gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Bielorrússia por 31-24, e está na final - Mundial Sub-19 Masculino Portugal vence Japão por 34-26 e fica em 7.º Lugar - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 25 de julho de 2017

Planeamento Desportivo – Época 2017/2018 - V

Provas Nacionais Fixas - Época 2016/2017

Hoje daremos continuidade aos artigos sobre o tema, e conforme já referimos a Federação, com uma antecedência razoável (o que nos apraz) á data de inicio da época divulgou os agora chamados Regulamento Desportivos (antigos Regulamentos Específicos) de todas as provas, feita em simultâneo com o CO o N.º 1 (04-07-17), e o CO N.º 2, na mesma data, procedeu a divulgação das equipas com direito desportivo a participar nas diversas provas Nacionais fixas, segundo o conceito estabelecido na época que agora vai terminar. Não iremos repetir o já foi dito em relação às principais provas de Seniores Masculinos, pois parece-nos que “ainda alguma água vai correr debaixo da ponte”.

No entanto, e respeitando as datas referidas nos respectivos Comunicados Oficiais emitidos até ao momento, em que escrevemos este texto, apenas se poderá ter a confirmação das equipas, após o ultimo dia para confirmação da inscrição, 31-07-17. Veremos então, se não existem desagradáveis surpresas (esperamos que não, pois seria bom sinal).

Hoje apenas iremos abordar a PO06 – Campeonato Nacional de Juvenis Masculinos 1.ª Divisão.
A existência no Regulamento Especifico da manutenção da fase intermédia Chamada de Fase de Apuramento), que apura duas equipas para a fase final, continua a dar todas as hipóteses de participação às equipas das Regiões Autónomas, o que na nossa opinião representa um fator extremamente positivo.

Mantem a sua forma de disputa e pensamos que bem, ao ser disputada em quatro (4) zonas, será uma prova certamente muito mais económica não só para os clubes como certamente para a Federação. Felizmente que o número par de clubes 40, vai permitir uma 1:ª fase com todas as zonas equilibradas (10 equipas em 4 Zonas). Embora nos parece que face às equipas que subiram de divisão, o rearranjo das zonas poderá provocar algumas surpresas, não muito agradáveis, quer do ponto de vista económico, quer do ponto de vista desportivo, pois o mais que provável que o Estrela Vigorosa Sport, seja enquadrado na Zona 1, que a AA Avanca seja enquadrada na Zona 2, que uma equipa da Zona 4, tenha de ir para a zona 3, pensamos que o Benfica, ficando a zona 4 como sendo a zona com maiores custos, na nossa opinião, pois vai de Lisboa a Lagos, e engloba Évora e Serpa. Apesar de a Zona 2, também não ser fácil em termos financeiros. Partindo do princípio que inscrevem todas as equipas com direito desportivo, conforme CO N.º 2.

A Fase final será disputada pelo 1.º de cada Zona, mas os dois (2) primeiros da Fase de apuramento (mais uma concentração), onde participam, além dos segundos classificados das duas zonas da 2.ª Fase, os Representantes da Madeira e dos Açores.

Temos a esperança de que esta época seja dado cumprimento ao que se encontra estabelecido no ponto 1, da alínea f) do Artigo 3.º (Modelo Competitivo), e que diz claramente, “A não existência de Fase de Apuramento, será informada antes do início da prova, através de Comunicado Oficial"

Mantêm-se e bem o texto, onde se diz claramente se as equipas das Regiões Autónomas, não ficarem apuradas para a Fase Final, disputarão na época seguinte a Fase de Apuramento da PO07.
Manteve-se a fórmula de disputa, que na nossa opinião e voltamos a dizê-lo, “representa um profundo retrocesso, para o escalão, pelo desequilíbrio existente entre as diversas equipas participantes”, ou seja duas zonas de 10 equipas, com uma fase final a ser disputada no sistema de TXT, com 6 equipas, 3 de cada Zona, manteve-se e bem no nosso entender, a chamada Fase de Apuramento, a ser disputada pelos não apurados para a Fase Final. O Verdadeiro Campeonato Nacional, na nossa opinião apenas vai começar na Fase Final. Esta é uma prova de grandes desequilíbrios competitivos.

Com as equipas descritas no Comunicado N.º 2, e com o mesmo formato de prova, face às subidas e descidas, é muito provável continue a verificar-se que duas equipas da Região de Aveiro voltem a disputar a prova integrados na zona sul (na nossa opinião e se o critério for geográfico), deverão as mesmas equipas da época anterior o São Bernardo e o Estarreja AC.

Algumas Alterações no Regulamento Desportivo (poucas) mas que merecem alguma reflexão.

Felizmente neste Regulamento Desportivo, não existem exceções, no ponto 3 do Artigo 4.º (Horários dos Jogos), no que diz respeito às últimas jornadas de cada Fase.


Na homologação dos campos, e tal como para as outras provas, criou-se mais uma condicção, que é a obrigatoriedade da existência de Regulamentos de Segurança, estamos completamente de acordo, mas continuamos a levantar a questão e quando os mesmos foram pertença de outras entidades como por exemplo Camaras Municipais, como vai ser?

Quanto aos CROM, agora Oficiais de Mesa dos Clubes, que já estavam regulamentados, agora remete para um Regulamento próprio o que não altera nada de substância ao Regulamento Desportivo.

Existem outras provas no CO N.º 2, que serão comentadas em próximos textos, pois são indicadores preciosos, do planeamento que se seguirá. No entanto apenas a partir de 31-07-17, data limite para confirmação da inscrição, poderemos confirmar todos os dados.

Assim no próximo texto iremos tratar da PO09 – Campeonato Nacional Seniores Femininos 1.º Divisão, cujo sorteio até já se realizou. 

O Banhadas Andebol

Sem comentários: