gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Planeamento Desportivo – Época 2016/2017 – XXIV

ARBITRAGENS
TAÇA DE PORTUGAL

Informa a Federação de Andebol através do seu CO n.º 43 de 14-12-16, (Numa noticia com pouco destaque, na nossa opinião), que na sequência do CO nº 26 da época 2015/2016, mas difundido em 04-09-2015, ou seja a tempo e horas, as arbitragens da Taça de Portugal da corrente época desportiva 2016/2016 serão debitadas aos Clubes pelos seguintes valores, por jogo e por equipa:

Valores exatamente iguais aos anteriores felizmente.

PO20 – A partir dos 1/16 Final – 190 € por equipa
PO23 – A partir dos 1/8 Final – 140 € por equipa

Informando que: No sentido de apoiar as equipas dos escalões inferiores, mantinham a isenção para as 2 primeiras eliminatórias da PO20, e para a primeira eliminatória da PO23.

Estranha.se no entanto a oportunidade do CO, quando já se encontram disputadas várias eliminatórias, e inclusive numa das provas já se realizou o sorteio dos 1/4 Final, quando em 03-12-16, se realizou uma AG para discussão e aprovação do Planeamento e Orçamento para a época 2016 / 2017, e estas decisões já vão ter influência nessa mesma época. Não esclarecendo se as verbas a liquidar conforme diz a partir são inclusive ou não.

Assim como temos fortes duvidas do termo usado escalões inferiores, pois não temos conhecimento de equipas de juniores ou outros escalões a participar na prova, será que não quereriam dizer de divisões inferiores?

O Analista

6 comentários:

Anónimo disse...

EHEHEHE, lembram-se agora a meio que precisam de dinheiro e como tal toca a pedir! As equipas deviam era todas recusarem-se a participar. Receberam apoios do estado para árbitros tudo e mais alguma coisa e gastaram o dinheiro e agora os clubes é que tem que tapar os buracos.
Qualquer dia mais vale os clubes juntarem-se e organizarem eles os campeonatos. Apura-se o campeão e pronto, não precisa de ser competição oficial pois não vamos longe no estrangeiro. Jogávamos só cá em Portugal e pronto!

Anónimo disse...

Mais uma bela atitude da federação a meio da prova, vai linda a marcha da ajuda, é servida com todos

Anónimo disse...

Verbas para aconchegar as contas bancárias dos 'profissionais' residentes na Calçada existem. Tal como as verbas para pagar 100 euros por mês ao ex presidente Ulisses Pereira. Tal como as verbas para liquidar as duas viaturas quase topo de gama que foram adquiridas no reinado de Ulisses.
É curioso que alguns dos agentes da arbitragem tenham as contas em dia e a maioria ter largos meses em atraso.
Pedir agora dinheiro aos clubes é simplesmente ridículo. Já pediram às Associações que estão devedoras para com a Federação há muito tempo?

Anónimo disse...

Porque não se paga a quem se deve, e depois aparecem com isto., será que os vencimentos ou aquilo que lhe quiserem chamar aos elementos

Anónimo disse...

Não são 100 euros mas sim 1000 euros que Ulisses Pereira recebe.
Peço desculpa pelo lapso.

Anónimo disse...

TODOS SABEM QUE ALGUNS DOS PROFISSIONAIS DA AJUDA, NÃO PRECISAM DE VENCIMENTO POIS, HÁ OUTRAS FORMAS DE LEVAR MAIS AO FIM DO MÊS. QUE TAL NAS SELECÇÕES MENOS GENTE NAS VIAGENS? NÃO SERÁ QUE COM ESTA EXPOSIÇÃO SE ESTÁ A CHAMAR A ATENÇÃO E OS "COMPRADORES DE ÁRBITROS" E "ANGARIADORES" FICAM MAIS Á VONTADE? CERTO É QUE APESAR DE ESPREMIDOS NENHUM LARGA A ARBITRAGEM! QUE CAUSA! QUE DEDICAÇÃO!