gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 9 de junho de 2015

Ranking Europeu para a Época 2016 / 2017 – Masculinos

PORTUGAL VOLTA A SUBIR 1 LUGAR
 
Segundo informa o sitio da Federação, a EHF (publicado no sitio da EHF, em 04-05-15) informou a tabela de Ranking Masculino para a Época 2016 / 2017. (Sobre o Feminino o sitio da nossa federação não informa nada, no entanto na mesma data foi publicado o Ranking Feminino no sitio da EHF, sobre este Ranking, faremos como de costume Texto próprio).
 
Tabela Masculina
Analisando, muito sumariamente a mesma diremos:
 
Portugal sobe um lugar (passando de 14.º lugar, para 13.º), e com esta subida, poderá ter como consequência a entrada direta do nosso representante na Fase de Grupos da Liga dos Campeões que na época 2016 / 2017, prova que sofreu uma forte alteração na sua forma de disputa, na época 2015 2016onde esperamos que tal já se tenha verificado (ainda não existe qualquer informação da EHF, no seu sitio). Finalmente atingimos o “patamar” minimamente desejável (13.ª lugar), o que prova uma alteração nas participação dos clubes Portugueses nas Provas Europeias, não seu numero que se mantem, num total de 4 equipas, mas uma benéfica alteração nas provas Europeias, onde teremos lugar por direito próprio (1 na Liga dos Campeões, na EHF CUP passámos de 1 para 2, e na Challenge CUP passamos de 2 para 1). 
 
Os dois primeiros lugares do Ranking, continuam imutáveis (Alemanha e Espanha) com a Hungria a subir ao 3.º lugar por troca com a França. A Alemanha e a Espanha, continuam a serem os únicos com 5 equipas nas competições Europeias (2 na Liga dos Campeões) 
 
Registamos ainda uma das maiores descidas, que foi a da Holanda, que foi de 6 lugares (passou de 26.º para 32.º), no entanto a descida Bielorrússia, por troca com Portugal, teve como imediata consequência a passagem de 2 equipas na EHF CUP, para apenas 1 equipa, enquanto na Challenge CUP, onde não tinha representantes, passou a ter 2 equipas, ficando na época em causa com a mesma representação (4 equipas). 
 
A maior subida, é registada novamente pela Finlândia (15 lugares), passando de 37.ª para 22.ª garantindo desde já um lugar na Liga dos Campeões, e pelo Kosovo (6 lugares), passando de 35.º para 29.º, mas mesmo assim ainda não garantiu, com esta subida garantiu a sua presença automática na Liga dos Campeões. No entanto uma das mais relevantes subidas deu-se com a Rússia a subir 3 lugares (de 15.º para 12.º) o que permite ter uma participação nas provas Europeias igual a Portugal. 
 
Temos a esperança de que os resultados que a as equipas Portuguesas, tem alcançado esta época, e continuem a alcançar, possam contribuir, para que no próximo Ranking Masculino, possamos voltar a subir na tabela, o que seria benéfico para todo o andebol Nacional. 
 
Nota – Este Ranking, foi elaborado com base nos resultados obtidos nas épocas 2012/2013, 2013/2014 e 2014/2015.
 
O Analista

2 comentários:

Anónimo disse...

Somos o que somos, ma não subimos porque?
-Resultados negativos das selecções?
-Resultados muito positivo dos Clubes?
O que e passa!
Já estivemos muito melhor no período do Sr. Luís Santos Presidente da FPA
Rui Ferreira

Anónimo disse...

Sr Rui Ferreira

Estivemos sim senhor.. Incluindo com o ABC em grande na Liga dos Campeões.

Infelizmente Foi nessa altura que se deu cabo do Andebol Português com a Guerra FPA/ Liga e o Sr. Luís Santos foi o principal responsável por esta descida de nível..