gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 10 de junho de 2014

PO08 – 2013 / 2014 – Fase Final

PO08 – Campeonato Nacional de Iniciados Masculinos

 
ACADÉMICO FC CAMPEÃO NACIONAL

 
Sagrou-se Campeão Nacional o Académico FC que assim sucede ao Benfica, vencendo na final o Águas Santas, após um jogo equilibradíssimo, que terminou com a escassa diferença de 3 (três) golos (29-26), após prolongamento, pois no final do tempo regulamentar o resultado era uma igualdade a 21.
Realizou-se de 07-06-14 a 10-06-14 nos Pavilhão Municipal Alto Moinho no Alto Moinho, a Fase Final desta Prova. Quase sempre com excelentes assistências.
 
Nota – Dar mais uma vez os parabéns á Andebol TV, pela transmissão de alguns jogos desta prova em onde era interveniente o CD Feirense.
 
Modelo Competitivo: Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em 4 zonas geográficas (TXT a 2 voltas). O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona disputa com o representante dos Açores e Madeira uma fase de apuramento para a Fase Final (2 grupos – 3 clubes cada- TXT a 1 volta-regime concentração) apurando-se o 1º Classificado de cada grupo. A Fase Final será disputada por 6 clubes (1ª Fase 2 grupos – 3 clubes cada- TXT a 1 volta-regime concentração) para apurar o Campeão Nacional.
 
Resultados da Fase Final

Zona 1
1.ª Jornada
Benfica 20 – 22 Académico FC
2.ª Jornada
CD Feirense 23 – 24 Benfica
3.ª Jornada
Académico FC 20 – 21 CD Feirense

Classificação Final De Zona – 1.º Académico FC, 2.º CD Feirense e 3.º Benfica (todos com 4 pontos), sendo a classificação estabelecida através da diferença de golos marcados e sofridos nos jogos entre as equipas empadas nesta fase.   

Zona 2
1.ª Jornada
Alto Moinho 21 – 26 Águas Santas
2.ª Jornada
Sporting 29 – 27 Alto Moinho
3.ª Jornada
Águas Santas 33 – 25 Sporting

Classificação Final de Zona – 1.º Águas Santas (6 pontos), 2.º Sporting (4 pontos) e 3.º Alto Moinho (2 pontos)

1/2 Finais
Académico FC 33 – 30 Sporting
Águas Santas 29 – 22 CD Feirense

5/6 Lugar
Benfica 22 – 26 Alto Moinho

3/4 Lugar
Sporting 34 – 35 CD Feirense (C/Prolongamento)

Final
Académico FC 29 – 26 Águas Santas (C/Prolongamento)

Classificação Final1.º Académico FC, 2.º Águas Santas, 3.º CD Feirense, 4.º Sporting, 5.º Alto Moinho e 6.º Benfica.
 
Algumas Notas
 
Final disputada entre duas equipas da AA Porto. Estas equipas foram os vencedores das Zonas 1 e 2 na 2.ª Fase, e que, por coincidência terminaram as respectivas Zonas com o mesmo número de pontos (40), e apenas com uma derrota. Tendo-se defrontado na 1.ª Fase da prova, registando-se então duas vitórias do Académico FC (29-25 em Águas Santas e 30-29 no Lima), que voltou a vencer.
 
A curiosidade de os 3 (três) primeiros lugares da Classificação serem ocupados por equipas da Região Norte.
 
O equilíbrio entre as 4 equipas apuradas para as 1/2 Finais foi de tal maneira evidente, que os jogos que decidiram o 3/4 Lugar e a própria final foram decididos apenas com o recurso a prolongamentos.
 
De estranhar a posição da equipa do Benfica que na época anterior tinha sido campeão Nacional no escalão. 
 
De destacar que em 11 (onze) encontros disputados, apenas um teve relatório disciplinar, o que significa que o ambiente entre os atletas foi no mínimo saudável. 
 
O Formador

22 comentários:

Anónimo disse...

Os miúdos portaram-se lindamente assim como os apoiantes, pena a dupla de arbitragem da final. Uma grande vergonha e talvez por isso ninguém da arbitragem da FAP presente para ver.

Anónimo disse...

foi uma vergonha o número de exclusóes n ogo da final, os senhores que os nomearam, se calhar como havia grandes km para fazer nem compareceram, não valia a pena, só jogos dos grandes, e para haver gandes imagens, no meio da balburdia.

Anónimo disse...

Este toininho e ruizinho mancharam o enorme trabalho das duas equipas. Uma vergonha de arbitragem, uma falta de respeito gritante perante um enorme trabalho de ambas as equipas.
Os "passos" marcados foram ao nívem do nosso "coelho", só mesmo da "cartola" destes burros do apito

Anónimo disse...

estes árbitros são do mais ridiculo, petulante, arrogante e vaidoso que existe no andebol.... por isso já levaram alguns mimos no andebol de praia... são o tipo de arbitros que deviam ser afastados para bem da modalidade. O Andebol ao tinha a ganhar

Anónimo disse...

Parabéns Académico do Porto, mostraram que nunca desistir e lutar até ao fim é o caminho mais certo e correto para atingir a glória.
O Águas também está de parabéns, trabalharam muito.
Os árbitros foram a vergonha e já deveriam ter ido pregar a outra freguesia faz tempo, com meninos destes o andebol só perde praticantes e pessoas que apenas gostam de andebol que é o meu caso.

Anónimo disse...

toininho e ruizinho hahaah que bem comentado, muito mau para ser verdade, foi uma final que ambos mereciam vencer só pelo simples fato de aturarem tão maus meninos de apito. dediquem-se à pesca e deixem lá o apito para quem sabe.

Anónimo disse...

3 comentários:
Académico: Justo Vencedor uma grande equipa.
Aguas Santas: Justo vencido e uma grande equipa.
Resumo: Qualquer uma poderia e seria um justo vencedor.
ARBITRAGEM:
UMA VERGONHA PF. e para bem do Andebol saiam imediatamente da modalidade!!!!

Anónimo disse...

Como sócio do Aguas Santas , como é logico gostaria de ver o nosso clube vencer , não foi possível os parabéns ao Académico do Porto pelo trabalho efetuado .
O Aguas Santas não esteve bem na segunda parte da final .
A arbitragem ( quase sempre só apitou 1 deles ), sem qualidade , sem sensibilidade para um jogo deste escalão FRACOS , FRACOS .

JS disse...

Excelente Fase final, mostrou o poderio do Andebol praticado no Norte do País.

Final foi disputada pelas duas melhores e mais fortes equipa.
De salientar que ambas as finais foram a prolongamento o que demonstra o equilíbrio da prova.

Geração de 99/00 com bastante qualidade.

Decepção da prova: Benfica
Surpresa: C.D. Feirense

A destacar
Gr: C.D.Feirense
PE: Académico do Porto e Águas Santas;
LE: Águas Santas
C: Sporting
LD: Académico Porto e C.D.Feirense
PD: Águas Santas
Pivot: C.D. Feirense

Títulos são sempre importantes, mas o maior trunfo é o futuro da formação no nosso País.

Anónimo disse...

Primeiro que tudo, parabéns ao Académico, e Às restantes equipas que estiveram nesta fase. Infelizmente a FAP não achou importante transmitir a final, e não fosse o Feirense nem um jogo dava. Ao menos engoliam o sapo e pediam ao Feirense para fazer o trabalho que lhes cabia.
Mas mais do que da fase final, talvez seja bom fazer um balanço da prova.
Esta prova está mal pensada. 4 grupos de 8 equipas, com 6 apuradas para a fase final, é uma asneira. Porque não 8, de forma a que os jogos de grupos fossem em número par, e se evitassem problemas como o que aconteceu ao Benfica, que se viu eliminado sem jogar, fruto do único resultado que dava para as duas equipas, Académico e Feirense, passarem? Ainda para mais quando o Académico foi claro vencedor nos dois jogos da primeira fase? Para além de ser sério, há que parecê-lo. Ainda mais numa FAP que tanta preocupação tem em marcar jogos à mesma hora, mesmo quando não decidem nada. E isso evitava-se se as coisas tivessem sido pensadas, em especial num ano em que puderam fazer uma fase final em 4 dias, tranquilamente.
Estre modelo obriga a numerosas equipas acabarem a época em Maio, sem sequer participar nos torneios de encerramento. A maioria só terá competição "a sério" em Fevereiro, descontando dois ou trÊs jogos mais renhidos na fase regional. E é aqui que entra a competitividade de Aveiro e Porto.
Mas esta fase final veio confirmar aquilo que há muito se sabia: a formação nortenha é claramente mais organizada, e mais pensada num andebol a sério, do que no sul. Todas as equipas nos 3 primeiros lugares são do norte. E quem visse a altura do Benfica, ou a organização do Sporting e Alto do Moínho jamais iria apostar neste desfecho. O Feirense ainda há semanas tinha sido trucidado pelo Benfica. Mas, quando se chega a hora da verdade, vê-se onde está a garra, e aquilo que parece ser um exagero de exclusões passa a ser a diferença clara de atitude das equipas. O Sporting, nos 3os e 4os, esteve a ganhar por 6 no intervalo. Mas bastou o intervalo para a injecção de confiança numa equipa que me pareceu sofrível para dar a volta. E têm ajuda das arbitragens, alguns? Têm, é um facto. Mas para além de ser natural o enquadramento, e de estarmos a falar de árbitros também a aprender, chega-se ao final e tudo se resume à vontade de se ultrapassarem. As equipas do sul levam meia dúzia de pessoas atrás (Alto do Moínho é uma excepção, e daí os excelentes resultados...), enquanto as do norte vivem esta questão de outra forma. Muitas vezes de forma exagerada e absurda, mas aquilo que transmitem é sem dúvida bem superior. E muitos não concordarão com estes modelos de formação, mas a vida hoje é mesmo uma competição cerrada, pelo que desde que seja dentro das leis e do bom senso, mal não há-de causar.
Uma última nota quanto aos horários: obrigar, por exemplo na zona 3, equipas de Lisboa jogar em Aveiro às 18.00, ou vice versa, implica que, num domingo, os garotos, com escola no dia seguinte, cheguem a casa às 22.30 ou 23.00. Que nexo tem isto?
Mas, há que repetí-lo, parabéns, Académico. Só espero que reformulem a prova para critérios lógicos.

Anónimo disse...

Em primeiro lugar parabens ao academico do porto porque embora tendo sido justa ou nao a sua vitoria sao campeoes. Destaco do lado do academico a fantastica atitude dum atleta que antes de festejar foi cumprimentar todos os atletas adversarios.

Em segundo lugar ha ainda que salientar a grande equipa do aguas santas que a meu ver foi sem duvida a equipa que melhor jogou em toda a fase final e que na minha opiniao acabou por perder devido á pessima gestao feita pelo seu treinador que deixou no banco varios jogadores.

Por ultimo, falaram aqui no elevado numero de exclusoes na final mas a meu ver foram praticamente todas merecidas. Na minha opniao estes arbitros decidiram o jogo ao terem anulado e mal um golo ao aguas santas a pouco tempo do fim

Anónimo disse...

Arbitragem, entenda-se CA, o elo mais fraco do nosso andebol.
Desprezo por um dos escalões que merecem mais atenção.
A nomeação da dupla aqui várias vezes referida (Rui Almeida/António Oliveira), é uma demonstração disso mesmo.

A não transmissão do jogo da final por parte da Andebol TV constitui alguma novidade? Outra demonstração de desinteresse pelos iniciados masculinos.
Onde estava a Andebol TV ontem ao meio dia?

Uma pergunta. A Associação de Andebol de Setúbal, co-responsável pela fase final não sabe fazer melhor?

Por acaso estive no Pavilhão do Alto do Moinho e não gostei de muita coisa que vi.

Anónimo disse...

O ATENTO II

"...e se evitassem problemas como o que aconteceu ao Benfica, que se viu eliminado sem jogar, fruto do único resultado que dava para as duas equipas, Académico e Feirense, passarem? Ainda para mais quando o Académico foi claro vencedor nos dois jogos da primeira fase? Para além de ser sério, há que parecê-lo."
O Benfica foi eliminado por culpa própria, o potencial que tinham a nivel individual não foi demonstrado a nivel colectivo, revela o porquê do lugar em que terminaram. Com a afirmação do sério além de estar em causa a honra dos clubes, está em causa o orgulho dos atletas e só quem não viu o jogo poderá afirmar tal estupidez. O Académico ao intervalo estava de fora das meias finais, perdia por 4, houveram jogadores do Académico a chorar ao intervalo, num resultado que dava jeito aos 2 deve ser anedota, o Feirense limitou-se a gerir o resultado que lhe dava a passagem que era a vitória, no dia anterior podia ter ganho ao Benfica e não soube gerir os ultimos segundos de jogo, acabando até por perder. Quanto ao Académico ter ganho facilmente na 2ª fase, não foi facilmente como diz, em casa do Feirense o jogo foi equilibrado até a 2 minutos do fim, estava empatado, acabou por 3,no Académico, o Académico entrou a ganhar 5-0, e geriu o jogo, acabou a ganhar por 4. Quanto ao trucidado pelo Benfica uns meses antes na final em Santarém, faltou apenas referir que o Feirense acabou a meia final às 00h30 com prolongamento, recuperando 8 golos de desvantagem aos 2m da 2ª parte e jogou a final no dia seguinte, perdendo ao intervalo por 8 e na 2ª parte do encontro actuando à excepção do guarda redes apenas jogadores da equipa B. Perder por 11 esse jogo só motivou o trabalho a fazer para a fase final, possivelmente ao Benfica foi o factor contrário, excesso de confiança quando viu que eram os mesmos que calharam no grupo da fase final. 3º e 4º, como já viu, recuperar jogos por 5 ou 6 de diferença não foi o unico na época (basta ver boletins de jogos), mas não sei se viu que o Feirense na 1ª parte contra o Sporting utilizou todos os jogadores menos utilizados na prova, dai os 6 golos e que na 2ª parte jogou grande parte do tempo apenas a equipa mais experiente e mais utilizada. Falar de candidatos que não o foram é fugir à realidade do que se viu na fase final. Bons jogos, decepções e surpresas apenas nas camisolas, os lugares foram o que se viu dentro do campo. Se falarmos de potencial, Benfica tem potencial para mais mas não mostrou, ABC com os jogadores que tinha podia discutir facilmente o campeonato nacional, Alto do Moinho acusou a responsabilidade de jogar em casa mas mesmo assim acabou em 5º, Feirense e Sporting, 2 equipas que surpreenderam pela positiva. Quanto à prova estou de acordo 8 equipas seria o ideal, era apenas acrescentar 1 dia de prova. Académico justo vencedor foi quem mais lutou para ser feliz, e no que toca a desporto, as equipas motivadas transcendem-se, aconteceu isso ao Académico, Feirense e Sporting. Surpresa foi Feirense como é obvio pelo peso que não tem na modalidade mas também Sporting que não se estava à espera. Benfica decepção óbvia, mas ainda mais ABC não estar presente com tantos atletas com potencial, mas o potencial não faz uma equipa. Grande ambiente na fase final, grandes claques, as equipas do norte mostraram trabalho de casa, muita atitude e vontade de vencer, os lugares foram justos. Os melhores da fase final:
os 16 mais
Guarda-redes - Académico e Feirense
Ponta esquerda - Águas Santas e Académico
Ponta direita - Sporting, Alto do Moinho e Feirense
Pivot - Académico e Feirense
Lateral esquerdo - Águas Santas, Académico
Lateral Direito - Académico, Feirense
Central - Aguas Santas, Académico e Sporting

Anónimo disse...

O ABC n lutou pq tem aquele treinador que e bom so para treinar (lolololol) as trutas no universitario... pois ali nem e el que manda... vai so pq alguem tem d estar... desilude me que o ABC na formacao tenha um treinador com tao pouca qualidade...

Anónimo disse...

O Sr. anonimo deste comentário não quer esclarecer melhor?

"Uma pergunta. A Associação de Andebol de Setúbal, co-responsável pela fase final não sabe fazer melhor?

Por acaso estive no Pavilhão do Alto do Moinho e não gostei de muita coisa que vi.

11 de Junho de 2014 às 17:03"

Anónimo disse...

ao anonio das 17:03, esá convidade a na proxima organização a estar presente para fazer melhor, será que este cromo não tem mais nada que fazer.

Parabens pelo esforço e por terema paciência de aturarem muitos paizinhos que são bem piores que os filhos a jogar e se portam eles sim como autênticas cianças na bancada.

Anónimo disse...

Atenção que eu não digo que tenham combinado o que quer que seja. O que digo, e é um facto, é que era perfeitamente evitável, ainda mais quem se preocupa tanto com jogos à mesma hora.
Quanto ao Benfica, não me espantou nada. 4 ou 5 miúdos com 1,90 não faz uma equipa. O Sporting, por exemplo, parecia bem mais organizado, mesmo quando perdeu. No entanto, o Benfica contava com uma fase final mais concentrada, onde pudesse fazer valer o número de jogadores que tinha. Mas vieram sempre a fazer uma época a descer.
Quanto ao Feirense, peço desculpa mas o que se passou em Santarém não teve nada a ver com cansaço, mas sim com o descrédito com que entraram para o jogo. E foram trucidados, uma vez que não têm jogadores que rematem bem de fora, em especial contra o tamanho dos do Benfica. Mas têm um ponta direita espetacular, e laterais que furam com facilidade pela defesa, para além de um pivot que roça muitas vezes o violento mas sabe o que é jogar. Agora é certo que foi a equipa que encarou esta fase final com mais determinação.
O ABC padece do síndrome do Benfica: que se lixe a equipa que damos a volta a isto com os jogadores que temos.
Por último, se não conseguem fazer a fase final com 8 equipas em 4 dias, façam dois grupos num fim de semana e uma final four noutro.

Anónimo disse...

O anónimo das 17:13 (eu) sabe mais do que diz.
Não acredito que qualquer comentador encomendado à pressa (anónimo das 18:06) seja capaz de fazer melhor. Por isso se esquiva de um comentário assertivo.
Talvez o senhor presidente da AAS queira dizer algo, em vez de mandar recados.
E não, não sou paizinho de nenhum dos jovens presentes.

Anónimo das 17:44, poderia esclarecer melhor mas se falasse ficavam a saber tanto como eu e não dá jeito.

Algo de estranho se balbuciava no restaurante ao lado do pavilhão.

Aquaflavia disse...

Para espanto meu falam aqui em mandar recados.
Como presidente da AAS não mando recados por terceiros. Dou a cara e não me refugio no anonomato. Ainda novo neste funções, aceito todas as críticas que nos queiram dirigir, porém, para isso, é preciso dar a cara. Aponte o anónimo em que esteve mal a AAS e terá a resposta adequada considerando então sim, se tem razão para atacar a ASS e quais as falhas que nos aponta.
Atentamente,
Joaquim Queiroga
Presidente da AAS

Aquaflavia disse...

Para espanto meu falam aqui em mandar recados.
Como presidente da AAS não mando recados por terceiros. Dou a cara e não me refugio no anonomato. Ainda novo neste funções, aceito todas as críticas que nos queiram dirigir, porém, para isso, é preciso dar a cara. Aponte o anónimo em que esteve mal a AAS e terá a resposta adequada considerando então sim, se tem razão para atacar a ASS e quais as falhas que nos aponta.
Atentamente,
Joaquim Queiroga
Presidente da AAS

Anónimo disse...

Anónimo de 11 de Junho de 2014 às 18:06
Estou convidado? Quanto paga?
Quando quiser, publique um edital para sabermos.
Faço melhor, pagando já se vê. Borlas nem já a minha prima as dá.

À atenção do Sr. Queiroga
A Associação é o senhor ou há mais gente?
Como presidente da mesma, sente-se no direito de questionar. Acho bem.
Quer saber o que a AAS não fez e deveria ter feito?
Não me compete dizer-lhe o que fazer e como. Devo, isso sim, alertar para o que de mal se faz. Ou do que não se faz.
Pense bem, reúna o seu pessoal (na Torre da Marinha, certo?) e, tranquilamente, tirem ilações.

Uma dica, com um pormenor: custa muito colocar garrafas de água nos locais onde fazem falta, por forma a evitar que quem dela precise tenha que quase esmolar?
Há mais. Dir-lhe-ei um dia, pode ter a certeza.

Anónimo disse...

Parabéns a toda a organização da fase final de iniciados masculinos desde a AAS do seu presidente sr. Joaquim Queiroga até ao staff fantástico das pessoas do alto do moinho.
Sr. Joaquim Queiroga á pessoas que estão sempre prontas a deitar abaixo o trabalho de alguns mas são incapazes de mexer uma palha para fazer melhor, por isso siga em frente. palavras leva-as o vento.