gal vence

Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Crónica intermédia de Fim-de-semana – 43 – 2016 / 2017 – I – Em Actualização

Crónica intermédia de fim-de-semana da PO01, dedicada apenas aos dois jogos que faltam disputar, relativos à 23.ª Jornada, que assim fica completa.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

16.ª Jornada
Dia 08-03-17
ABC - SC Horta (21H00)
23.ª Jornada
Dia 21-02-17
FC Porto 38 – 25 São Mamede
Dia 22-02-17
Benfica - AC Fafe (19H15)

Conforme informamos no texto de apresentação desta crónica, apenas nos iremos referir aos 2 jogos disputados a meio da semana, e que vão completar a jornada 23.ª Jornada (10.º da 1.ª Volta) desta 1.ª Fase da Prova. Continuando ainda em atraso o jogo relativo à 16.ª Jornada da prova. No encontro já disputado verificou-se a confirmação do resultado ocorrido na 1.ª volta. Sem registo de ocorrências disciplinares.

Equipas que já se encontram apuradas para o Grupo A na 2.ª Fase da Prova:
FC Porto, Sporting, Benfica. ABC.

Equipas que já se encontram apuradas para o Grupo B na 2.ª Fase da Prova:
São Mamede, SC Horta, Arsenal, AC Fafe, Belenenses, Boa Hora e Ismai.

FC Porto 38 – 25 São Mamede

Defrontaram-se as equipas situadas nos polos opostos da classificação, o FC Porto em 1.º lugar sem derrotas, e a São Mamede em último lugar sem qualquer vitória. O jogo foi disputado no Dragão Caixa, que se encontrava co menos público que o esperado, e que o FC Porto, com uma estrutura física impressionante, tanto em termos defensivos, como na circulação de bola no ataque, enquanto o São Mamede apenas teve um jogador que rematava de 1.ª linha Filipe Lopes (7 golos, e 44% de eficácia), que foi na nossa opinião o seu melhor jogador durante os 60 minutos de jogo, e ainda dos jovens João Pimentel (5 golos e 56% de eficácia), e de José Xavier (3 golos, 60% de eficácia), e que teve árdua tarefa como pivô da equipa nomeio dos “gigantes” do FC Porto. No FC Porto, que utilizou todos os jogadores inscritos no Boletim de Jogo, e que com um excelente trabalho defensivo, utilizou uma das suas armas preferidas o contra ataque, e os ataques rápidos, que foram de uma extrema eficácia, tendo uma enorme distribuição de golos pelos seus atletas, salientando-se António Areias (5 golos, e 83% de eficácia), e Gustavo Rodriguês (5 golos, e 71% de eficácia), que realizou uma excelente exibição, nunca se esquecendo o jovem Rui Ferreira (5 golos, e 83% de eficácia) e que foi letal nos minutos que esteve em jogo, numa equipa onde doze dos seus atletas concretizaram golos, e utilizaram diversos sistemas defensivos, chegando ao intervalo a vencer por 17-12, ampliando a vantagem para o valor com terminou e que foi a diferença máxima durante todo o encontro. Deve-se ainda salientar a diferença existente nos postos específicos de guarda-redes, onde tanto Hugo Laurentino (37% de eficácia) e Alfredo Quintana (46% de eficácia), se superiorizaram aos seus adversários Tiago Amorim (sem eficácia) e Miguel Marinho (19% de eficácia). E os principais comentários sobre este jogo resumem-se na prática ao que dissemos, podendo acrescentar que o FC Porto obtém a sua 23.ª vitória na prova, pois continua líder invicto, e que o São Mamede que disputou o encontro com muita dignidade, continua sem vencer qualquer encontro nesta Fase da prova. Dirigiu o encontro a dupla portuense constituída por André Rodrigues e Nuno Gomes, que num jogo fácil de dirigir, tiveram o mérito de não complicar, e realizaram tarefa bem positiva, apenas um senão no jogo passivo em que deram a sensação de assinalar a pedido face á pressão que era exercida, em especial pelo técnico do FC Porto.

A Classificação será publicada depois do jogo que completará a jornada.

O Banhadas Andebol

Crónica de Fim-de-semana No Feminino – 17 – 2016 / 2017

Mais uma normal crónica de fim-de-semana desta prova do calendário nacional.

Renovamos o nosso o texto sobre as estatísticas, pode ser que alguém de bom senso nos leia e pense, “Continuamos a aguardar pela existência das tão preciosas estatísticas, pois enquanto na FAP, se desviarem os gastos para outros fins, provavelmente com visões diferentes da nossa e da maioria dos adeptos da modalidade, o feminino bem pode continuar à espera de que elas existam.” Desta vez tivemos uma transmissão pela Andebol TV Felizmente, esperamos que não tenha sido por engano.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
12.ª Jornada
Dia 25-02-17
Juventude Mar - CA Leça (20H00) 25/26 (1.º da 1.ª Volta.
17.º Jornada
Dia 11-02-17
Académico FC - Passos Manuel (Adiado)
Dia 19-02-17
Colégio Gaia 23 - 24 SIR 1.º Maio/CJB
Maiastars 21 - 27 Madeira SAD
Santa Joana 23 - 28 CS Madeira
18.ª Jornada
Dia 18-02-17
Colégio Gaia - Passos Manuel (Adiado)
CA Leça 22 - 17 Juventude Lis
Maiastars 24 - 21 CS Madeira
Sir 1.º Maio/CJB 28 - 17 Académico FC
Juventude Mar 18 - 29 Alavarium 13/24 = 6-15 SD
Santa Joana 11 - 33 Madeira SAD

Neste fim-de-semana, tivemos várias equipas que realizaram jornada dupla, pois além das equipas insulares e das suas adversárias, também o SIR 1.º Maio/CJB, realizou jornada dupla, apenas o Colégio Gaia não o fez devido ao adiamento jogo com o Passos Manuel. Nesta jornada a 18.ª (7.ª da 2.ª volta), e nos jogos em atraso da 17.ª Jornada, apenas num encontro foi retificado o resultado verificado na 1.ª volta. E saúde-se o facto de não existirem ocorrências disciplinares registadas. Nos 8 jogos disputados apenas 2 tiveram resultados rectificados em relação ao ocorrido nas jornadas homólogas da 1.ª volta.

Começamos por um dos jogos, que maior expectativa poderiam criar neste fim-de-semana, o Colégio Gaia / SIR 1.º Maio/CJB, que terminou com a difícil vitória da equipa da Marinha Grande, sendo um dos resultados que sofreu alteração em relação ao ocorrido na 1.ª volta. Foi um jogo de forte equilíbrio, embora o SIR 1.º Maio/CJB, terminasse já na frente do marcador o primeiro tempo por 13-11, no segundo tempo assistiu-se a uma excelente reacção da equipa do Colégio Gaia, que no entanto não foi suficiente para dar a volta ao marcador. Vanessa Silva com 5 golos foi a melhor marcadora do Colégio Gaia, enquanto por seu lado Lorena Delgado com 8 golos, e Adriana Lage com 5 golos, foram as melhores marcadoras do SIR 1.º Maio/CJB. Na véspera a equipa da Marinha Grande defrontou o Académico FC, num jogo de total domínio da equipa visitada, que no final dos primeiros 30 minutos já vencia por 14-8, continuando a exercer um total domínio sobre a equipa do Lima, terminando como clara vencedora deste encontro, que teve em Neuza Valente e em Adriana Lage, ambas com 7 golos as melhores marcadoras do SIR 1.º Maio/CJB, por seu lado, as melhores marcadoras do Académico FC, não passaram dos 3 golos (Sofia Freitas, Ana Abreu, Sónia Ribeiro, e Josefina Rodrigues). Com estes resultados a equipa da Marinha Grande a 4 jornadas do fim desta fase confirma a sua presença no Play-OFF, tal como a equipa do Colégio Gaia esta a 5 jornadas do fim da Fase. Por sua vez o Académico FC, será uma das equipas presentes no chamado Grupo B.

Com a deslocação das equipas da Madeira ao Continente, realizaram, mais uma jornada dupla, e o CS Madeira, num dos jogos mais interessantes dos disputados, deslocou-se à Maia, para defrontar o Maiastars, e voltou a perder num dos jogos mais disputados da jornada, onde a equipa maiata, tudo fez para confirmar a sua vitória, que acima de tudo lhe permitiu garantir um lugar no Play-OFF, sendo (na nossa opinião), uma das agradáveis surpresas deste campeonato. Neste confronto ao intervalo vencia a equipa do CS Madeira por 13-10, o que diz bem das dificuldades sentidas pela equipa maiata, mas no segundo tempo, a sua reação juntamente com o excelente comportamento da equipa madeirense, que proporcionaram um espetáculo de qualidade, deram a volta ao marcador. Diana Oliveira com 7 golos, juntamente com Mariana Azevedo e Debora Moreno com 5 golos cada, foram as melhores marcadoras do Maiastars, com Sara Gonçalves a marcar 6 golos, e Cláudia Vieira, juntamente com Jéssica Gouveia a marcarem 5 golos cada a serem as melhores marcadoras do CS Madeira. No dia seguinte a equipa madeirense deslocou-se a São Pedro Fins, para defrontar o Santa Joana, em jogo relativo à 17.ª jornada, e venceu novamente confirmando o resultado ocorrido na 1.ª volta, agora por sinal com maior clareza, chegando ao intervalo com o resultado praticamente feito, quando já vencia por 16-10, no segundo tempo limitou-se a gerir o esforço e o jogo, apesar da réplica oferecida pelo Santa Joana. Ana Ferreira com 6 golos e Renata Pereira com 5 golos foram as melhores marcadoras do Santa Joana, A experiente Sara Gonçalves com 8 golos, e Cláudia Vieira com 6 golos, foram as melhores marcadoras do CS Madeira. Com estes resultados, o CS Madeira ainda não confirmou a sua presença no Play-OFF, face aos jogos em atraso do Passos Manuel, enquanto o Santa Joana, irá disputar o Grupo B, pois em caso de igualdade pontual com o CA Leça (ainda possível), estará em desvantagem no sistema de desempates.

O Madeira SAD, única equipa sem derrotas, na prova até ao momento, também realizou jornada dupla, onde confirmou os resultados obtidas na 1.ª volta. O primeiro jogo, foi disputado com a equipa do Santa Joana, e que foi de total domínio do Madeira SAD apesar do bom inicio do Santa Joana que chegou a comandar o marcador nos minutos iniciais (3-2), para a equipa insular rapidamente assumir o comando do marcador e ir dilatando a sua margem chegando ao intervalo já a vencer por 17-6, o que reflete completamente a sua superioridade. No segundo período do jogo tivemos uma repetição do primeiro, com total domínio da equipa insular que terminou com o resultado mais dilatado dos jogos que se realizaram. A melhor marcadora da equipa maiata, não passou dos 4 golos e foi Ana Ferreira, a experiente Renata Tavares com 8 golos, e Erica Tavares com 7 golos foram as melhores marcadoras da equipa do Madeira SAD. No segundo jogo que a equipa madeirense disputou, as facilidades já não foram tantas e teve se empregar a “fundo”, para levar de vencida a boa equipa do Maiastars, num jogo de grande equilíbrio até aos 20 minutos, quando o resultado era favorável ao Madeira SAD por 10-9, mas um parcial de 5-0 em 7 minutos colocou a equipa madeirense na frente do marcado por 15-9, para o intervalo chegar com o resultado de 16-10, a favor das madeirenses. No segundo tempo, total equilíbrio no marcador e no jogo praticado com especial saliência para a guarda-redes do Madeira SAD, a russa Valeriia Gorelova, que fez a grande diferença. Com o Madeira SAD a vencer pela diferença já existente ao intervalo, e mantendo o 1.º lugar sem derrotas, até ao momento. Diana Oliveira com 8 golos, e Debora Moreno com 7 golos, foram as melhores marcadoras da equipa do Maiastars, Renata Tavares com 7 golos e Erica Tavares com 6 golos, foram as melhores marcadoras do Madeira SAD.

Em Leça da Palmeira disputou-se o CA Leça / Juventude Lis, que foi um dos encontros de entre os realizados neste fim-de-semana, que teve o resultado retificado em relação ao ocorrido na 1.ª volta. Num encontro que se previa equilibrado, mas onde o fator casa poderia ser preponderante como se veio a verificar, a equipa do CA Leça chegou ao intervalo já a vencer por 12-8, o que lhe permitiu encara o segundo tempo com mais confiança, e permitiu uma gestão do resultado apesar da excelente réplica dada pela equipa leiriense. Daniela Mendes com 7 golos e Cristiana Morgado com 6 golos foram as melhores marcadoras do CA Leça, por sua vez a melhor marcadora da Juventude Lis não foi além dos 4 golos (Maria Brites).

Terminamos a crónica com o Juventude Mar / Alavarium, que foi um jogo sem grande história, tal a superioridade evidenciada pela equipa aveirense que ao intervalo já vencia por 15-6, apesar da digna réplica dada pela equipa local, no segundo tempo, a história repetiu-se, terminando com a vitória do Alavarium, que está confirmado no Play-OFF, enquanto a equipa da Juventude Mar, irá disputar o Grupo B. Joana Ascensão com 6 golos foi a melhor marcadora da Juventude Mar, enquanto Mónica Sores com 11 golos, juntamente com Rebeca Freitas e Soraia Fernandes ambas com 5 golos cada, foram as melhores marcadoras do Alavarium.

Classificação após estes jogos: - 1.º Madeira SAD (52 pontos), 2.º Alavarium (43 pontos), 3.º Colégio Gaia (42 pontos, -1 jogo), 4.º SIR 1.º Maio/CJB, e Maiastars (40 pontos), 6.º CS Madeira (37 pontos), 7.º Juventude Lis (35 pontos), 8.º CA Leça (34 pontos, -1 jogo), 9.º Santa Joana (27 pontos), 10.º Passos Manuel (26 pontos, -2 jogos), 11.º Académico FC (-1 jogo), e Juventude Mar (-1 jogo) (22 pontos).

O Noticias

Nomeações – EHF – 2016 / 2017 – XXIII

A EHF mais uma vez procedeu a nomeações para algumas das suas provas, tendo sido atribuído a Portugal, a seguinte nomeação, congratulamos-nos por o portal da Federação já ter publicado a notícia.

Delegado
Manuel Conceição – Foi nomeado para o encontro da 2.ª Mão dos 1 /4 Final da Challenge CUP, que se disputa entre o HC Lokomotiva Zagreb (Croácia) e o Rocasa Gran Canaria ACE (Espanha), em Espanha no dia 12-03-17.

Ao nomeado desejamos as maiores felicidades no desempenho das suas funções.

O Regras

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 18 – 2016 / 2017 – II

Ligeira crónica relativa à PO02, dedicada á 15.ª jornada desta Fase da Prova, e que corresponde á 6.ª Jornada da 1.ª Volta.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Zona 1
13.ª Jornada
Dia 22-02-17
S.P. Oleiros - Xico Andebol (21H30)
15.ª Jornada
Dia 18-02-17
GC Santo Tirso 28 - 20 Boavista FC
Marítimo 28 - 28 FC Porto B
SP. Oleiros 25 - 28 Gondomar Cultural
FC Gaia 24 - 27 Xico Andebol
Dia 26-02-17
Modicus - CCR Fermentões A (15H30)
16.ª Jornada
Dia 12-02-17
Boavista FC 27 - 27 Marítimo Antecipado

Nesta Zona disputada de forma incompleta, pois contou com um jogo adiado (última hora), ficando assim dois com jogos em atraso quando faltam apenas três (3) jornadas para o términus desta Fase. A Jornada mesmo incompleta, ficou marcada pela retificação de três jogos em relação á jornada homóloga da 1.ª volta, e teve um único encontro com registo disciplinar. Continua a ser uma zona onde os lugares que dão acesso à Fase Final Grupo A, continuam em discussão pelo menos em termos matemáticos os 7 primeiros classificados. A surpresa da jornada, não está na vitória do Xico Andebol em Gaia diante o FC Gaia, mas sim na terceira derrota consecutiva que esta equipa sofre, podendo comprometer fortemente as suas aspirações a um possível apuramento, o Xico Andebol construiu praticamente o resultado nos primeiros 30 minutos quando chegou ao intervalo a vencer por 14-8, depois foi gerir, e terminar como vencedor, afirmando-se como um dos grande favoritos ao apuramento para o Grupo A, sendo que nos jogos disputados foi a única equipa a confirmar o resultado da 1.ª volta. O Gondomar Cultural proporcionou (na nossa opinião), a surpresa da jornada ao obter a sua segunda vitória na sempre difícil deslocação a Oleiros, para defrontar a equipa local, num jogo equilibrado, e onde já vencia ao intervalo por 14-13. O Marítimo que é uma das equipas que ainda pode ter legitimas aspirações a um dos lugares de apuramento, embora tenha mais um jogo disputado, cedeu uma igualdade em casa, diante o FC Porto B, sendo uma das equipas que retificou o resultado da 1.ª volta, mas apenas cedendo no segundo tempo, pois chegou ao intervalo a vencer por 15-12. No único jogo onde se registaram ocorrências disciplinares, O GC Santo Tirso, venceu o Boavista FC, sendo igualmente uma das equipas que retificou o resultado obtido na 1.ª volta, já vencia ao intervalo por 13-9, mantendo o mesmo ritmo no segundo tempo e terminando com um dos resultados mais dilatados da jornada. Com esta vitória a equipa manteve-se na discussão pelos lugares de apuramento para a Fase Final do Grupo A.

Classificação até ao momento – 1.º Xico Andebol (36 pontos, -1 jogo), 2.º FC Porto B, FC Gaia, e Marítimo (+1 jogo) (35 pontos), 5.º GC Santo Tirso (34 pontos), 6.º CCR Fermentões A (30 pontos, -1 jogo), 7.º SP. Oleiros (29 pontos, - 1 jogo), 8.º Boavista FC (26 pontos, +1 jogo), 9.º Gondomar Cultural (20 pontos), 10.º Modicus (16 pontos, -1 jogo).

Zona 2
15.ª Jornada
Dia 18-02-17
ADC Benavente 16 - 31 São Bernardo
AD Sanjoanense 32 - 19 Juventude Lis
AD Albicastrense 35 - 27 Beira Mar
CD Marienses 25 - 26 AC Sismaria
Estarreja AC 27 - 32 ACD Monte

Zona, onde está tudo igual ao verificado na jornada anterior com apenas 3 equipas a discutirem o apuramento (AD Sanjoanense, AD Albicastrense e São Bernardo), a 3 jornadas do fim, em especial o AD Albicastrense e o São Bernardo, com a decisão a ser muito provavelmente decidida na última jornada no jogo a disputar em São Bernardo entre eles. Jornada caracterizada ainda por ter sido toda disputada, e onde três (3) dos resultados, foram rectificados em relação ao verificado na 1.ª volta, e onde não se verificou qualquer encontro com ocorrências disciplinares registadas. Nesta jornada a equipa do Estarreja AC, voltou a perder desta vez diante o ACD Monte, demonstrando ser uma equipa em total desconcentração após a derrota sofrida na jornada anterior e que lhe retirou qualquer possibilidade de discutir o apuramento, foi um encontro onde o ACD Monte já vencia ao intervalo por 18-14, como equipa visitante, para posteriormente o jogo ter mais equilíbrio no segundo período. Com este resultado a equipa ultrapassou o Juventude Lis na tabela classificativa, que foi ao Municipal de Travessas, defrontar o grande favorito da zona, e perdeu, por números significativos, sendo até um dos resultados mais desnivelados da jornada, com a equipa da AD Sanjoanense a chegar ao intervalo já na frente do marcador por 20-9, resultado plenamente demonstrativo da sua superioridade. Outro dos candidatos á discussão dos lugares de apuramento o São Bernardo deslocou-se a Benavente para defrontar o ADC Benavente, e vencer de forma clara, rectificando o resultado, ocorrido na 1.ª volta e que tinha sido uma igualdade, ao intervalo também já vencia por 16-10, terminando igualmente com um dos resultados mais dilatados da jornada. Em Castelo Branco a equipa do Albicastrense, não se deixou surpreender pelos aveirenses do Beira Mar, e confirmou a o resultado da 1.ª volta ao voltar a vencer, e mantendo desta forma intactas as suas esperanças no possível apuramento para a Fase Final Grupo A, com o resultado ao intervalo a ser-lhe já favorável por uns claros 16-7. Terminamos talvez com o resultado surpresa da jornada, ou seja a vitória do AC Sismaria nos Açores, pela diferença mínima diante o CD Marienses, rectificando o resultado da 1.ª volta que curiosamente tinha terminado com a vitória dos insulares igualmente pela diferença mínima. A prova do equilíbrio verificado neste encontro, está no resultado ao intervalo que se situava numa igualdade a 12 golos. A equipa de Gândara, parece ter acordado para a competição nas últimas jornadas.

Classificação até ao momento – 1.º AD Sanjoanense (43 pontos), 2.º AD Albicastrense, e São Bernardo (41 pontos), 4.º Estarreja AC (27 pontos), 5.º CD Marienses, e ADC Benavente (26 pontos), 7.º ACD Monte (25 pontos), 8.º AC Sismaria, e Juventude Lis (24 pontos, 10.º Beira Mar (23 pontos).

Zona 3
15.ª Jornada
Dia 18-02-17
Alto Moinho 30 - 18 CCP Serpa
1.º Dezembro 17 - 21 Vela Tavira
Zona Azul 21 - 24 Benfica B
CDE Camões 33 - 20 Almada AC
Vitória FC 37 - 25 IFC Torrense

Nova jornada nesta zona que foi completamente disputada, conforme se verificou na Zona 2, e onde apenas um resultado foi retificado em relação ao ocorrido na 1.ª volta da prova, na Jornada homóloga. Em pelo menos um dos encontros verificaram-se ocorrência disciplinares. Continua a verificar-se que em termos matemáticos existem ainda cinco (5) equipas (Vitória FC, Zona Azul, CDE Camões, Alto Moinho, e Vela Tavira) que podem aspirar ao possível apuramento para Fase Final Grupo A, onde ainda nada está definido, pois a equipa que comanda a zona, em termos regulamentares não pode ser apurada para a fase já referida. O CDE Camões recupera pontos perdidos obtendo um dos resultados mais dilatado da jornada, diante o Almada AC, equipa que conforme já referimos se esperava mais, em termos competitivos. Num jogo que ao intervalo já vencia por 18-13. O Vela Tavira, na sua deslocação a Queijas, venceu o 1.º Dezembro num jogo de algum equilíbrio, encontrando-se ao intervalo já na frente do marcador por 11-6, com esta vitória os algarvios ainda se mantêm na corrida a um dos lugares de apuramento, pelo menos em termos matemáticos conforme já referimos, pois em caso de igualar o CDE Camões por exemplo será tudo decidido na 17.ª jornada no encontro entre ambos. O Vitória FC, venceu de forma clara e convincente o IFC Torrense, num encontro onde o resultado ao intervalo de 18-10, a favor dos setubalenses, já anunciava a clara vitória da equipa visitante e que se apresenta como uma das mais favoritas ao apuramento para a Fase Final Grupo A. No Alto Moinho, a equipa local recebeu o CCP Serpa (encontro com ocorrências disciplinares), e venceu igualmente de forma clara um CCP Serpa, que têm realizado uma prova aquém do esperado (na nossa opinião), e que o resultado ao intervalo de 11-7 favorável à equipa local, já fazia prever o desfecho final. No único encontro onde foi retificado resultado verificado (igualdade a 26 golos) na 1.ª volta, o Benfica B, foi vencer o Zona Azul, construindo todo o resultado nos primeiros 30 minutos, quando chegou ao intervalo a vencer por 20-8, para depois gerir o resultado e ter de se haver com a excelente reação da equipa alentejana. Com esta derrota a equipa do Zona Azul volta a trocar de posição com o CDE Camões na tabela classificativa.

Classificação até ao momento – 1.º Benfica B (43 pontos), 2.º Vitória FC (40 pontos), 3.º CDE Camões (36 pontos), 4.º Zona Azul (35 pontos), 5.º Alto Moinho (31 pontos), 6.º Vela Tavira (30 pontos), 7.º 1.º Dezembro (26 pontos), 8.º CCP Serpa (23 pontos), 9.º Almada AC (19 pontos), 10.º IFC Torrense (17 pontos).

O Banhadas Andebol

Torneio HandLeça CUP - 2017

JUNIORES C MASCULINOS
NO TORNEIO HANDLEÇA CUP 2017 

A selecção Nacional de Juniores C Masculinos, segundo informa o sitio da Federação, participar no Torneio designado por HandLeça CUP 2017, em Leça da Palmeira, de 25 a 28-02-17.

É mais uma participação que consideramos “desgarrada”, que qualquer objectivo, que se conheça, pois nada é dito acerca do que se pretende com esta participação, que segundo ainda a noticia divulgada engloba um pequeno estágio, pergunta-se:

  • Quais os objetivos desta participação?
  • Como é possível em 3 dias fazer estágio e participar num Torneio?
  • Pretende-se observar jogadores em competição?
  • Pretende-se preparar uma nova geração de atletas?
  • Ou será pura e simplesmente mais uma participação?
  • Ou será que se pretende começar a preparar a seleção para o Scandibérico em Julho na Noruega?
Responda quem souber, pois ao consultar-se o sítio da Federação não se encontra nenhuma definição dos objectivos, nem do seu enquadramento, em qualquer quadro competitivo.

É totalmente desconhecida, até este momento, qual ou quais as equipas participantes neste Torneio, e a sua forma competitiva, bem como qualquer calendário.

Lista de convocados como de costume sem comentários:
O Formador

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – LXIX – EHF CUP Masculina – Actualizada

EHF CUP MASCULINA 

Este fim-de-semana as equipas portuguesas disputaram a 2.ª jornada desta prova Europeias

Atualização

GRUPO B – FC Porto

FC PORTO PERDE COM Frisch Auf Göppingen

O FC Porto, que nesta 2.ª jornada do Grupo B, defrontou no Dragão Caixa, o vencedor em título da prova a equipa alemã do Frisch Auf Göppingen, e voltou a perder após um jogo de grande intensidade e de qualidade, com a equipa portuguesa a perder folego nos 15 minutos finais do encontro, e sofre a sua segunda derrota consecutiva, no grupo. O jogo foi equilibrado até cerca dos 17 minutos quando FC Porto, assumiu o comando do marcador, e adquiriu uma vantagem de 3 golos, quando estavam decorridos cerca de 21 minutos (12-9), mas a equipa alemã que possuiu um ritmo de jogo e uma estrutura competitiva, bem diferente da equipa portuguesa, que teve em Hugo Laurentino um dos seus expoentes máximos, o intervalo chegou com o FC Porto a vencer por 14-13, acrescentar que só neste período o FC Porto cometeu 7 faltas técnicas, contra 1 uma praticada pelo Goppingen. No segundo tempo, mais uma vez um encontro equilibrado com o FC Porto a comandar até cerca dos 38 minutos (19-18), permitindo que a equipa alemã passasse para a frente do marcador em definitivo cerca dos 45 minutos (22-21), e a partir deste momento, a equipa alemã com um guarda-redes de “primeira água”, como é o internacional esloveno Primoz Prost, ecom um ponta esquerdo de seu nome Schiller (8 golos e 80% de eficácia), e um Lateral esquerdo como Daniel Fontaine (8 golos e 80% de eficácia), nada havia a fazer apesar da excelente exibição de Alexis Borges (6 golos, e100% de eficácia), e de Nikola Splelic, apesar de apresentar na nossa opinião algum deficit físico com os seus 5 golos e 56% de eficácia, não foram suficientes para os erros cometidos no segundo tempo pela equipa portuguesa, que até tentou uma defesa aberta que tão bom resultado tinha dado no jogo com o Sporting, mas que aqui, não produziu o mesmo efeito. Uma nota da nossa parte que não entendemos a substituição de Hugo Laurentino por Alfredo Quintana, que apesar de todo o valor que lhe reconhecido esteve longe do que se poderia esperar. Dirigiu o encontro uma dupla islandesa constituída por Arnar Sigurjonsson e Svavar Petursson, que teve um critério disciplinar a que não estamos habituados, e por isso criticamos e perdemos quase sempre por culpa dos árbitros, mas na nossa opinião tanto no jogo passivo, como na falta do atacante estiveram equilibrados já quanto ás exclusões nada temos a dizer pelo que consideramos a sua prestação normal, para um encontro com esta intensidade.

Resultados
1.ª Jornada
Dia 11-02-16
HC Midtjylland 29 – 26 FC Porto
2.ªJornada
Dia 19-02-16

FC Porto 27 – 31 Frisch Auf Göppingrn

Calendário
3.ª Jornada
Dia 04-03-16
FC Porto – BM Granollers (15H00)
4.ª Jornada
Dia 12-03-16
BM Granollers – FC Porto (19H00)
5.ª Jornada
Dia 25-03-16
FC Porto - HC Midtjylland (18H00)
6.ª Jornada
Dia 01-04-16

Frisch Auf Göppingrn – FC Porto (19H30)

GRUPO D – Benfica

BENFICA VENCE Helvetia Anaitasuna

O Benfica neste seu segundo encontro nesta fase de Grupos defrontou no seu pavilhão a equipa espanhola do Helvetia Anaitasuna, que se apresentou em especial, entre outros, com o português Filipe Mota e com o guarda-redes sueco, Henrik Nordlander e ainda o internacional brasileiro Oswaldo dos Santos, e foi acompanhado por falange de apoio que esteve em evidência até cerca da dos 14 minutos de jogo, momento em que sua equipa parou “teve uma Branca” , e permitiu que o Benfica fizesse um parcial de 10-0, chegando aos 17-7, com uma extraordinária exibição do seu guarda-redes Hugo Figueira (na nossa opinião o melhor jogador do encontro). E com o Benfica surpreendendo a equipa espanhola chega ao intervalo a vencer por 19-9. Incompreensível o erro cometido pelos Oficiais de equipa do Benfica, ao mandar entra um atleta quando existia uma suspensão em cumprimento, dando origem a que terminassem com apenas 4 jogadores de campo). O Intervalo fez bem á equipa espanhola, que aproveitando a sua superioridade numérica, faz um parcial de 2-0, e alterando o seu sistema defensivo, defendendo com mais agressividade e mais aberto, criou grandes problemas ao ataque do Benfica neste período que nunca se entendeu muito bem com este novo sistema, e embora nunca perdesse o comando do marcador, permitiu que a equipa adversária diminuísse por diversas vezes o diferencial para apenas 4 golos (23-19, 26.22, como exemplos). Belone como de costume foi o seu melhor marcador com 7 golos e 88% de eficácia), e tendo 12 jogadores a marcarem golos, uma palavra ainda para Alvaro Fernandez com 5 golos e (71% de eficácia), e para O português Filipe Mota com o mesmo número de golos e a mesma eficácia). Dirigiu o encontro a dupla austríaca constituída por Radojko Brkic e Andrei Jusufhodzic, que num jogo sem grandes problemas por vezes complicaram em especial no jogo passivo.

Resultados
1.ª Jornada
MT Melsungen 32 – 22 Benfica
2.ªJornada
Dia 18-02-16
Benfica 33 – 28 Helvetia Anaitasuna

Calendário
3.ª Jornada
Dia 04-03-16
Cocks – Benfica (15H00)
4.ª Jornada
Dia 11-03-16
Benfica – Cocks (16H00)
5.ª Jornada
Dia 25-03-16
Benfica - MT Melsungen (16H00)
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Helvetia Anaitasuna – Benfica (20H00)

Horas Locais

O Banhadas Andebol

Competições Europeias 2016 / 2017 – LVIII – Challenge CUP Masculina – Actualizada

O Sporting iniciou a sua participação nesta eliminatória, com o jogo da 1.ª Mão da 4.ª Eliminatória disputado hoje (18-02-17) em Pavilhão do Ginásio Sul.

CHALLENGE CUP MASCULINA 
Atualização

SPORTING VENCE HC PELISTER BITOLA (MACEDÓNIA)
(2.ª MÃO)
E
VENCE A ELIMINATÓRIA 


Com a eliminatória praticamente decidida, o Sporting, entrou nesta 2.ª Mão com excesso de confiança, ao mesmo tempo a postura do HC Pelister Bitola (Macedónia), foi muito mais assertiva, de tal forma que o resultado ao intervalo se situava apenas na diferença mínima (15-14) a favor da equipa portuguesa, Cabe aqui dizer que não existiu transmissão nenhuma e foi um “engano” puro, para quem estava á espera de ver o jogo ou via Andebol TV ou através do Canal Sporting, parece-nos que estamos a presenciar um autêntico amadorismos, e sobre este tema nada mais dizemos, pois os comentários devem dirigir-se unicamente para o andebol e é isso que faremos. E embora a eliminatória nunca estivesse em causa, a dignidade de uma equipa nunca deve ser posta em causa seja qual for o adversário, e neste aspeto temos de dar o devido mérito aos homens da macedónia. Com o intervalo a fazer bem à equipa portuguesa, que voltou a evidenciar sinais de concentração, e um regresso em pleno a todas as sua faculdades, que coincidiram com nítido abaixamento de ritmo da equipa da macedónia, e construiu um resultado final que reflete claramente a diferença existente entre as duas equipas. Janko Bozovic com 7 golos, e Pedro Portela com 6 golos foram os principais marcadores dos 11 atletas do Sporting que concretizaram golos. Por sua vez os melhores marcadores do HC Pelister Bitola, foram Bojan Madzovski e Pavle Pavlovic, ambos com 4 golos.

SPORTING VENCE HC PELISTER BITOLA (MACEDÓNIA)
(1.ª MÃO)

O Sporting que mais uma vez disputa os jogos das duas mãos em Portugal, desta vez no Pavilhão do Ginásio Sul, onde tem como adversário nesta eliminatória o HC Pelister Bitola (Macedónia), equipa que aparentemente seria bem mais difícil que na eliminatória anterior (mas corremos o risco de nos enganar), e oriunda de um País onde comanda a sua principal prova do Calendário. Disputou hoje o encontro relativo á 1.ª Mão, com um pavilhão que se encontrava relativamente bem composto, apesar de se esperar mais publico. O Sporting, que se apresentou a defender bem, e a contra atacar a preceito, perante uma equipa onde apenas o seu guarda-redes Kire Litrevski, demonstrava alguma qualidade assim como, o seu jogador montenegrino Risto Jujacic (4 golos, e melhor marcador da equipa), no Sporting, que rapidamente chega aos 7-1, Frankis Carol (6 golos), continua a ser um dos seus principais elementos, e verifica-se uma enorme rotação dos jogadores (12 jogadores a concretizarem golos), apresentou desta vez na baliza Asanin, que esteve muito acima da média. O jogo acabou por se tornar um “passeio”, e intervalo chegou com a equipa portuguesa a vencer por 16-7. No segundo tempo, existiu, uma maior falta de concentração da equipa do Sporting, quer a defender quer no contra ataque onde falhou demasiadas vezes em situações de 1X1, após um Time-OUT solicitado pelo técnico do Sporting cerca dos 14 minutos de jogo verificou-se uma melhoria na defensiva, e um maior acerto no contra-ataque, apesar de na nossa opinião Carlos Carneiro (1 golo) por vezes complicou a quilo que parecia fácil, uma palavra para o jogo exterior de Bozovic (4 golos), e para o trabalho nos 6 metros de Zabic (2 golos). Nunca esquecendo os jovens Edmilson Araújo (2 golos) e Francisco Tavares (3 golos), com os homens do costume Pedro Portela e Pedro solha a serem uns dos melhores marcadores da equipa com 4 golos cada. No entanto o jogo da 2.ª Mão não será certamente igual ao primeiro e as facilidades concedidas não certamente tantas. Jogo dirigido pela dupla da Estónia constituída por Martin Lllepea e Marion Kull, que demonstrou uma boa coordenação e um critério uniforma na sua forma de atuar, sendo na maioria dos casos sempre equilibrada nas suas decisões fossem elas boas ou más.

Resultados
1.ª Mão
Dia 18-02-17
HC Pelister Bitola (Macedónia) 18 – 32 Sporting

Calendário
2.ª Mão
Dia 19-02-17
Sporting 34 - 26 HC Pelister Bitola (Macedónia)


O Sorteio dos 1/4 Final realiza-se no próximo dia 28-02-17

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 42 – 2016 / 2017 – I

Crónica de fim-de-semana da PO01, dedicada aos encontros que se disputaram este fim-de-semana relativos à jornada 23.ª Jornada, que fica incompleta devido à participação das equipas portuguesas nas Competições Europeias.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

16.ª Jornada
Dia 08-03-17
ABC - SC Horta (21H00)
23.ª Jornada
Dia 14-02-17
Belenenses 24 – 36 Sporting (Antecipado)
Dia 18-02-17
SC Horta 25 – 28 Águas Santas
AA Avanca 26 – 28 Boa Hora
Madeira SAD 38 – 20 Arsenal
Ismai 27 – 30 ABC (20H00)
Dia 21-02-17
FC Porto - São Mamede (20H30) Canal Porto / Andebol TV
Dia 22-02-17
Benfica - AC Fafe (19H15) Benfica TV / Andebol TV

Conforme informamos no texto de apresentação desta crónica, apenas nos iremos referir aos 4 jogos disputados, no fim-de-semana, relativos á 23.ª Jornada (10.º da 1.ª Volta) desta 1.ª Fase da Prova. Continuando ainda em atraso o jogo relativo à 16.ª Jornada da prova. Todos os jogos confirmaram os resultados da 1.ª volta, e foram disputado sem qualquer ocorrência disciplinar. Nestes encontros também foi afastado o afastamento do Ismai da discussão dos 6 primeiros lugares da Classificação. A discussão resume-se aos lugares do 5.º ao 7.º lugar, sendo matematicamente possível a equipa da AA Avanc, ainda se classificar apesar da derrota que hoje sogreu.

Equipas que já se encontram apuradas para o Grupo A na 2.ª Fase da Prova:
FC Porto, Sporting, Benfica. ABC.

Equipas que já se encontram apuradas para o Grupo B na 2.ª Fase da Prova:
São Mamede, SC Horta, Arsenal, AC Fafe, Belenenses, Boa Hora e Ismai.

Num dos jogos com maior interesse da jornada disputado no Pavilhão Adelino Costa, o AA Avanca / Boa Hora, era um encontro, que tinha uma influência direta na discussão do 6.º lugar nesta Fase, e portante dar uma garantia a equipa visitada de que ainda poderia discutir esse lugar (como ainda pode, embora seja cada vez mais difícil), mas surpreendentemente a equipa do Boa Hora, terminou como vencedora do encontro, confirmando o resultado da primeira volta, num jogo em que comandou o marcador e o jogo durante os 60 minutos de tal forma que chegou ao fim do primeiro período de jogo na frente do marcador por 16-9, ou seja com um diferencial de 7 golos, que certamente não estaria nas previsões da maior parte dos adeptos da modalidade (nós incluídos), chegando a ter 8 golos de vantagem no último minutos do primeiro tempo. No segundo tempo, a equipa do Boa Hora, teve de aguentar a excelente reação da equipa da AA Avanca, que tudo fez para minimizar os prejuízos, e foi mesmo só isso que conseguiu ao recuperar, para terminar com a penas um diferencial de 2 golos em seu desfavor. Tudo isto se passou apesar da diferença de eficácia dos guarda-redes das equipas com Luis Silva a ter 41% de eficácia, enquanto Henrique Carlota chegou aos 31%. Pedro Valdez com 8 golos (67% de eficácia), foi o melhor marcador da equipa da AA Avanca, enquanto Rui Barreto (67% de eficácia), e João Ferreira (46% de eficácia), ambos com 6 golos, foram os melhores marcadores do Boa Hora.

No Funchal, realizou-se o Madeira SAD / Arsenal, jogo que também poderia vir a ter influência na atribuição da classificação, em especial entre o 5 e 6.º lugar, lugares que dão acesso ao chamado Grupo A na segunda Fase do Campeonato. Foi mais um encontro de sentido único com a equipa madeirense a comandar o marcador durante os 60 minutos, e fazer valer a sua natural superioridade e a sua vontade em assegurar um lugar nos 6 primeiros da classificação final desta Fase. No entanto apesar de ter comandado o marcador quase todo o tempo, em termos de jogo este esteve bastante equilibrado até aos 15 minutos, em que o diferencial era favorável ao Madeira SAD por apenas 1 golo, mas a partir daqui começou a acentuar-se o diferencial, para o intervalo ser atingido já com o marcador em 18-12 a favor do Madeira SAD. No segundo tempo o diferencial manteve-se em progressão até os 40 minutos quando se situou em 8 golos, para se entrar num período de estabilização, chegando no entanto aos 9 golos aos 58 minutos de jogo (37-28). Luís Carvalho na baliza do Madeira SAD esteve irrepreensível com 43% de eficácia contra os 21% de Ricardo Castro na baliza do Arsenal. Fábio Magalhães com 11 golos (79% de eficácia), foi o principal marcador dos madeirenses, que tiveram 10 marcadores diferentes, seguido de Nélson Pina com 6 golos (46% de eficácia), No Arsenal, Manuel Sousa com 7 golos (58% de eficácia), e Oleksandr Nekrushets com 6 golos (50% de eficácia), foram os melhores marcadores do Arsenal.

No Municipal da Maia, tivemos o Ismai / ABC, que foi mais um encontro onde foi confirmado o resultado ocorrido na 1.ª volta. Com esta vitória o ABC, quase que garantiu o 4.º lugar na classificação final nesta Fase, e garantiu seguramente o Apuramento para o Grupo A. Foi um jogo disputado com grande equilíbrio, e até alternâncias no marcador, mas com o ABC a comandar por mais tempo, o encontro, chegando ao intervalo a vencer por 14-12, apesar de ainda nos primeiros 30 minutos ter estado na frente do marcador com uma vantagem de 4 golos aos 20 minutos quando vencia por 11-7. NO segundo período de jogo, o Ismai recupera e volta a equilibrar o encontro com o marcador aos 46 minutos a situar-se numa igualdade a 23 golos, para então o ABC passar em definitivo para a frente do marcador e terminar com a ventagem de 3 golos, que apenas foi confirmada nos últimos 5 minutos de jogo. Encontro onde os homens nas balizas estiveram em grande plano Manuel Borges pelo Ismai com 43% de eficácia, e o experiente Humberto Gomes na baliza do ABC com 40% de eficácia. António Ventura com 6 golos (60% de eficácia), e Angel Zulueta com 5 golos (71% de eficácia foram os melhores marcadores do Ismai. NO ABC, Pedro Seabra Marques confirma o excelente momento de forma que atravessa, pois com 6 golos (60% de eficácia), juntamente com o jovem André Gomes com igual número de golos, mas apenas com 55% de eficácia foram os melhores marcadores do ABC.

Na Horta em mais um jogo (SC Horta / Águas Santas) com influência direta na atribuição dos últimos lugares para o grupo A da segunda Fase desta prova, tivemos mais um encontro onde foi confirmado resultado ocorrido na 1.ª volta, com a equipa maiata a terminar esta sua maratona de jogos, com um saldo francamente positivo (na nossa opinião). Encontro onde apenas se verificou equilíbrio até aos 7 minutos de jogo quando o resultado apresentava uma igualdade a 4 golos, pois a partir desse momento o Águas Santas assume o comando do jogo e do marcador para chegar ao intervalo já a vencer por 18-15, no segundo tempo chegou por diversas vezes a ter uma vantagem com um diferencial de 6 golos, como por exemplo aos 50 minutos através de um golos do jovem Luís Frade que colocou o resultado em 28-22, a favor da equipa maiata, que jogou os minutos finais do encontro em controlo da equipa adversária. Desta vez não foi António Campos o seu “abono de família”, mas sim o jovem Pedro Pacheco com 33% de eficácia na baliza do Águas Santas, no SC Horta que têm cada vez vida mais difícil, Hugo Freitas com 7 golos (58% de eficácia), e Noelvis Reve com 6 golos (86% de eficácia, foram os melhores marcadores do SC Horta. Pedro Cruz com 7 golos (70% de eficácia), e André Rei com 6 golos (86% de eficácia), foram os melhores marcadores da equipa maiata. Uma nota final a ausência de Rui Santos no comando técnico do SC Horta neste jogo.

A Classificação está assim ordenada: - 1.º FC Porto (66 pontos, -1 jogo), 2.º Sporting (63 Pontos), 3.º Benfica (56 pontos, -1 jogo), 4.º ABC (55 pontos, - 1 jogos), 5.º Águas Santas, e Madeira SAD (50 Pontos), 7.º AA Avanca (46 pontos), 8.º Ismai (43 pontos), 9.º Boa Hora (39 pontos), 10.º Belenenses (38 pontos), 11.º AC Fafe (37 pontos, -1 jogo), 12.º Arsenal (35 pontos), 13.º SC Horta (31 pontos, -1 jogos), 14.º São Mamede (25 pontos, -1 jogo). 

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Andebol de Praia – Jogos Olímpicos da Juventude - 2018

JOGOS OLÍMPICOS DA JUVENTUDE
2018

De 1 a 12 de Outubro de 2018, realiza-se a 3.ª Edição dos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires (Argentina), e pela 1.ª vez o Andebol de Praia faz parte do programa dos Jogos.

Desta forma a IHF organiza os 1.º’s Mundiais, tanto em Masculinos como em Femininos, no escalão de Sub-17, com o objetivo primário de determinar as equipas presentes nos Jogos Olímpicos de Buenos Aires 2018.

O Andebol nos Jogos Olímpicos da Juventude, serão disputados por 10 equipas de cada género, constituídas por 9 jogadores cada equipa, só podendo participar atletas nascidos entre 1 de Janeiro de 2000 e 31 de Dezembro de 2002

Um País que se classifique em mais de uma modalidade colectiva, terá de optar, pois apenas poderá participar numa (excepção para o País Organizador)

Apenas haverá 9 lugares disponíveis em cada género, pois a Argentina, já encontra apurada automaticamente.

Os apurados são:

Pan América – Os dois melhores do classificados Pan Americanos no Mundial de Sub-17, (Argentina não conta)
Europa – Os três melhores classificados do Continente Europeu no Mundial de Sub-17.
Ásia – Os dois melhores classificados do Continente Asiático no Mundial de Sub-17.
África - O melhore classificado do Continente Africano no Mundial de Sub-17.
Oceânia – O melhor classificado da Oceânia no Mundial de Sub-17.

Os Campeonatos Mundiais de 2017, de Sub-17 de Andebol de Praia (16 equipas em cada género), conforme já noticiamos realizam-se nas ilhas Maurícias de 11 a 16 de Julho de 2017, onde as equipas da Europa, Ásia, África, Pan América e Oceânia, vão tentar não só a conquista do Titulo Mundial, como o apuramento para os Jogos Olímpicos da Juventude.

Já se encontram qualificadas para o Mundial

Masculinos
Europa – Espanha, Portugal, Itália e Rússia.
Ásia – Maurícias, Tailândia, China Taipé, e Paquistão.
Pan Americanos - 4 equipas a definir de 21 a 25-02-17 em Assunção (Paraguai)
Oceânia – 2 equipas a definir de 2 a 5-05-17 nas Ilhas Cock
África – 2 equipas a definir

Femininos
Europa – Holanda, Espanha, Portugal e Noruega.
Ásia – Maurícias, China, Tailândia, e China Taipé.
Pan Americanos - 4 equipas a definir de 21 a 25-02-17 em Assunção (Paraguai)
Oceânia – 2 equipas a definir de 2 a 5-05-17 nas Ilhas Cock
África – 2 equipas a definir 

O Noticias

Competições Europeias 2016 / 2017 – LXXVII – EHF CUP Masculina

EHF CUP MASCULINA

Este fim-de-semana temos a disputa da 2.ª Jornada da Fase de Grupos da EHF CUP, onde temos duas equipas.
GRUPO B – FC Porto

Resultados
1.ª Jornada
HC Midtjylland 29 – 26 FC Porto

Calendário
2.ªJornada
Dia 19-02-16
FC Porto – Frisch Auf Göppingrn (19H30) Porto Canal/Andebol TV/EHF TV
3.ª Jornada
Dia 04-03-16
FC Porto – BM Granollers (15H00)
4.ª Jornada
Dia 12-03-16
BM Granollers – FC Porto (19H00)
5.ª Jornada
Dia 25-03-16
FC Porto - HC Midtjylland (18H00)
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Frisch Auf Göppingrn – FC Porto (19H30)

GRUPO D – Benfica

Resultados
1.ª Jornada
Dia 11-02-16
MT Melsungen 32 – 22 Benfica

Calendário
2.ªJornada
Dia 18-02-16
Benfica – Helvetia Anaitasuna (17H00) Benfica TV/Andebol TV/EHF TV
3.ª Jornada
Dia 04-03-16
Cocks – Benfica (15H00)
4.ª Jornada
Dia 11-03-16
Benfica – Cocks (16H00)
5.ª Jornada
Dia 25-03-16
Benfica - MT Melsungen (16H00)
6.ª Jornada
Dia 01-04-16
Helvetia Anaitasuna – Benfica (20H00)

Horas Locais

Desejamos a ambas as equipas as maiores felicidades nos seus jogos.

O Banhadas Andebol

Torneio Regional de Selecções - Iniciados Masculinos

LAMEGO
O Noticias

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Competições Europeias 2016 / 2017 – LXXVI – Challenge CUP Masculina

O Sporting vai disputar a 4.ª Eliminatória (1/8 Final) da Challenge CUP Masculina, este fim-de-semana, disputando os respectivos jogos em Portugal no Pavilhão do Ginásio Sul.

CHALLENGE CUP MASCULINA
Calendário
1.ª Mão
Dia 18-02-17
HC Pelister Bitola (Macedónia) - Sporting (18H00)
2.ª Mão
Dia 19-02-17
Sporting - HC Pelister Bitola (Macedónia) (18H00)

Tal como fizemos para as outras equipas, também desejamos as maiores felicidades á equipa Portuguesa

O Noticias

PO05 – 2016 / 2017 – 2.ª Fase - Sorteio

Realizou-se (14-02-17) o sorteio da 2.ª Fase da PO05, prova não fixa, com 4 zonas (as mesmas da última época). “È uma das provas que passando na sua 1.ª Fase para a esfera Associativa proporcionou a estas entidades (nem todas) a organização, de verdadeiros Campeonatos Regionais e Inter-Regionais. Obrigando as Associações a desempenharem o seu verdadeiro papel.” Não nos cansamos de repetir este texto para consciência de que muitas vezes as Associações esquecem a sua verdadeira vocação.

PO05 – Campeonato Nacional de Juniores Masculinos 2.ª Divisão

No entanto esta época, infelizmente e provavelmente não estava nas previsões de muitos, constata-se uma forte diminuição do número de equipas participante. Passando-se de 37 (14/15 equipas na 1.ª Fase) para apenas 27 (cerca de menos 27%) em 15/16, o que é verdadeiramente significativo, e deveria levar a ponderação por quem de direito, pois esta época 16/17, voltou a descer (embora seja insignificante), mas é uma nova descida) para 26 equipas, sendo 1 equipa B.

Nota: Existem sobre esta prova os CO N.º 25 e 24 (onde é indicado a estrutura e formato competitivo), e ainda os CO 31 e 40, relativos a acerto verificados nas zonas.

Zonas na 1.ª Fase e equipas Apuradas (12)

Zona 1 – CP Natação, São Mamede, Gondomar Cultural, FC Gaia, e AC Fafe (10 equipas)
Zona 2 – Alavarium A (3 equipas)
Zona 3 – Cister SA, e GE Ponte Sor (5 equipas)
Zona 4 – Vitória FC, IFC Torrense, CDE Camões e Almada AC (8 equipas)

O número de equipa indicado no final de cada zona, é indicativo do número de participantes na 1.ª Fase.

Uma nota significativa, foi que através dos CO já referidos se verificou, que não existiu qualquer participação de equipas do Algarve, o que se lamenta.

Modelo Competitivo - Não sofreu alteração:

Os clubes apurados da 1ª Fase serão agrupados na 2ª Fase em duas zonas geográficas (TXT a 2 voltas). Os dois primeiros Classificados de cada zona disputam a PO04 na época seguinte. O 1º Classificado de cada zona fica apurado para a Fase Final (TXT a 2 voltas – Desempate de acordo com o Regulamento Geral) onde se apura o Campeão Nacional.

Nota Na prática, este texto significa que haverá uma Final a duas mãos para determinar o Campeão Nacional.

2.ª Fase – 12 equipas – Inicio em 05-03-17 e terminará previsivelmente em 21-05-17

Constituição e Sorteios das Zonas da 2.ª Fase

Zona 1 – São Mamede, AC Fafe, Alavarium “A”, CP Natação, FC Gaia, e Gondomar Cultural.
1.ª Jornada
Zona 2 – Almada AC, CDE Camões, Cister SA, GE Ponte Sôr, IFC Torrense, e Vitória FC.
1.ª Jornada
O Formador