gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 16 de agosto de 2008

Preparação De Árbitros e Delegados Para Os Jogos Olímpicos

Apresentamos, documento elaborado pela IHF, e publicada no seu site sobre as arbitragens para os JO, considerando a relevância do seu conteúdo para a formação dos nossos árbitros, e ao mesmo tempo perguntamos, para quando a FAP , adquirir o DVD que foi entregue a estas duplas.

(À semelhança das equipas, também os árbitros de Andebol realizam uma preparação intensiva para os Jogos Olímpicos. Todas as 15 duplas nomeados pela Federação Internacional de Andebol (IHF) para Pequim receberam, antes do início dos Jogos Olímpicos, um DVD realçando temas específicos para que os árbitros pudessem iniciar o seu trabalho de preparação. Estes DVDs (contendo lances de jogos masculinos e femininos) foram também enviados a todas as equipas participantes de modo a saberem bem o que as espera, em Pequim, no que se refere à arbitragem. Dois dias antes do primeiro dia do inicio dos jogos de Andebol, nas Olimpíadas, os 30 árbitros reuniram com membros do PRC e CCM para um mini-curso, no decorrer do qual foram apresentadas as directrizes gerais.

O primeiro ponto a ser debatido foi o comportamento na área entre os 6m e os 9m. Muitas vezes, é complicado para os árbitros julgarem qual foi o jogador a cometer a primeira falta. Por esta razão a IHF tem de definir de forma muito clara a distribuição de tarefas entre os dois árbitros. "Buscamos uma arbitragem equilibrada para as jogadas de ataque e de defesa", Dietrich Späte, perito da IHF explica o objectivo dizendo: "O nosso objectivo é premiar acções de defesa positivas que resultam numa posse de bola legítima. Neste sentido, os árbitros devem seguir uma linha de decisão única quanto a faltas ofensivas."

Para além disto, o curso abordou ainda as medidas de contra-ataque. "O factor principal é o posicionamento dos árbitros. Estes necessitam antecipar as jogadas mas não devem correr demasiadamente rápido, de modo a poderem ocupar a melhor posição para observar o jogo", afirma Späte. Devido ás manobras ofensivas que decorrem na defesa e ao contra-ataque, as jogadas defensivas legítimas devem ser recompensadas de igual modo.

O último tema a ser discutido foi o comportamento rigoroso que os árbitros devem seguir no que se refere a provocações e comportamentos pouco desportistas nos espaços dedicados aos jogos. "Cabe aos árbitros eliminarem jogadas destrutivas. Tanto as equipas como os árbitros devem fazer todos os esforços para igualarem os desempenhos mostrados no Campeonato do Mundo de Andebol na Alemanha, em 2007. O objectivo é um jogo rápido orientado para a recuperação da posse de bola. É importante que a prática desportiva do andebol dê o exemplo, de modo a poder transmitir uma imagem positiva da modalidade, acrescentando-se contudo que a pressão psicológica sobre os árbitros está a aumentar consideravelmente: "O essencial é, certamente, possuir a sensibilidade necessária."

Paralelamente, foi realizada outra reunião com os técnicos oficiais, liderada pelo Delegado Técnico, Alexander Kozhukhov, em que se debateram, essencialmente, os procedimentos a manter durante os Jogos. )

O Formador

Sem comentários: