gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 26 de maio de 2009

O Livro – A Vida Num Jogo – O Bluff – III

Hoje vamos falar de mais uma passagem deste livro, que pelo seu conteúdo “erudito” e pela história que envolve, está quase a transformar-se num campeão de vendas, já merece sessões de divulgação e autógrafos na Feira do Livro , e quem sabe , poderá ser próximo candidato aos “Globos de Ouro”.

Na sua narrativa, envolve várias vezes o nome do Rui Coelho, num desfilar de maldizer e contradições, que só ficam ”bem” , desde a história do processo em tribunal, mas depois foi convidá-lo para Vice Presidente , o que não se entende , a determinado passo diz” … o Rui Coelho nunca se assumia…” (Pág.60) e mais à frente volta aos vis ataques pessoais, e diz “… O Rui não aceitava cargos. Não aceitava isto, não aceitava aquilo… “ ( Pág.71 ).

Mas caso curioso, na sua narrativa, nunca existiu nada de mal feito ou menos conseguido, da sua parte; só existe a valorização pessoal e o elevar pessoal do seu ego. Por exemplo nunca diz em relação ao Eng. Rui Coelho, que foi o próprio Ex-Presidente da FAP que invalidou a candidatura em tempo do mesmo a Secretário Geral da EHF; é triste mas esta é a verdade pura, que nunca é narrada.

Porquê???

Hoje ficarei por aqui; esperem por mais, até breve.

O Escritor

13 comentários:

Anónimo disse...

Por acaso é verdade que não assume que invalidou a candidatura do Rui Coelho à EHF, só que o autor desta crónica esqueceu de citar também, que para assumir essa candidatura, tinha que abandonar o cargo que possui na federação internacional. Ou seja não existiam garantias de que fosse eleito para a EHF, mas o cargo que possuia ia ao ar de certeza absoluta. Vai daí o Luis Santos disse-lhe: foste eleito pela FAP e a FAP não corre riscos de perder pau e bola. Esclarecido?

Anónimo disse...

anónimo
26 de Maio de 2009 13:07
esta explicação só pode vir de quem escreveu o livro ou deu a cara no livro, visto que a vontade do Engº Rui coelho era candidatar-se e ganhar como estava previsto segundo as Federações apoiantes e garantiam o sucesso da candidatura, surgiu o egoísmo, a inveja e nível baixo do Presidente da FPA que crucificou ele e outros , para se manter no poder utilizando a Democracia musculada!, Eu quero, posso e mando???

Anónimo disse...

anónimo
26 de Maio de 2009 13:07
esta explicação só pode vir de quem escreveu o livro ou deu a cara no livro, visto que a vontade do Engº Rui coelho era candidatar-se e ganhar como estava previsto segundo as Federações apoiantes e garantiam o sucesso da candidatura, surgiu o egoísmo, a inveja e nível baixo do Presidente da FPA que crucificou ele e outros , para se manter no poder utilizando a Democracia musculada!, Eu quero, posso e mando???

Anónimo disse...

Estas situações do Presidente Luisa Santos pensar pelos outros e só ele é que sabia qual o momento de agir ou reagir no andebol, e por isso que não fomos ao Mundial "B" a Italia, única vez que aconteceu com todos os países candidatos!!! E nem se respeitou os atletas que tinha toda a motivação e competência desportiva para estarem presentes. Uma vergonha e para se safar meteu os treinadores da Selecção ao barulho que ficaram de arranjar o dinheiro para a deslocação da Selecção!!! Nem em África.

Anónimo disse...

Ainda? Deixem o Homem em paz!

Anónimo disse...

BANHADAS
Depois da saida do livro do BLUFF, parece que um dos visados anda a transportar à longos anos uma grande CRUZ às costas.
Segundo se consta foi enganado como o rei dom CARLOS.
Tinha direito a uma comenda e ficou MARRECO.
Dizem que o PEQUENINO mandou uma lista e o LS mandou emendar.
Dizem.
LAUZE

Anónimo disse...

Pois deixem-no em paz coitadito.
Tal como o Salazar só fez mal aos comunistas.
O salazarento tambem só fez mal a quem não disse AMEN.
LAUZE

Anónimo disse...

Apoiado.
Que a terra lhe seja tão leve como chumbo com a Torre de Belem a ajudar.
Um andebolista

Anónimo disse...

Já uma vez disse a um amigo meu que os GR seriam os traumatizados do andebol por levarem muitas vezes com a bola na cabeça.
Mas esse meu amigo não tinha nem tem medo de nada.
Mas anda aqui um "BOLADAS NA CAROLA" escondido, com rabo de fora.
Sempre fechou os olhos quando elas lhe iam direitas à fronha.
Agora faz o mesmo, está sózinho, a defender o indefensavel, de olhos fechados.
Como sempre, só que agora com os bolsos cheios do "GUITO" que a modalidade vai pagando pelos seus "PARECERES"
O MELGA

Anónimo disse...

Olha que não ó MELGA.
Olha que deve ser mais o filho do outro que anda a aquecer bancos ali para os lados da Torre de Belem.
Salvo Seja

Anónimo disse...

Não me parece muito correto falar dos mortos(desportivamente) e logicamente pelo seu lado menos positivo. Vamos recordar as grandes vitórias como atleta, dirigente e presidente da Federação, as condecorações merecidas e algumas inventadas, mas a vaidade tambem não fica mal ao ser humano.
Parabens pelo brilhante livro de "escarnio e mal dizer", mas de facto só podia ser assim, face ao seu elevado respeito pelas pessoas que o serviram e se serviu delas.
Historiador

Anónimo disse...

Vejam a pagina 106 do Livro das Regras e depois, digam lá se não ficou por assinalar uma desqualificação contra o SLB.
Dou uma pista com uma pergunta aos srs Oficíais de Mesa. É verdade ou não que o sr Filipe Gomes abandou ostensivamente a ZONA DE SUBSTITUIÇÕES? Pediu autorização a quem?
Voltou ? Pediu autorização a quem?
Sabem qual a sanção?
Foi aplicada?
Deixem lá os dois batimentos, porque isso são erros de arbitragem.
Agora os erros técnicos?
E depois querem ser considerados como parte integrante da equipa de arbitragem.
O PIOLHOSO

Anónimo disse...

"
Mas caso curioso, na sua narrativa, nunca existiu nada de mal feito ou menos conseguido, da sua parte; só existe a valorização pessoal e o elevar pessoal do seu ego. Por exemplo nunca diz em relação ao Eng. Rui Coelho, que foi o próprio Ex-Presidente da FAP que invalidou a candidatura em tempo do mesmo a Secretário Geral da EHF; é triste mas esta é a verdade pura, que nunca é narrada".

Subscrevo totalmente estas afirmações que lesaram muito o andebol português inernacionalmente e deixou o Engº Rui Coelho numa situação ridicula. Com amigos destes não precisamos ter inimigos!
Mas dezenas de istórias!! de vingança pessoal e inveja do Sr. Presidente não aparecem no livro, fazendo dos outros parvos!