Euro Sub-19 Fem. Portugal vence a Macedónia 27-26
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 31 de julho de 2015

Planteis – PO01 – Época 2015 / 2016 – Sporting

Iniciamos hoje a publicação dos planteis das equipas da PO01, sem nenhuma ordem especifica, dependendo apenas de termos ou não reunidos todos os elementos de que necessitamos.

Hoje publicamos o Plantel do Sporting C.P.

SPORTING

Pavilhão – Municipal do Casal Vistoso
Nota – Reinicio dos Trabalhos – 27-07-15
 
O Noticias

8.º Campeonato da Europa Universitário - I

8.º EUROPEU UNIVERSITÁRIO EM BRAGA

 Depois de termos divulgado as jovens duplas, e dos delegados que os acompanharão durante esta prova, que se disputará em Braga de 2 a 9 de agosto de 2015. Com a informação de que Portugal está, representado nas duas funções.

Informamos de que segundo o que consta no portal da EHF, neste Europeu apenas poderão participar equipas, composta por estudantes, com idades compreendidas entre os 17 e os 30 anos.

Hoje informamos das equipas que já se encontram inscritas até ao momento (os números máximos previstos são de 16 equipas tanto em Masculinos como em Femininos), representando 13 universidades, e segundo as informações veiculadas até ao momento quer pela EHF, quer pelo sitio da organização, são:

Université de Strasbourg (França)
Université Toulon-Var (França)
HfPV Wiesbaden – University (Alemanha)
Universitat Hamburg – (Alemanha)
University of Vicent Pol (Polónia)
Instituto Politécnico de Leiria (Portugal)
Universidade de Aveiro (Portugal)
Universidade do Minho (Portugal)
Universidade do Porto (Portugal)
University of Pitesti (Roménia)
University of Malaga (Espanha)
University of Cordoba (Espanha)
Marmara University (Turquia)
 
Esta é a cerca de dois (2) dias de início da prova, a informação disponível.

O Formador

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Europeu de Sub-19 Feminino 2015 – VI

EUROPEU SUB-19 FEMININO
EM ESPANHA
PORTUGAL VOLTA A
DISPUTAR OS LUGARES DO 13.º AO 16.º
Terminamos a Intermadiate Round da mesma forma que terminamos a Fase Preliminar a perder, mas provavelmente este é nosso “fado”,
Depois de terminada a Fase Preliminar, em fomos relegados para o Grupo I2 da Intermediate Round, onde fomos defronta a França e a Roménia, transportando os pontos da nossa vitória na Fase preliminar sobre a Bielorrússia. Apesar do difícil calendário, esperávamos mais desta equipa que pelo menos tentasse mostrar algo mais do que tinha feito na Fase anterior. Mas começamos mal, pois no jogo com a França em que sofremos uma pesada derrota, num jogo em que duramos até cerca dos 25 minutos, momento em que perdíamos apenas por 11-10, mas ao sofremos uma exclusão escusada, a equipa francesa aproveita e bem a sua superioridade numérica, e chegou ao intervalo já a vencer por 15-10. Nos segundos 30 minutos não se registaram grandes alterações e algumas das nossas principais jogadoras, começaram a quere resolver sozinhas o problema, esquecendo-se que a modalidade é um jogo coletivo, e foram várias as vezes que o selecionador nacional Carlos Pires, interveio a chamar a atenção das suas jogadoras, chegando a equipa francesa a vencer por oito (8) golos (21-13) cerca dos 45 minutos, Lamentamos a lesão de Patrícia Fernandes uma das atletas que melhor contributo deu a esta equipa. Concordamos em absoluto com as afirmações de Carlos Pires, transcritas no sitio da Federação, e transcrevemos com devida referência “ Não conseguimos lidar com a equipa adversária que foi melhor em todos os capítulos, técnica, física e taticamente, o que não nos permitiu ultrapassar as dificuldades. O aspeto físico foi, de facto determinante", e disse ainda “…O resultado de hoje seria importante para a vitória neste grupo, já que vencer o grupo passava por vencer hoje e amanhã. O jogo de amanhã, frente à Roménia, será decisivo, para conseguirmos o segundo lugar do grupo, o que os permitirá defrontar o vencedor do grupo III, para disputarmos posteriormente o nono lugar."Uma referência negativa para o numero de exclusões sofridas sete (7), e dizer que as nossas melhores marcadoras não passaram dos 4 golos, e foram, Ana Carolina Silva, a lesionada Patrícia Fernandes e Sandra Santiago, que também foi eleita a MVP da equipa de Portugal. Segundo jogo da equipa no Grupo I2, desta vez contra a Roménia, que se apresenta com excelente índice físico, e que dominou o encontro, até cerca dos 48 minutos, praticando um andebol demasiado agressivo, e nem sempre sancionado como mandam as regras tanto na defesa como no ataque, onde as faltas do atacante sem bola raramente eram sancionadas, o resultado ao intervalo era de 16-14 a favor das romenas, mas o excesso de confiança, acompanhado com uma excelente atuação das nossas guarda-redes, por exemplo Beatriz Monteiro foi eleita a MVP de Portugal no jogo, realizamos uns últimos 15 minutos e grande qualidade, recuperando de um diferencial desfavorável de 4 golos (26-22), cerca dos 48 minutos, fazendo um parcial de 6-2, jogando os 2 minutos em inferioridade numérica, por exclusão de Sandra Santiago, com Erica Tavares a melhor marcadora da equipa com 10 golos, no melhor e no pior, pois a 40 segundos do fim faz um remate demasiado ingénuo, que permitiu á equipa romena na resposta ficar na frente (28-27), para concretizar o golos da igualdade a terminar o encontro. Sandra Santiago com 7 golos foi igualmente uma das marcadoras de serviço. A Equipa dirigida por Carlos Pires, foi (na nossa opinião), uma agradável surpresa neste jogo. Terminamos em 3.º lugar no grupo com a mesma pontuação da Roménia, mas a diferença global de golos fez a diferença. E voltamos a disputar os lugares que disputamos na nossa última presença, os lugares entre o 13.º e o 16.º.

Grupo Intermediate Round

Classificação do Grupo I2 – 1.º França, 2.º Roménia, 3.º Portugal e 4.º Bielorrússia.
Resultados
1.ª Jornada
Roménia 38 – 25 Bielorrússia
França 31 – 19 Portugal
2.ª Jornada
Bielorrússia 21 – 33 França
Portugal 28 – 28 Roménia

Calendário dos Jogos Cruzados (13 ao 16.º Lugar)
Dia 31-07-15
Lituânia – Bielorrússia (13H30)
Portugal – Macedónia (16H00)
Dia 01-08-15               
Os vencidos dos jogos do dia anterior (13H30)
Os vencedores dos jogos do dia anterior (16H00)

Apuradas para as 1/2 Finais
Grupo M1 – Rússia e Dinamarca
Grupo M2 – Suécia e Hungria

Calendário 1/2 Finais
Dia 31-07-15
Rússia – Hungria (18H30)
Suécia – Dinamarca (21H00)
Dia 02-08-15
3/4 – Lugar (10H00)
Final – (12H30)

Nota – Todos os jogos serão transmitidos gratuitamente via Streaming, através do sitio da prova em http://eurohandball-valencia2015.com/

O Noticias

XX Mundial Sub-21 Masculino – 2015 - XII

XX MUNDIAL SUB 21 MASCULINO
2015
Terminaram os 1/8 Final e os 1/4 Final
(Portugal em 14.º Lugar)
O XX Campeonato Mundial do Escalão que esta a decorrer, de 20 de Julho a 1 de Agosto de 2015 no Brasil, no Estado de Minas Gerais, com os jogos a serem realizados em Uberlândia e Uberada

Portugal num dos seus jogos mais conseguidos foi eliminado nos 1/8 Final pela fortíssima equipa da Suécia, num dos jogos marcado por um grande equilíbrio, decorrendo os 1/8 Final e os 1/4 Final com algumas surpresas como foi a vitória da equipa de Espanha sobre a Rússia, e ainda o grande equilíbrio verificado no Coreia / Egipto, no Qatar / Bielorrússia e em especial no Brasil / Dinamarca. 
Portugal, conforme dissemos efetuou (na nossa opinião) o seu melhor jogo até ao momento nesta prova, depois de ter chegado ao intervalo a perder por 17-13, e de ter iniciado o segundo período de forma convincente reduzindo a diferença ao mínimo 18-17 aos 8 minutos de jogo, e de ter igualado a 19 golos cerca dos 10 minutos, para de pois permitir que os suecos se adiantassem mais uma vez no marcador, no entanto com uma boa organização defensiva e com um ataque bem mais assertivo, voltou a igualar agora a 26 golos cercado dos 20 minutos, para tornar o encontro em equilíbrio total, embora nunca conseguisse passar para a frente do marcador, terminando o tempo regulamentar, com uma igualdade a 28 golos, e pregando um grande susto á equipa da Suécia. No Prolongamento então surgiu a grande diferença com os suecos a fazerem um parcial de 4-0, no primeiro tempo do prolongamento e a sentenciarem o encontro. Belmiro Alves com 8 golos (66,7% de eficácia), foi desta vez o nosso melhor marcador. Mas na nossa opinião dois atletas mais devem ser destacados, o pivot Francisco Leitão, mais uma vez com 6 golos (75% de eficácia), e Miguel Martins que marcou 5 golos (com uma baixa eficácia, apenas 41,7%), mas com 8 assistências, o que diz bem da forma que jogou, o mesmo numero de golos marcou Carlos Martins (mas com 83,3% de eficácia). De destacar pela negativa os dois livre de 7 metros falhados. A grande diferença esteve desta vez na eficácia dos guarda-redes das duas equipas, os suecos com uma eficácia global de 31,8%, e os portuguesa com somente 26,7%. Reproduzimos as declarações proferidas pelo Selecionador Nacional, transcritas no sitio da Federação, pois as mesmas são uma realidade do se passou no jogo, “Com uma defesa cada vez mais forte e com grande colaboração do nosso guarda-redes, conseguimos tirar por completo a equipa adversária da sua zona de conforto. Entrámos nos últimos cinco minutos com o jogo empatado e podíamos e merecíamos claramente ter terminado o tempo regulamentar com a partida resolvida a nosso favor. Mas não nos deixaram”, e disse ainda, "No prolongamento, penso que perdemos um pouco o foco e a energia necessários para vencermos. Saímos de cabeça erguida contra uma equipa que, até o jogo de hoje, tinha dizimado todos os adversários". Com este resultado vamos disputar os jogos que vão definir os lugares entre o 9.º e o 16.º lugar. E assim jogamos com a Argentina na definição do 13.º e 14.º lugar, e perdemos, mas um jogo, devendo ter esgotado todo o nosso potencial no jogo da véspera. Jogo equilibrado até cerca dos 12 minutos, quando a Argentina passou para a frente do marcador (8-7), posição que manteve até ao intervalo que chegou com o resultado a seu favor por 13-11, voltamos a equilibrar o jogo e cerca dos 11 minutos o marcador estava, mais uma vez igualado, desta vez a 16 golos, mas Portugal em superioridade numérica, sofre 3 golos, e a Argentina volta a assumir o comando do marcador, e cerca dos 57 minutos estabeleceu mais uma vez a diferença de 4 golos s seu favor (27-23), curiosamente com 27.º golo a ser marcado após um Time-OUT de Portugal, e mais uma perca de bola impensável no ataque, tal como muitas outras. E assim terminamos 14.º lugar, um pouco acima do meio da tabela, mas a dado momento tivemos (pelo menos nós) a esperança, de alcançar melhor classificação final. Miguel Martins com 10 golos (76,9% de eficácia), foi o melhor marcador de Portugal, e ainda foi o jogador com maior numero de assistências (3), desta vez o pivot Luís Frade com 3 golos (75% de eficácia), foi um dos nossos melhor jogadores. João Moniz (apenas 25% de eficácia), deve-se dizer que muitas das situações correspondem a situações de golos a seguir a grandes defesas, e outras derivadas de contra ataques puros após perda de bola no ataque.

Jogos de Portugal (13.º ao 14.º Lugar)
Dia 29-07-15
Portugal 26 – 30 Argentina

Resultados dos 1/8 Final
Espanha 31 – 25 Rússia
Coreia 36 – 39 Egipto
Qatar 35 – 36 Bielorrússia (C/prolongamento)
Suécia 33 – 30 Portugal (C/Prolongamento)
Brasil 31 – 34 Dinamarca
Tunísia 27 – 29 Roménia
Alemanha 27 – 18 Argentina
França 24 – 20 Noruega
 
Jogos dos 1/4 Final
Dia 29-07-15
Espanha 21 – 22 Dinamarca
Egipto 28 – 27 Suécia
Bielorrússia 37 – 43 Alemanha
Roménia 20 – 30 França
 
Jogos das 1/2 Final
Dia 31-07-15
Dinamarca – Alemanha (15H30)
Egipto – França – (18H00)

President’s CUP (17.º a 24.º Lugar)
 
Sérvia vence Presidents’ CUP
Na Presidente’s CUP, de destacar as vitórias de Angola, obtidas sobre o Paraguai, e confirmada posteriormente no jogo com o Uruguai. E a grande facilidade da Sérvia para levar de vencida quer a Holanda, quer o Japão no seu último encontro.

Classificação final – 9.º Qatar, 10.º Brasil, 11.º Coreia, 12.º Tunísia, 13.º Argentina, 14.º Portugal, 15.º Noruega, 16.º Rússia, 17.º Sérvia, 18.º Japão, 19.º Holanda, 20.º Argélia, 21.º Angola, 22.º Uruguai, 23.º Chile e 24.º Paraguai-

Todos os jogos podem ser acompanhados em direto através do sitio http://www.brazilhandball2015.com/

Conforme os apuramentos já indicados o calendário geral que se segue é o seguinte:

3/4 Lugar e Final em – 01-08-15
5.º ao 8.º Lugar em – 31-07 e 01-08-15

O Formador

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Andebol de Praia 2015 – Circuito Nacional - 2015 – IV - Sorteio

CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2015
FASE FINAL – PORTIMÃO
PRAIA DA ROCHA – 31.07 a 02.08.2015
(Sorteio)
Realizou-se hoje (29.07.2015), pelas 18h00, no Clube Naval de Portimão – o sorteio da Fase Final.

Resultados do Sorteio

Masters Masculinos (Quadro Principal)
Zona 1 – V. Gaw, Kalibrados-Cavalinho e Os Sem Nome
Zona 2 - Os Gordos/apostaganha.pt/C. Naval de Leça, Raccoons d'Areia/LPM, e  Cucurdilos/Remax  INN
Zona 3 - E.F.E. Tigres, Antony Morato BHT Lightnow e Qualifying Zona 1.
Zona 4 - ILC Cinco Mais Um, Qualifying Zona 2 e Os Repetidos.

Masters Masculinos (Qualifiying)
Zona 1 – Tiki-Taka, A4pa Vilareal e Shekyrapido
Zona 2 – Vegetas, Qualcroqui Team BH e This is Team;

Masters Femininos (8 Equipas)
Zona 1 – Chelsea Beach Handb.F., KEMPAONLINE, 2Much 4You e Raccoons d'Areia/PMPNM.
Zona 2 – 100 ONDAS BHC/N.BELCHIOR, Ultimas a sair BHC-O Gaiaense, N8N80 e Joga no Colete.

Rookies Masculinos (12 Equipas)
Zona 1 - Vegetas, Shark's Aveitour e MACROONDAS.
Zona 2 – Rubios, Os Divorciados e Beach Please/Moldes RP.
Zona 3 - Os Gordos/Ismai/C. Naval Leça, Hackers d'Areia e All Blacks Beach Handball.
Zona 4 – EFE Os Tigres, Os Gatões e Cannalonga BH;

Rookies Femininos (8 Equipas)
Zona 1 – EFE Os Tigres, Ondas N’Areia, As Pocahontas e TIKI-TAKA.
Zona 2 - Raccoons d'Areia/Calorias, 2Much 4You, Rasta e 100 Piedade.

Transmissão de Jogos
Andebol TV - em Live Streaming - Sábado a partir das 19h e domingo de manhã
Finais Masters – A BOLA TV
 (Fonte FAP)

O Noticias

Arbitragem Portuguesa na Europa.

Mais uma vez iremos falar sobre a qualidade ou não da nossa arbitragem no contexto Europeu, pois quer queiramos ou não é aqui que estão as grandes competições, é aqui que realizam os grandes jogos, e é neste contexto que se formam as grandes duplas (com qualidade) e não é certamente em Mundiais, com nomeações feitas pela IHF, onde estão normalmente representados todos os Continentes, e são indicados algumas duplas que provavelmente poucos jogos dirigiram inclusive nos seus Países.

A qualidade da arbitragem, verifica-se assim, no nosso entender (outras opiniões haverá e respeitamo-las) nas provas realizadas no Continente Europeu, em especial nas Competições ao nível de clubes, que na maior parte das vezes possuem equipas mais fortes que algumas Seleções das chamadas de TOPO.

Portugal com a rara exceção de dois Delegados (Rui Coelho e António Goulão), raramente está representado nos grandes momentos, mas diga-se que está presente porque ambos além de serem na realidade os mais capazes e conhecedores no âmbito Nacional (os restantes são nomes provavelmente, para encher um quadro), no exercício das mesmas, ocupam cargos nos Órgãos da EHF, porque senão provavelmente também seriam muitas vezes esquecidos.

Em relação às duplas, portuguesas, que em Portugal, não raras vezes se canta de “poleiro”, acerca das nomeações de duplas para torneios nos Árabes pela IHF e outros semelhantes, onde se dá uma enfase e uma valorização desmedida (nós próprios inclusive), nunca ninguém se questionou se estas nomeações não são uma forma sofisticada de afastar as duplas portuguesas dos grandes jogos?

Concluídas que estão, as nomeações para todas as Competições Europeias de Clubes, poderemos mais uma veze fazer um sério balanço das mesmas em relação às duplas portuguesas, e o mesmo é francamente negativo, e deveria alertar os responsáveis da Arbitragem em Portugal a ponderarem sobre os factos, e não andarem tão preocupados com as ações de formação intermédias e a vinda de elementos da IHF e da EHF. Pois infelizmente apenas temos duas duplas IHF, e uma mais que provável terceira (Feminina), provavelmente não pelo seu valor, mas porque os altos interesses da modalidade a nível internacional, convém terem duplas femininas, e em Portugal, vamos atrás destes interesses, que na maior parte das vezes são mais pessoais do que de valorização da própria modalidade, Senão vejamos:

Nenhuma dupla Portuguesa é nomeada para qualquer jogo das competições Europeias, desde que os mesmos entraram nas suas fases decisivas.

Não existem nomeações para as duplas Nacionais, desde;

Competições Femininas:

Liga dos Campeões (1 jogo) – 4.ª Jornada da “Main Round” – 28-02-15
EHF CUP (3 jogos) – 2.ª Mão 1/2 Final - 12-04-15
Challenge CUP (2 jogos) – 2.ª Mão 1/4 Final - 15-03-15
CUP Winners’ CUP (0 Jogos)
 
É apesar de existir alguma melhoria em relação a última época, consideramos negativo o Balanço, pois as duplas Portuguesas, apenas atuaram, no conjunto destas provas em 6 jogos, e numa deles nem nomeações tiveram…

Competições Masculinas:

Liga dos Campeões (6 jogos) – 9.ª Jornada da “Fase de Grupos” – 14/15-02-15
EHF CUP (6 jogos) – 3.º e 4.º Lugar – 17-02-15
Challenge CUP (2 jogos) – Desde a 2.ª Mão da 3.ª Eliminatória – 29/30-11-14
 
Registou-se uma franca melhoria, embora a mesma não seja de forma a “embandeirar em arco”, pois o balanço final apesar de ser mais agradável que o anterior, na nossa opinião ainda não é totalmente positivo, pois as duplas Portuguesas, atuaram no conjunto destas provas, em 14 jogos (sendo que este aumento é devido á qualidade das duplas e não a qualquer trabalho de terceiros, no nosso entender), sendo a quantidade de jogos masculinos, muito superior ao do Feminino…

Não fizemos estudos comparativos com outros Países, mas o que se retira, por exemplo desta análise, é que Portugal, está ausente na maior parte dos casos, de todas as competições Europeias de Clubes, desde muito cedo, e isto deve merecer uma profunda reflexão, em especial pelos respectivos dirigentes.

Terminamos, dizendo que fazer Internacionais, para estarem “quietos e mudos”, é um investimento que sai caro á modalidade.

Intencionalmente não se referem os jogos que cada dupla realizou nestas competições.

O Regras

terça-feira, 28 de julho de 2015

Movimentações de Atletas – 2015 – II

Neste segundo texto sobre os movimentos de atletas, continuando com o mesmo critério, ou seja só se dará informação dos movimentos de atletas que são praticamente certos, e daqueles em que a possibilidade de se concretizarem é quase garantida. Informa-se ainda de que apenas falaremos naqueles em que a garantia das fontes nos dê alguma credibilidade.

Técnicos

Luís Sousa – S.P. Oleiros / CD Feirense
Miguel Orlando – S. P. Oleiros / AD Sanjoanense
Jorge Rito – ABC (novo – formação)
Gabriel Oliveira – ABC / Arsenal Devesa

Renovações

Francisco Tavares – Sporting
Filipe Martins – ARS Palma Del Rio
João Pinto – Belenenses
Jorge Ávidos – GC Santo Tirso
Ricardo Moreira – GC Santo Tirso
Francisco Fontes – GC Santo Tirso
Tiago Silva – GC Santo Tirso
João Nogueira – GC Santo Tirso
Pedro Machado – GC Santo Tirso
Paulo Martins – GC Santo Tirso
Ricardo Correia – Sporting
Pedro Correia – Xico Andebol
Luís Sarmento – Xico Andebol
Rui Oliveira – Xico Andebol
Carlos Oliveira – Xico Andebol
Nuno Pinto -Sporting

Movimentos Conhecidos

Dario Andrade – Benfica / Águas Santas
Paulo Contente – SC Horta / CF Sassoeiros
António Areia – Benfica / FC Porto
Manuel Moreira – Belenenses / Passos Manuel
Diogo Godinho – Sporting / Passos Manuel
Ricardo Queirós – Benfica / Passos Manuel
Gilson Correia – Benfica / Passos Manuel
Rui Viana – Benfica / Passos Manuel
João Costa – Camões / Passos Manuel
Mick Shubert (Dinamarca) – FC Porto / Ajax Kobenhavn (Dinamarca)
Albert Pujol – Benfica / BM Huesca (Espanha)
Pedro Sequeira – Passos Manuel / Belenenses
Vladimiro Bonaparte – Passos Manuel / Belenenses
Hugo Freitas – Madeira SAD / Marítimo
Rodrigo Sousa – Madeira SAD / Marítimo
Luís Gama – Madeira SAD / Marítimo
Eduardo Farinha – FC Porto / GC Santo Tirso
João Valente – FC Gaia / GC Santo Tirso
Pedro Garcia – GC Santo Tirso / FC Gaia
Manuel Lima – Sporting / GC Santo Tirso
Filipe Caniço – ABC / GC Santo Tirso
Pedro Carvalho – Xico Andebol / AA Avanca
Diogo Alves – CD B. Perestrelo / Madeira SAD
João Miranda – CD B. Perestrelo / Madeira SAD
Daniel Paiva – São Mamede / FC Gaia
Aljosa Cudic – Slask Wroclaw (Polónia) / Sporting
Igor Stojanovic – CD Marienses / Boa Hora
Vladimiro Bonaparte – Benfica / Belenenses
Paulo Pinto – Pallomano Pressano / AC Fafe
 
Movimentos A Confirmar

Gonçalo Ribeiro – Benfica / Sporting
José Poças – FC Gaia / GC Santo Tirso
Tiago Rodrigues – Boavista FC / GC Santo Tirso

Saídas Confirmadas com Destino Desconhecido

Mário Lourenço – GC Santo Tirso / ?
Hélder Oliveira – AA Avanca / ?

Indefinidos

Diogo Carraça – GC Santo Tirso / ?

Abandonos

Mário Rego – GC Santo Tirso
Paulo Sousa - GC Santo Tirso
Pedro Dias - GC Santo Tirso

O Administrador

Andebol de Praia 2015 – Circuito Nacional - 2015 - III

CIRCUITO NACIONAL DE ANDEBOL DE PRAIA 2015
FASE FINAL – PORTIMÃO
PRAIA DA ROCHA – 31.07 a 02.08.2015
(Sorteio em 29-07-15)

A Federação, através do seu Comunicado Oficial n.º 129 de 27-07-2015, confirmou a data do Sorteio da prova em referência, que realiza no dia 29.07.2015, pelas 18h00, no Clube Naval de Portimão – (Morada: Edifício Clube Naval de Portimão, Zona Ribeirinha, 8500-503 Portimão).
Através do seu Comunicado Oficial n.º 129 de 27-07-2015, informou das diversas equipas presentes e da forma de disputa da Fase Final.

Clubes Participantes

Masters Masculinos (Quadro Principal)
AA Aveiro – E.F.E. Tigres; Kalibrados-Cavalinho
AA Leiria – V. Gaw; ILC Cinco Mais Um; Raccoons d'Areia/LPM; Cucurdilos/Remax  INN;
AA Porto – Os Gordos/apostaganha.pt/C. Naval de Leça; Antony Morato BHT Lightnow; Os Repetidos; Os Sem Nome;

Masters Masculinos (Qualifiying)
AA Aveiro – Tiki-Taka
AA Leiria – Qualcroqui Team BH; This is Team;
AA Porto – Vegetas; A4pa Vilareal
AA Setúbal – Shekyrapido

Masters Femininos (8 Equipas)
AA Aveiro – N8N80; 2Much 4You
AA Leiria – 100 Ondas BHC/N.BELCHIOR; Raccoons d'Areia/PMPM; KEMPAONLINE
AA Porto – Chelsea Beach Handball F; Ultimas a sair BHC/O Gaiense; Joga no Colete;

Rookies Masculinos (12 Equipas)
AA Aveiro – E.F.E. Tigres; Shark's Aveitour
AA Leiria – Rubios; Beach Please/Moldes RP; Hackers d'Areia; Macroondas;
AA Porto – Os Gordos/Ismai/C. Naval Leça; Vegetas; Os Divorciados; Os Gatões; Cannalonga BH;
AA Setúbal – All Blacks Beach Handball

Rookies Femininos (8 Equipas)
AA Aveiro – E.F.E. Tigres; 2Much 4You; Tiki-Taka
AA Leiria – Raccoons d'Areia/Caloiras; Ondas N´ Areia;
AA Porto – Rasta; As Pocahontas
AA Setúbal – 100 Piedade
 
Forma de Disputa

Masters (Qualifiying) (2 Zonas de 3 Clubes cada TxT a 1 Volta) – apura 1º Classificado de cada zona para o quadro principal dos masters.

Masters Masculinos – (Quadro Principal – 4 Zonas de 3 Clubes cada TxT a 1 volta) – apuram 1º e 2º de cada zona para os 1/4 Final;

1/4 Final
Jogo 1 – 1º Zona 1/2º Zona 2
Jogo 2 – 1º Zona 2/2º Zona 1
Jogo 3 – 1º Zona3/2º Zona 4
Jogo 4 – 1º Zona4/2 º Zona 3

1/2 Final
Vencedor Jogo 1/Vencedor Jogo 4
Vencedor Jogo 2/Vencedor Jogo 3

Jogos Finais – 3º e 4º (vencidos 1/2 Finais); Final (vencedores 1/2 Finais)

Masters Femininos (2 Zonas de 4 Clubes cada TxT a 1 volta) – apuram os 1º e 2º  Classificados de cada Zona para as 1/2 Finais

1/2 Final – 1º Zona 1/2º Zona 2; 1º Zona 2/2º Zona 1

Jogos Finais – 3º e 4º (vencidos 1/2 Finais); Final (vencedores 1/2 Finais)

Rookies Masculinos – (4 Zonas de 3 Clubes cada TxT a 1 volta) – apuram 1º e 2º de cada zona para os 1/4 Final;

1/4 Final
Jogo 1 – 1º Zona 1/2º Zona 2
Jogo 2 – 1º Zona 2/2º Zona 1
Jogo 3 – 1º Zona3/2º Zona 4
Jogo 4 – 1º Zona4/2 º Zona 3

1/2 Final
Vencedor Jogo 1/Vencedor Jogo 4
Vencedor Jogo 2/Vencedor Jogo 3

Jogos Finais – 3º e 4º (vencidos 1/2 Finais); Final (vencedores 1/2 Finais)

Rookies Femininos (2 Zonas de 4 Clubes cada TxT a 1 volta) – apuram os 1º e 2º classificados de cada Zona para as 1/2 Finais

1/2 Final – 1º Zona 1/2º Zona 2; 1º Zona 2/2º Zona 1

Jogos Finais – 3º e 4º (vencidos 1/2 Finais); Final (vencedores 1/2 Finais)

Transmissão de Jogos: Andebol TV - em Live Streaming - Sábado a partir das 19h e domingo de manhã Finais Masters – A BOLA TV
 (Fonte FAP)

O Noticias

segunda-feira, 27 de julho de 2015

XX Mundial Sub-21 Masculino – 2015 - XII

XX MUNDIAL SUB 21 MASCULINO 2015
(Portugal apurado para os 1/8 Final)

O XX Campeonato Mundial do Escalão que esta a decorrer, de 20 de Julho a 1 de Agosto de 2015 no Brasil, no Estado de Minas Gerais, com os jogos a serem realizados em Uberlândia e Uberada

Portugal terminou de disputar s Fase preliminar cumprindo todos os jogos do seu Grupo “B”, que tal como o Grupo “A”, foi disputado em Uberlândia. Do Grupo de Portugal faziam ainda parte as seguintes equipas: Espanha, Roménia, Sérvia, Qatar, e Angola.
Depois do nosso texto anterior onde narramos algumas das surpresas existentes, hoje podemos dedicar esta nossa crónica, em especial ao Grupo de Portugal, e aos seus resultados na reta final da Fase Preliminar. Apesar do nosso técnico ter dito que até ao momento tínhamos jogado com as equipas mais fortes, poder-se-ia presumir, que agora nos dois jogos que nos faltava iriamos defrontar as duas equipas mais fracas do grupo. O que se verificou no jogo da 4.ª Jornada, contra o Qatar, foi que fomos completamente dominados em termos de jogo praticado, com a equipa adversária a comandar o jogo e o marcador durante 60 minutos, chegando a ter por várias vezes vantagens de 6 golos,  exatamente a mesma com que terminou o jogo, mas por exemplo aos 54 minutos tinha oito (8) golos de vantagem. Portugal que nunca se entendeu com o jogo da equipa adversária, nunca alterou o sistema defensivo, e o ataque foi demasiado “infantil”, perdoem-nos a expressão, pois continuou a verificar-se ataques infantis, percas de bola inesperadas, maus passes, más receções, enfim mais uma vasta gama de faltas técnicas, nunca sabendo aproveitar as poucas vezes que tivemos em superioridade numérica. E para azar apesar da razoável exibição que fez João Moniz (33,3% de eficácia), não esteve nos seus dias, mas jogou os 60 minutos (não se entende). Portugal no segundo período de jogo nas raras vezes se conseguiu aproximar no marcador, por exemplo aos 15-12 a favor do Qatar, depois de um parcial de 3-0 efetuado por Portugal, imediatamente um Time OUT em oportunidade pelo técnico do Qatar, e tudo regressou á ordem natural do jogo. Neste jogo o melhor marcador de Portugal foi Ricardo Mourão (6 em 7, com 85,7% de eficácia). Com este resultado as dificuldades para obter uma classificação nos 4 primeiros lugares está cada vez mais difícil, mas não impossível conforme se veio a verificar, para bem do andebol português. Tal apuramento apenas foi possível, após uma difícil vitória sobre a equipa de Angola, pela diferença mínima, num encontro, em que ao intervalo perdíamos por 14-12, num jogo em que nos iremos de comentar, tal a negatividade que poderíamos dar á nossa prestação, referindo apenas uma afirmação do nosso selecionador nacional (inserta no sitio da Federação), que na nossa opinião, resume perfeitamente, o estado de espirito da equipa. “ …Entrámos relativamente bem a defender e a atacar, o que nos permitiu ganhar uma vantagem de quatro golos (8-4) e obrigou o treinador adversário a solicitar um time out. A partir daí e até ao final da primeira parte perdemos a nossa habitual intensidade defensiva, o que nos custou ir para o intervalo a perder por dois golos “ e disse ainda “ … Reunimos forças e começámos a segunda parte muito mais focados, apesar de a seleção de Angola nos ter criado sempre alguns problemas, nomeadamente através de remates da primeira linha. Jogámos umas vezes mais com o coração do que com a cabeça e no final fomos felizes, o que não tinha acontecido no jogo com a Roménia, Portugal acaba por ser apurado para os 1/8 Final, em virtude da sua vilória sobre a Sérvia, pois terminamos em igualdade pontual esta Fase Preliminar.

Resultados de Portugal na Fase Preliminar:

1.ª Jornada
Roménia 26 – 26 Portugal
2.ª Jornada
Portugal 27 – 24 Sérvia
3.ª Jornada
Espanha 25 – 20 Portugal
4.ª Jornada
Portugal 20 – 26 Qatar
5.ª Jornada
Angola 26 – 27 Portugal

Classificação do Grupo:
Apurados para os 1/8 Final

Grupo A – Suécia, Bielorrússia, Tunísia e Rússia.
Grupo B – Espanha, Roménia, Qatar e Portugal.
Grupo C – França, Dinamarca, Coreia e Argentina.
Grupo D – Alemanha, Egipto, Brasil e Noruega.

Apurados para a President’s CUP

Grupo A – Holanda e Paraguai
Grupo B – Sérvia e Angola
Grupo C – Argélia e Chile
Grupo D – Japão e Uruguai

Apenas um último comentário, para a excelente prestação da equipa do Egipto, que termina com uma vitória sobre a Noruega Dinamarca (erro) por 31-21, o que na nossa opinião representa um diferencial não esperado, pela maior parte dos adeptos da modalidade, terminando em 2.º lugar no seu grupo (D), e ainda para o apuramento para os 1/8 Final de duas das equipas Pan-americanas (Brasil e Argentina.

Calendário de Portugal

1/8 Final
Dia 28-07-15
Suécia – Portugal (15H45)

Hora Local (+4 em Portugal)

Poderá ser o último jogo a ser disputado por Portugal, pois iremos defrontar nada mais, nada menos do que o vencedor do Grupo A, e um dos favoritos da Prova.

Todos os jogos podem ser acompanhados em direto através do sitio http://www.brazilhandball2015.com/

Conforme os apuramentos já indicados o calendário geral que se segue é o seguinte:

1/4 Final em – 29-07-15
1/2 Final em – 31.07-15
3/4 Lugar e Final em – 01-08-15
President’s CUP em – 28 e 29-07-15
5.º ao 8.º Lugar em – 31-07 e 01-08-15

O Formador

Europeu de Sub-17 Feminino 2015 – V

Como preparação para este Europeu que se realiza na Macedónia de 13 a 23 de Agosto de 2015, Portugal participou na 27.ª Edição do Troféu Internacional Corinne Chabannes, juntamente, com a França, Holanda e Hungria, que se disputando de 23 a 26-07-15.


Portugal iniciou a sua participação neste torneio precisamente diante a equipa de França, realizando um jogo, bastante positivo, e tal forma que no final dos primeiros 30 minutos, se encontrava na frente do marcador por 15-13. Mas um recomeço menos positivo nos segundos 30 minutos, permitiu, a recuperação da equipa francesa, que passou para o comando do marcador e lhe permitiu colocar o diferencial final em 5 golos a seu favor. Mihaela Minciuna com 5 golos foi a melhor marcadora da equipa Nacional, seguida de perto por Carolina Monteiro, Diana Oliveira e Débora Morena com 4 golos cada. Com esta resultado, Portugal vai discutir, com a equipa da Holanda o 3 .º e 4.º Lugar da Prova. Estranhamente, Portugal que na véspera em jogo amigável, conforme mais abaixo referimos, Portugal tinha vencido a Holanda, no jogo decisivo, a equipa, ficou aquém do seu valor e sofreu, pesada derrota com a mesma Holanda, já se encontrando a perder ao intervalo por 17-11. As palavras da selecionadora Ana Seabra dizem tudo “… Estivemos mal, muito abaixo do que podemos fazer, e a Holanda agarrou as oportunidades que lhes demos. A defender mal, não nos conseguimos encontrar e o adversário aproveitou as oportunidades que lhe demos e fizeram muitos contra-ataques. Ainda chegámos a estar a três golos de diferença mas não recuperámos na totalidade. Estranhamente no texto que está inserido no sítio da Federação desta vez não têm cópia do Boletim de Jogo.

Resultados do 27.º Torféu Corinne Chabannes 
1/2 Final
Dia 24-07-15
Holanda 33 – 35 Hungria
França 28 – 22 Portugal
3/4 Lugar e Final
Dia 26-07-14
3/4 Lugar
Holanda 33 – 23 Portugal
Final
Hungria 29 – 27 França

Classificação Final – 1.º Hungria, 2.º França, 3.º Holanda e 4.º Portugal

Conforme o anteriormente escrito em comentário final a esta participação, mantemos tudo o na altura dissemos, “…apenas comentaremos a oportunidade da presença neste troféu, que nesta sua edição apenas se realizam apenas 2 jogos por equipa, o que consideramos muito pouco para os objetivos que certamente se pretendem alcançar. Quando estão presentes precisamente duas equipas que disputarão o mesmo grupo de Portugal na 1.ª Fase do Europeu.” Para colmatar esta situação disputou, um jogo extra prova, considerado de amigável entre a Holanda e Portugal no dia 25-07-15, que terminou com a vitória da equipa Nacional por um considerável resultado (35-24 a favor de Portugal), num jogo totalmente controlado pela equipa portuguesa, que cerca dos 17 minutos vencia por 9-5, para aos 24 vencer por 13-8, comandando sempre o jogo e o marcador, chegando ao intervalo a vencer por 17-13, e apenas começando a desequilibrar o marcador a partir dos 49 minutos quando vencia por 28-22.

O Noticias