gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Super Globe – 2015- V

FUCHESE BERLIN
VENCE
SUPER GLOBE – 2015
Disputada que foi a final da “Super Globe”, que como de costume se disputou em Doha no Qatar, entre o MKB Veszprem (Hungria) – (2.º Classificado na Liga dos Campeões Europeus), e o Fuchese Berlin (Alemanha) – (Vencedor da EHF CUP), o significou uma completa modificação do paradigma das últimas edições. Tivemos um excelente jogo de andebol, disputado com grande equilíbrio, e por praticantes de excepção nas duas equipas, num recinto com uma boa moldura humana e que acompanhou o jogo com extraordinário comportamento. O equilíbrio foi uma constante durante os 60 regulamentares, mais os 10 minutos do prolongamento, no entanto a equipa alemã no final dos primeiros 30 minutos vencia por 15-13, para a equipa húngara empatar o jogo aos 40 minutos a 18 golos, daqui até ao final do tempo regulamentar as alternâncias (nenhuma equipa, teve vantagens superiores a 1 golo), no marcador e as igualdades foram uma constante, com o guarda-redes Petr Stohl (na nossa opinião o homem do jogo com 38,1% de eficácia, apesar deste parâmetro ser inferior ao do seu adversário no mesmo posto), a defender um remate do húngaro Nagy (apenas 36,4% de eficácia) a 45 segundos do fim, para de seguida os alemãs a 10 segundos fim do tempo regulamentar acertarem no poste da baliza do bósnio Mirko Alilovic (outra grande exibição, com 42,3% de eficácia), ao serviço da equipa húngara. Nos primeiros 5 minutos do prolongamento os húngaros com uma excelente entrada marcam dois golos e pela primeira vez no encontro estão com dois golos de vantagem, mas permitem a reacção do Fuchese, alicerçada na exibirão do seu guarda-redes e igualam novamente o encontro a 26 golos, resultado com que terminou a primeira parte do prolongamento, para no segundo período de 5 minutos do tempo extra a equipa alemã vir a marca mais dois golos e fazer 28-26, com a equipa húngara a conseguir reduzir para a diferença mínima quando faltavam cerca de 20 segundos para terminar o tempo do prolongamento. De destacar ainda o sueco, Tonnesen (6 golos e 66,7% de eficácia), na equipa alemã, concretizados em momentos decisivos do encontro, e ainda o croata Renato Sulic (80% de eficácia) que com 8 golos foi o melhor marcador da equipa magiar e do encontro. Encontro dirigido pela dupla IHF romena constituída por Bogdan Stark e Romeo Stefan, que realizaram uma excelente exibição.

As oito (8) equipas, que disputaram a prova foram:
FC Barcelona (Espanha) – (Campeão Europeu e que defendeu o Titulo)
MKB Veszprem (Hungria) – (2.º Classificado na Liga dos Campeões Europeus)
Fuchese Berlin (Alemanha) – (Vencedor da EHF CUP)
AL-SADD (Qatar) – Organizador
AL-Ahly (Egipto) – Convidado
Club Africain (Tunísia) – África
Taubaté handball (Brasil) – PanAmerica
Sydney University (Austrália) - Oceânia

Resultados Finais
Dia 10-09-15
7/8 Lugar
Club Africain 26 – 20 AL-SADD
5/6 Lugar
AL- Ahly 28 – 24 Taubaté Handball
3/4 Lugar
FC Barcelona 30 – 20 Sydney University
Final
Fuchese Berlin 28 – 27 MKB Vesxprem (C/Prolongamento)

Classificação Final – 1.º Fuchese Berlin, 2.º MKB Vesxprem, 3.º FC Barcelona, 4.º Sydney University, 5.º AL- Ahly, 6.º Taubaté Handball, 7.º Club Africain e 8.º AL-SADD

Destaque na classificação final, que os 3 primeiros lugares foram ocupados pelas equipas Europeias, e com a equipa oriunda do Continente “proscrito” pela IHF a ficar num extraordinário 4.º lugar.

Duplas Nomeadas:
Tamer Elsayed / Mohamed Samir Rashed - Egipto
Bogdan Stark / Romeo Stefan – Roménia
Nikolay Volodkov / Evgeniy Zotin - Rússia
Majid Kolahdouzan / Alireza Mousaviannazhad - Irão
Nenad Kristic / Peter Ljubic - Eslovénia

Os jogos foram transmitidos via live streaming em http://shoof.alkass.net/shoof/live/live_2.php
 
Os vencedores do Torneio até ao momento são:
2010 – Atlético Madrid (Espanha)
2011 - THW Kiel (Alemanha)
2012 – Atlético Madrid (Espanha)
2013 – FC Barcelona (Espanha)
2014 – FC Barcelona (Espanha)
2015 – Fuchese Berlin (Alemanha)
 
Nota – Nas últimas 6 edições da prova, 4 vitórias de equipas de Espanha e 2 vitórias de equipas alemãs.

O Analista

3 comentários:

Anónimo disse...

porque será que para estas provas as nossas duplas nunca são nomeadas

Anónimo disse...

O Mirko Alilovic não é Bósnio mas sim Croata

Anónimo disse...

A único dupla que podia estar presente e mérito e valor era Nicolau e caçador o resto é divisão domestica e a mando do Chinês!