gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 61 – 2017 / 2018 – I – Actualizada



Nova Crónica Intermédia de fim-de-semana da PO01, que abrange os dois grupos o A e B.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
9.ª Jornada
Dia 16-05-18
ABC 27 – 26 Madeira SAD
AA Avanca 29 – 31 Sporting
FC Porto 31 – 26 Benfica

Actualização

Jornada totalmente disputada, e sem ocorrências disciplinares, o que se deve registar, e onde apenas um dos resultados foi rectificado em relação à jornada homóloga da 1.ª volta que foi o FC Porto / Benfica, tendo este resultado definido em definitivo o 2.º lugar da tabela classificativa, por diferença de golos (a favor do Benfica), por dois golos de diferença nos resultados registados entre si, pois as equipas podem chegar em igualdade pontual à última jornada.

FC Porto 31 – 26 Benfica

Jogo disputado no Dragão Caixa, sem a assistência a que nos têm habituado, sempre que se registam clássicos da modalidade, mas mesmo assim com um razoável número de presenças. O FC Porto, apresentou-se neste encontro, com uma forte melhoria, tanto em termos defensivos, como em termos atacantes, tentando construir um resultado que lhe permitisse ascender ao 2.º lugar da classificação, e com um guarda-redes que na nossa opinião foi o homem do jogo, estamos a referir-nos a Hugo Laurentino (32% de eficácia), e que teve na sua frente um verdadeiro “muro” defensivo, que dificultou e de que maneira a organização do ataque do Benfica, onde Nuno Grilo (0 % de eficácia), esteve pura e simplesmente desastrado, permitindo que o FC Porto comandasse o jogo e o resultado durante os 60 minutos, pois qualquer dos guarda-redes utilizados pelo Benfica, quer Hugo Figueira (30% de eficácia), que apareceu rejuvenescido quando regressou ao jogo, cerca dos 50 minutos de jogo, já Miguel Espinha (8% de eficácia), esteve muito além do que pode e sabe. O FC Porto, que teve no ataque alguns jogadores em grande plano e que na nossa opinião Rui Silva (2 golos, 100% de eficácia) foi um deles, não só pelo que jogou mas pelo que fez jogar (5 assistências), e teve no seu pivô Victor Iturriza (5 golos, 100% de eficácia) um dos seus mais eficazes elementos, principalmente nos 6 metros, apesar de José Carrillo ter sido o seu melhor marcador (6 golos, 86% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros), e com o resultado ao intervalo a dar a vitória ao FC Porto por 19-12, estando assim anulada a diferença do jogo da 1.ª volta, para no segundo tempo que foi jogado a velocidade mais moderada, cerca dos 40 minutos de jogo, a diferença era de 9 golos (24-15), para a partir deste momento, começar a estabilizar-se nos 7 golos, face à melhoria atacante do Benfica, que aos 50 minutos colocava o diferencial em apenas 6 golos (28-22) que coincide com o regresso de Hugo Figueira à baliza, para terminar com o resultado num diferencial de apenas 5 golos. Enquanto no FC Porto, tivemos 10 atletas a marcarem golos, no Benfica foram 11, face às diversas tentativas do seu técnico em alterar o rumo dos acontecimentos, de destacar a prestação de Alexandre Cavalcanti (3 golos, 50% de eficácia), mas sendo um dos mais preponderantes elementos a defender da sua equipa, com Davide Carvalho (5 golos, 50% de eficácia, 2 em 4 de 7 metros), a ser o seu principal marcador, apesar de Pedro Marques (4 golos, 57% de eficácia) também ter estado em plano aceitável. Dirigiu o encontro a dupla internacional de Leiria, constituída por Eurico Nicolau e Ivan Caçador, que estiveram em plano aceitável embora pelas repetições que nos foram dadas, o 17 golos do FC Porto , aos 27 minutos de jogo, a bola não chegou a entrar (embora não fosse fácil o julgamento), e facilitaram em termos disciplinares.

No pavilhão Adelino Costa, realizou-se o AA Avanca / Sporting, com a equipa do Sporting, a presentar-se com apenas 12 jogadores (o que se estranha), e com as ausências de Skok, Carlos Carneiro, Carlos Ruesga e Cláudio Pedroso, jogando os 60 minutos na baliza o jovem Manuel Gaspar (19% de eficácia). Foi um jogo disputado com grande equilíbrio e algumas alternâncias no marcador, com o resultado ao intervalo a ser a favor do Sporting por 15-14. No segundo tempo o Sporting, assume comando do jogo e do marcador, cerca dos 47 minutos de jogo (24-23), para chegar à maior diferença de golos para qualquer das equipas aos 49 minutos (26-23), ainda conseguindo chegar aos 4 golos de vantagem aos 57 minutos quando vencia por 30-26. Num bom jogo de andebol, os melhores marcadores da AA Avanca, foram Babo (5 golos, 83% de eficácia), Jenilson Monteiro (5 golos, 71% de eficácia) e Hugo Santos (5 golos, 83% de eficácia, 5 em 5 de 7 metros), tendo em Magnol Fis (38% de eficácia) na baliza, um dos seus principais elementos, no Sporting, destaca-se a prestação do experiente Ivan Nicevic (1 golos, 100% de eficácia) a jogar como central da equipa, e os seus principais marcadores, Pedro Valdez (8 golos, 73% de eficácia), e Frankis Carol (9 golos, 100% de eficácia).

Em Braga no pavilhão Flavio Sá leite, tivemos o ABC / Madeira SAD, o encontro mais equilibrado da jornada, pelo menos em termos de resultado final. No entanto em abono da verdade deve-se dizer que o Madeira SAD comandou o jogo e o marcador a maior parte do tempo de jogo, chegando ao intervalo a vencer 13-11, depois de aos 23 minutos de jogo estar a vencer por 11-7 (maior diferencial a favor de uma das equipas durante os 60 minutos do jogo. O ABC tem um excelente recomeço e iguala o marcador até cerca dos 38 minutos, para o Madeira SAD voltar ao comando do jogo e do marcador, e aos 50 minutos estar na frente por 24-21, para o ABC fazer um parcial de 5-0, e colocar-se na frente do marcador aos 55 minutos por 26-24, com o Madeira SAD a perder a oportunidade de igualar o resultado aos 59 minutos de jogo. Humberto Gomes (40% de eficácia), foi mais uma vez o principal esteio da sua equipa, que teve em Belmiro Alves (8 golos, 73% de eficácia), e em Tomás Albuquerque (5 golos, 56% de eficácia), os seus melhores marcadores, o Madeira SAD teve na baliza o jovem Gustavo Capdeville (33% de eficácia), um dos seus melhores jogadores, tendo em Elledy Semedo (9 golos, 53% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e em João Paulo Pinto (6 golos, 60% de eficácia), os seus melhores marcadores.

Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting (63 pontos), 2.º Benfica (57 pontos), 3.º FC Porto (55 pontos), 4.º ABC (50 pontos), 5.º AA Avanca (44 pontos), 6.º Madeira SAD (39 pontos).

Fase Final Nacional – Grupo “B”
11.ª Jornada
Dia 15-05-18
Arsenal 35 – 31 Boa Hora
Dia 16-05-18
São Bernardo 28 – 28 Belenenses
Xico Andebol 29 – 30 AC Fafe
Ismai 24 – 25 Águas Santas

Actualização

Conclui-se a disputa da 11.ª Jornada (4.ª da 2.ª volta), com todos os resultados a confirmarem o que se registou na 1.ª volta, e não registando ocorrências disciplinares. Mas em termos de estistica, temos mais uma vez uma falha no jogo disputado em São Bernardo, não concluída, e sem mapa resumo.

No Pavilhão Flávio Sá Leite, com uma assistência razoável, realizou-se o Arsenal / Boa Hora, e que teve uma forte entrada da equipa arsenalista que aos 5 minutos de jogo, já vencia por 5-1, curiosamente o mesmo diferencial com que acabou por terminar o encontro, O Arsenal comandou a grande maioria do tempo de jogo, o mesmo e o marcador, no entanto o equilíbrio foi evidente, em especial desde os 11 minutos quando se verificava uma igualdade a 8 golos, com o intervalo a chegar com a equipa visitante na frente do marcador por 18-17. No segundo tempo as igualdades foram-se repetindo até cerca dos 36 minutos quando o marcador assinalava 22-22, sem a equipa do Boa Hora, nunca ter estado uma única vez no comando marcador, a ser a esta igualdade que foi a última, o Boa Hora sofre um parcial de 4-0, ficando a equipa do Arsenal na frente do marcador por 26-22, aos 41 minutos de jogo, situação que nunca mais deixou, com o marcador a registar a menor diferença de 3 golos, mas com os bracarenses a chegarem a ter uma vantagem de 6 golos (34-28). Com esta vitória a equipa do Arsenal sobe ainda que à condição (mais um jogo) ao 4.º lugar da tabela classificativa do Grupo. NO Arsenal Luís Oliveira na baliza, chegou aos 30% de eficácia, com Rui Lourenço (12 golos, 3 em 3 de 7 metros), e Bruno Silva (5 golos, 83% de eficácia), a serem os seus melhores marcadores. No Boa Hora, que apenas apresentou 12 jogadores inscritos no Boletim de Jogo, onde estavam 3 guarda-redes, com Alexandre Moura com apenas 16% de eficácia, a ser mesmo assim o mais eficaz, Luis Nunes (14 golos, 67% de eficácia, 5 em 6 de 7 metros), e Bruno Gaspar (6 golos, 60% de eficácia), a serem os seus melhores marcadores.

Em São Bernardo, realizou-se o São Bernardo / Belenenses, que foi deputado com grande equilíbrio no marcador e no jogo, registando-se diversas alternâncias no comando do mesmo assim como foram várias as igualdades ocorridos. Curiosamente tal como na 1.ª volta o jogo terminou com uma igualdade. Ainda no primeiro tempo a equipa do Belenenses, chegou a estar a vencer com um diferencial favorável de 4 golos (11-7) aos 21 minutos, para chegar ao intervalo na frente do marcador por 13-10. No segundo tempo a equipa do São Bernardo, com uma boa reacção igual a 19 golos, aos 45 minutos de jogo, para chegar a estar no comando do marcador, por 25-24 aos 54 minutos de jogo, para até final do encontro o equilíbrio ser a maior dominante do encontro, esta igualdade poderá ter permitido à equipa da Região de Aveiro, ter um ligeiro alivio na sua discussão pela não presença nos lugares de descida de divisão. Na equipa do São Bernardo onde 12 atletas marcaram golos, Tiago Sousa e Leandro Rodrigues, ambos com 5 golos, foram os seus principais marcadores. No Belenenses, João Ferreira com 13 golos, foi o seu melhor marcador.

Em Guimarães, tivemos um dérbi minhoto, o Xico Andebol / AC Fafe, que eventualmente poderá ter sido decisivo para os lugares de descida de divisão, e que terminou com a vitória pela diferença mínima do AC Fafe. Num jogo de forte equilíbrio, mas que a maior parte do tempo de jogo a equipa do Xico Andebol, comandou o jogo e o marcador, chegando a ter vantagens de 3 golos por diversas vezes (17 e 20 minutos de jogo por exemplo), para o intervalo chegar precisamente com esta vantagem a seu favor, 16-13. No segundo tempo o AC Fafe reage bem e aos 36 minutos de jogo iguala o marcador a 18 golos, situação que repete aos 55 minutos agora a 27 golos, pata os cinco minutos finais terem sido decisivos para a sua vitória, apesar de ter terminado encontro em inferioridade numérica. No Xico Andebol, Cláudio Mota com 11 golos (85% de eficácia, 7 em 7 de 7 metros), e Bruno Landim (5 golos, mas apenas 45% de eficácia), foram os seus melhores marcadores com bom trabalho de Fábio Macedo na baliza (31% de eficácia), No AC Fafe Paulo Cândido (8 golos, 73% de eficácia), e Vasco Santos (6 golos, 60% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros) foram os seus melhores marcadores, com Nuno Silva na baliza a chegar igualmente aos 31% de eficácia)

Na Maia tivemos um dérbi maiato, com a realização do Ismai / Águas Santas, que terminou com a vitória do Águas Santas pela diferença mínima, apesar de o encontro ter apenas um único sentido com a equipa do Águas Santas a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos, chegando ao intervalo a vencer por 15-12, depois ter tido 6 golos de vantagem como por exemplo aos 23 minutos quando vencia por 15-9. No segundo tempo apesar da tentativa de equilíbrio por parte do Ismai, aos 55 minutos de jogo vencia por 24-29, sofrendo nos últimos 5 minutos de jogo um parcial de 5-1, que se reflectiu no resultado final. Manuel Borges na baliza do Ismai com 41% de eficácia, foi um dos homens do jogo, que como melhor marcador da sua equipa Francisco Fontes com 6 golos (75% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros). No Águas Santas, como é normal teve em Pedro Cruz com 14 golos (64% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), o meu melhor marcador.

Classificação da Fase Final Grupo “B” - 1.º Águas Santas (57 pontos), 2.º Belenenses (50 pontos), 3.º Boa Hora (46 pontos), 4.º Arsenal (43 pontos), 5.º Ismai (42 pontos), 6.º São Bernardo, e AC Fafe (37 pontos), 8.º Xico Andebol (32 pontos).

O Banhadas Andebol

13 comentários:

Anónimo disse...

Os dois árbitros mais protegidos do nosso Andebol, estão a ser um falatório sobre corrupção! Claro que nem um diminuido mental acredita que não havia qualquer coisinha... depois de eles terem apitado três em cinco vezes na fase final dum campeonato! Se estiveram relacionados com sétimo campeonato seguido do Porto, é claro que parece que houve outro clube que vendo a facilidade avançou! Curioso ou não o Porto tinha uma equipa de sonho mas, ao quinto jogo podia perder o troféu. E não é que no presente o Sporting, depois de investir desalmadamente, teve medo de não ganhar! E toca de recorrer ao jogo sujo! Desmintam-me! No Andebol sabemos que há ordenados em atraso... o que torna tudo mais fácil! Que coincidencia incrível é que, a pessoa apontada como o "grande gestor destes exitos nas modalidades" está agora no Futebol, onde rolam milhões e, logo se notou a diferença! Coincidencia?
QUE MEDIDAS DA FAP PARA OS JOGOS DESTA F. FINAL ONDE JÁ HÁ CAMPEÃO?

Anónimo disse...

Parabéns Arsenal da Devesa!

Anónimo disse...

Depois de tudo que se tem noticiado e com provas aguardemos o que irá ser feito! No entanto lembro-me dum tempo em que o Benfica tentou pôr o Andebol como uma das modalidades especiais. Foram buscar o melhor treinador e alguns internacionais mas, em alguns jogos apareciam equipas hipermotivadas e apitadelas suspeitas! O que tem a dizer a direcção do Andebol do Benfica? Já agora quando se partiram cadeiras no EDP2 estava presente o conhecido maestro da juveleo, cadastrado mustafa. Que medidas?

Anónimo disse...

A partir de ontem em matéria de desporto é proibido mandar E-mail a qualquer agente de desporto. Só se pode usar SMS! Triste país onde bandidos se desculpam com amor ao clube e onde pagamos as loucuras e delirios de dirigentes outrora insolventes, e que ao chegarem ao desporto são heróis e mandam claques fazer de tudo! Admirável sem dúvida é que um clube que estava de rastos e no caso do Andebol, era a maior potencia do país! Andaram-se anos a gastar na formação e com pavilhões vazios. Como é possível que tão depressa o Sporting começou a ganhar tudo em modalidades de pavilhão? Só de quem é parvo! Vi pessoas com anos de universidades alucinarem com as vitórias e nem pensavam que, havia marosca? Uhhh! Para os Benfiquistas contentem-se com o que podem ter e, apostem só em caso de equilibrio! Será um acaso que, o único presidente respeitável no Sporting foi João Rocha?

Anónimo disse...

Pormenor curioso, ou até talvez não...
ONZE dias após a reunião no Hotel Altis, com Sóraiva-SCP e J. Marques o insolvente pelo FCP, no jogo Benfica-FCP, o Benfica venceu. O público foi ruidoso porque nem pensava ganhar. E assim o Somente Corrupção em Portugal SCP, é campeã nacional de andebol! Dá que pensar não dá? Tenham cuidado com os amigos...
PS: Enviou-me um amigo por via Wathsap

Anónimo disse...

Agora já é tarde. Quem diria que o Andebol era tão falado? A principal modalidade, ou a que era quase única, como sendo a que no Sporting era a que, tinha mais títulos. O que se passa no desporto? Se vermos bem o que se gastou deu para se ser campeão em Andebol. Mas comparado com anos anteriores as diferenças de resultados, eram quase as mesmas. O Sporting já na altura era acusado de gastar demasiado, sobretudo com juniores. Houve então uma revolução onde jogadores pediram para sair, jogadores ficaram sendo suplentes doutros. Jogadores a meio da época acordaram sair. Perante isto é fácil verificar que, um louco ou pior que isso, usou o Sporting para viver á grande. È muito triste que um sr. Dr. que na altura era um Zé-ninguém, e que até disse a um ex-presidente da assembleia geral que, se não fosse eleito presidente do Sporting o melhor era emigrar, causa um dano irreparável. Marta Soares quantos cargos teve? Anda muito mal tal a barriga que tem. Com gentalha desta o Sporting está no abismo! Que palhaçada e logo havia de ser no Andebol que estes tristes personagens estiveram bem dispostos! O Sporting não pode ser anti-Benfiquista, nem pode usar métodos com que o Porto foi Heptacampeão, com a famosa arbitragem da Madeira! Dosa três garndes O Benfica nunca foi clássico no Andebl e, o Porto só o foi depois de 87, se fazer campeão europeu de futebol. Factos. Sem Cubanos reciclados Portugueses o Porto nunca seria o que foi. Oxalá nas horas que se seguem não hajam provas de que, o caso Al cochete não foi uma encomenda de presidente ex-claque. Oxalá que não se prove que, o caso mãos sujas no Andebol e em Futebol, não seja mais do mesmo através dum rapazito Geraldes que, esteve nas duas. A mando de quem? Dinheiro dado e vindo donde? Na rua todos dizem o mesmo e até, os que apoiaram porque viram algumas vitórias não antes vistas, deslumbraram-se! Donde veio tanto dinheiro? Claques somos todos os que apoiam. Nunca com radicais que são marginais e por vezes cadastrados. Em modalidades ainda somos o maior clube de Portugal. Se falasse no Atletismo nem dava para comparar com os outros dois grandes. Presidentes pagos a ouro e com amizades impróprias não! Sobrinhos e Ricciadis não! Até Sábado no João Rocha!

Anónimo disse...

Quantas fases finais houve onde quem ganhava era um clube da assoociação organizadora? Algumas cenas aí feitas á luz do dia foram mais que vergonhas. Quantos dados falsificados de boletins de jogo e com que fins? Não admira tanto empate e resultado duvidoso. Agora deu-se o descalabro das arbitragens anteriormente compradas. Logo havia de ser com clube que ganhou os dois últimos campeonatos! Fizeram-se negócios muito bons! Jogadores como Portela não deviam sair. Aqui já não vale a pena o esforço? È melhor ser capitão de equipa um ex-Benfica? O sr Zupo disse uma vez que já não era possível ir buscar jogadores naquela altura. A quem se referia no caso de ponta direito? Portela!Dinheiro a rodos dá nisto! Afinal mesmo cm uma equipa tão recheada de experiência porque se recorreu a estas vergonhas? Num clube onde para se poupar fizeram-se viagens a meio da noite antes dum Sporting-Porto em Mafra, o que pensar? Não é por acaso que no Sporting, os que são pagos não se demitem! Na lama que se caíu veja-se que dos assaltantes de Alcochete-Academia de futebol há quem, já estivesse implicado no caso, da morte dum Italiano junto ao galinheiro da Luz apagada!

Anónimo disse...

O Sporting injectou dinheiro nas modalidades de maneira irracional? Ou tudo é obra de quem pensava ficar presidente muito tempo? O cerne da questão está donde veio tanto dinheiro! Infelizmente mesmo com uma grande equipa notou-se que os jogadores do Porto como Salina, Borges e agora Iturriza, passaram a ser expulsos mais vezes! Há coisas que batem demasiado certo, não é? Da mesma forma o tal amor desmedido ao Sporting, coincidência das coincidências, levou a que meia dúzia de dirigentes não se demitam. Coincidência suprema todos são remunerados! Há os que encontram nos clubes um modo de viver e levar grande e belas vidas! Bruno logo havia de começar pelo Andebol, ele que até dizem começou no Hóquei. Rebentou com um trabalho de anos a fio! Com vinte e cinco pessoas a apoiar num pavilhão, não é possível milagres! Se calhar nem com um pavilhão cheio! E esta direcção gastou mais que Porto e Benfica juntos, aliás estes até desinvestiram, embora façam mais receita global! Reflitam Sportinguistas! Passem a acreditar em trabalho planeado e não em sonhos fáceis!

Anónimo disse...

Estranho. Muito estranho! Então como foi o Porto sete vezes campeão seguidas? Havia que acabar com o record do Sporting de cinco. Não há indícios? Triste colagem do Andebol ao que o Futebol tem de mais negro! Se vermos imagens do youtube do sétimo título, com os célebres meninos bonitos da Madeira, que nunca foram os melhores em Portugal e, apitaram três de cinco jogos, no mínimo dá que desconfiar! Se as pessoas apanhadas e com provas bastantes claras fossem punidas, isto seria este escândalo? Acabem com claques e com dirigentes que, pedem emprestado e nunca pagam! Os árbitros envolvidos já foram chamados? Aposto que não! Resta-nos o atletismo e a natação onde vencem os melhores!

Anónimo disse...

Se os "bonitos da Madeira" no meio desta podridão toda, foram os UNICOS que ainda não foram chamados, deverá querer dizer alguma coisa ou não??
Há árbitro(s) que já prestaram declarações, há arbitro(s) que ficaram com os telemoveis apreendidos pela PJ, há arbitro(s) que estão com termo de identidade e residência, mas que não são os madeirenses... Porque será??
Aceita que dói menos

Anónimo disse...

Por falar em corrupção, começo a entender que houve um tempo em que o Benfica investiu mais que outros e, pouco ganhou. (Tempo de Jorge Rito).
Não podendo comparar o investimento agora feito neste Sporting, chama claramente á atenção que, ganharam a taça dos pobres, a Challenge, mas ganharam! Porque será que o ABC quando lá andou não e, foi o escândalo que foi?
Será que o oitavo jogador é quem mais conta?
Será que o Benfica tem Andebol só por ter? Que nem pensa em ser campeão?
Como ganhou o Xico uma Taça, sabendo-se, segundo as imagens dos jogos que, foi sempre benefeciado? Jogar fora de campo dá mais? Parece...

Anónimo disse...

Era o Porto que dominava isto tudo na Andebol. Então como explicar que agora que o Sporting ganha há arbitragens onde jogadores do Porto vão para a bancada? O que se sabe é que há alguém do Sporting que mandou melhorar o serviço de Katering dos árbitros e que, antes dum jogo se realizar depositar dinheiro na conta dum árbitro! No Futebol foram os mais benefeciados e agora no Andebol a tal super-equipa teve de recorrer a meios estranhos... e vamos ver o que aí vem! Quando um presidente necessita dum ex-capitão do Benfica o defender, tudo explicado! ...e bem!

Anónimo disse...

È com mágoa que vejo na Sporting tv, Pedro Portela fazer a sua despedida. Lamentável que com a sua idade parta ao fim de dez anos. E mesmo com acções muito baixas que se praticaram sobre ele,nunca lhe vi um mau modo. Os Portugueses eram para acabar no periodo de Zupo, mas este manteve-se apesar de ganhar não menos mas, mito menos que alguns mercenários. Obrigado!

Queria saber que medidas se tomam para evitar que individuos com fraca qualidade mental,se possam apoderar de clubes? Porque não testes psicótecnicos e entrevista com psicólogo? Num país onde deputados faltam ao serviço, onde se recomenda a juízes que não se misturem com desporto ou que, insolventes contraiam empréstimos que se falhados todos temos de pagar, tem lógica!
Se se provarem as compras de árbitros entregarei o meu cartão!
Quero o Andebol no top mas, não a qualquer preço!
Lamento que neste momento o pavilhão esteja vazio, depois de sermos campeões.