gal vence

Liga dos Campeões Europeus Sporting Perde por 33-29 - EHF CUP FC Porto Vence vence Eliminatória, Benfica perde por 26-21, e é eliminado - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 22 de março de 2015

Torneio Internacional Feminino – Leiria 2015 - II

II TORNEIO INTERNACIONAL SENIORES FEMININOS
NORUEGA VENCE TORNEIO DE LEIRIA
Terminou o II Torneio Internacional de Leiria em Seniores Femininos, que se disputou de 20 a 22 de Março de 2015
Em principio não era questionável a qualidade das equipas presentes, mas o na realidade se veio a verificar, é um pouco enganador, pois a Noruega como é compreensível e tal como já se tinha verificado na edição anterior, apresentou a sua equipa “B” ou “C”, nem se sabe bem, enquanto as outras equipas presentes, pertencem a escalões nitidamente inferiores, embora seja de salientar a evolução registada em especial pela equipa de Itália.
 
A Equipa Nacional, fez o que lhe era pedido e no seu primeiro jogo venceu e bem uma equipa nitidamente inferior, no entanto a desconcentração da nossa equipa levou que as Finlandesas, estivessem na frente do marcador até aos 11 minutos de jogo (6-5), e chegassem ao intervalo a vencer com grande surpresa por 16-13. No segundo tempo uam nítida tomada de consciência da equipa portuguesa de que não poderia conceder tantos facilitismos, levou a seleção nacional a ultrapassar a Finlândia no marcador e a terminar como vencedora por uma folgada margem. Neste encontro, Renata Tavares com 10 golos foi a melhor marcadora da equipa. No segundo encontro do torneio, Portugal defrontou a Itália, que demonstrou a sua evolução, tendo Portugal alcançado uma vitória com extrema dificuldade. Foi um encontro disputado sempre com grande equilíbrio e mais uma vez, a seleção portuguesa terminou os 30 minutos iniciais atrás do marcador, desta vez por 11-9. E quase em fotocópia do primeiro jogo só no segundo período de jogo Portugal conseguiu dar um “ar da sua graça”, com um parcial de 10-0, colocando Portugal a vencer por 19-11 aos 45 minutos de jogo. Com Portugal posteriormente a entrar mais uma vez em ritmo de cruzeiro, a permitir uma aproximação no marcador frutou da sua entrega ao jogo da equipa italiana. Maria Pereira com 6 golos foi desta vez a nossa melhor marcadora, com Isabel Góis na Baliza a ter mais uma vez, uma prestação que foi determinante para a vitória da nossa seleção. Tal como se previa, Portugal no último jogo deste torneio onde defronta a equipa que a Noruega fez deslocar a Portugal, e será aí que se decidirá o vencedor do Torneio. Foi um jogo com um início fulgurante da Noruega, que cerca dos 7 minutos já vencia por 4-1, para Portugal reequilibrar o jogo e passar para a frente do marcador aos 13 minutos (6-5) mantendo-se uma toada de equilíbrio até aos 25 minutos (igualdade a 10 golos), para a equipa noruega fazer valer os seus maiores argumentos técnicos e físicos e terminar o primeiro tempo na frente do marcador por 15-12. No segundo tempo Portugal foi mantendo o diferencial negativo de 3 a 4 golos, até cerca dos 45 minutos, para a noruega adquirir pela primeira vez 5 golos de vantagem (22-17) estavam decorridos cerca dos 48 minutos, chegando á vantagem de 7 golos aos 55 minutos (26-19) e aos 58 minutos (28-21). Portugal não foi eficaz no sistema atacante com muitas bolas perdidas e ataques que se revelaram completamente inócuos, enquanto na defesa foi por vezes confusa, apesar da diferença de envergadura ser notória e provocar grandes dificuldades á nossa seleção. De destacar a excelente prestação de Isabel Góis na Baliza, que mais era difícil de fazer e de Soraia Lopes (3 golos) (na nossa opinião). Na equipa da Noruega a guarda-redes Emely Sando com um extraordinário nível, assim como a ponta direita Hege Loken (8 golos) e melhor marcadora da equipa, assim como a 1.ª linha Linn Gosse. Não podemos terminar sem referir que considerámos inconcebível, que numa seleção existam sanções disciplinares por substituições mal feitas, e Portugal foi vítima de tal facto.
Tal como na edição anterior, poderemos efetuar um saldo bastante positivo deste torneio, pois a sua organização tudo fez para que o mesmo andasse sobre rodas, sendo um dos fatores mais positivos as transmissões pela Andebol TV.  
 
Dirigiram estes encontros Eurico Nicolau / Ivan Caçador, Francis Remígio / Ricardo Caçador, e Tiago Monteiro / António / Trinca. Mais uma vez a falta de informação foi a característica destas nomeações por parte do CA
 
Resultados

1.ª Jornada – Pavilhão da Juventude Lis
Noruega 21 – 20 Itália
Portugal 33 – 24 Finlândia  
2.ª Jornada – Pavilhão Pousos
Noruega 38 – 15 Finlândia
Portugal 23 – 20 Itália
3.ª Jornada – Pavilhão Souto Carpalhosa
Itália 23 – 17 Finlândia
Portugal 23 – 28 Noruega
 
Classificação Final: - 1º Noruega, 2.º Portugal, 3.º Itália e 4.º Finlândia.  
 
O Noticias

9 comentários:

Anónimo disse...

foi tudo no feminino, não há mais nada

Anónimo disse...

O ANDEBOL FEMININO TEM PERNAS PARA ANDAR INTERNA E EXTERNAMENTE, É PRECISO REPENSAR ESTE SECTÔR DE EXCELENCIA DE PRATICANTES E VONTADE DE SEREM ATLETAS DE CARREIRA INTERNACIONAL!
Por favor dirigentes federativos e associativos subam de patamar de dedicação e exigência para as nossas atletas se sentirem felizes ou masi felizes!
ças duplas de arbitras em grande escassez e falta de enquadramento na modalidade...

Anónimo disse...

Italia e Filandia são miseráveis.

O Sandrinha joga com equipas mais crediveis, porque as vitórias contra as juniores do Brasil e de Angola não contam.

Anónimo disse...

Como é que o alavarium que este ano tem uma guarda redes como a isabel gois já perdeu duas competições?

Interrogações disse...

Mais uma achas na fogueira da Arbitragem...

Aqueles que andam a ver os árbitros que se dizem observadores... Vamos ver a quantas andam...

Porque se o CA não tem critério ao menos não tem critério para nada...

Costa, 9 Observações, Todas a duplas de Nível IV; Moreira, 15 Observações, 11 IV + 2 III + 1 II + 1 I; Sousa, 6 Observações, 5 IV + 1 I; Mateus, 8 Observações, 3 IV + 2 III + 2 I; Ferrão, 0 Observações; Bernardes, 14 Observações, 11 IV + 2 III + 1 II; Santos, 11 Observações, 7 IV + 1 III + 1 II + 2 I; Jorge, 5 Observações todas de Nível IV...

Outro Nível de Observadores, sempre a descer...
Pinho, 6 Observações, 5 III + 1 II; Filipe, 4 Observações, todas III; Fernandes, 2 Observações, todas III; Ferreira, 6 Observações, 2 III + 2 II + 2 I; Moreira, 8 Observações, 7 III + 1 II; Espeçada, 2 Observações, todas III; Ferreira, 7 Observações, 5 III + 2 II; Tomás, 5 Observações, 4 III + 1 II; Virgílio, 3 Observações, todas III; Mendes, 8 Observações, 4 III + 4 II.

Mais uma ficha e aqui sim OUTRO Nível...

Oliveira, 0 Observações; Ribeiro, 4 Observações, todas II; Lourenço, 2 Observações, todas II; Azevedo, 3 Observações, todas II; Bizarra, 3 Observações, todas II; Soares, 0 Observações; Nunes, 6 Observações, todas II; Oliveira, 3 Observações, todas II; Santos, 5 Observações, todas II; Rodrigues, 5 Observações, 1 III + 4 II; Capela, 5 Observações, 1 III + 4 II; Sousa, 1 Observação, II; Fernandes, 2 Observações, II...

Se resumirmos isto temos...

158 Observações.
51 Observações de duplas de Nível IV; 47 Observações de duplas de Nível III; 51 Observações de duplas de Nível II e 9 Observações de Duplas de Nível I...

As 51 observações às duplas Nível 4 todas por Observadores de Nível IV... dentro dos regulamentos...

Das 47 Observações às duplas de Nível 3, 7 Observadores Nível IV + 38 Nível III + 2 Nível II... Aí o Regulamento da Arbitragem não deve ter sido ou escutado... Trocam-se as cabeças mas a capacidade para entender / ler fica a mesma...

Das 51 Observações às duplas Nível 2. 3 Observadores Nível IV + 11 Nível III + 37 Nível II, mais um atropelo ao Regulamento da Arbitragem publicado... Ou será que existe mais algum engavetado / aprovado sem ninguém saber?! Porque mudar as regras do jogo é o prato forte deste CA... Fora ainda... a estranha relação 717 -> 203... 2 Observações Mesma Dupla...

Das 9 Observações Qualitativas às duplas de Nível 1... 7 por Observadores Nível IV + 2 Nível II (o mesmo aos mesmos... 714 -> 113)

As conclusões ficam para cada um... Mas a Nossa certeza é que alguém deveria deitar a mão a isto... seja a Direção da FAP... A APAOMA, associação de classe que não serve apenas para estar nas assembleias gerais a representar uma mão cheia de nada...

Se se dizem assim tão próximos... CA e APAOMA... sussurrem ao ouvido para talvez estes aprenderem algo...

Usem a informação e assim já precisam de usar bases estatísticas nem auditorias externas... Já bastam a Autoridade Tributária...

Usem mas não abusem... porque já andam a abusar da nossa paciência semana após semana nos nossos pavilhões com as Vossas nomeações de árbitros, observadores e delegados... estamos saturados de tanta ignorância e inconsistência... Estejam atentos porque também estaremos atentos ao Vosso trabalho ou à falta dele...

Interrogações disse...

Se ainda quiserem atentar aos delegados...

Costa, 4 Jogos; Moreira, 9 Jogos; Sousa, 3 Jogos; Pinho, 6 Jogos; Mateus, 1 Jogo; Ferrão, 18 Jogos; Filipe, 5 Jogos; Fernandes, 8 Jogos; Ferreira, 1 Jogo; Moreira, 10 Jogos; Espeçada, 7 Jogos; Bernardes, 7 Jogos; Santos, 1 Jogo; Ferreira, 3 Jogos; Tomás, 3 Jogos; Virgílio, 6 Jogos; Mendes, 7 Jogos; Oliveira, 11 Jogos; Ribeiro, 3 Jogos; Lourenço, 4 Jogos; Azevedo, 4 Jogos; Bizarra, 0 Jogos; Soares, 0 Jogos; Nunes, 4 Jogos; Oliveira, 1 Jogo; Rodrigues, 2 Jogos; Capela, 5 Jogos; Sousa, 2 Jogos; Fernandes, 4 Jogos; Conceição, 2 Jogos; Jorge, 6 Jogos...

As conclusões e / ou Apreciações ficam para quem as quiser ter...

Mas notar a disparidade na quantidade será que é sintomática da qualidade?!

Jorge Almeida disse...

Lista de transmissões de jogos de Andebol na TV, Internet e Rádio previstas entre 23 e 29 Março 2015:

http://andeboltv.blogspot.pt/2015/03/lista-de-transmissoes-entre-23-e-29.html

Anónimo disse...

A Isabel não precisa, nem da parte de quem escreve as crónicas, nem da parte de quem faz comentários, de ser levada ao colo...Com equipas deste nível, até me admira como não fez mais. Mas os nossos cronistas, contentam-se com pouco. E para o comentário do anónimo de 23 de março de 2015 às 12:51...a Isabel esteva no Madeira SAD 2 anos e nem por isso foi campeã!
Tanto a Isabel como a grande maioria das selecionadas podem fazer melhor, mas enquanto em Portugal, se nivelarem por baixo, e a política da federação for apensa de POUPANÇA, sem aposta...não vão a lado nenhum!!

Anónimo disse...

´´O estupores mal dizentes que cegos de ira levam tudo a eito.
Mandem as nomeações do Mateus para o 9º piso do Garçia de orta.
IMPIOS,VAGABUNDAS.
Haja decoro.
Arbitro ou Ex-árbitro o que quiserem apenas um
HUMANO