gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Campeonato do Mundo Masculino 2019 – XXXI


26.º MUNDIAL DE SENIORES MASCULINOS
DINAMARCA – ALEMANHA – 2019
PLAY OFF
 PORTUGAL EMPATA COM A SÉRVIA
(JOGO DA 2.ª MÃO, E É ELIMINADO)

Só hoje em cima da hora, segundo palavras do Seleccionador Nacional, se saberia quais os 16 jogadores que estariam presentes no jogo, esquecendo-se provavelmente de que a EHF, divulgaria os mesmos muito mais cedo, e assim soubemos que ficaram de fora para este encontro João Ferraz, substituído por Jorge Silva, e continuou de fora o 3.º guarda-redes, o jovem Gustavo Capdeville.
No Pavilhão Municipal da Póvoa do Varzim, voltamos a defrontar a Sérvia, no jogo da 2.ª Mão do Play OFF, num pavilhão cheio, com o público a tudo fazer para animar a equipa Nacional, que tinha um resultado extremamente desfavorável para tentar recuperar, e e no primeiro tempo momentos houve em se chegou a ter esperanças, quando Portugal começou bem o jogo e com Quintana a ser uma das suas figuras, chegado a comandar o marcador com 4 golos de vantagem (28 minutos), apar chegar ao intervalo, a vencer por 13-10, e com todas as esperanças ainda intactas, mas a demonstrar uma forte precipitação nas sua acções atacantes, onde foram pouco pacientes, apesar de estarmos relativamente bem em termos defensivos, registando-se algumas melhorias em relação ao encontro da 1.ª mão, e tivemos um Tiago Rocha (3 golos), em bom nível, bem acompanhado por Miguel Martins, em termos atacantes, e com Alexis Borges (1 golo) e Salina bem termos defensivos, no segundo tempo Portugal, que aos 33 minutos voltou a ter 4 golos de vantagem (15-11), começou a dar mostras de uma forte ansiedade, e cerca dos 40 minutos com o resultado em 17-15, entra para a baliza de Portugal, Humberto Gomes que fez uma excelente partida na nossa opinião, juntamente com Sérgio Barros (4 golos), nas suas acções de contra ataque, mas Portugal continuou a mostrar deficit de concentração, e permitiu que os sérvios igualassem a 17 golos, cerca dos 42 minutos, para logo de seguida passarem para a frente do marcador, chegando aos 19-17, cerca dos 45 minutos com Portugal a tudo tentar, jogando com 7 jogadores no ataque, durante bastante tempo, e a partir desse momento a equipa da Sérvia, nunca mais perdeu a sua noção de jogo, enquanto a Selecção Nacional, foi perdendo eficácia, crença e até o seu rumo, com a Sérvia a chegar aos 24-22 cerca dos 57 minutos de jogo, para Portugal chegar à igualdade nos últimos 2 minutos. Devemos ainda referir as excelentes prestações do guarda-redes da Sérvia Vladimir Cupara, que entrou no segundo tempo, e ainda para Bogdan Radivojevic (6 golos), e Stevan Sretenovic (4 golos, 1 de 7 metros), que estiveram acima da média, assim como Pedro Portela (5 golos, 4 de 7 metros). Portugal demonstrou que na Sérvia fez uma partida aquém daquilo que pode fazer, e na Povoa, mostrou a razão, porque foi eliminado sem honra, pois esta igualdade, para nada serviu, e o “milagre” de que esperávamos não surgiu. Com a arbitragem da dupla turca, constituída por Kursad Erdogan e Ibrahim Ozdeniz, estiveram equilibrados em termos de sanção progressiva, mas ficou muito aquém daquilo que consideramos como mínimo, para uma dupla internacional, pois falharam diversas vezes em termos de 7 metros, e da lei da vantagem,  e sobre os apoios .

Resultados
1.ª Mão
Dia 10-06-18
Sérvia 28 – 21 Portugal
2.ª Mão
Dia 14-06-18
Portugal 25 – 25 Sérvia

Equipas apuradas através do Play OFF, para o Campeonato Mundial de Seniores Masculinos de 2019 será realizado numa organização conjunta da Dinamarca e da Alemanha, de 13 a 17-01-19 – Sérvia, Islândia, Rússia, Hungria, Áustria, Macedónia, Suécia, Noruega, e Croácia. 

O Banhadas Andebol

12 comentários:

Anónimo disse...

Agora vai ser facil dizer mal , quando se perde e sempre assim , mas a realidade e que o treinador portugues nao teve bem , pois quando fugimos no marcador foi miguel Martins que deu o emperrao porque que saiu e nao entrou mais? bem mas a realidade e so uma podemos ter cubanos que sao portugueses podemos ter jogadores a jogar ao mais alto nivel em equipas estrangeiras mas a realidade e que nao temos andebol para competir com estas potencias europeias.

Anónimo disse...

Fraquinhos fraquinhos.
Paulo Jorge Pereira tem muita labia mas depois nao tem estofo para por a equipa a jogar com qualidade.
Andebol muito palido jogadores qie jogam no estrangeiro ( que dizem que evoluem muito mais) nao jogam mada escondem se em vez de assumir o jogo.
Vale termos 2cubanos a defender ali ao meio para aliviar as nossas derrotas ...paulo jorge Pereira ate nunca seu nabo.

Anónimo disse...

Conferencia de Imprensa após o Jogo , diz o selecionador,,,,
"não podemos fazer o discurso dos coitadinhos "
Olhe meu caro , coitadinho do andebol que o tem como selecionador pau mandado de um Vice de Braga , de um diretor geral do Porto , de uma equipe técnica de um clube e prisioneiro de um grupo de jogadores que se acham vedetas .
Se juntar a isto a falta de liderança da FAP e as suas Peneiras está tido dito . Mas tenha fé , quando aumentarem o numero de equipes nas fases finais lá estaremos e vai ser uma festa nas redes sociais .

Anónimo disse...

Paulo Pereira começou por dizer que "falhou o primeiro jogo que fizemos na Sérvia". O selecionador nacional acrescentou, ainda, que "hoje, acho que jogamos a um excelente nível, na primeira parte e tivemos aqueles dez minutos iniciais da segunda parte em que não conseguimos ser tão bons como os sérvios são a fazer bem o fácil.".

Sobretudo TU e a tua equipa técnica falharam...

Anónimo disse...

Acabou o sonho. A Sérvia é melhor e soube fazer bem, para além de estar melhor nos momentos chave. Perdemos por mais de dois\três na Sérvia e isso pesou. No conjunto dos dois jogos as estrelas de Portugal tiveram irregulares, para além de amorfas! Só Tiago Rocha se aproveitou. Erros incríveis do selecionador que parece obedecer demasiado a nomes mais sonantes! No lado oposto Obradovic soube parar alguns que conhecia bem! Gilberto e ferraz a jogarem em campeonatos vistosos, foram um desastre. Se notarmos que Quintana não esteve muito bem no conjunto dos dois jogos, tudo dito. Fábio talvez acorde e mude de resina, dado tanta bola que lhe foge! Analisem onde jogam os Sérvios e onde andam os nossos. E não se esqueçam que duas trutas deles não estiveram na Póvoa...
Ontem Portela e Sérgio os melhores marcadores mas, devíamos ter jogado muito mais em contra-ataque, algo que os Sérvios evitaram e bem!
Na Arbitragem o habitual. Ganha e tira dividendos quem melhor finge. È uma realidade que os Sérvios apesar de mais fortes, caíram ao chão muitas vezes. Ontem um foi avisado, de resto tudo normal. Afinal, onde fica Portugal dos Andebóis? Com pavilhões vazios e um campeonato pobre, o que podemos esperar? Paciência...

Anónimo disse...

"Vi o jogo .Uma desgraça. bola pra frente e fé em Deus.Treinador mais uma vez fraquinho!
Não há melhor.
Uma pergunta quem era o Director que estava no banco!"
jb

Anónimo disse...

Se eu mandasse ferraz e fábio nunca mais vestiam a camisola da selecção Nacional!!
Dormir e andar distraído não é aqui!!
Quantos golos deram ao adv.?
Rua com este trio de treinadores!!
Jogos particulares na Roménia??

Pedro Marques disse...

Onde é que deu a conferência de imprensa?

Anónimo disse...

Boa tarde,
Ontem desloquei-me à Póvoa e não me arrependo. O resultado não foi o melhor mas o esperado…. O nosso andebol ainda não consegue estar ao nível do da Sérvia. Eles nos momentos chave do jogo conseguiram gerir muito bem a parte emocional e fazer uso da sua experiencia. Mas há que realçar o ambiente fantástico das bancadas. Os portugueses gostam de andebol e manifestaram todo o seu apoio à modalidade. Espetáculo !!! Obrigado também à TVI pela oportunidade que deu aos portugueses de assistirem a este jogo.

Nota: O Miguel Martins é um atleta por excelência. É polivalente, joga bem em todas as posições, acho que até na baliza defendia umas bolas !!! Mas jogar ao mais alto nível é necessária a especialização na posição, ter rotinas bem oleadas e ter mais critério na decisão.

Anónimo disse...

O comentário das 11.39 horas diz quase tudo. Falta apenas referir uma coisa - todo este imobilismo da modalidade tem muitos interesses (que nem sequer estão) escondidos. Enquanto o principal interesse de alguns agentes da modalidade é serem presidentes de associações, para terem o deles ao fim do mês, estamos conversados. E depois, vai-se tapando o sol com uma peneira e assinando uns protocolos, ali e acolá, protocolos que não são acompanhados e de que ninguém conhece resultados práticos.

Anónimo disse...

Jogamos contra uma sel. que anda sempre nos Europeus e Mundiais. Num dia muito bom podíamos vencer mas, o diferencial de sete matou-nos. Os melhores deles estiveram bem e como equipa jogaram simples e objectivamente. Os nossos no conjunto dos dois jogos e, tudo somado, estiveram irregulares. Os mais vistosos ou mais famosos, nem se viram! Gilberto e Ferraz nem se viram! Só Rocha esteve regular e talvez Quintana que quando não se defende bem, trama-se! Fábio e Cavalcanti, apesar da evolução do último, estiveram fracotes. Enquanto numa ala, Paulo andou a divertir-se com a história do Portela no banco, na outra o Sérgio isolava-se mas, a bola não chegava. J. Silva marcou um golo de antologia e mais nada. Três centrais mas na prática nenhum a resultar e,acabou por ser Gilberto a assumir. Dispam a camisola e a frio aceitem que, vamos andar mais uns anitos a sonhar...
Ah! E a ver os jogadores a emigrar em massa!

Anónimo disse...

Foi bom ver o pavilhão cheio. Nada de ilusões. Onde jogam os jogadores Portugas? Comparem com os da Sérvia. O treinador Sérvio conhecia bem os Portugas. Ainda por cima perdemos logo tudo no primeiro jogo e, depois os nossos craques distraíram-se! Quanto a quem dirige, é o habitual. Tudo mal preparado e ainda umas quantas invenções tácticas. Portela no banco deve ter sido para ganhar alguma aposta entre amigos...!