gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 28 de junho de 2018

Ranking Europeu para a Época 2019 / 2020 - Femininos


EHF informou (25-06-18) a tabela de Ranking Feminino para a Época 2019 / 2020. (A Federação sobre esta publicação nada disse até ao momento.

PORTUGAL DESCE PARA 25.º LUGAR

Tabela Feminina
Analisando, muito sumariamente a mesma diremos, aquilo que já se previa, (mas infelizmente nós só damos as noticias menos más ou boas, porque aquelas que não nos são favoráveis, mantemos um absurdo silencio). Portugal perde uma posição época (2019/2020) ou seja passou para o 25.º lugar, e conforme já tínhamos alertado perdeu o direito a disputar a Liga dos Campeões, continuando no entanto com direito ao mesmo número de participações nas provas Femininas, e que são 4 equipas, distribuídas por, EHF CUP (1), e Challenge CUP (3). No entanto importa referir que estávamos no limite inferior de ter direito a 1 lugar na Liga dos Campeões, o que face a mais uma ausência já anunciada nesta prova, e á não existência de qualquer informação sobre a presença nas restantes provas, tudo junto contribuiu para que se verifica-se a nefasta descida, e a consequente  perca do lugar de acesso directo á Liga dos Campeões.

O que dissemos anteriormente, já o tínhamos referido em 2014, em 2015, e em 2017-.

Por outro lado estranha-se que o sítio da FAP, nada tenha referido acerca dos perigos existentes, e apenas tenha noticiado sobre a tabela masculina.

Existem algumas alterações que poderão ser consideradas significativas na tabela, uma delas que se verificou no topo da mesma, a Hungria se manteve no topo da classificação, e a Roménia com a subida de 2 lugares passa a Rússia e a Dinamarca, e assume a 2.ª posição, onde o feito prático se reflecte no úmero total de equipas, que passa para a Roménia a ser de 5 enquanto a Dinamarca, volta a ter apenas direito a 4 representantes, com a Liga dos Campeões a sofrer uma forte alteração (cada País independentemente da sua posição no Ranking, até ao 24.º lugar, têm direito a apenas um representante). Nos restantes movimentos todo o destaque para a subida do Azerbaijão (7 lugares, passa de 30.º para 23.º), foi mais que o suficiente para passar a ter um representante na Liga dos Campeões. No restante, destaca-se a subida da Lituânia de 7 lugares, ocupando agora o 31.º lugar, por sua vez regista-se a descidas da Ucrânia de 3 lugares, ocupando agora o 21.º lugar, e da Islândia, que passou para o 28.º, embora a descida mais forte tenha sido do Luxemburgo (6 lugares) ao passar de 32.º para 38.º.

De destacar igualmente que nos 7 primeiros lugares, apenas se verificaram trocas de posição.

O Analista

1 comentário:

Anónimo disse...

o andebol feminino em vez de andar a tirar selfies devia olhar para isto

principalmente os ricos da madeira, tem dinheiro para comprar as melhores jogadoras mas depois não vão à europa prestar provas