gal vence

Euro Sub-19 Feminino, Portugal derrotada pela Dinamarca 32/16 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Última Hora – Andebol de Luto

ANDEBOL DE LUTO
FALECEU MANUEL MANITA 

Antes de tudo o que pode ser dito temos de pedir desculpa aos verdadeiros adeptos da modalidade, por só agora dar-mos a fatídica notícia que ensombra a modalidade, a todos as nossas veementes desculpas.

Tal a como portal da federação noticiou, faleceu na madrugada de quarta-feira Manuel Xavier Manita com 82 anos de idade, um dos poucos homens que conhecemos que serviu a modalidade com amor e carinho durante décadas, sem nada pedir em troca, tornando-se numa raridade na presente realidade.

Assim é com profunda tristeza e magoa que nos associamos á dor de todos os verdadeiros adeptos da modalidade, assim como á sua família. Não vamos aqui fazer uma descrição do seu vasto curriculum na modalidade, mas apenas realçar o seu valor como devoção á mesma, e a sua condicção de grande humanidade que sempre demonstrou, e a quem dizemos pura e simplesmente, esteja onde estiver o nosso sentido agradecimento.

Felizmente Manuel Xavier Manita, foi a figura homenageada na sua IV Gala da Modalidade, a organização de decorreu numa das Salas de Visitas da Cidade de Viseu o Teatro Viriato. Tendo nós na altura dito e hoje voltamos a repetir “… a Gala do Andebol é, ainda, o momento em que se reconhece e se presta homenagem a quem de alguma forma, têm ou teve um papel preponderante e de relevo na nossa modalidade. Finalmente Manuel Manita ao receber o chamado prémio Homenagem, que tardou, mas finalmente foi reconhecido o seu trabalho na modalidade, foi para nós o ponto alto da Gala.

Obrigado Manita.

Felizmente que a Federação decretou merecidamente um minutos de silêncio a ser cumprido no dia 8-12-16, em todas as competições Nacionais e Associativas, conforme CO n.º 72 de 07-12-16.

O Historiador

4 comentários:

Anónimo disse...

comungo todo o texto obrigado Manita, descansa em paz

Anónimo disse...

Foto pouco representativa do que foi Manuel Manita!
abraço eterno

Anónimo disse...

Manuel Manita fica para sempre ligado à história do andebol, desde logo o vitoriano mas também o nacional.
Uma pessoa impoluta que jamais se serviu da modalidade e sempre recusou, mesmo tendo motivos para tal, colocar-se em bicos de pés.
Tive o privilégio de conhecer o Manel, de apreciar de perto o seu trabalho, de aprender o que é a humildade.
É com enorme pesar que vejo partir tão grande ser humano.
Que descanse em paz!

Anónimo disse...

Nunca fui treinado por ele mas, nunca ouvi queixinhas próprias de quem não joga. Tinha uma maneira de ser única. O que fez diz bem do conhecimento. Ano mau para o andebol nacional com os falecimentos de Nuno Trancoso e Manita. Homens que viveram para a modalidade! Hoje é muito dificil arranjar desta estirpe de Homens. O andebol está entregue a canalhada sem vergonha e que, ainda se faz de muito grande. Raramente tomam decisões em prol da modalidade ou nunca! Vivem na penumbra e na conspiração e quando aprecem defender uma causa, normalmente estão a defender o amigo, a associação ou o clube e, até ás vezes os interesses pessoais...