gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 2 de junho de 2018

PO06 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Juvenis Masculinos


Cronica intermédia e ligeira sobre a Fase final desta prova, que está a ser disputada no mesmo formato competitivo, da época anterior.

Desta feita sem representação das Regiões Insulares.
  
SPORTING BI-CAMPEÃO NACIONAL
(Foto FAP)


3.ª Jornada
Dia 02-06-18
Benfica 21 – 21 Águas Santas
ABC 28 – 29 Sporting A

Na jornada que deu inicio à 2.ª volta desta Fase Final, verificaram-se tal como na 1.ª volta jogos cruzados entre equipas oriundas de diferentes zonas, e onde apenas um resultado foi diferente do verificado da 1.ª volta (Benfica / Águas Santas), e mais uma vez apesar do forte equilíbrio verificado nos resultados finais, não se registaram ocorrências disciplinares. E registaram-se, na nossa opinião excelentes assistência em especial em Braga (450 espectadores).

Na Quinta Marrocos o Benfica recebeu o Águas Santas, e comando o jogo durante grande parte do tempo de jogo, chegando ao intervalo já na frente do marcador por 11-8, para no segundo tempo chegar aos 5 golos de vantagem (18-13), momento a partir do qual os maiatos reagirem e bem e igualam o marcador a 19, e 20 golos, para depois sofrerem o 21-20, e ainda terem força anímica para conseguir igualar o marcador nos momentos finais do encontro. No Benfica, Joaquim Nazaré com 7 golos, foi o seu melhor marcador, por sua vez João Gomes com 6 golos, e António Carvalho com 5 golos, foram os melhores marcadores do Águas Santas, que com esta igualdade (a segunda), continua, até ao momento sem registar qualquer vitória nesta Fase da Prova, e com esta igualdade encontra-se em definitivo afastada da discussão do Titulo Nacional, tal como o Benfica, face ao resultado verificado em Braga. No Flávio Sá Leite, com uma excelente moldura humana, realizou-se o ABC / Sporting, que era um encontro que poderia desde já decidir o Titulo Nacional, o que veio acontecer. O ABC comandou o jogo e o marcador durante grande parte do tempo de jogo, chegando ainda no primeiro tempo a estar a vencer por 17-12, para chagar ao intervalo a vencer por 17-14. NO segundo tempo continuou, a estar na frente do marcador, obtendo mais uma vez uma vantagem de 5 golos (18-13), logo no início no segundo tempo, para se manter na frente do marcador pela diferença mínima com o resultado 23-22, e 25-24, por exemplo, para se entrar numa fase de total equilíbrio com a igualdades a sucederem.se com a equipa do Sporting a marcar o golo que lhe deu a vitória e o titulo Nacional a duas jornadas do terminus da prova, nos últimos momentos do encontro. No ABC, Vinicius Fonseca com 9 golos, e José Vieira com 7 golos, foram os seus melhores marcadores. No Sporting Salvador com 10 golos, Rafael Paulo e Diogo Alves, ambos com 6 golos cada, foram os seus melhores marcadores.

Classificação após esta jornada – 1.º Sporting A (12 pontos), 2.º ABC, e Benfica (7 pontos),  4.º Águas Santas (6 pontos).

O Formador

3 comentários:

Anónimo disse...

Melhor plantel, melhor equipa, dois degraus acima de todos os outros. Merecem ganhar por serem os melhores, mas deviam jogar o dobro. Muita sorte nos jogos, e muitas opções absurdas, mas a distância era tanta que não havia como falar, e só assim se é campeão em 4 jornadas de 6. Falta muito acompanhamento e técnico na equipa.
Excelente trabalho do Benfica, com um plantel fraco e sem os nomes sonantes a fazer juniores e seniores. Se lá estivessem outro galo cantaria. O Benfica apenas piorou o plantel desde há 2 anos, enquanto o Sporting se reforçou. E mesmo assim jogam ao mesmo nível do Sporting.
O ABC não desmereceu, e cresce. Demonstram o melhor andebol e fazem omeletes sem ovos. Estão de parabéns.
Águas uma desilusão enorme. Deviam render o dobro, mas há muita falta de treino e de pernas.

Anónimo disse...

O Águas santas tem de contratar mais 5/6 jogadores como fez este ano a equipa que ia ser imbatível nao ganha um jogo nesta fase?
Não basta ir buscar os jogadores que mais sobressaem nos clubes da região è preciso trabalho

Anónimo disse...

Ao anónimo que escreveu o primeiro comentário só queria referir uma questão: como é possível alguém dizer que falta acompanhamento técnico na equipa? É o mesmo treinador que o ano passado no mesmo escalão ganhou tudo o que havia para ganhar, tendo inclusive sido campeão invicto.Esta época, apesar do nível ter sido mais baixo, conseguiu ser campeão a duas jornadas do fim.
Há que reconhecer méritos!