gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 01 – 2017 / 2018 – II

Iniciamos a nossas habituais crónicas, dedicadas á PO02, constituída por 3 Zonas, mantendo-se a alteração introduzida relativa aos apuramentos para a Fase Final, onde as equipas “B”, não estarão presentes.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Jornada – Resultados
Zona 1
1.ª Jornada
Dia 23-09-17
Marítimo 34 - 27 FC Porto B
FC Gaia 25 - 22 SP. Oleiros
CA Póvoa Varzim 40 - 27 Boavista FC
CCR Fermentões 31 - 28 São Mamede
Santo Tirso 28 - 19 CP Natação

Jornada disputada sem adiamentos, sendo já por si um facto a salientar, e onde tivemos como dominante a vitória de todas as equipas que jogaram na condicção de visitadas, e que em termos disciplinares apesar do excessivo número de exclusões e desqualificações em alguns jogos, não se verificaram relatórios de ocorrências disciplinares o que é sempre saudável. Apenas um encontro teve alguma assistência considerada por nós razoável que foi o FC Gaia / SP. Oleiros, mas que foi dos jogos onde se verificou 3 desqualificações directas e 8 exclusões, (na nossa opinião, um possível excesso de zelo), o FC Gaia não venceu com a facilidade esperada, e ao intervalo a igualdade a 11 golos era precisamente o espelho da dificuldade que os homens de Oleiros estavam a colocar á equipa visitada. No entanto a jornada começou com o Marítimo / FC Porto B, num encontro totalmente dominada pelos insulares, que ao intervalo já vencia por uns claros 22-13, gerindo depois a vantagem e controlando o jogo, com uma completa gestão do plantel, terminando com 11 jogadores a marcarem golos, enquanto apesar da dificuldade que sentiram o FC Porto, ainda teve 10 atletas a concretizarem golos, parece-nos que a equipa insular, poderá eventualmente esta época ser uma das fortes candidatas nesta zona. O jogo com o maior diferencial disputou-se entre o neo divisionário CA Póvoa Varzim e o Boavista FC, com a reforçada equipa da Póvoa a vencer de forma clara o seu adversário, e ao intervalo o resultado já era completamente demonstrador da sua superioridade (24-14), para terminar num expressivo 40-27, parece-nos que esta equipa, reforçada como foi poderá igualmente ser outra das fortes candidatas à discussão dos primeiros lugares nesta zona, mas foi um jogo com 13 exclusões, o que não é muito abonatório do mesmo, onde não nos podemos, depois temos as outras tradicionais equipas candidatas da zona (na nossa opinião), o CCR Fermentões que defrontou o São Mamede, num jogo onde imperou o equilíbrio, com o intervalo a registar uma igualdade a 13 golos, depois do CCR Fermentões ter chegado a estar na frente do marcador com 4 golos de diferença (8-4, e 10-6, por exemplo), no segundo tempo uma melhor entrada do São Mamede permitiu-lhe estar no comando do marcador, por exemplo a 15-14, mas equipa local rapidamente voltou ao jogo, e foi construindo a vitória pela diferença de apenas 3 golos. O outro encontro disputou-se em Santo Tirso com os locais a vencerem o neo divisionário do CP Natação, por um dos maiores diferencias da jornada, dominando o encontro e ao intervalo já venciam por 15-11, depois consolidaram a sua vantagem até final.

Zona 2
1.ª Jornada
Dia 23-09-17
Juventude Lis 28 - 22 Benfica B
SIR 1.º Maio 32 - 30 AC. Coimbra
ADC Benavente 35 - 36 AD Albicastrense
CD Marienses 28 - 23 AC Sismaria
Dia 27-09-17
AD Sanjoanense - Estarreja AC (21H00)

Zona onde começamos com um adiamento, o que se estranha pois não foi com a equipa que eventualmente poderá provocar mais adiamentos, face às deslocações que obriga. Verificou-se igualmente que nos jogos disputados não se verificaram ocorrências disciplinares registadas, tal como na Zona 1, o que se saúda. Quanto á presença de espectadores, verificaram alguns jogos com assistentes deveras interessantes para a Divisão. Tivemos a grande maioria dos jogos com grande equilíbrio, começando pelo jogo disputado em Benavente, onde a equipa local que se apresenta com grandes ambições esta época na nossa opinião, terminou perdendo pela diferença mínima com outra das equipas com ambições na Zona o AD Albicastrense, que vencia ao intervalo exactamente pela mesma diferença (18-17). Uma das equipas que todas as épocas inicia as mesmas sempre com ambição foi derrotada pelos insulares do CD Marienses, equipa que se apresenta esta época fortemente reforçada, mas que no final dos primeiros 30 minutos, o resultado que se verificava era o AC Sismaria na frente do marcador por 12-11. A diferença verifica-se toda nos segundos 30 minutos, deve-se ainda referir que a equipa de Gândara, não concretizou nenhum dos livres de 7 metros que dispôs. Na Marinha Grande disputou-se o SIR 1.º Maio / AC Coimbra, que terminou com a vitória dos locais, num encontro onde a não se registaram grandes preocupações defensivas, e o resultado final reflete precisamente a mesma diferença que se registava no final dos 30 minutos iniciais do encontro. Por último não podemos deixar de registar a excelente vitória da Juventude Lis sobre o Benfica B, construindo todo o resultado nos 30 minutos iniciais do jogo, para no segundo tempo controlar o jogo e o marcador de forma a poder terminar com a vitória, e curiosamente pelo maior diferencial registado nos jogos da Zona.

Zona 3
1.ª Jornada
Dia 23-09-17
CF Sassoeiros 17 - 18 Ginásio Sul
Alto Moinho 25 - 19 Vela Tavira
CDE Camões 23 - 22 CCP Serpa
Zona Azul 18 - 19 Vitória FC
Dia 28-10-17
SC Horta - 1.º Dezembro (21H00)

Mais uma Zona, que se inicia com um jogo adiado, infelizmente com uma equipa, que certamente irá acontecer mais vezes, pois não nos recordamos de nas últimas épocas, o SC Horta, iniciar a época ao mesmo tempo que as outras equipas, ao afirmamos isto não estamos a desfazer em ninguém mas sim a constatar um facto. Nesta Zona, infelizmente tivemos o único jogo com ocorrências disciplinares, e apenas tivemos um jogo com o resultado um pouco mais desequilibrado, e com algumas surpresas na nossa opinião. Um a grandes surpresas deu-se precisamente no encontro onde se registaram ocorrências disciplinares, no CF Sassoeiros / Ginásio Sul, que terminou com a vitória do Ginásio Sul pela diferença mínima, num encontro onde se registaram 15 exclusões (não houve certamente andebol de sete, e foi um jogo de caracter iminentemente defensivo, conforme o demonstra o resultado ao fim dos primeiros 30 minutos, que era uma igualdade a 7 golos. É uma Zona onde o equilíbrio se irá verificar e prevemos que será ainda bastante difícil fazer qualquer tipo de prognósticos, sobre favoritismos, embora na nossa opinião tanto o Alto Moinho, como o Vitória FC, sejam, talvez das equipas, a quem atribuímos maior favoritismo. Em Beja tivemos outro dos encontros mais equilibrados da jornada, e que foi disputado entre o Zona Azul e o Vitória FC, e ao intervalo tínhamos uma igualdade a 8 golos, sendo mais um encontro marcadamente defensivo, e que terminou com o Vitória FC a vencer pela diferença mínima, resultado que poderá catapultar a equipa para outros voos a ver vamos. Na Zona, o equilíbrio ocorrido na maioria dos jogos está mais uma vez refletido no resultado final do CDE Camões / CCP Serpa, que foi o encontro de equilíbrio permanente e até de alternâncias no marcador, pois o CCP Serpa ainda no primeiro tempo chegou a estar na frente do marcador por 6-5, mas no entanto o intervalo chegou já com o CDE Camões a vencer por 12-9, no entanto no segundo tempo regressou o equilíbrio e voltou a registar-se uma nova igualdade a 19 golos, acabando a equipa do CDE Camões por vencer pela diferença mínima, um jogo onde no Boletim de Jogo, não existe resultado ao intervalo. Terminamos esta nossa ligeira crónica com o encontro que terminou com o resultado mais dilatado, com a equipa visitada a chegar ao intervalo já na frente do marcador por 14-8, o que lhe permitiu encara o segundo tempo com calma e fazer uma boa gestão dos recursos que possui.

O Banhadas Andebol

Nomeações – EHF – 2017 / 2018 – IV

Divulgou a EHF as nomeações para a 3.ª e 4.ª jornada da Liga dos Campeões Masculina, e igualmente para a 3.ª Ronda da EHF CUP Masculina, tendo-se registado as seguintes nomeações de elementos portugueses.

Árbitros
Duarte Santos / Ricardo Vieira – Foram nomeados para dirigir o encontro da 3.ª Jornada do Grupo A Liga dos Campeões Masculina, que se disputa entre o HBC Nantes (França) e o Rhein-Neckar Lowen (Alemanha), em França no dia 27-09-17.

Ivan Caçador / Eurico Nicolau – Foram nomeados para dirigir o encontro da 4.ª Jornada do Grupo A Liga dos Campeões Masculina, que se disputa entre o Orlen Wisla Plock (Polónia) e o FC Barcelona (Espanha), na Polónia no dia 01-10-17.

Daniel Freitas / César Carvalho – Que fazem a sua estreia nesta competição, foram nomeados para dirigir o encontro da 3.ª Jornada do Grupo C Liga dos Campeões Masculina, que se disputa entre o Abanca Ademar Leon (Espanha) e o Elverum Handball (Noruega), em Espanha no dia 30-09-17.

Delegados
António Marreiros – Foi nomeado para o encontro da 1.ª Mão da Ronda 2 de Qualificação da EHF CUP, que se disputa entre o Helvetia Anaitasuna (Espanha) e o Talente Robstav MAT Plzen (República Checa), em Espanha no dia 08-10-17.

Aos nomeados, desejamos as maiores felicidades no desempenho das suas funções.

O Regras

EURO 2018 FEMININO – FRANÇA – VI

EURO 2018 FEMININO – FRANÇA
(HANDBALLISSIME)
QUALIFICAÇÃO

Recordamos que Portugal vai iniciar a sua Fase de qualificação 2, para a Fase Final do Euro 2018 a realizar de 29 de Novembro a 16 de Dezembro de 2018 em França. Portugal que encontra-se enquadrado no Grupo 4, juntamente com a Roménia, mais uma vez a Rússia e a Áustria.
A Selecção Nacional iniciou sua preparação com um pequeno estágio (24 a 27-09-17), no Luso, seguindo-se a deslocação á Rússia, para regressar ao Luso quase de imediato para passados dias se receber a Roménia em casa (Pavilhão Municipal do Luso).

Calendário Já conhecido de Portugal

1.ª Jornada - Dia 28-09-17
Rússia – Portugal (17H30) (Hora em Portugal) (EHFTV)
2.ª Jornada - Dia 01-10-17
Portugal – Roménia – Luso (15H00) (EHFTV)
3.ª JornadaDia 21/22-03-18
Portugal - Áustria
4.ª JornadaDia 24/25-03-18
Áustria - Portugal
5.ª JornadaDia 30/31-05-18
Portugal - Rússia
6.ª JornadaDia 02/03-06-18
Roménia – Portugal

Informação

Os dois (2) primeiros classificados de cada um dos 7 Grupos, são os apurados diretamente pata a Fase Final, a que se juntará o melhor dos 3.º’s classificados de entre todos os Grupos. Para a elaboração desta classificação não contam os resultados verificados com o 4.º classificado de cada grupo.

O Noticias.

domingo, 24 de setembro de 2017

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXVII – Liga dos Campeões Masculinos

O Sporting disputou o seu segundo encontro na Liga dos Campeões Europeus, integrado no Grupo D.
SPORTING PERDE COM
HC MOTOR ZAPOROZHYE

Nesta 2.ª Jornada a equipa portuguesa, que jogou no Pavilhão João Rocha, que se apresentava menos composto do que o esperado, defrontou uma das equipas (na nossa opinião) mais fortes do grupo, não pela compleição física que apresenta, pois o seu andebol não é atractivo, mas é eficaz, e foi com essa eficácia que venceu com alguma facilidade a equipa portuguesa, que demonstrou a sua incapacidade perante equipas deste tipo, e apresentam um andebol físico, e por vezes “teatral”, onde a inexperiência de alguns dos nossos atletas foram confrontados. O Sporting equilibrou o jogo até cerca dos 10 minutos de jogo, quando se registava uma igualdade a 5 golos, mas a partir desse momento a equipa da Ucrânia, passou para a frente do marcador situação que nunca mais largou, apesar da excelente prestação do jovem Edmilson Araújo (6 golos, 100% de eficácia), e do jovem Manuel Gaspar na baliza que foram na nossa opinião os melhores atletas da equipa português, embora o experiente Ivan Nikecevic (4 golos, 80% de eficácia), também não tenha destoada. E o intervalo chegou com o resultado em 15-11 a favor dos ucranianos. No segundo tempo acentuaram-se as diferenças, com o guarda-redes da equipa do Motor Victor Kireev em grande plano, sendo um dos principais elementos da sua equipa, defendendo tudo o havia para defender, incluindo 5 livres de 7 metros, numa equipa superiormente comandada no ataque por extraordinário Aidenas Malasinkas (4 golos, 100% de eficácia), fora as inúmeras assistências que fez, bem acompanhado pelo ponta Igor Sorokova (6 golos 100% de eficácia), e pelas “torres defensivas, Sergey Shelmenko e Barys Pukhouski e Maxim Babichev. No Sporting, tivemos pouco Pedro Portela e pouco Tiago Rocha não falando em Bozovic, que foi mais as vezes que acertou no guarda-redes, e cometeu falhas técnicas, do aquilo que produziu como jogador. Uma referência final para a garra de Michal Kopco, que é dos poucos que tem garra em campo. Jogo dirigido e mal na nossa opinião pela dupla romena constituída por Robert Harabagiu e Silviu Stanescu, que não tiveram uniformidade de critério, quer nas exclusões quer nos livre de 7 metros, evidenciando, muitas carências, nos passos e na falta do atacante. A desqualificação de Frankis Carol num livre de 7 metros considerando que abola na cara do guarda-redes é intencional, quando o mesmo se mexe e não está imóvel demonstra a falta de qualidade da dupla.

Grupo D Constituição – HC Matalurg (Macedónia) Montpellier HB (França), HC Motor Zaporozhye (Ucrânia), Besiktas Mogas HT (Turquia), Chekhovskie Medvedi (Rússia) e Sporting (Portugal) 

Resultados
1.ª Jornada
Dia 17-09-17
Besiktas Mogas HT 26 – 30 Sporting
2.ª Jornada
Dia 24-09-17
Sporting 23 – 31 HC Motor Zaporozhye
Próximas Jornadas
3.ª Jornada
Dia 30-09-17
HC Matalurg - Sporting (17H30)
4.ª Jornada
Dia 04-10-17
Sporting - Chekhovskie Medvedi (20H00)

Horas Locais

Nota:

A Fase de Grupos (A, B, C e D com 28 equipas), terá início em 14-09-17 e terminará para os grupos A e B em 28-02/04-03-18, e para os grupos C e D em 29-11/03-12-17. O 1.º e 2.º classificado dos Grupos C e D, disputaram os chamados jogos KO, para apurar as 2 equipas que se juntarão aos 2.º, 3,º, 4.º, 5.º, e 6.º classificados dos grupos A e B passam para os chamados “last 16” (12 equipas), os 1.º classificados dos Grupos A e B, passam directamente aos 1/4 Final.

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 07 – 2017 / 2018 – I – Actualizada

Crónica final do fim-de-semana aos jogos que se disputaram da PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Jornada
Dia 27-09-17
Benfica - Madeira SAD (18H00)
4.ª Jornada
Dia 20-09-17
Madeira SAD 27 – 36 Sporting
AC Fafe 25 – 28 Arsenal
Dia 23-09-17
AA Avanca 26 – 30 Benfica
ABC 25 – 24 Boa Hora
FC Porto 43 – 20 São Bernardo
Xico Andebol 22 – 28 Ismai
Dia 24-09-17
Belenenses 31 - 24 Águas Santas

Após os quatro que se disputaram em 23-09-17, hoje se encerrou-se a 4.ª Jornada com a realização do jogo Belenenses / Águas Santas. Jogos que se foram disputados sem qualquer registo disciplinar ocorrido, e com algumas assistências razoáveis, e outras abaixo do esperado para uma 1.ª Divisão.

Actualização

Belenenses 31 – 27 Águas Santas

Jogo disputado no pavilhão Acácio Rosa, que não possuía a moldura humana que se desejava, embora uma das bancadas estivesse bem composta. Foi um encontro, que terminou com a vitória da equipa do Belenenses, que foi a equipa que melhor soube controlar a sua ansiedade, e a intensidade do jogo, nos seus diversos momentos, apresentando uma defesa mais aberta mas sempre de grande intensidade, colocando grandes dificuldades ao ataque do Águas Santas, que em determinados momentos do jogo, esteve bastante intranquilo e cometeu demasiadas falhas técnicas, quer ao nível do passe, quer ao nível da perca de bola e até na precipitação no momento do remate. O Belenenses inicia-se o jogo muito bem e rapidamente coloca o marcador em 5-1, quando estavam decorridos cerca de 7 minutos, no entanto os maiatos parece que acordam e tiveram então o seu melhor momento no jogo, recuperando, e igualando a partida a 10 golos aos 19 minutos, passando inclusive para o comando do marcador, aos 21 minutos quando venciam por 11-10, para se registar nova igualdade, agora a 13 golos aos 24 minutos, e até final do 1.º tempo registar-se grande equilíbrio no jogo, terminando os 30 minutos iniciais com o resultado de 16-15 favorável aos visitados. De assinalar que neste primeiro tempo João Ferreira pelo Belenenses (12 golos, 71% de eficácia), já tinha marcado 8 golos, e que Pedro Cruz (8 golos, 73% de eficácia) pelos maiatos já tinha no seu registo 5 golos. No segundo tempo a equipa maiata, regressou novamente à intranquilidade, e aos erros técnicos sistemáticos, permitindo que o Belenenses, ganhasse novo ascendente, face á precipitação no ataque dos seus adversários, e chegasse pela 1.ª vez aos 5 golos de vantagem (24-19), quando estavam decorridos, cerca de 48 minutos, vantagem que voltaria a repetir por diversas vezes, chegando inclusive aos 6 golos de vantagem aos 56 minutos quando vencia por 29-23. Nos minutos finais do encontro o Águas Santas, jogou ao ataque com 7 jogadores de campo numa tentativa “desesperada” de diminuir a vantagem, mas os efeitos práticos foram, quase nulos. Na nossa opinião Nuno Roque que foi um dos melhores jogadores em campo pela sua equipa, escusava de nos momentos finais, ter falta de ética desportiva ao recusar os pedidos de desculpa do seu adversário que até tinha sido excluído. Deve-se ainda destacar no Belenenses o regresso de Diogo Domingos (5 golos, 71% de eficácia), no Águas Santas além do já referido Pedro Cruz, uma referência especial para outro experiente jogador, o guarda-redes António Campos com 29% de eficácia. Com esta vitória o Belenenses regressa ao comando isolado da prova. Dirigiu o encontro a experiente dupla aveirense constituída por Mário Coutinho e Ramiro Silva, que estiverem bem em termos disciplinares, aqui foram coerentes, mas falhara, na falta do atacante e na lei da vantagem, quando aos livres de 7 metros, transformaram algumas faltas de atacante em 7 metros. Um aspecto negativo é colocar-se no Boletim de jogo que o mesmo começou ás 15H00, quando na realidade o seu inicio foi cerca das 15H15.

AA Avanca 26 – 30 Benfica

Jogo disputado no pavilhão Adelino Costa, bem composto de publico, onde tivemos um jogo, onde o resultado final na nossa opinião não reflete algum do equilíbrio verificado durante o encontro. Dizer que o Benfica se apresentou sem dois dos seus laterais por lesão, o jovem Alexandre Cavalcanti de Terzic, o que facilitou e muito a tarefa defensiva da AA Avanca, que esteve bem, assim como a defesa aberta do Benfica, agressiva o suficiente, os ataques de ambas as equipas mostraram-se por vezes permissivos e precipitados, mo entanto na AA Avanca dois jovens estiveram em destaque no ataque, referimos a Reinier Taboada (7 golos e 58% de eficácia), e a Diogo Oliveira (6 golos, 50% de eficácia), contando com a experiencia de Nuno Carvalho (5 golos, e 83% de eficácia), o Resultado do jogo foi de total equilíbrio no primeiro tempo que terminou numa perfeita igualdade a 16 golos e era o puro reflexo do que se tinha passado. No segundo tempo, o Benfica esteve mais assertivo no ataque, e Pedro Seabra Marques funcionou como o jogador polivalente da equipa (7 golos, 70% de eficácia), e Belone Moreira, com 8 golos (80% de eficácia, 4 de 7 metros), juntamente com Fábio Vidrago (5 golos, 71% de eficácia) foram os dinamizadores da equipa no seu ataque, enquanto em termos defensivos temos de destacar aquele que na nossa opinião foi o homem do jogo, o guarda-redes Luis Silva da AA Avanca com 37% de eficácia), sendo bem acompanhado por Miguel Espinha que jogou a maior parte do tempo na baliza do Benfica com 22% de eficácia, inferior a de Hugo Figueira (25%), mas esteve muito mais tempo na baliza, sendo determinante em determinados momentos do jogo, que no segundo tempo foi sempre comandado pelo Benfica que chegou a ter 6 golos de vantagem (27-21) aos 47 minutos de jogo, e 29-23 aos 54 minutos de jogo, para posteriormente ter dado a sensação de que “adormeceu” sobre o resultado. Dirigiu o encontro a jovem dupla de Aveiro, constituída por Ruben Maia e André Nunes, que na nossa opinião estivem criteriosos, em especial na aplicação na sanção progressiva e na marcação dos livres de 7 metros, e embora tenham existido pequenas falhas, as mesmas não tiveram qualquer influência na nossa avaliação positiva da sua actuação.  

Em Guimarães, no pavilhão do Francisco Holanda, realizou-se o Xico Andebol / Ismai, que mais uma vez foi um encontro votado ao ostracismo, pois foi a segunda vez que joga em casa, e não têm quem execute a estatística do jogo, simplesmente lamentável, por que merece exactamente o mesmo respeito que todos os outros. O Xico Andebol começo bem o encontro, comandando o marcador, chegando aos 5-3, mas o Ismai, rapidamente deu a volta ao marcador e passou para a frente do jogo e do marcador, por 9-7, situação que nunca mais deixou até ao fim do tempo regulamentar, chegando ao intervalo já a vencer por 15-12. No segundo tempo, comandou sempre o marcador com variações nos diferenciais entre as equipas, chegando a estar na frente do marcador com uma vantagem de 5 golos quando o marcador registava 24-19 a seu favor, para terminar a vencer com a maior diferença registado durante os 60 minutos de jogo. Afonso Lima no Xico Andebol com 6 golos, foi o seu melhor marcador, enquanto no Ismai, Francisco Fontes com 7 golos, e António Ventura com 6 golos, foram os seus principais marcadores. Com esta vitória a equipa maiata, continua a manter-se com apenas uma derrota quando já estão decorridas 4 jornadas.

No Dragão Caixa, com uma assistência inferior ao que costuma apresentar, realizou-se o FC Porto / São Bernardo, que terminou com um resultado que é plenamente demonstrativo da diferença existente entre as duas equipas, ao mesmo tempo que permitiu ao FC Porto, registar a sua primeira vitória na prova. A diferença entre as duas equipas é de tal forma que ao intervalo já o FC Porto comandava o marcador por 19-12, para no segundo tempo a equipa de Aveiro apenas concretizar 8 golos contra os 24 obtidos pelo FC Porto. O diferencial de golos entre as equipas foi sempre em crescendo registando a sua maior diferença precisamente nos momentos finais do jogo. No FC Porto com 10 jogadores a marcarem golos, teve em António Areia com 7 golos (78% de eficácia, 4 de 7 metros), e em Leandro Semedo (100% de eficácia), Nikola Splelic (67% de eficácia), ambos com 6 golos, os seus principais marcadores, enquanto na baliza os seus guarda-redes tinham Hugo Laurentino, 47% de eficácia e Alfredo Quintana, 31% de eficácia. No São Bernardo os meus melhores marcadores não passaram dos 4 golos (Augusto Pereira, 100% de eficácia – 3 de 7 metros, Leandro Rodrigues (36% de eficácia, e João Vilar, 57% de eficácia), na prestação dos seus homens na baliza, não vale a pena comentar por a sua eficácia foi na nossa opinião demasiado baixa.

No pavilhão Flavio Sá Leite disputou-se o ABC / Boa Hora, que foi o encontro que terminou com o resultado mais equilibrado da jornada, pois o ABC vence pela diferença mínima através de um libre de 7 metros obtido nos últimos segundos do encontro, coincidente coma desqualificação de David Pinto do Boa Hora. Foi um encontro de grande equilíbrio durante grande parte do tempo de jogo. No primeiro tempo o Boa Hora chegou a comanda o marcador com um diferencial favorável de 3 golos (8-5) quando estavam decorridos 14 minutos de jogo, momento em que o técnico do ABC solicita e bem um Time-OUT de equipa, que resultou num parcial de 5-0 a seu favor, colocando-se na frente do marcador por 10-8, situação que foi mantendo com maior ou menor diferença até ao intervalo que chegou com o resultado a favor dos bracarenses por 16-12. No segundo tempo, o Boa Hora, foi-se mantendo dentro do jogo, embora a diferença chega-se a ser-lhe desfavorável por 5 golos, como por exemplo aos 32 minutos quando perdia por 18-13, começando então uma excelente recuperação e igualando o marcador a 19 golos aos 43 minutos, e embora a partir daí o jogo tenha decorrido sempre com grande equilíbrio a equipa do Boa Hora nunca conseguiu estar na frente do marcador, e á entra do minuto final igualaram o marcador a 24 golos, para sofrerem posteriormente a derrota. Destaca-se neste encontro a prestação na baliza do Boa Hora de Vasco Ribeiro com 40% de eficácia, bem como a do seu colega de posto do outro lado Humberto Gomes com 39% de eficácia. No ABC o experiente Hugo Rocha com 7 golos (64% de eficácia. 4 de 7 metros), e outro experiente jogador Dario Andrade com 5 golos (83% de eficácia) foram os melhores marcadores da equipa, enquanto no Boa Hora, Rui Barreto com 10 golos (77% de eficácia, 5 de 7 metros), foi o seu melhor marcador.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Belenenses (12 pontos), 2.º Sporting (11 pontos), 3.º ABC, e Ismai (10 pontos), 5.º Benfica (-1 jogo) (9 pontos), 6.º AA Avanca (8 pontos), 7.º Madeira SAD (-1 jogo), FC Porto, e Boa Hora (7 pontos), 10.º Águas Santas, Arsenal, e Xico Andebol (6 pontos), 13.º AC Fafe (5 pontos), 14.º São Bernardo (4 pontos). 

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Planeamento Desportivo – Época 2017/2018 – XXII

Participantes nas Provas Nacionais Não Fixas - Época 2017/2018

Continuamos no seguimento de anteriores artigos sobre o Planeamento de Provas, na analisar das Provas Nacionais Não Fixas, e que foram divulgadas pela FAP, em especial através do Comunicado Oficial n.º 16 da Época 2017/2018, onde foi feita uma divulgação provisória da estrutura das 1.ªs Fases. Hoje na presença dos CO N.º 23 e 24 da presente época, essa abordagem pode ser bem mais completa, pois, já com a indicação das Associações responsáveis por zona, e com a indicação da estrutura das 2.ªs Fases e respetivo modelo competitivo. Continuamos a afirmar, de que se regista na maior parte dos casos um regime de continuidade do verificado na época anterior. Embora para a prova que hoje vamos analisar não seja o caso, embora se continue a verificar que ainda existem Associações que não criaram as provas, no sítio da Federação o que torna tudo muito mais difícil (na prova hoje analisada são infelizmente 5 Zonas).

Hoje iremos analisar ainda que sumariamente a PO08

PO08 – Campeonato Nacional de Iniciados Masculinos

Na análise anterior, constata-se a total manutenção do número de zonas (9), e com o mesmo número de Associações a participar (15) na presente época, o que em nosso entender pode significar estagnação. Verificando-se no entanto o desaparecimento da AA Viana Castelo, e a continuidade da AA Castelo Branco. Mantendo-se a previsão de uma zona única abrangendo a AA Algarve agora apenas com a AA Beja, e a AA Évora, passa a estar incluída numa zona com AA Setúbal.

Em relação ao número de participante, apenas poderemos dizer que em 13/14, tivemos 110 equipas, passando-se para 99 na época 2014/2015, para 98 em 2015/2016 (entre quais se encontram 7 equipas B), e em 2016/2017 verificou-se uma alteração desta tendência com 109 inscritos o que significa um aumento de 11,2%, o que na nossa opinião foi significativo, até ao momento em que já estão completamente definidas 4 zonas, e temos já 66 participantes inscritos, faltando infelizmente cinco Associação criar a prova, o que nos faz crer que está época teremos um feliz aumento do número de equipas inscritas, assim esperamos, mas poderá haver surpresas indesejáveis.

O modelo competitivo divulgado, quer através do Regulamento Desportivo da prova, quer através do CO N.º 24 da presente época, é um modelo que sofreu fortes alterações em ralação modelo aplicado na época passada, incluindo uma a alteração das equipas apuradas para a2.ª fase, que depois de em 15/16, terem passado de 24 para 32, esta época o seu número é mais uma vez ajustado e bem para 36 equipas. Terminou-se e bem com uma Fase Final, disputada em dois grupos e depois com a disputa de jogos classificativos, disputando-se uma fase de apuramento, onde entram os Açores e a Madeira, apurando os 2 primeiros de cada zona para uma Fase Final, esperamos que este modelo seja bem mais adequado ao escalão.

Os clubes apurados na 1.ª Fase serão agrupados na 2.ª Fase em seis (eram 4) zonas, que serão disputadas no sistema de TXT a 2 voltas. O 1.º classificado, fica apurado para a Fase de Apuramento, com os representantes Insulares (Açores e Madeira), onde serão constituídos dois grupos de 4 (eram 3) equipas, que disputarão em regime de concertação e no sistema de TxT a 1 volta, o apuramento para Fase Final (Apuram-se os dois primeiros classificados de cada Grupo).

A Fase Final, será disputada por 4 (eram 6) equipas, no sistema de TxT a 1 volta em regime de concentração.
Quanto às equipas Insulares como não existe subidas nem descidas de divisão este processo é na nossa opinião o mais válido.

Distribuição das Associações por Zona, conforme CO N.º 23

Zona 1 (13 equipas) – Braga, e Vila Real – Apura previsivelmente 4 equipas  ok
Zona 2 (24 equipas) – Porto - Apura previsivelmente 7 equipas ok
Zona 3 (14 equipas) – Viseu e Guarda - Apura previsivelmente 4 equipas ok
Zona 4 (15 equipas) – Aveiro - Apura previsivelmente 4 equipas ok
Zona 5 (??? equipas) – Leiria e Castelo BrancoApura previsivelmente 3 equipas
Zona 6 (??? equipas) – Santarém e Portalegre - Apura previsivelmente 3 equipas
Zona 7 (??? equipas) – Lisboa - Apura previsivelmente 5 equipas
Zona 8 (??? equipas) - Setúbal e Évora - Apura previsivelmente 3 equipas
Zona 9 (??? equipas) – Algarve, e Beja - Apura previsivelmente 3 equipas

O número de apurados em cada zona, segundo informa a FAP, poderá ainda sofrer alguns ajustamentos (mas não é indicada uma data limite), apenas informa que os ajustamentos “poderão” sair em CO, não existe qualquer garantia, e é pena, este texto é comum a todas as provas nacionais não fixas.

Em próximo texto continuaremos a falar e a escrever sobre estas provas, e a aguardar pelo cumprimento das datas limite, para uma análise mais concreta.

O Analista

Arbitragem – Formação - Observadores

CURSOS DE FORMAÇÃO
(Observadores)

Mais uma vez sem a publicação de qualquer circular, e sem mais nem menos, o Conselho de Arbitragem, leva a efeito um curso de Observadores, através de uma notícia publicado no sítio da Federação, e ao mesmo tempo divulgada na página do CA, que não têm qualquer Link com o Portal da FAP, o que se lamenta, para Observadores.

Eis a noticia publicada no sítio da Federação, em 05-09-16

Curso para Observadores – Âmbito Nacional”, mas só toma conhecimento da existência desta acção de formação quem abrir o ficheiro PDF que acompanha a noticia, pois a mesma é completamente omissa, apenas informando sobre acções de formação de Elite, a terem lugar em Almada e Fermentões, nem informando o que são.

A acção está agendada para o próximo dia 30 de Setembro.
O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação de Andebol de Portugal (FAP) lamentavelmente apenas informa que vai realizar esta acção, divulgando ao mesmo tempo o programa da mesma, que terá a duração de cerca de 11 horas (das 10H00 ás 20H45. incluindo a observação a um jogo). Curiosamente encerra no próprio pavilhão.

A acção vai decorrer nas instalações do Hotel Mercure Almada.

Nós perguntamos o porquê desta acção, só agora?

Depois questionamos o porquê de ser só para Observadores, e então os Delegados, não dizem que os Delegados podem ser observadores, então por que existe uma descriminação visível na realização das acções? Ou será porquê os elementos do CA e os seus “ilegais” assessores não chegam para dar conta do recado.

Qual a razão de não ser divulgada a lista dos convocados para esta acção? Será para não se puderem fazer comparações, entre os convidados e os presentes, e tornar a mesma pouco polémica, como se verificou noutras ocasiões.

Depois deste texto, que mais uma vez irá ser polémico, e dará certamente origem a vários comentários menos agradáveis, para não dizer ofensivos, cá estaremos para defender a modalidade em todas as suas vertentes.

Recordamos, que:

Depois termos certamente uma nova “distração”, não queremos chamar-lhe outra coisa, que é o conteúdo da circular n.º 3, onde são divulgados os nomes dos Delegados. E onde se verifica por exemplo nos nomes indicados para Delegados, estão desde árbitros que nunca passaram dos níveis inferiores, até Presidentes de Comissões Administrativas de Associações e incluindo Presidentes de Associações, o que nos leva a duvidar fortemente da sua legalidade perante a Lei, e os estatutos da Federação com acumulação de funções. Questionamos o porquê destes delegados, são nomeados por competência, por motivos financeiros ou outros que não nos interessa de momento questionar, pois a poeira que levanta poderia ser enorme. Quanto aos nomes para observadores, se fossem divulgados, também poderiam ser questionados, no entanto deixamos no ar a questão será que vão também fazer também de delegados, pois nada disso é explicado, lamentavelmente. Sabendo nós das retaliações que já existiram a quem discordou das linhas de orientação. Ou será que o CA se prepara para mais uma substituição de nomes da EHF? Neste ponto ainda gostaríamos de colocar a questão e perguntar o que vão fazer os dirigentes do CA, ou como têm poucos delegados guardaram alguns lugares para si? É bem visto.

O Regras 

Informação - Clubes

ALAVARIUM
O Noticias

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Crónica Intermédia de Fim-de-semana, No Feminino – 02 – 2017 / 2018

Tal como no masculino, também elaboramos uma crónica intermédia exclusivamente dedicada ao Feminino, dedicada a um dos jogos adiados da 1.ª Jornada pelo motivo de uma equipa intervenientes ter participado numa prova ao nível da EHF.

Esperávamos que a Federação continua-se a dar valor acrescentado às transmissões via Andebol TV, mas a verdade é que até ao momento não existe nenhuma transmissão programada.

Reforçamos a nossa esperança em estatísticas nesta prova, e que seria uma normal contribuição para o seu desenvolvimento e implementação, mas já deixámos de ser poetas e líricos, pois já constámos que que a entidade máxima da modalidade não está interessada em tal. Apenas uma referência, de que somente escrevemos para o blog, e não o fazemos para o Portal da FAP, para publicar dias mais tarde num blog da modalidade. Aqui não temos privilégios nem os aceitamos.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – 1.ª Jornada - Resultados
1.ª Jornada
Dia 16-09-17
CS Madeira 17 – 30 Madeira SAD (já disputado)
CA Leça 18 – 21 Maiastars (já disputado)
JAC-Alcanena 24 – 23 Assomada (já disputado)
Alavarium 38 – 18 Académico (já disputado)
Dia 20-09-17
Santa Joana 21 – 38 Colégio Gaia
Dia 05-11-17
SIR 1.º Maio/CJB - Juventude Lis (15H00)

Disputou-se um dos encontros adiados pelo motivo da participação Europeia do Colégio de Gaia, que foi mais um encontro que terminou sem qualquer registo disciplinar mas diante uma fraquíssima assistência, tudo isto com a ausência mais uma vez da Andebol TV (Será contenção de custos).

No pavilhão Municipal de S. Pedro Fins disputou-se o Santa Joana / Colégio Gaia, encontro que se encontrava em atraso da 1.ª Jornada. Foi um encontro de sentido único com o Campeão Nacional em Titulo a comandar o jogo e o marcador desta o primeiro minuto de jogo, até ao fim do tempo regulamentar, com a resultado ao intervalo a assinalar já a uns 18-6 a favor do Colégio Gaia, resultado que permitiu a esta equipa fazer uma total gestão do plantel e do jogo, mesmo assim o resultado foi-se avolumando de tal forma que o diferencial chegou aos 20 golos, quando já no segundo tempo assinalava 33-13 a favor da equipa visitada, para de pois se registar uma ligeira quebra no ritmo de jogo, devido ás várias substituições efectuadas pelo Colégio de Gaia, o que permitiu a esta equipa, terminar o encontro com 11 jogadoras a marcarem golos, das quis se salientam Carolina Monteiro (todos no primeiro tempo), e Bebiana Sabino com 6 golos, e Joana Resende com 5 golos, como melhores marcadoras da equipa, enquanto no Santa Joana, Ana Lopes com 6 golos, e Carolina Gomes com 5 golos, foram as suas melhores marcadoras.

Repetimos a nossa nota na última crónica sobre esta prova, para os nossos principais OCS, que pouco ou nada disseram sobre esta prova (existem excepções), um desprezo total. Lamentável.

O Noticias

Competições Europeias 2017 / 2018 – XXVI – Liga dos Campeões Masculinos

Depois de um excelente inicio , o Sporting vai disputar a 2.ª jornada na Fase de Grupos da Liga dos Campeões Europeus, integrando o Grupo D.

Grupo D Constituição – HC Matalurg (Macedónia) Montpellier HB (França), HC Motor Zaporozhye (Ucrânia), Besiktas Mogas HT (Turquia), Chekhovskie Medvedi (Rússia) e Sporting (Portugal) 

Nesta 2.ª Jornada a equipa portuguesa, joga no pavilhão João Rocha onde defronta a equipa da Ucrânia do HC Motor Zaporozhye, uma das mais fortes do Grupo, e que na 1.ª jornada venceu por números confortáveis, os Russos do Chekhovskie Medvedi (36-23), esperamos e desejamos que seja uma boa estreia da Liga dos Campeões no seu novo Pavilhão, e leve o andebol português ao seu nível mais elevado.
2.ª Jornada
Dia 24-09-17
Sporting - HC Motor Zaporozhye (18H00) EHF TV

Horas Locais

Nota:

A Fase de Grupos (A, B, C e D com 28 equipas), terá início em 14-09-17 e terminará para os grupos A e B em 28-02/04-03-18, e para os grupos C e D em 29-11/03-12-17. O 1.º e 2.º classificado dos Grupos C e D, disputaram os chamados jogos KO, para apurar as 2 equipas que se juntarão aos 2.º, 3,º, 4.º, 5.º, e 6.º classificados dos grupos A e B passam para os chamados “last 16” (12 equipas), os 1.º classificados dos Grupos A e B, passam directamente aos 1/4 Final.

O Banhadas Andebol

Informação – FC Porto - Reforço

ESLOVENO
ALEKSANDER SENDER
REFORÇA FC PORTO

Segundo noticias hoje divulgadas o FC Porto, reforçou-se com o Internacional Sub-20 Esloveno (por duas épocas) o Lateral Esquerdo Aleksander Sender, de 24 anos e 1,98 de altura, vindo do clube esloveno, o Maribor Branik, o mesmo de onde veio o croata Nikola Spelic, que ocupa precisamente o mesmo posto, sendo assim um reforço para esta posição.

O Noticias  

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 06 – 2017 / 2018 – I – Actualizda

Crónica intermédia dedicada aos dois jogos que se disputaram hoje (20-09-17) por antecipação, na PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Jornada
Dia 27-09-17
Benfica - Madeira SAD (18H00)
4.ª Jornada
Dia 20-09-17
Madeira SAD 27 – 36 Sporting
AC Fafe 25 - 28 Arsenal
Dia 23-09-17
AA Avanca - Benfica (18H00)
ABC - Boa Hora (17H00)
FC Porto - São Bernardo (18H00)
Xico Andebol - Ismai (18H00)
Dia 24-09-17
Belenenses - Águas Santas (15H00)

Realizaram-se dois encontros por antecipação relativos à 4.ª Jornada, um devido à participação Europeia dos clubes portugueses (Madeira SAD / Sporting), o outro por motivos desconhecidos. Destacando-se os dois encontros, um por envolver duas das melhores equipas da Prova, e o outro por na prática ser mais dérbi minhoto. Jogos que se disputaram sem qualquer registo de disciplinar, e um deles com o pavilhão completamente cheio, e o outro muito bem composto.

No Pavilhão do Funchal, completamente esgotado tivemos o Madeira SAD / Sporting, que na prática, desiludiu um pouco os locais, pois foi um jogo de sentido único, com a equipa do continente a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos, chegando rapidamente aos 5-1, quando estavam decorrido apenas 5 minutos de jogo, depois foi gerindo a encontro durante o primeiro tempo chegando por diversas vezes, à vantagem de 9 golos (19-10, e 11-20), por exemplo chegando ao intervalo a vencer por 21-12, de destacar a prestação ofensiva e defensiva de Pedro Portela (9 golos, 82% de eficácia), e o jovem guarda-redes Manuel Gaspar (27% de eficácia), e até marcou um golo já no segundo tempo do jogo. No Madeira SAD, onde os seus guarda-redes não estivera, como se esperaria Luís Carvalho (16% de eficácia9 e Gustavo Capdeville (20% de eficácia), foram demasiados permissivos em termos defensivos, o que até se estranhou, por ser contra natura, embora o ataque do Sporting, tenha estado em bom plano, onde se deve incluir Ivan Nicevic (6 golos e 50% de eficácia), e mais uma vez o jovem Edmilson Araujo (5 golos, e 63% de eficácia), tantos quantos concretizou Bozovic (83% de eficácia, 3 de 7 metros), No segundo tempo o Madeira SAD, com uma excelente atitude, foi reduzindo a diferença no marcador chegando aos 4 golos (27-23) de desvantagem quando estavam decorridos cerca de 45 minutos de jogo, para o Sporting acordar do relaxamento a que se tinha remetido e voltar a diferencias de 9, e até 10 golos quando estavam decorridos cerca de 59 minutos de jogo (36-26), de salientar que 10 atletas no Sporting, concretizaram golos, com uma boa gestão do plantel, por sua vez, no Madeira SAD Elledy Semedo regressado após uma lesão foi o seu melhor marcador com 6 golos (55% de eficácia), bem acompanhado por João Paulo Pinto (63% de eficácia), e João Miranda (71% de eficácia), ambos com 5 golos cada um.

No Municipal de Fafe, razoavelmente composto de público, realizou-se um dérbi minhoto, o AC Fafe / Arsenal, com ambas as equipas à procura da sua primeira vitória na prova. Foi um encontro de grande equilíbrio em especial nos primeiros 30 minutos, com uma igualdade a 6 golos aos 13 minutos, para o Arsenal de seguida fazer um parcial de 4-0, e passar para a frente do marcador por 10-6, com o maior diferencial registado em todo o encontro, mas o AC Fafe que estranhamente se apresentou com apenas 12 jogadores inscritos, responde de imediato com igual parcial e igualando o marcador a 10 golos, quando estavam decorridos cerca de 28 minutos, de jogo, no entanto o intervalo chega com a equipa bracarense já na frente do marcador por 11-10. No segundo tempo, o Arsenal que teve dois jogadores em excelente momento, em especial Manuel Sousa (7 golos e 64% de eficácia) e Rui Lourenço (6 golos 86% de eficácia, 3 de 7 metros), comandou sempre o marcador, com uma excepção aos 41 minutos, quando o marcador assinalava uma igualdade a 18 golos, mas o AC Fafe nunca conseguiu passar para a frente do marcador, e foi a partir desta igualdade, que o Arsenal conseguiu algumas da suas maiores vantagens que nunca ultrapassaram os 3 golos, com a equipa local sempre a reagir, mas Miguel Marinho na baliza do Arsenal estava em dia sim (34% de eficácia), com os colegas de porto no AC Fafe a estarem um pouco abaixo do seu normal rendimento, Nelson Reyniel (20% de eficácia) e Nuno Silva (29% de eficácia), no AC Fafe, o seu Melhor marcador acabou por ser João Fernandes (5 golos e 56% de eficácia).

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting (11 pontos, +1 jogo), 2.º Belenenses (9 pontos), 3.º Ismai, AA Avanca, ABC, e Madeira SAD (7 pontos), 7.º Boa Hora, Benfica (-1 jogo), e Arsenal (+1 jogo) (6 pontos), 10.º Águas Santas, AC Fafe (+1 jogo), e Xico Andebol (5 pontos), 13.º FC Porto (4 pontos), 13.º São Bernardo (3 pontos).

O Banhadas Andebol

Planeamento Desportivo – Época 2017/2018 – XXI

Participantes nas Provas Nacionais Não Fixas - Época 2017/2018

Dando continuidade a anteriores artigos sobre o Planeamento de Provas, na analisar das provas Nacionais Não Fixas, e que foram divulgadas pela FAP, em especial através do Comunicado Oficial n.º 16 da Época 2017/2018, onde é feita uma primeira divulgação da estrutura das 1.ªs Fases. Hoje poderemos fazê-lo mais completa, pois já foram divulgados os CO N.º 23 e 24, da presente época, já com a indicação das Associações responsáveis por zona, e com a indicação da estrutura das 2.ªs Fases e respetivo modelo competitivo. Continuamos a afirmar, de que se regista na maior parte dos casos um regime de continuidade do verificado na época anterior. Embora se verifique que ainda existem Associações que não criaram as provas, no sítio da Federação o que torna tudo muito mais difícil (felizmente são apenas 3 Zonas).

Hoje iremos analisar ainda que sumariamente a PO07

PO07 – Campeonato Nacional de Juvenis Masculinos – 2.ª Divisão

Na nossa primeira análise, afirmamos, de que têm-se praticamente igual, embora com o número de zonas alterado passando de 9 para 7, referia-se que este número deriva de ter sido aglutinada a antiga Zona 5 e 6, que passou a ter 4 Associações (AA Santarém, AA Portalegre, AA Castelo Branco, e AA Leiria), e actual Zona 7, junta as anteriores, Zona 8 e 9, passando igualmente a ter 4 Associações (AA Setúbal, AA Évora, AA Bela, e AA Algarve. No entanto o total de Associações previstas para esta prova, é igual à anterior (16), um bom número, que foi agora confirmado.

Em relação ao número de participante, apenas poderemos dizer que em 14/15, tivemos nesta Fase da Prova 51 equipas, e em 15/16, 56 equipas, em 16/17, 58 equipas, em 17/18 com 4 Zonas criadas, Braga, Porto, Viseu, e Aveiro, já temos um total de 33 equipas, lamentavelmente não poderemos sequer confrontar os números, pois as outras zonas, não têm a prova sequer criada, mas em algumas desta zonas, verifica-se um decréscimo de inscritos em relação a época anterior.

O modelo competitivo divulgado, quer através do Regulamento Desportivo da prova, quer através do CO N.º 24 da presente época, é um modelo igual ao aplicado na época passada, e com o mesmo de apurados nesta fase, seja precisamente o mesmo 24 equipas.

Os clubes apurados na 1.ª Fase serão agrupados na 2.ª Fase em três (3) zonas, que será disputado no sistema de TXT a 2 voltas. O 1.º Classificado de cada Zona fica apurado para a Fase Final e sobem á 1.ª Divisão. Informa ainda de que os representantes da Madeira e dos Açores participam na Fase Final, continua a programar uma Fase final em concentração com um número equipas impar, em continuamos a manifestar o total desacordo (5 equipas). A Fase final é disputada em concentração no sistema de TxT a 1 volta. Disputa-se ainda uma Fase de Apuramento, entre os 2.º’s classificados de cada Zona, em concentração no sistema de TxT a uma volta, para na prática apurar a 4.ª equipa que sobe de divisão. O que continua a significar que nem o representante da Madeira, nem o representante dos Açores têm direito a ascender de Divisão. Será porque não querem ou porque não lhes são proporcionadas condicções por quem de direito para tal? É Triste.

Distribuição das Associações por Zona, conforme CO N.º 23

Zona 1 (6 equipas) – Braga e Vila Rela – Apura previsivelmente 2 equipas  
Zona 2 (11 equipas) – Porto – Apura previsivelmente 4 equipas  
Zona 3 (8 equipas) -Viseu e Guarda - Apura previsivelmente 3 equipas
Zona 4 (8) – Aveiro - Apura previsivelmente 4 equipas  
Zona 5 (???) – Leiria, Portalegre, Santarém e Castelo Branco – Apura previsivelmente 4 equipas  
Zona 6 (???) – Lisboa - Apura previsivelmente 4 equipas  
Zona 7 (???) – Setúbal, Algarve, Beja e Évora - Apura previsivelmente 3 equipas  

O número de apurados em cada zona, segundo informa a FAP, poderá ainda sofrer alguns ajustamentos (mas não é indicada uma data limite), apenas informa que os ajustamentos “poderão” sair em CO, não existe qualquer garantia, e é pena, este texto é comum a todas as provas nacionais não fixas.

Em próximo texto continuaremos a falar e a escrever sobre estas provas, e a aguardar pelo cumprimento das datas limite, para uma análise mais concreta.

O Analista

Campeonato do Mundo Alemanha 2017 – Femininos – XVII – Arbitragem

23.º MUNDIAL DE SENIORES FEMININOS
(ALEMANHA DE 1 A 17 DE DEZEMBRO DE 2017)
INFORMAÇÃO

A IHF depois de ter procedido a divulgação 15 duplas já nomeadas para este Mundial, inform0u em 19-09-17, quem era a 16.ª dupla indicada, com a escolha recair sobre a dupla da Coreia Bom-Ok Koo e Seok Lee (desta vez nem a Diplomacia Desportiva funcionou), de destacar que destas 16 duplas. Cinco (5) são Femininas, e nada mais há a acrescentar ao que já foi dito, incluindo os temas versados no seminário de preparação.
(Foto IHF)
Lista Final das Duplas

Argentina - GRILLO LOPEZ Julian Ismael / LENCI Sebastian
Dinamarca - HESSELDAL HANSEN Line / CHRISTIANSEN Karina (feminina)
Coreia – KOO Bom-Ok / Lee Seok
Espanha - GARCIA Ignacio / MARIN Andreu
França - BONAVENTURA Charlotte / BONAVENTURA Julie (feminina)
Alemanha - SCHULZE Robert / TÖNNIES Tobias
Hungria - HORVATH Peter / MARTON Balazs
Japão - HIZAKI Koyoshi / IKEBUCHI Tomokazu
Montenegro - PAVICEVIC Ivan / RAZNATOVIC Milos
Noruega - ARNTSEN Kjersti / RÖEN Guro (feminina)
Eslovénia - LAH Bojan / SOK David
Rússia - ALPAIDZE Viktoria / BEREZKINA Tatiana (feminina)
Sérvia - ANTIC Vanja / JAKOVLJEVIC Jelena (feminina)
Suécia - KURTAGIC Mirza / WETTERWIK Mattias
Tunísia - KRICHEN Samir /MAKHLOUF Samir
Turquia - ERDOGAN Kürsad / ÖZDENIZ Ibrahim

O Noticias

terça-feira, 19 de setembro de 2017

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2017 / 2018 – II - Sorteio

A Federação informou através do seu Comunicado Oficial. N.º 12 (28-07-17), a estrutura da prova, e tal como aconteceu nos masculinos, e já por nós várias vezes afirmado, esta que deveria ser por excelência do Calendário Feminino, a prova onde normalmente se verificam as grandes surpresas nos resultados, devendo desse modo ser uma prova de massiva participação, e com Regulamento aberto, e sem condicionantes. Agora através de uma verificação das equipas inscritas na prova, e que disputam a prova na sua 1.ª Eliminatória, constata-se que a PO10 terá 23 equipas, o que representa uma estagnação pois é um número igual ao verificado na época anterior. Mas torna-se estranho e difícil, saber a totalidade das equipas da 2.ª Divisão (PO10), pois neste momento existem duas Associações que ainda nem criou a prova, (Aveiro - disponibilizou em cima do sorteio e Leiria). O sorteio da 1.ª Eliminatória, e dos 1/16 Final realizaram-se hoje (19-09-17). 

Sorteio da 1.ª Eliminatória – disputa-se em 14-10-17

Zona 1 – 11 Equipas

AC Vermoim – Douro AC

Isentos – (9) – AA Didáxis-A2D, ARC Alpendorada, CJ Almeida Garrett, FC Pedras Rubras, S. Félix Marinha, ABC, Inter Milheirós FC, Modicus, e Juventude Mar

Zona 2 – 8 Equipas

SIR 1.º Maio - C. Benfica Castelo Branco

Isentos – (6) – CP Valongo Vouga, Batalha AC, Ílhavo AC, AC Oliveiras Frades, Cister SA, e AD Academia Andebol SPS.

Zona 3 – 4 equipas

Quinta Nova – Passos Manuel

Isentos – (2) – C. Vela Tavira, e Porto Salvo.

Sorteio dos 1/6 Final – disputa-se em 01-11-17

CJ Almeida Garrett – Colégio Gaia
(Quinta Nova/ Passos Manuel) – Madeira SAD
Porto Salvo – SIR 1.º Maio/CJB
ARC Alpendorada – Maiastars
Juventude Mar – CS Madeira
Ílhavo – Alavarium
S. Félix Marinha – CA Leça
Batalha AC – Académico FC
(AC Vermoim/Douro AC) – Santa Joana
Inter Milheirós FC – Assomada
Modicus – Juventude Lis
C. Vela Tavira - CP Valongo Vouga
AA Didáxis-A2D - AC Oliveiras Frades
AD Academia Andebol SPS – (SIR 1.º Maio/C. Benfica Castelo Branco)
Cister SA – ABC
FC Pedras Rubras – JAC-Alcanena

A estrutura da prova será:

1ª Eliminatória – todos os clubes da PO.10 – 14-10-2017
1/16 Final – Vencedores da 1ª Eliminatória e clubes da PO.09 – 01-11-2017
1/8 Final – Vencedores dos 1/16 Final – 09-12-2017
1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 14-04-2018
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 26-05-2018 
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 27-05-2018

A Federação, prevê no Regulamento nesta estrutura a realização na prática, de uma Final Four.

Sorteio dos 1/8 Final, ainda não se encontra marcado.

O Noticias