gal vence

Euro Sub-19 Feminino, Portugal derrotada pela Dinamarca 32/16 - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 25 de março de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – LXXXVII – EHF CUP Masculina

EHF CUP MASCULINA

Este fim-de-semana as equipas portuguesas disputaram a 5.ª jornada desta prova Europeia, que foi extremamente positivo para as cores nacionais.
GRUPO B – FC Porto

FC PORTO VENCE HC MIDTJYLLAND

O FC Porto, que nesta 5.ª jornada do Grupo B, voltou a defrontar, agora em Portugal no Dragão Caixa, a equipa do HC Midtjylland (Dinamarca), com quem tinha perdido no jogo bastante equilibrado na 2.ª jornada disputada na Dinamarca. Desta vez o pavilhão embora bem composto, não esteve tão “aguerrido” como se poderia esperar, e as equipas poporcionaram um jogo de grande equilíbrio com alguns bons momentos, com a equipa portuguesa, a passar para a frente do marcador pela 1.ª vez cerca dos 14 minutos por 8-7, através de um livre de 7 metros convertido por António Areia, com as duas equipas a defenderem bem onde se destaca o guarda-redes dos dinamarqueses Tim Winkler, assim como os Lars Jakobsen e Rasmus Carlsen, enquanto no FC Porto, tivemos um Spelic (5 golos) a fazer um excelente jogo, bem como Leandro Semedo e as espaços Hugo Laurentino, o FC Porto aos 3 golos de vantagem (16-13), para o intervalo chegar com o resultado em 16-14, com as duas equipas, a fazerem uma excelente rotação dos planteis, como o FC Porto, a saber aproveitar e bem as superioridades numéricas de que dispôs. No segundo tempo, a equipa portuguesa com uma excelente entrada em jogo, confirmando a excelente recuperação defensiva que fez durante todo o jogo, rapidamente chegou aos 6 golos de vantagem (22-16), com António Areia (7 golos) melhor marcador da equipa, muito bem acompanhado por Yoel Morales (4 golos), e com Alfredo Quintana, que jogou este período e muito bem, dando garantias á equipa de que poderia contar ele, o FC Porto aos 46 minutos de jogo vencia por 8 golos de diferença (25-17), que começou a mostrar uma forte descrença no jogo, face à diferença que se verificava, e que chegou aos 9 golos (29-20) quando estavam corridos 53 minutos de jogo, terminando com uma confortável e merecida vantagem. Dirigiu o encontro a dupla da Letónia, constituída por Ivars Cernavskis e Edmunds Bogdanova, que demonstrou alguma imaturidade para jogos desta natureza, pois premiram demasiados puxões de camisola sem aplicação da devida regra, em especial a sanção progressiva.

Resultados
1.ª Jornada
HC Midtjylland 29 – 26 FC Porto
2.ªJornada
FC Porto 27 – 31 Frisch Auf Göppingen
3.ª Jornada
FC Porto 23 – 22 BM Granollers
4.ª Jornada
BM Granollers 33 – 22 FC Porto
5.ª Jornada
FC Porto 33 – 25 HC Midtjylland

Calendário
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Frisch Auf Göppingrn – FC Porto (19H30)

GRUPO D – Benfica

BENFICA VENCE O MT MELSUNGEN

O Benfica voltou a defrontar os alemães do MT Melsungen, que nesta fase de grupos no jogo da 1.ª Jornada, infligiram a derrota mais pesada que a equipa portuguesa sofreu nesta fase de grupos, e que é a grande favorita a vencer o Grupo (na nossa opinião). Jogo disputado no pavilhão da Luz, com mais publico do que o normal, e que apoiou fortemente a sua equipa. Ma equipa portuguesa notou-se a ausência de Ales Silva, obrigando Paulo Moreno (3 golos, 100% de eficácia) que fez um excelente jogo em especial nos aspectos defensivos a jogar até à “exaustão”. O Benfica apresentou-se neste encontro a praticar um andebol colectivo e cauteloso, bem defensivamente, e no ataque planeado, também teve bons momentos, apesar de ter Elledy Semedo, desqualificado cerca dos 26 minutos, e apesar de Belone Moreira não estar nos seus dias, Tiago Pereira (3 golos, 100% de eficácia) foi um central que fez jogar e mexer a equipa, diante uma equipa alemã, com um guarda-redes, o sueco Sjostrand, que foi uma das principais figuras da equipa, juntamente com Allendrof (7 golos, e 100% de eficácia), ainda no primeiro tempo chego a estar na frente do marcador por 9-6 (16 minutos), para os alemães chegarem ao intervalo a vencerem por 14-12. No segundo tempo, o Benfica troca de guarda-redes entrado Hugo Figueira, um dos grandes responsáveis pela vitória da sua equipa, pois teve uma prestação digna de realce, começou o encontro da melhor maneira, equilibrando o resultado e o jogo, diante uma equipa alemã, “pesada”, e onde se verificou pouca rotação plantel, com os seus jogadores na parte final do encontro a acusarem o esforço físico despendido., de tal forma de que aos 42 minutos volta a estar na frente do marcador por 18-17, seguindo-se um período de grande equilíbrio, e aos 52 minutos de jogo vencia por 21-19, para voltar a atingir a maior diferença aos 57 minutos de jogo (24-21), pela negativa teremos de assinalar os 4 livres de 7 metros não convertidos pela equipa portuguesa, que apenas converteu um por Alexandre Cavalcanti (6 golos, 87% de eficácia) um dos melhores em campo, com Fábio Vidrago (4 golos, e 100% de eficácia). Dirigiu o encontro a dupla da macedónia por Dimitar Mitrevski e Blagojchr Todorovski, que não esteve bem (na nossa opinião), permitindo demasiado contacto físico e não tendo um critério equilibrado na aplicação da sanção progressiva, e nos livres de 7 metros.

Resultados
1.ª Jornada
MT Melsungen 32 – 22 Benfica
2.ªJornada
Benfica 33 – 28 Helvetia Anaitasuna
3.ª Jornada
Cocks 21 – 23 Benfica
4.ª Jornada
Benfica 26 – 25 Cocks
5.ª Jornada
Benfica 26 – 24 MT Melsungen

Calendário
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Helvetia Anaitasuna – Benfica (20H00)

Horas Locais

Desejamos a ambas as equipas as maiores felicidades nos restantes jogos em falta.

O Banhadas Andebol

5 comentários:

Anónimo disse...

Boa jornada é pena que seja sempre assim parabéns, não adepto de nenhum deles, sou do ABC, mas como adepto do andebol, gostei destas vitórias, e até gostava que passassem as duas

Anónimo disse...

Que fim de semana para o andebol Tuga! Os 3 grandes ganharam. dará para ter esperanças e lutar para mais uma fase. no caso do Sporting quase se garante a final da prova e há que aproveitar a sorte incrível. A Challenge é mais macia e os oponentes que têm calhado, qual deles o pior. Julgo que estes Gregos disputariam o grupo B do nosso Andebol 1. è bom aproveitar estas oportunidades e, fazer subir um pouco na tabela Europeia o nosso pobre andebol.

Anónimo disse...

O Benfica só tem uma maneira de limpar a imagem que é indo mais longe na EHF. Não estou a ver como podem ganhar ou sequer chegar á final. O Benfica está especialista em ganhar por um. Anos a fio com mudanças mas resultados foram uma taça em que, os amigos Trinca e Monteiro resolveram decidir a favor deles... mentira? Há imagens do triste jogo!

Anónimo disse...

Parabéns ao andebol Portista! Não temos a equipa mais forte de todos os tempos? Mas continuamos os melhores e há união na equipa. Na EHF calhou-nos um grupo forte mas nada está perdido. Dentro do país o problema é todas as equipas jogarem de maneira especial contra nós. O Andebol continua a ser a modalidade mais vencedora e, a que mais apoiantes do clube vêm ao dragão-caixa. Somos nós que podemos empurrar a equipa para cima. Seguem-se jogos difíceis com o ABC e Sporting e, ganhando cimentamos a posição de ganhar o campeonato. Podíamos estar melhor mas, o sistema e regras em Portugal, são assim e em vez de seis pontos, só temos três de diferença para o segundo classificado. Na prática somos obrigados a estar ainda mais fortes na segunda fase do campeonato, enquanto outros andam a descansar em jogos Europeus, com equipas de curiosos e turistas, ou quase amadoras. Há ainda o factor das viagens onde outros como o Sporting, jogam logo em casa os dois "treinos".

Anónimo disse...

Acho imensa piada a portugueses que, quase pedem para os clubes nas competições Europeias, darem mais! Então o andebol neste país é uma anarquia completa, tudo é feito por baixo da mesa e de improviso e querem ganhos? Que campeonato temos. Que regras? Que futuro para a modalidade e seus praticantes? Não se esqueçam de depois pedir para a selecção ser apurada para Europeus e Mundiais. Vão contando quantos Portugueses vão á procura de jogar no Estrangeiro e o resto é teoria.