gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 15 – 2017 / 2018 – I

Crónica dedicada ao jogo da PO01, que se realizou.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

8.ª Jornada
Dia 20-10-17
ABC 28 – 29 AA Avanca
Dia 01-11-17
AC Fafe - Benfica (18H00)
Xico Andebol - Belenenses (18H00)
São Bernardo - Ismai (21H00)
Sporting - Boa Hora (20H00)
Madeira SAD - Águas Santas (15H00)
Dia 07-11-17
FC Porto - Arsenal

Temos a 8.ª Jornada da PO01, com um jogo antecipado, pois a prova é agora interrompida para trabalhos da Seleção Nacional, e que encerra a curiosidade de o 1.º Jogo da Jornada realizado em Braga, ser dirigido por uma dupla de Braga e com um Delegado de Braga. Jogo disputado sem ocorrências disciplinares registadas.

ABC 28 – 29 AA Avanca

Jogo disputado no Flávio Sá Leite, com pouca assistência, teremos de dizer que a única equipa ainda sem derrotas na prova o ABC, defrontou uma equipa que normalmente não é fácil, pois encontra sempre argumentos técnicos para contrariar os seus adversários, incluindo os pretensamente mais apetrechados, e mais uma vez foi o que aconteceu, vencendo o encontro, e o ABC sofrer a sua primeira derrota na prova. Foi um jogo equilibrado em alguns momentos, com as equipas a não aproveitarem na maior parte das vezes as superioridades numéricas de que dispuseram, e com sistema defensivos diferentes, o ABC, teve jogadores que se apresentaram abaixo do seu normal, como por exemplo Nuno Silva (1 golo, 33% de eficácia) e Carlos Martins (2 golos, 33% de eficácia), embora tenha tido em Belmiro Alves (6 golos, 86% de eficácia), na nossa opinião tenha sido o seu melhor jogador, e que soube aproveitar os espaços que lhe deram na defesa da AA Avanca no seu lado direito. Na AA Avanca, que teve em Diogo Silva (9 golos, 69% de eficácia), Diogo Oliveira (7 golos, 78% de eficácia, 2 de 7 metros) e em Taboada (5 golos, 71% de eficácia) os seus principais jogadores, tanto a defender como a atacar, e com um guarda-redes (Nuno Silva, 18% de eficácia), que apesar da sua baixa eficácia foi decisivo em determinados momentos do encontro, já na baliza do ABC o experiente Humberto Gomes, teve uma razoável eficácia (26%). No Primeiro tempo a AA Avanca, esteve na frente do marcador até aos 15 minutos, quando vencia por 7-5, sofrendo nesse momento, um parcial de 4 golos, com o ABC a passar para a frente do marcador por 8-7 aos 17 minutos, chegando aos 3 golos de vantagem aos 24 minutos de jogo (12-9), e com o resultado ao intervalo a ser de 14-13 a favor do ABC. A equipa do AA Avanca, que nunca virou costas ao resultado, e ao jogo, depois de estar novamente em desvantagem por 3 golos (16-13), aos 32 minutos de jogo, reagiu muito bem, iguala aos 18 e aos 19 (aos 43 minutos de jogo), momento em que fruto das boas prestações dos seus principais elementos e de Nuno Carvalho (4 golos, 80% de eficácia), na linha dos 6 metros, assume o comando do marcador, chegando a ter uma vantagem de 5 golos (55 minutos) quando vencia por 28-23, e parecia que o jogo estava decidido, mas o ABC fruto de uma total entrega de uma alteração tácita nos últimos 2 minutos de jogo, quando passou a jogar com 7 jogadores no ataque, e a defesa passou a ser quase uma defesa individualizada, faz um parcial de 3-0, e reduz de 25-29, para 28-29, quando faltavam apenas cerca de 6 segundos para jogar, já não se alterando o resultado final. Uma palavra para o experiente Hugo Rocha (9 golos, 100% de eficácia, 6 de 7 metros), que tudo tentou para levar a sua equipa para a frente. Jogo dirigido pela dupla bracarense constituída por Fernando Costa e Diogo Teixeira, que teve um critério disciplinar apertado, mas justo na nossa opinião, enquanto na falta do atacante foi o pior trabalho com alguma incoerência algumas vezes, de resto prestação a aproximar-se do positivo e em especial isenta.

Após a realização deste jogo a classificação é a seguinte – 1.º Sporting (+1 jogo, 21 pontos), 2.º ABC (+1 jogo, 20 pontos), 3.º Benfica, e AA Avanca (+1 jogo) (19 pontos), 5.º Belenenses (+1 jogo) (18 pontos), 6.º Madeira SAD (17 pontos), 7.º FC Porto (16 pontos), 8.º Ismai, e Xico Andebol (13 pontos), 10.º Boa Hora (12 pontos), 11.º Águas Santas (11 pontos, 12.º Arsenal (10 pontos), 13.º AC Fafe (8 pontos), 14.º São Bernardo (7 pontos).

O Banhadas Andebol

Informação – Passos Manuel - Feminino – I

CONFERÊNCIA DO DESPORTO NO FEMININO – 2021
QUE FUTURO?

Para os mais esquecidos, recordamos que amanhã dia 21 de Outubro, na Universidade Lusófona, no Auditório Agostinho da Silva, temos a realização desta organização que visa em especial o Desporto no Feminino, mas terá certamente um forte impacto na nossa modalidade no género feminino.


Voltamos a referir os objetivos pretendidos

O NAAL Passos Manuel é o organizador desta Conferência "Desporto no Feminino - 2021, que futuro?".

O NAAL Passos Manuel vai promover um conjunto de iniciativas incluídas num plano integrado que visa a promoção e o fomento do andebol feminino no clube, na sua zona de implementação e na Cidade de Lisboa.

Do conjunto das diversas organizações e eventos, destaca-se a Conferência "Desporto no Feminino - 2021, que futuro?", no dia 21 de Outubro.

O NAAL Passos Manuel contará com a parceria e apoio da Câmara Municipal de Lisboa, nomeadamente através do pelouro do desporto e ambas as iniciativas farão parte integrante do programa da Candidatura "Lisboa Capital Europeia do Desporto 2021".

Esta acção conta com a presença entre outros nomes de diversas precedências, do Presidente do COP (José Manuel Constantino), Da Secretária do Estado para a Cidadania e Igualdade (Catrina Marcelino), E em especial do Director Técnico da Federação Francesa de Andebol ( Phillipe Bana).

Mais uma vez, desejamos que esta iniciativa reviva os momentos que a modalidade já possuiu na Cidade, e não só. E renovamos os nossos parabéns aos promotores da iniciativa

O Noticias  

Andebol Solidário - Informação

SENIORES MASCULINOS
JOGO SOLIDÁRIO
Como são equipas são da 3.ª Divisão poucos são os que divulgam esta extraordinária iniciativa, que esta duas equipas vão protagonizar neste fim de semana, na 3.ª Jornada da 1.ª Fase desta Prova Nacional Não Fixa., referimos-nos ao jogo ACD Monte / Académico Viseu.

Este jogo vai ter uma cariz solidário, já que a ACD Monte tomou a iniciativa de angariar bens essenciais para as vitimas dos incêndios que afectaram a nossa região.

O nosso Muito Obrigado pela iniciativa e pela solidariedade demonstrada!! E aqui no Blog endereçamos os nossos parabéns a quem teve a iniciativa e a quem se demonstrou solidário.

O Desporto também é isto!

O Andebol mostra assim que não é indiferente aos tristes acontecimentos, bem pelo contrário.

 Noticias  

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 14 – 2017 / 2018 – I – Actualizada

Crónica intermédia, dedicada aos jogos da PO01, que foram adiados da 7.ª Jornada.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

7.ª Jornada
Dia 18-10-17
Ismai 21 – 30 FC Porto
Dia 19-10-17
Benfica 24 - 27 Sporting

Hoje disputou-se mais um dos jogos adiados da 7.ª Jornada devido à presença dos nossos clubes em provas Europeias. Nos jogos disputados não se registou qualquer ocorrência disciplinar registada, o que se saúda.

Actualização

Benfica 24 – 27 Sporting

Jogo disputado no pavilhão da Luz, que se apresentou muito bem composto de público. Foi um encontro de grande equilíbrio, embora com algumas faltas técnicas, não esperadas por ambas as equipas, que estiveram melhor defensivamente, do que nos seus sistema atacantes, embora a equipa do Benfica, tenha alterado durante o encontro por diversas vezes, quer o sistema defensivo, com defesas mais profundas ou menos profundas, e no seu ataque tenha chegado no segundo tempo a utilizar por diversas vezes 7 jogadores de campo quando atacava, o Sporting, foi mais assertivo em termos atacantes, e mais conservador, tanto a defender como a atacar. Dois intervenientes se destacaram neste encontro, os guarda-redes Hugo Figueira (31% de eficácia) no Benfica, e Asanin (45% de eficácia), no pouco tempo que esteve em jogo, onde defendeu 2 livres de 7 metros. O Equilíbrio no jogo reflete-se no andamento do marcador, onde as igualdades se sucederam, no entanto, o Benfica apenas por duas vezes este no comando do marcador, aos cerca de 11 minutos, quando vencia por 5-4, e cerca dos 39 minutos quando vencia por 16.15, O Sporting, que teve em Tiago Rocha (6 golos, 86% de eficácia), que executou talvez o seu melhor jogo, que lhe vimos esta época, e em Pedro Valdez (7 golos, 78% de eficácia), um triunfo utilizado no segundo tempo e que foi decisivo, quer a defender quer a atacar, e a ligação de Frankis Carol (4 golos, 57% de eficácia) com Tiago Rocha, deve-se dizer que o Sporting, não utilizou embora estivessem inscritos Kopco, Francisco Tavares, Bruno Gaspar, Bozovic, e Bosko, o que é perfeitamente indicativo, do desgaste que os jogadores que participaram no encontro sofreram, em especial o central do Sporting Carlos Carneiro (1 golo, 33% de eficácia), mas com muitos passes errados, durante os 60 minutos de jogo, enquanto no Benfica existiu uma maior gestão do seu plantel, com sucessivas trocas, bem-feitas, e onde se destaca a eficácia do ponta Davide Carvalho (8 golos, 80% de eficácia), e como de costume Belone Moreira (5 golos, 56% de eficácia, 3 de 7 metros) e João Silva (4 golos, 57% de eficácia), pelo que jogou e fez jogar. No andamento do jogo acrescentamos que o intervalo chegou com o Sporting na frente pela diferença mínima (12-11), e aos 55 minutos tinha uma vantagem de 4 golos (24-20), máxima vantagem durante os 60 minutos. Encontro dirigido pela dupla IHF da Madeira constituída por Duarte Santos e Ricardo Vieira, que tiveram trabalho facilitado pela extraordinária compostura dos atletas, no entanto estiveram demasiado permissivos em termos disciplinares, e nunca tiveram equidade na sua aplicação, permitindo ainda golos em violação da área dos 6 metros, no resto, os erros existentes são desprezíveis.

Ismai 21 – 30 FC Porto

Jogo Disputado no Pavilhão Municipal da Maia, que se encontrava, com menos assistência do que se esperava, apesar da hora a que foi realizado. Foi um encontro com duas partes distintas, enquanto nos primeiros 30 minutos, a equipa do Ismai, equilibrou o encontro, chegando a estar por diversas vezes na frente do marcador, vencendo aos 7 minutos por 5-3, e aos 22 minutos o encontro encontrava-se igualdado a 12 golos, com o técnico do FC Porto, a fazer duas substituições que na nossa opinião, foram decisivas para o a melhoria efectiva do jogo que estava a ser praticado pelo FC Porto, quando troca Alfredo Quintana e faz entra ainda no primeiro tempo Hugo Laurentino (50% de eficácia), que esteve impecável na baliza do FC Porto, e quando troca Angel Hernandez (1 golo, 33% de eficácia), por Yoel Morales (9 golos, 75% de eficácia), que acaba por ser o melhor marcador da equipa. Por sua vez Manuel Borges (37% de eficácia) na baliza do Ismai foi um obstáculo de respeito aos atacantes do FC Porto, e o FC Porto chega ao intervalo a vencer por 17-13. No segundo tempo veio ao de cima a mais-valia do plantel do FC Porto, apesar da animosa réplica dada pela equipa do Ismai onde António Ventura (5 golos, 50% de eficácia), esteve sempre bem, mas a equipa começou a claudicar fisicamente, e o ataque do Ismai, começou a esbarrar no bloco defensivo do FC Porto, e os contra-ataques e ataques rápidos, da equipa do FC Porto a funcionar em pleno, com qualquer das duplas de pontas que foram utilizadas, António Areia (3 golos, 60% de eficácia) e José Carrillo (4 golos, 67% de eficácia), e posteriormente Digo Branquinho (2 golos, 67% de eficácia) com Miguel Alves (3 golos, 43% de eficácia). O resultado foi-se avolumando e aos 41 minutos o FC Porto já vencia por 7 golos de vantagem (24-17), para a maior diferença, 9 golos, com que terminou o encontro, registar-se pela primeira vez aos 55 minutos quando a equipa visitante vencia por 29-20. Dirigiu o encontro a dupla aveirense constituída por Nuno Marques e João Correia, uma das raras duplas de Nível 4 ainda em actividade, que não esteve mal, mas podia ter mais atenção ás violações da área de 6 metros, em especial os golos marcados já em apoio, e nas faltas do atacante já que tanto na sanção progressiva como nos 7 metros e na nossa opinião estiveram muito bem.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting (+1 jogo, 21 pontos), 2.º Benfica, e ABC (19 pontos), 4.º Belenenses (+1 jogo) (18 pontos), 5.º Madeira SAD (17 pontos), 8.º FC Porto, AA Avanca (16 pontos), 8.º Ismai, e Xico Andebol (13 pontos), 10.º Boa Hora (12 pontos), 11.º Águas Santas (11 pontos, 12.º Arsenal (10 pontos), 13.º AC Fafe (8 pontos), 14.º São Bernardo (7 pontos).

O Banhadas Andebol

Finanças da Federação - I

RAZÃO E / OU INCOMPETÊNCIA

Foram a maioria dos adeptos, surpreendidos, com algumas notícias publicadas, na Comunicação Social, relacionadas com uma inspecção realizada na Federação pela Inspecção Geral de Finanças., e relacionadas com a gestão entre 2012 e 2014, cujo relatório final foi agora conhecido. Entretanto a Federação emitiu uma nota de Imprensa, cujo link está aqui, para todos os interessados, mas cujo conteúdo na nossa opinião é despiciente e inócuo, pois apenas foca um aspecto relevante ou seja a devolução de uma verba de 2574,50 € ao IPDJ, relacionado com os contratos programa, mas não refere uma única palavra sobre os outros assuntos relacionados, com o relatório e que aqui transcrevemos, e que distribuído pela Lusa, e que seencontra aqui. Termos ainda, que alguns títulos da noticia, tal como por exemplo “FEDERAÇÃO GANHA CAUSA NAS FINANÇAS” , são completamente enganadores, pois quem resolveu o assunto foi o IDPJ, onde uma possível devolução de cerca de 300.000 €, passou para o valor já por nós indicado. Ou seja na realidade até ao momento não existe ou pelo menos desconhecemos, qualquer processo das Finanças contra a Federação, mas sim a apresentação de um relatório final. Por isso damos este título a esta notícia, pois neste momento não sabemos se a razão assiste à Federação ou se pelo contrário existem outras matérias, como as que são referidas no texto que a seguir transcrevemos, e que não tiveram qualquer resposta, até ao momento.

Texto completo divulgado pela Lusa

“A Inspecção Geral das Finanças (IGF) divulgou um relatório muito crítico para com a gestão da Federação de Andebol de Portugal (FAP) no triénio 2012/14, nomeadamente na aplicação dos auxílios públicos e o controlo financeiro interno. "As várias irregularidades detectadas reflectem um controlo interno incipiente por parte da FAP, ressaltando também, a nível da organização contabilística, a falta de transparência na evidenciação dos gastos ligados ao objecto da entidade", acusa a IGF, falando da gestão do economista Ulisses Pereira. O instituto recorda que no período em análise a FAP movimentou recursos que variaram entre quatro e cinco milhões de euros anuais, sendo que cerca de três milhões foram provenientes de apoios públicos (transferências do Instituto Português do Desporto e Juventude - IPDJ -, cerca de 2,4 milhões anuais), "o que traduz uma elevada dependência pública no financiamento das suas actividades, cerca de dois/terços dos rendimentos". "No mesmo triénio, foram identificadas situações de gastos da FAP - refeições, combustível, deslocações, no valor global de 70.844 euros - não elegíveis como despesa face aos contratos-programa celebrados com o IPDJ, que consubstanciam a atribuição de rendimentos em sede de IRS e que traduzem vantagem financeira de cariz remuneratório aos seus beneficiários, obviando as consequências fiscais que adviriam da qualificação como contra-prestação pelas tarefas realizadas", aponta. Rendimentos pagos a título de ajudas de custo e não declarados fiscalmente (12.494 euros), documentos não aceites para efeitos fiscais (220.540), a não liquidação do IVA relativos a donativos de 248.750 euros e a não aplicação do Código de Contratos Públicos, como está obrigada a FAP, são outras rubricas do relatório cáustico para a equipa de Ulisses Pereira. "Em 31/12/2014, a situação financeira da FAP apresentava-se debilitada, com principal destaque para as dívidas avultadas a fornecedores (2,5 milhões de euros), os indícios de dificuldades de cobrança a clientes/clubes (923.000 euros) e a escassez de fundos patrimoniais (137.000 euros), situações com risco de agravamento", alerta. Como medidas correctivas, a Inspecção Geral das Finanças indica o "assegurar de uma aplicação rigorosa e transparente dos apoios públicos recebidos, promovendo a adequada monitorização e controlo das suas actividades e dos gastos associados". Neste âmbito, prescreve a devolução do montante de apoios financeiros a determinar pelo IPDJ, resultante de despesas que não são elegíveis, nos termos dos contratos-programa celebrados. Indica ainda a correcção das declarações fiscais relativas aos anos de 2012 a 2014 e a adoção de medidas por forma a inverter a actual situação financeira da FAP, garantindo a sua sustentabilidade. Implementar medidas de reforço do controlo dos gastos e da transparência na sua evidenciação, prevenindo, assim, a ocorrência de pagamentos irregulares/não elegíveis também é apontado no relatório. Finalmente, o IGF defende a aplicação de procedimentos que assegurem o cumprimento das regras da contratação pública, nomeadamente na contratação externa. Actualmente a federação é presidida por Luís Laranjeiro.” 

O Banhadas Andebol

Informação – Andebol Feminino – Açores

ANDEBOL FEMININO EM SANTA MARIA
Novamente por iniciativa de ex atletas e com a colaboração da Associação de Andebol da Ilha de Santa Maria, foi organizado um jogo de andebol no feminino.

Cerca de duas dezenas de atletas marcaram presença, umas mais bem preparadas que outras, mas todas com muita vontade de voltar a praticar esta modalidade que tanto entusiasma os marienses.

O resultado é o que menos interessou neste convívio desportivo, mas foi bonito acompanhar esta jornada de andebol no feminino com diferentes gerações dentro do recinto de jogo. Outros jogos já foram apalavrados. Acima de tudo praticar desporto é a palavra-chave.
(elementos fornecidos por leitor perfeitamente identificado)

O Andebol mostra assim que não é indiferente aos insulares. Parabéns pela iniciativa. 

O Noticias  

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2017 / 2018 - IV

Nova crónica dedicada à PO04, onde aumentaram as nossas preocupações pois não existe qualquer critério definido e divulgado para as nomeações.

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona 1
4.ª Jornada – Resultados
Dia 15-10-17
Águas Santas 34 - 37 CD Feirense
FC Gaia 31 - 22 Académico FC
Xico Andebol 27 - 26 ABC
CP Natação 23 - 26 FC Porto
AA Avanca 26 - 35 Ismai

Zona onde se verificaram pequenas surpresas, embora os principais favoritos à discussão dos lugares de acesso ao apuramento para a Fase Final (na nossa opinião), comecem a ficar praticamente definidos, verificando-se contudo algum equilíbrio entre algumas das equipas, que poderão discutir os 3 lugares de apuramento. De registar a não existência de ocorrências disciplinares, mais uma vez, uma pequena referência para as fraquíssimas assistências aos jogos. Tal como já dissemos uma jornada com algumas pequenas surpresas, e começamos logo com o encontro disputado em Águas Santas, que foi um jogo disputadíssimo, e sem grandes preocupações defensivas, de tal forma que ao intervalo se registava uma igualdade a 18 golos, mas surpreendentemente o CD Feirense superiorizou-se aos maiatos e terminaram na frente do marcador obtendo desta forma a sua 1.ª vitória na prova. Com João Cardoso a marcar 19 golos, foi não só o melhor marcador do CD Feirense como de toda a jornada, sendo bem acompanhado mais uma vez por Eduardo Rocha com 6 golos. Na equipa maiata os melhores marcadores foram os do costume Ruben Sousa com 9 golos, e António Aparício com 8 golos. No Pavilhão do Francisco Holanda, tivemos um dérbi regional com a realização do Xico Andebol / ABC, que terminou com a vitória do Xico Andebol, que assim continua sem derrotas na classificação geram, enquanto o ABC sofreu a sua primeira derrota. Foi um encontro de grande equilíbrio ao longo dos 60 minutos, com o Xico Andebol a chegar ao intervalo a vencer pela diferença mínima (15-14), para o equilíbrio se manter no segundo período de jogo e terminar exatamente pela mesma diferença. No Xico Andebol tivemos mais uma vez como melhor marcador Manuel Lima com 14 golos, bem acompanhado por João Campos com 7 golos, enquanto no ABC, tivemos como melhores marcadores Daniel Miranda e Rui Ferreira, ambos com 6 golos cada. Tivemos depois os resultados mais ou menos previstos, como a difícil vitória do FC Porto no recinto do CP Natação, que se apresentou com apenas 10 jogadores inscritos, e mesmo assim aproveitou e bem o excesso de confiança do FC Porto, para chegar ao intervalo a perder por apenas um golo (11-10), e o FC Porto, apenas no segundo tempo conseguiu aumentar a sua vantagem, que chegou a ser de 5 golos, como por exemplo, quando vencia por 25-20, mas mais uma vez os locais, conseguiram reduzir para a diferença final. Foi um encontro disputado com 21, repetimos 21 exclusões, e 1 desqualificação directa, o que convenhamos nunca deve ter existido andebol de 7. Manuel Lima com 6 golos foi o melhor marcador da equipa local, enquanto Alfredo Torres com 5 golos foi o melhor marcador pelo FC Porto. Num dos resultados mais dilatados da jornada o Ismai foi como visitante vencer a AA Avanca num jogo que comandou praticamente durante os 60 minutos, e já vencia ao intervalo por 17-14, com o Ismai a aumentar progressivamente a sua vantagem no segundo tempo. Com os melhores marcadores das equipas a serem, pelo AA Avanca, Daniel Vieira com 6 golos, e pelo Ismai, mais uma vez Gonçalo Meireles com 7 golos, e novamente Afonso Correia com 11 golos. No último jogo realizado na Zona o FC Gaia / Académico FC, terminou conforme se previa com a dilatada vitória da equipa do FC Gaia, que ao intervalo já vencia por 16-10, o que lhe permitiu encara o segundo com prespectivas animadoras, e desta forma ainda aumentou a diferença final. Pedro Barbosa e Fernando Leite, ambos com 7 golos cada, foram os melhores marcadores do FC Gaia, com Carlos Sousa a marcar com 8 golos, foi o melhor marcador do Académico FC.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º FC Porto, e Xico Andebol (12 pontos), 3.º ABC (10 pontos), 4.º Águas Santas, FC Gaia, e Ismai (8 pontos), 7.º CP Natação, CD Feirense e AA Avanca (6 pontos), 10.º Académico FC (4 pontos).

Zona 2
1.ª Jornada
Dia 29-10-17
Belenenses - AC Sismaria (18H00)
Estarreja AC - Alto Moinho (16H00)
3.ª Jornada
Dia 28-10-17
Benfica - São Bernardo
4.ª Jornada - Resultados
Dia 15-10-17
Juventude Lis 22 - 25 Alto Moinho
Almada AC 19 - 36 Benfica
São Bernardo 32 - 31 Estarreja AC
Sporting 21 - 15 Belenenses
Vitória FC 28 - 24 AC Sismaria

Finalmente esta Zona foi disputada sem adiamento de jogos, o que só por si já é digno de registo, nos jogos que se disputaram e ao contrário do que passou na Zona 1, teve um encontro onde, se registaram-se ocorrências disciplinares registadas, uma desqualificação directa. Nos jogos realizados em apenas um se verificou total equilíbrio, foi no São Bernardo / Estarreja AC, que apesar da equipa visitada chegar ao intervalo a vencer por 16-13, a equipa visitante equilibrou o encontro em termos de jogo jogado e em termos de resultado, que terminou com a vitória do São Bernardo pela diferença mínima, o que permitiu que a equipa do São Bernardo continua sem derrotas até ao momento na prova. Diogo Vaia com 12 golos e Bernardo Marques, com 7 golos voltaram a ser os melhores marcadores do Estarreja AC, enquanto no São Bernardo os melhores marcadores foram Nuno Ferreira com 11 golos, e Tiago Couto com 7 golos. No clássico da jornada, o Sporting / Belenenses, pouco teve de clássico, sendo o único encontro com o registo de ocorrências disciplinares. Ao intervalo o Sporting vencia por 14-9, e o jogo praticamente terminou neste período, pois o resultado no segundo tempo demonstrou que a eficácia de ambas as equipas foi praticamente nula, com este resultado o Belenenses continua registar apenas uma (1) vitória na Zona. No Sporting onde 11 atletas marcaram golos, os melhores marcadores não forem além dos 3 golos (Martin Ferreira, Duarte Pereira, e João Guerreiro), Ricardo Leitão foi mais uma vez o melhor marcador da equipa do Belenenses. No pavilhão Adelino Moura disputou-se o Almada AC / Benfica, que registou o resultado mais dilatado da jornada, e que terminou com a vitória do Benfica que já vencia ao intervalo por 15-9, continuando a aumentar o diferencial no segundo tempo, gerindo o plantel, para que 11 jogadores concretizarem golos, o jogo no entanto não foi um primor disciplinar pois apesar da dilatação do resultado ainda registou 12 exclusões. Tomé Salgado com 8 golos, foi o melhor marcador do Almada AC, com João Marques e igualmente com 8 golos, foi o melhor marcador do Benfica. O Benfica continua a ser uma das equipas que apenas regista vitórias, enquanto o Almada AC, é a única equipa só com derrotas. Em Setúbal, disputou-se um dos encontros que se esperava com mais equilíbrio, do que aquele que se verificou. No Vitória FC / AC Sismaria, que terminou com a vitória da equipa local que ao intervalo tinha o jogo praticamente resolvido, ao estar na frente do marcador por 18-10. No segundo tempo e apesar da forte melhoria da equipa do AC Sismaria, a que correspondeu um “relaxamento” da equipa da casa, o diferencial existente foi diminuído progressivamente mas não chegou para dar a volta ao resultado. Artur Pereira com 12 golos, foi o melhor marcador do Vitória FC, por sua vez Simão Santos e Gonçalo Jesus, ambos com 5 golos, foram os melhores marcadores do AC Sismaria. Em Leiria, disputou-se um bom jogo de andebol entre a Juventude Lis e o Alto Moinho, que terminou com a vitória do Alto Moinho, num jogo disputado com grande equilíbrio, e com o resultado ao intervalo a ser já favorável à equipa visitante por 10-9, No segundo tempo continuou-se a verificar enorme equilíbrio, mas os detalhes fizeram a diferença. Pedro Santos da Juventude Lis com 11 golos, foi o seu melhor marcador, no Alto Moinho, onde 11 atletas marcaram golos, Victor Talmazan com 6 golos, foi o seu melhor marcador. Com esta vitória a equipa do Alto Moinho, contínua sem derrotas até ao momento.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º Sporting (10 pontos), 2.º Benfica (~1 jogo), e São Bernardo (-1 jogo) (9 pontos), 4.º Alto Moinho (-1 jogo) (8 pontos), 5.º Juventude Lis (7 pontos), 6.º Vitória FC (6 pontos), 7.º AC Sismaria (-1 jogo), Belenenses (-1 jogo), e Estarreja AC (-1 jogo) (5 pontos), 10.º Almada AC (4 pontos).

O Noticias

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – VI

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
GRUPO 4 NA PÓVOA VARZIM

Segundo notícias que já foram publicadas em alguns OCS, e até no próprio site da AA Braga, a disputa do Grupo 4 de apuramento para o Play OFF Europeu, que se realiza em Portugal, onde o local de realização será a Póvoa do Varzim, apesar de a FAP ainda nada ter anunciado até ao momento, apenas fazemos eco do que já chegou ´`a Comunicação Social, e vamos divulgar o Calendário já definido no site da EHF.

Grupo 4Portugal, Polonia, Chipre, e Kosovo – Será disputado em Concentração de 12 a 14-01-18.

Calendário do Grupo 4

1.ª Jornada
Dia 12-01-18
Polónia – Kosovo
Portugal – Chipre
2.ª Jornada
Dia 13-01-18
Chipre - Polónia
Kosovo – Portugal
3.ª Jornada
Dia 14-01-17
Chipre – Kosovo
Portugal - Polónia

O Banhadas Andebol

Sorteios – Época 2017 / 2018 - V

A Federação anunciou através de uma notícia no seu portal e do seu Comunicado Oficial N.º 34 da época 2017 / 2018 em 16-10-17, a data da realização de sorteios, relativos as Taças de Portugal Masculina, e Feminina. O sorteio é realizado na FAP.

PO.23 – Taça de Portugal Seniores Femininos
1/8 Final - Sorteio dia 07-11-2017 pelas 17H00

PO.20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
1/16 Final - Sorteio dia 07-11-2017 pelas 17H15

Notas

Os seis primeiros classificados do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão da época anterior, serão cabeças de série (não se defrontando entre si) nos 1/16 de final, sendo que nesta eliminatória os clubes da PO01, sempre que defrontarem Clubes de Divisão inferior, jogarão na condição de visitantes. Registando-se com agrado, o já ter sido divulgado o local da realização da Final Four.

Igual critério já foi aplicado no sorteio dos 1/16 Final da Taça de Portugal Seniores Femininos. 

O Noticias

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana, No Feminino – 05 – 2017 / 2018

Mais uma crónica de fim-de-semana exclusivamente dedicada ao Feminino.

Depois de termos referido a falta de transmissões por parte da Andebol TV, tivemos  uma transmissão na jornada anterior, o que significa que em 4.ª jornadas apenas se registou uma transmissão, o que consideramos praticamente nulo o efeito das mesmas. O género necessita de mais.

Quanto á existência de estatísticas nesta prova, e após a informação por nós dada na crónica anterior, continuamos a informar de que as mesmas existem em http://po09.videobserver.com/pt/, continua-se estranhar que a Federação nada informe. Mas podemos informar de que estivemos a monitorar as mesmas durante os jogos e não são feitas em tempo real, e a maior parte delas surge passados bastantes dias sobre a realização dos jogos, mas é uma realidade que existem, e só temos de agradecer a quem as faz, é a nossa obrigação, pois auxiliam em especial os técnicos da modalidade.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – 1.ª Jornada - Resultados
1.ª Jornada
Dia 05-11-17
SIR 1.º Maio/CJB - Juventude Lis (15H00)
2.ª Jornada
Dia 12-11-17

CA Leça - Santa Joana (17H00)
4.ª Jornada
Dia 14-10-17
SIR 1.º Maio/CJB 27 – 19 CA Leça
Santa Joana 16 – 46 Alavarium
Juventude Lis 24 – 23 Maiastars
Académico FC 18 – 32 Colégio Gaia
Dia 22-10-17
Assomada - CS Madeira (17H00)
JAC-Alcanena - Madeira SAD (21H00)

Jornada com apenas 4 jogos disputados, pois continua o adiamento de jogos, quando estão em causa equipas insulares, o que significa que na próxima deveremos ter jornada dupla para as equipas não intervenientes, este fim-de-semana. Nos jogos disputados registaram-se algumas surpresas, como (na nossa opinião), a vitória da Juventude Lis sobre o Maiastars, e ainda o resultado verificado no Santa Joana / Alavarium. De destacar pela positiva, que em nenhum dos jogos disputados se registaram ocorrências disciplinares.

No Pavilhão da Juventude Lis, disputou-se o Juventude Lis / Maiastars, que foi quanto a nós a surpresa da jornada, ao terminar com a vitória da equipa leiriense, que foi a sua primeira vitória na prova até ao momento. Foi um encontro de grande equilíbrio e até de alternâncias no marcador, com a equipa visitada a chegar ao intervalo a vencer pela diferença mínima 12-11. Nos segundos 30 minutos, a equipa do Maiastars, assumiu a liderança do marcador, chegando a ter 3 golos de vantagem quando estavam decorridos cerca de 50 minutos de jogo, mas mais uma boa reacção da Juventude Lis, leva a equipa ao comando do jogo e do marcador por 24-22, com a equipa maiata a reduzir para a diferença mínima nos momentos finais do encontro. Na Juventude Lis, Francisca Marques com 5 golos, foi a melhor marcadora da equipa, por sua vez na equipa maiata, Debora Moreno com 9 golos, e Mariana Azevedo com 6 golos, foram as suas melhores marcadoras.

O outro encontro que chama a atenção dos amantes da modalidade disputou-se no Municipal de São Pedro Fins, e foi o Santa Joana / Alavarium, não pela qualidade do jogo, mas pelo resultado final ocorrido, onde o Alavarium venceu por uma margem de 30 golos, “cilindrando” autenticamente a sua adversária e construindo um resultado que em nossa opinião não coaduna com uma 1.ª Divisão Nacional. O encontro foi disputado com um sentido único e a equipa do Alavarium a comandar o marcador e o jogo, durante os 60 minutos do jogo, de tal forma que ao intervalo já estava na frente do marcador por 19-8, aumentando significativamente a diferença nos segundos 30 minutos, perante uma equipa, completamente “ desorientada”. Ana Lopes com os seus 5 golos foi a principal marcadora do Santa Joana, enquanto na equipa do Alavarium, que fez uma total gestão do seu plantel, teve 13 jogadoras a concretizarem golos, com Ana Sampaio e os seus 9 golos, a ser a melhor marcadora da equipa e do jogo, bem acompanhada por Joana Ferreira, e Ana Carolina Silva, com 6 golos cada.

Na Marinha Grande realizou-se o SIR 1.º Maio/CJB / CA Leça, que após as derrotas sofridas na Madeira no último fim-de-semana, a equipa visitada obteve o seu primeiro trinfo na prova ao derrotar o CA Leça. Foi um encontro disputado nos limites pois ocorreram 14 exclusões no total, o que significa, que se jogo muitas vezes andebol de 6. Apesar da melhor entrada no jogo realizada pela equipa da casa, que se manteve sempre no comando do marcador, com a equipa do CA Leça e a sua normal raça e garra chegou a colocar o marcador em apenas um golos de diferença 11-10, para o intervalo chegar, como SIR 1.º Maio/CJB a vencer por uns escassos 12-10. No segundo período do jogo veio ao de cima a maior qualidade do plantel da equipa visitada, com a equipa a chegar aos 5 golos de vantagem (16-11), e a aumentar o diferencial no marcador até final do encontro. No SIR 1.º Maio/CJB onde 10 jogadoras marcaram golos as suas melhores marcadoras não foram além dos 4 golos (Tela Amado, Carolina Gomes, e Adriana Lage), no CA Leça, Ana Gomes com 7 golos foi a melhor marcadora da equipa e do jogo. Com esta derrota a equipa do CA Leça é uma das 3 equipas que ainda não registam qualquer vitória na prova, as outras são Santa Joana, e Académico FC.

No Lima, tivemos o Académico FC / Colégio Gaia, que venceu como esperado a equipa Campeã Nacional em Titulo, e que não deixou os seus créditos por mãos alheias, conformando-se a notícia já divulgada em diversos locais do abandono precoce (pelo menos até final da época) de Bebiana Sabino, o que lamentamos pois o Andebol em especial o feminino, merecia mais atenção. Sabia-se que a equipa do Lima iria dar tudo o que podia, mas foi insuficiente de tal forma que o intervalo chegou com o Colégio Gaia já na frente do marcador por uma confortável margem (15-8). No segundo tempo, não se verificaram grandes alterações, e as visitantes, mantiveram o seu ritmo de jogo, e chegaram a ter 15 golos de vantagem quando venciam por 29-14 (por exemplo), para terminarem mesmo assim com uma confortável vantagem. Josefina Rodrigues com 5 golos, foi a melhor marcadora do Académico FC, Carolina Monteiro com 11 golos, foi não só a melhor marcadora do Colégio Gaia, como do jogo, com Nair Pinho a marcar 5 golos.

Classificação após a disputa destes encontros: - 1.º Colégio Gaia (12 pontos), 2.º Alavarium (10 pontos), 3.º Madeira SAD (-1 jogo, 9 pontos), 4.º Maiastars, JAC-Alcanena (-1 jogo), Assomada (-1 jogo), e CS Madeira (-1 Jogo) (7 pontos), 8.º SIR 1.º Maio/CJB, e Juventude Lis (-1 jogo) (5 pontos), 10.º Académico FC (4 pontos), 11.º CA Leça (-1 jogo), Santa Joana (-1 jogo) (3 pontos).

Voltamos a referir que para os nossos principais OCS, que pouco ou nada disseram sobre esta prova (existem raras excepções), é um desprezo total. Lamentável.

O Noticias

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – V

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
II TORNEIO TERRAS DO DEMO
(Foto FAP)
Este Torneio, que se insere na preparação da Selecção de Seniores Masculina, para a disputa do Grupo 4 de apuramento para o Play OFF Europeu, mas neste momento apenas se sabe que o Grupo se realiza em Portugal, mas o local ainda não está definido, apesar dos dias de disputa (12 a 14-01-18) e do calendário já estarem definidos site da EHF.

Este torneio que se disputa em Moimenta da Beira, inserido no estágio da Selecção Nacional de 21 a 28-10-17, é disputado em dois jogos com a Selecção da Roménia.

Na convocatória hoje divulgada (19 Seleccionados), ficamos a saber que Alexis Borges, já é português, o que para nós é uma novidade, apenas desejamos que a nossa Selecção não se transforme num dia destes numa Selecção tipo Qatar.

Como se sabe o Campeonato Mundial de Seniores Masculinos de 2019 será realizado numa organização conjunta da Dinamarca e da Alemanha, de 13 a 17-01-19

Lista de Convocados, sem mais comentários
Calendário dos jogos do Torneio

Dia 25-10-17 - Pavilhão Municipal de Moimenta da Beira
Portugal - Roménia (11H00)
Dia 27-10-17 - Pavilhão Municipal de Moimenta da Beira
Portugal - Roménia – (21H00) Porto Canal

Recordamos a constituição do Grupo 4:

Grupo 4Portugal, Polónia, Chipre, e Kosovo – Será disputado em Concentração.

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXXIX - Sorteio

Realizou-se hoje (17-10-16) na EHF, o sorteio da 3.ª Ronda de Qualificação (32 equipas) da EHF CUP Masculina, onde está inserido a equipa portuguesa do FC Porto. Após esta eliminatória ‘e que se participará na Fase de Grupos

O Sorteio não pode ser seguido através da ehfTV no canal youtube, conforme estava previsto, por motivos técnicos segundo informa a EHF, na sua página do Facebook.

EHF CUP MASCULINA
Os jogos da 1.ª Mão disputam-se a 18/19-11-17, e os encontros da 2.ª Mão em 25/26-11-17.

A equipa Portuguesa encontrava-se inseridas nos Pote 2.

O FC Porto, vai defrontar o Fuchse Berlin (Alemanha). Equipa que era apenas a n.º 3 do Ranking da EHF para esta prova e que estava no primeiro pote, e que na última época esteve presenta na Final Four da prova, onde se classificou em 3.º lugar. A 1.ª mão será disputada no Dragão Caixa, e a 2.ª mão na Alemanha. Se vencer a eliminatória entrará na Fase de Grupos.

Sorteio Completo
O Noticias

Informação – Minuto de Silêncio

(Imagem FAP)
MINUTO DE SILÊNCIO EM TODOS OS ENCONTROS
 ATÉ AO DIA 22-10-17

Estamos solidários com a decisão tomada pela FAP, hoje 17-10-17, e comunicada através do CO N.º 35 de 17-10-17. Ao decretar um minuto de silêncio em todos os encontros a realizar até ao próximo domingo 22-10-17. O Andebol manifesta desta forma, a sua profunda solidariedade com os familiares de todas as vitimas dos incêndios verificados nos últimos dias.

O Andebol mostra assim que não é indiferente á catástrofe que se existiu em Portugal nos últimos dias, NÓS TAMBÉM NÃO FICAMOS INDIFERENTES. Parabéns à FAP pela iniciativa. 

O Noticias  

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 04 – 2017 / 2018 – II

Crónica dedicada á PO02, constituída por 3 Zonas, onde as equipas “B”, não serão apuradas para a Fase Final.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

3.ª Jornada
Zona 1
Dia 22-10-17
CCR Fermentões - Marítimo (17H30)
4.ª Jornada - Resultados
Dia 11-10-17
FC Porto B 22 - 30 Boavista FC
Dia 14-10-17
Santo Tirso 27 - 26 CCR Fermentões
Marítimo 30 - 35 CA Póvoa Varzim
CP Natação 26 - 36 FC Gaia
São Mamede 25 - 36 SP Oleiros

Jornada disputada por completo, e mais uma vez, não se verificaram ocorrências disciplinares o que é de saudar. Continua o “sofrimento” de se verificar que uma equipa que desceu da 1.ª Divisão Nacional, continua sem vencer qualquer jogo até ao momento, encontrando-se em último lugar da zona, referimo-nos ao São Mamede, que sofreu nova e clara derrota, agora diante o SP Oleiros, na condicção de visitante, e por uma assinalável diferença, com o resultado ao intervalo a dar uma esperança aos seus adeptos ao registar uma igualdade a 15 golos, mas ao sofrer um parcial de 21-10 nos segundo 30 minutos, mais nada se poderá dizer. No encontro antecipado DA JORNADA O fc Porto B / Boavista FC, foi um encontro totalmente dominado pela equipa do Bessa que rapidamente chega aos 4-0, para terminar os primeiros 30 minutos já com um assinalável diferencial de 10 golos (20-10) a seu favor. No segundo tempo nada se alterou, chegando a equipa do Bessa a ter 12 golos de diferença por exemplo quando vencia por (22-10), para posteriormente fazer uma gestão do resultado e do plantel, terminando o encontro com nova vitória ao contrário da equipa do FC Porto B, que continua sem vencer qualquer encontro até ao momento. Outro encontro que terminou com um diferencial assinalável foi o CP Natação / FC Gaia, com o resultado a dilatar-se no segundo tempo, pois ao intervalo o FC Gaia vencia por 15-13, mas no início do segundo tempo ao fazer um parcial de 7-2, e a colocar o resultado em 22-15 a equipa do FC Gaia resolveu em definitivo o jogo, pois o diferencial final de 10 golos repetiu-se várias vezes como por exemplo aos 33-23. Com esta derrota o CP Natação é uma das três equipas que continua a registar apenas derrotas até ao momento, as outras duas já foram referenciadas na crónica. O jogo Marítimo / CA Póvoa Varzim, que terminou com a vitória da equipa do continente, que assim passa a ser a única equipa da Zona que apenas contabiliza vitórias, enquanto a equipa madeirense registou a sua primeira derrota. O CA Póvoa Varzim, construiu a o resultado nos primeiros 30 minutos, quando chegou ao intervalo já na frendo do marcador por 20-14, depois foi só gerir o jogo até aos 60 minutos. O encontro mais disputado da jornada foi (na nossa opinião) o GC Santo Tirso / CCR Fermentões, que foi um dos jogos mais disputados da jornada, e que terminou com a vitória da equipa de Santo Tirso pela diferença mínima, mas que ao intervalo se encontrava a perder por 16-12, com a equipa local a fazer uma excelente recuperação no segundo tempo, sendo esta a primeira derrota do CCR Fermentões, este foi um dos encontros com maior assistência, na Zona, onde o apuramento para a Fase Final, será bastante discutido certamente.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º CA Póvoa Varzim (12 pontos), 2.º Boavista FC, FC Gaia, e Santos Tirso (10 pontos), 5.º SP. Oleiros (8 pontos), 6.º CCR Fermentões (-1 jogo), e Marítimo (-1 jogo) (7 pontos), 8.º FC Porto B, CP Natação e São Mamede (4 pontos).

Zona 2 OK
4.ª Jornada - Resultados
Dia 14-10-17
Benfica B 26 - 22 AC Coimbra
Juventude Lis 30 - 23 SIR 1.º Maio
AC Sismaria 28 - 25 AD Sanjoanense
AD Albicastrense 28 - 31 Estarreja
Dia 15-10-17
CD Marienses 38 - 36 ADC Benavente

Única Zona com todo o calendário completo, apesar de ter tido um jogo adiado para o dia seguinte por motivos das condicções atmosféricas registadas nos Açores, jornada disputada, algum equilíbrio, e até algumas surpresas, e que tal como já tínhamos constatado na jornada anterior, a não existência de equipas apenas só com vitórias, e caracterizou-se ainda, pela não existência de qualquer registo de ocorrências disciplinares. E na presença dos resultados desta jornada, apenas uma equipa contabiliza somente, a AC. Coimbra que este fim-de-semana, voltou a perder desta vez com o Benfica B, num jogo em o resultado ficou praticamente feito nos primeiros 30 minutos, quando o Benfica B, chegou ao intervalo já na frente do marcador por 17-13, diferencial que não se alterou no segundo tempo, face á animada resposta dos homens de Coimbra. Na nossa opinião a grande surpresa da jornada veio do jogo disputado em Castelo Branco, no encontro AD Albicastrense / Estarreja AC, que terminou com a vitória da equipa visitante, que no entanto perdia ao intervalo por 13-12, mas um segundo tempo de ascendente e significativa melhoria, levou a equipa a uma vitória que provavelmente não estaria nas previsões de muita gente. Foi um dos encontro com razoável assistência, na zona juntamente com o dérbi de Leiria o Juventude Lis / SIR 1.º Maio, que terminou com a vitória da Juventude Lis que ao intervalo já se encontrava na frente do marcador por 14-11, aumentando o diferencial no segundo período de jogo, e terminou com 10 jogadores a concretizarem golos. Num dos encontros (na nossa opinião) mais importantes da jornada, o AC Sismaria / AD Sanjoanense, a equipa de Gândara, construiu a sua vitória no primeiro tempo ao chegar ao intervalo a vencer por 14-8, com a equipa visitante a vencer cara a derrota e reagindo fortemente no segundo tempo, acabando por perder somente por um diferencial de 3 golos. Nos Açores, tivemos um encontro entre duas das equipas que mais se reforçaram esta época, e que foi adiado para o dia seguinte devido ás deficientes condicções meteorológicas que assolaram os Açores. Encontro com uma razoável assistência, e disputado sempre com grande equilíbrio, e alternâncias no marcador, ao intervalo encontrava-se na frente do marcador o ADC Benavente por 15-13. No segundo tempo os insulares deram a volta ao marcador, e passaram para a frente do marcador por exemplo aos 22-21, para termos uma igualdade a 26 golos, aos 31-28, registou-se a maior diferença no marcador a favor da equipa do CD Marienses, que acaba por vencer após um excelente segundo tempo. Zona, onde nos poderemos enganar, mas que irá ser disputada com muito equilíbrio, e onde os favoritos para a Fase Final, é difícil de prognosticar.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º Juventude Lis, e Estarreja AC (10 pontos), 3.º Benfica B, e CD Marienses (9 pontos), 5.º AD Sanjoanense, ADC Benavente, AC Sismaria, e AD Albicastrense (8 pontos), 9.º SIR 1.º Maio (6 pontos), 10.º AC. Coimbra (4 pontos)

Zona 3 - ok
1.ª Jornada
Dia 28-10-17
SC Horta - 1.º Dezembro (21H00)
4.ª Jornada - Resultados
Dia 14-10-17
1.º Dezembro 30 - 25 Vela Tavira
Vitória FC 31 - 24 CF Sassoeiros
CCP Serpa 26 - 30 Ginásio Sul
Dia 15-10-17
Zona Azul 18 - 29 CDE Camões
SC Horta - Alto Moinho (Desconhecido)

Zona, onde além de continuar com um jogo em atraso, e que certamente irá acontecer mais vezes, pois repetimos, de que não nos recordamos de nas últimas épocas o SC Horta, iniciar a época ao mesmo tempo que as outras equipas, ao afirmamos isto não estamos a desfazer em ninguém mas sim a constatar um facto. Nesta Zona, felizmente e tal como nas outras Zonas não tivemos jogos com ocorrências disciplinares registadas. Teve este fim-de-semana, mais um encontro que em princípio tinha sido adiado para o dia seguinte por motivo das condicções atmosféricas, registadas nos Açores, e que a FAP informou em tempo oportuno, mas neste momento, nada mais se sabe, e é pena. Apesar de continuarmos a ter Boletins de jogo mal fechados, onde os próprios árbitros não podem fugir da sua responsabilidade, pois não devem certamente conferir os mesmos. E este não cumprimento adultera as classificações apresentadas no Portal da FAP, este facto é transversal a todas as zonas. Tivemos mesmo assim numa jornada incompleta um encontro com ocorrências disciplinares registadas, e que foi o CCP Serpa / Ginásio Sul, num jogo disputado com grande equilíbrio e onde se registaram 3 desqualificações directas, mas o resultado ao intervalo, de uma igualdade a 14 golos, é completamente esclarecedor do equilíbrio até então verificado, com a equipa do Ginásio Sul, a apenas arrancar no segundo tempo. Com esta derrota o CCP Serpa é uma das três (3) equipas, que apenas registam derrotas na prova até ao momento, juntamente com o Zona Azul, que foi surpreendido em casa por um CDE Camões, que ao intervalo já vencia por 14-6, realizando um segundo tempo em completa gestão do jogo e do resultado, com a equipa do Zona Azul, a surpreender esta época pela negativa. A Outra equipa ainda contínua somente com derrotas é o Vela Tavira, que desta vez foi perder ao recinto do 1.º Dezembro, que continua com vitória s em todos os encontros disputados até ao momento, no entanto foi jogo de grande equilíbrio, com os locais a vencerem pela diferença mínima ao intervalo (15-14), no segundo tempo apesar da dilatação do resultado, o Vela Tavira, deu sempre uma animada réplica. No pavilhão Antoine Velge, tivemos na nossa opinião o principal encontro da jornada, e aquele que apresentou uma excelente moldura humana, o Vitória FC / FC Sassoeiros, que terminou com mais uma vitória da equipa visitante, que teve 10 jogadores a concretizarem golos, e que ao intervalo já vencia por 13-9, comandado quase sempre o encontro, tanto em termos de jogo, como de marcador. Com este resultado o Vitória FC, assume-se como uma das equipas que até ao momento apenas contabiliza vitórias, e é (na nossa opinião), um dos principais candidatos à discussão de lugar na Fase Final.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º Vitória FC (12 pontos), 2.º Ginásio Sul (10 pontos), 3.º 1.º Dezembro (-1 jogo, 9 pontos), 4.º CF Sassoeiros, e CDE Camões (8 pontos), 6.º Alto Moinho (- 1 jogo, 7 pontos), 8.º SC Horta (-2 jogos, 6 pontos), 8.º CCP Serpa, Vela Tavira e Zona Azul (4 pontos). 

O Banhadas Andebol

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2017 / 2018 – III

Disputaram-se este fim-de-semana, os jogos referentes á 1.ª Eliminatória da Taça de Portugal Feminina.

Tinamos publicado o seguinte texto

“… Agora através de uma verificação das equipas inscritas na prova, e que disputam a prova na sua 1.ª Eliminatória, constata-se que a PO10 terá 23 equipas, o que representa uma estagnação pois é um número igual ao verificado na época anterior. Mas torna-se estranho e difícil, saber a totalidade das equipas da 2.ª Divisão (PO10), pois neste momento existem duas Associações que ainda nem criou a prova, (Aveiro e Lisboa). O sorteio da 1.ª Eliminatória, e dos 1/16 Final realizaram-se hoje (19-09-17).

Neste momento já todas as Associações criaram a 1.ª Fase da PO10, mas o número final por nós indicado mantêm-se inalterado

Os Resultados da 1.ª Eliminatória foram os seguintes - disputada em 14-10-17

Zona 1 – 11 Equipas

AC Vermoim 24 – 15 Douro AC

Isentos – (9) – AA Didáxis-A2D, ARC Alpendorada, CJ Almeida Garrett, FC Pedras Rubras, S. Félix Marinha, ABC, Inter Milheirós FC, Modicus, e Juventude Mar

Zona 2 – 8 Equipas

SIR 1.º Maio 24 – 21 C. Benfica Castelo Branco

Isentos – (6) – CP Valongo Vouga, Batalha AC, Ílhavo AC, AC Oliveiras Frades, Cister SA, e AD Academia Andebol SPS.

Zona 3 – 4 equipas

Quinta Nova 9 – 34 Passos Manuel

Isentos – (2) – C. Vela Tavira, e Porto Salvo.

Eliminatória disputada sem qualquer surpresa. Pois verificaram-se os apuramentos previsíveis.

Equipas Apuradas e os jogos já definidos para os 1/16 Final a disputar em 01-11-17

2.ª Divisão (20) – AC Vermoim, AA Didáxis-A2D, CJ Almeida Garrett, FC Pedras Rubras, S. Félix Marinha, ABC, Inter Milheirós FC, Modicus, CP Valongo Vouga, Batalha AC, SIR 1º Maio, Ílhavo AC, AC Oliveira Frades, Cister SA, AD Academia Andebol SPS, C. Vela Tavira, Porto Salvo, Passos Manuel, ARC Alpendorada, e Juventude Mar

1.ª Divisão (12) – Madeira SAD, Alavarium, Colégio Gaia, SIR 1.º Maio/CJB, CS Madeira, Maiastars, Académico FC, Santa Joana, Juventude Lis, CA Leça, Assomada, e JAC-Alcanena.

Jogos dos 1/6 Final – a disputar em 01-11-17

CJ Almeida Garrett – Colégio Gaia
Passos Manuel – Madeira SAD
Porto Salvo – SIR 1.º Maio/CJB
ARC Alpendorada – Maiastars
Juventude Mar – CS Madeira
Ílhavo – Alavarium
S. Félix Marinha – CA Leça
Batalha AC – Académico FC
AC Vermoim – Santa Joana
Inter Milheirós FC – Assomada
Modicus – Juventude Lis
C. Vela Tavira - CP Valongo Vouga
AA Didáxis-A2D - AC Oliveiras Frades
AD Academia Andebol SPS – SIR 1.º Maio
Cister SA – ABC
FC Pedras Rubras – JAC-Alcanena

Alguns jogos interessantes, como por exemplo o Ílhavo / Alavarium, o AC Vermoim / Santa Joana, o Modicus / Juventude Lis, o Vela Tavira / CP Valongo Vouga, e o Cister SA / ABC, pois estamos consciente de que dificilmente haverá alguma surpresa, que neste momento não vislumbramos que possa existir.

A estrutura da prova será:

1/8 Final – Vencedores dos 1/16 Final – 09-12-2017
1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 14-04-2018
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 26-05-2018 
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 27-05-2018

A Federação, prevê no Regulamento nesta estrutura a realização na prática, de uma Final Four.

Sorteio dos 1/8 Final, ainda não se encontra marcado. 

O Noticias