gal vence

Euro Sub-19 Feminino, Portugal derrotada pela Dinamarca 32/16 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 26 – 2016 / 2017 – I – Em Actualização

Regressamos às crónicas intermédias de fim-de-semana, desta vez para tratarmos apenas de dois dos jogos em atraso e relativos á 13.ª Jornada que ainda fica incompleta.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

9.ª Jornada
Dia 22-12-16
Belenenses - ABC (19H00)
13.ª Jornada
Dia 26-11-16
Boa Hora 24 – 25 AC Fafe (Já Comentado)
AA Avanca 25 – 26 Sporting (Já Comentado)
Ismai 26 – 26 Arsenal (Já Comentado)
Belenenses 28 – 33 Madeira SAD (Já Comentado)
Dia 29-11-16
FC Porto 39 – 22 SC Horta
Dia 30-11-16
Benfica 41 - 20 São Mamede
Dia 18-01-17
Águas Santas - ABC (21H00)

Nos encontros disputados em atraso e relativos à 13.ª Jornada, e que estavam em atraso devido á participação das equipas portuguesas nas diversas provas europeias. E com apenas 1 jogo a ter relatório disciplinar (FC Porto / SC Horta).

No Dragão Caixa que apresentou uma fraca moldura humana, disputou-se o jogo em atraso FC Porto / SC Horta, que foi um jogo completamente dominada quer em termos de marcador quer em termos do andebol praticado, pelo FC Porto que apenas sentiu algumas dificuldades (poucas) nos primeiros 9 minutos de jogo, quando permitiu que nessa altura o resultado apresenta-se uma igualdade a 9 golos, a partir daí a sua superioridade foi flagrante, e as diferenças até ao intervalo variaram entre os 3 e os 5 golos, apesar das falhas técnicas em especial no ataque se foram verificando. Neste encontro de salientar que o SC Horta apenas marcou 4 golos nos segundos 30 minutos de jogo, com a agravante de nos últimos 18 minutos de jogo apenas ter concretizado uma um golo, dado perfeitamente indicativo da nítida superioridade da equipa do FC Porto, neste encontro. A que se deve acrescentar a eficácia de Alfredo Quintana no segundo tempo, que esteve em jogo (73% de eficácia), a toda ineficácia demonstrada pela equipa insular deve-se acrescentar que no segundo tempo sofreu 4 das 7 exclusões enquanto o FC Porto teve uma desqualificação (Salina aos 37 minutos), este resultado permitiu ao técnico da equipa do FC Porto dar tempo de jogo aos menos utilizados, tendo 12 jogadores a marcarem golos, de onde se destaca José Carrillo com 10 golos (4 em 4 de 7 metros, e 100% de eficácia), como seu melhor marcador, e ainda o seu pivot Victor Alvarez com 4 golos e uma eficácia de 100%, a que junta o bom jogo tanto de Rui Silva, como de Miguel Martins. Com esta vitória a equipa do FC Porto regressa ao comando da prova, quando este jogo assinala o termo da 1.ª volta prova, que termina invicta. Do SC Horta que se poderá dizer de uma equipa que milita na 1.ª Divisão e que apenas obteve duas vitórias na prova mas pratica o andebol que vimos e sofre o resultado que se verificou, o que se poderá dizer, apenas que se destaca Angel Noris com 6 golos (apenas 46% de eficácia), Hugo Freitas (71% de eficácia) e Noelvis Reve (71% de eficácia) ambos com 5 golos cada, foram os melhores marcadores da equipa.

Actualização

Jogo disputado na Luz com pouco público, o Benfica / São Mamede, e que foi na nossa opinião uma completa demonstração do fracasso deste modelo de Campeonato a 14 clubes, basta vermos os últimos resultados que se verificaram, e enquadrar este nesse lote. Apenas se registou algum equilíbrio e esse foi apenas no marcador até aos 5 minutos de jogo quando se verificava uma igualdade a 3 golos, a partir desse momento, e com um excelente jogo dos 6 metros o Benfica comandou todo o encontro, com Fábio Antunes (9 golos, 100% de eficácia)) em grande plano, ora funcionando pela ponta ora aproveitando a prestação defensiva da sua equipa para executar excelentes contra ataques, a que se juntavam as diversas falhas do ataque do São Mamede, e com o novo reforço Luka Rakovic (6 golos, 100% de eficácia)), em bom plano e a demonstrar que começa a estar mais adaptado ao andebol nacional, o Benfica rapidamente se adianta no marcador e chega ao intervalo a vencer por uns claros 21-12. No segundo tempo e fazendo como costuma fazer uma completa rotação do plantel, o Benfica foi aumentando progressivamente a sua vantagem terminando com uma vantagem inusual para uma 1.ª Divisão Nacional de 21 golos, que demonstrou demasiadas fraquezas neste encontro, e onde apenas João Baltazar com os seus 6 golos, mas apesar de apenas apresentar uma eficácia de 33%, demonstrou alguma diferença. No Benfica onde 12 jogadores marcaram golos, deve ainda ser destacado João Pais com os seus 5 golos (63% de eficácia). A juntar a isto tudo temos ainda a grande diferença registada no s guarda-redes, com Hugo Figueira pelo Benfica a chegar aos 55% de eficácia, enquanto no São Mamede, que utilizou os seus dois guarda-redes, com Bruno Marinho a ser o seu melhor elemento, mas com apenas 19% de eficácia. Comeste resultado Benfica regressa ao 3.º lugar da classificação enquanto o São Mamede continua a ser a única equipa que terminou a 1.ª volta desta fase da prova sem uma vitória (tem um jogo a mais).


A Classificação ficou assim ordenada: - 1.º FC Porto (39 pontos), 2.º Sporting (37 Pontos), 3.º Benfica (35 pontos), 4.º Madeira SAD (29 pontos), 5.º ABC (27 pontos, -2 jogo, 6.º Boa Hora (+1 jogo) e AA Avanca (26 pontos), 8.º Águas Santas (24 pontos, -1 jogo), 9.º Ismai, e AC Fafe (21 pontos), 11.º Arsenal, e SC Horta (20 pontos), 13.º Belenenses (19 pontos, - 1 jogo), 14.º São Mamede (16 pontos, +1 jogo). 

O Banhadas Andebol

15 comentários:

Anónimo disse...

O que andam a fazer neste campeonato equipas como o Sp. Horta? O mesmo que o papa-tudo ABC que, na Europa não consegue impor "o seu andebol"! Ontem até havia futebol o que poderia atrair povo ao dragão. será que o povo já começa a preferir jogos Europeus em vez de treinos nacionais? Eu não gastava tempo, quanto mais dinheiro para ver, se calhar uma equipa condenada á segunda divisão. Perante este resultado, conclui-se que, na segunda parte podiam jogar os B da equipa da casa com alguns juniores. Ainda ontem um destacado jornal numa reportagem sobre o Boa-hora, publicou declarações de chocar! È que é reconhecido que, alguns jogadores dos grandes com futebol, ganham mais que, a equipa toda...
Nada tenho contra esse clube que nem conheço mas, como pode haver um campeonato sério?

Anónimo disse...

Porto - Sp da Horta
Jogo desequilibrado bem jogado e sério pelo FCPorto de Ricardo Costa. Mas o problema maior é a equipa dos Açores com um plantel curto mas com qualidade nos parâmetros peso/altura e alguns estrangeiros de qualidade e serem dirigidos por um pseudo treinador Luis Duque tendo um adjunto que a dormir sabe mais do que ele acordado de pé fazendo o seu numero! digo Kostecky.
Era urgente dar um virada na equipa técnica e tudo seria diferente.
Atento

Anónimo disse...

O que andam a fazer neste campeonato jogadores como o Salina? Quantos mais cubanos, esses rapazes que em surdina toda a gente acha até terem mais idade, vão ser premiados com ida á nossa selecção de Portugal Continental?

Anónimo disse...

A equipa do Horta é constituída por profissionais e segundo dizem ainda por cima bem pagos por sinal! 4 golos em 30 minutos? tenho a impressão que nem uma equipa do PO03 faria pior figura!

Anónimo disse...

Apetece perguntar é o que uma equipa com 12 jogadores anda a fazer? Curiosamente pelo Porto marcaram 12 jogadores. Um deles o reforço deste ano na ponta esquerda, marcou 10.

Anónimo disse...

È isto que alguns dirigentes semeiam...
Chegar ao ponto de ter Cubanos em equipa de juniores, é de adorar!
Sem lei nem roque!
Depois temos um campeonato onde se anda a ver quem dá a maior abada!
È só competitividade...

Anónimo disse...

2 jogos 10 golos em 60m nunca vi nada disso numa 1º divisão

Anónimo disse...

Como é possível a Porto Canal ter quem comente Andebol daquela maneira? È uma vergonha e já á tanto tempo que, se calhar há quem goste. Tanta incompetência e um relato sem sal...

Anónimo disse...

O Benfica continua nos caminhos de alto e baixo. Ora resolve um ou outro jogador. Ora resolve como equipa. Ora nada acontece e termina os jogos a tremer. Já se viu que o Avanca é daquelas equipas que, joga bem em casa mas fora dá luta até aos 10´ e a seguir desaparece. Figueira esteve soberbo. O jogo pelas pontas foi em cheio. Quando lá para Fevereiro começarem os jogos na EHF, então é que se vai ver se existe mesmo uma equipa. Mais uma contratação em cheio a do ponta direita. Aproxima-se o jogo com o Porto, ainda este mês e há que estar preparado.

Anónimo disse...

Ontem na liga dos campeoes, o Rheinar Neckar Lowen marcou 6 golos na 2a parte.
Estamos a falar de uma grande equipa da Europa.
Podem comentar, os entendidos da modalidade?

Amarelo disse...

Caro primeiro anónimo,

O melhor será fazer um campeonato com Porto, Benfica e Sporting a 10 voltas. Assim as claques futebolisticas extravasavam (tradução: libertavam) a sua bilis (tradução: suco segregado por quem tem azia).

Um pais andebolistico que nasceu para caracol ... nunca chegará a lebre. Um pais, ou um anónimo, caro 11:24.

Anónimo disse...

O Filipe Duque está desesperado, até já vem deixar comentários como anónimo comparando o Horta ao Rhein Neckar Lowen.

Anónimo disse...

Ok,o Duque só é pena andar a gastar dinheiro a fazer master Coach fantasma e agora o verdadeiro porque ele treinador nunca vai ser. Falta talento.

Anónimo disse...

O andebol vai a caminho do último suspiro e ninguém faz nada. Antes pelo contrário todos dão uma facada no moribundo. Há que reconhecer que, vamos tendo jogadores no estrangeiro e até bastantes no femenino, o que demonstra haver talento. O nosso problema é que vivemos nos truques e aldrabices. Nada é programado. Depois o maior defeito é que só o pontapé na bola conta. O aumento de equipas vai tornar o andebol com uma morte anunciada mais rápida. As goleadas em que se nota muito empenho nos dez minutos iniciais, são a imagem de marca. Façam um campeonato com dez no máximo e uma taça especial, só com equipas de andebol 1. Assim haverá competitividade e pode ser que, se encham pavilhões. Depois nos jogos de selecção lá andaremos com ladainhas e a pedir aos santos, para sermos apurados.

Anónimo disse...

Sr. selecionador faça convocatória honestas s.f.f.! Figueira é neste momento o melhor a seguir a Quintana. Wilson Davies em França é um central melhor e habituado a ritmos mais fortes. Talvez haja mais casos. Compete ao selecionador averiguar. Deixe o seu adjunto treinar o AVANCA e arranje um melhor. Observem jogadores e vejam videos. Reconheço que não é fácil observar tanto jogador em tanto país.