gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal derrotado pela França 1/4 Final por 34-24 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

EHF – Eleições – IV

EHF – Eleições – 2016

Depois de termos publicadas duas notícias sobre as eleições que se iriam verificar na EHF, onde a FAP, com “Pompa e Circunstância” deu a conhecer os eleitos portuguesas, numa noticia mo seu sitio, que nunca comentamos mas que pensamos chegou a altura de o fazer mos embora muito sinteticamente pois consideramos que a mesma peca por omissão e por total esclarecimento.

Nada temos contra os eleitos a quem desejamos as maiores felicidades e a quem endereçamos os nossos parabéns (Pedro Sequeira e Leonor Mallozzi).

Mas infelizmente nada foi informado até hoje, sobre a continuidade ou não de António Goulão como membro da Comissão Técnica de Arbitragem (TRC) presidida por Gragan Nachevski (Reeleito), porquê?

Gostaríamos de saber, qual a razão de o ex-presidente da FAP, se ter deslocado fazendo parte da representação Portuguesa como Relações Institucionais, (nem sabíamos que este cargo existia), pois é desconhecido em qualquer norma ou regulamento da FAP, conforme notícia publicada pela própria Federação em 18-11-16. Existe muita coisa por esclarecer, e nunca nada foi dito, e porquê? Que custos implicou para a Federação estes excesso de pessoas a um congresso da EHF?
O Administrador.

8 comentários:

Anónimo disse...

falaram em espírito natalício tomem e desembrulhem este, como é meus querido meninos da calçada, gostaram deste.

Anónimo disse...

Mais uma fantochada e das grandes

Anónimo disse...

Aí vocês não sabiam em que condições o antigo presidente saiu? A criação deste "cargo", que consta ser razoavelmente pago (cerca de 900 euros por mês) e a manutenção do filho como selecionador nacional feminino. O Augusto Silva teve medo que ele fosse apoiar o candidato de Braga, o Monteiro, e abanou com a cabeça a tudo. E depois não há dinheiro para nada. Melhor, há dinheiro para pagar aos presidentes das associações. Até o de Viana do Castelo ganha... Mas disso ninguém tem coragem para falar. Nem disso nem da ida do presidente da Associação de Leiria para a Federação. Averiguem...

Anónimo disse...

Não está fácil a vida por mais eleições que haja na FPA. Tem 2 eucaliptos que secam tudo á volta e são pouco lúcidos nas opções o Augusto e o Sequeira
Um vai matar o outro só ver e esperar!

Anónimo disse...

Um vai matar o outro? Isso era a sorte do Andebol...

Anónimo disse...

Ao comentador das 00.31 h. do dia 27 Dezembro - Não há engano? Associação de Viana do Castelo? Mas há andebol lá? Então, se não há andebol, há um presidente duma "associação" a ganhar dinheiro??? Anda tudo a gamar...

Anónimo disse...

António Goulão é carta fora do baralho no que diz respeito à Comissão Técnica de Arbitragem.
O apadrinhamento do seu afastamento deve-se a António Marreiros e a Miguel Laranjeiro.
Mais um gesto vergonhoso!

Ulisses Pereira não recebe cerca de 900 euros mas sim 1000 euros por mês para fazer parte de um dos órgãos da EHF. Quem paga? A malta da Calçada.
Não há dinheiro na Federação? Há mas apenas para certas pessoas.
O CA diz que não tem verbas para pagar aos árbitros, oficiais de mesa, observadores e delegados. Ao que sei, há gente que não recebe 1 cêntimo desde 2014. Leram bem.
Por outro lado há gente que tem as contas em dia.

Anónimo disse...

Isto não é nada comparado com que se sabe, nos bastidores da modalidade é pena ninguém enviar esse dados para o banhadas, então é deveria ser lindo.

O Velho