gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 21 de maio de 2016

Competições Europeias 2015 / 2016 – LXXV

ABC VENCE CHALLENGE CUP MASCULINA
(Perde jogo da 2.ª Mão) 

Disputou-se este fim-de-semana, a 2.ºMão da final da Challenge CUP Masculina, e que foi decisiva para a entrega do troféu, numa final que se disputou pela primeira vez entre duas equipas portuguesas.
No mítico Pavilhão Flávio Sá Leite, completamente cheio, sendo talvez o pronuncio de o regresso aos “bons velhos tempos”, com uma assistência que nunca regateou esforços no apoiou á equipa do ABC, que embora perdendo o jogo, nunca perdeu a noção da final que estava a disputar, pois sabedora das limitações do seu plantel, onde as ausências são de “peso” em especial de Nuno Grilo, pois limita a sua 1.ª linha, contou um Guarda-redes, de seu nome Humberto Gomes, que fez uma exibição do “outro Mundo”, nunca permitindo demasiado veleidades aos seus adversários. O Benfica que entrou bem no jogo, chegou a criar a sensação de que poderia dar a volta ao resultado, quando aos 10 minutos de jogo vencia por quatro golos de diferença (6-2), com ataques bem delineados e com uma defesa mais arguta. Time-out oportuno do técnico bracarense e aos 25 minutos de jogo, o resultado era uma igualdade a 9 golos, com o Benfica a falar ataques sucessivos uns por mérito do guarda-redes do ABC, outros por completa ineficácia do seus atletas. Destaque-se neste período para a inteligência com que o ABC geria o jogo, onde Pedro Seabra Marques (2 golos), se distinguia pela qualidade e inteligência que colocava em campo. O intervalo chegou com uma igualdade a 11 golos, que era nem mais nem menos do que o reflexo do que se tinha passado em campo, Se por um lado havia Pedro Marques do Outro Lado deve-se igualmente distinguir a inteligência e a eficácia de Belone Moreira (5 golos), onde U. Silva, demonstrava não estar nos seus dias, até aos 56 minutos de jogo (24-24), o ABC, começou sempre a equilibrar o jogo, nunca deixando de comandar o marcador por diversas vezes, onde Fábio Vidrago (2 golos), surpreendia ao ser um rematador eficaz de 1.ª linha face ao seu enorme poder de impulsão, e Diogo Branquinho e Miguel Sarmento, ambos com (5 golos) demonstravam uma grande eficácia em especial,nas ações de contra ataque Entretanto Ales Silva (3 golos) tinha sido desqualificado (37 minutos), Sentindo que a vitória no troféu já não lhe fugia, O ABC, substitui o Guarda-redes, entrando Cláudio Silva aos 55 minutos de jogo. O Benfica nos últimos minutos e face ao “relaxamento” do adversário soube aproveitar e bem o espaço que lhe era concedido, para vencer o encontro, e infligir a primeira derrota na prova esta época ao ABC.Dirigiu o encontro a dupla sueca constituída por Mirza Kurtagic e Mattias Wetterwik, que apesar de terem realizado uma tarefa arbitral, sem grandes problemas, nunca se entendeu a sua forma de assinalar o jogo passivo.

Resultados

1.ª Mão
Benfica 22 – 28 ABC  
2.ª Mão
ABC 25 – 29 Benfica

O Banhadas Andebol

11 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns ao ABC.

Só possível pela sua escola de andebol, a mística, a equipa e o Carlos Resende.

O Benfica vai vender mais uns jogadores do football para ajudar a alimentar as modalidades e o Andebol do Carlos Cruz.

Anónimo disse...

Assim se vê a força do ABC - slogan gritado a plenos pulmões no fim do jogo e que traduz uma realidade indesmentível. Equipa com inusitadas limitações, o ABC, fruto da excelência da direcção técnica (CR e CF), da alma que o público transmite e da superação que os atletas demonstram, o ABC demonstrou à saciedade o valor que o seu emblema transporta. Perdeu o jogo, é certo, mas nunca perdeu o norte, julgo até que, se tivesse tido necessidade, não perderia o jogo. E mais eu digo: com todo o seu plantel em condições, o ABC, para além da Challenger, teria o campeonato nas mãos. Mesmo assim, quase sem capacidade de remate exterior (Grilo), com limitações defensivas (e também aos 6 metros - Pesqueira), com a organização ofensiva pendente de 1 único jogador, Seabra, já que o seu substituto, bom, também não pode jogar (Albuquerque), o ABC está na luta e tem sérias condições de obter sucesso. Humberto soberbo, particularmente na 2ªparte, Branquinho e Sarmento a um nível muito elevado, o Seabra de sempre, Hugo Rocha, embora hoje menos feliz, a um bom nível, Spnínola e André Gomes a cumprirem e eis que esta "equipazinha" traz para o clube o 1º troféu europeu. Assim se vê, realmente, a força do ABC.

Anónimo disse...

O Grilo ainda está lesionado? Ou é poupança?

Alguém sabe quais os orçamentos dos 4 clubes (porto, Benfica, Sporting e ABC)?

Anónimo disse...

Quando nós vimos uma equipa como o ABC, carregada de limitações, com um plantel curtíssimo, carregada de invenções, pois nao tem atletas com características para determinados postos específicos, vencer esta prova e simultaneamente estar na luta pelo 1º lugar do campeonato, só podemos concluir que o andebol nacional está de rastos.
Que Benfica é este que gasta o triplo do ABC e se deixa derrotar desta forma? Que Porto e Sporting temos nós, com orçamentos enormes e que se deixaram ultrapassar por estas duas equipas de "putos"?
Parabéns ao ABC pela vitoria, mas atenção que esta só engana os incautos, pois todos sabemos que esta nao tem qualidade nenhuma. Só o facto de Espanha, Alemanha, França, Suécia, Dinamarca, mais os países do Báltico entre outros, se recusarem a participar nesta prova, diz tudo da sua qualidade: vale zero!
Que sirva de alento ao ABC, para o fazer regressar aos grandes momentos a que nos habituou no passado pois só lhe vejo essa utilidade.
Que sirva de reflexão a quem manda no andebol e aos clubes do topo, pois por este andar continuamos a anos de luz dos objectivos que se pretendem.
Clubes, Federação, treinadores e outros agentes deveriam abrir uma ampla discussão pois por este caminho vamos estar arredados dos europeus e mundiais durante muitos mais anos. De quem é a culpa? de todos os que citei atrás e ninguém se safa, pois todos têm enormes responsabilidades. Enquanto andarem a assobiar para o lado (culpa da Federação), a alterar campeonatos, porque sim (culpa dos clubes),a mudar dirigentes federativos de quatro em quatro anos (culpa das associações regionais e e classe) e a disputarem campeonatos nos escalões de formação como se estes fossem a liga dos campeões (culpa dos treinadores), nao vamos sair destes carreirinhos que nao nos levam a lado nenhum
Porque é que aproveitei a conquista do ABC para escrever isto? Porque fizeram uma festa como se fosse uma grande conquista e isto no panorama do andebol internacional corresponde a um jogo do titulo entre equipas de uma qualquer divisão regional. Repito nao se iludam isto a nível europeu vale zero! Onde ficou o Porto na 1ª divisão europeia? Onde ficou o Sporting na 2ª/3ª Divisao Europeia? Nas primeiras fases nao foi? Pois, estas é que devem ser as referencias!

Anónimo disse...

História para o Andebol português. E mutos parabéns para o ABC.

Uma excelente equipa que reúne jogadores de formação, mais aqueles que os Maganhães e Cruzes não querem e outros com lesões. É evidente que o dinheiro conta, mas a qualidade, a estabilidade, a força e a equipa são fundamentais. E o Carlos Resende pela experiência e postura.


Sucesso para o Benfica e o ABC.

Anónimo disse...

De um lado a humildade e o querer (ABC) do outro a sobranceria e ... Carlos Cruz (Benfica).
Parabéns ao justo vencedor na pessoa do seu treinador Carlos Resende.

Anónimo disse...

Senhor anónimo das 1,20 horas do dia 22/5:

Deve ter muita azia.
Não aceitar a justa alegria dos Academistas só pode demonstrar isso mesmo.
A Taça Challenge vale o que vale.
Será a terceira mais importante do calendário europeu de andebol, ao nível de Clubes.
Mas será por isso que não tem valor a sua conquista?
Se é assim uma coisita tão fracota porque só duas vezes as equipas portuguesas a venceram?
A propósito de participações de qualidade em competições europeias de Clubes, nomeadamente na Liga dos Campeões, quem foi mais longe?
Que chatice foi a ABC de Braga...
Ganhe é juízo e deixe de invocar argumentos descontextualizados para tentar, em vão, tirar mérito a quem o tem!
Parabéns ABC!
Vamos lá fazer, como dizem os nossos detractores, mais um milagre: ganhar o campeonato nacional!
Academistas vamos encher o Sá Leite já na quarta feira para ajudarmos os nossos rapazes a ultrapassar mais um obstáculo!
Não será fácil, que o adversário é valoroso, mas a equipa do ABC tem muito valor tanto individualmente como colectivamente.
Por isso vamos acreditar e apoiar a Equipa do primeiro ao último minuto do jogo!!!
ABC somos todos nós!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Anónimo disse...

Parabéns ao ABC, aos seus jogadores e acima de tudo, ao seu treinador Carlos Resende, que conseguiu inventar o suficiente para tornar pontas em laterais, laterais em pivôs e juvenis em indispensáveis. A sobranceria financeira esvai-se quando se encontra gente com mérito, trabalhadora e com objectivos definidos. Num lado, quando não se sabe... inventa-se ao invés do outro em que se sabe e se inventa! Parece que este Benfica que derrotou o FC Porto está a perder gás... ou será que afinal quem já estava sem gás era o FC Porto? Os "colossos" de Lisboa continuam a dar tiros nos pés e enquanto não mudarem as suas posturas e principalmente coordenações técnicas nunca voltarão a chegar a lado nenhum. Dirão uns que afinal o SL Benfica até ganhou por 4 golos... esteve quase... mas apenas para quem não viu o jogo. Resende até decidiu oferecer a vitória aos encarnados e fazer descansar alguns dos poucos que ainda tem! Quer-me parecer que o campeonato para as bandas da Luz pode estar por um fio! Vai-te preparando Ortega ou os teus dias ainda se transformam em Comédias! Ah! É verdade... foram campeões de juniores, num campeonato onde o ABC se permitiu não fazer jogar André Gomes e Olecsander (guardados e usados noutras andanças)... mas onde na verdade, difícil seria perder o troféu, face à quantidade e qualidade do plantel que até se deu ao luxo de emprestar Gonçalo Ribeiro e fazer rodar juvenis de primeiro ano que pouco ou nada trouxeram de mais valia à equipa.
CF

Anónimo disse...

Das quatro equipas chegadas á final da taça e das quatro que, podiam ser campeãs nacionais há factos. Há realidades! A maior desilusão da época é seguramente o Sporting. Gastou mais e nada ganhou. Teve sempre uma equipa nos limites e em que, metia dó quando os adversários faziam defesas subidas. Não fez evoluir nenhum jogador e, tudo leva a crer que, no caso dos g redes, houve ali grandes mistérios. O caso Spínola é do mais ridículo que houve. O jogador faz tudo pra sair e depois no clube que jogava com o Sporting, até está bem. O que se passou com Ligeiro e Diogo Domingos que fizeram tudo para saír? O que se passou com Sérgio Barros o "primeiro suplente" que o clube convida para dois anos e, só assina por um e quase no fim das férias? Há rumores que, tentou saír a meio da época. J. Pinto volta para voltar a sair? O Sporting podia ao menos evitar a risota causada, com o seu expert treinador que, em algumas situações de jogo, notava-se a ausência de treino! O Benfica começou com o descrédito total da sua imensa massa de apoiantes. O andebol parece ser modalidade odiada, vendo as outras evoluírem e ganharem. Quase á beira do final de época, é novamente campeão em juniores. Faz aquisições que resultam mas... nota-se que tem jogadores que, terão de ser emprestados. O dilema é que após vencer a taça, ninguém arrisca se o treinador continua ou não! O público em andebol é que... não é nada parecido com a imensidão do futebol. Noutras modalidades vai havendo êxitos e o andebol, não é a menina dos olhos bonitos. Se o Benfica for ou não for campeão, eis a questão... é disso que, vai depender comprar ou não! E o que sairá da equipa B e juniores? O Porto manteve uma equipa desenhada para alguns voos na Europa. Até conseguiu mas... a Champions é fogo! Há expetativas de ver o que para o ano, vai dar a equipa na EHF Cup. Continuará o não muito amado treinador? Continua, já se viu a aposta no mercado Brasileiro e Cubano. que dar´
a a equipa B e juniores? será que, algum êxito com a superação na Europa rebentou a equipa e, na parte final perde muitos jogos, sendo eliminada na taça e agora no campeonato? Foi de longe a equipa com mais público, sobretudo devido aos jogos Europeus! Rumores dão N. roque no Sporting e a saída de Pitre que, parece ser mistura de ponta e lateral. Maldição na ponta esquerda? Antes saíu Mike Shubert e Hugo revela dificuldades imensas a defender. E vamos aplaudir o ABC candidato a campeão com a Supertaça e Chalenge no bolso... com arbitragens estrangeiras! Melhor treinador, melhor adjunto! Melhor público e mais genuíno quanto a andebol. Lesões graves trouxeram sempre a equipa em esforço máximo mas, ela vai correspondendo sempre! Com fama na formação abdicou de jogadores juniores, lançando-os na equipa principal. Um deles está a pegar (Gomes)! Tem muito jogador feito na casa e nenhum estrangeiro! È de longe a equipa mais diversificada taticamente e que, controla os diversos ritmos de jogo a bel-prazer! Sairá apenas um jogador (Vidrago)? E volta a casa Dario. Nota-se cada vez mais o envolvimento da Câmara no apoio. Aleluia! No país do futebol raramente existem apoios a outras modalidades. Madeira andebol SAD. vai igualmente á Chalenge e, tem sabido construir equipa, sem os dinheiros gordos doutroa tempos. Treinador ótimo a lançar jovens aspirantes a jogar a sério! Concorrente do ABC ás sobras de Benfica, Sporting e Porto? Deixou que Àguas Santas lhe tirassem Rosário e André Rei? Vai buscar lateral Cubano ao Sp. Horta antes do Sporting? Saída dum ponta devido a fraco rendimento e idade?
Factos são factos!
DM

Anónimo disse...

Há aqui um anónimo a tentar fazer desviar agulhas e mudar de linhas...
Dizer-se que "O ABC foi quem mais longe foi em carreira Europeia" é capaz de ser exagerado! Isso foi no tempo da outra senhora. E não querendo entrar em campo de provocações, afirmo que na altura havia muito estrangeiro naquele ABC. Não é só dizerem que o Porto só tem Cubanos, Brasileiros, Suecos, Polacos e Angolanos e Francius! Parabéns pela vitória na Challemge e com o pavilhão cheio. Não queiram é agora ser o maior clube do andebol Tuga. Podiam até ter ganho na época anterior. Digam-me lá agora é que, equipas apanhou o ABC? O Benfica na final? Quem é o Benfica em Portugal ou na Europa?

Anónimo disse...

Anónimo das 11,55:

Qual foi o único clube português a chegar à final da Champions?
Será que estou a sonhar? Ou que estou esquecido de algum feito?
Quanto ao "tempo da outra senhora" convém lembrar que quem ganhou troféus europeus, ainda que noutras modalidades, no tempo do "Toninho" de Santa Comba e da televisão a preto e branco não foi o ABC de Braga...
E ou estrangeiros de então, como os de agora, também foram naturalizados para representaram Portugal. Qual o problema?
Não preciso entender, só queria compreender...