gal vence

Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 10 de dezembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana – 10 – 2016 / 2017 – II – Actualizada

Continuamos com as nossas habituais crónicas, dedicadas á PO02, desta com referência á jornada disputado no dia feriado (08-12-16).

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Resultados
Zona 1
3.ª Jornada
Dia 27-01-17
FC Porto B - CCR Fermentões (21H30)
9.ª Jornada
Dia 08-12-16
Xico Andebol 27 - 26 CCR Fermentões
GC Santo Tirso 40 - 20 Gondomar Cultural
FC Gaia 28 - 31 FC Porto B
Modicus 23 - 31 Marítimo
Dia 09-12-16
SP. Oleiros 25 - 20 Boavista

Jornada disputada no dia feriado, e com alguns jogos de grande equilíbrio, tornando a zona, numa das mais equilibradas desta Fase da prova, de referir que foi mais uma jornada disputada com grande desportivismo, sem qualquer registo de ocorrências disciplinares. Iremos começar pelo Dérbi de Guimarães o Xico Andebol / CCR Fermentões, que foi um jogo de total equilíbrio, com o Xico Andebol já a vencer ao intervalo pela diferença mínima (14.13), diferença que conseguiu manter até final do encontro. Com este resultado, o Xico Andebol, face á conjugação de resultados assume junto com o FC Gaia o comando da Zona, enquanto se deve registar a terceira derrota consecutiva da equipa do CCR Fermentões. O outro encontro que foi decisivo para a classificação da zona, foi o FC Gaia / FC Porto, que foi mais um encontro disputado com grande equilíbrio, e com o FC Porto a vencer no final do primeiro período pela diferença mínima (15/14), para no segundo período do jogo, manter a sua ligeira superioridade e aumentar a vantagem final do encontro que venceu. Com esta derrota a sua segunda o FC Gaia, passa a dividir o comando da zona, conforme já referido com os vimaranenses do Xico Andebol. Tivemos ainda um GC Santo Tirso / Gondomar, que foi um encontro totalmente dominado pela equipa de Santo Tirso, que não sentiu qualquer dificuldade e que já vencia ao intervalo por 20-11, o que é completamente elucidativo da sua superioridade, com este resultado o GC Santo Tirso, isola-se no terceiro lugar da zona. A equipa insular deslocou-se ao continente para disputar o seu jogo com o Modicus, e venceu sem grande dificuldade, com o resultado ao intervalo a ser já um perfeito indicativo do resultado final, com mais esta derrota a equipa do Modicus, continua a ser a única equipa da zona que ainda não regista qualquer vitória.Terminamos esta ligeira crónica sobre esta zona com único jogo adiado para hoje (09-12-16), o SP. Oleiros / Boavista FC, que foi um jogo cujo marcador foi totalmente controlado e dominado pela equipa visitada, que já vencia ao intervalo por 13-10, tendo continuado a aumentar o seu diferencial, no segundo período de jogo. Com este resultado a equipa do Boavista FC, continua registar apenas uma vitória, enquanto o SP. Oleiros, iguala no terceiro lugar o GC Santo Tirso.

Classificação até ao momento – 1.º Xico Andebol, e FC Gaia (23 pontos), 3.º SP. Oleiros, e GC Santo Tirso (20 pontos), 5.º FC Porto 19 pontos, -1 jogo), 6.º CCR Fermentões A (-1 jogo), e Marítimo (18 pontos), 8.º Boavista FC (13 pontos), 9.º Gondomar Cultural (12 pontos), 10.º Modicus (10 pontos). 

Zona 2
1.ª Jornada
Dia 28-01-17
Beira Mar – ACD Monte (21H00)
3.ª Jornada
Dia 07-01-17
CD Marienses - Estarreja AC (20H00)
4.ª Jornada
Dia 07-01-17
ACD Monte - AD Albicastrense (19H00)
9.ª Jornada
Dia 08-12-16
AD Albicastrense 31 - 23 São Bernardo
ACD Monte 28 - 27 AC Sismaria
ADC Benavente 30- 28 Beira Mar
Estarreja AC 25 - 25 Juventude Lis
CD Marienses 35 – 35 AD Sanjoanense

Esta zona, que neste momento é que se encontra com mais jogos em atraso, incluindo a particularidade de esta semana o CT da FAP, ter mandado repetir um jogo da 1.ª jornada, o que provoca imediatamente algumas alterações na classificação final, registando-se neste momento uma equipa com menos 2 jogos. No então devemos registar um factor extremamente positivo nesta jornada, que é a não existência de ocorrências disciplinares nos jogos a que tivemos acesso. Num jogo entre candidatos á discussão pelos lugares de acesso à Fase Final Grupo A na zona, o AD Albicastrense / São Bernardo, registou-se a vitória da equipa de Castelo Branco que já vencia ao intervalo por 14-12, dilatando o resultado de uma forma não esperada por muita gente (nós inclusive), e assim se refez da derrota sofrida na jornada anterior diante outro dos fortes candidatos ao apuramento, e embora com menos 1 jogo, mantêm-se no terceiro lugar da classificação, a apenas um ponto do seu adversário nesta jornada. Outro dos fortes candidatos ao apuramento a AD Sanjoanense e que é a única equipa na zona que ainda não sofreu qualquer derrota, deslocou-se aos Açores para defrontar a sempre difícil equipa do CD Marienses, em especial no seu reduto, para obter uma excelente igualdade, e mantendo-se sem derrotas, no entanto o resultado ao fim do primeiro tempo era favorável aos continentais pela diferença mínima 20-19, com esta igualdade a equipa insular cedeu os seus primeiros pontos no seu recinto até ao momento. Novo jogo de total equilíbrio e que terminou igualmente numa igualdade, foi o Estarreja AC / Juventude Lis, que foi mais um encontro onde a equipa de Leiria apesar de estar a perder ao intervalo por 14-12, encetou uma boa recuperação e assim obteve o seu primeiro empate na prova. Em Benavente disputou-se o ADC Benavente / Beira Mar, onde a equipa ribatejana, registou a sua terceira vitória consecutiva, agora num encontro de grande equilíbrio, e encontra-se em plena recuperação depois de uma mau inicio de prova. De referir que a equipa visitada já vencia ao intervalo por 17-14. Em Mais um jogo de grande equilíbrio, o AC Sismaria, a equipa desilusão da zona volta a perder desta vez diante o ACD Monte pela diferença mínima, que era precisamente a mesma que se registava ao intervalo (13-12), a equipa de Gândara, apenas regista uma vitória na prova, enquanto a equipa da região de Aveiro se encontra agora com menos dois jogos na classificação da zona.

Classificação até ao momento – 1.º AD Sanjoanense (25 pontos), 2.º São Bernardo (23 pontos), 3.º AD Albicastrense (22 pontos, -1 jogo), 4.º CD Marienses (17 pontos, -1 jogo), 5.º Estarreja AC (-1 jogo), e ADC Benavente (16 pontos), 7.º Juventude Lis (14 pontos), 8.º Beira Mar (-1 jogo), e AC Sismaria (12 pontos), 10.º ACD Monte (11 pontos, -2 jogo).                                        

Zona 3
9.ª Jornada
Dia 08-12-16
Zona Azul 31 - 25 CCP Serpa
IFC Torrense 24 - 25 Almada AC
Alto Moinho 22 – 23 Benfica B
Vitória FC 27 - 22 Vela Tavira
CDE Camões 23 - 16 1.º Dezembro

Na única zona onde não se verificam jogos em atraso, tivemos novajornada completa, e onde apenas um encontro teve ocorrências disciplinares registadas, sem grandes surpresas mas com jogos bastante equilibrados. Entre os jogos mais equilibrados temos o jogo Alto Moinho / Benfica B, que terminou com a difícil vitória da equipa do Benfica B, pela diferença mínima, apesar de ter ido para o intervalo a vencer por 15-10, mas uma excelente reacção da equipa visitada, levou a uma quase total recuperação, e assim o Benfica B, continua no comando da zona sem registar qualquer derrota até este momento. O outro jogo que terminou com a diferença mínima, e foi disputado na Torre da Marinha entre o IFC Torrense e o Almada AC (jogo com ocorrências disciplinares registadas), com este resultado o Almada AC obtém a sua segunda vitória na prova e deixa o seu adversário isolado no último lugar da classificação da zona sem registar qualquer vitória até ao momento, que diga-se assinala o fim da 1.ª Volta desta fase da mesma. Em Setubal disputou o Vitória FC / Vela Tavira, onde se defrontaram duas boas equipas mas com percursos diferentes na prova até este momento, onde a equipa do Vitória FC, venceu o encontro, mas com um primeiro tempo cheio de dificuldades pois o resultado ao intervalo era uma igualdade a 11 golos, só confirmando a sua vitória no segundo período de jogo, e assim mantêm-se no 3.º lugar em parceria com CDE Camões, esta equipa por sua vez venceu sem grande dificuldade o 1.º Dezembro num encontro, que ao intervalo já estava na frente do marcador por 16-12, este foi um dos jogos em que a diferença verificada no final, não seria provavelmente esperada por muita gente. Terminamos esta nossa ligeira crónica, com o jogo entre as equipas do Alentejo (Zona Azul / CCP Serpa), onde a equipa de Beja obteve mais uma vitória, diante um adversário que fez o possível por dificultar a mesma e ao intervalo perdia por apenas dois golos de diferença (14-12), com esta vitória a equipa do Zona Azul, mantem-se isolada no segundo lugar da classificação.

Classificação até ao momento – 1.º Benfica B (25 pontos), 2.º Zona Azul (24 pontos), 3.º Vitória FC, e CDE Camões (22 pontos), 5.º Alto Moinho (17 pontos), 6.º Vela Tavira (16 pontos), 7.º 1.º Dezembro, e CCP Serpa (15 pontos), 9.º Almada AC (13 pontos), 10.º IFC Torrense (11 pontos).

O Banhadas Andebol

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

EURO 2016 FEMININO – SUÉCIA – XIX

EURO 2016 FEMININO – SUÉCIA
FASE FINAL

Publicamos as Classificações Finais dos Grupos “A”, “B”, “C”, e “D” da Fase preliminar e a constituição os Grupos da “Main Round”. Não se verificaram grandes surpresas (na nossa opinião), com a curiosidade de as duas equipas que estavam no grupo de apuramento onde Portugal se encontrava incluído, estarem apuradas para a “Main Round”.

As duas equipas que se apuraram para esta fase e que faziam parte do Grupo de Portugal, estão na chamada “Man Round”, (Dinamarca e Rússia)

Grupo A Classificação
Grupo B Classificação
Grupo C Classificação
Grupo D Classificação
Constituição dos Grupos da “Main Round”

Grupo 1
Grupo 2
Significa que os 4.ª’s classificados dos Grupos Preliminares, terminaram a prova e já não disputaram qualquer jogo. No dia 14 terminam a competição os 4.º, 5.º e 6.º classificados nos grupos da chamada “Main Round”.

Calendário da “Main Round”

Dia 10-12-16
Grupo I
Sérvia – Alemanha (16H15)
Suécia – Holanda (18H30)
Espanha – França (20H45)

Dia 11-12-16
Grupo II
Hungria – Roménia (18H30)
República Checa – Rússia (16H15)
Dinamarca – Noruega (20H45)

Dia 12-12-16
Grupo I
Espanha - Alemanha (16H15)
Sérvia – Holanda (18H30)
Suécia – França (20H45)

Dia 13-12-16
Grupo II
Hungria – Noruega (18H30)
Dinamarca – Rússia (20H45)
República Checa – Roménia (16H15)

Dia 14-12-16
Grupo I
Espanha – Holanda (16H15)
Suécia – Alemanha (18H30)
Sérvia - França (20H45)

Grupo II
Dinamarca – Roménia (18H30)
República Checa – Noruega (20H45)
Hungria – Rússia (16H15)

Podemos informar de que todos os jogos são transmitidos online, através do Site da ehfTV.

Horas Locais

Os restantes encontros disputam-se com o seguinte calendário:
5/6 Lugar em 16-12-16
1/2 Final em 16-12-16
3/4 Lugar e Final em 18-12-16

O Banhadas Andebol

Informação – Torneio – 2017

XXXVII FESTA MAJOR 2017
HANDBALL CUP
(14/18-07-17)
SABT ESREVE SESROVIRES
BARCELONA - ESPANHA

37º Torneo Internacional de Balonmano, trofeo "Festa Major 2017"
37th. International Handball Tournament "Festa Major 2017"
37éme. Tournoi International de Hand-Ball, trophée "Festa Major 2017"
(14/18.07.2017) SANT ESTEVE SESROVIRES, Barcelona, Sp

Amigos del balonmano,
Un año más, y aprovechando vuestras vacaciones de verano, queremos invitaros a participar en una nueva edición del Torneo Internacional de Balonmano, trofeo "Festa Major" de Sant Esteve Sesrovires. Este Torneo que coincide con el inicio de las fiestas tradicionales de verano de nuestra alegre y acogedora localidad, es una verdadera fiesta del balonmano, y en un entorno excepcional. Para esta nueva edición hemos preparado diferentes actividades y actos complementarios, que podéis estar seguros de que os harán disfrutar de unos días inolvidables.
Balonmano, amistad, diversión, ..., la combinación perfecta del trofeo "Festa Major".
Hasta pronto !!!
La Comisión Organizadora

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 28 – 2016 / 2017 – I

Crónica relativa aos jogos realizados na jornada disputada no dia feriado (08-12-16), ou seja a 15.ª Jornada, que assinala a 2.ª Jornada da 2.ª volta.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

9.ª Jornada
Dia 22-12-16
Belenenses - ABC (19H00)
13.ª Jornada
Dia 18-01-17
Águas Santas - ABC (21H00)
15.ª Jornada
Dia 08-12-16
SC Horta 19 – 24 Belenenses
FC Porto 26 – 24 Ismai
Madeira SAD 27 – 30 Benfica
São Mamede 28 – 30 Águas Santas
Sporting 38 – 26 Boa Hora
ABC 34 – 28 AC Fafe
Arsenal 23 – 23 AA Avanca

Disputou-se a 2.ª Jornada da 2.ª volta, que conforme já referimos, com jogos da 1.ª volta por disputar, o que se poderá compreender como caso de exceção não publicitado como o Regulamento Geral o obriga, porque envolve uma equipa participante em provas europeias. Felizmente voltamos a ter uma jornada completa o que se saúda. E com a curiosidade de termos dois jogos disputados no Flavio Sá Leite. Tivemos uma jornada com apenas a rectificação de dois resultados em relação ao verificado na 1.ª volta, e em apenas um encontro se verificou a existência de relatório de ocorrências.

Sporting 38 – 26 Boa Hora

Jogo disputado na Casal Vistoso, com uma fraquíssima moldura humana, e que terminou conforma o esperado com a clara vitória da equipa do Sporting, que confirmou o resultado verificado na primeira volta, e com os primeiros minutos a serem decisivos para o desfecho final, no entanto a equipa do Boa Hora que nos 30 minutos iniciais, se apresentou com baixo ritmo de jogo em especial no ataque cujo ritmo era lento, foi permitindo ao Sporting, que mais uma vez fez uma total gestão do plantel, utilizando bastantes jogadores portugueses o que até não têm sido muito normal, estivesse bem no ataque planeado e na defesa nem necessitasse de ser mais agressivo. De tal forma que aos 20 minutos de jogo vencia por 8 golos de diferença (15.7), para chegar ao intervalo a vencer por 20-11. De salientar neste período de jogo o guarda-redes do Sporting Cudic (42% de eficácia), e Pedro Portela (4 golos, 80% de eficácia), bem como Carlos Carneiro (10 golos, 71% de eficácia) que em nossa opinião fez o seu melhor jogo esta época ao serviço do Sporting. Dizer ainda que discordamos na totalidade de os jogos em competição serem usados para treino, o que aconteceu por diversas vezes com o técnico do Sporting a jogar sem guarda-redes e com 7 jogadores atacantes e depois cometem-se faltas técnicas, porque não estamos habituados a este tipo de jogo, e sofrem-se golos completamente desajustados e inoportunos. No Segundo período de jogo o Boa Hora com Rui Barreto (3 golos, e 60% de eficácia) a central, alterou completamente o seu jogo que passou a ser mais rápido com maior “inteligência”, e usando a excelente capacidade técnica de Pedro Sequeira (8 golos, 62% de eficácia) e Nuno Santos (4 golos, e 57% de eficácia), acaba por produzir um jogo bem mais equilibrado, apesar da grande diferença em termos de qualidade na balizadas duas equipas basta dizer que Tiago Moreira, que foi quem mais tempo esteve na baliza do Boa Hora apenas teve de eficácia 22%. Seriamos injustos nesta nossa curta analise se não falássemos de Cláudio pedroso (4 golos, e 80% de eficácia), que ainda assistiu também com grande qualidade, e da confiança demonstrada por João Paulo Pinto (4 golos, 44% de eficácia). Dirigiu o encontro a dupla EHF Feminina constituída por Vânia Sá e Marta Sá, que num jogo fácil de dirigir estiveram demasiado complicada, em especial no julgamento da sanção progressiva onde não tiveram critério uniforme, assim como na falta do atacante e com um critério indefinido sobre a exigência da marcação das faltas no local apropriado.

Na Madeira, disputava-se um dos mais importantes jogos da jornada o Madeira SAD / Benfica, e que terminou com a vitória da equipa do Benfica que assim confirmou o resultado verificado na jornada homóloga da 1.ª volta. Foi um jogo de algum equilíbrio, que começo com o Benfica a comandar o encontro até cerca dos 8 minutos para se estabelecer uma igualdade a 6 golos, e posteriormente a passagem para o comando do jogo e do marcador da equipa madeirense., embora a sua vantagem nunca tivesse ultrapassado os três golos de vantagem, e assim se manteve até cerca dos 38 minutos de jogo, depois de o intervalo se ter atingido com o Madeira SAD na frente do marcador pela diferença mínima (15-14). O Benfica igual a 18 golos e de seguida assume o comando do jogo e do marcador até ao final do encontro, apesar de ter Ales Silva desqualificado por acumulação de exclusões, chegando a ter vantagens de cinco golos, como por exemplo aos 54 minutos (27-22), permitindo nos minutos finais e numa autentica gestão do plantel do esforço e do resultado que os madeirenses atenuam-se «o resultado. Num encontro onde os guarda-redes principais estiveram longe do seu rendimento habitual, tivemos no Madeira SAD, apesar de tudo Yusnier Giron com 26& de eficácia, e Nelson Pina com 6 golos (55% de eficácia) o seu melhor marcador, juntamente com Bruno Moreira e os seus 5 golos (71% de eficácia) i colega que se lhe seguiu, no Benfica e como de costume teve 12 jogadores a marcarem golos face á natural gestão do seu plantel, com Tiago Pereira (83% de eficácia), João Pais (71% de eficácia), Elledy Semedo (71% de eficácia) e U. Silva (71% de eficácia) todos com 5 golos cada os seus principais marcadores.

No Pavilhão Eduardo Soares, tivemos o São Mamede / Águas Santos, que terminou com a vitória da equipa maiata, que confirmou também o resultado ocorrido no jogo da 1.ª volta, que foi um encontro com algum equilíbrio, apesar da equipa do Águas Santas comandar a maior parte do tempo de jogo o marcador, mas diga-se desde já que o São Mamede nunca virou a cara a luta e nunca permitiu que a equipa adversária aduiri.se vantagens que fossem insanáveis de tal forma que depois de estar a perder por cinco golos de diferença aos 22 minutos de jogo (12-7), e chegar ao intervalo como resultado em 14-12 a favor dos visitantes, aos 47 minutos de jogo registava-se uma igualdade a 21 golos, quando se dá a desqualificação directa de Ricardo Ávila, daqui até final do encontro o Águas Santas regressa ao comando do marcador terminando como vencedor, num jogo sempre bem disputado, no São Mamede Rui Pereira na baliza com 31% de eficácia foi sempre um enorme obstáculo á equipa adversaria, e teve em Vasco Marques (86% de eficácia), e Filipe Lopes (75% de eficácia), ambos com 6 golos cada os seus melhores marcadores, na equipa maiata Pedro cruz com 9 golos (60% de eficácia) e Elias António com 5 golos (71% de eficácia) foram os seus melhores marcadores, com mais esta derrota a equipa do São Mamede continua sem vitórias até ao momento nesta Fase da Prova.

No Dragão Caixa, tivemos na nossa opinião um dos resultados mais surpreendentes da jornada o FC Porto / Ismai (jogo com a existência de relatório) que terminou com a vitória do FC Porto, como em princípio seria normal mas por margem ínfima, o que nos diz que foi um jogo de forte equilíbrio, apesar da equipa do FC Porto, chegar a estar ainda nos primeiros 30 minutos na frente do marcador por 4 golos de vantagem, como por exemplo aos 20 minutos quando vencia por 10-6, permitiu que a equipa do Ismai tivesse uma excelente recuperação, e chagasse ao intervalo na f rente do marcador por 13-12. O equilíbrio manteve-se eoas 41 minutos, quando o marcador assinala uma igualdade a 19 golos, e só a partir deste momento o FC Porto assumiu o comando do marcador definitivo. Com a equipa do Ismai a sofrer 5 exclusões nos últimos 10 minutos de jogo terminando o encontro com apenas quatro jogadores de campo. Manuel Borges com 31% de eficácia na baliza do Ismai e Hugo Laurentino na baliza do FC Porto com 39% de eficácia, foram duas das principais figuras do encontro, Rui Silva (75% de eficácia), e Marko Matic (69% de eficácia), ambos com 6 golos foram os melhores marcadores do FC Porto, enquanto da equipa maiata com os seus marcadores mais distribuídos Angel Zulueta com 6 golos (apenas 46% de eficácia), foi o seu melhor marcador.

No Flávio Sá Leite tivemos o primeiro jogo do dia o ABC / AC Fafe, que terminou com a vitória do ABC que igualmente confirmou o resultado da primeira volta depois de os primeiros 30 minutos terminarem numa igualdade a 13 golos, apesar da equipa bracarense ter quatro golos de vantagem aos 24 minutos de jogo, mas o excesso de confiança acompanhado de uma reacção bastante positiva do AC Fafe o intervalo terminou com a igualdade já referida. No segundo tempo o equilíbrio manteve-se até cerca dos 38 minutos quando o resultado era uma igualdade a 16 golos, para o equilíbrio se manter até aos 53 minutos quando o ABC vencia pela diferença mínima (28-27), como AC Fafe a concretizar apenas um golo nos 7 minutos finais. No ABC o destaque vai para os jovens que estiveram na sua baliza, Emanuel Ribeiro com 32% de eficácia e Cláudio Silva com 45% de eficácia, e para Nuno Grilo com 12 golos (75% de eficácia), bem acompanhado por Pedro Seabra Marques com 8 golos (73% de eficácia), no AC Fafe total destaque para os 13 golos de Belmiro Alves (68% de eficácia).

Na Horta disputou-se o SC Horta / Belenenses, que foi um jogo onde foi rectificado o resultado verificado na 1.ª volta e que tinha sido uma igualdade a 29 golos, desta vez o Belenenses que já tinha demonstrado alguma melhoria de forma no jogo com o FC Porto veio vencer aos Açores por um resultado que não deixa duvidas da sua superioridade neste encontro, onde chegou ainda nos primeiros 30 minutos a ter vantagens de 8 golos como 14-6 aos 22 minutos ou 15-7 aos 24 minutos, para chegar ao intervalo com o resultado a ser-lhe favorável por 15-9. Foi um jogo onde a equipa do continente comandou o jogo e o marcador durante pelo menos 55 minutos, pois mesmo apesar da reacção positiva do SC Horta nos segundos 30 minutos o máximo que conseguiram foi uma aproximação até um diferencial de 3 golos. Destaque para as prestações nas balizas do SC Horta com Nuno Silva a ter 37% de eficácia, e para João Moniz no Belenenses com 47% de eficácia), NO SC Horta, o jovem Hugo Freitas com 7 golos (64% de referencia) foi o seu melhor marcador, seguido de Pedro Silva com 5 golos (83% de eficácia), enquanto no Belenenses, Gonçalo Ribeiro (46% de eficácia), e Nuno Pinto (67% de eficácia), ambos com 6 golos cada foram os melhores marcadores da equipa.

No segundo jogo disputado nesta jornada, o Arsenal / AA Avanca, foi outro resultado que foi rectificado em relação á 1.ª volta, pois desta vez terminou numa igualdade, a 23 golos, quando na1.ª volta o resultado tinha sido favorável a AA Avanca. Jogo disputado com tal equilíbrio durante os 60 minutos, com o intervalo a chegar com a AA Avanca na frente por 12-11. Destaca-se que as vantagens de uma ou outra equipa nunca foi superior a 2 golos, verificando igualdades sucessivas a partir dos 48 minutos (20-20), com os técnicos a fazerem oportunos Time-OUT nestes minutos final, e com o resultado a situar-se numa igualdade a 23 golos aos 57 minutos, com ambas as equipas, com os seus guarda-redes em excelente plano nestes 3 minutos, acompanhados por falhas incríveis dos ataques, com tudo conjugado só poderíamos ter uma igualdade final. Nas balizas Ricardo Castro pelo Arsenal com 37% de eficácia foi um dos seus esteios, assim como Alejandro Carreras na AA Avanca com 32% de eficácia, no Arsenal de destacar ainda o jovem Oleksandr Nekrushets com 7 golos (50% de eficácia), e na AA Avanca, Pedro Valdez igualmente com 7 golos (50% de eficácia), e Miguel Batista com 6 golos (60% de eficácia),

A Classificação ficou assim ordenada: - 1.º FC Porto (45 pontos), 2.º Sporting (43 Pontos), 3.º Benfica (41 pontos), 4.º ABC (33 pontos, -2 jogo), 5.º Madeira SAD e AA Avanca (31 pontos), 7.º Águas Santas e Boa Hora (+ 1 jogo) (28 Pontos), 9.º Ismai, AC Fafe (25 pontos), 11.º Arsenal, e Belenenses (- 1 jogo) (23 pontos), 13.º SC Horta (22 pontos, 14.º São Mamede (18 pontos, +1 jogo). 

O Banhadas Andebol

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

PO23 - Taça de Portugal Seniores Femininos – 2016 / 2017 – VI – 1/8 Final

Realizaram-se hoje 08-12-16) a maioria dos jogos relativos aos 1/8 Final da Taça de Portugal. Que estranhamente e com apenas um dia de intervalo a maioria destas equipas (PO09), disputam uma jornada dupla para o Campeonato Nacional, o que se não se entende em termos de planeamento.

Resultados - 1/8 Final

S. Félix Marinha 21 – 28 Santa Joana sd
Passos Manuel – Alavarium (adiado 05-02-17)
JAC-Alcanena 36 – 22 Modicus
CA Leça 38 – 36 CS Madeira (C/prolongamentos) cd
Académico FC 20 – 32 Colégio Gaia
ARC Alpendorada 26 – 38 Madeira SAD sd
Douro AC 13 – 44 Maiastars
Assomada – SIR 1.º Maio (Adiado para 21-01-17)

Dois jogos adiados, sem motivos aparentes, embora num deles se entenda que o motivo seja a jornada dupla da PO09 no próximo fim-de-semana. E os resultados não fugiram muito das previsões, sendo disputado e não se verificando espirito de taça neste 1/8 Final até ao momento, e tal como se previa o jogo mais equilibrado foi o CA Leça / CS Madeira duas equipas da PO09, que discutiram até aos prolongamentos o apuramento para a fase seguinte da prova, num encontro que terminou com ocorrências disciplinares registados e onde a ausência de Sara Gonçalves na equipa insular foi por demais evidente. Uma referência para o ressurgimento JAC-Alcanena, e para a “goleada” prevista do Maiastars sobre o Douro AC

Equipas Apuradas para os 1/4 Final

2.ª Divisão (2) – (Assomada / SIR 1º Maio), e JAC-Alcanena.

1.ª Divisão (6) – Madeira SAD, (Passos Manuel / Alavarium), Colégio Gaia, Maiastars, Santa Joana, e CA Leça.

Os 1/4 Final (8 equipas), serão previsivelmente disputada em 01-04-17 (conforme CO N.º 19 de 19-08-16). Com o sorteio a ser realizado em 13-12-16, mas repare-se no tempo que decorre entre uma eliminatória e outra (cerca de 5 meses).

A estrutura da prova será:

1/4 Final – Vencedores dos 1/8 Final – 01-04-2017
1/2 Final – Vencedores dos 1/4 Final – 03-06-2017 
Final – Vencedores das 1/2 Finais – 04-06-2017

A Federação, prevê no Regulamento Especifico da Prova, a realização na prática de uma Final Four.

O Noticias

Andebol 4ll – Europeu 2016 - IV

2.º TORNEIO EUROPEU DE ANDEBOL
EM
CADEIRA DE RODAS
NA SUÉCIA
PORTUGAL EM 2.º LUGAR 

Conforme temos vindo a noticiar, disputou-se em 7 e 8 de, O Europeu de Andebol em Cadeira de Rodas, na cidade sueca de Solvesborg, este Europeu vem no seguimento e do êxito do Torneio Internacional que se disputou em 2015 na Áustria e onde Portugal esteve devidamente representado.

Sendo Portugal um dos participantes, tendo realizado uma excelente prestação competitiva, no seguimento do já produzido na época anterior, e com fortes melhorias, com a curiosidade de os dois primeiros lugares da classificação serem entregues exactamente ás mesmas equipas, que se defrontaram no mesmo dia por duas vezes, uma praticamente para cumprir calendário e que deu numa igualdade a 15 golos, e outra para definir o vencedor da prova, que tal como na época anterior acabou por a Holanda, com um resultado mais dilatado que na época passada (14-11)

Relembrar que a Selecção Nacional é orientada por um antigo praticante da modalidade, que se têm dedicado, á modalidade na vertente Andebol 4All, Danilo Ferreira.

Resultados da Prova
Dia 07-12-16
Holanda 26 – 7 Suécia
Portugal 26 – 6 Itália
Itália 4 – 32 Holanda
Suécia 9 – 21 Portugal
Dia 08-12-16
Holanda 15 – 15 Portugal
Suécia 11 – 12 Itália
3/4 Lugar
Suécia 13 – 7 Itália
Final
Portugal 10 – 19 Holanda

Classificação Final - 1.º Holanda, 2.º Portugal, 3.º Suécia, 4.º Itália.

All Star Team

Melhor Guarda-Redes:
Joyce van Haaster – Holanda

Jogadores de Campo
Julia Johansson – Suécia
Massione Cagiola - Itália
João Jerónimo - Portugal
Yves Nkomezi - Holanda
Mayenka de Bruin – Holanda

Melhor Marcador

Iderlino Gomes - Portugal

Portugal, teve um comportamento extremamente meritório, que a derrota na final não retira brilho.

O Noticias

Planeamento Desportivo – Época 2016/2017 – XXIII

Participantes nas Provas Nacionais Não Fixas - Época 2016/2017

Depois de ter sido emitido um CO em 28-09-16, com o N.º 31, eis que novo CO «e emitido o N.º 40 de 30-11-16, cujo conteúdo provoca novos reajustamentos em algumas provas Nacionais Não Fixas, como por exemplo na PO05 (Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Juniores Masculinos), e ainda na PO11 (Campeonato Nacional de Juniores Femininos).

Hoje vamos referir-nos a estas alterações, que referem em especial que o programado pelas Associações e que tiveram referências em especial aos CO N.12, 24 e 25, desta época à mesma, não foi integramente cumprido.

PO05 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Juniores Masculinos

Depois do acerto na constituição das zonas e que foi divulgado através do CO N.º 31, eis que surge novo ajustamento das zonas, assim:

Zona 1 (10 equipas) – Porto, e Braga, – Apura previsivelmente 5 equipas  
Zona 2 (3 equipas) – Aveiro e Viseu - Apura previsivelmente 1 equipas

Isto significa, o desaparecimento na Zona 1 da Associação de Vila Real, embora se tenha aumentado o número de equipas apuradas, passando de 4 para 5, enquanto na Zona 2 os apurados passaram de 2 para 1.  

Isto significa que o número de participantes inicialmente previstos, provavelmente não se verificou nas equipas os requisitos mínimos para participarem na 2.ª Fase, o que nos dá uma ideia negativa, do trabalho que (não) está ser desenvolvido.

PO11 – Campeonato Nacional de Juniores Femininos

Depois da matéria divulgada no CO N.º 25, onde eram divulgadas as Associações responsáveis, pela organização das zonas, bem como o número dos possíveis apurados, verifica-se uma situação bastante similar ao ocorrido na PO05, na nossa opinião falta de trabalho das entidades responsáveis, nestes escalões.

Assim verificam-se as seguintes alterações:

Zona 3 (3 equipas) – Aveiro e Viseu - Apura previsivelmente 1 equipas

Isto significa que uma diminuição das equipas apuradas de 2 para 1, e não se entende como continua a estar incluída na zona, a Associação de Viseu, quando qualquer das três (3), previstas para disputar a 1.ª Fase, são todas da Associação de Aveiro.

No entanto e para não ter de fazer outro tipo de ajustamentos é criado (e bem) um jogo de apuramento entre:

3.º Classificado da Zona 1 com o 2.º Classificado da Zona 3 – O Vencedor deste encontro disputará a 2.ª Fase.

A Data prevista para a realização do jogo de apuramento é 12-02-17

O local e a forma de disputa do jogo de apuramento, não foram divulgados.

O Analista

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Última Hora – Andebol de Luto

ANDEBOL DE LUTO
FALECEU MANUEL MANITA 

Antes de tudo o que pode ser dito temos de pedir desculpa aos verdadeiros adeptos da modalidade, por só agora dar-mos a fatídica notícia que ensombra a modalidade, a todos as nossas veementes desculpas.

Tal a como portal da federação noticiou, faleceu na madrugada de quarta-feira Manuel Xavier Manita com 82 anos de idade, um dos poucos homens que conhecemos que serviu a modalidade com amor e carinho durante décadas, sem nada pedir em troca, tornando-se numa raridade na presente realidade.

Assim é com profunda tristeza e magoa que nos associamos á dor de todos os verdadeiros adeptos da modalidade, assim como á sua família. Não vamos aqui fazer uma descrição do seu vasto curriculum na modalidade, mas apenas realçar o seu valor como devoção á mesma, e a sua condicção de grande humanidade que sempre demonstrou, e a quem dizemos pura e simplesmente, esteja onde estiver o nosso sentido agradecimento.

Felizmente Manuel Xavier Manita, foi a figura homenageada na sua IV Gala da Modalidade, a organização de decorreu numa das Salas de Visitas da Cidade de Viseu o Teatro Viriato. Tendo nós na altura dito e hoje voltamos a repetir “… a Gala do Andebol é, ainda, o momento em que se reconhece e se presta homenagem a quem de alguma forma, têm ou teve um papel preponderante e de relevo na nossa modalidade. Finalmente Manuel Manita ao receber o chamado prémio Homenagem, que tardou, mas finalmente foi reconhecido o seu trabalho na modalidade, foi para nós o ponto alto da Gala.

Obrigado Manita.

Felizmente que a Federação decretou merecidamente um minutos de silêncio a ser cumprido no dia 8-12-16, em todas as competições Nacionais e Associativas, conforme CO n.º 72 de 07-12-16.

O Historiador

Arbitragem – Funções no Conselho de Arbitragem

O CONSELHO DE ARBITRAGEM

Eis um texto que nunca esperávamos fazer, mas a realidade actual a isso nos obriga.

Assim começamos pela designação dos delegados portugueses na EHF, sabemos que o Presidente do CA ou o CA, afastaram compulsivamente João Costa dos quadros Nacionais. Pois foi um nome nunca referido em qualquer circular quer sobre formação, quer sobre a constituição dos quadros de arbitragem. Este afastamento foi certamente devido a este elemento ter feito parte de uma possível candidatura ao CA, que nunca chegou a existir, pelo que consideramos este afastamento de uma baixa lisura, mas ao mesmo tempo demonstrativo das pessoas que gerem um dos mais sensíveis Órgãos da Modalidade.

Mas esta atitude chegou à EHF, conforme o quadro que abaixo apresentamos, e que o afastamento de João Costa, não é certamente uma coincidência.
Não sabemos o que pretende o CA com esta atitude, ou quem poderá substituir o João Costa a nível das provas da EHF.

Agora para culminar esta situação dos delegados, vemos o Presidente do CA a exercer funções de Delegado num jogo da PO01, Porquê? Será que esta figura não deveria manter-se equidistante destas posições? Será que não existe o sentido de responsabilidade e da equidistância nas funções que se desempenha? Ou será que são preparativos para uma possível substituição de João Costa na EHF?
Não queríamos acreditar…Como é possível!!! 

O Regras 

A Propósito De … Protestos de jogo - IV

CONSELHO TÉCNICO
(DECISÃO SOBRE PROTESTO)

Em 06-11-16, o Portal da Federação informa da decisão do Conselho Técnico da Federação relativo a um protesto de um jogo da PO02, disputado em 15-10-16, e que dizia respeito por sinal á primeira jornada da zona 2, (Beira Mar / ACD Monte), informando que o mesmo tinha sido julgado procedente e de que a decisão do CT tinha sido a repetição do jogo. Segundo julgamos saber o protesto dizia respeito ao resultado final. Nada temos a apontar á decisão do CT, porque não sabemos nem o conteúdo do protesto (para ser julgado pelo CT tinha de ser obrigatoriamente por infração ás Regras de Jogo), nem a matéria que serviu para dar a procedência ao mesmo.

Estranha-se no entanto que a Federação, não tenha publicado o documento de referência da decisão do Conselho Técnico, pois seria certamente uma forma clara de toda a gente saber não só a matéria em que se baseou para a sua decisão, como ainda para todos serem informados das Regras de jogo que foram infringidas.

Estranha-se ainda que no mesmo dia em que se publica a decisão, no Boletim de Jogo do respetivo encontro, tenham sido retirados os nomes da dupla de árbitros, bem como dos oficiais de mesa, Porquê? Quando o Resultado do Jogo foi mantido.

No entanto não queremos deixar de referir que:

Um Julgamento do Protesto

As suas normas de julgamento e a quem compete o mesmo, estão devidamente regulamentadas, a forma de receção, e os seus procedimentos, (ver Titulo 8 do Regulamento Geral da Federação).

  1. No mesmo está estabelecido o tempo e a forma de apresentação e confirmação. 
·         Se foi apresentado corretamente se avançara e analisará
·         Se não foi o mesmo não será aceite.

  1. Se o protesto foi corretamente apresentado, de acordo com o detalhado em 1, o passo seguinte, de quem o julgará, será decidir, se o mesmo faz referência a um erro de arbitragem, por apreciação / julgamento, ou pelo contrário, nos fala de decisão dos árbitros que infringe as Regras de jogo. 
·         Se e um erro por má apreciação / julgamento, o protesto será resolvido de acordo o estabelecido na Regra 17:11 .

·         Se é um erro por decisão contra as regras de jogo, o protesto se aceita e se analisa.

  1. Se o protesto é aceite por ter sido apresentado em tempo e forma correta, e tem por base uma decisão contra as Regras de jogo, a entidade competente deve julgar outra situação: O Erro da arbitragem, teve influência direta no resultado final do encontro e prejudicou a equipa que formalizou o protesto? 
·         Se o erro da arbitragem (apesar de ser uma decisão contra as Regras de Jogo), NÃO teve qualquer influência direta no resultado, deverá ser dada razão á equipa, mas NÃO se alterará nada em relação ao resultado final do encontro.

·         Se o erro de arbitragem, foi uma decisão contra as Regras de Jogo, e HOUVE influência no resultado final do encontro, deverá ser ordenada a repetição completa do encontro.

Conhecendo a decisão do CT, já se poderia dizer algo mais, pois se os motivos foram a adulteração do resultado final, será certamente motivo para julgamento de procedência.

O Regras

Veteranos – PO40 - Campeonato Nacional Masculino - 2016 / 2017 - I

Campeonato Nacional Masculino (PO40) prova não Fixa o que se saúda, e que esta época é uma pura continuidade do verificado na época anterior. 

Além de um regulamento específico, a Federação já emitiu vários Comunicados Oficiais sobre a matéria dos quais se destaca o N.º 24 e 25 de 06-09-16 e de 07-07-16.

Em 03-12-16 a Federação dá a conhecer a estrutura da prova e da Fase Final da mesma (Comunicado Oficial n.º 41), que não é mais do que a continuação do estabelecido na época transacta.

Assim:

Fase Final – 8 Clubes

AA Porto / AA Braga – apura 2 equipas
AA Aveiro – apura 2 equipas
AA Lisboa / Setúbal / Santarém – apura 2 equipas
AA Madeira – apura 1 equipa
Organização – apura 1 equipa
Tal como na época passada estranha-se o desaparecimento da AA Leiria destas organizações.

Na continuidade do instituído na época passada, na Fase Final, quem assumir a organização da mesma terá acesso direto, embora em temos desportivos este preceito possa criar algumas duvidas, mas termos financeiros não temos duvidas da sua validade.

As associações deverão informar quais os clubes apurados até 29-05-17. Com documentos comprovativos de uma participação efetiva. Esta disposição evita oportunismos de última hora.

Data e Forma de Disputa

Disputa-se em 24 e 25-06-17

Será disputa no sistema de eliminatórias (1/4, 1/2, e Final, e jogos Classificativos), com as equipas derrotadas nos 1/4 Final, irão disputar jogos classificativos de forma a se definir a classificação final do 1.º ao 8.º lugar.

Os jogos terão a duração de 50 minutos (2X25)

Se no final do tempo regulamentar do jogo as equipas se encontrarem empatadas, haverá um prolongamento de 10 minutos (2x5). Se no final deste prolongamento as equipas continuarem empatadas, recorre-se à marcação de livres de sete metros, de acordo com o estipulado nas Regras de Jogo.

Quadro Competitivo

Dia 24-06-17
Manhã / Tarde – Jogos 1/4 Final
Tarde / Noite – Jogos 1/2 Final (incluído jogos do 5.º ao 8.º Lugar)
Dia 25-06-17
Manhã / Tarde – Jogos Finais (Apuramento do 1.º ao 8.º Lugar)
Sem alterações tanto a forma de disputa como o tempo de jogo.

Um esclarecimento que é uma novidade, e que na nossa interpretação poderá ser positiva: É autorizada a acumulação de Treinador e jogador no jogo, sendo obrigatória a inscrição de um técnico em cada jogo, que pode ser inscrito nas duas funções. Temos sérias dúvidas desta excepção (na nossa opinião)

O Local da Fase Final da Prova ainda não está designado.

Recordamos que o numero de participantes tem vindo a crescer pelo que esperamos que esta época se verifique o mesmo. Pelo que ficaremos na expectativa da confirmação dos participantes, que esperamos com toda a sinceridade ultrapasse o número verificado na última época.

O Banhadas Andebol

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Crónica de Fim-de-semana – 08 – 2016 / 2017 - IV

Crónica de fim-de-semana dedicada à PO04,

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona Norte
7.ª Jornada
Dia 01-12-16
AA Avanca 40 - 35 CD Feirense
Dia 13-12-16
FC Porto - ABC (20H30)
9.ª Jornada
04-12-16
FC Porto 36 - 29 CD Feirense
Águas Santas 34 – 20 Ismai
Xico Andebol 33 - 26 GC Santo Tirso
Boavista FC 26 - 37 ABC
Académico FC 23 - 33 AA Avanca

Jornada que felizmente, se disputou completa, e tivemos ainda a disputa de um dos jogos em atraso, pelo que apenas fica um encontro por disputar, e apenas um encontro teve ocorrências disciplinares registadas, e disputa pelos lugares apuramento continua bastante equilibrada, e na nossa opinião não se registaram resultados equilibrados, pois a grande maioria dos mesmos foi por margens finais esclarecedoras. A AA Avanca e o CD Feirense na prática, realizaram jornada dupla, primeiro a AA Avanca, defrontou o CD Feirense em jogo em atraso e relativo á 7.ª Jornada, num dos encontros onde o equilíbrio apenas se verificou durante os primeiros 30 minutos, com o resultado ao intervalo a registar uma igualdade a 21 golos, depois a equipa local criou uma vantagem que lhe permitiu vencer, num jogo onde Paulo Moreira e Diogo Oliveira com 10 golos cada foram os melhores marcadores da AA Avanca, enquanto Rafael Guedes com 9 golos e Nuno Reis com 7 golos foram os melhores marcadores do CD Feirense. O CD Feirense derrotou depois igualmente na condição de visitado o FC Porto, e voltou a ser derrotado num jogo onde o resultado ao intervalo dava a sensação de algum equilíbrio (17-14 a favor do FC Porto), com esta equipa a consolidar o resultado no segundo tempo, e com este resultado, apesar de ter um jogo a menos, mantem o 3.º lugar da classificação da zona. Diogo Silva e Paulo Cândido com 9 golos, cada foram os melhores marcadores do FC Porto, Rafael Guedes com 8 golos e João Cardoso com 7 golos, foram os marcadores de serviço pelo CD Feirense. O principal jogo da jornada (na nossa opinião), colocava frente a frente os dois primeiros classificados da zona, o Águas Santas / Ismai, que terminou, com uma vitória do Águas Santas por números verdadeiramente inesperados, com total superioridade da equipa visitada, que já vencia ao intervalo por 14-9. Comeste resultado a equipa do Águas Santas passou a comandar a zona a par do seu adversário nesta jornada, enquanto o Ismai sofreu a sua primeira derrota na zona. José Barbosa com 9 golos, e Gonçalo Vieira com 7 golos, foram os melhores marcadores pelo Águas Santas, pelo Ismai os melhores marcadores não foram além dos 4 golos (Leonel Fernandes e António Almeida). Em Guimarães, disputou-se o Xico Andebol / GC Santo Tirso, duas equipas que se encontram nos últimos lugares da zona, foi um encontro de total superioridade dos locais, que já venciam ao intervalo por um esclarecedor 17-11, para consolidar o resultado final no segundo tempo, que apesar de tudo foi bem mais equilibrado que os primeiros 30 minutos. Com este resultado a equipa do GC Santo Tirso continua em último lugar na classificação da zona ainda sem registar qualquer vitória. José Silva com 9 golos, e Carlos Abreu com 8 golos foram os melhores marcadores do Xico Andebol, Jose Guimarães com 6 golos, Miguel Polonia e Jose Carvalho com 5 golos foram os melhores marcadores pelo GC Santo Tirso. No Boavista FC / ABC, foi mais um encontro onde o resultado final foi desnivelado, com os bracarenses já a vencerem ao intervalo por 16-13. Com este resultado e apesar de ter um jogo a menos o ABC, continua a fazer uma excelente recuperação. Francisco Fino com 7 golos, Francisco Lopes e Bernardo Ferreira, ambos com 5 cada, foram os melhores marcadores do Boavista FC, No ABC, com 10 jogadores a marcarem golos, Gonçalo Areias com 13 e João Peixoto 6, foram os seus principais marcadores. Por último tivemos o segundo jogo da AA Avanca, que foi ao Lima defrontar o Académico FC, no único jogo onde se registaram ocorrências disciplinares, e que terminou com a clara vitória da AA Avanca, que já vencia ao intervalo por 19-8, com o Académico FC, a tentar minimizar os prejuízos no segundo tempo. Gonçalo Meireles com 10 golos, foi o melhor marcador do Académico FC, a AA Avanca com 10 jogadores a marcarem golos, Paulo Moreira, Lourenço Santos, e Ruben Ribeiro todos com 6 golos cada foram os seus principais marcadores.

Classificação até ao momento: - 1.º Águas Santas, e Ismai (25 pontos), 3.º FC Porto (22 pontos, -1jogo), 4.º ABC (18 pontos, -1 jogo), 5.º AA Avanca, Académico FC (17 pontos), 7.º CD Feirense, e Xico Andebol (15 pontos), 9.º Boavista FC (13 pontos), 10.º GC Santo Tirso (9 pontos).

Zona Sul
4.ª Jornada
Dia 01-12-16
Estarreja AC 26 - 24 Alto Moinho
9.ª Jornada
Dia 04-12-16
ADC Benavente 23 - 21 Juventude Lis
São Bernardo 26 – 27 Belenenses
Estarreja AC 33 - 26 AC Sismaria
Sporting 23 - 32 Benfica
Alto Moinho 40 – 23 Ginásio Sul

Também nesta zona, além da jornada completa, tivemos a disputa do jogo em atraso, o que provocou o acerto total dos jogos na mesma, e que na prática, resultou que Estarreja AC e Alto Moinho, tivessem uma jornada dupla, e onde todos os encontros se disputaram sem ocorrências disciplinares registadas, o que se saúda. Jornada que envolvia um encontro entre os primeiros classificados, e que ainda não tinham qualquer derrota averbada, o Sporting / Benfica, e que terminou com uma clara vitória do Benfica que já vencia ao intervalo por 17-13, e terminou com um diferencial que certamente muitos não esperariam, com este resultado o Benfica continua no comando da zoan, contabilizando apenas vitórias, enquanto o Sporting, registou a sua primeira derrota na zona. Bruno Gaspar, com 5 golos foi o melhor marcador do Sporting, por sua vez o Benfica com 10 atletas a marcarem golos, teve em Pedro Santana com 13 golos o seu principal marcador. O Jogo mais equilibrado da jornada realizou-se em São Bernardo onde a equipa local defrontou e perdeu com o Belenenses pela diferença mínima, com a curiosidade de a equipa do Belenenses ter sido dirigida pelo treinador da equipa principal, e onde foi notada a ausência de Carlos Jorge, o jogo foi de total equilíbrio como o comprova a igualdade a 16 golos, que se verificava ao intervalo, No Belenenses onde 10 jogadores marcaram golos, teve em Gabriel Cavalcanti com 14 golos o seu principal marcador, enquanto Nuno Ferreira com 10 golos, e João Almeida com 5 golos, foram os melhores marcadores do São Bernardo. O encontro com o resultado mais desequilibrado da jornada, teve lugar no Alto Moinho, onde a equipa local defrontou o Ginásio Sul, que apenas apresentou 10 jogadores inscritos no Boletim de Jogo. Foi um encontro de total domínio da equipa visitada que já vencia ao intervalo por 23-13. Na equipa do Alto Moinho que teve 11 jogadores a concretizarem golos, onde Gonçalo Nogueira com 8 golos, Diogo Abadia e Alexandre Cruz com 5 golos cada foram os seus principais marcadores. Fábio Veloso com 7 golos, Miguel Paiva e Tiago Gonçalves com 5 golos cada foram os melhores marcadores do Ginásio, que com este resultado continua em último lugar apenas contabilizando derrotas. O Alto Moinho que tinha feito acerto de calendário e se tinha deslocada a Estarreja para defrontar a equipa do Estarreja AC, com quem perdeu num encontro totalmente dominada pelos locais que ao intervalo já venciam por 14-9. Diogo Vaia e Tiago Couto com 8 golos cada foram os melhores marcadores do Estarreja AC, enquanto Diogo Abadia com 11 golos foi o melhor marcador do Alto Moinho. A equipa do Estarreja AC que defrontou na jornada do fim-de-semana o Sismaria AC, a quem venceu de forma clara, pois ao intervalo já se registava um resultado de 18-9 a seu favor, com a equipa do Sismaria AC a reagir no segundo tempo e a diminuir a vantagem do seu adversário, com este resultado e a conjugação dos resultados o Estarreja AC, ultrapassa o Sismaria AC e isola-se no 3.º lugar da classificação da zona. Luis Magalhães com 8 golos, Diogo Vaia e Tiago Couto ambos com 7 golos cada, foram os melhores marcadores do Estarreja AC, por sua vez Iuri Anastácio com 12 golos foi o melhor marcador pelo Sismaria AC. Tivemos ainda um encontro equilibrado disputado em Benavente entre o ADC Benavente e a Juventude Lis, que terminou com os ribatejanos a obterem a sua segunda vitória na zona, depois ao intervalo estarem a vencer pelo mesmo diferencial final (11-9), o comprova o forte equilíbrio que se verificou. Hugo Simões e André Rodrigues com 5 golos cada, foram os melhores marcadores do ADC Benavente, por sua vez Renato Carlin com 7 golos, Fábio Moreira e Pedro Santos com 5 golos foram os melhores marcadores da Juventude Lis.

Classificação até ao momento: - 1.º Benfica (27 pontos), 2.º Sporting (24 pontos), 3.º Estarreja AC (22 pontos, 4.º AC Sismaria (21 pontos), 5.º Belenenses (19 pontos), 6.º Alto Moinho (18 pontos), 7.º ADC Benavente (14 pontos), 8.º Juventude Lis e São Bernardo (13 pontos), 10.º Ginásio Sul (9 pontos).

O Noticias