gal vence

Liga dos Campeões Europeus Sporting Perde por 33-29 - EHF CUP FC Porto Vence vence Eliminatória, Benfica perde por 26-21, e é eliminado - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 14 de junho de 2015

PO13 – 2014 / 2015 – Fase Final

Realizou-se este fim-de-semana (de 12 a 14-05-15) no Pavilhão Municipal  das Travessas em São João da Madeira a Fase Final da PO13 (Campeonato Nacional Iniciados Femininos), prova não fixa, que tal como todas as provas não fixas, teve a sua 1.ª Fase a ser disputada sob a responsabilidade das associações. 
 
ALAVARIUM CAMPEÃO NACIONAL
PO13 – Campeonato Nacional de Iniciados Femininos
 
Foi Campeã Nacional a equipa do Alavarium, que assim sucede á equipa do CA Leça (3.ª Classificada), e que terminou esta Fase Final sem derrota, apenas com uma igualdade. Como esta prova Nacional passou a não fixa, não existem descidas de divisão.

Modelo Competitivo: Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em 3 zonas geográficas (TXT a 2 voltas). O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona disputa uma fase de apuramento com o representante da região Autónoma da Madeira (TXT a 1 volta – regime concentração), sendo que o 1º Classificado fica apurado para disputar a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração). O 1º Classificado será Campeão Nacional. 
 
Fase Final Nacional – Equipas Apuradas - CA Leça, AD Sanjoanense, Juventude Lis e Alavarium

Fase Final – Resultados

1.ª Jornada
Dia 12-06-15
AD Sanjoanense 26 – 30 Alavarium
CA Leça 24 – 24 Juventude Lis
2.ª Jornada
Dia 13-06-15
Alavarium 28 – 28 Juventude Lis
AD Sanjoanense 29 – 30 CA Leça
3.ª Jornada
Dia 14-06-15
CA Leça 31 – 32 Alavarium
Juventude Lis 31 – 29 AD Sanjoanense

Classificação Final1.º Alavarium (8 pontos), 2.º Juventude Lis (7 pontos), 3.º CA Leça (6 pontos) e 4.º AD Sanjoanense (3 pontos).
 
Algumas Notas

Fase Final disputada entre várias equipas que se consideram do “topo” do andebol Nacional, e em especial na formação. Com a equipa Campeã Nacional a terminar a prova com registando apenas uma igualdade, e juntando este título ao de Juvenis e ao de Seniores.

De registar que apesar do equilíbrio verificado na maioria dos jogos, não existe um único caso disciplinar a assinalar.

De registar que a equipa classificada em 2.º lugar a Juventude Lis, também terminou a prova sem derrotas, mas com duas igualdades, a equipa premiada com o prémio Fair Play.

De destacar que além da extraordinária presença de publico na maioria dos jogos e foram 6 (seis) encontros disputados, ainda como fator de grande positivismo o exemplar comportamento disciplinar das equipas, o que significa que o ambiente entre os atletas foi no mínimo saudável.

O Formador

29 comentários:

Anónimo disse...

E no facebook lá aparece de novo Ana Seabra a posar com a equipa. Quando éque a FAP a manda embora? Está na seleção e a treinar as miúdas que depois convoca? Onde é que se viu esta promiscuidade?

Anónimo disse...

continuem só com o andebol no norte...vergonha

Anónimo disse...

Para a próxima era bom fazer estas fases finais com árbitros... É una falta de respeito por pessoas que nem as regras sabem a apitar estas competições. Mais respeito por estas atletas que lutaram muito para poder estar aqui..

Anónimo disse...

Gostaria para começar por dar os parabéns às atletas do Alavarium pelo título. Lutaram e deram tudo para poderem vencer os jogos.
Agradecer aos organizadores ADS pelas excelentes condições proporcionadas aos clubes.
Parabenizar também o elevado Fair play de todas estas jovens nos jogos disputados.
Não posso é deixar passar em claro 2 situações:
1- O título foi decidido pela arbitragem. Foi escandaloso os últimos 10 minutos do jogo CALE-Alavarium. Será que foi apenas um black-out da dupla de arbitragem?
Para bem da modalidade espero que tenha sido apenas e só isso.
2- Para meu desplante depois de ter dormido, comido, dado tácticas, saltado para dentro do campo a gritar vitória, tirado fotografias com a equipa do Alavarium vejo Ana Seabra (ex. Atleta, treinadora (no activo???) dirigente, adepta desse mesmo clube) a ir entregar os prémios às equipas participantes. Mas então ela não devia ter ido receber a medalha???
Ou só o Alavarium é que tem direito a um representante para entregar os prêmios???
Eu não vi ninguém do CALE ou da Juvelis a ter esse privilégio!!!!
Por último enaltecer o comportamento das minhas atletas pela dedicação, empenho trabalho muito amor ao Andebol (algo que elas tanto gostam) e espero que continuem a gostar, mesmo depois de tudo o que tiveram por que passar para tentarem disputar um jogo em que a injustiça nas decisões fossem inimagináveis.
Uma coisa é certa para o ano lá estaremos (sim novamente na fase final) outra vez sempre com muito trabalho dedicação e amor pelo que fazemos.
Só esperando que o sol brilhe e os Black-outs possam desaparecer.
Não nos importa ganhar ou perder numa fase final ou em qualquer jogo isto faz parte do desporto.
Mas o desporto era mais bonito sem estas situações.
Luis Prata

Anónimo disse...

Sr. / Sra. anónimo/a do dia 14 de junho de 2015 às 19:36, isso que está a dizer não faz sentido completamente nenhum, uma coisa não tem a ver com a outra ela pode ser treinadora de selecções e de equipas ao mesmo tempo.. basta olhar para o panorama internacional em que temos, como por exemplo, o treinador da Alemanha, o Sr. Dagur Sigurðsson é também treinador de uma equipa Alemã, e com certeza que se perder um pouco do seu tempo a pesquisar encontrará muitos mais casos e casos de sucesso!
A minha pessoal opinião é exactamente contrária à sua.. acho que não se justifica contratar um treinador a tempo inteiro para uma selecção, não faz sentido absolutamente nenhum ainda para mais sabendo como está o panorama económico do país e consequentemente todas as associações desportivas e federações associadas!

FS disse...

Parabéns a todas as equipas participantes, pois todas deram o seu melhor. Só tenho que dar um reparo. Todas as equipas não mereciam ter que fazer um esforço suplementar, pois alem de terem pela frente uma equipa valiosa, tiveram o BÓNUS de terem que levar com o BRILHANTISMO DE UMA DUPLA DE árbitros FABULOSA (FAZIAM UM GRANDE FAVOR AO ANDEBOL, DAREM CORDA AOS SAPATOS E DESAPARECEREM DE VEZ). As GRANDES ATLETAS EM COMPETIÇÃO, NÃO MERECIAM LEVAR COM ESTA PÉSSIMA dupla de aveiro. Alem de tendenciosos conseguem cometer erros TÉCNICOS e continuar assobiarem para o lado. As chefias da arbitragem que tenham um pingo de VERGONHA e desapareçam DO ANDEBOL.

Anónimo disse...

Quero deixar claro que os comentários negativos aqui expressos não são do CALE, não senhor!Nós sabemos perder e nunca protestamos!
Hoje, quase no fim do jogo, estávamos a ganhar por dois, tínhamos posse de bola, tínhamos mais uma atleta, mas não soubemos segurar o resultado.
O CALE não se queixa, não senhor!
Fomos incompetentes e estamos a olhar para a nossa incompetência, não estamos a queixar-nos dos árbitros, não senhor!
Fomos burros, simplesmente burros!

Anónimo disse...

quem é a Ana Seabra??? um grande nome do andebol?? deve ser um grande nome do andebol no nosso campeonato que passou pelos melhores clubes e ganhou titulos como ganharam as suas colegas de equipa, quanto a seleccao nacional ou estou a ficar com alzheimer ou que me lembre acho que nunca ganhou nada e pouco fez pela nossa selecção por isso resumindo:
uma jogadora que ganhou titulos nacionais como ganharam as suas colegas de equipa e mais uma grande nódoa da nossa selecção nacional
resumindo a falta de aparecer em grandes palcos do andebol agora tenta aparecer em todos o lado só para ser vista, é o Futre do andebol

Anónimo disse...

Em primeiro lugar , os meus parabéns ao andebol nacional, temos várias atletas com excelente qualidade, apesar de ainda novinhas, mas que fazem com que o futuro seja promissor.

Em segundo lugar , excelente ambiente nas bancadas, há jogos de seniores que não existe este ambiente.

Em terceiro e ultimo lugar, o podre do desporto nacional, infelizmente não só no andebol, atualmente em todos os desportos em que existe a figura árbitro. Não foi só nesta fase final, mas em várias temos equipas de arbitragem que pertencem ao distrito das equipas presentes, na minha opinião está errado. Quatro equipas de andebol, Porto, Leiria e duas de Aveiro. Duas equipas de arbitragem, Porto e Aveiro. O campeão nacional foi apitado nos três jogos pela mesma dupla de arbitragem( curioso no mínimo).A dupla do Porto era de facto das mais fraquinhas que existem, também no mínimo curioso.....Enfim, adiante, como podem agentes do desporto se manifestarem contra arbitragens com jogos das nossas equipas e seleções no estrangeiro, em que somos barbaramente roubados, quando temos internamente o mesmo problema nas camadas mais jovens ( e estamos a falar do escalão de iniciadas). Há equipas campeãs , que o são, mas não de uma forma digna, o que é de lamentar.De qualquer das formas, deixo os meus parabéns ao Alavarium pelo titulo alcançado.

Anónimo disse...

As atletas e treinador do Cale não têm culpa, mas para o restante staff do cale, foi bem feito. Fiquei contente.

Anónimo disse...

Excelente espectáculo!
Fiquei extremamente agradado com muitas coisas que vi neste fim-de-semana em S. João da Madeira…
Em primeiro lugar dar os parabéns a organização pois fico com a ideia de que tudo funcionou da melhor forma.
Dar os parabéns os vencedores, Alavarium, mas também as outras 3 equipas, pois o equilíbrio foi tanto que poderia ter caído o Titulo para qualquer delas…
Como em todos os desportos o mais importante são os atletas e neste caso houve algumas que me chamaram mais a atenção e que serão sem dúvida o futuro da modalidade…
São elas:
Nº 4 – Sara Pinho \ Alavarium
Nª 10 – Francisca Branquinho \ Alavarium
Nª 15 – Neide Duarte \ Alavarium
Nº 3 – Joana Resende \ CALE
Nº 6 – Catarina Silva \ CALE
Nº 13 – Catarina Lages \ CALE
Nº 17 – Beatriz Prata \ CALE (Infantil!!!)
Nº 72 – Inês Oliveira \ Juvelis
Nº 5 – Maria Nunes \ Juvelis
Nº 20 – Rita Campos \ Juvelis (Infantil!!!)
Nº 7 – Eulália Silva \ ADS
Nº 8 – Mariana Rocha \ ADS
Uma palavra para as duplas de arbitragem:
Gomes\ Rodrigues – Cumpriram bem a sua missão
Vieira\Batista – A competição e as atletas não mereciam um trabalho tão mau!!! Não se percebe que sem praticamente sem jogos a FAP envie para esta competição 2 elementos da Ass. de Aveiro, que curiosamente apitam os 3 jogos do Alavarium, mas acima de tudo são MAUS!!!!
Nota:
Os pais das atletas têm de ser mais contidos nas bancadas!
Correm o risco de envergonhar as filhas que também desempenham o seu papel em termos de Fair-Play dentro de campo…

Anónimo disse...

Queria dar os parabéns ao ADS pela organização da prova.

Dar os parabéns as 4 equipas pela prestação na prova.

Não podendo deixar de falar na equipa de arbitragem que curioso foi apitar os 3 jogos do alavarium (coincidência)...

Esta dupla cale / alavarium soube muito bem controlar o resultado não deixando o Cale ganhar vantagem.

Esta mesma dupla dá o 2 segundo cartão amarelo ao banco do alavarium quando o jogo estava para assistir uma atleta. «será uma nova regra ?»

Ao ver este erro tecnico o presidente a associação de aveiro veio logo a mesa corrigir o erro feito ou seja não lançar no portal da FAP.

Nos ultimos 10 minutos faltas a favor do Cale não existiram e o passivo era rapidamente levantado.

Foi dito ao banco do cale não ia dar o terceiro 2 minutos e exclusão das atletas do alavarium porque não queria estragar a final.

A vergonha foi tanta do que fizeram que nem apareceram na entrega de premios , pois eles é que mereciam a taça.

o mais curioso é a boleia que tiveram de manhã para o pavilhão, será que alguém é capaz de adivinhar?

A encomenda já estava feita desde a 3 fase em que foi uma vergonha e um roubo o que fizeram ao C.S. Madeira.

Parabens as atletas do alavarium pois elas não tiveram culpa desta vergonhosa dupla, o mesmo já não posso dar ao restante staff, nem bancada que no terminal ainda mandaram insultos ao treinador do CALE.

Anónimo disse...

Parabéns ao Ala – Campeão!!!
Estão todas as atletas de parabéns Ala, Juvelis, Cale e Sanjoanense…
Proporcionaram grandes jogos, competitivos e emotivos.
A minha selecção:
GR: Joana Sousa\Cale – A mais consistente
PE: Maria Nunes\Juvelis – Rápida, segura e eficaz
LE: Joana Resende\Cale – Excelente capacidade motora e grande qualidade de remate
C: Sara Pinho\Ala – Boa organizadora, leitura de jogo e bom remate
P: Rita Campos\Juvelis – Envergadura, Pilar defensivo e eficácia de remate
LD: Neide Duarte\Ala – Bom poder de remate, muito agressiva no confronto individual
PE: Beatriz Prata\Cale – Segura e eficaz

Anónimo disse...

No domingo de manha desloquei me ao pavilhão das travessas e vi uma coisa espetacular!! Vi um kuALA a beber um UCALe...

Anónimo disse...

Boa tarde a todos.

Parabéns alavarium.

Só acho um pouco estranho a mesma dupla apitar os jogos do alavarium.
Porque será?
Não foi um roubo foi um assalto de igreja os últimos dois jogos destes.
Quanto a Ana Seabra já estamos habituados mais do mesmo......
Quem tem culpa são os dirigentes da nossa Federação.
Cada vez mais percebemos que o Andebol vai de mal a pior.
Com arbritagens deste nível e com selecionadoras deste nível não podemos esperar melhor.
Aceito que todos podermos ter um clube mas demonstrado como fez nas seniores nas juvenis e nas iniciadas e mau de mais.
Mas as atitudes fica para quem as tomam.
Viva o andebol......

Regina Maria Vieira Da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Alguém sabe a diferença entre o cartão branco e o cartão amarelo. Quem acha que o Alavarium recebeu dois amarelos deve ser daltónico.

Anónimo disse...

Queria aqui dar os parabéns as meninas dos 4 clubes pelo excelente espetáculo que deram este fim de semana em S.João da Madeira.
Queria também dar os parabéns a Sanjoanense pela espetacular organização da prova e pelo grande ambiente criado nas bancadas.
Quanto ao restante deixo para as pessoas responsáveis pelo Andebol Nacional analisar e tomar as medidas necessárias.

Antonio Quaresma disse...

So tenho de dar os parabens as pessoas quem tem coragem de dar as suas opinioes e e relatar seus descontentamentos e nao se esconderem atras do anonimato. Pois todos temos direito de comentar , desde que seja de forma civilizada.

Anónimo disse...

Acho giro os comentários às duplas de árbitros.
Quer uns quer outros tinham que ter uma recompensa, não?

Anónimo disse...

Se um campeão incomoda muita gente, 3 campeões incomodam muito mais...

Anónimo disse...

Em nome da verdade desportiva

“Os oficiais de equipa na zona de substituição devem estar completamente vestidos com roupa desportiva ou civil ”
As cores que possam causar confusão com os intervenientes do jogo não deviam ser permitidas espanta-me por isso que a equipa técnica do Alavarium fosse constituída por 6 elementos…

Mentira

“A Federação de Andebol de Portugal em associação com a Coca-Cola acredita num Andebol de valores, emoções e paixão, por isso criámos o Cartão branco Coca-Cola, o único que reconhece, destaca e recompensa as atitudes de fair play dentro e fora de campo. Contamos com a ajuda de todos os intervenientes para a que se distingam nestas ações e contribuam para um Andebol limpo, educativo e formativo. Todos ambicionamos que o Andebol seja cada vez mais um desporto de valores, no qual a formação dos seus jogadores supere a mera competição.”

Prémio que devia ser atribuído e bem à equipa do Alavarium ,um pouco à custa da sua Ana Seabra.

Palhaçada...


Anónimo disse...

Boa noite.
Muito se fala em relação às duplas de arbitragem que apitaram esta fase final, concordo que é de estranhar uma dupla de Aveiro fazer os 3 jogos do Alavarium mas sejamos coerentes, a dupla do Porto arbitrou 2 jogos do Cale e o resultado foi: 1 vitória e 1 empate e mesmo assim chamaram de tudo à referida dupla.
Falaram também que a dupla de arbitragem de Aveiro beneficiou a equipa de Aveiro, mas nunca vi ninguém a referir o simples facto de o Cale não ter sabido gerir a pressão nos últimos 10 min e da má gestão da posse de bola, ainda de salientar a perda de bola nos últimos segundos por parte da referida equipa que vai originar o golo da vitória à equipa que viria a ser Campeã Nacional.
Por isso é de salientar que a culpa não pode cair sempre nos mesmos.

Anónimo disse...

Ena pá, afinal foi assim tão fraco o desempenho da dupla aveirense? Será que é defeito ou será feitio?
Constou-se que na noite desse dia algum justiceiro da equipa da casa lhes apertou o papinho...será possível?

Anónimo disse...

Depois de ler aqui algumas mensagens gostaria de clarificar algumas situações.

1º -Nada me move contra a Prof. Ana Seabra uma referência do nosso andebol.

Ana Seabra tem todo o direito de apoiar e acompanhar a equipa do Alavarium como adepta e treinadora do clube.
Só não concordo que depois (de e muito bem não esconder tal comportamento) estar a distribuir medalhas como representante da FAP na cerimónia de encerramento.
Numa prova destas tem que escolher qual a sua posição e não acumular funções. Não fica bem e levanta suspeitas mesmo que infundadas.

2º - Não fui insultado pela claque ou adeptos do Alavarium. Houve sim uma pessoa e apenas uma que quando passei pelos adeptos do Alavarium teve uma frase mais infeliz, que prontamente o treinador Carlos Neiva do Alavarium (ao ouvir essa mesma frase) me veio imediatamente pedir desculpa e desmarcar-se a ele e ao clube do que foi dito.
Não podemos confundir uma ovelha negra de uma claque de muitas pessoas que tiveram um excelente comportamento apoiando o seu clube.

3º Aqui a única nota negativa que aponto aos responsáveis de arbitragem e à FAP foi a nomeação da mesma dupla da Associação de Andebol de Aveiro apitar os 3 jogos do Alavarium. Algo que não protege os árbitros nem o próprio clube Alavarium.
Existem de certeza outras maneiras de poupar dinheiro!!!

Quanto aos outros factos que menciono (o comportamento da dupla de arbitragem) nos últimos minutos do jogo, mantenho a minha posição. Foram erros a mais em prejuízo do CALE.

Mais uma vez os parabéns às meninas do Alavarium pelo titulo que tudo fizeram para o conquistar. Não tiveram culpa nenhuma no sucedido.

Luis Prata

Anónimo disse...

Ninguem pede outras arbitragens para haver recompensas, apenas se pede isenção. Será pedir muito? Para alguns parece que sim....

Anónimo disse...

Enquanto existirem algumas pessoas metidas no desporto que só vêem para um lado, nunca haverá verdade desportiva.
Agora defenderem os seus contra tudo e contra todos isso é outra coisa, sim senhor é de louvar.
Agora também depende é dos meios e da logística que utilizam.
No último fim-de-semana acho que quase todos chegamos à conclusão do que já sabíamos.
Quem não tem cão, caça com gato e quem não chora não mama.
Não é desculpa para perderem, não o mereciam, mas perderam e agora está feito.

Anónimo disse...

Cara Federação, o contrato da Sell. Ana Seabra, é diferente?, se é, muita coisa fica explicada no Andebol Feminino Nacional, como está explicado o sucesso do Clube onde está! Duas políticas, uma Direção.

Entrevista concedida por Sel. Sandra Martins a um blog , a ler e reler...
"
Porque decidiu deixar a Seleção nacional?
A política estipulada pela FAP é essa e, eu sempre soube desde o primeiro dia que se estivesse envolvida com algum clube, não poderia estar na Seleção. A regra foi apresentada no início.
As regras são para cumprir. No entanto, até ao inicio de Agosto, final do campeonato da Europa de Juniores A que vai decorrer em Valência estarei na mesma a trabalhar na FAP, sendo certa a minha presença em Espanha, com o selecionador Carlos Pires. Quanto à competição de juniores B que irá decorrer na Macedónia já não estarei na mesma, mas vou acompanhar e a colaborar com a selecionadora Ana Seabra."

Anónimo disse...

Eu penso que houve 2 equipas campeãs o Ala e o Cale...
O Ala foi campeão no domingo após o final da competição...
O CALE foi campeão no sábádo, após o jogo com a ADS, recolheram ao balneário a gritar "Campeões, nós somos Campeões"

Os dirigentes também servem para educar desportivamente e neste caso não estavam lá...