gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 9 de março de 2017

Europeu Open Masculino Sub-17 – 2017 - I

7.º EUROPEU OPEN MASCULINO SUB-17

Infelizmente e pelo segundo ano consecutivo, Portugal não participa, neste evento que se disputa em conjunto com o maior torneio de Andebol a nível Mundial o Partille CUP.
Este ano a competição será destinada a jovens nascidos em 2000 ou mais tarde (SUB-17). E será disputado com uma fase de grupos.

A EHF procedeu ao sorteio (06-03-17) dos Grupos para o Europeu “Open” Sub-17 Masculino, 2017.

Resultados do Sorteio

Grupo A – Islândia, República Checa, Bielorrússia, e Finlândia.
Grupo B – Suécia, Eslováquia, Ilhas Faroé, e Estónia.
Grupo C – Noruega, Roménia, Áustria, e Geórgia.
Grupo D – Polónia, Israel, Holanda e Luxemburgo.

Este torneio que é organizado em conjunto com a Federação Sueca de Andebol, e o comité organizador do torneio “Partille Cup”.

Nesta edicção do 8.º Torneio Open Masculino Sub-17. Inscreveram-se 16 Países, representativos de Federações Nacionais membros da EHF.

O Torneio será disputado em Gotemburgo de 3 a 7 de julho 2017.

Portugal já não participou na última edição dirigida ao Feminino, pois este Europeu Open, alterna masculino com o Feminino. Portugal tem algumas tradições nas suas participações no Masculino, como por exemplo disputado a final em 2009 com a Eslovénia, perdendo pela diferença mínima (28-27), com Pedro Seabra em 2009 considerado o melhor jogador do torneio. O último vencedor deste Open em Masculino foi a Islândia (2015), seguida da Suécia e da Espanha. Portugal classificou-se em 5.º Lugar, com a inclusão de Francisco Tavares no ALL STAR TEAM, como melhor Ponto Direita, e Miguel Martins, foi o melhor marcador da prova com 59 golos.

Arbitragem

Normalmente, era costume participar uma dupla Portuguesa pois este torneio é “…inserido nas ações de formação da EHF, destinada a jovens árbitros, integrada no "Young Referee Project" da EHF”. Existindo duas duplas inserida neste programa segundo uma leitura atenta do sítio da EHF, pois que nunca lemos qualquer Documento da Federação através do seu Órgão gestor da Arbitragem onde fosse prestada qualquer informação acerca deste tema. Esperamos que desta vez exista clareza nas informações.

O Banhadas Andebol

1 comentário:

Anónimo disse...

vão aos torneios internos a pedido e já não é nada mau,