gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 10 de dezembro de 2017

Crónica de Fim-de-semana. Acerto No Feminino – 13 – 2017 / 2018 – Actualizada

Crónica de fim-de-semana exclusivamente dedicada aos dois jogos, realizados na PO09, para acerto de calendário.

Nesta crónica apenas dizemos que transmissões da Andebol TV desta prova, devem estar caríssimas, pois são raras.

Finalmente, embora o Portal da FAP, não o refira, foi construído um Banner que nos leva directamente para o site das estatísticas. Por vezes a persistência dá os seus “frutos” (http://po09.videobserver.com/pt/),agora só falta as mesmas serem feitas em directo, ou a tempo e horas, mesmo assim só temos de agradecer a quem as faz, é a nossa obrigação.

PO09 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Femininos.

1.ª Fase – Resultados
6.ª Jornada
Dia 08-12-17
CA Leça 27 – 32 Alavarium
9.ª Jornada
Dia 10-12-17
Alavarium 28 - 19 Juventude Lis

Começa o acerto de calendário nesta prova que de regular têm muito pouco, mas já é algo de positivo, pois só viremos a nova jornada desta prova em 12-01-17, estamos em época de todos os torneios e similares se sobreporem às provas Nacionais. Até ao momento, apenas temos de fazer um reparo, pois o horário é alterado em cima da realização do encontro, o que não se entende. Apenas uma referência pela positiva, pois ambos os encontros foram disputados sem ocorrências disciplinares registadas.

Em Leça da Palmeira, realizou-se um dos jogos em atraso nesta Fase da Prova, o CA Leça / Alavarium (começou, somente às 17H30), que foi um jogo, de presumível vencedor, conforme se veio a verificar com a vitória da equipa do Alavarium (disputa 3 encontros em 3 dias), num encontro praticamente de sentido único, embora no primeiro tempo ainda se tenha verificado uma igualdade a 12 golos, sendo neste período que ainda se verificou algum equilíbrio, chegando a equipa visitante ao intervalo na frente do marcador por 20-16, um dos maiores diferenciais registados neste período de jogo. No segundo tempo, disputado com grande equilíbrio, conforme se verifica pelo parcial registado (12-11) a favor do Alavarium, que chegou a estar na frente do marcador com um diferencial de 7 golos (29-22, por exemplo), mas com a equipa do CA Leça a nunca sempre a reagir, até porque o Alavarium, estava a gerir plantel, para os 3 jogos que vai disputar. O CA Leça com 10 jogadoras a marcarem golos, teve em Ana Carneiro com 6 golos a sua principal marcadora, no Alavarium Cláudia Correia com 11 golos foi a sua melhor marcadora. Com esta vitória o Alavarium deixa a companhia do seu adversário neste encontro na tabela classificativa. 

No jogo relativo à 9. Jornada que se encontrava em atraso, o Alavarium, completou o seu terceiro jogo do fim-de-semana (2 de acerto para a PO06, e o jogo da Taça de Portugal). Desta feita venceu a Juventude lis a jogar como visitado, num encontro em que dominou totalmente o encontro, pois comandou o marcador durante os 60 minutos regulamentares, com uma boa primeira parte, construindo praticamente a vitória chegando ao intervalo a vencer por 14-8, ou seja já com uma assinalável diferença (6 golos), para nos segundos 30 minutos, apesar da tentativa da Juventude Lis em equilibrar o jogo, o que conseguiu em parte pois o parcial neste período foi somente de 14-11, mas mesmo assim o jogo terminou com uma assinalável diferença. Apesar da gestão do plantel, o Alavarium teve 11 jogadoras a marcarem golos, com Ana Carolina Silva a marcar 5 golos, e a ser a sua principal marcadora, na Juventude Lis, que vinha de um jogo de grande equilíbrio disputado para a Taça de Portugal na véspera, as suas melhores marcadoras, não passaram dos 4 golos (Francisca Marques, Joana Espinha, e Margarida Gabriel). Com esta vitória a equipa de Aveiro ascendeu isolada ao 5.º lugar da tabela classificativa, embora com menos um jogo, e a Juventude Lis desceu ao 8.º lugar. 

Classificação após este encontro: - 1.º Madeira SAD, e Colégio Gaia (32 pontos), 3.º Maiastars (25 pontos), 4.º SIR 1.º Maio/CJB (-1 jogo 23 pontos), 5.º Alavarium (-1 jogo, 22 pontos), 6.º CS Madeira, JAC-Alcanena, e Juventude Lis (21 pontos), 9.º Assomada (20 pontos), 10.º CA Leça (17 pontos), 11.º Académico FC (15 pontos), 12.º Santa Joana (11 pontos).

O Noticias

Crónica de Fim-de-semana – 12 – 2017 / 2018 – II

Nova e ligeira crónica dedicada á PO02. Prova que como sabemos é constituída por 3 Zonas, onde as equipas “B”, não serão apuradas para a Fase Final.

Apuram-se para a Fase Final do Grupo A, o que dá acesso á 1.ª Divisão os 2 primeiros classificados de cada Zona.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

Zona 1 - OK
11.ª Jornada
Santo Tirso 28 - 21 Marítimo (Antecipado)
Dia 09-12-17
SP. Oleiros 26 - 21 FC Porto B
CCR Fermentões 27 - 24 CP Natação
CA Póvoa Varzim 29 - 28 São Mamede
FC Gaia 25 - 22 Boavista FC

Disputada que foi a 2.ª jornada da 2.ª Volta, apenas falaremos sobre quatro encontros pois como vêm sendo normal, o Marítimo já o encontro relativo á esta jornada a prova, e já comentado em tempo. Felizmente todos os jogos se disputaram sem ocorrências disciplinares. E apenas num dos encontros o resultado foi diferente do verificado em relação ao verificado na jornada homóloga da 1.ª volta, registando-se maioritariamente a confirmação de resultados. O único resultado alterado ocorreu no jogo FC Gaia / Boavista FC, que desta vez terminou com a vitória do FC Gaia, embora não tenha sido fácil, pois ao intervalo o resultado verificado era uma igualdade, a 11 golos, de salientar que neste encontro o Boavista FC, já se apresentou “órfão” na sua baliza de Sérgio Morgado, que se transferiu para o FC Porto. Com esta derrota o Boavista FC Mantêm o 1.º lugar da tabela classificativa, à condição pois possui mais um jogo que os seus adversários directos, continuando até ver a ser uma das equipas que discutirá a presença na Fase Final. No CCR Fermentões / CP Natação, tivemos mais um encontro de grande equilíbrio, embora a equipa local, tenha chegado ao intervalo a vencer por uma margem de 4 golos (14-10), tendo no segundo tempo de suportar a excelente reacção do CP Natação, com esta vitória, a equipa do CCR Fermentões, isola-se no 2.º lugar da tabela classificativa, confirmando ser uma das favoritas, à discussão dos lugares de apuramento, que serão certamente muito discutidos, depois da difícil vitória do CA Póvoa Varzim, diante a equipa do São Mamede, que parece quer ressurgir das “cinzas”, e com os últimos resultados, são um indicativo de que poderão realizar outros resultados, neste encontro a equipa visitada, teve extraordinárias dificuldades para vencer, pois ao intervalo perdia por 16-13, com a equipa da Póvoa, a dar a volta apenas no segundo tempo. E com este resultado a isolar-se no 3.º lugar da classificação da zona, continuando a ser uma das favoritas à discussão do apuramento para a Fase Final, O São Mamede, continua a estar em último lugar da mesma classificação.  No SP. Oleiros / FC Porto B, voltamos a ter uma vitória da equipa de Oleiros, com o FC Porto B, a realizar uma prova aquém das espectativas, num encontro em que ao intervalo já vencia por 14-11, equilibrando o encontro apenas no segundo tempo, perdendo pela diferença que já se registava ao intervalo.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º Boavista FC (+1 jogo, 30 pontos), 2.º CCR Fermentões (29 pontos), 3.º CA Póvoa Varzim (27 pontos), 4.º GC Santo Tirso (26 pontos), 5.º FC Gaia (25 pontos), 6.º SP. Oleiros (23 pontos), 7.º CP Natação, e Marítimo (+1 jogo), (18 pontos), 9.º FC Porto B (15 pontos), 10.º São Mamede (13 pontos).

Zona 2 OK
11.ª Jornada
Dia 08-12-17
AD Sanjoanense 38 - 31 AC. Coimbra
Dia 09-12-17
Estarreja AC 30 - 35 Benfica B
ADC Benavente 29 - 25 AC Sismaria
SIR 1.º Maio - AD Albicastrense (Adiado)
Dia 10-12-17
CD Marienses 25 – 25 Juventude Lis

Disputou-se a 11.ª Jornada nesta zona, que teve um jogo adiado devido provavelmente às condicções atmosféricas (na temos informação precisa), SIR 1.º Maio / AD Albicastrense, e nos jogos disputados, apenas existiu uma rectificação em relação ao resultado verificado na 1.ª volta, que curiosamente foi o único encontro onde se registaram ocorrências disciplinares. E começaremos exactamente por este encontro, o CD Marienses / Juventude Lis, jogo onde existe a curiosidade de ter ao banco um técnico de 1.º Grau, o que contraria tudo o que está regulamentado. E depois de ter sido noticiado que o seu novo técnico era Henrique Melo, que neste encontro como no da Taça, esteve presente mas como jogador. Foi um encontro de grande equilíbrio durante os 60 minutos, com a equipa de Leiria a chegar ao intervalo a vencer por 13-12, para o encontro terminar numa perfeita igualdade no marcador, com este resultado, a equipa da Juventude Lis, deixou o primeiro lugar da classificação, passando para o 2.º lugar em igualdade com a AD Sanjoanense, que em jogo antecipado (jogo realizado na 6.ª Feira), venceu como era previsível a AC. Coimbra, num encontro onde a preocupação defensiva quase que não existiu, conforme se constata, pelo número total de golos, que supera o tempo de jogo. Ao intervalo já a AD Sanjoanense vencia por 21-14, num encontro em que os homens de Coimbra ainda deram alguma “luta” nos primeiros minutos, até aos 11-10 a favor da equipa visitante, mas a partir daqui foi sempre a aumentar o diferencial. No reinício do encontro a AC. Coimbra faz um parcial de 4-1, e coloca o resultado em 22-18, mas mais uma vez os homens da AD Sanjoanense reagiram e voltaram a estar por cima no resultado, chegando a ter 9 golos de vantagem como por exemplo aos 33-24, e aos 35-27, confirmando ser uma das equipas que discutirá o apuramento na zona. Com esta nova derrota a equipa da AC. Coimbra continua a contabilizar apenas derrotas até ao momento nesta zona. No Estarreja AC / Benfica B, tivemos nova vitória do Benfica B, que ao intervalo já vencia por 19-16, e terminou com um diferencial favorável de 5 golos, com esta vitória, o Benfica B sobe ao 4.º lugar da classificação, mas como não pode subir de divisão afecta os restantes clubes, em termos globais de classificação. Em Benavente, realizou-se o ADC Benavente / AC Sismaria, que foi mais um encontro onde o resultado foi confirmado em relação ao verificado na 1.ª volta, com nova vitória do ADC Benavente, que ao intervalo já estava na frente do marcador por 17-11, para no segundo tempo aumentar o diferencial existente e confirmar totalmente a sua vitória, o que leva a equipa a isolar-se no 1.º lugar da classificação e sendo um dos favoritos ao apuramento para a Fase Final da Prova

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º ADC Benavente (27 pontos), 2.º Juventude Lis, AD Sanjoanense (26 pontos), 4.º Benfica B (25 pontos), 5.º AC Sismaria (24 pontos), 6.º Estarreja AC (22 pontos), 7.º CD Marienses (21 pontos), 8.º AD Albicastrense, e SIR 1.º Maio (-1 jogo, 17 pontos), 10.º AC. Coimbra (11 pontos)

Zona 3
4.ª Jornada
Dia 16-12-17
SC Horta - Alto Moinho (21H00)
11.ª Jornada
Dia 08-12-17
Zona Azul 16 - 40 SC Horta
Dia 09-12-17
Ginásio Sul 21 - 23 1.º Dezembro
CDE Camões 24 - 24 Vitória FC
Alto Moinho 27 - 17 CCP Serpa
CF Sassoeiros 29 - 15 Vela Tavira

Na 11.ª jornada desta Zona, realizaram-se todos os encontros, verificando-se que apenas um resultado foi rectificado em relação ao que se verificou na jornada similar da 1.ª volta, e onde todos os jogos foram disputados sem ocorrências disciplinares (presumimos, pois um dos Boletins de Jogo, não se encontra devidamente completado, e como tal a classificação do Portal da FAP, está incompleta). O único encontro onde o resultado foi diferente do verificado na primeira volta, foi o CDE Camões / Vitória FC, que desta vez terminou numa igualdade, depois ao intervalo a equipa do CDE Camões estar na frente do marcador por 14-12, e durante grande parte do segundo tempo ainda esteve no comando do marcador, pois ainda vencia o encontro por 22-21, para terminar numa perfeita igualdade. Com esta igualdade a equipa do Vitória FC, é notória a aproximação da equipa do Alto Moinho, na classificação, e serão provavelmente as equipas principais na discussão pelos lugares de apuramento, sem menosprezar o 1.º Dezembro e o próprio CDE Camões, embora estes mais remotamente na nossa opinião. O Grande favorito ao apuramento da zona o SC Horta, foi a Beja derrotar de forma clara e ampla a equipa local, num jogo de sentido único, e que ao intervalo já vencia por uns esclarecedores 22-7, para terminar a vencer por uma margem que não se esperava (pelo menos nós), com este resultado mesmo com menos um jogo, comanda isolado a classificação da zona, apenas contabilizando vitórias. No Ginásio Sul, realizou-se o encontro entre a equipa local, e o 1.º Dezembro, que terminou, tal como na primeira volta com a vitória da equipa do 1.º Dezembro, num jogo de grande equilíbrio, com o resultado ao intervalo a ser já favorável ao 1.º Dezembro por 13-11, que espelha não só o equilíbrio ocorrido no 1.º tempo e em especial no segundo tempo. O Alto Moinho recebeu o CCP Serpa, a única equipa que apenas tem derrotas nos jogos disputados até ao momento e assim continuou, com a vitória da equipa do Alto Moinho, que já vencia ao intervalo por 11-8, resultado que espelha a excelente réplica do CCP Serpa, que se apresentou com apenas 10 jogadores inscritos no Boletim de Jogo. No segundo tempo verificou-se a diferença existente entre as duas equipas. Com esta vitória o Alto Moinho conforme já dissemos, com esta vitória aproxima-se em termos classificativos do Alto Moinho. Por fim tivemos o CF Sassoeiros / Vela Tavira, que foi mais um resultado que confirma o resultado da primeira volta, mas agora verificando-se uma nítida superioridade da equipa local, que ao intervalo já vencia por 14-7.

Classificação da zona, após a realização destes jogos – 1.º SC Horta (-1 jogo, 30 pontos), 2.º Vitória FC (29 pontos), 3.º Alto Moinho (-1 jogo, 27 pontos), 4.º CDE Camões, e 1.º Dezembro (24 pontos), 6.º Ginásio Sul (20 pontos), 7.º Zona Azul, e CF Sassoeiros (18 pontos), 9.º Vela Tavira (15 pontos), 10.º CCP Serpa (11 pontos).

O Banhadas Andebol

sábado, 9 de dezembro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 27 – 2017 / 2018 – I

Normal cronica de fim-de-semana da PO01, dedicada aos encontros que se disputaram relativos à 15.ª Jornada. Para termos novas a 13 e 20-12-17. Sendo posteriormente a prova interrompida até 20-01-18.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

15.ª Jornada
Dia 09-12-17
Benfica 32 – 28 Águas Santas
Arsenal 28 – 29 AA Avanca
Ismai 23 – 26 Belenenses
Sporting 39 – 24 Xico Andebol
São Bernardo 20 – 32 ABC
FC Porto 32 – 21 Madeira SAD
Boa Hora 28 – 27 AC Fafe

Jornada disputada completa, o que começa a ser uma raridade, e onde tivemos não só conformações em de resultados em relação à jornada homóloga da 1.ª volta como algumas rectificações de resultados. Felizmente disputada sem ocorrências disciplinares registadas.

FC Porto 32 – 21 Madeira SAD

No Dragão Caixa, razoavelmente composto, disputou-se um encontro onde foi rectificado o resultado ocorrido na 1.ª volta da prova, foi um encontro de grande equilíbrio e jogado a excelente ritmo até cerca dos 15 minutos de jogo, quando o resultado era uma igualdade a 8 golos, e aos 19 minutos o FC Porto perdia por 10-8, para até ao final do primeiro tempo realizar um parcial de 8-1, chegando ao intervalo a vencer por 16-11. Com Hernandez e Miguel Martins em bom plano e com Hugo Laurentino a defender tudo e mais alguma coisa, (cabe aqui referirmos os comentários despropositados dos comentadores que estavam em serviço sobre a qualidade das camisolas, pois no nosso entender deviam boas, mas as de ambas as equipas, bem como sobre o tamnha dos jogadores), apenas referimos pois que quem comenta mesmo num canal de clube deve demonstrar alguma já não digo tal, isenção. O FC Porto que fez um jogo de grande qualidade em especial em termos defensivos, pois em ataque planeado a rapidez na troca de bolos e com dois centrais da qualidade de Miguel Martins e Rui Silva, está tudo ou quase tudo dito. O Técnico do Madeira SAD, que não têm as soluções no banco que o FC Porto, possui, fez tudo o que podia fazer, mas em termos atacantes foram demasiados atabalhoados, seja dado mérito à equipa do FC Porto, que até estreou o consagrado Sérgio Morgado (75% de eficácia) na baliza, onde demonstrou todas as suas inatas qualidades, com Hugo Laurentino a chegar aos 34% de eficácia). Miguel Martins (7 golos, 78% de eficácia, 4 de 7 metros), e Hernandez com 6 golos (60% de eficácia), foram os melhores marcadores do FC Porto, que com esta vitória, se mantêm totalmente inseridos na discussão pelo primeiro lugar nesta Fase da Prova, No Madeira SAD, que foi ineficaz em termos atacantes, teve em Hugo Lima o seu melhor jogador e marcador com 6 golos (75% de eficácia. Dirigiu este encontro a dupla de Braga constituída por Fernando Costa / Diogo Teixeira, que na nossa opinião estiveram pouco assertivos na faltado atacante sem bola, e nas violações da área provocada pelo atacante e não pelo defesa estar a fender lá dentro, o que deu origem a alguns livres de 7 metros.

Benfica 33 – 28 Águas Santas

No pavilhão da Luz o Benfica ao vencer o Águas Santas, não só confirmou o resultado da 1.ª volta, como se manteve no 1.º lugar da tabela classificativa a par do Sporting. Este encontro, foi de grande equilíbrio até as forças dos maiatos existirem ou seja até cerca dos 46 minutos de jogo. O jogo que se iniciou a um ritmo frenético, de tal forma que aos 12 minutos de jogo se verificava uma igualdade a 12 golos, e durante este primeiro tempo, nenhuma das equipas esteve na frente do marcador por mais de dois golos de diferença, chegando ao intervalo com o Benfica na frente do marcador por 18-16. Neste período de jogo total destaque para Paulo Moreno (9 golos, 100% de eficácia), pelo Benfica e para Mário Oliveira (6 golos, 75% de eficácia) pelo Águas Santas. No segundo tempo conforme já dissemos o jogo foi mais atabalhoado pelo ataque do Águas Santas, face à forte melhoria defensiva do Benfica, e o equilíbrio apenas durou até aos 46 minutos quando se verificava uma igualdade a 24 golos, já com Miguel Espinha (50% de eficácia) na baliza onde esteve bem, e com a quebra física verificada na equipa maiata, sem soluções atacantes, rematando praticamente no limiar do jogo passivo, os maiatos foram perdendo discernimento e o Benfica aos 55 minutos de jogo venciam por 30-36, e o resultado do encontro estava praticamente decidido. Pois até final apenas deu Benfica. No Benfica destaque ainda para Fábio Vidrago com 7 golos (100% de eficácia), foi um dos seus melhores marcadores. No Á, o seu melhor marcador desta vez foi Elias António com 7 golos (70% de eficácia, 1 de 7 metros), e António Campos (16% de eficácia) não esteve igualmente nos seus dias. Dirigiu em termos de arbitragem a dupla Tiago Correia / João Aranha, que fez uma arbitragem sem critério e sem equidade, pois existiram demasiadas exclusões sem se justificarem, asfaltas do atacante estiveram sem noção das mesmas, e no jogo passivo que existiu e várias vezes apitavam, (parecia) a pedido, e as bolas nos pés são para serem vistas e marcadas, na nossa opinião para esquecer.

No pavilhão Fernando Tavares, disputou-se o Boa Hora / AC Fafe, que foi um dos resultados rectificado em relação ao ocorrido na 1.ª volta (uma igualdade a 29 golos), este foi um encontro de total equilíbrio mais uma vez, com alternâncias no marcador, mas sem nenhuma das equipas ter nunca mais de 2 golos de vantagem, esse verificavam sempre recuperações, e foram diversas as igualdades de tal forma que o ao intervalo o resultado era uma igualdade a 16 golos, resultado que refletis o que se tinha passado no primeiro tempo. No segundo tempo a forma de jogar e o ritmo de jogo, não sofreu grandes alterações, e terminou com a vitória da equipa visitada pela diferença mínima, e curiosamente com um golo marcado nos últimos momentos do jogo, pelo mesmo marcador que o tinha feito na última jornada, Uros Markovic (2 golos, 50% de eficácia), de referir que o AC Fafe terminou o encontro em inferioridade numérica por exclusão do experiente Nuno Pimenta (8 golos, 62% de eficácia, - 5 de 7 metros), e que foi o melhor marcador da equipa, acompanhado por Tiago Silva com 6 golos (75% de eficácia), uma referências para os homens da baliza do AC Fafe, que estiveram bem, quer Nelson Reyniel (29% de eficácia), quer Nuno Silva (33% de eficácia). Na equipa do Boa Hora, estiveram em evidência os seus dois jogadores de campo mais experientes, Rui Barreto com golos, e melhor marcador da equipa (62% de eficácia, 2 de 7 metros), e Luís Nunes com 7 golos (54% de eficácia), uma palavra ainda para Henrique Carlota na baliza, com 29% de eficácia), com este resultado, o Boa Hora mantém o mesmo lugar da tabela classificativa.

No pavilhão João Rocha, realizou.se o Sporting / Xico Andebol, com pouco público, jogo que terminou com a vitória esperada do Sporting, que confirmou o resultado da jornada homóloga da 1.ª volta, e que não começou bem o jogo, com demasia displicência, pois permitiu que os homens de Guimarães sabendo bem o que podiam fazer, foram equilibrando o jogo, atá aos 6 minutos de jogo (igualdade a 3golos), para aos 11 minutos estarem a perder apenas por 2 de diferença (6-4), situação que se repetiu aos 15 minutos (9-7), pois só a partir deste momento o Sporting, foi mais assertivo em termos atacantes, e rapidamente chega aos 9 golos de vantagem, quando estavam decorridos cerca de 28 minutos de jogo, para o intervalo chegar com o resultado em 18-11, e com o jogo praticamente resolvido. No segundo tempo apesar da ligeira reacção do Xico Andebol, que diminui a diferença para os 5 golos de diferença aos 35 minutos, para a partir deste momento o Sporting, ir dilatando a sua vantagem, que chegou a ser de 16 golos (39-23), pela última vez aos 59 minutos. O Sporting com 12 atletas a marcarem golos, o que demonstra a gestão do plantel que foi efectuada, com Carlos Carneiro (7 golos, 88%, 1 de 7 metros), Francisco Tavares (71% de eficácia), e Carlos Ruesga (83% de eficácia, 3 de 7 metros), a serem os seus principais marcadores, uma referência para o jovem guarda-redes Manuel Gaspar, que jogou os 60 minutos com uma eficácia de 25%. No Xico Andebol, Bruno Landim com 11 golos (85% de eficácia), foi o seu melhor marcador, na baliza Élcio Fernandes foi o mais produtivo com 27% de eficácia. Com esta vitória o Sporting mantem-se no comando da tabela classificativa em conjunto com o Benfica.

No pavilhão do São Bernardo, realizou-se o São Bernardo / ABC, com um pavilhão bem composto face à sua capacidade, e era um encontro que despertava alguma curiosidade face aos resultados verificados na jornada anterior, mas afinal tudo decorreu dentro de uma absoluta normalidade competitiva, com a esclarecedora vitória do ABC, que desta forma confirmou o resultado verificado na 1.ª volta. Foi um encontro que apenas foi equilibrado até aos 20 minutos, quando o ABC passou para a frente do marcador por 10-9, situação que não mais largou chegando ao intervalo a vencer por 15-10, para realizar um segundo tempo onde foi clara a diferença entre as duas equipas com o diferencial a ir subindo, de tal forma, que o encontro terminou com um dos maiores diferencias verificados na jornada. Com este resultado o São Bernardo continua com apenas uma vitória na prova, e o ABC continua na discussão pelos primeiros lugares da classificação. Na equipa do São bernardo com 12 jogadores a concretizarem golos, o seu principal marcador não passou dos 4 golos e foi Tiago Sousa. No ABC, com 13 jogadores a marcarem golos, Délcio Pina, e Tomás Albuquerque com 5 golos cada, foram os seus principais marcadores. Não referimos as eficácias, pois o relatório da estatística não foi realizado.

Na Maia, e no seu pavilhão Municipal disputou-se o Ismai / Belenenses, que foi mais um resultado que confirmou o ocorrido na 1.ª volta. Foi um jogo de grande equilíbrio com a equipa do Ismai a estar mais vezes na frente do marcador durante os primeiros 23 minutos de jogo, quando o Belenenses alcança uma igualdade a 10 golos, passando de seguida a comanda o marcador, chegando ao intervalo já a vencer por 14-12. No segundo período do jogo a toada e a tendência mantiveram-se com a equipa do Belenenses a chegar a estar a vencer com uma vantagem de 5 golos, a última das quais aos 43 minutos de jogo (21-16), apar o encontro a partir deste momento ser de grande equilíbrio com a equipa visitante a controlar o marcador e o jogo. Duas adas grandes figuras do jogo, foram os guarda-redes, no Ismai Manuel Borges com 36% de eficácia, e no Belenenses João Moniz com 39% de eficácia. No Ismai António Almeida (83% de eficácia), Francisco Fontes (71% de eficácia, 3 de 7 metros), e Tiago Héber (63% de eficácia), todos com 5 golos cada foram os seus melhores marcadores. No Belenenses Nelson Pina (8 golos, 89% de eficácia), e Nuno Roque (6 golos, 50% de eficácia) foram os seus melhores marcadores.

No Flávio Sá Leite, disputou-se o Arsenal / AA Avanca, foi mais um jogo onde foi confirmado o resultado da 1.ª volta, só que desta vez num encontro muito mais equilibrado, e grandes alternâncias no marcador, pois o Arsenal ainda no primeiro tempo chegou a ter 4 golos de vantagem aos 25 minutos de jogo, para chegar ao intervalo a vencer pro 13-11. No segundo tempo a AA Avanca, entrou melhor, mas só aos 50 minutos de jogo conseguiu reduzir para a diferença mínima (24-23), para igualar o marcador a 24 golos aos 52 minutos, e de seguida assumir o comando do marcador, sempre com o Arsenal a responder de forma positiva, de tal maneira que se entra no último minuto com uma igualdade a 28 golos, e uma desqualificação a Manuel Sousa do Arsenal, com o golos da vitória ser obtido nos últimos momentos do encontro. No Arsenal, Rui Lourenço com 8 golos (80% de eficácia, 5 de 7 metros), Manuel Sousa (5 golos, 55% de eficácia), e Sérgio Caniço (63% de eficácia), ambos com 5 golos cada, foram os melhores marcadores da equipa, que teve na baliza um Luís Oliveira em bom plano com 34% de eficácia). Na AA Avanca, Jenilson Monteiro com 8 golos (73% de eficácia), e Diogo Silva com 6 golos (55% de eficácia), foram os seus melhores marcadores. Tendo na baliza Luís Silva com 25% de eficácia.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting, e Benfica (42 pontos), 3.º FC Porto (40 pontos), 4.º ABC (38 pontos), 5.º AA Avanca (36 pontos), 6.º Belenenses (33 pontos), 7.º Águas Santas, e Madeira SAD (29 pontos), 9.º Boa Hora (26 pontos), 10.º Ismai (24 pontos), 11.º Arsenal (22 pontos), 12.º Xico Andebol (21 pontos), 13.º AC Fafe (20 pontos), 14.º São Bernardo (18 pontos). 

O Banhadas Andebol

Campeonato do Mundo Alemanha 2017 – Femininos – XIX

23.º MUNDIAL DE SENIORES FEMININOS
(ALEMANHA) 
Terminou a Fase Preliminar (60 jogos) do 23.º Mundial de Seniores Femininos que está a decorrer na Alemanha ao dia 17 de Dezembro de 2017.

O Jogo de abertura do Mundial, que opôs a Alemanha aos Camarões terminou com uma goleada de 28-15. A favor das anfitriãs do Mundial, sem qualquer surpresa. No Grupo A, temos de referir a derrota da França diante a Eslovénia por 24-23, com a Roménia a vencer a Eslovénia por 31-28, Com a equipa Lusófona de Angola, a ter um comportamento além do desejado, apesar das grandes dificuldades que colocou aos grandes favoritos, terminando com uma vitória sobre o Paraguai, neste Grupo de destacar a igualdade verificada entre a Espanha e a França a 25 golos naquele que foi o jogo do dia na jornada em que foi disputado, finalmente para as vitórias na última jornada da França sobre a Roménia, e da Espanha sobre a Eslovénia. No Grupo B, destaca-se a excelente campanha (mais uma vez) da Noruega, bem como a vitória da Suécia sobre a Hungria (25-22), e sobre a Noruega na última jornada, sendo este resultado uma das grandes surpresas do Grupo, e o comportamento da Polónia, que iniciou com uma vitória sobre a Suécia por 33-30, mas foi como se costuma dizer ”sol de pouca dura”, perdendo com a Hungria (31-28), e apenas voltando a vencer a frágil Argentina. No Grupo C, a equipa da Lusofonia o Brasil, teve um comportamento igualmente aquém do esperado, sendo provavelmente uma das grandes desilusões da prova, apesar de ter realizado alguns resultados, que poderão ser considerados, como perdendo apenas por 2 golos de diferença com a forte equipa da Dinamarca, naquele que foi considerado pela IHF, como o jogo do dia, e terminando com uma igualdade com Montenegro, não sendo apuradas para os 1/8 Final no sistema de desempate com Montenegro, sendo no entanto a Rússia a grande dominadora, e destaca-se ainda a vitória de Montenegro sobre a Dinamarca por 31-24, diferencial não esperado, por muitos. E temos a difícil vitória da equipa da Rússia, equipa que têm dominada o seu Grupo, sobre o Japão por apenas 1 golo de diferença. Por último temos o Grupo D, onde se encontra a equipa organizadora da prova, verifica-se que a mesma empatou com a Sérvia a 22 golos, um dos resultados surpresa (na nossa opinião), e terminou com uma surpreendente derrota diante a equipa da Holanda, e que foi o Grupo onde ocorreram os resultados mais desnivelados, como por exemplo o Sérvia / China, que terminou com a vitória da Sérvia por 43-23, ou ainda a vitória da Holanda, sobre a China por 40-15, A China por sua vez é talvez a equipa mais fraca da prova, termina esta fase com uma igualdade a 26 golos, com os Camarões, verificando-se os resultados até ao momento pois no encontro com a Alemanha apenas concretizou 3 golos no segundo tempo. A Holanda, é a equipa que voltou a surpreender ao obter uma igualdade agora diante a equipa da Sérvia a 27 golos, com a grande surpresa da Coreia do Sul a vencer a Holanda por 24-22, e a terminar com uma igualdade a 23 golos com a Sérvia.

Disputar-se-ão um total de 84 jogos

Ficaram apurados para os 1/8 Final as seguintes equipas:

Grupo A – Roménia, França, Espanha, e Eslovénia.
Grupo B – Suécia, Noruega, Hungria, e Republica Checa.
Grupo C – Rússia, Dinamarca, Japão, e Montenegro
Grupo D – Sérvia, Holanda, Alemanha, e Coreia do Sul.

1/8 Final
Dia 10-12-17
Hungria – França (17H30)
Sérvia – Montenegro (17H30)
Suécia – Eslovénia (20H30)
Alemanha – Dinamarca (20H30)
Dia 11-12-17
Roménia – República Checa (17H30)
Rússia – Coreia do Sul (17H30)
Espanha – Noruega (20H30)
Japão - Holanda

Horas Locais

Vão disputar a President’s CUP (17.º ao 24.º lugar) em 10 e 11 de Dezembro, as seguintes equipas:

Grupo A – Angola e Paraguai.
Grupo B – Polónia e Argentina.
Grupo C – Brasil e Tunísia.
Grupo D – Camarões e China.

President’s CUP – 10 e 11 de Dezembro
1/4 Final – em 12 e 13 de Dezembro
1/2 Final – em 15 de Dezembro
3.º E 4.º Lugar, e Final – em 17 de Dezembro

Portugal – Apesar da completa OMISSÃO dos Órgãos Federativos (Lamentável), está representada neste Mundial através do Delegado da IHF António Goulão, que nesta Fase Preliminar, desempenhou funções, nos seguintes encontros.

Republica Checa – Argentina - Grupo B
Noruega – Hungria – Grupo B
Polónia – República Checa – Grupo B
Hungria – Suécia – Grupo B
Argentina – Noruega – Grupo B
Hungria – Argentina – Grupo B
Suécia – República Checa – Grupo B
Polónia – Hungria – Grupo B
Suécia – Argentina – Grupo B
República Checa – Noruega – Grupo B
Argentina – Polónia – Grupo B
República Checa – Hungria – Grupo B
Noruega – Suécia – Grupo B

Não temos informação da transmissão para Portugal através de qualquer estação de alguns dos jogos em direto, nem a nossa Comunicação Social falou até ao momento, sobre esta prova.

Os jogos são transmitidos em LIVE 2017 World Women's Handball Championship Online TV Channel, ver mais através do Link. Pois face aos direitos negociados com a belIN Sports, é muito provável que não existam transmissões online gratuitas. 


O Noticias

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Sorteios – Época 2017 / 2018 - VI

A Federação anunciou através de uma notícia no seu portal e do seu Comunicado Oficial N.º 44 da época 2017 / 2018 em 07-12-17, a data da realização de sorteios, relativos as Taças de Portugal Masculina, e Feminina. Os sorteios são realizados na FAP.
PO.23 – Taça de Portugal Seniores Femininos
1/4 Final - Sorteio dia 19-12-17 pelas 17H00
PO.20 – Taça de Portugal Seniores Masculinos
1/8 Final - Sorteio dia 19-12-17 pelas 17H15 

O Noticias

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – VIII

26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
GRUPO 4 NA PÓVOA VARZIM
Finalmente a FAP, procedeu à divulgação do local da realização da, disputa do Grupo 4 de apuramento para o Play OFF Europeu, que se realiza em Portugal, onde o local de realização será a Póvoa do Varzim, informação que peca por tardia, e esta realização até provoca uma interrupção no Nacional da 1.ª Divisão de 20-12-17 (data da realização de uma jornada da prova, até 21-01-18), esperamos que esta longa interrupção seja positiva para as cores Nacionais.

Grupo 4Portugal, Polonia, Chipre, e Kosovo – Será disputado em Concentração de 12 a 14-01-18. Hoje já podemos fornecer o Calendário com horários, finalmente.

Calendário do Grupo 4

1.ª Jornada
Dia 12-01-18
Polónia – Kosovo (17H15)
Portugal – Chipre (19H30)
2.ª Jornada
Dia 13-01-18
Kosovo – Portugal (18H00)
Chipre - Polónia (20H30)
3.ª Jornada
Dia 14-01-17
Chipre – Kosovo (15H30)
Portugal – Polónia (18H00)

Nota – Entende-se perfeitamente a ordem dos jogos na 2.ª jornada, onde se registou uma troca da sua ordem em relação ao que tinha sido publicado pela EHF

Não entendemos o motivo por que até ao momento, ainda não foi divulgada qualquer transmissão televisiva dos jogos em especial de Portugal. Será que vão existir?

Estranhamos que até ao momento, não tenha sido divulgada, qualquer programa de estágio da Selecção Nacional, assim como uma lista provisória dos elementos convocados, e esperamos para verificar se continua a fazer parte da equipa de Seleccionadores um Guarda Redes, recentemente inscrito por um clube da PO01.

O Banhadas Andebol

Formação – Treinadores – Póvoa Varzim

Seminário de Andebol da Póvoa Varzim
(Sistema evolutivo do Andebol - Contra ataque e Contra Golpe)

Noticia a Federação, no seu Portal, que em simultâneo com a disputa do Grupo 4 da qualificação Europeia para o Play Off do Mundial de 2019, vai realizar-se na Póvoa do Varzim uma acção de formação subordinada ao tema em titulo.

A acção é realizada pelo Póvoa Andebol Clube e pela Câmara Municipal com o apoio da Federação portuguesa de Andebol, nos dias 12 a 14 de Janeiro de 2018, no Auditório Municipal da Póvoa de Varzim, com as inscrições a as suas condições a serem realizadas neste Link.

São Formadores já Confirmados

Carlos Resende – Treinador do Benfica
Lars Walther – Treinador do FC Porto
João Paulo Barbosa – Seleccionador da AA Porto
Miguel Solha - Treinador do CA Póvoa Varzim
Paulo Sá – Presidente da ATAP
Rolando Freitas – Treinador do Águas Santas

Este Seminário está homologado para efeitos de renovação do Titulo de Treinador com 3,2 UC

Eis uma iniciativa que poderá ser proveitosa para a modalidade. No entanto convêm não esquecer que aos custos de participação ainda acrescem os custos de alimentação e estadia, pois a ficha de inscrição nada informa acerca do assunto, no entanto poderão segundo o Portal da Federação, informações adicionais para o seguinte email: povoaandebol@gmail.com .

O Formador

EHF – Candidaturas para Euros Sub-17 e Sub-19 - 2019

EUROPEUS DE SUB-17 E SUB-19
FEMININOS EM 2019

A EHF iniciou os processos de candidatura, e inscrição para as seguintes provas, no género Feminino, a serem disputados em 2019. As candidaturas terão de dar entrada nos serviços da EHF até 29 de Janeiro de 2018.

EHF Euro Sub-17 – A disputar de 1 a 11-08-19
EHF Champions Sub-17 – A disputar de 2 a 11-08-19
EHF Euro Sub-19 – A disputar de 11 a 21-07-19
EHF Champions Sub-19 – A disputar de 12 a 21-07-19

No link que fornecemos, podem ser encontradas as condições quer de candidatura quer de inscrição, que deverão ser realizadas pelas diversas Federações, para que possam avaliar, o valor em que fica uma participação, ou uma possível organização. 

O Noticias

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 26 – 2017 / 2018 – I

Cronica Intermédia da PO01, dedicada aos encontros que se disputaram relativos à 14.ª Jornada, disputada a meio da semana. Para termos novas jornadas até 20-12-17. Sendo a prova interrompida até 20-01-18.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

14.ª Jornada
Dia 06-12-17
Águas Santas 34 – 14 Arsenal
AA Avanca 21 – 20 Ismai
Belenenses 22 – 23 Boa Hora
Xico Andebol 26 – 27 São Bernardo
ABC 23 – 26 FC Porto
Madeira SAD 28 – 32 Benfica
AC Fafe 22 – 29 Sporting

Começamos por achar estranho que o principal jogo da jornada, não tenha sequer transmissão pela Andebol TV, estamos certamente a referir-nos ao ABC / FC Porto, felizmente foi uma jornada totalmente disputada, e que corresponde á 1.ª jornada da segunda volta desta Fase da Prova. Comparando com os resultados ocorridos na jornada homóloga da 1.ª volta, tivemos resultados para todos os gostos, rectificações, e manutenção, Felizmente apenas um encontro foi disputado com ocorrências disciplinares registadas.

Belenenses 22 – 23 Boa Hora

Jogo disputado, no pavilhão Acácio Rosa com escasso público, e com a grande novidade pela negativa de ser transmitida sem comentários, nunca vimos uma situação tão caricata e negativa para a modalidade nos últimos tempos, simplesmente deplorável. Foi um encontro que terminou com a vitória por um golo da equipa do Boa Hora, que assim retribuiu o resultado da 1.ª volta, quando perdeu precisamente pela diferença de um golo. Este jogo não foi de excelência, bem pelo contrário, e ambas as equipas podem e devem fazer mais em campo. O Boa Hora que se apresentou sem Pedro Sequeira um dos seus principais marcadores, e um dos melhores elementos, comandou o marcador e o jogo durante praticamente todo o primeiro tempo, apenas consentindo uma igualdade a 3 golos cerca dos 10 minutos, para se verificar a falta de qualidade do encontro podemos dizer que o Belenenses marca o seu primeiro golo cerca dos 8 minutos, estando neste primeiro período especialmente desatento em termos de contra-ataque, com Henrique Carlota (39% de eficácia) na baliza do Boa Hora a ser dos seus melhores elementos, e esteve pouco assertivo em termos de remate com muitos passes falhados e remates completamente precipitados. Foi de tal forma que a equipa do visitante através do bom jogo de um dos seus mais experientes jogadores Luís Nunes (7 golos, 47% de eficácia), ia fazendo a diferença e chegou-se ao intervalo com o Boa Hora a vencer por 12-10. No segundo tempo verificou-se algumas melhorias quer defensivas quer atacantes por parte da equipa do Belenenses, enquanto a equipa do Boa Hora perdia discernimento, e deste modo o Belenenses onde João Ferreira (8 golos, 67% de eficácia, 3 de 7 metros) foi um dos seus principais elementos juntamente com Nuno Roque 4 golos (40% de eficácia), chega pela primeira vez ao comando do marcador aos 42 minutos, quando passa a vencer por 16-15, conseguindo aos 48 minutos estar na frente do marcador por 3 golos de vantagem, 19-16, mas uma boa reacção da equipa do Boa Hora, volta colocar-se na frente por 20-19, aos 52 minutos, para depois assistirmos a cenas caricatas de perca de bola e de contra-ataques completamente infrutíferos, chagando-se aos 58 minutos com o marcador numa igualdade a 22 golos, podendo dizer-se que a equipa da casa não soube ou não pode aproveitar as superioridades numéricas de que dispôs, Com Boa Hora a marcar o golo da vitória a 15 segundos do fim do jogo por Uros Markovic (3 golos, 100% de eficácia). O técnico do Boa Hora arriscou e ganhou ao atacar nos momentos finais do encontro com 7 jogadores de campo, com Pedro Pinto (5 golos, 56% de eficácia) a destacar-se, de destacar igualmente a prestação positiva de João Moniz na baliza do Belenenses (36% de eficacia). Dirigiu o encontro a dupla de nível 3 de Lisboa/ Santarém composta por Tiago Correia e João Aranha, que realizaram uma arbitragem completamente inconsequente pois nunca tiveram critério disciplinar, o jogo passivo mal assinalado e quando não devia parecia a pedido, e as faltas do atacante eram assinalados quando eram sem critério.

No principal jogo da jornada, o ABC / FC Porto, que estranhamente não teve honras de transmissão pela Andebol TV, nem as estatísticas iniciaram o seu trabalho quando deviam, começando muito depois do início do encontro, e terminado por não apresentar o resumo final, pelo que não atribuiremos as naturais % de eficácia dos intervenientes. Começaremos esta nossa ligeira crónica por estranhar a inclusão de 3 guarda-redes nos jogadores inscritos pelo FC Porto, para este encontro, que teve algumas situações dignas de destaque, tais como foi um encontro que terminou com ocorrências disciplinares registadas, 21 exclusões no tal, o que significa que tivemos pouco andebol de sete, e um total de 17 livres de 7 metros marcados. Jogo que começou com algum equilíbrio pois o marcador assinalava uma igualdade a 4 golos com cerca de 10 minutos de jogo, quando o FC Porto, passou para frente do marcador, e chegou aos 6 golos de vantagem quando estavam decorridos cerca de 18 minutos de jogo (12-6), para chegar ao intervalo a vencer por 15-11. No segundo tempo o ABC com um jogo bem conseguido, mas que não chegou para a vencer o encontro, aos 45 minutos com um golos de Humberto Gomes chega à igualdade a 20 golos, para de imediato passar para a frente do marcador 21-20, com um golo de Tomás Albuquerque, equilíbrio que se foi mantendo até a igualdade a 22 golos, com o FC Porto a passar para a frende do marcador por 23-22, situação que não mais largou até final do encontro. No ABC, Hugo Rocha com 6 golos foi o seu melhor marcador, enquanto no FC Porto, Miguel Martins com 9 golos, foi o melhor marcador.

Na Madeira com um pavilhão muito bem composto de público, disputou-se o Madeira SAD / Benfica, que terminou com a vitória do Benfica, que confirmou a vitória na jornada homóloga da 1.ª volta. Este encontro terminou com um resultado que poderá para quem o lê enganador, pois o equilíbrio, foi uma constante durante 53 minutos, e com alternâncias no marcador, embora o Benfica tenha comandado mais vezes o marcador, mas o evidente equilíbrio levou a que o resultado ao intervalo fosse uma igualdade a 14 golos, no segundo tempo o Benfica adianta-se no marcador e consegue 3 golos de vantagem aos 39 minutos, no entanto o Madeira SAD através de um bom jogo defensivo, consegue nova igualdade a 21 golos aos 43 minutos, situação que se viria a repetir aos 53 minutos agora com uma igualdade a 26 golos, e só partir deste momento, o Benfica com um parcial de 6-2, consegue terminar como vencedor, pela margem de 4 golos, que chegou a ser de cinco aos 59 minutos, quando o marcador se situava nos 32-27. Nas balizas quer Hugo Figueira no Benfica com 29% de eficácia, quer o jovem Gustavo Capdeville no Madeira SAD com 28% de eficácia, estiveram bem. No Madeira SAD, João Pinto com 8 golos (62% de eficácia, 2 de 7 metros), e Elledy Semedo com 6 golos (55% de eficácia, 2 de 7 metros), foram os seus melhores marcadores. No Benfica, com 11 jogadores a marcarem golos João Pais (75% de eficácia), Nuno Grilo (75% de eficácia), e Belone Moreira (86% de eficácia, 3 de 7 metros), todos com 6 golos cada foram os seus principais marcadores.  

No Pavilhão do Águas Santas, realizou-se o Águas Santas / Arsenal, além ter sido um dos jogos onde foi confirmado o resultado da 1.ª volta, foi um encontro em que o Arsenal começou bem marcando o 1.º golo aos 28 segundos de jogo, mas acabou aqui o seu bom momento de jogo, pois a equipa maiata rapidamente repôs tudo em ordem e comandou o encontro e o marcador no resto do tempo que faltava jogar, ou seja dominou a seu belo prazer a equipa minhota, que não teve argumentos para a equipa maiata, de tal forma o que o resultado ao intervalo já era de 17-10 a favor do Águas Santas, situação que piorou no segundo tempo onde o Arsenal apenas obteve 4 golos, ou seja termina o encontro com um diferencial de 20 golos, o que na nossa opinião não se coaduna com uma 1.ª Divisão Nacional. No Águas Santas com 13jogadores a marcarem golos, pois com este resultado deu para o plantel ser rodado e dar tempo de jogo aos menos utilizados, Pedro Cruz com 7 golos (78% de eficácia, 1 de 7 metros), e Gonçalo Vieira com 6 golos (75% de eficácia), foram os principais marcadores sua equipa, sendo muito bem acompanhados quer por António Campos (54% de eficácia), quer por Pedro Pacheco (40% de eficácia) na baliza da equipa maiata. No Arsenal o principal destaque vai, para o seu guarda-redes Luís Oliveira com 20% de eficácia, e para o João Santos com os seus 5 golos (50% de eficácia), e que foi o melhor marcador da equipa.

No Pavilhão Adelino Costa em Avanca, tivemos o AA Avanca / Ismai, que foi um dos jogos mais disputados da jornada, e que ao mesmo tempo foi um dos encontros onde igualmente foi rectificado o resultado ocorrido na 1.ª volta. O Ismai que comandou o jogo e o marcador até cerca dos 28 minutos de jogo, chegando a ter 5 golos de vantagem aos 15 minutos de jogo, quando vencia por 8-3, obrigando a equipa da AA Avanca a andar a atrás do marcador chegando ao intervalo com um o resultado numa igualdade a 10 golos. No segundo período de jogo, a equipa visitada começa melhor, e comanda o marcador até aos 45 minutos, quando se regista nova igualdade a 15 golos, o número de golos reflete a forma como as defesas se comportaram perante os ataques de uma e outra equipa. A AA Avanca, volta a comandar o marcador e o jogo, e aos 56 minutos vencia por 20-16, permitindo que o Ismai fizesse um parcial de 4-0, e terminasse perdendo por apenas um golo de diferença. Que foi obtido em superioridade numérica nos últimos segundos do encontro, por Nuno Carvalho. Total destaque para o homem do jogo, o guarda-redes da AA Avanca Luís Silva com 50% de eficácia, com Taboada (60% de eficácia) e Diogo Oliveira (60% de eficácia), ambos com 6 golos cada, sendo que Diogo Oliveira marca5 de 7 metros. No Ismai, Manuel Borges na baliza com 38% de eficácia, foi um dos seus principais elementos, numa equipa onde 11 atletas concretizaram golos, com Diogo Coelho (63% de eficácia), e Tiago Heber (56% de eficácia), ambos com 5 golos cada a serem os principais marcadores da equipa.

Terminamos como AC Fafe / Sporting, que se realizou em Fafe, e que foi um dos encontros onde foi confirmado o resultado ocorrido na 1.ª volta, e que foi dominado pelo Sporting, durante os 60 minutos, com períodos de jogo em especial no segundo tempo de excesso de confiança, e de falta de concentração competitiva, pois uma equipa que aos 12 minutos de jogo, vence por 8-1, aos 17 minutos vence por 11-2, e chega ao intervalo a vencer por 16-7, não pode ou por outra não deve menosprezar o valor do adversário, que até venceu o segundo parcial (15-13), chegando a estar a perder somente por 5 golos, como pro exemplo aos 51 minutos e o Sporting vencia por 23-18. De assinalar que o Sporting, termina o encontro com apenas 4 jogadores de campo por ter duas exclusões no minuo final. No Sporting os seus guarda-redes não estiveram mal, Manuel Gaspar que jogou a maior parte do tempo teve 23% de eficácia, enquanto Cudic no pouco tempo que esteve em campo chegou aos 60% de eficácia. Teve 11 jogadores a marcarem golos, mas os seus principais marcadores não passaram dos 4 golos (Carol, com 67% de eficácia, 1 de 7 metros, e Filipe Borges com 67% de eficácia, 1 de 7 metros. No AC Fafe os dois guarda-redes também estiveram bem (na nossa opinião); Nelson Reyniel (32% de eficácia), e João Carvalho (25% de eficácia), com 10 jogadores a marcarem golos, foi o experiente Nuno Pimenta com 7 golos (70% de eficácia, 1 de 7 metros), o seu principal marcador.

Em Guimarães, disputou-se o Xico Andebol / São Bernardo, jogo entre as duas equipas que subiram de divisão, e que foi a grande surpresa da jornada com a equipa do São Bernardo a obter a sua primeira vitória na prova, sendo uma das equipas que rectificou o resultado da 1.ª volta. Apesar do aparente equilíbrio que do resultado se pode transparecer, a verdade é que ainda no primeiro tempo o Xico Andebol, chegou a comandar o jogo, e o marcador com diferencias de 5 e 6 golos como por exemplo quando vencia por 12-6 aos 23 minutos de jogo, já depois da desqualificação do guarda-redes do São Bernardo Emanuel Ribeiro, chegando ao intervalo a vencer por 14-10. Mas a equipa do São Bernardo, nunca virou a cara à luta e iguala o marcador aos 19 golos, volta fazer o mesmo a 21 golos, aos 50 minutos e passa a comandar o marcador, consentido novas igualdades, a última das quais a 26 golos, com o golo da vitória a ser conseguido nos últimos segundos do encontro por Tiago Sousa. Esta vitória foi conseguida diante uma equipa onde os seus homens da baliza estiveram bem, com Luís Castro (27% de eficácia), e Élcio Fernandes (32% de eficácia), enquanto no São Bernardo no pouco tempo que esteve em jogo Emanuel Ribeiro chegou aos 25% de eficácia, mas o seu substituto Filipe Silva não passou dos 17% de eficácia. No Xico Andebol o experiente Cláudio Mota com 10 golos (71% de eficácia, 4 de 7 metros), e Afonso Lima com 6 golos (67% de eficácia), foram os seus melhores marcadores, no São Bernardo Tiago Sousa com 9 golos (56% de eficácia), e Leandro Rodrigues com 7 golos (64% de eficácia), foram os seus melhores marcadores.

Após a realização destes jogos a classificação é a seguinte – 1.º Sporting, e Benfica (39 pontos), 3.º FC Porto (37 pontos), 4.º ABC (35 pontos), 5.º AA Avanca (33 pontos), 6.º Belenenses (30 pontos), 7.º Águas Santas, e Madeira SAD (28 pontos), 9.º Boa Hora, e Ismai (23 pontos), 11.º Arsenal (21 pontos), 12.º Xico Andebol (20 pontos), 13.º AC Fafe (19 pontos), 14.º São Bernardo (17 pontos). 

O Banhadas Andebol

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Torneios de Selecções Regionais Femininas - III

Conforme anteriormente por nós referido, no seguimento do efectuado na época anterior onde a Federação reactivou as provas de Selecções Regionais, quer em Masculinos, quer em Femininos, provas que chegaram a ser designadas por PO30 e PO31, mas com novo formato (que na nossa opinião bastante melhor que o anterior) estas designações deixaram de existir, e como tal também não as usaremos. Hoje iremos abordar a prova feminina.

Apenas referimos que a Federação através do seu CO N.º 43 de 30-11-17, informa dos locais de disputa da 1.ª Fase da prova, informando ainda o tempo de jogo, Bola e Regras técnicas especiais, continuando a ser omisso, tal como já o era nos CO’s N.º 36 e 37 desta época, sobre a questão do alojamento, que possa existir, e ninguém sabe de quem é a responsabilidade.

Torneio Selecções Regionais Femininas - Prova destinada a atletas nascidos em 2003 e 2004.

Participam em princípio – Algarve, Aveiro, Braga, Leiria, Lisboa, Madeira, Porto, Setúbal, Vila Real, um total de 10 de Associações.

1.ª Fase - 09-12-17 e 10-12-17, em 3 Zonas (1 zonas com 4 equipas e 2 zonas 3 equipas), jogando no sistema de TxT a 1 volta, apurando-se o 1.º Classificado de cada Zona para a Fase Final, o 2.º da zona com 3 (4 equipas), fica igualmente apurado para a Fase Final. As restantes equipas ficam apurados para uma Fase Intermédia.

Zona 1 – Esposende (Responsável AA Braga)
Calendário
Dia 10-12-17
Viseu - Vila Real (11H00)
Braga – Aveiro (16H00)
Vila Real – Braga (18H30)

Zona 2 – Oliveira de Frades (Responsável AA Viseu)
Calendário
Viseu – Porto (10H00)
Porto – Leiria (15H00)
Leiria – Viseu (17H00)

Zona 3 – Lagoa (responsável AA Algarve)
Calendário
Dia 09-12-17
Lisboa – Algarve (18H00)
Setúbal – Madeira (20H00)
Dia 10-12-17
Algarve – Madeira (10H00)
Lisboa – Setúbal (12H00)
Setúbal – Algarve (16H00)
Madeira – Lisboa (18H00)

Na nossa opinião zonas constituídas para minimizar custos, mas mesmo assim haverá zonas que irão ser bastante dispendiosas, como por exemplo as zonas 2 e em especial a 3, com os calendários a serem constituídos de forma absurda, para jogos de 30x2 com 10 minutos de intervalo. E calendários elaborados sem sorteio o que se estranha, e é negativo na nossa opinião.

Como nota final (aplicada a ambos os géneros), diremos que a FAP considerou a possibilidade de os jogos da 1.ª Fase as fases serem disputados num só dia (o que não se verifica felizmente em todas as zonas), sistema do qual discordamos em absoluto, pois torna a mesma uma prova feita por favor e economicista e não uma competição para desenvolvimento e implementação da modalidade, nestes termos provavelmente o mais sensato (na nossa opinião), em vez de se fazerem deslocações de centenas de Km’s, Mais valia fazerem-se concentrações regionais, para observação, e desenvolvimento envolvendo os clubes das respectivas Associações

O Formador

Última Hora – Sérgio Morgado no FC Porto

SÉRGIO MORGADO
NO
FC PORTO


Segundo notícias que corriam, era possível a transferência de Sérgio Morgado do Boavista FC, para o FC Porto, hoje foi por nós confirmado no que Sérgio Morgado já se encontra inscrito pelo FC Porto, este guarda-redes internacional português de 43 anos de idade, e que assim vai colmatar a ausência por lesão de Alfredo Quintana, encontrando-se já disponível para o jogo de hoje do ABC com o FC Porto. 

O Noticias

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Crónica de Fim-de-semana – 10 – 2017 / 2018 - IV

Crónica dedicada aos jogos da PO04, que se disputaram durante o fim-de-semana.

São directamente aprovados para a Fase Final as 3 primeiras classificadas em cada zona da 1.ª Fase

PO04 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juniores Masculinos.

Zona 1
9.ª Jornada
Dia 03-12-17
FC Porto 25 - 30 Águas Santas
CP Natação 30 - 26 Xico Andebol
AA Avanca 27 - 29 FC Gaia
CD Feirense 31 - 27 Académico FC
Ismai 29 - 32 ABC

Na última jornada da primeira volta jogada de forma completa, tivemos algumas surpresas, e jogos disputados com bastante equilíbrio, não existindo diferenças “abismais” entre vencedores e vencidos, tendo sido disputada sem o registo de qualquer ocorrência disciplinar registada, apesar do equilíbrio nos jogos já referidos, com o principal jogo da jornada o FC Porto / Águas Santas, a protagonizar (na nossa opinião), a grande surpresa da jornada, com a vitória da equipa maiata no Colégio Carvalhos, sobre o FC Porto que assim contabilizou a sua primeira derrota, e por uma margem toda ela realizada no segundo tempo, pois ao intervalo o FC Porto vencia por 15-14. Com esta vitória a equipa do Águas Santas iguala o Xico Andebol no 3.º lugar da tabela classificativa, e assume-se, juntamente com o seu adversário como uma das sérias candidatas ao apuramento para a Fase Final. Martim Costa com 7 golos e Rui Oliveira com 6 golos, foram os melhores marcadores do FC Porto, Gonçalo Voeira com 9 golos, e Miguel Neves com 6 golos, foram por sua vez os melhores marcadores do Águas Santas. Outro encontro que foi uma surpresa diz respeito à vitória do CP Natação sobre o Xico Andebol, na condicção de visitado, num encontro de grande equilíbrio em especial no primeiro tempo onde o Xico Andebol chegou a comandar o marcador (6-5), para no entanto após uma igualdade a 8 golos o CP Natação chegar ao intervalo já na frente do marcador por 14-13. No segundo tempo a equipa visitada comandou o jogo e o marcador durante todo o tempo, terminando com a maior diferença que se registou durante todo o jogo. Com este resultado embora não perca a sua condicção de ser um dos principais clubes a discutir um dos lugares de acesso à Fase Final o Xico Andebol desce um lugar na tabela classificativa. Luís Alves com 8 golos, e Daniel Sousa com 7golos foram os melhores marcadores do CP Natação, por sua vez Manuel Lima com 11 golos foi o melhor marcador do Xico Andebol. Em Avanca realizou-se o AA Avanca / FC Gaia, que terminou com a vitória dos visitantes, que ao intervalo já venciam por 16-12, tendo no entanto que suportar a forte reacção da equipa da AA Avanca, nos segundos 30 minutos de jogo, que apenas permitiu a diminuição do diferencial, com esta vitória a equipa do FC Gaia, poderá ser incluída no lote das equipas que nesta zona, ainda poderão discutir um lugar de acesso à fase Final. Paulo Moreira com 7 golos, e Pedro Pires com 6 golos, foram os melhores marcadores da AA Avanca, Tomás Carvalho com 9 golo, Rafael Ferreira e Fernando Leite com 6 golos cada foram os melhores marcadores do FC Gaia. Realizou-se o CD Feirense / Académico FC, que terminou com a vitória do CD Feirense, e com esta nova derrota, o Académico FC, continua em último lugar da tabela classificativa com apenas uma vitória. A equipa visitante já vencia ao intervalo por 19-14, tendo de suportar e controlar a boa resposta dos homens do Lima no segundo tempo, que procuram alterar o resultado final sem o conseguirem. Eduardo Rocha com 7 golos, e Miguel Costa com 6 golos, foram os melhores marcadores do CD Feirense, o Académico FC com 10 atletas a marcarem golos, teve em João Carneiro com 6 golos o seu principal marcador. Por último temos o Ismai / ABC, que foi um encontro mais equilibrado do que se poderia supor, coma equipa bracarense a sentir grandes dificuldades para levar de vencida os maiatos, mesmo assim já vencia ao intervalo por 14-12, aumentando a sua vantagem final, com esta vitória o ABC isola-se no 2.º lugar da tabela classificativa, sendo um mais fortes candidatos á discussão dos lugares de apuramento para a Fase Final. Afonso Correia com 13 golos, e Gonçalo Meireles com 10 golos foram os melhores marcadores do Ismai, Carlos Bandeira com 8 golos, Ricardo Magalhães e Diogo Duarte, ambos com 6 golos cada foram os melhores marcadores do ABC.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º FC Porto (25 pontos), 2.º ABC (23 pontos), 3.º Xico Andebol, e Águas Santas (21 pontos), 5.º FC Gaia (19 pontos), 6.º CD Feirense, e CP Natação (16 pontos), 8.º AA Avanca (15 pontos), 9.º Ismai (13 pontos), 10.º Académico FC (11 pontos).

Zona 2
9.ª Jornada
Dia 03-12-17
Belenenses 30 - 29 Juventude Lis
Sporting 25 - 27 São Bernardo
Vitória FC 27 - 22 Almada AC
Alto Moinho 26 - 36 Benfica
AC Sismaria 32 - 26 Estarreja AC

Zona disputada com o registo de ocorrências disciplinares num encontro, facto sempre negativo quando acontece. Facto registado no Vitória FC / Almada AC, que nos primeiros 30 minutos, estava a verificar-se (na nossa opinião) uma das grandes surpresas da jornada com o Almada AC a comandar o jogo e o marcador chegando ao intervalo a vencer por 13-10. No segundo tempo a equipa do Vitória FC rapidamente meteu “ordem” na casa e após a igualdade a 17 golos, passou para o comando do marcador terminando com uma vantagem de 5 golos, O Almada AC, continua assim a ser a única equipa da zona, que apenas contabiliza derrotas até ao momento. Rodrigo Alcácer com 5golos, foi o melhor marcador do Vitória FC, Tomé Salgado com 6 golos, e Francisco Melo com 5 golos, foram os melhores marcadores do Almada AC. Em Lisboa tivemos o Sporting / São Bernardo, num jogo, que confirmou tudo o que havíamos escrito na jornada anterior sobres esta equipa, que está a voltar aos bons momentos da formação a que sempre nos habituou, e desta forma veio vencer de forma o Sporting, num encontro em comandou o marcador e o jogo, praticamente durante os 60 minutos, com um parcial de 6-1 entre os 5-4 a seu favor e os 10-4 (6 golos de vantagem), construiu praticamente o resultado, chegando ao intervalo a vencer por 13-10. No segundo tempo a equipa do Sporting, ainda reagiu mas o melhor que conseguiu, foi chegar a um diferencial de apenas 1 golo (15-14), para o São Bernardo, voltar a aumentar a diferença, e jogo ser disputado posteriormente com grande equilíbrio, mas a vantagem já estava adquirida. Com este resultado o São Bernardo troca de posição na tabela classificativa, passando a ocupar o 2.º lugar, enquanto o Sporting, passa a 3.º classificado. O Sporting que teve 10 jogadores a marcarem golos, os seus melhores marcadores, não passaram dos 4 golos (Bruno Gaspar, Salvador, Nuno Reis, Duarte Caseiro), David Gomes com 12 golos, foi o melhor marcador do São Bernardo. Em Gândara, disputou-se o AC Sismaria / Estarreja AC, que foi um encontro de sentido único com a equipa visitada a comandar o jogo e o marcador, durante praticamente os 60 minutos, atingindo uma vantagem de 4 golos, ainda no primeiro tempo, quando vencia por 13-9, para o intervalo chegar com 16-14 a seu favor. No segundo tempo nada se alterou e o diferencial acentuou-se na parte final do encontro. Gonçalo Jesus com 9 golos e José Santos com 8 golos, foram os melhores marcadores do AC Sismaria, Diogo Liberato com 14 golos, e Bruno Marques com 5 golos, foram os melhores marcadores do Estarreja AC. No pavilhão Acácio Rosa, tivemos o jogo mais equilibrado da jornada, o Belenenses / Juventude Lis, onde as alternâncias no marcador foram várias, com a equipa de Leiria a chegar ao intervalo a vencer 16-14, apesar de estranhamente se ter apresentado com apenas 10 jogadores inscritos no Boletim de Jogo, no segundo tempo continuou a comandar o jogo e o marcador, apesar de nunca chegar a ter diferenças superiores a 3 golos (21-18, como exemplo), para permitir que a equipa do Belenenses, fosse a vencedora pela diferença mínima, nos momentos finais do encontro. Com este resultado o Belenenses, iguala o Estarreja AC em termos pontuais, mas (na nossa opinião), dificilmente discutirão um dos lugares de apuramento para a Fase Final. O Belenenses com 10 jogadores a marcarem golos, teve em Diogo Moreira com 7 golos, e António Gomes 5 golos os seus principais marcadores. Fábio Moreira com 14 golos, e João Cartas com 6 golos, foram os melhores marcadores da Juventude Lis. Por último temos o Alto Moinho / Benfica num encontro onde se esperava maior equilíbrio, mas o mesmo só existiu até aos 9-7 a favor do Alto Moinho, pois rapidamente a equipa do Benfica, meteu ordem na casa e chegou aos 10-9, para atingir o intervalo a vencer por uns confortáveis 18-11. No segundo tempo, continuou a comandar quer o jogo quer o marcador, para terminar com uma vitória por uma folgada margem. Com esta vitória continua a ser a única equipa invicta nesta Fase da Prova. Rui Gonçalves com 8 golos, e Alexandre Cruz com 7 golos foram os melhores marcadores do Alto Moinho. No Benfica com 12 atletas a marcarem golos, Tiago Costa com 8 golos, e Pedro Santana com 7 golos, foram os principais marcadores pelo Benfica.

Classificação da Zona após estes encontros – 1.º Benfica (27 pontos), 2.º São Bernardo (24 pontos), 3.º Sporting (23 pontos), 4.º Alto Moinho (21 pontos), 5.º Estarreja AC, e Belenenses (17 pontos), 7.º AC Sismaria (15 pontos), 8.º Juventude Lis (14 pontos), 9.º Vitória FC (13 pontos), 10.º Almada AC (9 pontos). 

O Noticias