gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Assembleia Geral da FAP – Orçamento e Planeamento

O Portal da Federação, noticia apenas em 02-11-11, a realização de uma Assembleia Geral Ordinária da Federação a realizar-se em 12-11-11, em Lisboa, quando a convocatória para a mesma é datada de 28-10-11.
Com a seguinte ordem de trabalhos:

Ponto Um - Declaração de Reconhecimento dos delegados designados para a Assembleia Geral pelos membros ordinários, para a época desportiva de 2011/2012, nos termos e para os efeitos do disposto no artigo 29.º e 31.º, n.º 2 do Regulamento Eleitoral;
Ponto Dois - Discussão e apreciação do Plano de Actividades e Orçamento da Federação de Andebol de Portugal para o ano de 2012.

Todos os dados relativos a esta ordem de trabalhos, apenas são distribuídos em CD, aos delegados, e desta forma perde-se uma oportunidade única de todos mas todos os agentes da modalidade, ficarem a conhecer o que vai ser a modalidade, no próximo ano, e é uma pena.

Após a conclusão da AG, a publicação obrigatória nos termos da Lei no Portal, vai demorara, certamente largos meses, o que mais uma vez vem demonstrar o “fracasso”, d4 actuação das entidades fiscalizadoras, do cumprimento da Lei.

Dizem os meus “conselheiros”, que nesta AG, poderão ocorrer alguns factos que muita gente não esperará, mas acontece que nós duvidamos, que não seja apenas discutido a ordem de trabalhos.

Esta AG, poderia ser aproveitada, para:

Os árbitros questionarem o orçamento, e as dívidas existentes.
Os atletas questionarem, não só o planeamento das Selecções, como os escandalosos subsídios atribuídos no Feminino.
Os técnicos, protestarem as verbas certamente previstas na formação, e os gastos com o corpo técnico das diversas selecções.
Os clubes, (representados não se sabe por quem), protestarem vivamente forma de disputa das diversas provas, bem como os custos inerentes
Se questionar os custos de funcionamento a todos os níveis.

Uma última pergunta – Quantas Associações, deram a conhecer aos seus clubes os documentos em discussão, e vão respeitar o sentido de voto decidido?

Terminamos, este texto com a esperança, de que exista no mínimo decência e transparência, na AG.

O Banhadas Andebol

33 comentários:

N82 disse...

Ao meu clube não chegou nada, mas isso é normal. Os lacaios das Associações tem que estar caladinhos para comerem todos do mesmo tacho.

Mais uma pérola da FAP:

Mapa de castigos de 03/11/2011

Valongo do Vouga multado em 50€ por infração do ART.13.1.A TIT.11 SUBT.3.

Ora vejam o que diz o regulamento:


TÍTULO 11
DOS JOGOS EM GERAL
SUBTÍTULO 3
PARTICIPAÇÃO DOS TECNICOS
COM
LICENÇA DE TREINADORES DE ANDEBOL
NAS PROVAS
NACIONAIS E REGIONAIS
* Revogado pelo novo Regulamento para acesso e exercício da actividade de Treinador de Andebol, aprovado em Reunião de Direcção
realizada em 17.6.201

Como pode ser castigado se não existe o artigo infrigido?

Ou não era castigado ou então tinha que averbada derrota pois é o que determina o regulamento dos treinadores (parece que o Espinho na PO08 aconteceu isso), e pelas constantes informações da FAP (CO 42) sobre a obrigatoriedade das cédulas dos jogadores.

É só asnos na FAP. Palha para eles.

Anónimo disse...

Parece-me que o Torrinha, desta vez é que vai apanhar ar...

Anónimo disse...

A Assembleia referida será, para além dos dois pontos da Ordem de Trabalhos, em bastidores, o primeiro passo para apalpar terreno no sentido das eleições de 2012.
E, com um bocado de sorte, assistiremos a uma primeira "facada".
Torrinha, o Presidente, vai ter que levar os "bodyguard".
Am I right?

Anónimo disse...

só haverá andebol, no dia em que os delegados a esta ou às outras AG, forem livres de votar, ou o fizerem sobre a orientação das suas assembleias regionais, o resto é só tangas para o almoço, e palavras de circunstância, nesta até é provavel que surjam algumas novidades e pelos vistos o banhadas já sabe de alguma coisa mas não disse porquè..

Anónimo disse...

Há que não ter medo... O Banhadas se sabe que levante o véu e diga o que sabe... senão é melhor não se deitar a advinhar...

Será que o reino se está a desmoronar???? ou então tudo não passa de mal entendidos...


O futuro dirá algo de muito importante, ou a montanha vai parir um rato...


Sempre atento, espero que o Banhadas ganhe maturidade em todos os assuntos relacionados com a modalidade.

Anónimo disse...

=Peregunten ao Augustro Silva, o que lhe fdoi oferecxudi e qu rexcusou, e mais quem foi que lhe fdez a proposta e o possivel a duantamwnto e verbas,,mas o homem nºao aceieitou

Anónimo disse...

que vergonha. como e possivel castigar algem com artigos revogados.

o que diz a isto a FAP. assobia.

so acontece com os clubes de aveiro.

ate porque no jogo entre o s. bernardo e o v. vouga na po08 o oficial b do s. bernardo foi expulso com relatório e nada lhe aconteceu. na primeira ficha de jogo apereceu o vermelho directo agora ja nao aperece a expulsao. so numa fap como esta isso acontece. se for preciso em provo o que estou afirmar. E a verdade desportiva acima de tudo.

Será a mao do golao?
E o que faz a FAP assobia.
Chulos

Anónimo disse...

N82 nao quereras dizer cedula de treinador?

Anónimo disse...

eh lá, já existe alguem a abrir-se isto está a ficar bonito, olari lolé

Anónimo disse...

É nesta que o homem vai ser posto a andar. E ainda bem!

Anónimo disse...

Mas será vai mudar alguma coisa, esperem pela pancada

Anónimo disse...

Falta pouco para rebemtar a bomba, ou então tudo não passará de um mal entendido?... Mais uma vez Augosto Silva e seus pares de Braga vão decidir o futuro do Andebol Luso... Até parece mentira... mas vai ser uma realidade!!!!

O Banhadas devia dizer tudo o que já sabe... o Andebol agradecia muito!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Os de S.Bernardo semprfe tiveram regras especiais. Até conseguem inscrever Oficiais (delegado ao jogo) no mesmo jogo em que está registado como Oficial de Mesa.
Fácil provar e o que fez a FAP? NADA!

Anónimo disse...

meus amigos, parece que o deus do andebol, está tambem ,etido no assunto, e que na proxima assembleia, a ideia era entalar o ht, mas quem o secedia está lá dentro, agora será provisório ou definitivo, quakquer que seja a decisão parece-nos sempre pobre, mas era importante sabermos os nomes dos delegados que irão estar presentes. Para saber quem deve a quem e o quê

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Já se eliminam comentários?

O Banhadas confirma a tendência para os tiros nos pés.

Aguardo.

Anónimo disse...

SE for o Augusto Silva a decidir, e tratar o andebol como o trata na Associação dele, eu fico completamente tranquilo. O problema pode ser ele não querer e parece que não quer mesmo. aí é que pode ser mau. Fico apreensivo é se vem um totoloto qualquer, armado em salvador, destruir o pouco que temos. É que dois ou três anos de liga, chegou para percebermos do que esses senhores são capazes: destruir em alta velocidade!Ele tem muito poder? meus amigos pelo menos foi construido com trabalho,conforme a associação de Guimarães mostra!Se for para o poder quem tem dado provas, que mais queremos afinal?

Anónimo disse...

só uma questão, porque será que só presiodente aparece na assinatura dos protocolos, então e os outros elementos da direcção

Anónimo disse...

Afinal agora se percebe porque é que o Manuel Moreira é o Presidente em funções da Associação!!!!
O Augusto Silva está de saída...
Vamos aguardar pelos proximos episódios..........................

Anónimo disse...

pessoal estão a esquecerem-se do deputado Ulisses de Aveiro, que poderá ser muito bem um dos possiveis sucessores no reino, pelo menos até haver eleições

Anónimo disse...

Ulisses??? Já ganhou.

Anónimo disse...

O Torrinha conseguiu não só ser ditador com todos os clubes como enganar toda a direcção. Ou sai ele ou sai a direcção toda. Nada que me surpreenda dada a forma como sempre exerceu o poder.

Augusto Silva, Ulisses Pereira, Rui Coelho? Qualquer um destes nomes seria bom, o importante é que esse ditador seja posto na rua!

Anónimo disse...

Se houver queda da Direcção federativa o que seria um passo me frente para o futuro positivo do andebol, não deixo de lamentar que caso aconteça se coloque um nome como Ulisses Pereira que por onde passou deixou tudo no chau e descapitalizado..
Por favor gente nova e certificada(CVD) no Andebol e tem gente com enorme capacidade e nem precisa de ter ordenado para assumir os destinos do andebol português.
Deixam de fazer fretes ao andebol português, sr. Henrique Torrinha, Pedro Sequeira o temôr do andebol..

Anónimo disse...

O Presidente da FAP será quem o Augusto Silva quiser, porque todos sabemos que ele controla o aparelho associativo. Como ele não quer ser presidente (ainda bem, porque é cedo), fala-se que a escolha dele recaiu no Ulisses. Também se diz que ele (augusto Silva) integrará a direcção. se assim for, penso que o andebol sai a ganhar e muito, porque passa a ter as pessoas certas na liderança.

Anónimo disse...

desculpem a pergunta o Ulisses é aquele que quiz fazer desaparecer o estádio em aveiro.

Anónimo disse...

Ulisses? Augusto Silva?
O que o andebol precisa é de competência e não de gente do bota abaixo.
Para pior já basta assim.

Anónimo disse...

Augusto Silva é só o dirigente associativo com melhor trabalho em Portugal. Ulisses Pereira é só o dirigente com melhor curriculum dos quadros da FAP. Rui Coelho é só o dirigente nacional com mais prestígio nas estruturas internacionais.

Dizer mal destes 3 senhores é mesmo prestar um serviço ao ditador Torrinha. Querem lá meter quem? Valha-nos Deus.

QUem escreve aqui deve andar a soldo do Torrinha.

Anónimo disse...

Para o comentário das 23.11: por falar em bota abaixo, qual é exatamente o contributo do teu comentário?

Anónimo disse...

metam lá o Presidente da Ass.andebol da madeira, pois com a sua forma peculiar de trabalhar têm levado o andebol madeirense muito longe. è competente e sem dúvida muito bem relacionado institucionalmente.
Julgo que inclusive será um nome concensual..........

Anónimo disse...

alguem sabe o que a reunião de ontem, o atento

Anónimo disse...

Em relação aos 3 nomes acima citados, gostaria de deixar aqui as seguintes questões:
1º Se é verdade que o abandono de H.Torrinha tem a ver com a actual situação económica, como é que o Sr.Ulisses Ribeiro, com o pelouro financeiro da FAP, logo com responsabilidades nesse sector, pode ser o novo Presidente da FAP, assuma as suas responsabilidades e demita sse.
2º Quem colocou H.Torrinha, como presidente da FAP, foi o Sr.Augusto Silva, foi ele que liderou o processo e convenceu todas as Associações a votarem na actual direcção. Para uma vez mais poder mandar na FAP. Portanto tambem tem responsabilidades.
3º Rui Coelho, seria efetivamente a melhor solução, mas tem um problema muito grave, passa a vida fora de Portugal em jogos internacionais, ha meses que não vai a FAP, penso até que nem sabe o que se passa no andebol nacional.
Viva o Andebol
P.S.: Já se comenta, que quem vai decidir o proximo presidente é a ANCAMP, associação criada segundo se diz pelo SR.Augusto Silva e amigos a pedido, para agora poder votar nele, outro favor grande que os delegados desta associção deviam fazer era demitirem-sse.

Anónimo disse...

Como é que as associações distritais, vão ter coragem de não votar nas proximas eleições nos actuais orgãos sociais. Como o andebol esta a bater no fundo tem que haver a coragem de dizer que o Sr.Torrinha, pagou e paga 750€ a cada presidente das Associações Distritais, com exepção de Lisboa, Madeira e Braga. O resto recebe esse valor para estar calado e para nas assembleias gerais estar a dormir.

Anónimo disse...

Com a nova Lei de Bases e Regime Jurídico das Federações Desportivas, o Presidente é um órgão unipessoal.
As competências são amplas e os movimentos financeiros da Federação feitos com a sua única assinatura.