gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Assembleia Geral da FAP – Orçamento e Planeamento – Parte III

Realizou-se a Assembleia Geral Ordinária no dia 12-11-11, e “parece” que nada se passou, pois o site da FAP, noticia que foi tudo aprovado, incluindo o Planeamento e Orçamento por maioria com apenas uma abstenção.

Não queríamos que já estivesse publicado o Planeamento e o respectivo orçamento, pois sabemos que em termos de funcionamento, apenas daqui a alguns meses, quando já ninguém falar nisso, os documentos em causa serão então publicados.

Mas , não se compreende a passividade de uma Assembleia, que aprova um Planeamento devidamente Orçamentado em 5,3 milhões e o Presidente da Federação vem logo a seguir dizer que tem de se fazer um rectificativo, pois vai haver cortes, inclusive nas participações a nível internacional das Selecções, prevendo até ter que fazer uma remodelação dos quadros competitivos.

Não será de perguntar:

  • Qual o motivo, de não ser logo apresentado um orçamento já rectificado?
  • Qual o motivo da passividade uma AG, perante estes factos?
  • O Porquê, de não se ter imediatamente apresentado um planeamento de Selecções devidamente rectificado?
Muitas mais perguntas se poderiam fazer, mas existe uma que não poderemos deixar de fazer. Quantos Delegados estiveram presentes e quem representavam?

A resposta a esta questão poderia esclarecer muito do que se passou.

Estamos ainda esperançados em saber muito mais da forma como decorreu a AG, e informaremos em tempo.

O Banhadas Andebol

14 comentários:

Anónimo disse...

Com assembleias programadas ao milímetro é difícil que os problemas saiam.
Uma coisa é certa. Com ou sem assembleias fantasma esta direcção tem que caír.
É mau demais o que está a acontecer.
E isto não se trata de simples má língua mas sim de uma constatação evidente e indesmentível.

Anónimo disse...

Já começa a "mafia" do académico :D.

Nomeação Académico x Alavarium (ex atletas do clube do Porto) aveirenses preparem-se para serem menos "favorecidos" no jogo haha

Nomeação Santo tirso x Infesta (árbitro com filho a jogar no Académico) será que conseguirá ser imparcial e não prejudicará um adversário directo do clube do seu filho? a ver vamos como vão correr os jogos. Espero que na Segunda nos digam como foi a prestação destas duas duplas...

adepto atento

Anónimo disse...

A montanha pariu um rato!

Anónimo disse...

Possivelmente a AG da FAP aprovou o orçamento sabendo que terá que aprovar um orçamento rectificativo, porque o Governo Português ainda não discutiu com as Federações as verbas a atribuir para a próxima época. Possivelmente a AG da FAP aprovou este orçamento porque a lei impõe que as Federações apresentem os orçamentos até Dezembro de cada ano, sem se preocupar se estas têm condições para apresentar orçamentos, por falta de organização do Governo como é o caso. Possivelmente não há orçamento para as Selecções, porque o Governo ainda não definiu qual a fatia que a Federação vai receber para esse setor. Possivelmente o Banhadas poderia ficar a saber tudo isto se constituísse como um órgão oficial e, a partir daí, teria, como qualquer outro, assento no setor da comunicação, como tem o Andebol do feminino se assim o quiser. Se o Banhadas soubesse isto tudo já compreendia a passividade da AG da FAP. Possivelmente se o Banhadas tivesse rosto, mesmo não estando presente poderia questionar quem de direito e ficar devidamente esclarecido. Possivelmente se o Banhadas soubesse isto tudo, em vez de direccionar este artigo em crítica à AG da FAP, direccionava em crítica ao poder instituído, pela forma anárquica e irresponsável como trata dossiers deste género. Possivelmente aí o Banhadas até ousaria criticar a forma como as verbas são distribuídas às federações, pois estas contemplam o ano civil e não a época desportiva. Porquê? Porque quando o governo faz um corte de 20% esquece-se que o está a fazer a meio de cada época desportiva, deixando as federações desesperadas para resolver os problemas que lhe são criados para complementar os meses que faltam concluir. Sabendo tudo isto, o Banhadas já não deixava tantas perguntas no ar. Continuando com o "possivelmente", quem sabe se o Banhadas não se irá constituir no futuro como um Blog com rosto e automaticamente passará a estar por dentro dos problemas da modalidade, não de forma clandestina, mas sim de forma correcta. Quem sabe...

Anónimo disse...

Não há montanhas de ideias ou actividades no andebol português, há um planicie, um deserto de ideias e cópias mal feitas,os resultados.... alterar os regulamentos a meio das provas, é equipas não cumprir os regulamentos e não são punidas e por ultimo o trafico de influencias dos colaboradores parece um filme de a preto e branco.
Uma novidade de grande alcance, foi aberto uma delegação da FAP/Formand na Fadeup e a funcionária é muito atenciosa e rapida a resolver os assuntos, ao menos isso!.
Valha-me Stº Antonio do Telheiro..

Anónimo disse...

Estão definidos os nomes que encabeçam os órgãos mais importantes que vai concorrer às eleições da FAP: Salvador-Presidente da FAP; Marreiros presidente do C. Arbitragem; Hugo Vergilio- Presidente da AG. Pelo meio entram Luis Graça, Galambas (presidente do CA da FAP), Henrique Silva, Carlos Joaquim, José Carlos Correia (traiu o amigo de Guimarães)e Ana Maria (Presidente da AA de Lisboa). O treinador escolhido para a Selecção Nacional será Paulo Faria.
Para já apoios só Lisboa e APAOMA, mas Leiria, Madeira e outras, bem como muitos dos delegados da ANCAMP (por influencia de José Carlos Correia e João Marques - Sismarias)vão aderir a esta candidatura. Consta-se que Ulisses Pereira recuou e não se juntará a este grupo para já, sem saber exactamente se existem condições para ganhar.
Onde andam os “outros”, nomeadamente Augusto Silva, João Lemos, Escada, Luís Santos, Pedro Feist e toda a corrente anti-liga? Na A G da FAP, segundo se sabe o silencio destes foi absoluto, pois apenas Leiria, Lisboa e Madeira, alguns delegados da ANCAMP (incluindo o seu presidente) se juntaram na sexta-feira à noite para traçar estratégias. As outras associações foram chegando pela manhã, em cima da hora da AG e no fim foi cada uma para o seu lado. Também consta que APAOMA, Leiria, Lisboa e J C Correia, numa acção concertada, usaram a AG como pré campanha eleitoral, desancando forte e feio no Presidente da FAP.

Anónimo disse...

existem comentários e visões só possiveis na contra informação, então estão a ver o huho virgilio , o hemrique silva e o cajó todos na mesma lista, era giro dava para rir

O Atento

Anónimo disse...

17 de Novembro de 2011 00:22
SOBRE ESTA LISTA de figurinhas para a Federação, PARECE-ME UM "Sanatório de acomodados" e de andebol népia!
Est´bem, está bem! assim a dinastia do LS vai para aí mais 20 anos.
O Salvador julga-se o masi capaz e comeptente, esquece jogoadro damarginalidade do andebol, mas então o Zé Carlos Correia um caso sério do Associativismo amador em Portugal....
Vou ficar sentado na poltrona a ver passar os militantes do nosso andebol!!!

Anónimo disse...

Grande equipa que o António Salvador Arranjou! Em dois anos o andebol está na falência! Hugo Virgilio? Marreiros? J C Correia? Presidente da AA Lisboa? Estes senhores merecem todos uma homenagem debaixo do titulo "Os coveiros do andebol Nacional" O Salvador é uma pessoa de bem, mas não deve saber com quem se está a meter! Esta gente é o pior que podia acontecer ao andebol nacional. Acorda Augusto Silva, estão a assaltar o andebol e tu estás a dormir!

Anónimo disse...

Este O ATENTO não sou eu O ATENTO que normalmente traz aqui umas informações.
Todavia informo o senhor O ATENTO das12h38 para que não aposte as fichastodas no "escuro".
Se quer uma opinião que irá valer o que valer, o comentário das00h22 é um disparate pegado.
Porem parafraseando o Vitor "eu já vi uma bicicleta a andar de porco".
O ATENTO

Anónimo disse...

existem aqui comentários, que dão vontade de rir, ao colocarem nomes numa pseudo lista de Salvador, tudo numa tentativa de descredibilização de apenas um nome, para surgir um d. Sebastião, meus caros podem ter a certeza de que 99 % dos nomes nunca poderão surgir por diversos motivos numa lista que hipoteticamente fosse encabeçada pelo salvador, seria certamente contra todos os seus princípios e segundo sei deles nunca abdica, perguntem aqueles que sistematicamente andam a atrás dele, de norte a sul do país, e talvez encontrem muitas surpresas e por hoje mais não digo. Perguntem ao atento, porque já vi que ele sabe.

Anónimo disse...

nao conheço todos os nomes em questão mas o j c correia pelo amor de deus, este é mais um igual aos que la estão ag. se entrar gente deste tipo nesta nova lista a federação ela ficará automaticamente descredibilada

Anónimo disse...

Eu penso que quem faz comentários aqui sobre o Dr. Salvador são os mesmos artistas de sempre, que querem à viva força colocar o Dr. Salvador na rota das candidaturas. O dr. já disse de viva voz que não tem peso para se candidatar, porque não tem apoios,logo ficou tudo esclarecido. Um dos erros do Dr. Salvador neste processo foi colocar o Sr. Marreiros e Hugo Virgilio como pivots da sua candidatura, porque sejamos honestos: estes senhores não arrebanham ninguem, afuguentam! Eu penso que o Dr. Salvador é extremamente util à Federação, mas nunca no papel de "salvador". A Fap precisa e gente como o Dr. Salvador,mas era bom que antes de mostrar apetite pela presidencia, mostrasse trabalho numa associação ou num clube. Isto de aparecer de quatro em quatro anos disponivel para se candidatar, não dá com nada.

Anónimo disse...

É tudo mentira! Os almoços que o Salvador e Marreiros deram (e deram mesmo!) foi só para falarem sobre o jogo Porto - Benfica, para estes dois senhores, que andam afastados da modalidade, ficarem inteirados do momento que o andebol vive.
A campanha que o Hugo Virgílio encetou, é só para preparar os caminhos para daqui a 4 anos! Tudo mentira! Estes pára-quedistas que de 4 em 4 anos saem da toca e aparecem muito interessados na modalidade não têm segundas intenções, os outros (os que não estão com eles) é que são maldosos!
De uma vez por todas era bom que estes senhores dessem a cara, em vez de andarem em conspirações, como aquela que estão a montar, para poderem ver a insignificância que têm no andebol. Deveriam ir a votos e ver qual é o peso que realmente têm, para depois deixarem de sonhar.
Efectivamente os delegados de clubes e associações, que são aqueles elegem direcções e derrotam candidaturas, não têm grande credibilidade, são uns vendidos e outras coisas mais que lhes queiram chamar, mas têm uma virtude: trabalham nos clubes, trabalham nas associações, estão presentes todos os dias. Se forem ver um por um, verificarão que estão todos no activo. Esta gente que constrói a nossa modalidade todos os dias, tem muitas dificuldades em perceber porque é que devem eleger alguém que não aparecem em lado nenhum, no período entre eleições, deixaram um rasto negativo quando lhes foi facultado o espaço para fazerem algo e ainda por cima são conspiradores! Por acaso alguém com sanidade natural, acredita que pode ser eleito para gerir a FAP, usando a má língua como chave de entrada?
Tenham coragem e candidatem-se, pelo menos ficam a saber o peso que não têm na modalidade! Ou será que nem conseguem arranjar a porcaria de meia dúzia de assinaturas para a oficializar a candidatura? Se não conseguem isso não vos diz nada? Será que a culpa é da lei em vigor, que foi aplicada ao desporto por causa da luta que vocês travaram com a federação? Não foi por acaso esta lei criada de feição para dar democracia às AG das federações, de forma a que todas as opiniões tivessem expressão dentro das federações? Vocês não conseguem ter essa expressão? De quem será a culpa? Dos que trabalham para o andebol não deve ser! Possivelmente se saírem do sofá e começarem a trabalhar para o andebol, um dia que mostrem o rosto serão reconhecidos. Querem uma sugestão? Comecem por assumir a gestão da Associação da Vossa apoiante de Lisboa, que é um caos completo. Assim, vocês introduzem-se no andebol de forma correcta: trabalhando e mostrando serviço. Até lá, enquanto se limitarem à diversão dos almoços, pelo menos para mim, continuarão a ser conspiradores, logo, pouco credíveis!