gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 14 de abril de 2018

Crónica de Fim-de-semana – 52 – 2017 / 2018 – I


Crónica de fim-de-semana da PO01, dedicada aos jogos do Grupo A e B.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

Fase Final Nacional – Grupo “A”
4.ª Jornada
Dia 14-04-18
Madeira SAD 21 – 22 ABC
Sporting 30 – 21 AA Avanca
Benfica 34 – 27 FC Porto

Jornada, onde se destaca um dos clássicos do Andebol Nacional, e que foi certamente um dos mais importante jogos da mesma o Benfica / FC Porto, cujo resultado embora não tenha decidido nada afastou o FC Porto, mais da discussão do título, mas felizmente sem o registo de ocorrências disciplinares.

Benfica 34 – 27 FC Porto

Clássico do Andebol, disputado no pavilhão da Luz, com uma boa assistência, e que foi um bom jogo, especialmente nos primeiros 30 minutos foi um encontro bem disputado e com algum equilíbrio, embora o Benfica tenha chegado aos 3 golos de diferença aos 10 minutos (7-4), com o Benfica a jogar sempre em “alta rotação”, e como FC Porto, a tentar jogar e forma mais pausada., e com ambas as equipas aproveitarem as superioridades numéricas, de que dispuseram, o FC Porto reage, e chega á igualdade a 8 golos, e consegue estar na frente do marcador por 9-8, para logo de seguida o Benfica a 13-10 (20 minutos), com a entrada de Miguel Espinha (39% de eficácia) para a baliza do Benfica, cerca dos 25 minutos de jogo, após Hugo Figueira (16% de eficácia) ter sido atingido com uma bola na face, com o resultado a chegar ao intervalo com o Benfica a vencer por 18-15, já depois de Paulo Moreno ter sido desqualificado directamente cerca dos 29 minutos de jogo, e com João Pais (5 golos, 71% de eficácia) a realizar um excelente jogo, com Belone Moreira (10 golos, 77% de eficácia, 3 em 5 de 7 metros) a ser durante todo o encontro o jogador mais. No segundo tempo o jogo perdeu qualidade, em especial em termos atacantes de parte a parte destacando-se no FC Porto, Hernadez (7 golos, 64% de eficácia), e Rui Silva (4 golos, 57% de eficácia), e com Miguel Martins (apesar de ter marcado 5 golos, 83% de eficácia, 3 em 3 de 7 metros), não ter estado nos seus dias (na nossa opinião), referir ainda, que o bloco central do Benfica em termos defensivos esteve muito bem, ao contrário do fortíssimo bloco central do FC Porto, que perdeu nos momentos finais do encontro organização ofensiva, e igualmente na nossa opinião, ficou nos últimos minutos sem organização no seu ataque e o Benfica foi construindo o resultado final, que se cifrou numa diferença não esperada. Uma palavra ainda para Hugo Laurentino com 36% de eficácia, na baliza do FC Porto, que esteve bem melhor que Alfredo Quintana (24% de eficácia). Jogo dirigido pela internacional da Madeira constituída por Duarte Santos / Ricardo Vieira, que teve uma actuação que deve ser dividida em duas partes, bem no primeiro tempo, mas piorou no segundo tempo em especial na aplicação da sanção progressiva, onde não existiram princípios de equidade, e estiveram menos bem no julgamento dos apoios.

Sporting 30 – 21 AA Avanca

No Pavilhão João Rocha, razoavelmente composto de público, o Sporting, defrontou a AA Avanca, e venceu deforma clara uma equipa que pratica bom andebol, apesar da juventude da maioria do seu plantel, e com a equipa do Sporting, menos bem em especial em termos atacantes nos momentos iniciais do encontro, a equipa visitada que não apresentou Frankis Carol lesionado bem como o seu guarda-redes Skok, ficou logo aos 8 minutos de jogo sem Pedro Solha, que saiu lesionado, assim como a AA Avanca, ficou bastante limitada com a desqualificação directa de Taboada cerca dos 12 minutos de jogo. Foi um encontro onde o Sporting comandou o jogo e o marcador durante a maior parte do tempo de jogo, chegando aos 21 minutos a vencer por 10-6, máxima vantagem conseguida no primeiro tempo, que apenas foi ultrapassada nos momentos finais do primeiro tempo, chegando ao intervalo a vencer por 14-9. Neste período até cerca dos 48 minutos de jogo teve na baliza Cudic (42% de eficácia), que esteve em bom plano, momento em que foi substituído pelo jovem Manuel Gaspar (63% de eficácia), que esteve muito bem, e mantendo o seu nível de jogo, chegou aos 35 minutos a vencer por 17-10, apesar de na AA Avanca, dois dos seus jovens terem estado no jogo com comportamentos diferenciados, enquanto Diogo Oliveira (6 golos, 60% de eficácia, 0 em 1 de 7 metros), Diogo Silva não esteve nos seus dias (3 golos, (27% de eficácia), o seu técnico, de tudo tentou, pois a partir dos 42 minutos de jogo e quando o resultado estava em 20-15, a favor do Sporting, passou a defender em 3:3, tentado desta forma baralhar o ataque do Sporting, no entanto com Kopco em grande plano (8 golos, 89% de eficácia), aos 53 minutos o Sporting vencia por 28-18. Apesar de Carlos Carneiro não estar nos seus dias, ao contrário de Cláudio Pedroso (4 golos, 100% de eficácia), e 5 assistências, uma referencia ainda para Pedro Valdez (4 golos, 80% de eficácia), na AA Avanca uma palavra ainda para Luís Silva na baliza com 29% de eficácia, já que Magnol Fis (38% de eficácia), apenas esteve em campo cerca de 11 minutos, quase tantos como Manuel Gaspar. Jogo dirigido pela dupla de Lisboa constituída por António Trinca e Tiago Monteiro, que apesar de terem estado melhor que na última jornada, revelaram algumas falhas em especial na lei da vantagem e nos passos.

Madeira SAD 21 – 22 ABC

Jogo no pavilhão do Funchal, que iniciou com uma fraca moldura humana, mas que se foi composto, durante o encontro. O ABC comandou o marcador e na prática o jogo desde o primeiro minuto de jogo, existindo no entanto alguns momentos de forte equilíbrio, e que foi bastante agradável de seguir, tendo bons momentos de andebol, no primeiros tempo temos de destacar a prestação na baliza do ABC de Humberto Gomes (33% de eficácia), que foi decisivo para que a sua equipas aos 18 minutos de jogo, estivesse na frente do marcador por 8-4 (a maior diferença que se registou em todo o encontro), e com Nuno Silva (6 golos, 86% de eficácia), a comandar o ataque dos minhotos com grande qualidade, sendo decisivo nos momentos finais do encontro quando o Madeira SAD procurava a igualdade. Ainda no 1.º tempo o Madeira SAD faz um parcial de 4-0, e iguala o marcador a 8 golos quando estavam decorridos 25 minutos de jogo, para logo de seguida permitir, que o ABC fizesse um parcial de 3-0 e chegasse ao intervalo a vencer por 11-8, com o jovem Carlos Bandeira (4 golos, 80% de eficácia) a ser um dos seus elementos mais preponderantes neste período de jogo. O Madeira SAD como é normal, passou a jogar com uma defesa mais aberta e com Bruno Moreira (5 golos, 100% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros), em bom plano nos 6 metros, e com a entrada no segundo tempo de Daniel Santos (3 golos, 100% de eficácia), permitiu ao Madeira SAD, um maior equilíbrio, que se foi reflectindo no marcador, chegando a 1 golo de diferença aos 47 minutos de jogo, quando o ABC vencia por 16-15, situação que se repetiu por diversas vezes, pois João Paulo Pinto (6 golos, 67% de eficácia), também esteve bem nos remates de 1.ª linha, mas com o ABC sempre a responder nunca permitindo que o Madeira SAD, alguma vez assumisse o comando do jogo e do marcador, tendo o seu técnico tentado nos minutos finais do encontro, jogado com 7 jogadores de campo no ataque, mas que não foi suficiente para inverter o resultado. Uma referência para o jovem Gustavo Capdeville na baliza do Madeira SAD com 26% de eficácia. Jogo dirigido pela dupla de Aveiro constituída por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que produziram uma arbitragem bastante positiva.

Classificação da Fase Final Grupo “A” - 1.º Sporting (50 pontos), 2.º Benfica (46 pontos), 3.º FC Porto (44 pontos), 4.º ABC (41 pontos), 5.º AA Avanca (35 pontos), 6.º Madeira SAD (32 pontos).

Fase Final Nacional – Grupo “B”
4.ª Jornada
Dia 14-04-18
Belenenses 27 – 27 São Bernardo
AC Fafe 23 – 22 Xico Andebol
Boa Hora 33 – 32 Arsenal
Águas Santas 31 – 27 Ismai

Jornada disputada de forma completa, o que se saúda, pois apenas beneficia a competição, num grupo, onde o grande interesse, é ficarmos a conhecer quem são as duas equipas quem irão descer de divisão. Foi uma jornada disputado com grande equilíbrio em todos os jogos, não se registando qualquer ocorrência disciplinar, mas infelizmente com problemas no fecho dos boletins de jogo.

No pavilhão Acácio Rosa, disputou-se o Belenenses / São Bernardo, que terminou numa igualdade, que favorece mais o São Bernardo, que a equipa do Belenenses, pois permite à equipa da Região de Aveiro, a conquista de alguns pontos no seu caminha na “fuga” aos dois últimos lugares do Grupo. Foi um encontro onde a equipa visitante comando por diversas vezes o marcador com surpresa dos poucos espectadores presentes, chegando ao intervalo a vencer por 11-9, depois de comandar o jogo eo marcador durante os primeiros 30 minutos. No segundo tempo ainda se manteve na frente do marcador até cerca dos 41 minutos de jogo (16-15), para depois e até final do jogo, o mesmo se tornar mais equilibrado, e com algumas alternâncias no marcador, e diversas igualdades. No Belenenses, João Ferreira com 10 golos (67% de eficácia, 2 em 3 de 7 metros), e Nuno Santos com 6 golos (60% de eficácia), foram os seus melhores marcadores com João Moniz (29% de eficácia), e Miguel Moreira (63% de eficácia, mas muito menos tempo no posto). NO São Bernardo onde 10 atletas marcaram golos, Tiago Sousa (7 golos, 47% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), foi o seu principal marcador, e na baliza Emanuel Ribeiro com 33% de eficácia, foi um dos seus destaques.

No Pavilhão Municipal de Fafe, disputou-se o AC Fafe / Xico Andebol, que foi um encontro, de grande equilíbrio, e com alternâncias nos marcador, começou melhor os homens de Guimarães que comandaram o jogo e o marcador até cerca dos 18 minutos, quando se verificou uma igualdade a 5 golos, depois passou a ser o AC Fafe a comandar o marcador, chegando a ter 3 golos de vantagem (9-6), para se chegar ao intervalo com uma igualdade a 12 golos. Nos segundos 30 minutos o AC Fafe comandou sempre o marcador voltando a ter 3 golos de vantagem (19-16) aos 48 minutos de jogo, para repetir a vantagem aos 56 minutos (22-19), para depois permitir uma reacção do Xico Andebol, que cada por perder o encontro pela diferença mínima. Uma das principais diferenças esteve no rendimento dos guarda-redes, pois enquanto no AC Fafe Nelsom Reynel (43% de eficácia), foi determinante, pois Luís Castro no Xico Andebol apenas chegou aos 28% de eficácia. Nuno Pimenta no AC Fafe com 6 golos (60% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros), e Vasco Santos (56% de eficácia), e Paulo Cândido (56% de eficácia), ambos com 5 golos, foram os melhores marcadores do AC Fafe, com Manuel Lima e os seus 8 golos (73% de eficácia, 5 em 5 de 7 metros), a ser o melhor marcador do Xico Andebol.

No pavilhão do Águas Santas, disputou-se um encontro entre maiatos o Águas Santas / Ismai, que terminou com a difícil vitória do Águas Santas, qua ao intervalo perdia por 15-14, num resultado inesperado, em termos de Oficiais, já que em termos de estatística o resultado ao intervalo era uma igualdade a 15 golos. As grandes figuras do encontro foram os guarda-redes António Campos com 40% de eficácia, e Ricardo Castro pelo Ismai com 44% de eficácia, e ainda Manuel Borges do Ismai ainda com 30 % de eficácia, Pedro Cruz mais uma vez foi o melhor marcador da equipa e do jogo com 11 golos (58% de eficácia, 4 em 4 de livre de 7 metros), juntamente com Gonçalo Vieira com 6 golos (75% de eficácia), no Ismai, Francisco Pontes (90% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), e António Ventura (64% de eficácia, 4 em 4 de 7 metros), com 9 golos cada, foram os melhores marcadores do Ismai. Com esta vitória a equipa do Águas Santas reforçou o comando do Grupo B.

No Pavilhão Fernando Tavares, realizou-se o Boa Hora – Arsenal, que foi um encontro de poucas preocupações defensivas, e que terminou com a vitória da equipa do Boa Hora pela diferença mínima, num jogo onde o Arsenal começo melhor até aos 13 minutos, quando se registava uma igualdade a 6 golos, para depois após os 23 minutos de jogo quando se registava nova igualdade a 12 golos, o Boa Hora passou para o comando do jogo, chegando ao intervalo a vencer por 18-15, para no segundo tempo andar sempre na frente do marcador até aos 60 minutos, com esta vitória a equipa do Boa Hora (na nossa opinião), começa a consolidar a sua posição no grupo B. Neste encontro os homens que estiveram na baliza, não corresponderam ao esperado, com Denis Tiselita do Boa hora que foi o que teve melhor eficácia, mas apenas com 22% de eficácia. Pedro Sequeira com 8 golos (67% de eficácia), e Luis Nunes com 7 golos (7 golos, 58% de eficácia, 1 em 3 de 7 metros), foram os melhores marcadores do Boa Hora, por sua vez João Santos com 8 golos (89% de eficácia), e Vasco Areias com 7 golos (88% de eficácia), a serem os melhores marcadores do Arsenal.

Classificação da Fase Final Grupo “B” - 1.º Águas Santas (39 pontos), 2.º Belenenses, e Boa Hora (34 pontos), 4.º Ismai (27 pontos), 5.º AC Fafe (26 pontos), 6.º Arsenal (25 pontos), 7.º São Bernardo (24 pontos), 8.º Xico Andebol (23 pontos). 

O Banhadas Andebol

20 comentários:

Anónimo disse...

Continua a saga: os campeões nacionais a ganhar e a pseudo melhor equipa de Portugal a levar na bilha ahahah

Anónimo disse...

Desiludido e não só, revoltado! O que se passou ontem no EDP foi demais! Não quero ter uma equipa como a do Sporting que um dia destes vamos saber toda a verdade, de como é impossivel para o andebol tuga. Agora tenho de ver com realidade que, há dois estrangeiros no meu Porto que, nada estão lá a fazer! Spelic e o outro do cabelo amarrado, são um gasto desnecessário! Com o passar do tempo já se adivinhava que, o treinador está desfazado da realidade e, incapaz de pôr a equipa a jogar! Isto é uma vergonha! O Magalhães deve rir a toda a hora e com razão! Se o futebol anda mal claro que sentimos nas modalidades o impacto mas, creio que podia fazer-se melhor com controlo financeiro.Estaremos a lutar para o terceiro lugar. Resolva-se esta crise quanto antes sob pena de para o ano ainda estarmos pior. Para já sairá Cuny Morales...não é? Não sã os Leandros que dão para lutar por campeonato. O burro sou eu?

Anónimo disse...

Burro é quem acredita que o scp tem orçamento de 2.5milhoes e os outros dao sandes e sumol...

Anónimo disse...

realmente ninguém paga, somos todos passos manuel

O porto pouquinho pouquinho

benfica, o ristofiky tem a familia a estudar em lisboa

o abc aquela velha historia da treta, 500 euros, comédia

Anónimo disse...

O Sporting nem devia ter permissão para jogar neste campeonato amador contra jogadores que recebem uma sandocha e jogam por carolice.

Anónimo disse...

Como e possivel no grupo B estando 3 equipas da aa braga e uma de aveiro a dispotar a descida e a federaçao nomeia duas duplas da A A de braga para jogos dessas equipas ja nao ha mesmo vergonha nenhuma

Anónimo disse...

Campeonato do Grupo "A" sem interesse e as posições não se modificam seja qual for os resultados!
A unica duvida é saber que é o 2º e 3º classificado!
No Grupo "B" a mesma cena e os clubes de Braga e Aveiro se matam ! todos para coisa nernhuma!
Vi o jogo Aguas santas-Ismai e bom jogo e gente jovem a jogar a bom nivel e os 2 treinadores fazendo pela vida!
A saida percipitada do AAAS do Rolando Freitas é percipitada porque não é facil entrar neste Clube e logo marcar uma posição!
A equipa joga melhor e tem futuro nas camadas jovens.
burrice! a decisão do novo Presidente ! volta aos treinadores residentes ...
Valha-me Santa Rita!

Anónimo disse...

Cada um gasta o que bem lhe apetecer e tiver disponível para tal. Desde que cumpra com os seus compromissos e não enrole os atletas tudo ok.
Eu fico contente sempre que há investimento dentro das regras financeiras e desde que não haja dividas para com entidades, atletas, etc... Só ganha o andebol....
Nada a apontar portanto ao orçamento do SCP e ao de todos os outros que assim procedem..
Agora que todos sabem que o orçamento (direto) do SCP é o dobro do do FCP e um pouco mais do dobro do SLB isso é assim, e terá de fazer a diferença.... Branquear isto é assobiar para o lado!!!
Já outros há, e isso é publico, que devem e bem a entidades e sobretudo a atletas, mas continuam a contratar e, pior, a serem autorizados a inscreverem-se nas provas como se a FAP não o soubesse.... Campeão desta situação será o ABC,....

Isto sim devia ser proibido. Contratar, usufruir do esforço e dedicação dos atletas e depois não cumprir ou não se esforçar por responder pelo contratualizado...
Aqui somos amadores em grande escala.
Nos campeonatos a sério as garantias para a massa salarial ou existem...ou não jogas!!!
Fogem os nossos atletas para a divisões de outros países? Pudera. Lá são respeitados....e protegidos pelas normas e leis.

Anónimo disse...

O anónimo do dia 16 de abril de 2018 às 11:11 devia informar-se melhor antes de dizer asneiras. Mas já agora, seria interessante saber porque é que para o jogo fafe - xico foi nomeada uma dupla de Aveiro, com um longo passado conhecido de ligação ao S. Bernardo. Será que a AF Porto não tinha uma dupla com qualidade suficiente para este jogo? É que, como diz o provérbio, “À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta”.

Anónimo disse...

O ABC já pagou as dividas aos atletas?

não parece

Anónimo disse...

Sem dúvida que o orçamento/contratações do Sporting são galáctica. Mas não se deixem enganar com as do Porto ou Benfica. Acham que se os atletas dessas equipas se não ganhassem Mt bem ainda estavam por cá (Cubanos, os Brasileiros), eles têm empresários que os metem a vontade em França, Roménia, Espanha, etc.
Tb não se enganem que o clube como Águas Santas, Avança, Madeira, ABC, não pagam mais de 500€, os atletas perdiam dinheiro, está últimas devem ter orçamentos na ordem dos 250 mil €.
Querem é atirar areia para os olhos.
Agora que se consta que clubes continuam a atrasar nos pagamentos (meses) , tb é verdade. (o Porto é um dos que é costume fazer isso).

Anónimo disse...

As duplas de Braga não podem fazer os jogos das equipas da sua associação.

As duplas de Aveiro não podem fazer os jogos das equipas da sua associação.

As duplas de Braga não podem fazer os jogos nos quais entrem rivais directos das equipas da sua associação.

As duplas de Aveiro não podem fazer os jogos nos quais entrem rivais directos das equipas da sua associação.

Pela mesma ordem de motivos as duplas de Lisboa não podem fazer jogos do Boa Hora, Benfica, Belém, Sporting.

Fazendo as contas no final sobram 3 duplas por fim de semana para meia dúzia de jogos.

Anónimo disse...

Todos proclamam paixão e lealdade ao Sporting. Crise de direcção e mais nada desde João Rocha! A verdade é que há dinheiro a rodos e não se sabe donde veio. J. Jesus é doente pelo Sporting? Então porque andava de cachecol do Benfica ao pescoço? Foi obrigado?! Agora portou-se com sentido de estado porque não quer perder o contrato milionário! Otávio malha no presidente mas era uma nulidade com jogador e devia ter vergonha, do que fêz a um simbolo do Porto! O Capitão Fernando Gomes foi vítima dum golpe deste santinho que, andava a ver se pela mão de Jesus ía para o Benfica! No caso do andebol Sportinguista houve muito dinheiro a rolar e, truques mal feitos. Não pega o treinador andar a desculpar-se cm as lesões. Ele e o adjunto nem em putos têm mão e não sabem mais. È um escândalo que as médias e estatísticas de Bojovic, sejam inferiores a Spinola, apesar da idade do Português! Outro que se andasse a rebentar dinheiro com um Sérgio Barros desde os juvenis e agora, gasta-se mais com internacional Brasileiro com médias inferiores, enquanto o Português foi o melhor marcador da fase regular na Macedónia. Coincidência ser agora o melhor na Turquia na equipa onde joga apesar de lesões. Esperemos que, seja verdade os rumores do Besiktas e não venha para um rival. Quanto ao Cudic comparar a um Humberto, Figueira ou Candeias é doentio e tendencioso. Já nem falo do Fábio Magalhães, o maio escândalo de todos os tempos! È o melhor marcador em França isolado e, pior parece que, está já contratado ao Porto que se antecipou ao Benfica! Porque saíu? De lamentar que, nesta equipa de mercenários Portela o maior simbolo do nosso Andebol esteja de saída! Não se podia cobrir a oferta? Ou incomoda assim tanto? È que no caso de Fábio Magalhães, ele foi para a Madeira e ficou o Pinto que, era bem mais fraquinho. Cheira a negócio, não é? Quanto ao Galambas foi bom pivot mas conhecido, conhecido como jogador do ABC! ... Onde se paga muitíssimo menos! Estamos atentos ao que vão fazer com Edmilson e Tavares! Frankis é para ficar! Vejam como o AVANCA soube usar o dinheiro pago pelo Cubano que lá se foi buscar!

Anónimo disse...

Um escândalo é o Sporting finalmente ter voltado a ganhar no andebol e os idiotas do costume continuarem a suspirar por esses grandes craques do andebol que tantos campeonatos deram (not) ao Sporting! É que segundo esses grandes "conhecedores" andebolísticos tudo o que o Sporting faz é mal feito! A azia continua a ser grande...
Com os jogadores que temos e a caminho do bi-campeonato (esperemos) continuar a chorar por Fábio Magalhães e Sérgio Barros ( este então é demais a publicidade que se faz, deve ser algum familiar) é próprio de alguém que pouco ou nada percebe disto ou então tem uma agenda própria. Como é que se pode ter saudades de um jogador como Spínola que veio para o Sporting passar férias? Ao anónimo das 14h20 se não consegue ficar contente com o que o andebol do Sporting tem feito nestas 2 épocas ( e esperemos que continue a fazer nas próximas) aconselho-o a mudar de clube, se é que é mesmo Sportinguista...
É que a mim pessoalmente já me enjoa continuar a ler comentários idiotas como estes! Somos mesmo diferentes...

Anónimo disse...

Já me ocorreu que pode não ser S. Bernardo e Xico a descerem, embora sejam as equipas mais fracas... como já safaram uma vez o Fafe, penso que há algo escondido!

Anónimo disse...

Anônimo de 17 abril 14.20 ou pai/familiar de Sérgio barros já estava demorar não falarem....ja chega....seu familiar é jogador em ligas que até um manco jogava! Meta a viola ao saco e calou...comparar o Borges a ele é ridículo.. ..seu filho não seria titular nas 8 primeiras equipas portuguesas agora pense antes de falar!

Anónimo disse...

Ao anónimo das 14h20.
Primeiro, devia ser proibido que quem nada percebe pudesse aqui publicar, pois poupava imenso stress e suspiros de espanto a quem segue o blog.
Segundo...falar de Fábios e Spínolas quando o Sporting vai quase a caminho da 30ª vitória consecutiva?
Até dou de barato que o Sérgio Barros pudesse ter sido melhor aproveitado do que foi...mas alguém com juízo, com possibilidade de contratar um jogador de enorme craveira como é Nikcevic e tendo de optar pelo Solha (então titular indiscutível da seleção nacional) e o Sérgio que tardava em se afirmar, ia apostar no Sérgio???
Tenha juízo.
E depois mete Otávios e JJs no barulho? Que raio de bicho é que o mordeu, homem??? Vá-se tratar...
Entretanto, aproveite para ver hoje o grande Sporting no Ladrão Caixa, cujo gigante treinador já foi de vela e vem agora um novo, uma enorme honra poder ter Magnus Andersson no nosso país.
Que faça um trabalho brilhante sem beliscar a actual superioridade do Sporting Clube de Portugal.

Anónimo disse...

Para os que descarregam aqui ódios sobre o Sporting:
_ Nem tudo foi assim tão mau. Então e o que dizem do caso do pivot que, foi para a Madeira e nunca mias jogou na selecção? Ahhh! Sim! O Bruno!
Se há gastos melhor porque atraem jogadores bons a Portugal!
Quanto ao Bruno de Carvalho ele, não é o único culpado! Então e sr. pres. da assembleia geral? Esse senhor é mais conhecido por Bombeiro mas, quantos cargos já teve? Se o Jesus enterrou o Benfica com o defender o Guarda redes dos frangos e perus, ou do Cardozo que a ganharem por mais de cinco jogava noventa minutos, nem falo. Ainda bem que não valorizou os tais como o Gomes, Cancelo e o outro. Eu só queria ganhar como ele. Os outros treinadores devem ter uma certa inveja! Se houve quem estivesse farto dele...
E o que dizem do próximo treinador do Porto no andebol? Barato? Tá bem!

Anónimo disse...

È caso para dizer que afinal o Porto enfraquecido como está, dá que fazer ao rival. Antes de mais um jogo há quem ande nervoso e de que maneira. Quando anunciaram Spínola que nós dispensamos, até nos elogiaram ao chamarem-lhe campeão. Bem pior era o Russo que lá tinham. Quanto ao Candeias foi sempre nosso suplente. O Sérgio Barros só nos interessa se sair o Carrillo. Aprendam connosco emprestando e lançando na hora exacta. O que lhes dói é que Fábio já assinou. O tal que os ricaços não quiseram. È caso para exclamar que, tiveram que vender e comprar, para poderem ser campeões. Nós com um quarto do orçamento fomos SETE veses seguidinhas campeões e, não fizemos figuras tristes na Europa. Dói que se farta! Pessoas certas no local certo. Havemos de correr com o Caldeira e outros.
NA- Valongo

Anónimo disse...

Dou o mão á palmatória no caso do Fábio. tenho é a certeza que, depois de empatarem com a vossa filial de Avanca e perderem até com os do galinheiro, isto passará a partir deste fim de semana! È próprio de quem anda angustiado! Achei imensa piada a já terem anunciado a vinda do Sueco para a próxima época, um sinal evidente de os adeptos andarem fulos!Estou tão emocionado que até me esqueci que, empataram com os do ABC, aquela equipazita que joga em câmara lenta e, sem passivos! Para a semana nem metade dos escritores virão aqui ao blogue! Até Sábado! Só tenho medo é dos comentadores da Porto canal relatarem mal o jogo, por isso vou ver na Andebol tv da FAP! Ides lubar poucas, ides! Não se esqueçam de encher bem o pavilhão com os supermurcões! Encham que depois incham!