gal vence

Euro Sub-17 Femininos (Lituânia), Portugal vence a Geórgia por 48-11 - Mundial Sub-19 Masculino Portugal vence Turquia 34-25, e está nos 1/4 Final - Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Planeamento Desportivo – Época 2017/2018 – VII

Participantes nas Provas Nacionais Não Fixas - Época 2017/2018

Dando continuidade a anteriores artigos sobre o Planeamento de Provas, hoje iremos continuar a analisar as provas Nacionais Não Fixas, e que foram divulgadas pela FAP, em especial através do Comunicado Oficial n.º 16 da Época 2017/2018, onde é feita uma primeira divulgação da estrutura das 1.ªs Fases, ainda sem a indicação das Associações responsáveis por zona, e sem a indicação da estrutura das 2.ªs Fases e respectivo modelo competitivo, no entanto se for efectuada uma analise embora um pouco ligeira e sujeita a algumas alterações em textos posteriores, conjugada com os Regulamentos Desportivos de cada prova, poderemos facilmente concluir, que se regista na maior parte dos casos um regime de continuidade. Mantemos o texto com que iniciámos a nossa primeira crónica por considerarmos o mesmo, uma realidade que pode significar o ressurgimento com actividade de algumas associações.

As alterações comuns a todas as provas, em termos regulamentares, dizem respeito aos Oficiais de Mesa, e na homologação de campos, a obrigatoriedade do Regulamento de Segurança. Sobre estas alterações não acrescentaremos mais nada, ao já que já foi dito.

PO10 – Verifica-se um aumento de Zonas, que deriva da separação da AA Porto e da AA Braga, que passam a constituir zonas distintas, esperando que surjam mais equipas a disputar a prova, regressando às 4 zonas de 2015/2075, mas mantendo-se o mesmo número de Associações. Recordamos que a última participação nesta prova foi de apenas 23 equipas, temos a forte convicção de que esta alteração é devido a um possível aumento do número de equipas, o que a corresponder será de saudar.

PO11 – Esta prova, continuará certamente a ter duas fases. Diminuiu o número de zonas ao passarmos de 4 para 3, mesmo voltando a juntarem-se as AA Braga e da AA Porto, que estavam em zonas únicas, e o números de Associações previstas para disputar esta prova desceu de 8 para 7, o que é um factor extremamente negativo (na nossa opinião). Depois de na época anterior se ter verifica-se o desaparecimento da AA Viana do Castelo, a AA Viseu teve um aparecimento verdadeiramente conjuntural, agora a maior surpresa pela negativa, é a AA Lisboa, não ter qualquer actividade nesta prova, em contra ponto termos uma Associação que se apresenta com trabalho a AA Setúbal.

PO12 – Prova praticamente igual á disputada na época passa, embora co a previsão de mais uma zona (passa de 6 para 7) devido ao facto das Associações de Viseu e de Aveiro, passarem a constituir zonas únicas, e temos a novidade do ressurgimento da AA Setúbal, o que se saúda, e que poderá significar um aumento do número de equipas, pois verifica-se um aumento do número de Associações previsivelmente participantes, passando-se de 9 para 10. Consequentemente (em nossa opinião) esperamos que esta alteração tenha reflexo num aumento de praticantes nos primeiros “degraus” da base da pirâmide

PO13 – Tal como na PO12, verifica-se um aumento do número de zonas, embora a disputa seja praticamente igual à verificada na época anterior. Este aumento de zonas deve-se pelo motivo indicado na PO12, Com o número de Associações previsivelmente participantes a passar de 12 para 13 com o aparecimento da AA de Portalegre a surgir englobada numa zona, o é um motivo de saudação.

PO14 e PO15 – Tratamos estas provas em conjunto, embora existam algumas diferenças na constituição das zonas. Pois na PO14, desapareceu a AA Beja, mas pelo contrário surge a AA Portalegre. Mantendo-se assim aprova, com a previsão de 12 Associações, por sua vez a PO15 passou de 10 para 9 zonas, mantendo-se no entanto o mesmo número de Associações (15) com previsão de participação, esta diminuição de zonas deve-se ao facto desse fazer um novo enquadramento das Associações de Beja e de Évora, penas se estranha mais uma vez  a não indicação das equipas insulares, quando na realidade as mesmas sempre têm participado.

Ficaremos a guardar os Comunicados com a atribuição de responsabilidades organizativas, bem como a estrutura das provas.

O Analista

1 comentário:

Jorge Almeida disse...

Boa sorte para o jogo de hoje contra a Coreia do Sul.

As melhoras para André Gomes.
Que recupere bem e rápido!

Para os restantes, eis a oportunidade que anseavam de demonstrar que este grupo não é André & Companhia ...