gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 29 – 2016 / 2017 – I

Crónica relativa aos jogos realizados na jornada disputada no dia 14 -12-16, ou seja a 16.ª Jornada, que assinala a 3.ª Jornada da 2.ª volta.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

9.ª Jornada
Dia 22-12-16
Belenenses - ABC (19H00)
13.ª Jornada
Dia 18-01-17
Águas Santas – ABC (21H00)
16.ª Jornada
Dia 13-12-16
ABC - SC Horta (Adiado devido a C/Atmosféricas)
Dia 14-12-16
Ismai 28 – 32 Belenenses
Benfica 21 – 26 FC Porto 
AA Avanca 20 – 29 Madeira SAD 
Boa Hora 28 - 21 São Mamede (Já disputado)
AC Fafe 21 – 38 Sporting
Águas Santas 29 – 25 Arsenal

A meio da semana tivemos mais uma jornada da PO01. Que não é mais do que nefasta consequência do aumento inopinado do número de clubes nesta divisão. Disputou-se a 3.ª Jornada da 2.ª volta, que conforme já referimos, com jogos da 1.ª volta por disputar, o que se poderá compreender como caso de exceção não publicitado como o Regulamento Geral o obriga, porque envolve uma equipa participante em provas europeias. Felizmente voltamos a ter uma jornada completa o que se saúda. E engloba um dos clássicos do Andebol Nacional, um Benfica / FC Porto. E continha ainda mais uma originalidade com que o CA nos gosta de brindar, ou seja dupla que iria dirigir o jogo nos Açores, estaria no dia seguinte em Águas Santas, desculpem a expressão, “ só de loucos”. Nem defende a modalidade, nem os próprios árbitros.

A Jornada não se iniciou-se em 13-12-16, conforme estava prevista com a antecipação do Jogo ABC / SC Horta, por sinal disputado na Horta, em mais uma inversão de pavilhão, devido ao ABC não ter chegado á Horta devido às condicções atmosféricas existentes segundo informação da própria Federação, não estando ainda marcada qualquer nova data. Tivemos na Maia um Ismai / Belenenses, que terminou com surpreendente vitória do Belenenses, que confirmou a sua subida de forma e o resultado da primeira volta. Jogo com duas partes distintas e disputado quase sempre com equilíbrio, nos primeiros 30 minutos a equipa maiata comandou mais vez o encontro, sem no entanto nunca se ter distanciado mais do que quatro (4) golos quando aos 17 minutos vencia por 13-9, permitindo uma excelente recuperação da equipa do Belenenses, para ao intervalo o resultado ser uma igualdade a 19 golos. No Segundo período do jogo o mesmo pendeu sempre mais para o lado da equipa visitante, que apenas registou igualmente um diferencial máximo de quatro (4) golos na parte final do encontro. Na equipa do Ismai de destacar a prestação de Manuel Borges na Baliza com 34% de eficácia), e os 9 golos de Angel Zulueta (60% de eficácia), numa equipa que teve 11 jogadores a marcarem golos, e onde Yoan Blanco (5 golos, 56% de eficácia), foi outro dos seus principais marcadores. Na equipa do Belenenses além de João Moniz na baliza com 35% de eficácia, teve em Gonçalo Ribeiro (11 golos, 61% de eficácia), e em Nuno Roque com 8 golos (80% de eficácia), os seus principais jogadores. Com esta vitória a equipa do Restelo sobe ao 9.º lugar da classificação igualando em termos pontuais o seu adversário de hoje.

Em Avanca, disputou-se o AA Avanca / Madeira SAD, que foi mais um jogo, onde foi confirmado o resultado verificado na primeira volta, e onde o diferencial agora verificado foi maior do aquele então verificado. Jogo praticamente de sentido único, com a equipa insular a comandar o marcador praticamente desde o início do jogo, começando a dilatar o resultado a partir dos 8 minutos de jogo quando vencia por 4-3, foi progressivamente aumentando a sua vantagem que chegou nestes 30 minutos iniciais a ser de 6 golos, quando vencia aos 29 minutos por 15-9, para o intervalo chegar com 15-10 a favor do Madeira SAD. Segundo tempo sem grandes alterações apesar de alguma reacção inicial da equipa visitada, mas que durou pouco tempo, pois os insulares começaram a dilatar a sua vantagem que chegou a ser de 11 golos aos 51 minutos, quando vencia por 27-16. No Madeira SAD com uma exibição de luxo do seu guarda-redes Yusnier Giorn (505 de eficácia), com 10 jogadores da equipa a marcarem golos, tendo Nuno Silva com 8 golos (73% de eficácia), a ser o melhor marcador, enquanto na jovem equipa da A AA Avanca que nos parece começar a perder o fulgor inicial, destaca-se Pedro Valdez com 7 golos (78% de eficácia).

Na Maia, mas agora no pavilhão do Águas Santas, tivemos o Águas Santas / Arsenal, que mais um jogo onde foi confirmado o resultado da primeira volta, mas foi um encontro onde a equipa visitada não ganhou para o “susto”, pois a equipa do Arsenal comando o jogo o marcador praticamente durante 38 minutos, chegando a ter 5 golos de vantagem ainda no primeiro tempo quando estavam decorridos cerca de 20 minutos de jogo e vencia por 11-6 para chegar ao intervalo ainda na frente do marcador por 14-12. No segundo tempo excelente reação dos maiatos, que foram recuperando e passaram em definitivo para a frente do marcador aos 40 minutos (20-19), para controlarem o jogo até final e aumentarem a sua vantagem final, as grandes figuras da equipa e do jogo foram os guarda-redes do Águas Santas, António Campos (33% de eficácia) e Pedro Pacheco (35% de eficácia), desta vez acompanhados por Eleias António com 10 golos (83% de eficácia), no Arsenal, André Caldas com 5 golos (83% de eficácia), juntamente com o seu guarda-redes Ricardo Castro (30% de eficácia), foram os seus principais elementos.  

Em Fafe disputou o AC Fafe / Sporting, jogo que tal como os anteriores confirmou o resultado ocorrido durante a primeira volta, e onde se verificou o resultado mais dilatado da jornada, foi um jogo onde a equipa do Sporting comandou o jogo e o marcador durante 56 minutos, não permitindo qualquer veleidade ao AC Fafe, apesar da ausência de jogadores preponderantes como Pedro Solha, a equipa do Sporting que já vencia ao intervalo por 20-9, resultado que permitiu ao seu único utilizar toda a gente, e onde apenas não concretizaram golos os dois guarda-redes, num encontro desta natureza pouco se pode comentar, pois na realidade dentro da mesma prova existem dois campeonatos, e este encontro como outros são a prova evidente de que o aumento do número de equipas, para satisfação do “umbigo” de alguns é mais do que prejudicial ao andebol. No Sporting Cudic na baliza com 44% de eficácia, foi um dos eus principais elementos, bem acompanha por Carlos Ruesga (6 golos, 75% de eficácia), e Janko Bozovic (5 golos, 100% de eficácia). No AC Fafe o principal destaque vai para João Fernandes com 6 golos (86% de eficácia).

Benfica 21 – 26 FC Porto

Jogo Disputado no pavilhão da luz, que se apresentava com uma moldura humana melhor do que costume ter, mas na nossa opinião ainda longe do que merece um encontro desta natureza (foi um encontro com ocorrências disciplinares). Foi um encontro com total supremacia das defesas sobre os ataques, e onde o FC Porto, mostrou a mais-valia do seu plantel, em todas as posições, pois por exemplo não se deu pela falta do lesionado António Areias, jogando em especial para os 6 metros onde Alexis Borges (8 golos, e 89% de eficácia) fez toda a diferença. No Benfica, onde a rotação do plantel também se fez, mas as soluções não têm a mais-valia do seu adversário de hoje, e em especial os seus laterais estiveram com uma capacidade ofensiva quase nula. Momento crucial e decisivo do encontro na nassa opinião aos 39 minutos quando Stefan Tersic (2 golos, e 50% de eficácia), que tinha acabado demarcar dois golos seguidos, colocando o Benfica pela primeira vez no comando do marcador (15-14), se lesiona e não participa mais no encontro. O FC Porto que comando quase sempre o marcador chegou ao intervalo já na frente do marcador por 11-9, teve em Alfredo Quintana (37% de eficácia) e Hugo Laurentino (60% de eficácia) duas pedras basilares da sua estrutura, embora consideremos que por exemplo Alfredo Quintana, foi como se costuma dizer na gíria andebolística demasiadas vezes “agredido”, e teve em Rui Silva (5 golos, e 71% de eficácia) um central que jogou marcou e assistiu, sendo uma das sua principais figuras, No Benfica não se entende a substituição de Hugo Figueira (38% de eficácia) cerca dos 49 minutos, só pode ser por fadiga ou lesão pois até ao momento tinha-se revelado um dos melhores elementos da sua equipa, juntamente com Belone Moreira (3 golos, e 50% de eficácia). O Encontro termina com total superioridade da equipa do FC Porto, que constrói a sua vantagem nos últimos 10 minutos de jogo, com esta vitória o FC Porto, confirmou o resultado ocorrido na 1.ª volta. Jogo dirigido pela dupla IHF de Leiria constituída por Ivan Caçador e Eurico Nicolau, a quem esta época já vimos realizar trabalho mais positivo, pois consideramos que estiveram demasiado permissivos no contacto físico, e em especial nos livres de 7 metros, que eram autêntica faltas do atacante, e onde os defesas eram nitidamente projectados para a área dos 6 metros.

A Classificação ficou assim ordenada: - 1.º FC Porto (48pontos), 2.º Sporting (46 Pontos), 3.º Benfica (42 pontos), 4.º Madeira SAD (34 Pontos), 5.º ABC (33 pontos, -3 jogo), 6.º AA Avanca (32 pontos), 7.º Águas Santas 31 pontos, -1 jogo), 8.º Boa Hora (28 Pontos), 9.º Belenenses (-1 jogo), Ismai, AC Fafe (26 pontos), 12.º Arsenal (24 pontos), 13.º SC Horta (22 pontos, -1 jogo), 14.º São Mamede (18 pontos). 

O Banhadas Andebol

24 comentários:

Anónimo disse...

Parabens ao Belenenses por mais uma vitoria desde que o Florencio (pai) entrou a equipa tem melhorado muito, pois nao sei como é que o Florencio (filho) continua ao serviço do clube depois de ter estragado a epoca a equipa

Anónimo disse...

TENHO DE PERGUNTAR QUEM SERÁ RESPONSABILIZADO PELAS ARTIMANHAS QUE, RESULTAM NA MORTE DO ANDEBOL? SERÁ NORMAL UMA EQUIPA PERDER POR DEZASSETE GOLOS DE DIFERENÇA, JOGANDO EM CASA? SE CALHAR OS PERDEDORES ESTARIAM MELHOR NA SEGUNDA DIVISÃO! REFIRO-ME AO JOGO FAFE-SPORTING. AGORA VAMOS VER NA TAL "TAÇA DE PORTUGAL-FINAL FOUR" OS RESULTADOS. ERA TEMPO DE FAZER-SE UMA COMPETIÇÃO QUE VALESSE A PENA, COM COMPETITIVIDADE A SÉRIO! LEIO MUITO AQUI NO BLOGUE IDEIAS SOBRE A TAÇA E, PENSO QUE ERA MELHOR UMA TAÇA EM CADA DIVISÃO. PARA UM PAÍS COMO O NOSSO SERIA O MELHOR. OU SERÁ QUE TODAS AS COMPETIÇÕES SÃO PROFISSIONAIS? QUE EU SAIBA MESMO AS EQUIPAS DE PRIMEIRA,NÃO SÃO TODAS PROFISSIONALIZADAS. É POSSÍVEL TAÇA COM PÚBLICO E TV NESTES MOLDES? SEJAMOS RACIONAIS!

Anónimo disse...

Não me devo enganar escolhendo o Porto para campeão nacional. A època ainda nem vai a meio e, mais tarde os jogos internacionais vão ter impacto. Haverá viagens que, se complicam devido a muitos factores. Haverá mais lesões. jogar duas veses por semana tem os seus custos. Benfica e Porto estarão digamos mais sobrecarregados pois, o Sporting está na Challenge. No entanto nota-se que, o Porto tem a equipa mais coesa e mecanizada. Se o Sporting mantiver a equipa deste ano, talvez apareça mas, julgo que nunca será agora ou a médio prazo. Há adeptos a pensar noutro treinador e numa ou outra mudança. Mas é a equipa com mais versatilidade e com mais base. Em situações de decisão é a que é mais fiável, sejamos adeptos de quem formos. Ontem com a vitória por cinco golos sobre um dos rivais, e em sua casa, deu-se um grande passo nesse sentido. Saude-se a nomeação de melhor dupla nacional para o jogo. Deveria ser sempre assim!

Anónimo disse...

Bom jogo o Benfica-Porto que pena foi não ter mais público. O andebol continua a não ser a mais amada das modalidades de pavilhão por aqueles lados. E vai continuar a ser depois de perderem ontem, embora haja os que digam que pode-se ir vencer o Porto em casa. O Porto foi quem melhor defendeu e nos momentos cruciais perde-se menos. Quintana vai longe. Admira-me ainda andar por Portugal! Houve remates precipitados do Benfica. Boa arbitragem pelos melhores apitos de Portugal. Fiquei com a ideia dum Benfica melhor mas não suficiente. Esta semana há ainda um Sporting-ABC. Lamentável que as televisões não queiram andebol. Triste!

Anónimo disse...

Mais uma vez o Porto vence um jogo na parte final, onde nunca perdeu. Aliás, esteve quase sempre no comando do marcador. O Porto tem mais peso e altura e uma mecânica melhor e mais variada. Era bom que se defenicem bem as regras quanto aos pivô. Creio que no lance em que, um jogador vai para a bancada, o aparato do choque porque em movimento, engana. Não entendi a saída de Hugo Figueira. Lesão? O Benfica luta e tem crer mas, falta algo nos momentos de decisão. Posto a posto ontem perdeu, com destaque na zona do pivô e nos guarda-redes. Rui esteve bem a coordenar o Porto. Moreira está em curva descendente, jogando a passo. Se no anterior campeonato se criticava Hugo Santos, julgo que o Porto terá de ir buscar alguém para a outra ponta brevemente. Os jogos nas taças Europeias vão agudizar os problemas de ambas equipas.

Anónimo disse...

O que dizem agora os curiosos que disparavam criticas ferozes ao Belenenses? Os jogadores são os mesmos, mudou foi o líder que agora é um treinador de andebol. Claro que não é bom tanto golo marcado só por dois atletas mas, o Belenenses não tem cacau para mais. O andebol ali deu o estoiro. Ganhar fora é motivante e o ISMAI não é uma equipa qualquer. Parece que ontem na Maia havia alguém a observar um jogador que, por acaso até marcou que se fartou. Acho possível com realismo andar-se no meio da tabela. È onde há mais luta e existem ISMAI, Avanca, Madeira And. e Àguas Santas. Lá em cima serão os quatro do costume. O perigo estava em se andar na cauda.

Anónimo disse...

A lesão de Terzic é clara na mudança de rumo do marcador novamente... Esperamos que não seja reincidência da mesma.

Anónimo disse...

Estas constantes críticas aos resultados desnivelados com que Porto e Sporting brindam regularmente os restantes adversários, como se a culpa fosse dos clubes que não investem em orçamentos de 2 milhões de euros ou que não recorrem a 10 estrangeiros não fazem grande sentido.

Se querem jogos do Porto e do Sporting equilibrados façam um campeonato com quatro equipas, a dez voltas, e mesmo com quatro equipas aconteceriam várias vezes resultados com diferenças superiores a 10/12 golos.

Quando um dia perceberem o enorme trabalho que clubes como o Fafe fazem na defesa da modalidade, pode ser que seja tarde e estejam a lamentar a ausência de clubes que apostam no andebol.

Curiosamente não vejo ninguém criticar os clubes eucaliptos, que secam tudo à sua volta, que têm 50 jogadores seniores sob contrato, que sugam todos os jovens promissores dos restantes clubes mesmo que seja apenas para emprestar a terceiros, que negoceiam cubanos como quem negoceia electrodomésticos, que decidem quem apoiar clubes com empréstimos de seis ou sete jogadores ou não, que contratam 10 estrangeiros dispensando todos os portugueses do plantel, sobre isso ninguém fala. A culpa é dos clubes que perdem por 17 com o Sporting ou com o Porto. Esses malandros.

Anónimo disse...

Inadmissível o que se está a passar na modalidade a todos os níveis.
Uma modalidade que já foi a segunda no país que tinha prestígio até além fronteiras.
Está uma lástima a ser gerida por gente medíocre.
Está na altura de se pensar na salvação ainda viável.

Anónimo disse...

Ou me engano ou o Benfica começou a perder o comboio. Ou me engano ou vai ser uma luta a dois no caso Sporting e Porto. E agora? Não adianta falarmos no excesso de estrangeiros. Desta forma só não se sabe onde ir abastecer. Se no mercado Cubano e ex-Jugoslavo se no ex-Jugoslavo Espanhol. Acho estranho no Sporting apostar-se em jogadores em fim de carreira como Carneiro e Pedroso que, para o que ganham não podem só fazer uns minutos em grande num jogo ou dois. Mais estranho aquele guarda-redes Cudic que, parece não estar cá. Então houve uma revolução, dão-se todos os meios (?) para serem campeões e, continua-se a apostar neste trio? Já agora que mudanças o Banhadas pode anunciar para Janeiro quanto a jogadores?

Anónimo disse...

Quem apostou num campeonato mais recheado, não o fez senão por sacanice. A desonestidade intelectual, para não empregar outro termo mais de acordo, leva a estas situações tristes. O Fafe e mais três clubes não têm argumentos para um campeonato que, se pretende cada vez mais sério e profissional. Com uma arbitragem que deixe andar, os jogos com equipas mais fortes ganham equilibrio. Escolha-se entre o andebol semi-profissional e o de diversão e manutenção de forma fisíca. Penso que profissional em Portugal nem pensar ou sonhar. O público não adere e as televisões muito menos.

Anónimo disse...

Um caso que dá que pensar foi a mafiosice de aumentar o campeonato. O jogo por baixo da mesa foi para safar o Fafe. O que acontecerá neste campeonatro não se sabe, a não ser que haja bruxos. Eu até já ouvi falar no bruxo de Fafe que, por acaso até não acerta uma! Quando o campeonato estiver próximo do fim, poderá acontecer o Fafe não estar abaixo da linha de água. E se estiver? Haverá outro alargamento? Limpem-se! Truques e mais truques com o apoio duma associação com muito poder... tanto que um clube seu não compra estrangeiros e até tem alguns novatos e, consegue ter um grande êxito em Portugal! O pior é na Europa... onde tiveram um desastre monumental! Enganem-me que eu gosto...
A L A- Porto

Anónimo disse...

Sporting e Porto os mais fortes? Porquê? O campeonato ainda nem começou a aquecer! Tenham calma que isto não ganha quem tem mais estrangeiros na equipa! Sábado jogaremos contra a tal super-equipa do Sporting e iremos a qualquer pavilhão onde o Sporting nos receber. Não estamos já vencidos. Depois do jogo se perdermos continuaremos a lutar, pela melhor classificação.

Anónimo disse...

Há que dizer a verdade nua e crua! No jogo Benfica-Porto o vencedor foi justo. O Porto foi mais equipa e melhor em todos os lugares. Só na ponta direita haverá disputa, dada a idade dum dos nossos jogadores. Houve uma lesão dum jogador encarnado? E não houve uma exclusão dum pivot nosso muito cedo? Se o Benfica está mais forte, não estamos mais fracos.

Anónimo disse...

incrivel como é nomeada a mesma dupla que furtou o jogo ao ismai na primeira volta....coincidências portanto

Anónimo disse...

Realmente o Florêncio pai é melhor que o filho. Também não é difícil. Só rezar para o Benfica em Janeiro não levar o Ribeiro.

Anónimo disse...

O mimados do Ismai quando perdem só sabem chorar. Ruisinho sem choramigar. Olha dá treinos aos teus atletas e não ponhas o Martinho. Senão eles ficam baralhados e não sabem quem é o treinador.

Anónimo disse...

Esta do ISMAI tem piada. Então lutam como leões com o Porto, no seu terreno e perdem em casa com quem anda na cauda da tabela? Lá vem a velha história de quem tem motivação para jogar contra grandes e depois morre, com os do seu campeonato. Ora aí está! Eis os jogadores que quando chegam a um grande, não lutam contra mais pequenos, entrando nos jogos de peito cheio. È isto que faz muita desgraça! M-E-N-T-A-L-I-D-A-D-E! Queixinhas para quê? Haja HUMILDADE!

Anónimo disse...

SE NÃO É INDISCRIÇÃO O QUE ANDAM A FAZER OS TRÊS IRMÃOS METRALHA, COMO SÃO AGORA CONHECIDOS, QUANTO A ANÁLISE DE JOGADORES PARA SELECÇÃO? NINGUÉM OS VÊ! DADO O VAZIO DE TEMPO ATÉ AOS PRÓXIMOS JOGOS, VÃO TER TEMPO SUFICIENTE. AGORA VEJAM SE PENSAM PELA CABEÇA E NÃO PELOS OUVIDOS... É QUE O ÚLTIMO TRABALHO FOI MISERÁVEL E SÓ ISSO DAVA PARA VOS DESPEDIREM! SIM, QUE A CULPA ATÉ NÃO É VOSSA, SOIS APENAS UMAS MARIONETAS, UNS FANTOCHES QUE ALGUÉM MANIPULA A BEL-PRAZER!

Anónimo disse...

Afinal quantos campeonatos há dentro deste ampliado campeonato? Se houvesse público para encher ao menos os pequenos pavilhões mas... nada! Quando se amplia um pobre campeonato que só tem assistências na sua parte final e, de bilhete vendido, só uns dois mil no máximo... estamos entregues a interesses corruptos! O Horta já mandou o treinador embora, vai indemnizar o mesmo? Tem dinheiro para o que vem? Ò sorte!

Anónimo disse...

Não há como conseguir esconder que o Porto é o grande favorito no andebol Tuga! O último jogo Benfica-Porto veio acentuar a evidencia. O jogo foi dominado totalmente pelo Porto, a não ser durante cinco minutos em que o Benfica esteve á frente por dois golos. Equipa melhor a defender e com os dois guarda-redes melhores, assim como a que mais varia no ataque. Não nos esqueçamos que o ano passado na fase normal, não houve derrotas ou sequer um empate mas depois, algo se passou e o ABC, com aquele estilo estranho de andebol ganhou o campeonato. Não seria estranho se na EHF CUP se chegasse longe. Ao contrário doutros que já encostaram logo na fase de apuramento. Ainda há os que se fizerem alguma coisa pelo andebol nacional, é porque o sorteio lhes deu equipas de curiosos ou turistas á Italiana. Assim até eu.

Anónimo disse...

Quem vem tentar fazer troça do Fafe e enaltecer o Sporting que pense bem. Depois dum lunático que chega a afirmar que o seu clube tem 63 milhões de lucro, está tudo dito. São uns ricalhaços! È pena que um clube de gente tão rica ande a jogar em tanto pavilhão diferente! Ao que chegou o Sporting mas, bem analisado temos de perdoar esta insanidade mental. Desde João Rocha o Sporting nunca mais teve um presidente sério, apaixonado e competente! Este joga o tudo por tudo e vai levando vida de rei. Quem dá uma entrevista e faz as tristes figuras que faz, só pode estar perturbado. Tenho na familia quem o aplaudisse e julgasse que, o grande clube de modalidades tivesse recuperado o orgulho ferido e bem ferido. È tanta mentira e má-criação, assim como irresponsabilidade e bandalhice que dá dó. È natal e oxalá o Sporting recupere a dignidade e deixe de ser troçado. Somos um clube pobre mas temos um pavilhão e não nos metemos em gincanas financeiras.

Anónimo disse...

Ser do Belenenses não é fácil. Clube pequeno e que na mesma cidade tem dois monstros do desporto nacional. Nada tenho contra nenhum deles. Mas custa e muito vermos jogadores ainda iniciados e juvenis andarem a ser aliciados por eles. Quando talvez devido á maior ou excessiva pressão não resultam, é ver os mesmos terem como primeira escolha um clube, que lhes é querido. È uma honra que tantos sócios de clubes até fora da grande Lisboa sejam nossos adeptos e até sócios. Numa sondagem á uns anos éramos o clube mais tolerado. Curioso que o mais odiado até se dá connosco. Porque será?
Para quem não sabe em Andebol já fomos algumas veses campeões nacionais e, já levamos umas taças! Bom natal a todos! E bom ano porque penso que não é em 2017 que, o mundo acabará.

Anónimo disse...

Andam de certeza a trabalhar..coisa que você não sabe o significado senão não andava sempre aqui a mostrar a dor de cotovelo que tem