gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Crónica de Fim-de-semana – 14 – 2014 / 2015 - II

Habitual crónica, dedicada á PO02, e que este fim de semana disputou a última jornada da 1.ª volta desta Fase da Prova. 
 
Continuamos a alertar que esta época face a uma alteração no regulamento da prova, as descidas de divisão serão consumadas no final da 1.ª fase da prova, ou seja a fase que se disputa atualmente, assumindo assim uma maior importância todos os jogos disputados. 
 
PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.
 
Resultados
 
Zona Norte
12.ª Jornada
Dia 17-12-14
AD Sanjoanense - FC Porto "B" (21H30)
13.ª Jornada
FC Porto "B" 20 - 35 FC Gaia
São Bernardo 21 – 25 AC Fafe
Boavista FC 33 – 20 Santana
São Mamede 20 – 28 AA Avanca
Académico FC 26 – 27 AD Sanjoanense
Marítimo 29 – 24 CCR Fermentões
Arsenal Devesa 41 – 24 SP Oleiros 
 
Jornada que assinala o termo da 1.ª Volta desta Fase da prova, não se compreendendo, como é possível existir um jogo em atraso relativo á 12.ª jornada e que será disputado depois de terminar a 1.ª volta da prova, pois é completamente desconhecido qualquer condição excecional, que leve a realização deste encontro, depois de terminada a 1.ª volta. A jornada começou com o FC Gaia aa obter uma expressiva vitória sobre o FC Porto num jogo por sinal disputado no Pavilhão Municipal de Gaia, com a equipa do FC Gaia, já a vencer ao intervalo por uns significativos 17-12, consolidando a sua vantagem durante o segundo tempo. No FC Gaia, mais uma vez Pedro Garcia com 11 golos foi o melhor marcador do encontro e da equipa, sendo bem acompanhado pelo seu colega de equipa Luís Carvalho com 8 golos. Com este resultado e mesmo com um jogo em atraso, duvidamos que o FC Porto “B”, possa vir a discutir um dos lugares que dará acesso á Fase Final, por seu lado o FC Gaia, ganha alento para a 2.ª volta da Prova, e certamente já terá garantido a “fuga” a um dos lugares de despromoção e tentará certamente alcançar outros objetivos. No total de jornada onde se verificou uma melhoria presencial do número de espetadores, mas onde se registam 2 jogos com ocorrências disciplinares relatadas. Dois encontros despertavam maior curiosidade pois colocavam frente possíveis candidatos á discussão pelos jugares de acesso á Fase Final da Prova. O São Mamede que recebia a AA Avanca, que venceu por números expressivos, mas enganadores na nossa opinião, pois o resultado foi todo construído no primeiro período que terminou com a equipa da Região de Aveiro na frente do marcador por 16-7, mas uma teve pela frente uma equipa completamente diferente no segundo período de jogo, mais aguerrida e mais objetiva, deve-se a bem d verdade também dizer que o Avanca, tentou gerir plantel. Vasco Costa com 8 golos foi o melhor marcador do São Mamede, enquanto Ricardo Mourão com 7 golos foi o mais eficiente concretizador da equipa da AA Avanca. Com esta vitória a AA Avanca, não só mantêm-se no 1.º lugar da classificação como reforça a sua candidatura a um dos lugares de apuramento para a Fase Final, reforço esse também feito de igual modo pelos minhotos do AC Fafe que foram vencer, a equipa de São Bernardo na condição de visitantes. Foi um jogo de grande equilíbrio, embora os minhotos tenham atingindo o intervalo já na frente do marcador (12-10), mas mais uma vez uma boa reação do São Bernardo, levou a equipa a um perfeito equilíbrio no marcador, passando até a comandarem o marcador (19-15), com o os homens de Fafe após um período de retificações ao seu jogo, voltarem ao comando jogo, e terminam como vencedores num excelente jogo de andebol, com esta derrota torna-se (na nossa opinião) difícil á equipa aveirense intrometer-se na discussão pelos lugares de apuramento. Mais uma vez César Gonçalves com 9 golos foi o melhor marcador do AC Fafe e do jogo, no São Bernardo os golos foram bastante distribuídos por diversos atletas. Num dos jogos mais equilibrados da jornada, a AD Sanjoanense, foi ao Lima vencer pela diferença mínima um Académico FC, que deu uma “luta” inesperada aos homens da Sanjoanense, que provavelmente encaram o jogo com excesso de confiança. A equipa do Académico FC, face ao seu razoável comportamento chegou ao intervalo a vencer por 14-12, não resistindo posteriormente á reação da equipa da Região de Aveiro (este foi um dos jogos com ocorrências disciplinares – 15 exclusões e 2 desqualificações diretas). José Silva com 19 golos foi o melhor marcador do Académico FC, Ricardo Pinho com 12 golos foi o melhor marcador da equipa da AD Sanjoanense e do jogo, sendo bem acompanhado pelo seu colega de equipa Bruno Pinho com 8 golos. No encontro da jornada onde o resultado foi mais dilatado, deu-se no Bessa, com o Boavista FC a vencer de forma clara o frágil Santana, que com esta derrota, continua a ser a única equipa zona que apenas contabiliza derrotas. Foi um encontro de total domínio dos boavisteiros, que ao intervalo já venciam pela confortável margem de 9 golos (19-9).Curiosamente na equipa do Bessa, apenas não marcaram golos os guarda-redes, com Jorge Mendes do Santana a ser o melhor marcador do encontro com 11 golos. Na Madeira, num jogo que teve de ser adiado cerca de 24 horas, face aos problemas verificados com as condições atmosféricas, o Marítimo venceu o CCR Fermentões, num jogo onde ao fim do primeiro tempo já vencia por 15-11, apesar da forte reação dos homens do CCR, os insulares terminaram o encontro como vencedores, continuando assim na luta pelos lugares de acesso á Fase Final da Prova, enquanto a equipa do Fermentões, continua próximo dos lugares de descida de divisão. (este foi outro dos encontros com ocorrências disciplinares, 1 desqualificação direta). Uma referência para António Franco Marítimo e André Ribeiro do CCR Fermentões, ambos com 7 golos marcados foram os melhores marcadores das suas equipas. O último jogo a ser por nós comentado diz respeito ao “confronto” entre o neo divisionário Arsenal Devesa com o São Paio de Oleiros, e que terminou com uma expressiva vitória dos bracarenses, que desta forma reforçaram a sua forte candidatura á discussão de um lugar na Fase Final da Prova e que na nossa opinião já deixaram de constituir uma das agradáveis surpresas da prova, para passarem a ser uma das certezas, face á forte qualidade de jogo apresentado. Neste encontro não existe muito para comentar, pois os bracarenses comandaram o marcador durante 60 minutos e ao intervalo já venciam por 18-9. O resto foi uma “fotocópia” do primeiro tempo. André Azevedo com 10 golos e Jorge Rodrigues com 7 golos foram os melhores marcadores do Arsenal, Tiago Teixeira do São Paio de Oleiros com 10 golos foi o melhor marcador da sua equipa. Após os jogos disputados até este momento a classificação é a seguinte – 1.º AA Avanca (36 pontos), 2.º AC Fafe (33 pontos), 3.º Arsenal Devesa e Marítimo (32 pontos), 5.º São Mamede (29 pontos), 6.º São Bernardo (28 pontos), 7.º AD Sanjoanense (26 pontos, - 1 jogo), 8.º FC Gaia (25 pontos), 9.º Boavista (+ 1 jogo) e FC Porto “B” (-1 jogo) (24 pontos), 11.º SP Oleiros (22 pontos, + 1 jogo), 12.º CCR Fermentões (21 pontos), 13.º Académico FC (19 pontos), 14.º Santana (13 Pontos).  
 
Zona Sul
11.ª Jornada
Dia 17-12-14
Benfica "B" - Boa Hora (21H00)
13.ª Jornada
Boa Hora 28 – 18 Ílhavo
Benfica "B" 25 – 16 Vela Tavira
CDE Camões 21 – 20 AC Sismaria
ADC Benavente 32 – 23 IFC Torrense
Vitória FC 31 – 27 Samora Correia
Almada AC 28 – 27 CD Marienses
GS Loures 25 – 30 Alto Moinho
 
Tal como na Zona Norte, esta jornada assinala o termo da 1.ª Volta desta Fase da prova, não se compreendendo, como é possível existir um jogo em atraso relativo á 11.ª jornada e que será disputado depois de terminar a 1.ª volta da prova, pois é completamente desconhecido qualquer condição excecional, que leve a realização deste encontro, depois de terminada a 1.ª volta. Pois se jogo não se realizou pelos motivos já aqui focados em diversos comentários, existe matéria especifica nos regulamentos para tratamento destes casos, e que pelo se constata não foi devidamente tratada. A jornada que fica essencialmente marcado por a grande maioria dos jogos ter registado vitórias das equipas visitadas, com uma única exceção, e pela existência de 2 jogos em que o número de espectadores, desculpem a expressão é “ridículo” (30). Registe-se ainda o facto de ao dia de hoje existir um jogo sem Boletim, precisamente aquele onde na nossa opinião se registou a grande surpresa da jornada, com a vitória do neo divisionário Almada AC sobre os açorianos do CD Marienses, pela diferença mínima, apesar desta derrota, o clube insular mantêm-se na “corrida” aos lugares de apuramento para a Fase Final da Prova. Um dos motivos de referência será que nos jogos que têm Boletim de Jogo, não se registaram ocorrências disciplinares. Um dos jogos mais equilibrados da jornada, disputou-se no Pavilhão Moniz Pereira, com o CDE Camões a demonstrar a irregularidade da equipa, ao vencer o AC Sismaria pela diferença mínima num jogo de grande equilíbrio, onde o resultado ao intervalo era de 12-10 a favor da equipa visitada. Foi um jogo sem referências em especiais, pois o que contou foram as equipas, onde os marcadores foram distribuídos, com 9 jogadores de cada equipa a concretizar golos, o que é saudável (na nossa opinião). Com este resultado, teremos provavelmente um aumento do interesse na discussão por um dos lugares de apuramento para Fase Final, teremos de esperar para verificar esta nossa previsão que poderá ser bastante falível. Alto Moinho que foi a única exceção, pois foi vencer o neo divisionário GS Loures na condição de visitante (será que a saída do seu técnico, começa a ter efeitos negativos), com esta vitória o Alto Moinho, tenta a fuga aos últimos lugares e uma estabilização em lugares que lhe proporcionem á manutenção. De registar que o GS Loures, vencia ao intervalo por 12-10, e apenas uma forte reação do Alto Moinho, permitiu a reviravolta no resultado. Zito Magalhães com 8 golos foi sem surpresa o melhor marcador do GS Loures, por sua vez Alexandre Pereira do Alto Moinho com 11 golos foi o melhor marcador da equipa e do jogo. A outra equipa que acompanha o Alto Moinho nos mesmos pressupostos, ou seja a estabilização e fuga aos lugares de despromoção, é o Vitória FC, que venceu com alguma dificuldade o “lanterna vermelha” desta zona, o Samora Correia, que após a sua primeira vitória na semana transata, regressou às derrotas. Um motivo de destaque pela é o resultado verificado ao intervalo, que se situava numa igualdade a 12 golos. Poderíamos dizer que as equipas, apenas defenderam, mas o que sabemos é que foram demasiadas as falhas técnicas. Mais uma vez André Praxedes com 8 golos foi o marcador de serviço no Vitória FC, Renato Correia com 7 golos, foi o melhor marcador do Samora Correia, onde desta vez Pedro Gama, apenas orientou a equipa, que se apresentou apenas com 10 jogadores inscritos. Nos outros encontros verificou-se a “degola dos inocentes”, pois os diferencias que se verificaram, confirma em absoluto a superioridade das equipas que venceram, pois tanto o Boa Hora ao vencer folgadamente a equipa da Região de Aveiro, o Ílhavo, com o resultado ao intervalo a ser já favorável ao Boa Hora por 12-8, e com a equipa de Ílhavo a não reagir no segundo período. Mais uma vez Pedro Costa do Boa Hora com 8 golos foi o melhor marcador do jogo e da equipa. O Benfica “B”, venceu sem qualquer dificuldade, uma das mais fracas equipas da zona, o Vela Tavira, continuando no topo da classificação da zona sem derrotas. A sua superioridade neste jogo nunca esteve em causa conforme o demonstra o resultado que se verificava ao intervalo, 13-8 a seu favor. O principal destaque do jogo vai para o conjunto encarnado em si, pois foram onze (11) os jogadores a marcarem golos. O ADC Benavente, venceu com grande facilidade a equipa da Torre da Marinha o IFC Torrense, e com esta vitória, ultrapassou o seu adversário na classificação geral da zona e poderá muito bem (se existir uma maior regularidade nas suas prestações competitivas), entrar na discussão por um dos lugares apuramento para Fase Final. Ao intervalo já vencia por 15-11, aumentado o diferencial no segundo período de jogo. O suspeito do costume foi mais uma vez o seu melhor marcador, estamos certamente a referir-nos a Antonio Cabaço com 9 golos marcados. Após esta jornada a classificação é a seguinte – 1.º Benfica (35 pontos, -1 jogo), 2.º CD Marienses (33 pontos), 3.º Boa Hora (32 pontos, -1 jogo), 4.º AC Sismaria (30 pontos), 5.º CDE Camões (28 pontos), 6.º ADC Benavente (27 pontos), 7.º IFC Torrense (26 pontos), 8.º Almada AC (25 pontos), 9.º GS Loures, Ílhavo, Alto Moinho e Vitória FC (23 pontos), 13.º Vela Tavira (17 Pontos), 14.º Samora Correia (15 pontos). 
 
O Banhadas Andebol

21 comentários:

Anónimo disse...

O resultado ao intervalo no jogo em Setubal foi de 12-12 e não 5-5...Fazer-se uma análise pelo boletim é isto que dá

Anónimo disse...

Mais uma vêz volto a lembrar ao Banhadas,tal como na semana passada em juniores,que o jogo Porto/sanjoanense foi adiado porque os jogadores da equipa do Porto estavam na seleção juniores C em Pontevedra.

Anónimo disse...

CARREGA ADCBenavente.
O Ribatejo Somos Nós.

Anónimo disse...

Axo importante realçar que num dos jogos com occorencias disciplinares uma delas é ao funcionario do pavilhao.

Alguém saberá se este funcionario é agente do clube? Será um funcionario camarario? Sera que era isto que queriam escrever?

Relatório diciplinar ao jogador nº13 cipa nº 159080, nº20º 110174 da equipa A, e ao funcionario do pavihao José Salazar

Anónimo disse...

FC Gaia a demonstrar com as duas últimas vitórias que tem plantel para lutar por outros lugares! Sem duvida que e um plantel com atletas de muita qualidade

Anónimo disse...

O Avanca "geriu" o plantel na 2a parte mas a Académica é que jogou com 6 jogadores que passaram a 1a parte no banco

Anónimo disse...

Keep Calm....que amanha o Boa Hora esmaga o Benfica!

Anónimo disse...

Na verdade o que quiseram dizer foi:

O jogo entre o Sao Mamede e o Avanca ficou decidido na primeira parte com 9 golos de diferença e depois, muito bem, na segunda parte os dois conjuntos rodaram as suas 2ªs linhas e o resultado foi equilibrado daí para a frente, mas sempre sem nunca estar em causa o resultado final.

O Sao Mamede tem um plantel interessante e pode aspirar a um lugar interessante embora seja complicado a fase final, o Avanca é claramente a melhor equipa da zona norte e isso percebe-se pela classificação, no entanto está sujeita a percalços como em Sao Joao e Aveiro. Mas como existem uma serie de equipas fracas na serie a fase final está praticamente assegurada.

Anónimo disse...

Durante o S. Mamede / Avanca falou-se que o S.Mamede se vai reforçar com 1 jogador que rescindiu com o Aguas Santas,ao consultar o site do Aguas Santas está lá a rescisão com o João Baltazar alguem sabe se é verdade???

Anónimo disse...

O Porto B jogou com não sei que jogadores, e perdeu por estes números. Qual é a verdade desportiva deste campeonato? Para quem desce, e para quem sobe. É uma vergonha, e a FAP, devia espelhar-se no que aconteceu no Basquetebol do FCP. Estamos a criar um previlégio, por quem pouco faz pela modalidade crescer. Veja-se o Benfica, e o que fez com a modalidade em tempos também.

Anónimo disse...

O Almada bem que pode agradecer ao ponta direito pelo golo sem angulo a 15 seg do fim e ao GK pela defesa que fez no último segundo do jogo.
Custa-me a entender como é que o Marienses está em lugar de subida.

Anónimo disse...

Sismaria a jogar assim nem nos 10º lugar fica mau de mais para quem tem jogadores que já representaram as seleções nacionais, foram compeões nacionais em juniores... foi muito mau.
Atenção ás sextas- feiras á noite ... assim será mais um ano estaca ZERO.
Parabens Camões....

Anónimo disse...

Sim Baltazar vai para a S Mamede... Vasco e Mario arderam... É pena e deveras injusto...

FC Porto B
Benfica B
e um clube com estes pergqminhos definitivamente torna-se definitivamente no Aguas Santas B....

Anónimo disse...

O Mário arder? Só tás a falar de um dos melhores centrais que qualquer equipa da 2.ª divisão poderia ter, embora havendo outros com outra estrutura física, como central mesmo, é bem capaz de ser o melhor.

Anónimo disse...

Ao seu melhor estilo Aranda e a formar como exemplo.

Anónimo disse...

Sismaria na Luz saco cheio.....

Anónimo disse...

No jogo que estava em atraso o Benfica perdeu em casa com o Boa Hora por 13 - 16

Anónimo disse...

Nunca tinha visto um jogo de Andebol com os parciais que teve o Benfica B 13 x Boa Hora 16.
Muito suspeito.
http://portal.fpa.pt/fap_portal/do?COM=DS;1;111;+PAGE(2000091)+COD_COR_CAIXA(2)+K-CATEGORIA(298)+K-ID(116470)+RCNT(1)

Anónimo disse...

Só quem não viu o jogo pode pensar em qualquer tipo de suspeição...

Anónimo disse...

Foi um jogo muito táctico onde as defesas se superiorizaram aos ataques e onde os 2 guarda redes efectuaram ambos exibições de luxo.

Anónimo disse...

Este resultado é apenas revelador da falta de qualidade das equipas e também das opções táticas dos treinadores que não assumem uma atitude de risco e preferem jogar sempre pelo seguro.
Perde o espetáculo, perde o Andebol e afastam-se os poucos adeptos que persistem em ir aos pavilhões.
Não seria grave se isto não fosse transversal ao Andebol português, selecções incluídas.
Ou temos a capacidade de ousar e assumir o risco ou então nunca sairemos da cauda do pelotão.
Boas festas a todos.
JM