gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 31 de maio de 2018

EURO 2018 FEMININO – FRANÇA – XIX


EURO 2018 FEMININO – FRANÇA
(HANDBALLISSIME)
QUALIFICAÇÃO


A Fase de qualificação 2, para a Fase Final do Euro 2018 a realizar de 29 de Novembro a 16 de Dezembro de 2016 em França têm hoje continuidade com Portugal enquadrado no Grupo 4, juntamente com a Roménia, mais uma vez a Rússia e a Áustria.

Já Apurado:
França País Organizador

PORTUGAL PERDE COM A RUSSIA

Portugal voltou a defrontar a Rússia agora em Portugal (Sines, com entrada livre) em jogo relativo à 6.ª jornada do Grupo 4, apresentando-se em campo com os constrangimentos normais de quem vai disputar um encontro apenas pela honra e dignidade, pois além de não ter já qualquer hipótese de qualificação, e apenas apresentar derrotas no seu Grupo de qualificação, defrontou apenas e somente a equipa campeã Olímpica. Felizmente num encontro com transmissão no Canal Porto e na Andebol TV, e com o pavilhão local, com menos publico do que o desejado. Portugal, que fez no conjunto um bom jogo, em especial no primeiro tempo, onde chegamos a perder pela diferença mínima (15-14), num encontro onde a equipa Russa, não podia perder, pois ainda não têm o seu apuramento garantido. De referir o bom jogo de Isabel Góis, e em especial de Mariana Lopes (5 golos), e Mónica Soares (5 golos), mas exibição de Portugal no primeiro tempo obrigou a Rússia a trocar as suas guarda-redes, e a entrada de Elena Utkina, que fez uma grande diferença, no entanto a equipa russa, soube aproveitar as diversa superioridades numéricas que teve, com o Portugal a sofrer a desqualificação de Jéssica Ferreira logo aos 31 minutos de jogo, ficando Portugal nesse momento a jogar com apenas 4 jogadores de campo, mesmo assim Portugal conseguiu superar esse momento com uma Patrícia Rodrigues (4 golos) a ter uma excelente visão de jogo, e aos 40 minutos de jogo, perdíamos mais uma vez pela diferença mínima (20-19), momento em que sofremos 3 golos seguidos de livre de 7 metros No total sofremos 8 livres de 7 metros, tendo 5 sido convertidos), e até aos 49 minutos sofremos um parcial de 7-1, com a Rússia a alcançar o maior diferencial, ao ficar a vencer por 27-20, Portugal neste período rodou quase toda a sua equipa com Beatriz Sousa (3 golos) a fazer a sua estreia na Selecção A, e a demonstrar toda a sua qualidade, neste segundo tempo a Rússia, com as suas transições rápidas, e com o poderio fisico da sua pivô, resolveu o jogo. Portugal continua sem ganhar, nesta fase em termos de resultados, mas esperamos que face ao número de jovens atletas que apresentou, num futuro não muito longínquo estar a um nível mais elevado. Na equipa russa especial destaque para Anna Vyakhireva (11 golos, a maioria de 7 metros) e Daria Dmitrieva (4 golos). Jogo dirigido pela dupla húngara constituída por Péter Herczeg e Péter Südi, que apesar do excelente comportamento desportivo das atletas de ambas as equipas, exagerou nos livre de 7 metros e não esteve bem em espacial na lei da vantagem

Com este resultado confirmaram-se todas as nossas suposições e mais uma vez estamos afastados das Fases Finais das grandes provas. O jogo em falta para concluir a nossa participação, servirá apenas, para cumprir calendário, pois vamos defrontar a Roménia uma das melhores equipas do Grupo.

Resultados e Calendário de Portugal

1.ªJornada
Rússia 32 – 25 Portugal
2.ªJornada
Portugal 16 – 32 Roménia
3.ªJornada
Portugal 30 – 32 Áustria
4.ªJornada
Áustria 29 – 24 Portugal
5.ªJornada
Portugal 24 – 30 Rússia
6.ªJornadaDia 03-06-18
Roménia – Portugal (18H30)

Horas Locais

Informação

Os dois (2) primeiros classificados de cada um dos 7 Grupos, são os apurados diretamente pata a Fase Final, a que se juntará o melhor dos 3.º’s classificados de entre todos os Grupos. Para a elaboração desta classificação não contam os resultados verificados com o 4.º classificado de cada grupo.

O Noticias.

5 comentários:

Anónimo disse...

Faltou referir os excelentes comentários da Patricia, que eu aplaudo, dizendo apenas obrigado,

Anónimo disse...

Pena a meio da segunda parte a nossa seleção não ter conseguido aguentar o ritmo das russas. Mas Portugal fez um jogão equilibrando até meio da segunda parte com uma seleção como a Rússia. Érica e Patrícia Lima teriam dado mais uma ajuda mas as que estiveram fizeram um grande jogo. Miúdas tão novas a jogar a este nível, se se apostar um pouco mais no feminino estamos no caminho certo e Portugal pode fazer umas coisas bonitas. Parabéns a todas!

Anónimo disse...

Arrepia ver estas jovens jogar assim contra as campeãs olímpicas. O futuro de Portugal está assegurado. Cada dia estão mais próximas das melhores do mundo. Nunca desistam!!!

Anónimo disse...

Parabens pelo resultado e jogo apresentado por atletas nacionais e internacionais a jogarem com a mesma paixão de sempre.

Mas não chega é preciso não mais portugesas a jogar fora do País mas a naturalização de 2 a 4 atletas Cuba e Cabo Verde e o sucesso estaria facilitado.
Exempo de França, Espanha que teria resultados diferentes senão adoptassem a politica de naturizar alguns atletas que jogam no seu campeonato.
Parabens a Dirigengte Juliana Sousa, Tr.Ulisses Miguel e os comentarios da Patricia Resende são de louvar e nasceu para essa actividade ..
ADC

Anónimo disse...

Há uma coisa que me irrita profundamente ao ler e ouvir o comentário "São as campeãs olímpicas", pois para vossa informação a Rússia veio a Portugal com somente com 4 atletas da equipa principal (Anna Sen, Anna Vyakhireva, Dmitrieva, Makeeva) a Utkina é tipo a terceira Guarda Redes da Seleção, sendo que as restantes foram resguardadas para o encontro final e decisivo contra a Áustria. A primeira Guarda redes da Rússia é júnior e muitas outras que lá estavam são juniores também.
Esta publicação não é uma crítica à nossa seleção, pelo contrário, acho que o andebol feminino em Portugal está a evoluir, e o efeito disso é ver as nossas atletas a irem jogar em campeonatos estrangeiros mais competitivos onde a progressão é muito maior.
Quero dar especialmente os meus parabéns ao Ulisses Miguel Pereira que está a fazer um magnifico trabalho pela seleção. Assim que iremos ter uma seleção competitiva dentro de pouco tempo (mesmo antes do que disse na entrevista, lá para o ano de 2020)
Parabéns às nossas atletas pelo excelente jogo que realizaram, mas reparei que na segunda parte as pernas começaram a falhar e as Russas como profissionais que são ganharam a vantagem.
Voltando aos cometedoras do jogo, o selecionador da seleção Russa parece que está sempre chateado e irritado, mas estão enganados, é a paixão que ele tem pelo andebol que o faz ser assim, ele leva as coisas muito a sério, e para um selecionador que também é treinador de uma equipa Russa, que na época passada pegou numa equipa que nunca tinha ganho uma super-league Russa e se torna campeão com essa mesma equipa vencendo a super potência Russa (Rostov-Don) é algo de lhe tirar o chapéu para ser honesto.

Força Ulisses, força miúdas da seleção estamos a ir no bom caminho.