gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 20 de dezembro de 2014

PO22 Super Taça Masculina - Época 2013/2014 - I

FC PORTO VENCEDOR DA SUPER TAÇAMASCULINA
 
Esta época a Super Taça Seniores Masculinos, não deu início ao calendário oficial da época, o que se lamenta. De destacar que depois de alguma polémica sobre o local de realização da mesma numa tentativa de infelizmente estar fora do nosso alcance os objetivos pretendidos. O jogo disputou-se com excelente clima num pavilhão completamente esgotado, e com grandes momentos de andebol.
 
Prova deixou de ter o atrativo de apurar para uma Competição Europeia. Mas dever-se-á louvar a existência de estatísticas neste encontro, que poderia ter sido acompanhada através do Match Center da Federação, mas que infelizmente nunca foi anunciado por aquele organismo. 
 
PO22 - Super Taça Seniores Masculinos – Maia 2014 
 
A prova que foi disputada Pavilhão do Águas Santas, e teve transmissão na Bola TV e na Andebol TV.
 
FC Porto 29 – 28 Sporting

Com um pavilhão esgotado, disputou-se com uma final da Super Taça, num jogo de grande equilíbrio, durante 60 minutos, onde o número de igualdades (19), registadas, foram várias, e com a equipa do Sporting a falhar um livre de 7 metros que lhe daria o prolongamento e que foi assinalado a 2 segundos do fim do jogo (não se compreende a mudança de marcador neste momento do jogo, ao entregar a marcação do livre ao jovem Rui Silva), uma referência que o Sporting não converteu 3 livres de 7 metros. O equilíbrio verificado foi de tal ordem que a maior vantagem que uma equipa possuiu durante o encontro foi de 3 golos, com a curiosidade deste número ser sempre a favor da equipa lisboeta, a maior vantagem da equipa portista foi de 2 golos. Se por ventura o encontro fosse para prolongamento o FC Porto iniciaria o mesmo com apenas 3 jogadores de campo, e sem o seu treinador principal no banco, pois tinha sido desqualificado, por entrada dentro de campo com o jogo a decorrer segundo nos apercebemos e como o banco dos nortenhos já tinha sido sancionado com a advertência e 2 minutos, não existia outra sanção a aplicar. O Sporting iniciou o encontro com Ricardo Correia na baliza, mas foi substituído por Ricardo Candeias, cerca dos 18 minutos de jogo, quando o resultado estava numa igualdade a 8 golos, quando os lisboetas venciam por 2 golos de vantagem ao 27 minutos, foi determinante a entrada do jovem Miguel Martins, que concretizou dois golos que lavaram a que o jogo ao intervalo estivesse numa igualdade a 12 golos. Dizer que este jovem foi determinante na vitória da sua equipa pois imprimiu uma dinâmica muito forte no encontro, e foi através uma sua ação que o FC Porto passa para frente do resultado aos 58 minutos na altura 28-27. Foi um encontro onde as defesas se sobrepuseram muitas vezes aos ataques adversários, e onde as principais figuras do encontro, apenas surgiram no segundo tempo Gilberto Duarte (5 golos) pelo FC Porto, em especial na sua ligação com Alexis Borges (3 golos) nos 6 metros, apesar do seu melhor marcador ter sido Ricardo Moreira com 8 golos (4 de 7 metros), não esquecendo a atuação de Alfredo Quintana durante os 60 minutos na balizado dos portista bem como Ricardo Candeias na Baliza do Sporting, e Fábio Magalhães (4 golos) pelo Sporting, nesta equipa de salientar apesar do livre de 7 metros falhado e já referido o jovem Rui Silva (4 golos), que foi apesar de tudo um dos mais esclarecidos jogadores da sua equipa, embora os melhores marcadores da equipa tenham sido Pedro Portela, Pedro Solha e Pedro Spínola com 5 golos. De salientar as declarações produzidas pelos responsáveis técnicos do FC Porto e do Sporting, que terminaram o encontro, que reproduzem um extraordinário Fair Play, com os quais nos congratulamos. Embora discordando desta nomeação, pois a experiência era fator determinante, o encontro foi dirigido pela jovem dupla EHF de Braga constituída por Daniel Freitas Cesar Carvalho, que tiveram um jogo de elevado grau de dificuldade para dirigir, mas que se saíram a contento de toda a gente, pois embora discordando do critério disciplinar, apenas por pensarmos que por vezes foi exagerado, teve no entanto a virtude de ser coerente e sem “medo”, na nossa opinião as suas maiores falhas (algumas houve) foram em especial na falta do atacante e na chamada lei da vantagem, mas isto não significa uma acuação negativa, bem pelo contrário
 
O Noticias

14 comentários:

Anónimo disse...

é pá e o conselho diretio agora não faz nenhum comunicado, agora é que era giro.

Anónimo disse...

Ganhou o Porto podia ganhar o Sporting os árbitros estiveram bem agora o Cubano Alexis e uma vergonha como homem e como profissional o que fez e ainda se vangloria no fim do jogo Sou Portista mas detesto este tipo de jogadores que são um péssimo exemplo para os nossos jovens

Anónimo disse...

VERGONHA, TUDO FIZERAM PARA TIRAR ESTE TITULO AO PORTO. MANUEL CONCEIÇÂO com o cartão verde na mão bem levantada e o treinador entra no campo e é penalizado (ver imagem da transmissão)

Anónimo disse...

qem se lembrou de fazer o jogo naquele pavilhão não tem ideia do que é um fcporto-sporting seja no andebol ou no berlinde. não se deu uma tragédia naqueles segundos finais porque não calhou!

Anónimo disse...

Quem viu o jogo não tão cedo esquecerá pela competitividade e equilíbrio do resultado. Tanto uma como a outra equipa merecia a taça. Ganhou o FCP, por sorte ou não, mas com forte dinâmica de vitórias e um plantel mais equilibrado.

Das poucas coisas estranhas foi o episódio a poucos segundos do fim, com o protagonista treinador do Porto.

O SLB continua a ver a dinâmica das vitórias ao longe desde o saudoso Donner, por uns reconhecido, por outros incompreendido, coisas típicas de Portugal. O Carlos Cruz vai salvar o quê ?

Anónimo disse...

bom texto curto e incisivo sobre o que na realidade se passou pena mais uma vez o ternador do porto não ter a necessáia compostura, pois deveria dar o exemplo, estranho foi o não ver o magalhães no banco.

Anónimo disse...

Grande e emotivo jogo onde a vitoria foi para quem teve mais sorte,muito bem no plano tactico e na orientação do grupo o treinador do Sporting Frederico Santos muito calmo onde sobressai o estudo da ultima jogada do desafio,quanto ao treinador do FC Porto mais do mesmo, excelente treinador ,embora indisciplinado a roçar a falta de educação tal o clima que imprime ás contestaçoes á equipe de arbitragem,na minha opiniao tudo encenado e premeditado tipo "vamos por a casa a arder ".
O Sporting continua com azar e nos momentos cruciais os seus jogadores ficam ansiosos e nao lidam bem com a pressao e é evidente a falta de Banco ao contrario do Porto que tem varias soluçoes de resto a unica nota negativa para o jogador Alexis Borges que podia ter lesionado gravemente Pedro Portela quando entrou a MATAR mas talvez tivesse ordens para isso mesmo a bola nao poderia chegar a baliza fosse lá como fosse.Os arbitros estiveram muito bem mas tambem ja esperava isso de uma das duas melhores duplas portuguesas nao se atemorizando nem com o nome das equipas nem com o ambiente escaldante .
Jogadores como este Cubano nao interessam ao nosso Campeonato é um jogador de qualidade mediana eusa e abusa da violencia muito mau para os imensos jovens que estavam maravilhados com o jogo.
Antonio Santos

Anónimo disse...

Vejam a sinalética do delegado e talvez entendao...... o alexis nao queria que o Sporting empatasse .... e uma acção normal... anormal e a reacção de alguns atletas

Anónimo disse...

Considero que qualquer castigo inferior a 10 jogos ao pivot Alexis Borges um autêntico insulto ao andebol. Isto que esse atleta fez tem de ser eliminado do andebol. Na minha opinião, este atleta nem pisava mais um pavilhão português!

Anónimo disse...

A administração do blog como deu divulgação do comunicado do Sporting ( com link ) deveria fazer o mesmo para o comunicado do Aguas Santas .
As pessoas que gostam de andebol agradecem mais um grande espetáculo apesar da presença dos fanáticos futeboleiros , grande jornada de divulgação da modalidade .

Anónimo disse...

O Sporting no seu melhor...queixas...queixas e mais queixas. Senão fosse a arbitragem levavam 10 de diferença. Alexis cometeu falta anti desportiva ao passar pela área e projectar o tronco sobre o Portela. Muito bem a desqualificação.Nada mais do que isso,não montem filmes. Agora a reação de alguns jogadores do Sporting???? E ficaram lá dentro e se houvesse prolongamento? jogariam . Só por cá. Quando se entrega o cartão aos OM o jogo deve ser parado imediatamente. Certo? então porque se vê o delegado Manuel Conceição em pé com o cartão bem levantado e o treinador é punido por entrar em campo. É de loucos. Em Portugal os que têm qualidade são perseguidos,como foram Donner,como foi aquele pivot do Porto a brilhar no estrangeiro,etc,por isso estamos onde estamos com treinadores das seleções fraquinhos, fraquinhos...

Anónimo disse...

Quem condena a acção do alexis e de alguem que nunca esteve dentro de campo.....
passao se coisas bastamte mais graves e que nao sao criticadas por ninguém

Anónimo disse...

Para mim o melhor resultado até era a derrota dos 2 mas e impressionante o acto de violência do pivot do Porto que queiram branquear até entendo mas que e um péssimo exemplo isso e ,e pergunto se acontecesse algo grave ao lagarto !!! Como seria

Anónimo disse...

Prova-se que o Sporting aguenta-se quando disputa troféus destes mas, num campeonato a equipa torna-se curta, para já nem falar em Europa onde já foi á vida! Porque será? Tudo mal planeado ao contrário do Porto que, tem basicamente duas equipas! Depois há a aberrante falta de senso do treinador dos leões que, no jogo anterior não descansou as estrelas, sobretudo os pontas donde vem a maioria dos golos! O Sporting quando no final dos jogos parece acusar o sobresforço e são as estrelas a errar! Lógico! Vide jogo com o ISMAI-Maia. Algo que é difícil de encaixar é vêr Benfica e Porto usarem e diria no caso do segundo abusarem dos aspirantes a jogador. Se o Sporting foi três ou quatro vezes campeão de juniores, como pode haver tanta juventude inactiva no banco ao contrário dos outros? Um dia ao entrarem não entram no ritmo de jogo e se calhar ansiosos falham. O pivot Diogo que tão bem andava podia sêr mais usado.