gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 25 de maio de 2017

A Propósito De … Protestos de jogo - VI

CONSELHO TÉCNICO
TOMA DECISÃO RÁPIDA

O Conselho Técnico Da Federação de Andebol de Portugal, conforme noticia inserida no seu Portal (25-05-17) e da qual, apresentamos imagem. Decidiu por unanimidade indeferiu o protesto de Jogo, e confirmou o resultado, pensamos que apresentado pelo Sporting, em relação ao jogo com o FC Porto, e relacionado provavelmente com o último golo, do FC Porto (jogo em 13-05-17). Como a reunião para tomada desta decisão foi em 24-05-17, esperamos agora pela próxima decisão do mesmo órgão em relação ao protesto apresentado e confirmado esta semana, pelo FC Porto, seja tomada em tempo. Apenas temos neste momento de nos congratular com a rapidez com que as analises e decisão estão a ser tomadas.
Imagem e texto alterado após a nossa publicação, contendo agora a informação do jogo a que se refere, esta forma de noticiar, revela uma incrível falta de cuidado e de profissionalismo.Pela nossa parte mantemos o texto inicialmente escrito.

O Regras

A Propósito De … Protestos de jogo - V

A PROPÓSITO DE … PROTESTOS DE JOGO

Este texto nesta altura poderá ser polémico, mas no entanto não queremos deixar de o publicar, até pela oportunidade que o mesmo encerra, completamos a nossa informação dizendo que parte do mesmo já tinha sido objecto de publicação em 07-12-16.

Não poderemos deixar de referir, que, um Julgamento de um Protesto:

Têm as suas normas de julgamento e a quem compete o mesmo, devidamente regulamentadas, desde a forma de recepção, passando pelos seus procedimentos, (ver Titulo 8 do Regulamento Geral da Federação).

  1. No mesmo está estabelecido o tempo e a forma de apresentação e confirmação. 
·         Se foi apresentado correctamente se avançara e analisará
·         Se não foi o mesmo não será aceite.

  1. Se o protesto foi correctamente apresentado, de acordo com o detalhado em 1, o passo seguinte, de quem o julgará, será decidir, se o mesmo faz referência a um erro de arbitragem, por apreciação / julgamento, ou pelo contrário, nos fala de decisão dos árbitros que infringe as Regras de jogo. 
·         Se é um erro por má apreciação / julgamento, o protesto será resolvido de acordo o estabelecido na Regra 17:11
·         Se é um erro por decisão contra as regras de jogo, o protesto se aceita e se analisa.

  1. Se o protesto é aceite por ter sido apresentado em tempo e forma correta, e tem por base uma decisão contra as Regras de jogo, a entidade competente deve julgar outra situação: O Erro da arbitragem, teve influência directa no resultado final do encontro e prejudicou a equipa que formalizou o protesto? 
·         Se o erro da arbitragem (apesar de ser uma decisão contra as Regras de Jogo), NÃO teve qualquer influência directa no resultado, deverá ser dada razão á equipa, mas NÃO se alterará nada em relação ao resultado final do encontro. 
·         Se o erro de arbitragem, foi uma decisão contra as Regras de Jogo, e HOUVE influência no resultado final do encontro, deverá ser ordenada a repetição completa do encontro.

Completamos a nossa informação com a transcrição da actual Regra 17:11
O Regras

PO11 – 2016 / 2017 – Fase Apuramento

Disputa-se de 26 a 28-05-17 a Fase de Apuramento do (Campeonato Nacional Juniores Femininos), no Pavilhão do Alavarium, prova não fixa, que tal como todas as provas não fixas, teve a sua 1.ª Fase a ser disputada sob a responsabilidade das associações.
PO11 – Campeonato Nacional de Juniores Femininos

Modelo Competitivo - Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas jogando TXT a 2 voltas, apurando-se o 1º Classificado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona mais o representante da A.A. Madeira, disputam a Fase de Apuramento (TXT a 1 volta - regime concentração) apurando-se os dois primeiros classificados para a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração). O 1º classificado será Campeão Nacional.

Equipas que disputam a Fase de Apuramento - Colégio Gaia, Alavarium, e CS Madeira.

Calendário

1.ª Jornada- Dia 26-05-17
Colégio Gaia - Alavarium (19H30)
2.ª Jornada – Dia 27-05-17
CS Madeira – Colégio Gaia (17H00)
3.ª Jornada – Dia 28-05-17
Alavarium - CS Madeira (15H30)

O Formador

PO13 – 2016 / 2017 – Fase de Apuramento

Realiza-se de 26 a 28-05-17 a Fase de Apuramento da PO13 (Campeonato Nacional de Iniciados Femininos), que se realiza em Leça da Palmeira.
PO13 – Campeonato Nacional de Iniciados Femininos

Modelo Competitivo:

Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em 3 zonas geográficas (TXT a 2 voltas). O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final. O 2º Classificado de cada zona disputa uma fase de apuramento com o representante da região Autónoma da Madeira (TXT a 1 volta – regime concentração), sendo que o 1º Classificado fica apurado para disputar a Fase Final (TXT a 1 volta – regime concentração). O 1º Classificado será Campeão Nacional.

Equipas que disputam a Fase de Apuramento - CA Leça “A”, CA S. Félix Marinha, Porto Salvo, e CS Madeira

Calendário  

1.ª Jornada- Dia 26-05-17
CA S. Félix Marinha – CA Leça “A” (19H00)
CS Madeira A – Porto Salvo (21H00)
2.ª Jornada – Dia 27-05-17
Ca Leça “A” - Porto Salvo (16H00)
CA S. Félix Marinha – CS Madeira (18H00)
3.ª Jornada – Dia 28-05-17
CS Madeira – CA Leça “A” (09H30)
Porto Salvo - CA S. Félix Marinha (12H00)

O Formador

PO05 – 2016 / 2017 – Final - Sorteio

Realizou-se (23-05-17) o sorteio da Final da PO05, prova não fixa. È uma das provas que na sua 1.ª Fase é da responsabilidade Associativa proporcionando a estas entidades (nem todas) a organização, de verdadeiros Campeonatos Regionais e Inter-Regionais. Desempenhando assim a sua verdadeira vocação.

PO05 – Campeonato Nacional de Juniores Masculinos 2.ª Divisão

Modelo Competitivo: Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas (TXT a 2 voltas). Os dois primeiros Classificados de cada zona disputam a PO04 na época seguinte. O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final (TXT a 2 voltas – Desempate de acordo com o Regulamento Geral) onde se apura o Campeão Nacional.

Nota Na prática, este texto significa que a Final é disputada a duas mãos para determinar o Campeão Nacional.

Equipas Apuradas para a Final
Zona 1 – FC Gaia
Zona 2 – Vitória FC 

Calendário
1.º Jogo
Dia 04-06-17
Vitória FC – FC Gaia
2.º Jogo
Dia 11-06-17
FC Gaia – Vitória FC

Desempates - De acordo com o disposto o estabelecido no Regulamento Geral da Federação.

Subidas de Divisão
Zona 1 – FC Gaia e CP Natação
Zona 2 – Vitória FC e Almada AC

O Formador

quarta-feira, 24 de maio de 2017

PO03 – Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2016 / 2017

Nova e breve crónica da PO03, referente á 2.ª Fase desta prova nacional não fixa, sendo nesta fase disputada em duas zonas com 8 (oito) equipas cada.

PO03 – Campeonato nacional da 3.ª Divisão Seniores Masculinos

INFORMAÇÃO - Esta prova sofreu uma forte alteração regulamentar que comunicada através do Comunicado Oficial n.º 24 com rectificação em 06-09-16, onde se indica que ascendem à Segunda Divisão Nacional, os três primeiros de classificados em cada Zona. Continuando a não existir qualquer informação sobre a participação da equipa representativa dos Açores. No entanto jornais Insulares da Região confirmam o Marítimo Açoriano, na Fase Final, em que ficamos, senhores da FAP?

2.ª Fase

Zona 2 - 12.ª Jornada
12.ª Jornada
Dia 20-05-17
SIR 1.º Maio 37 - 35 Samora Correia
CD Mafra 38 - 25 AA Almeirim
CF Sassoeiros 24 - 15 Lagoa AC
Oriental Lisboa 22 - 24 Ginásio Sul

Antes de iniciarmos propriamente dito a nossa ligeira crónica sobre a zona, informamos de que não existimos para dar louvores, mas sim para tratarmos todos comos clubes com o devido respeito. Foi uma jornada, onde apesar de faltarem 2 jornadas para o fim desta Fase, O CF Sassoeiros, já garantiu um dos 3 primeiros lugares e portanto a subida de divisão, quanto a quem será o vencedor da zona, o mesmo será decidido, provavelmente na próxima jornada no encontro entre o Ginásio SUL e o CF Sassoeiros. Três equipas já estão afastadas da discussão dos lugares de apuramento, o AA Almeirim, o CD Mafra e o Lagoa AC, estando teoricamente a discussão dos outros dois lugares acesso a divisão superior, ao alcance do Ginásio Sul, SIR 1.º Maio, Samora Correia e mais remotamente ao Oriental Lisboa, embora a derrota que sofreu nesta jornada lhe tenha limitado bastante as possibilidades. Jornada disputada sem adiamentos, onde somente um (1) dos resultados foi rectificado em relação ao ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta, registando-se dois encontros com ocorrências disciplinares. Mais uma tivemos um jogo o CD Mafra / AA Almeirim, onde a equipa Ribatejana por incrível que pareça apresentou apenas 7 jogadores inscritos e apenas um Oficial de Equipa (o seu técnico), lamentável. O CF Sassoeiros com a sua vitória diante o Lagoa AC (jogo com ocorrências disciplinares) em Sassoeiros, consolidou a sua posição e garantiu imediatamente o acesso à divisão superior, embora o resultado ao intervalo fosse uma igualdade a 9 golos. Na Marinha Grande, a equipa local, venceu o Samora Correia (jogo com ocorrências disciplinares), apesar de ao intervalo se encontrar a perder por 17-15, garantindo a continuação na discussão por um dos dois lugares que restam para a subida de divisão, juntamente com o seu adversário nesta jornada. Um encontro em que dissemos já quase tudo foi o CD Mafra / AA Almeirim que terminou com a fácil vitória da equipa visitada. Naquele que foi o único resultado diferente em relação ao ocorrido na 1.ª volta, O Ginásio Sul, foi vencer o Oriental Lisboa como visitante naquele que foi o jogo mais equilibrado da jornada, e onde o Oriental de Lisboa comando quase sempre o jogo, no primeiro tempo, que terminou a vencer por 12-10, e só após a igualdade a 15 golos, já no segundo tempo, o Ginásio Sul, deu a volta ao resultado e terminou como vencedor.

Classificação da Zona, até ao momento – 1.º CF Sassoeiros (33 pontos), 2.º Ginásio Sul (29 pontos), 3.º SIR 1.º Maio (27 pontos), 4.º Samora Correia (25 pontos), 5.º Oriental Lisboa (24 pontos), 6.º CD Mafra, e Lagoa AC (20 pontos), 8.º AA Almeirim (14 pontos).

Zona 1 – 12.ª Jornada
Dia 20-05-17
AA Coimbra 38 - 27 CD Feirense
CDC Santana 38 - 26 Póvoa Lanhoso
CP Natação 21 - 18 Académico FC
Alavarium 30 - 37 CA Póvoa Varzim

Nesta zona, e face ao conjunto de resultados ocorridos, também uma equipa já está apurada para a divisão superior o CP Natação. Estando na discussão pelos restantes dois lugares, o CA Póvoa Varzim, Académico FC, AA Coimbra, e Alavarium AC, no entanto para a discussão do 1.º lugar da Zona, apenas 3 equipas poderá ter acesso ao mesmo, CP Natação, CA Póvoa Varzim, e Académico FC. Tal como na Zona anterior três equipas, já estão completamente afastadas de qualquer discussão (CD Feirense, CDC Santana e Póvoa Lanhoso), que curiosamente possuem todos o mesmo número de pontos. Tal como na jornada anterior apenas uma das equipas confirmou o resultado ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta, o AA Coimbra / CD Feirense, num jogo sempre dominado pela AA Coimbra, que já vencia ao intervalo por 18-8, e com este resultado mantêm-se na discussão por um dos lugares de subida de divisão. Nova jornada que decorreu sem o registo de ocorrências disciplinares. O encontro mais equilibrado da jornada decorreu entre o CP Natação e o Académico FC, que ao intervalo registava, um resultado favorável ao visitante por 10-9. No encontro entre duas das equipas já afastadas de qualquer discussão o CDC Santana / Póvoa Lanhoso, que nos jogos fora de casa, apresenta, nos últimos jogos o mínimo de inscritos possíveis, conforme se verifica no Boletim de Jogo, encontro que terminou com a vitória clara do CDC Santana, que ao intervalo já se encontrava na frente do marcador por 18-13. No último jogo, deste nosso breve comentário, o CA Póvoa Varzim, foi a Aveiro vencer o Alavarium, com um resultado confortável confirmando a sua nítida subida de rendimento, sendo (em nossa opinião), uma das favoritas não só à subida de divisão como até ao 1.º lugar da zona, onde o jogo da próxima jornada, será certamente decisivo (à atenção do CA, nas nomeações a efectuar), neste encontro já vencia ao intervalo por 17-13, confirmando a sua superioridade no segundo tempo de jogo.

Classificação da Zona, até ao momento – 1.º CP Natação (30 pontos), 2.º CA Póvoa Varzim (28 pontos), 3.º Académico FC (27 pontos), 4.º AA Coimbra, e Alavarium (25 pontos), 6.º CD Feirense, CDC Santana, e Póvoa Lanhoso (19 pontos). 

O Noticias

A propósito dos --- últimos 30 segundos

Em 02-03-17, escrevemos a propósito da regra dos 30 segundos o seguinte, sobre a alteração à regra do chamado último minutos, que se passou a chamar dos “30 segundos”.

IHF IMPLEMENTA
ALTERAÇÕES ÀS REGRAS
(JULHO DE 2016)

A Federação de Andebol, publica, através do seu CO N.º 65 de 02-03-16, de que a IHF, implementa a partir de 1 de Julho de 2016, alterações às Regras de Jogo.
……
4 – Último Minuto
……

2 - Nova Regra – “Últimos 30 Segundos”

A “regra especial”, chamada empiricamente do último minuto de um encontro, e que procurava, evitar as tentativas de uma equipa evitar que a outra convertesse uma possível ocasião de golo, poderá ser modificada. Pois a mesma produziu poucos efeitos. Pois na maior parte das situações o infrator, era desqualificado, com relatório escrito (quando em muitas ocasiões deveria ser apenas excluído)

Assim torna-se necessário proceder a uma alteração á chamada “ Regra do Último Minutos”.

A regra aplicar-se-á somente durante os últimos 30 segundos de qualquer encontro.

A Antiga decisão de Desqualificação e relatório escrito, é modificada e será sancionada com desqualificação e Livre de 7 metros, desde que a bola não se encontre em jogo. (por exemplo quando a num lançamento de saída a bola é intercetada por um adversário, após ter sido enviada por exemplo pelo guarda-redes para se realizar o consequente lançamento de saída).

A decisão da aplicação do livre de 7 metros, aplicar-se-á, segundo os seguintes conceitos:

  • O Atleta que sofre a falta grosseira nos últimos segundos, converte golo – Golo, Lançamento de saída para o adversário e Desqualificação do infrator.
  • O Atleta que sofre a falta, passa a bola a um colega de equipa que converte o golo – Golo, Lançamento de saída para o adversário, e desqualificação do infrator.
  • O Atleta que sofre falta, passa a bola a um colega de equipa que não consegue converter em golo – Livre de 7 metros e Desqualificação do infrator-

Esclarece-se no entanto quando a bola está em jogo, a regra será sempre aplicada, quando as faltas praticadas colocam em perigo a saúde e a integridade física do adversário, não significando que qualquer infração cometida nos últimos 30 segundos, seja convertida em desqualificação e Livre de 7 metros para o adversário.”

Ora tudo isto pode ser confirmado, pelos vídeos da IHF, que aqui reproduzimos, e esperamos com isto ter esclarecido, toda a gente sobre esta matéria,





O Formador

EHF CUP – Masculina – 2016 / 2017

FRISCH AUF GOPPINGEN (ALEMANHA) VENCE FINAL FOUR
DA
EHF CUP MASCULINA 2016 / 2017

Realizou-se este fim de fim de semana a Final Four da EHF CUP Masculina, que se disputa em Göppigens (Alemanha), nos dias 20 e 21-05-17. E que contou com a presença da dupla Portuguesa Duarte Santos / Ricardo Vieira, que dirigiram uma das 1/2 final.

Resultados
1/2 Final
Dia 20-05-17
Saint-Raphael Var Handball (França) 24 – 35 Füchse Berlin (Alemanha) – Jogo dirigido pela dupla portuguesa.
SC Magdeburg (Alemanha) 29 – 33 Frisch Auf Goppingen (Alemanha)
Dia 21-05-17
3/4 Lugar
Saint-Raphael Var Handball 31 – 32 SC Magdeburg (C/Prolongamento)
Final
Füchse Berlin 22 – 30 Frisch Auf Goppingen

Frisch Auf Goppingen (Alemanha), voltou a ser o vencedor da Final Four, que esta época contou com três equipas Alemãs a disputarem a mesma e uma francesa, confirmando a sua quarta vitória da na prova, depois de 2011, 2012, 2016. Com o héroi da final a ser o guarda-redes da equipa vencedora Primoz Prost (16 defesas)

O Jogo da final foi presenciado por cerca de 4500 espectadores, que não esgotaram a capacidade do pavilhão (5600).

Melhor Marcador – Hans Lindberg (Füchse Berlin) 92 golos
MVP – Lars Kaufman (Göppingen)
Melhor Guarda-Redes - Primoz Prost (Göppingen)

O Noticias

terça-feira, 23 de maio de 2017

P004 – Fase Final – 2016 /2017 – IX

Crónica dedicada á Fase Final Nacional da PO04, disputada nos mesmos moldes da época anterior.

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos

Fase Final Nacional – Grupo “A”
8.ª Jornada
Dia 21-05-17
Estarreja AC 26 - 39 Ismai
Águas Santas 28 - 26 FC Porto
Benfica 37 - 19 Sporting

Descidas de Divisão – Já confirmadas
Zona Sul – Ginásio Sul e ADC Benavente
Zona Norte – GC Santo Tirso

Nova jornada, que foi a total confirmação do que se passou até ao momento, e quais as equipas mais fortes desta Fase Final, que não deixaram os seus créditos por mãos alheias ao vencerem os seus encontros, não se registando qualquer surpresa, mas sim a confirmação de quais as equipas favoritas, que venceram todos os seus jogos (embora existisse algum equilíbrios, em pelo menos um encontro), e nesta jornada que é a 3.ª da 2.ª volta, todas sem exceção confirmaram os resultados verificados na jornada homóloga da 1.ª volta, foi no entanto uma jornada onde se registaram ocorrências disciplinares. Mas desta vez com assistências, mais fracas. Infelizmente a FAP continua a fazer tabua rasa e tivemos mais uma jornada sem qualquer transmissão da Andebol TV. E mais uma vez se chama a atenção que o CA deve dar às nomeações para esta prova, pois apesar de apesar de haver clubes que não irão provavelmente discutir o título, isso não vai retirar competitividade á prova. E voltamos à mesma questão que è pertinente, “já agora uma pergunta pertinente, a mesma da jornada anterior, porque não existiram Delegados em nenhum destes jogos?” Ou só haverá exceções quando convêm? Lembramos que apenas faltam 2 jornadas para terminar a prova, e apenas duas (2) equipas poderá discutir o Titulo Nacional (Águas Santas e Benfica). Pois rodas as outras já estão afastadas da discussão do Titulo Nacional.

No pavilhão do Águas Santas, tivemos o Águas Santas / FC Porto, onde voltamos a ter um encontro de grande equilíbrio, embora com nova vitória da equipa maiata, que se apresentou com todos os seus “pesos pesados” do escalão, mas que em especial nos primeiros 30 minutos foi surpreendida por FC Porto, que realizou uma boa exibição. De tal forma que chegou inicialmente a comandar o marcador por 3-1, para após uma igualdade a 6 golos, e outra a 13 golos, o Águas Santas chegar ao intervalo a vencer por 14-13. No segundo tempo apesar de se manter o equilíbrio, a equipa visitada chegou a ter 4 golos de vantagem (20-16), com o FC Porto a ter uma excelente reacção e a terminar o jogo, sofrendo apenas um diferencial de 2 golos. Com esta vitória a equipa do Águas Santas, mantêm-se como a única equipa que apenas regista vitórias nesta Fase Final. Gonçalo Vieira, com 13 golos, e José Barbosa com 8 golos, foram os principais marcadores dos maiatos. No FC Porto, Ruben Santos com 7 golos, e José Furtado com 6 golos, foram os seus melhores marcadores. Num clássico da modalidade, que só é clássico pelos nomes dos clubes envolvidos, estamos a referir-nos ao Benfica / Sporting, disputado no pavilhão da luz, o Benfica não só confirmou a sua vitória na 1.ª volta, como “cilindrou” positivamente o seu adversário, que nunca foi capaz de dar uma réplica minimamente condigna, diga-se que foi o resultado mais dilatado da jornada e o único jogo onde se verificaram ocorrências disciplinares, pensamos que já depois do encontro terminado, pois nada está assinalado no Boletim de jogos. Ao intervalo já a equipa do Benfica vencia por 19-9, limitando-se no segundo período a fazer o seu jogo, e a continuar a dilatar o resultado, perante uma equipa, que é uma sombra de si própria. Com esta vitória, a equipa do Benfica poderá ainda aspirar a discutir o Titulo Nacional, pois juntamente com o Águas Santas, são as únicas com capacidade para tal. No Benfica 11 jogadores marcaram golos, sendo Francisco Pereira e João Machado, ambos com 7 golos cada os seus principais marcadores. No Sporting Rafael Paulo com 8 golos foi o seu melhor marcador. No Municipal de Estarreja, disputou-se o Estarreja SC / Ismai, que foi mais um resultado confirmado com a expressiva vitória do Ismai, num jogo em que no primeiro tempo tivemos um forte equilíbrio, coma equipa local a oferecer excelente réplica ao Ismai, tenho ate igualado 15 golos, para os maiatos marcarem o golo da diferença ao intervalo quase em cima da hora, e assim o intervalo chegou com o Ismai a vencer pela diferença mínima (16-15). No segundo tempo tudo diferente com o Ismai a fazer valer os seus argumentos e amar a diferença que depois do 27-17 a seu favor, continuou a aumentar a diferença até ao resultado final. Com esta derrota o Estarreja AC, é a única equipa nesta Fase da Prova, que apenas contabiliza derrotas. Diogo Vaia com 6 golos, foi o melhor marcador do Estarreja AC, enquanto no Ismai com 10 jogadores a marcarem golos, Leonel Fernandes e Tomas Barbosa, ambos com 8 golos cada, foram os seus principais marcadores.

Classificação após esta jornada – 1.º Águas Santas (24 pontos), 2.º Benfica (22 pontos), 3.º FC Porto (16 pontos), 4.º Ismai (14 pontos), 5.º Sporting (12 pontos), 6.º Estarreja AC (8 pontos). 

O Noticias.

PO08 – 2016 / 2017 – Fase de Apuramento

Realizaram-se as 2 Zonas da Fase de Apuramento da PO08 (Campeonato Nacional Iniciados Masculinos), prova não fixa, que foram disputadas a Zona 1 em Braga Pavilhão Flávio Sá Leite), e a Zona 2 em Almada Pavilhão Adelino Moura), nos 19 a 21 de Maio de 2017

PO08 – Campeonato Nacional de Iniciados Masculinos

Fase de apuramento para a Fase Final (2 grupos – 3 clubes cada- TXT a 1 volta em regime de concentração) apurando-se o 1º Classificado de cada grupo, para a Fase Final.

Resultados
VENCEDOR - ABC “A”
Zona 1
1.ª Jornada- Dia 19-05-17
CD Feirense 28 – 38 ABC “A”
2.ª Jornada – Dia 20-05-17
CD B. Perestrelo 37 – 29 CD Feirense
3.ª Jornada – Dia 21-05-17
ABC “A” 32 – 29 CD B. Perestrelo

Classificação Final: - 1.º ABC, 2.º B. Perestrelo e 3.º CD Feirense.
VENCEDOR - SÃO BERNARDO
Zona 2
1.ª Jornada- Dia 19-05-17
São Bernardo “A” 31 – 22 Almada AC
2.ª Jornada – Dia 20-05-17
SC Horta 23 – 34 São Bernardo “A”
3.ª Jornada – Dia 21-05-17
Almada AC 25 – 29 SC Horta

Classificação Final: - 1.º São Bernardo, 2.º SC Horta e 3.º Almada AC.

Uma curiosidade, que por sinal é comum às duas zonas, onde as equipas locais são as únicas que não jogam dois dias seguidos, situação que apenas se entende por motivos económicos. Na Zona um, que terminou como o esperado, sendo vencedor o ABC “A”, não se verificaram quaisquer registos de ocorrências disciplinares, tendo os jogos sido realizados com razoáveis assistências para o escalão, factores comum às duas zonas, com o vencedor da Zona 2 a também não deixar quaisquer duvidas, sendo o esperado (pelo menos por nós) o São Bernardo. As equipas apuradas foram-no invictas.

FASE FINAL - Modelo Competitivo:

A Fase Final será disputada por 6 clubes em regime de concentração de acordo com:
1ª Fase 2 grupos – 3 clubes cada - TXT a 1 volta;
2.ª Fase – Meias-finais (1.º A x 2.º B, 1.º B x 2.º A)
 Jogos de classificação final – Apuramento 5/6 (3.º Ax3.º B), Apuramento 3/4 (vencidos das 1/2 Final), Final (Vencedores das 1/2 Final).

Fase Final – Apurados - Águas Santas, Colégio Carvalhos, Benfica “A”, Ginásio Sul “A” ,ABC “A”, e São Bernardo.

Constituição das Zonas

Zona 1 – Águas Santas, Colégio Carvalhos e São Bernardo
1.ª Jornada- Dia 01-06-17
São Bernardo – Colégio Carvalhos (17H00)
2.ª Jornada – Dia 02-06-17
Águas Santas – São Bernardo (10H00)
3.ª Jornada – Dia 02-06-17
Colégio Carvalhos – Águas Santas (17H00)

Zona 2 – Ginásio Sul “A”, Benfica “A”, e ABC “A”.
1.ª Jornada- Dia 01-06-17
ABC “A” – Ginásio Sul “A” (19H00)
2.ª Jornada – Dia 02-06-17
Benfica “A” – ABC “A” (12H00)
3.ª Jornada – Dia 02-06-17
Ginásio Sul “A” – Benfica “A” (19H00)

1/2 Final – Dia 03-06-17
(16H00)
(18H00)

3.º e 4.º Lugar – Dia 04-06-17
(10H00)

5.º e 6.º Lugar – Dia 03-06-17
(11H00)

Final - Dia 04-06-17
(12H00)

Disputa-se em regime de concentração de 01-06-17 a 04-06-17, em Odemira, com todos os horários já definidos.

O Formador

Andebol 4ll – Taça Portugal de ACR4 – 2017

FINAL FOUR
TAÇA DE PORTUGAL DE ACR4 

A Final Four da Taça de Portugal de Andebol em Cadeira de Rodas – ACR4, realiza-se no dia 3 de Junho de 2017, na Guarda no Pavilhão de S. Miguel.

A Federação na continuidade do desenvolvimento, do Projeto Andebol 4All, programou para esta época um conjunto de competições – Sendo esta final uma das diversas provas programadas.

Para esta competição, participam a AA Rovisco Pais, APD Lisboa, APD Porto, Sporting/Messines/AMAL

Calendário

1.ª 1/2 Final – AA Rovisco Pais - APD Lisboa (10H30)
2.ª 1/2 Final - APD Porto – Sporting/Messines/AMAL (11H30)
3/4 Lugar – Vencido 1.ª 1/2 Final – Vencido 2.ª 1/2 Final (15H00)
Final – Vencedor da 1.ª 1/2 Final – Vencedor da 2.ª 1/2 Final (16H00)
Entrega de prémios e Encerramento (16H30)


Esta época até ao momento não está anunciada nenhuma transmissão da Andebol TV, o que a verificar-se apenas diremos lamentável.

O Noticias

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Crónica Relativa á PO09 - Play OFF – 33 – 2016 / 2017

Crónica exclusivamente dedicada ao Feminino, e dedicada desta aos jogos dos Play OFF (Grupo “A”), e aos jogos do Grupo B, que se disputaram este este fim-de-semana, e que nalguns casos já definiram classificações Finais.

COLÉGIO GAIA – CAMPEÃO NACIONAL 

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.
Jogos Final (Play OFF, á melhor de 5, no sistema Casa, Casa, Fora, Fora, Casa) – Apuramento do 1.º e 2.º Lugar

1.º Jogo
Madeira SAD 17 – 21 Colégio Gaia
2.º Jogo
Madeira SAD 25 – 27 Colégio Gaia
3.º Jogo
Dia 20-05-17
Colégio Gaia 25 – 18 Madeira SAD

Madeira SAD (0) – (3) Colégio Gaia

No pavilhão do Colégio Gaia, completamente cheio, disputou-se o 3.º jogo da Final entre o Colégio Gaia e o Madeira SAD, que terminou com uma relevante vitória do Colégio Gaia, não sendo necessários disputar mais jogos, pois com esta vitória fez um parcial de 3-0 em jogos, e sagrou-se Campeão Nacional, num jogo sem incidência disciplinares. Foi um jogo onde durante os 30 minutos iniciais, se registou um forte equilíbrio, entre as duas equipas, com alternâncias no marcador, mas com as vantagens que existiram quer para um lado quer para o o outro a nunca serem superiores a um golo, destacando-se a grande exibição das duas guarda-redes, Jessica Ferreira pelo Colégio Gaia, ao longo de todo o encontro foi de uma forte consistência, e um dos grandes baluartes da vitória da sua equipa, e de Golrelova no Madeira SAD, que não merecia forma “descomposta” como a sua técnica se lhe dirigiu num time-Out aos 43 minutos de jogo, tivemos ainda no Colégio Gaia a inteligência e eficácia de Carolina Monteiro (4 golos), e de Patrícia Lima (6 golos), bem como de Erica Tavares (5 golos) uma das melhores senão a melhor jogadora do Madeira SAD ao longo de todo o encontro, sendo acompanhada e bem pela experiente Renata Tavares (6 golos). No entanto após o intervalo que chegou com uma igualdade a 11 golos, o Colégio Gaia iniciou um segundo tempo da melhor forma com um parcial de 3-0, passando para 14-11, o Madeira SAD ainda volta a igualar a 14 golos, haviam decorridos cerca de 39 minutos de jogo, como Colégio Gaia a assumir definitivamente o comando do jogo e do marcador, com Helena Soares uma atleta de raça e determinação a colocar a sua equipa na frente do marcador por 15-14, para aos 52 minutos se atingir os 4 golos de diferença 20-16, que foi aumentando progressivamente até final do encontro com a equipa do Madeira SAD, já em “desespero” e conformada. Uma palavra ainda para a forma extraordinária como Sandra Santiago a melhor marcadora do encontro com 11 golos, esteve em todo o encontro. E assim o Colégio de Gaia termina o Campeonato com uma concludente vitória de 3-0 em jogos, em mais um encontro sem incidências disciplinares.

Jogos 3.º / 4.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
SIR 1.º Maio/CJB 20 – 21 Alavarium
2.º Jogo
Dia 20-05-17
Alavarium 27 – 25 SIR 1.º Maio/CJB (C/prolongamento)

SIR 1.º Maio/CJB (0) – (2) Alavarium

No pavilhão do Alavarium tivemos o jogo entre o Alavarium e o Sir 1.º Maio/CJB, que terminou com a difícil vitória do Alavarium, e que desta forma, foi mais uma eliminatória do Play-OFF, resolvida em apenas dois jogos, tal como tínhamos previsto, no entanto a réplica dada pela equipa da Marinha Grande colocou grandes problemas à equipa visitada, de tal forma que ao intervalo a equipa visitante vencia por 13-11. No segundo tempo, a equipa do SIR 1.º Maio/CJB, ainda se manteve na frente do marcador até aos 20-19, com o Alavarium a igualar a 20 golos, e até ao fim dos 60 minutos regulamentares as igualdades foram-se sucedendo, tendo o tempo normal de jogo, terminado com uma igualdade a 23 golos, dando origem a um prolongamento nos termos regulamentares, onde a equipa da casa vincou uma clara superioridade, ao realizar um parcial de 4-2, terminando como vencedora. Maria Coelho e Ana Neves com 7 golos cada, foram as melhores marcadoras do Alavarium, com Carolina Gomes e Neuza Valente, ambas com 6 golos cada, a serem as melhores marcadoras do SIR 1.º Maio/CJB.

Jogos 5.º / 6.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Maiastars 32 – 18 CS Madeira
2.º Jogo
Dia 20-05-17
CS Madeira 29 – 21 Maiastars
3.º Jogo
Dia 21-05-17
CS Madeira 32 – 26 Maiastars

Maiastars (1) – (2) CS Madeira

No pavilhão do Funchal tivemos, dois encontro entre o CS Madeira e o Maiastars, que foi a única posição que foi decidida em três (3) encontros, tal como era previsível, nos dois confrontos venceu a equipa do CS Madeira, que melhorou e muito a imagem que tinha deixado no primeiro encontro entre as duas equipas disputado na Maia. No primeiro dos encontros, o Maiastars ofereceu excelente réplica, que se reflecte em especial nos primeiros 30 minutos que terminaram numa igualdade a 13 golos, e só posteriormente o CS Madeira, veio a materializar a sua superioridade no jogo e no marcador, quando chegou aos 5 golos de vantagem (22-17, por exemplo), para terminar em nítida supremacia, sobre as maiatas. Neste encontro Cláudia Vieira com 8 golos, e Jessica Gouveia com 7 golos, foram as melhores marcadoras do CS Madeira, enquanto no Maiastars Diana Oliveira com os seus 10 golos foi a melhor marcadora da equipa. Com esta vitória a decisão ficou adiado para o dia seguinte, onde se defrontavam novamente, e tivemos mais um encontro que parecia ser uma fotocópia do anterior com uma primeira parte de grande equilíbrio e que terminou com uma igualdade a 14 golos, para o CS Madeira, materializar a sua superioridade apenas no segundo tempo, e desta forma forma vencer o confronto entre as duas equipas e colocar-se no 5.º lugar da tabela classificativa. Neste encontro Ana Castro, e Jessica Gouveia, ambas com 7 golos, foram as melhores marcadoras do CS Madeira, com Ana Silva com 7 golos, e Ana Sousa com 5 golos a serem as melhores marcadoras do Maiastars.  

Jogos 7.º / 8.º Lugar (Play OFF, á melhor de 3, no sistema, Fora, Casa, Casa)

1.º Jogo
Juventude Lis 25 – 20 CA Leça
2.º Jogo
Dia 20-05-17
CA Leça 26 – 29 Juventude Lis

Juventude Lis (2) – (0) CA Leça

No Municipal de Leça Palmeira, realizou-se o segundo encontro entre o CA Leça e a Juventude Lis, para definir o 7.º e o 8.º lugar da prova, E surpreendentemente (na nossa opinião), a Juventude Lis foi vencer, quando se perspetivava um possível terceiro encontro- A Juventude Lis construiu a sua vitória nos primeiros 30 minutos quando chegou ao intervalo a vencer por 17-12, mas no segundo tempo a normal garra da equipa do CA Leça não foi suficiente para dar a volta ao marcador, e apenas serviu para atenuar as diferenças. Cristiana Morgado, e Mariana Almeida, ambas com 6 golos, cada foram as melhores marcadoras do CA Leça, por sua vez na Juventude Lis onde 10 jogadoras marcaram golos, Kelly Rodrigues com 6 golos foi a sua principal Marcadora.

Classificação Final do Grupo “A”

1.º - Colégio Gaia . Campeão Nacional
2.º - Madeira SAD
3.º - Alavarium
4.º - SIR 1.º Maio/CJB
5.º - CS Madeira
6.º - Maiastars
7.º Juventude Lis
8.º CA Leça
Grupo “B” – Apuramento do 9.º ao 12.º Lugar

4.ª Jornada
Dia 21-05-17
Juventude Mar 17 – 22 Passos Manuel
5.ª Jornada
Dia 20-05-17
Santa Joana 23 – 30 Passos Manuel
Académico FC 21 – 13 Juventude Mar

Grupo onde o maior interesse está na descida de Divisão, E que conforme já referimos se iniciou-se com algum equilíbrio pontual, pelo que à 5.ª Jornada da Prova continua-se a prever uma fase disputadíssima, com apenas uma equipa já condenada à descida de divisão o Juventude Mar, e com as outras três equipas a discutirem os dois lugares de permanência. Podendo até os mesmos serem decididos pela diferença de golos entre toda as equipas. Mais uma jornada onde o único encontro foi disputado sem qualquer ocorrência disciplinar, o que é sempre salutar.

Nos três jogos disputados a grande surpresa (na nossa opinião), foi a vitória do Passos Manuel diante o Santa Joana, e por números esclarecedores, num jogo em que comandou o jogo e o marcador durante os praticamente dos 60 minutos. O Passos Manuel chegou ao intervalo a vencer por 16-10, para no início do segundo tempo fazer um parcial de 4-0, e ficar a vencer por 20-10, e posteriormente ter além da reacção natural da equipa da casa, entrado em gestão de recursos e do resultado. Nos encontros vitórias naturais das equipas favoritas diante a juventude Mar, pelo Académico FC, e pelo Passos Manuel no jogo em atraso relativo à 4.ª jornada, ficando tudo adiado para a última jornada. Onde em nossa opinião o jogo decisivo será o Passos Manuel / Académico FC, e esperamos que o CA esteja atento ao que se vai decidir nesta jornada em ambos os jogos.

Classificação do Grupo “B”, após esta Jornada - 1.º Académico FC, e Passos Manuel (29 pontos), 3.º Santa Joana (27 pontos), 4.º Juventude Mar (19 pontos).

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana – 30 – 2016 / 2017 – II

Ligeira crónica relativa à Fase Final Grupo A da PO02, com a realização da 9ª Jornada desta Fase.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Fase Final Nacional Grupo A
9.ª Jornada
Dia 20-05-17
GC Santo Tirso 33 - 25 CDE Camões
Xico Andebol 33 - 30 AD Sanjoanense
São Bernardo 30 - 26 Vitória FC

Jornada de total tendência para as equipas visitadas, e que corresponde a 4.ª jornada da 1.ª volta que é a homologa da que se disputou, nesta Fase Final, continuando a ser caracterizada por enorme equilíbrio, e a uma jornada do fim da prova, já temos a primeira equipa confirmada na 1.ª Divisão, o São Bernardo, pois em condicções de igualdade com o GC Santo Tirso, têm vantagem pela diferença de golos, ficando a discussão pelo outro lugar na PO01, limitada ao Xico Andebol e ao GC Santo Tirso, pois a AD Sanjoanense, que ainda poderia igualar a equipa de Guimarães em termos pontuais, ficará sempre atrás da mesma, pelo sistema de desempate. É aqui que reside o interesse na última jornada que ainda pode definir o Campeão Nacional. De referir que nesta jornada apenas um dos encontros teve o seu resultado diferenciado do ocorrido na 1.ª volta. Jornada que decorreu com apenas um registo de ocorrências disciplinares, mais uma vez tivemos um encontro registou a presença de espectadores de fazer “inveja” a muitos jogos da PO01. Na última jornada, todos os jogos são importantes e podem ter influência na atribuição, não só do Titulo Nacional, como na definição da 2.ª equipa que ascende à 1.ª Divisão.

No encontro entre o Xico Andebol e a AD Sanjoanense (Jogo com ocorrências disciplinares), poderia definir em definitivo quem eram os candidatos á uma subida de divisão, e o Xico Andebol, não deixou fugis a oportunidade, num jogo de algum equilíbrio, mas com os homens da equipa da casa a chegarem ao intervalo já na frente do marcador por 4 golos de diferença (17-13). No segundo tempo a equipa do Xico Andebol que chegou a ter vantagens de 6 e 7 golos, como por exemplo quando vencia por 25-28, ou 27-21, permitiu a partir deste momento uma boa reacção da equipa visitante, que foi diminuído a diferença, até ao resultado final, que regista apenas uma diferença de 3 golos. Cláudio Mota com 9 golos, Luis Sarmento e Cesar Gonçalves, ambos com 7 golos cada foram os melhores marcadores do Xico Andebol, na AD Sanjoanense, Tiago Arrojado com 7 golos, e Rui Rodrigues com 5 golos foram os seus melhores marcadores. No único encontro em que se verificou uma alteração de resultado em relação ao ocorrido na 1.ª volta, foi disputado no Pavilhão de Santo Tirso, e foi o GC Santo Tirso / CDE Camões. Foi um encontro totalmente dominado e comandado pelos locais, durante praticamente os 60 minutos de jogo, com a equipa do CDE Camões a não saber aproveitar as diversas superioridades numéricas de que dispôs, e ainda nos primeiros 30 minutos chegou a ter um diferencial desfavorável de 7 golos, quando GC Santo Tirso vencia por 13-6, para o intervalo chegar em 17-11, a favor da equipa visitada. No segundo tempo após uma boa reacção inicial do CDE Camões que colocou o resultado em apenas 4 golos de diferença (17-13), durou pouco tempo, pois rapidamente os homens da equipa local voltaram ao ritmo anterior, e aos 22-15, voltavam a ter 7 golos de diferença, para aumentar essa diferença até final do encontro. João Nogueira com 8 golos, e Pedro Machado com 7 golos, foram os melhores marcadores do GC Santo Tirso, com João Oliveira e Ricardo Queirós, com 6 golos, cada a serem os melhores marcadores do CDE Camões, que aconteça o que acontecer na última jornada, já têm o seu lugar completamente definido em termos classificativos o 6.º lugar. Em São Bernardo tivemos o São Bernardo / Vitória FC, que era um jogo decisivo para ambas as equipas, com a vitória da equipa local a mesma confirmou de imediato a sua subida à 1.ª Divisão, enquanto o Vitória FC com esta derrota fica em definitivo afastado da luta pelo outro lugar de subida de divisão. Jogo de grande equilíbrio e acompanhado de uma grande “dose” de emoção. Nos primeiros 30 minutos as igualdades no marcador sucederam-se de tal forma que tivemos uma igualdade a 7 golos, e chegamos ao intervalo com uma igualdade a 13 golos. Nos segundos 30 minutos o equilíbrio foi-se mantendo ainda durante algum tempo com a última igualdade a registar-se aos 23 golos, a partir desse momento o São Bernardo passa para a frente do marcador, mas nunca conseguindo mais do que 4 golos de vantagem como 28-24 por exemplo, para terminar como vencedor exactamente por essa diferença. Leandro Rodrigues com 8 golos, e João Vilar com 6 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo, por sua vez Ricardo Pereira com 6 golos, foi o melhor marcador do Vitória FC.

Após a 9.ª Jornada a Classificação ficou assim estabelecida: - 1.º São Bernardo (21 pontos), 2.º Xico Andebol (20 pontos), 3.º GC Santo Tirso (19 pontos), 4.º AD Sanjoanense (18 pontos), 5.º Vitória FC (16 pontos), 6.º CDE Camões (14 pontos).

Nota – Uma vergonha a não existência de uma transmissão de um jogo desta divisão. É a nossa opinião.

O Banhadas Andebol

PO12 – 2016 / 2017 – Fase de Apuramento

Realizou-se a Fase de Apuramento da PO12 (Campeonato Nacional Juvenis Femininos), prova não fixa, que foi disputada no Pavilhão Da Juventude Lis em São Romão (Leiria) de 19 a 21 de Maio de 2017.

PO12 – Campeonato Nacional de Juvenis Femininos

CA LEÇA VENCE
FASE APURAMENTO 
Fase de apuramento para a Fase Final (TXT a 1 volta em regime de concentração) apurando-se o 1º Classificado, para a Fase Final.

Resultados - Fase de Apuramento – (CA Leça, Juventude Lis, Lagoa AC, B. Perestrelo)

1.ª Jornada- Dia 19-05-17
Juventude Lis 26 – 30 CA Leça
B. Perestrelo 22 – 21 Lagoa AC
2.ª Jornada – Dia 20-05-17
CA Leça 32 – 20 Lagoa AC.
Juventude Lis 22 – 28 B. Perestrelo
3.ª Jornada – Dia 21-05-17
B. Perestrelo 17 – 33 CA Leça
Lagoa AC 22 – 28 Juventude Lis

Classificação Final: - 1.º CA Leça, 2.º B. Perestrelo, 3.º Juventude Lis e 4.º Lagoa AC.

De referir, que em nenhum jogo se registou qualquer ocorrência disciplinar, e que o número de espectadores, é por nós considerado satisfatório, tendo em o escalão e fase em disputa. A equipa apurada, CA Leça, foi apurada invicta, não havendo qualquer necessidade de recorrer a formas de desempate, nem para a elaboração da classificação final, sendo a equipa que mais se destacou pela superioridade evidenciada. Destacaremos algumas atletas pelos golos que concretizaram, e pela influência que tiveram nas suas equipas. Inês Hipólito no B. Perestrelo, Helena Neto pelo Lagoa AC, Margarida Oliveira na Juventude Lis, e no CA Leça Joana Resende, e Beatriz Prata.

Fase Final – Apurados – CA Leça, Alavarium, Colégio Gaia, e JAC- Alcanena.

Fase Final

1.ª Jornada- Dia 02-06-17
Colégio Gaia – Alavarium
CA Leça – JAC-Alcanena
2.ª Jornada – Dia 03-06-17
Alavarium - JAC Alcanena
Colégio Gaia – CA Leça
3.ª Jornada – Dia 04-06-17
CA Leça – Alavarium
JAC Alcanena - Colégio Gaia

Disputa-se em regime de concentração de 02-06-17 a 04-06-17, em horários e local a definir. Aplica-se aqui o sentimento de não se saber nem horários nem local, é pena mas é a realidade com que temos de viver

O Formador