gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Crónica de Fim de Semana No Feminino – 26 – 2011 / 2012

Que futuro para o Gil Eanes e Madeira Sad?

Para que não entendam este artigo como um ataque ao Gil Eanes e Madeira Sad, começamos por elogiar a contribuição que estes dois clubes deram ao andebol feminino português nos últimos anos. Sem a remuneração oferecida às jogadoras dos seus planteis, não teria sido possível oferecer condições de treino às melhores jogadoras portuguesas. Foi isso, aliás, que esteve na base do apuramento histórico de Portugal para o Campeonato da Europa de Seniores Femininos há alguns anos atrás.

Contudo, numa altura de grave crise financeira, são muitas as nuvens que pairam sobre estes dois clubes. Há, no entanto, diferenças grandes entre os dois clubes e é a actual situação dos dois clubes que foram campeões nacionais nos últimos anos que vamos aqui tentar dissecar.

Começamos pelo Gil Eanes que vive uma situação muito difícil. Na época passada, conseguiu um bom patrocínio com uma marca de vinhos. No entanto, esse bom patrocínio, chega para pagar apenas a uma das suas estrelas (Ana Seabra ou Vera Lopes). Ao longo dos últimos anos, o clube de Lagos foi conseguindo construir excelentes planteis devido ao grande apoio da Câmara Municipal de Lagos mas, nestas últimas 2 épocas, face à crise que se vive em Portugal, esse apoio foi muito reduzido e o Gil ficou sem o músculo financeiro que tinha, além de ser cada vez mais difícil a Câmara de Lagos colaborar na obtenção de empregos para as jogadoras.

Esta época, a situação tornou-se mesmo muito complicada. O clube não conseguiu cumprir com o prometido, quer a nível de subsídios, quer ao nível da colocação de emprego. Por isso, muitas jogadoras já garantiram que não vão continuar em Lagos: Paula Maocha, Maria Suaré, Mariama Sano e até Dulce Pina parece estar com dúvidas se continua.

Apesar dos rumores do final do Gil Eanes, sabemos que não passa de rumores e vai mesmo continuar a haver andebol em Lagos. Mas está muito complicado o processo de construção da equipa. Não há dinheiro nem empregos para oferecer, há apenas 7 ou 8 jogadoras que por lá vão continuar e não há qualidade na formação do clube que alimente a equipa sénior. O Gil vai procurar ir, de novo, captar atletas à região de Lisboa mas será difícil que as atletas acreditem nas promessas e agora passou a haver um clube de Lisboa na PO9: O Passos Manuel.

Por isso, acreditamos que felizmente o Gil Eanes não vai acabar, mas a equipa vai ficar bastante mais fraca, pois não há quaisquer condições económicas para atraírem novas jogadoras que substituam as que saíram por falta de cumprimento das mesmas.

A situação do Madeira Sad é um pouco melhor mas não deixa de ser preocupante. O Madeira Sad pagou apenas entre 2 a 4 meses de salários deste ano (dependendo das atletas). Isto significa que o campeão nacional nem metade do que prometeu às atletas cumpriu. É grave? É, sem dúvida.

Contudo, a situação é menos grave do que no Gil Eanes por duas razões:

- A Madeira tem vários clubes com provas dadas na formação pelo que, mesmo que acabassem todos os contratos profissionais, haveria muitas atletas para compor o plantel, baixando bastante a qualidade, mas mantendo um bom nível.

- O Governo Regional já fez saber que vai manter o apoio às SAD`s de andebol, apesar da diminuição das verbas a atribuir.

O problema é que já o ano passado o Governo Regional prometeu e ainda não cumpriu. Mais complicado ainda: O Governo Regional não tem dinheiro e está dependente do acordo alcançado com o Governo de Portugal. Ou seja, o Governo está a prometer dinheiro que não há certeza que chegue? Por isso, não nos parece que a próxima época possa ser melhor que esta em termos de dinheiro e as atletas devem ficar muito contentes se virem regularizado os ordenados que lhes devem.

É quase ridículo que alguns responsáveis madeirenses digam que algumas atletas têm contrato, por isso estão descansados. Contrato? Nem metade do que foi prometido foi cumprido, por isso nem moral nem legalmente esses contratos têm qualquer valor.

De qualquer das formas, com excepção de 2 ou 3 atletas, as restantes têm a sua vida profissional na Madeira, pelo que não se espera grandes mexidas no plantel. Uma coisa é certa: A contratação de outras atletas que tem sido prática comum na Madeira não deve continuar porque duvidamos que alguém vá aceitar propostas de um clube que a algumas jogadoras pagou 2 meses.

Por tudo isto acreditamos que o Madeira Sad, apesar da saída de algumas atletas e de duvidarmos que consiga cumprir qualquer coisa que prometa para esta época, continuará a ser a melhor equipa portuguesa, enquanto o Gil Eanes perderá qualquer hipótese de discutir o título e já será uma grande vitória o clube não acabar.

Para finalizar, lamentamos que estas duas equipas que lutaram até ao final pelo título nacional, o tenham feito porque prometeram recompensas profissionais e financeiras que não cumpriram. Assim é fácil lutar pelo título.

Esperamos que, no futuro, não se prometa o que não se tem. E não se engane quem vai por bem.

Críticos Femininos

23 comentários:

Anónimo disse...

Pior é o caloteiro do Madeira Masculino, não pagou nada.

Anónimo disse...

Assim é fácil ganhar campeonatos.

Mas o Madeira Sad deve uns 6/7 meses, paga 2 agora do que está para trás e convence-as a ficar. É assim que se engana a malta :)

Anónimo disse...

Escrevem escrevem e só dizem disparates. As equipas prometeram pagar o que podiam e também nao têm culpa dos contratos que tinham com a Camara e com o governo nao estejam a ser cumpridos.
Estas duas equipas merecem continuar a lutar pelo título para bem do andebol feminino.....
Jorge Santos

Anónimo disse...

É perfeitamente ofensivo afirmarem que as prestações das atletas do Gil Eanes e do Madeira Andebol, SAD se tenham ficado a dever a promessas de recompensas profissionais e financeiras que não cumpriram!
Há que respeitar a dignidade dos técnicos e das atletas, enquanto tal e, acima de tudo, como pessoas!
Porque conheço muitas destas atletas, tenho a certeza que o seu empenho se deve ao gosto e dedicação que têm à modalidade!
Carlos Mendonça

Henrique disse...

Para a Madeira existe um princípio de acordo para fundir num só todos os clubes que praticam a modalidade.
Não será fácil de concretizar. Mas é uma boa ideia.
Marítimo, Sports Madeira e Madeira SAD podem, assim, respirar de alívio, bastando para tal que consigam ultrapassar as animosidades e, porque não, a rivalidade?

Quanto ao Gil Eanes, a situação é mais complicada.
A Câmara Municipal de Lagos foi obrigada a diminuir despesas tendo, por isso, fechado a torneira.
Uma solução passa pelas duas ou três grandes empresas e/ou marcas da região.
É tudo uma questão de conseguir uma campanha de marketing.

O andebol em geral e o feminino em particular não podem parar.

Cumprimentos

Anónimo disse...

Carlos Mendonça, acha que se não houvesse dinheiro, as jogadoras do Continente tinham ido para a Madeira jogar de graça? Não sejamos ingénuos.

Jorge Santos, é verdade que os clubes não tiveram culpa que os protocolos não fossem cumpridos. E daqui para a frente? Sabe-se que o Min das Finanças não vai abrir a torneira para a Madeira e continuam a fazer promessas que sabem que não vão cumprir?

Paulo Mendes disse...

O Madeira Sad chegou a vir com 8 jogadoras aos jogos do Continente! Virgínia Ganau jogou à frente num jogo! Pagaram 3 meses às atletas.

E continuam a prometer grandes contratos... Ai assim não há dinheiro de novo nem para as viagens nem para as jogadoras.

Quando não há dinheiro há que nos adaptarmos à nova realidade, coisa que nem a Sad nem o Gil estão a fazer.

Anónimo disse...

Já abdicámos de ir à Liga dos Campeões na próxima época, querem mais o quê? As jogadoras ganham mais aqui no Funchal se ganharem só 2 ou 3 meses do que noutro sítio qualquer, por isso só têm que estar contentes. E quem não está mal que se mude!

Anónimo disse...

Somos de opinião que esta crónica é oportuna para que se acabe com ilusões e para que haja mais dignidade na preparação da proxima epoca.As jogadoras do Madeira SAD e do Gil Eanes têm muitos meses de vencimentos em atraso e não estou a ver como vão conseguir pagar aquilo que devem...A realidade actual é outra, o tempo das vacas gordas acabou!...Se houver algumas verbas não dão para pagar as dividas anteriores. É necessario pôr os pés bem em terra!...Não haverá dinheiros de entidades oficiais, para este clubes terem as melhores atletas, o resto é especulação...

Anónimo disse...

Noticia de ultima hora, Donner assinou por uma "coral" e "filete de espada". Não regras no Andebol Português. Dever e Enganar é a palavra de ordem.

Anónimo disse...

Temos vindo a assistir ao descalabro do andebol feminino e se o Gil e a SAD abandonarem então é o fim.
Quantas equipas treinam 5 vezes por semana ? Se calhar só as que pagam as atletas.
O 3 classificado do campeonato tem jogadoras que treinam 1 vez por semana e quando é possível.
Jorge santos

Anónimo disse...

ÚLTIMA HORA!

Agora, o Gil Eanes, anda a aliciar atletas juvenis da zona do Porto, oferecendo-lhes, garantias de entrada nas faculdades, sem problemas, bastando irem para lá frequentarem o 12º. ano!
E a SAD também anda a contactar atletas de clubes da 2ª divisão da região do Porto.
Com a história dos salários em atraso, quem vai ganhar com isso é o Colégio e o Alavarium!

Anónimo disse...

o Madeira treina 5 vezes? só se contar futebol, voleibol, etc...

Anónimo disse...

as jogadoras do 3º classificado e não só, podem juntar-se todas no clube da cidade onde estudam e terem assim a possibilidade de treinarem 4 vezes por semana. já que o representam no Fadu,e segundo dizem não recebem nada por jogar nos clubes da terra...

Anónimo disse...

Ninguém imagina a quantidade de atletas que se andam a oferecer ao colégio!
Desde o minho ao algarve, passando por s.pedro fins, maia, leça e imaginem até madeira!
Estejam atentos aos contactos que vão ser feitos na final four da taça.
Na liguinha da 2ª divisão, parece que o cale anda a inscrever juvenis à pressa, para fazer face às recusas de algumas atletas em jogar essa prova (algumas delas já disseram ao presidente do clube que, se a dupla de treinadores lá ficar, elas abandonam.

Joao Santos disse...

Ao "palerma anónimo" que deixa um comentário" no dia 8 de Junho de 2012.20.07 Tire o cavalinho da chuva,se pretende ocupar qualquer cargo na equipa técnica do CALE, na próxima época. No feminino, vão entrar mais duas pessoas, uma delas já "contratada". E adianto-lhe que os que estão ficarão nos mesmos lugares que hoje ocupam Quanto às atletas, é no minimo anedótca a sua estúpida observação. Nem há atletas que não fazem a liguilha,nem juvenis a serem inscritas, e muito menos descontentes com os técnicos, que com todos os seus defeitos, são pessoas a quem o CALE muito deve e com competencia para a missão de que estão encarregados. Para terminar permita-me apenas que lhe deixe uma recomendação. Ao fazer comentérios parvos e desajustados como este, continue a manter covardemente o anonimato, pois é próprio de "gente ?" baixa que esconde as suas frustrações desta forma vil e mesquinha, nunca conseguindo atingir os seus fins.

Anónimo disse...

Bem existem comentários aqui que devem ser de algum POLVO. Na verdade do Gil só dizem palermices e da Sad têm a mania que sabem tudo. As atletas com tantos meses em atraso e a continuarem a ter a postura que têm em campo e no treino... se calhar não é só o dinheiro que as move nesta luta do andebol.

Anónimo disse...

conseguirão as gordas e inssurretas do Cale bater-nos este fim de semana ? bamos provar que a 1ª fase foi obra do acaso e sabe lá deus de que mais....

Anónimo disse...

As gordas do CALE ganharam?! Por 13 golos de diferença?!
Deve ser obra do acaso!

Anónimo disse...

Foi obra do acaso certamente, também.
A equipa do cale teve uma velocidade estrondosa todo o jogo.

Anónimo disse...

muito boa noite a toda a gente!!!

apos um fim de semana em que na maia esgotou o stock de kompensan pois a azia das atletas e treinador do santa joana foi enorme!!!
pois como ja deveriam saber para se alcançar vitorias nao chega so DIZER, é necessario trabalhar e batalhar para tal, coisa que nao o fizeram!!! Afinal a Tao proclamada equipa de gordas, como uma atleta dessa equipa chama às enormes atletas do CALE, foram mais rapidas, mais eficazes, mais unidas, com muito mais qualidade de jogo e acima de tudo tiveram mais CLASSE pois a resposta a tal comentario de baixo nivel foi dado dentro de campo!!! por quanto??13?? ui meu deus e nao foi mais por sorte...
levaram um banho de andebol :) temos pena
trabalhem mais para a proxima ser mais equilibrado lol

Anónimo disse...

muito boa noite a toda a gente!!!

apos um fim de semana em que na maia esgotou o stock de kompensan pois a azia das atletas e treinador do santa joana foi enorme!!!
pois como ja deveriam saber para se alcançar vitorias nao chega so DIZER, é necessario trabalhar e batalhar para tal, coisa que nao o fizeram!!! Afinal a Tao proclamada equipa de gordas, como uma atleta dessa equipa chama às enormes atletas do CALE, foram mais rapidas, mais eficazes, mais unidas, com muito mais qualidade de jogo e acima de tudo tiveram mais CLASSE pois a resposta a tal comentario de baixo nivel foi dado dentro de campo!!! por quanto??13?? ui meu deus e nao foi mais por sorte...
levaram um banho de andebol :) temos pena
trabalhem mais para a proxima ser mais equilibrado lol

Anónimo disse...

Afinal as gordas do CALE sao as q + correm. Nao se percebe msm.
Vi o jogo e gostei desde o ataque eficaz e original, passando pela defesa aguerrida e acabando na GR. Esta ekipa demonstra bstant força de vontad e união.