gal vence

Fim de Semana com as Super Taças - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 28 de março de 2015

PO20 - Taça de Portugal Seniores Masculinos 2014 / 2015 – XIII - Final Four

Iniciou-se a disputa da Final Four da Taça de Portugal (1/2 Finais), na Cidade de Loulé (CIDADE EUROPEIA DO DESPORTO 2015). Lamenta-se que esta época, ao contrário do que foi feito na época passada o sítio da Federação, não tenha disponibilizado as estatísticas dos jogos. 
 
PO20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
Resultados - 1/2 Final
ABC 33 – 30 Sporting
Benfica 27 – 28 FC Porto
Final
Dia 29-03-15
ABC – FC Porto (17H00) Andebol TV e Bola TV
 
A primeira 1/2 Final, disputada pelo Sporting / ABC, precisamente os finalistas da época anterior, foi um jogo onde uma das equipas fez uma total gestão do seu plantel, jogando como equipa, o ABC, enquanto a outra o Sporting, apresentou-se com um grau de ansiedade elevado e que normalmente é prejudicial a qualquer equipa, o seu plantel, não lhe permite uma gestão tão assertiva, e foi derrotado por uma equipa que fez um excelente jogo, tanto defensivamente como em contra ataque e ataque planeado. Foi um encontro onde o ABC estabeleceu uma excelente ligação entre a 1.ª linha e a 2.ª linha, comandando praticamente o marcado durante os 60 minutos, sendo exceções apenas as situações de igualdade no marcado, como a registada aos 14 golos, o Sporting, nunca este na frente do marcador, tendo as diferenças, favoráveis ao ABC variado normalmente entre os 2 / 3 golos, chegando no entanto aos 5 golos de vantagem, quando estavam decorridos cerca de 51 minutos (29-24) e novamente aos 55 minutos (31-26). O Sporting, teve João Antunes com desqualificação aos 33 minutos de jogo por acumulação de exclusões, e teve precipitado no ataque planeado, ao contrário do ABC. No ABC conforme já dissemos, não se registaram grandes diferenças nos marcadores, com 12 atletas a marcar (Puro indicativo da gestão do plantel), com David Tavares a ser o seu melhor marcador com 6 golos, seguido de João Paulo Pinto com 5 golos, mas seria injusto não referir Humberto Gomes na baliza e Pedro Seabra Marque que estiveram muito bem. No Sporting, Ricardo Candeias, apenas deu um ar da sua “graça” no início do segundo tempo, enquanto o cubano Frankis Carol (6 golos), foi na nossa opinião o melhor jogador da equipa (por momentos, a equipa parece que desaparece), enquanto Pedro Portela com 8 golos foi o melhor e mais produtivo jogador da equipa, Fábio Magalhães, esteve como de costume perdulário e Pedro Spínola, não se encontra na sua forma ideal, o mesmo se aplica a Pedro Solha, que têm estado limitado. Excelente jogo de Andebol, pela dinâmica introduzida, e foi a pena a desqualificação a Fábio Vidrago que deu origem a que existisse relatório disciplinar. Jogo disputado com uma boa moldura humana. Jogo dirigido pela dupla lisboeta Tiago Monteiro / António Trinca, que não tiveram um jogo fácil de dirigir, mas falharam em especial na Lei da Vantagem, e permitiram que existissem golos em plena violação da área de baliza
 
A outra meia-final foi um autêntico clássico do andebol português, um Benfica / FC Porto, que terminou com o FC Porto a vencer pela diferença mínima, com o golo da vitória a ser obtido no último segundo do tempo regulamentar por Gilberto Duarte (6 golos) com um remate dos 11 metros, que bateu Vicente Alamo. Foi um encontro com poucas alternâncias, pois existiu equilíbrio até cerca dos 20 minutos (igualdade a 10 golos), depois o FC Porto passou para a frente do marcador, posição que manteve até cerca dos 44 minutos, tendo o intervalo chegado com a vantagem da equipa portista por 3 golos (16-13), aos 44 minutos o Benfica iguala o marcador novamente a 22 golos, depois de ter estado em desvantagem por 5 golos (maior desvantagem que qualquer das equipas teve durante o encontro), cerca dos 35 minutos. Os 15 minutos finais foram jogados com total equilíbrio, no marcador e no jogo de ambas as equipas, com o FC Porto a tentar a maioria das soluções pelo centro da defesa encarnada e a cair por diversas vezes em jogo passivo. Por sua vez o Benfica executava ataques, demasiado curtos. Finalmente, teremos de dizer que foi um excelente jogo de andebol, onde emergiram diversas figuras, como Hugo Laurentino na baliza do FC Porto, onde esteve ao seu melhor nível, João Ferraz que finalmente produziu um jogo com o nível a que nos habitou sendo com os seus 6 golos a par de Gilberto Duarte o melhor marcador da sua equipa, uma referencia para o ponta Hugo Santos que com uma boa prestação andebolística, obteve 5 golos, alguns de belo efeito. No Benfica, tivemos um Hugo Figueira muito bem, e António Areias (7 golos), teve uma eficácia total nos 7 metros e esteve muito bem durante todo o jogo, sendo o melhor marcador da sua equipa e do jogo, Carlos Carneiro está de volta, e com os seus 6 golos esteve muito bem, Elledy Semedo (4 golos), alternou os bons momentos, com a total precipitação no remate. O Time-OUT do FCP a 14 segundos do fim do jogo foi o momento decisivo para a equipa vencer o jogo, perante a passividade defensiva da equipa encarnada. Dirigiu o encontro a dupla bracarense composta por Alberto Alves e Jorge Fernandes, que produziram trabalho de boa qualidade e tiveram 60 minutos de grande equilíbrio, tal como o tinham feito na época passada onde estiveram na meia final entre o ABC e o Sporting
 
Com este apuramento o FC Porto, é um forte candidato á chamada “dobradinha”.
 
O Noticias

15 comentários:

Anónimo disse...

Excelentes jogos, com muito equilibrio.

O ABC sempre por cima. Teve mais eficácia.

No FCP SLB, a vitória ficaria bem a qualquer uma das equipas. O Benfica acaba por perder nos últimos segundos.

Constata-se o mérito do treinador do SLB. Aparenta bastante investimento, mas que não faz a diferença.Talvez outras reflexões de fundo com outra visão e estratega técnico. O professor Carlos Cruz ?

Anónimo disse...

Apaoma em grande tinha que ser o presidente e vice e os seus apendices a estrear os equipamentos , estao la nao por merito mas por obrigaçao

Jorge Almeida disse...

Jogos dos adversários europeus das equipas portuguesas na próxima semana:

a) Os romenos do HC Odorhei, adversários do SL Benfica, recebem na próxima 4ª feira 1-4-2015 o HCM Minaur Baia Mare (não confundir com a bem mais cotada equipa feminina do mesmo clube), em jogo que está previsto começar às 15:45 de Portugal Continental e Madeira. Jogo a contar para a Liga Romena.

b) Segundo a página da federação norueguesa e a página do próprio clube na net, o próximo jogo dos noruegueses do Stord é precisamente contra o ABC, pelo que me parece que devem ser espetadores especialmente atentos da Final da Taça de Portugal ...

Anónimo disse...

O Sr. Luis Filipe Vieira espera triunfos das Modalidades.

O andebol benfiquista tem condições para tal e para se projectar mais além.

Mas das primeiras decisões a tomar é saber se se pretende mais dos mesmos protagonistas , principalmente na liderança técnica e dirigente ou procurar alguém fora do sistema nacional, fora do básico e secundário, dos workshops, universidades e tertúlias.

Pela Grandeza do clube, exige-se grandes objectivos e resultados porque no fim da época o pouco poderá ser para alguém motivo de contentamentos.

Que o problema não seja o mexilhão.

jgo disse...

Dois bons jogos apesar de só o segundo ter sido imprevisível quanto ao marcador pois desde o início do ABC-SPORTING se percebeu que a única dúvida seria por quantos ganharia o ABC.

De resto um pequeno contra no que toca às arbitragens que é algo que tem de ser revisto. Em ambos os jogos houve momentos em que alguma das equipas passou quase 2 minutos com bola sem rematar à baliza e sem que fosse marcado passivo..

Quem vê os jogos internacionais percebe que o tempo dado para marcação de jogo passivo é muito menor o que leva a que os jogadores tenham de executar muito mais depressa e evoluam.

Infelizmente em Portugal essa regra é pouco aplicada e isso faz-se notar especialmente nos jogos da seleção, onde os adversários têm muito mais facilidade de chegar à nossa baliza do que os nossos atletas..

Anónimo disse...

Final Four masculina
Bons jogos, vencedores justificaram em campo,embora o Benfica-Porto deveria ir a prolongamento, mas o Gilberto não deixou!
Boas arbitragens nos 2 jogos e não influenciaram o resultado, sempre de enaltecer, foram convidado e justificaram o convite!.
Excelente pavilhão para a pratica do andebol, mas pouco publico!
Boas finais!

Anónimo disse...

Tiraram o Fábio Vidrago da final ou foi ele que se tirou? Diz-se que o Porto o quererá lá...

Anónimo disse...

Gostei do jogo SLBenfica-FCPorto e a melhor equipa, recorde-se que, era um jogo a eliminar, foi a de arbitragem. Parabéns a ambos os clubes pelo espectaculo, competitivo de principio a fim. Pena continuarem a haver seres humanoides que, vão a pavilhões para estarem de costas para o jogo, proferindo imprompérios ao adversário tornado inimigo! Triste actuação do treinador do clube ganhador, quando virou costas a quem dirigia o jogo. Começa a ser recorrente este anormal que, tem uma equipa de luxo para dirigir. Não haverá um Português capaz de o substituir?
O jogo ABC-Sporting foi mal dirigido e, fica mal aparecerem todos os árbitros com meias da APAOMA! Péssimo e vergonhoso! A agravar tudo um dos árbitros ser o dirigente máximo dessa organização, sem sede, regras etc... etc...

Anónimo disse...

Eis a vergonha das vergonhas desta taça de Portugal: O Sporting C. P.!
- Não tem direção nem rumo. Qualquer duo de apito na boca os goza e prejudica! Eles aceitam e resignam-se!
- Não tem presente nem futuro. Os jogadores mais idosos, andam por andar e jogam de gravata ou lacinho! Os mais novos diz-se que um vai para o Belenenses, outro ou outros para o fcp e, um terceiro grupo deviam estar num lar de quarta idade (Spínola, Bosko, Correia e Fábio).
- Não tem treinador pois, ele em momentos de decisão falha sempre.
QUE EQUIPA É ESTA QUE SENDO DE LONGE A MAIS APOIADA NUM PAVILHÃO, NEM SEQUER VEM JUNTO DAS SUAS CLAQUES NO FINAL DUM JOGO?
Ass. Idoso de 67 anos ex-praticante a quem faz confusão certas pessoas, vestirem a camisola com simbolo dum LEÃO.

Anónimo disse...

"O poder modifica e pode corromper os homens"
Sempre que o famigerado Trinca e seu acompanhante de viagens pagas pela federação, o sr. Monteiro apitam o Sporting passa mal e "enerva-se"...
Era capaz de apostar a minha vida que, nesta taça, caso esta dupla apitasse um benfica-porto, eles enganar-se-iam mais vezes contra o benfica, mesmo sendo benfiquistas...
O poder...
È simples... para os que, estão um pouco á frente e logo captam os sinais...
Abençoado porto onde jogadores de todas as idades resultam... Onde todos querem jogar para poder ganhar... Onde qualquer treinador resulta...
O poder...
Qualquer dirigente actua no mesmo estilo! E resulta...
Amigos, isto é o poder...
Quem pode manda! Nunca se esqueçam...

Anónimo disse...

Aos últimos comentários:

O Sporting poderia ter feito melhor, mas da época do Benfica também se esperava mais. Procuram uma bóia, para salvarem alguma coisa.

Quanto ao treinador do Porto, uns gostam outros não, por atitudes menos adequadas, que o Magalhães tenta conter. Contudo já demonstrou que é um treinador campeão, que sabe de Andebol, menos literário e mais experiente, de difícil substituição, pelo deserto que rodeia a modalidade.

Anónimo disse...

Descobriram a pólvora. O segredo esteve bem guardado e Vidrago meteu baixa para agradar ao futuro patrão. Podia sair do A.B.C. de maneira mais honrada!

Anónimo disse...

Sporting foi uma vergonha treinador ja devia era ter saido 4 pivots convocados isto e so mesmo para rir

jgo disse...

Para os que falaram do Vidrago (que estava mais triste do que ninguém por não jogar) só tenho 2 nomes: Diogo Branquinho, Tomás Albuquerque (mesmo sendo central fez grande jogo a ponta).

Em Braga o trabalho da formação é tão bem feito que qualquer jogador se torna craque..

Anónimo disse...

É incrivel como o Miguel Martins lhe têm dado alguma oportunidade e diz que o seu sonho é ir para o benfica . No minimo fica-lhe mal . Alguém que o ponha na ordem .