gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 18 de maio de 2016

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 10 – 2015 / 2016

Breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

Existiu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 63 de 01-03-16, para a qual chamamos a devida atenção, pois a Fase Final será disputada por três equipas, os vencedores de cada Zona e o representante dos Açores, que discutirão o Titulo de Campeão Nacional. Mantêm-se o critério definido para as promoções (Açores mesmo Campeão Nacional, nunca será promovido).

A Fase Final será disputada em concentração no sistema de TxT a uma volta, em campo neutro a indicar pela Federação, em 10-06-16, 11-06-16 e 12-06-16.

2.ª Fase

Zona 2 – 11.ª- Jornada (4.ª da 2.ª Volta)
Dia 14-05-16
Zona Azul 38 - 21 Samora Correia
AD Albicastrense 30 - 28 Oriental Lisboa
CCP Serpa 27 - 25 Ginásio Sul
CF Sassoeiros 24 - 35 Vela Tavira

Jornada que decorreu com os parâmetros disciplinares a 100%, ou seja sem ocorrências disciplinares registadas, o que é sempre motivo de destaque. Tendo ainda outra característica curiosa, pois foram confirmados todos os resultados verificados na jornada homóloga da 1.ª volta, um dos encontros mais equilibrado disputou-se em Castelo Branco, onde o AD Albicastrense recebeu o Oriental de Lisboa, e teve de sofrer a bom sofrer para levar de vencida a aguerrida equipa do Oriental Lisboa, conforme o demonstra o resultado que se verificava ao intervalo, onde os locais vencia pela diferença mínima (15-14), para já no decorrer do segundo tempo, se registar uma igualdade a 22 golos, e só posteriormente a equipa visitada conseguiu estar na frente do marcador e terminar como vencedor, este resultado não alterou as classificações das equipas. Em Serpa a equipa do CCP Serpa, confirmou a sua vitória sobre o Ginásio Sul, num encontro de aparente equilíbrio, mas onde os locais comandaram o marcador durante os 60 minutos, chagando aos 7 golos de vantagem, como por exemplo aos 12-5, e aos14-7, para chegar ao intervalo a vencer por 16-10, disputando o segundo período em total gestão e controlo do jogo e do marcador, e com esta vitória a equipa local, ascendeu ao 4.º lugar da Classificação. Tivemos depois os resultados mais desequilibrados da jornada, onde (na nossa opinião) a grande surpresa pelo diferencial final esteve na vitória do Vela Tavira em Sassoeiros dianta a equipa local do CF Sassoeiros, num encontro onde a equipa visitada ainda equilibrou durante o primeiro tempo, que terminou com a equipa do Vela Tavira na frente do marcador pela diferença mínima (15-14), para os segundos 30 minutos serem de completo e total domínio do Vela Tavira, que construíram um resultado, que lhes permite manterem-se no 3.º lugar da classificação e em simultâneo continuarem na discussão por um lugar de subida de divisão. Por fim tivemos o resultado mais dilatado da jornada onde os homens de Beja, venceram o Samora Correia, com o resultado totalmente construído no primeiro tempo, ao chegarem ao intervalo a vencerem por 24-10, depois foi só gerir o resultado e o plantel, e com este resultado continuarem a ocupar os lugares cimeiros da classificação em companhia do AD Albicastrense. Nesta Zona, apenas 3 equipas a 3 jornadas do fim podem discutir o apuramento (Zona Azul, AD Albicastrense e Vela Tavira)

Classificação depois de disputa esta jornada - 1.º AD Albicastrense e Zona Azul (29 pontos), 3.º Vela Tavira (25 pontos), 4.º CCP Serpa (21 pontos), 5.º Ginásio Sul, e CF Sassoeiros (20 pontos), 7.º Samora Correia (17 pontos), 8.º Oriental Lisboa (15 pontos).

Zona 1 – 11.ª Jornada (4.ª da 2.ª Volta)
Dia 14-05-16
Beira Mar 34 - 24 Póvoa Lanhoso
GC Santo Tirso B 34 - 31 SC Espinho
FC Infesta 23 - 22 AD Amarante
Gondomar Cultural 28 - 22 ACD Monte

Uma jornada de tendência totalmente para as equipas visitadas, onde apenas um resultado foi retificado em relação á jornada homóloga da 1.ª volta, com alguns jogos de grande equilíbrio e outros com diferenciais, que são uma autêntica surpresa, e com mais um jogo a ser disputado com a inversão de pavilhão (GC Santo Tirso B / SC Espinho), que por sinal, foi o único encontro com o registo de ocorrências disciplinares. Conforme já por nós referido esta zona têm a singular característica de a equipa que comanda a zona, não poder subir de divisão, a equipa B do GC Santo Tirso, pois a sua equipa milita na divisão superior, tem no entanto a possibilidade de discutir o Titulo Nacional, se para tal for apurada. Tem ainda a característica de forte equilíbrio pontual, e que a 3 jornadas do fim nada está decidido, em termos de pelo menos subida de divisão. Em mais jogo disputado com inversão do pavilhão o GC Santo Tirso B venceu o SC Espinho (jogo com ocorrências disciplinares registadas), equipa que terminou o encontro sem treinador no banco (desqualificação direta), Jogo disputado com quase sempre com grande equilíbrio, conforme o demonstra o resultado ao intervalo, uma igualdade a 15 golos, e que se manteve até nova igualdade a 25 golos, a partir deste momento a equipa tirsense assumiu o comando do marcador chegando a ter 6 golos de vantagem (34-28), para depois sofrer um parcial de 3-0, que deu o resultado final. Com esta vitória continua no comando da zona, com o SC Espinho a descer para o 7.º lugar. Em Gondomar a equipa local confirmou o resultado da 1.ª volta, voltando a vencer o ACD Monte, agora com um resultado mais expressivo, com um primeiro tempo de relativo equilíbrio, pois o resultado ao intervalo apesar de favorável á equipa visitada, assinalava apenas uma diferença de 2 golos (16-14), com a diferença a acentuar-se no segundo tempo, com esta vitória a equipa de Gondomar ascendeu ao 2.º lugar da tabela classificativa. No único encontro em que foi retificado o resultado da 1.ª volta, o Beira Mar / Póvoa Lanhoso, surpreende pela diferença final, registada no resultado, dando a sensação de que a equipa visitante está em fase descrente, o que pode provocar sérios problemas nas suas ambições, neste encontro o Beira Mar já vencia ao intervalo por 17-9, ou seja com um diferencial de 8 golos, que deu para fazer um segundo tempo em total gestão e controlo do jogo e do marcador, apesar da reação positiva da equipa da Póvoa Lanhoso, com este resultado iguala em termos pontuais a equipa visitante, mas fica á sua diferença de golos entre as duas equipas. Terminamos com o jogo que terminou com o resultado mais equilibrado da jornada, onde o FC Infesta venceu o AD Amarante pela diferença mínima, que reflete o equilíbrio verificado ao longo dos 60 minutos, embora ao intervalo o AD Amarante estivesse na frente do marcador, igualmente pela diferença mínima (11-10), para os visitados, retificarem o resultado no segundo tempo.

Classificação depois de disputa esta jornada – 1.º GC Santo Tirso B (30 pontos), 2.º Gondomar Cultural (24 pontos), 3.º Beira Mar e Póvoa Lanhoso (23 pontos), 5.º FC Infesta e ACD Monte (20 pontos, 7.º SC Espinho (19 pontos), 8.º AD Amarante (17 pontos).

O Noticias

8 comentários:

Anónimo disse...

Está encontrado o campeão nacional a dúvida é saber quem sobe de divisão.











Anónimo disse...

O Ginásio só precisa de 1 ponto em 9 que faltam disputar logo parece-me óbvio que irá á final na zona Sul esta mais indefinido.
Vi o jogo Espinho-Ginásio e mesmo sem se esforçar muito a equipa do Ginásio foi muito superior bons executantes com larga capacidade de evolução.
Lamentável a atitude do treinador do Espinho um disparate não tinha qualquer razão, para o que fez ou tentar fazer, pareceu-me uma tentavia de agressão ao arbito que lhe podia ter custado bem caro

Anónimo disse...

Os trauliteiros do povoa que já cantavam vitoria estão arrumados e cheira-me que se calhar nem sobem.

Anónimo disse...

Espero e desejo que a AAPL volte rapidamente aos bons resultados. A subida será importante para mudar mentalidades locais e criar condições para que, no mínimo, a Povoa de Lanhoso tenha uma equipa no segundo escalão do andebol português.
Se o Arouca vai às competições europeias em futebol porque não a Povoa de Lanhoso não ter uma equipa de andebol na primeira divisão nacional em andebol? Não será muito mais fácil? Têm a palavra as forças vivas locais!

Anónimo disse...

Isto ja vi que no espinho tentavivas de agressao aos arbitros so da repreensao e que ja outro jogo um jogador do espinho encostou a cabeca ao arbitro e tambem levou repreensao......

Anónimo disse...

Olhe que eu tambem fui ver o jogo á nave de espinho e o santo Tirso nao foi muito superior como o meu caro diz nota se apenas que tem outro ritmo de treino,registo com muito agrado o crescimento de um ex atleta do Sporting de Espinho o pivot Lima que efectivamente é um otimo executante,quanto á expulsao aconselho a informar se bem ou a ir a um oculista.

Anónimo disse...

Faz a festa e atira o fogo, só não te esqueças de depois apanhares as canas ;)

Anónimo disse...

Que bom seria se os putos como o Lima o Camara do Gaia o Rui Rodrigues da Sanjoanense e muitos outros jogadores feitos em Espinho regressassem ao nosso clube ,tenho a certeza que teriamos o Sporting de Espinho em breve na Primeira Divisao.