aos 24 minutos por exemplo, quando vencia por 11-8, para o intervalo chegar com o resultado em 12-11 a favor da equipa visitada. Uma nota pata o facto de o AC Fafe ter dois dos seus principais jogadores na bancada (desconhecemos os motivos) Vasco Santos e Belmiro Alves. No Segundo período de jogo o equilíbrio acentuou-se, e foram diversas as situações de igualdade a verificarem-se, num jogo que na nossa opinião se tornou confuso tal eram as precipitações existentes, em especial no ataque, de ambas as equipas. O AC Fafe passa para a frente do marcador aos 50 minutos por 21-20, eoas 26 minutos vencia por 22-21, com a igualdade a surgir, de uma forma completamente esquisita, mas com mérito de Pedro Valdez (4 golos, 57% de eficácia) a 2 segundos do fim do encontro. Um palavra para a prestação de Luis Silva (45% de eficácia) no segundo tempo na baliza da AA Avanca, e para entrega de João Carvalho (4 golos, 80% de eficácia). Foi mais um encontro onde foi rectificado o resultado ocorrido na 1.ª volta. Com este resultado o AC Fafe, poderá ter resolvido a questão da descida de divisão. Jogo dirigido pela dupla aveirense constituída por Nuno Marques e João Correia, que aquilo que pudemos dizer é foram a melhor das três equipas em jogo, na nossa opinião.

Actualização 2

No Pavilhão Flávio Sá Leite, em Braga disputou-se o Arsenal / Ismai, com uma assistência mínima para a importância do jogo, que era de capital importância para os bracarenses, que ainda têm justificadas aspirações a continuarem na 1.ª Divisão. Foi um encontro de grande equilíbrio até cerca dos 10 minutos de jogo, quando se verificava uma igualdade a 9 golos, a partir deste momento os arsenalistas assumiram o comando do jogo e do marcador em definitivo, indo progressivamente aumentando o seu diferencial, para chegaram ao intervalo a vencer por 20-15, maior diferencial registado no primeiro período do jogo. No segundo tempo, um excelente início de jogo do Arsenal, levou-os a uma vantagem de 7 golos por exemplo aos 32 minutos, quando venciam por 23-16, o Ismai, têm uma reacção bastante positiva, e consegue diminuir o diferencial até aos dois golos, como por exemplo cerca dos 43 minutos de jogo, quando o resultado se situava em 27-25 a favor do Arsenal, mas foi o melhor que conseguiram, pois uma imediata e forte reacção dos bracarenses, conduziu o marcador para o diferencial de 7 golos, mais uma vez, tal como a que se verificava aos 58 minutos (38-31). Com este resultado a equipa do Arsenal, na nossa opinião poderá respirar de alívio, e a sua permanência, está mais perto. Uma substancial diferencial neste encontro esteve na eficácia dos guarda-redes, pois enquanto Ricardo Castro na baliza do Arsenal, esteve uma eficácia de 31%, na baliza do Ismai, Manuel Borges não passou dos 17%, e Reyniel Nelson dos 22%. No Arsenal com 10 jogadores a marcarem golos, João Santos (7 golos, 79% de eficácia), e Manuel Sousa (6 golos, 100% de eficácia), foram os seus principais marcadores, no Ismai onde igualmente 10 jogadores marcaram golos, foi António Ventura (9 golos, 60% de eficácia), e Tomas Barbosa (6 golos, 86% de eficácia), os seus principais marcadores.


Actualização 3


No Pavilhão Acácio Rosa, mais uma vez dom diminuta assistência, tivemos um Belenenses / Boa Hora, que tal como os jogos anteriores terminou com o resultado rectificado em ralação ao verificado na jornada homologa da 1.ª volta. Tivemos um jogo equilibrado até cerca dos 35 minutos de jogo, quando se registava uma igualdade a 18 golos, depois de 30 minutos iniciais, onde a alternância no marcador, foi uma constante, e onde a maior diferença registada por qualquer das equipas foi de apenas 2 golos (como por exemplo o 4-2 a favor do belenenses ou o 13-11, a favor do Boa Hora, para o intervalo chegar com uma igualdade plena a 16 golos. Neste primeiro período de referir que o Belenenses teve Carlos Siqueira (3 golos, 100% de eficácia) desqualificado cerca dos 8 minutos de jogo. No segundo tempo a partir dos 35 minutos tudo se alterou, como o Belenenses a passar para o comando do marcador aos 36 minutos (19-18), e muito bem comandados pelo regressado Nuno Roque (10 golos, 83% de eficácia) nunca mais largou o comando do jogo e do marcador, chegando aos 44 minutos de jogo a vencer já por diferencial de 4 golos (26-22), ainda tivemos uma ténue reacção do Boa Hora, onde alguns jogadores se apresentam em sub-rendimento, como por exemplo Pedro Sequeira (1 golo, 25% de eficácia) e Vladimiro Bonaparte (1 golo, 100% de eficácia), mas que foi completamente inócua, pois aos 52 minutos de jogo já o diferencial se apresentava nos 7 golos (31-24), para chegar aos 10 golos pela 1.ª vez aos 57 minutos (35-25), que seria a diferença final que se registaria. Este foi mais um encontro em que não estava em jogo a definição da descida de divisão pois ambas as equipas já estavam à algum tempo, com a sua situação completamente resolvida. Na equipa do Belenenses, destaque-se a prestação do seus guarda-redes, pois quer João Moniz com 32% de eficácia, quer Miguel Espinha com 43% de eficácia, estiveram, bem melhores que o seu colega na balizado Boa Hora Henrique Carlota, que não passou dos 29% de eficácia. Não podemos esquecer a prestação de Gonçalo Ribeiro (9 golos, 64% de eficácia) no Belenenses, assim como os atletas do Boa Hora que foram os seus melhores marcadores curiosamente todos com 5 golos cada (Nuno Santos, 83% de eficácia), Uros Markovic (100% de eficácia), e Ricardo Barrão (56% de eficácia).

No Pavilhão Desportivo da Horta, tivemos a realização do SC Horta / São Mamede, foi um jogo que começou a horas tardias por motivos relacionados com o transporte, e que terminou com a vitória do SC Horta, por um diferencial de 4 golos, num encontro onde comandou o jogo e o marcador praticamente durante os 60 minutos, embora se tenha registado uma igualdade a 3 golos quando estavam decorridos cerca de 8 minutos de jogo, com o maior diferencial (5 golos), a ser precisamente o que se registava ao intervalo, que chegou com o resultado a favor dos insulares de 18-13. No segundo Tempo, a equipa do São Mamede equilibrou o encontro embora nunca tenha conseguido assumir o comando do marcador, mas aos 54 minutos de jogos o resultado cifrava-se apenas na diferença mínima (27-26), a favor do SC Horta, que posteriormente ao sentir o perigo a que estava sujeito, voltou a acelerar o jogo e terminou com vencedora do encontro por uma margem mais folgada (4 golos), com este resultado ganhou, mais uma folga para as duas jornadas em falta e onde terá de lutar para evitar a descida de divisão. Apesar de ter havido estatística, mais uma vez o resumo não foi feito. Pedro Silva e Pavel Hernandez, ambos com 6 golos cada, foram os melhores marcadores do SC Horta, Vasco Marques com 7 golos, Miguel Vieira e Filipe Lopes, ambos com 5 golos cada foram os melhores marcadores do São Mamede.

A Classificação Fase Final Grupo “B” - 1.º AA Avanca (59 pontos, + 1 jogo), 2.º Boa Hora (52 pontos), 3.º Belenenses (49 pontos), 4.º Ismai (47 pontos, + 1 jogo), 5.º Arsenal, e AC Fafe (43 pontos), 6.º SC Horta (40 pontos), 8.º São Mamede (32 pontos).

O Banhadas Andebol

19 comentários:

Anónimo disse...

Isto tem sido um abrir de pernas ao Arsenal e ao Fafe que é uma coisa louca!

Anónimo disse...

As descidas já estavam definidas..Nunca na vida vamos perder com a s.mamede!
São claramente a equipa mais fraca do campeonato.

Queriam ver-nos na 2ª divisão, mas vamos continuar a chatear muita gente!!

Carrega FAFE!!!

Anónimo disse...

Este Fafe só contra equipas b consegue ganhar. E ainda têm a lata de dizer que o S.Mamede é a pior equipa do campeonato....pois, a jogar contra as equipas a.

Anónimo disse...

Já tinha escrito no post da semana passada. E acertei! ainda bem que apostei e ganhei uns valentes troços. Toda gente já sabe quem abre as pernas!

Anónimo disse...

Muito mau as declarações do treinador adjunto da seleção nacional no final do seu jogo com o avanca! É caso de polícia

Anónimo disse...

Se isto fosse investigado a fundo ia muita gente presa. Que vergonha! Querem pôr o Horta fora da 1ª à força toda!

Anónimo disse...

claro que querem por o horta na 1 divisão só dá projuiso aos clubes irem aos açores.. quero é ver como a federação descalça a bota com o horta na 2 divisão com os marienses e maritimo da madeira.

Anónimo disse...

Quem vai descalçar a bota foi quem quiz o aumento de clubes na 1.ª divisão, e agora fazem a cama ao Horta, que os andou a apoiar.

Anónimo disse...

A Fase final do Grupo "B" nos jogos finais é um caso de policia "jogos combinados" e apostas para ganhar dinheiro e já não é a 1ª vez!
Estão metidos dirigentes, treinadores e os jogadores sabem ao que vão!
Agora entendo por que é que o Treinador Prof. Rui Santos demitiu-se por causa do que andava no ar!
Caso de policia e arranjinhos!

Anónimo disse...

Rectifiquem o resultado do Belenenses vs Boa Hora.

Anónimo disse...

Ao ler tudo postado aqui acima, pergunto se as escolhas de selecção nas convocatórias e as escolhas de selecionadores, não são casos de policia ou tráfico de influências?
Já agora aproveito para dar os parabéns ao Nuno Roque porque está a jogar bem, depois duma lesão grave. O seu clube e o andebol deste país bem precisam! Pena a partida de mau gosto, ao ser dispensado do FCP e, ao dar a palavra ao Sporting, ser atraiçoado e posto de lado... mas os Portugueses naquela casa eram tratados como mercadoria barata e de segunda. O caso do Fábio até cheira a esturro. Logo para azar o homem aguentou-se bem no Madeira e até marcou muitos golos!

Anónimo disse...

"eu acho que estão a fazer a cama aos 2 últimos classificados para os atirar para a 2ª divisão"...
muita frustração nos desabafos... a culpa nunca é nossa, é sempre dos outros!!!
uns perdem campeonatos...porque não os deixaram ganhar...os outros descem de divisão...
devido aos fazedores de camas ou contorcionistas com as suas espargatas acrobáticas !?!!?!

dos actuais 3 candidatos a acompanhar o S.Mamede na descida,
o Fafe será aquele que já teria garantida a sua presença na 1ª divisão e que por motivos administrativos
foi atirado para luta pela permanência
nota:os castigos são comunicados na 5ªf seguinte ao fim de semana, neste caso levou mais de 4 jornadas de atraso
(+pontos retirados), qual a intenção...??? prejudicar o Horta?! o Arsenal?! ou provavelmente o S.Mamede!!)

quanto a qualidades técnico-tácticas das equipas, deixo isso para quem,
melhor do eu, sabe verdadeiramente da matéria,
como vamos lendo nos vários comentários ao longo da época.

é compreensível que quem perde esteja descontente, ou não seria "boa gente"!

Anónimo disse...

Ao ler o primeiro post fiquei pensativo. Os dois clubes são da mesma associação. È um facto que ela está muito bem organizada e é uma verdade que, existem motivações bem diferentes em alguns jogos. Igualmente um facto digno de registo é que, os árbitros não recebem á nem sei quanto tempo mas nenhum abandona. Será por acaso que se fala e falou tanto nos jogos Benfica-Porto e Sporting-Benfica. Vai uma apostinha em como Resende chega ao Benfica e não resulta?

Anónimo disse...

ABC E Belenenses sempre foram clubes do nosso andebol. Sempre tiveram tradição. Para o ano vamos assistir ao enterro dos dois? È que há tanta coisa por defenir. Ambos andam á procura de reforços. Vamos ver.

Anónimo disse...

SEJAMOS HONESTOS. ACHAM QUE O NOSSO CAMPEONATO TEM PÚBLICO E ESTRUTURAS PARA MAIS QUE DEZ EQUIPAS? SE HOUVESSE MAIS GENTE NOS PAVILHÕES E SERIEDADE NAS DECISÕES, NÃO FUGIAM TANTOS JOGADORES PARA FRANÇA E OUTROS LOCAIS E, OS SPONSORS APARECIAM. ALGUNS VÃO JOGAR NA 2ª. DIVISÃO MAS NÃO SE IMPORTAM. PORQUÊ?

Anónimo disse...

nao fosse eu portugues e nao acompanhava este campeonato que nao passa de um antro de polemicas, pouco andebol e por isso ninguem lhe liga nem ha partners interessados

triste vida o nosso andebol

Anónimo disse...

gostava era de rir ao ver a cara de riso do grupinho das equipas ao lerem estes post e estarem assobiar para o lado

Anónimo disse...

Para quem tem um ódio de estimação por ele,anda a ver muito a artística TV...se calhar é amor mesmo

Anónimo disse...

Campeonato tão pobre e nem as televisões se interessam é o que dá o desenrrascanço e a aventura. Polémicas e vergonhas sem fim. Arbitragens a trabalhar sob encomenda. Não nos curamos! Poço sem fim!!!