gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 4 de outubro de 2015

Crónica de Fim-de-semana – 02 – 2014 / 2015 - II

Iniciamos a nossas habituais crónicas, dedicadas á PO02, lembrando, que esta época sofreu uma importante alteração (positivas na nossa opinião), na forma de apuramento para a Fase Final, onde as equipas “B”, não estarão presentes.

PO02 – Campeonato Nacional da 2.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Jornada – Resultados
Zona Norte
Dia 30-09-15
Arsenal 28 – 23 Xico Andebol s/d 300e.
Dia 14-11-15
Marítimo - Estarreja AC
2.ª Jornada
Dia 03-10-15
Boavista FC 28 – 27 SP. Oleiros
Estarreja AC 32 – 31 CCR Fermentões
Modicus 23 – 27 São Mamede
Xico Andebol 25 – 32 GC St. Tirso
AD Sanjoanense 24 – 31 Arsenal
FC Gaia 27 – 25 FC Porto B
Dia 18-10-15
São Bernardo - Marítimo (17H00)

Continuamos a salientar como factor negativo o adiamento de jogos, embora seja possível entender, alguns adiamentos verificado. Teremos ainda de salientar como factor positivo a diminuição dos jogos com ocorrências disciplinares, que nesta jornada foi de apenas um (1), e ainda o facto de as assistências aos jogos demonstrarem um certo equilíbrio.

Começaremos esta ligeira crónica, com um apontamento sobre um dos jogos relativo á 1.ª jornada, e que foi disputado esta semana, o Arsenal / Xico Andebol, que terminou com a previsível vitória da equipa bracarense sobre o Xico Andebol, com a equipa visitada a comandar o jogo e o marcador durante os 60 minutos, chegando ao intervalo a vencer por 12-7. No segundo tempo a equipa vimaranense, diga-se totalmente remodelada e em construção, ofereceu uma excelente réplica e terminou por perder exactamente com o diferencial registado ao intervalo. Nos bracarenses Francisco Albuquerque com 7 golos e João Santos com 6 golos, foram os seus melhores marcadores, por sua vez José Silva com 8 golos foi o melhor marcador dos vimaranenses. Jornada que decorreu sem problemas de maior, mas sem surpresas por assim dizer, de realçar apenas o facto de a equipa do Marítimo ainda não ter disputado qualquer encontro. Um dos encontros que despertou alguma curiosidade foi o FC Gaia / FC Porto B, com a equipa de Gaia a obter a sua segunda vitória e a equipa B do FC Porto a sofrer a sua segunda derrota consecutiva. Foi um encontro de grande equilíbrio de tal forma que o diferencial que se verificado no final do primeiro tempo (14-12 a favor do FC Gaia), era exactamente o mesmo no final do encontro. Pedro Carvalho, Marcos Bastos e Pedro Garcia todos com 5 golos foram os principais marcadores do FC Gaia, por sua vez Gonçalo Ferreira com 7 golos e Tomás Barbosa com 5 golos, foram os melhores marcadores do FC Porto B. Num dos encontros que terminou com o resultado equilibrado, ou seja com a vitória da equipa visitada pela diferença mínima, estamos a referir-nos ao Boavista FC que venceu o SP. Oleiros por um golo diferença, quando esta equipa tinha vencido na jornada anterior a AD Sanjoanense. Curiosamente a diferença final também foi a exactamente a mesma que se verificava ao intervalo (13-12). Duarte Gonçalves com 7 golos, Bruno Silva e Armando Costa com 6 golos, foram os principais marcadores do Boavista FC. Mais uma vez Fernando Rodrigues com 9 golos, foi o melhor marcador da equipa de Oleiros a que se junta Miguel Cortinhas com 6 golos. Em Sandim a equipa da casa voltou a perder desta vez com a equipa do São Mamede, provavelmente uma das mais fortes candidatas á discussão dos lugares de acesso á Fase Final, num jogo, totalmente controlado pelos homens de São Mamede, que já venciam ao intervalo por 16-13. Nuno Loureiro com 6 golos foi o melhor marcador do Modicus, com João Baltazar e os seus 9 golos, a ser mais uma vez o melhor marcador da equipa visitante, sendo acompanhado desta vez por Vasco Costa com 6 golos. No Municipal das Travessas, disputou-se o AD Sanjoanense / Arsenal, defrontando-se duas das boas equipas desta zona, sendo no mínimo uma delas o Arsenal, forte candidata ao acesso á Fase Final da prova. Venceu a equipa do Arsenal, que controlou o jogou e o marcador durante a maior parte do tempo de jogo, apenas permitindo, esporádicas aproximações, chegando intervalo já a vencer por 15-13, para posteriormente permitir que a AD Sanjoanense já no decorrer do segundo período chegasse á diferença mínima (19-18), para de imediato os bracarenses terem uma forte reacção e colocarem mo marcador em 24-19, ao fazerem um parcial de 5-1, até final do encontro, nada de significativo decorreu com a equipa do Arsenal a controlar em definitivo o marcador. Bruno Pinho com 7 golos e Ricardo Pinho com 5 golos foram como normalmente, os marcadores de serviço pela AD Sanjoanense, o experiente André Caldas com 7 golos e André Azevedo com 5 golos foram os melhores marcadores da equipa minhota. O único encontro onde se registaram ocorrências disciplinares (duas desqualificações directas), foi no Estarreja AC CCR Fermentões, mas disputado em Fermentões em mais uma troca de ordem de jogos, que na nossa opinião em nada favorece a prova. Foi um jogo de artes distintas, com uma primeira parte de total domínio dos homens de Fermentões que ao intervalo venciam por 16-10, mas a neo divisionária Estarreja AC, com um segundo tempo totalmente diferente, recuperou e deu a volta ao marcador vencendo o encontro pela diferença mínima, na única vez qe esteve na frete do marcador, alcançando assim a sua primeira vitória na prova. Vítor Valente com 8 golos, Luís Cruz e João Vilar com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa da Região de Aveiro, Armando Silva com 8 golos, Luís Peixoto e Carlos Fernandes ambos com 5 golos foram os melhores marcadores do CCR Fermentões. Em Guimarães disputou-se um encontro entre as equipa que tinham descido da PO01, e enquanto a equipa da “casa” o Xico Andebol, é uma equipa em construção a equipa do GC Santo Tirso, manteve praticamente a sua estrutura, reforçando-a, ainda. Assim esperava-se um jogo mais equilibrado, mas o equilíbrio apenas existiu até aos 10-10, com os homens de Santo Tirso a dilatarem de imediato o marcador e chegarem ao intervalo já a vencerem por 18-14. Bom segundo tempo da equipa mais sólida, que confirmou seu estatuto e manteve o adversário sempre a uma confortável distância. Na nossa opinião que poderá ser sempre falível, estamos perante mis uma das equipas que irá certamente discutir os lugares de acesso á Fase Final, o GC Santo Tirso, numa zona onde nos parece que o equilíbrio entre as equipas é mais evidente. Luís Sarmento com 6 golos, e Pedro Correia com 5 golos, foram os marcadores de serviço do Xico Andebol, João Rebelo com 8 golos, Filipe Caniço, Miguel Vieira e Francisco Fontes todos com 5 golos cada, foram os marcadores de serviço do GC Santo Tirso.

Zona Sul
2.ª Jornada
Dia 02-10-15
Benfica B 26 – 20 CDE Camões
Dia 03-10-15
FC Torrense 22 – 31 CD Marienses
AC Sismaria 33 – 16 1.º Dezembro
Almada AC 22 – 35 Alto Moinho
Juventude Lis 33 – 23 ADC Benavente
Vitória FC 27 – 17 GS Loures
Boa Hora 33 – 16 Ílhavo

Um facto deve ser imediatamente assinalado, foi uma jornada sem qualquer caso disciplinar, registado. O Numero de espectadores subiu, mas mesmo assim alguns jogos tiveram presença de público, por nós considerada ridícula (34 espectadores, por exemplo).

Jornada, que teve o seu início, com um jogo antecipado, o Benfica B / Camões, que terminou com a vitória do Benfica B, que desta forma, atingiu a sua segunda vitória na prova., construindo o resultado todo no primeiro tempo, pois ao intervalo já vencia por 14-8, destaque neste encontro para os 13 golos marcados pelo benfiquista Augusto Aranda, de assinalar neste jogo, que tal como no anterior esteve no banco do CDE Camões a Professora Fátima Monge da Silva. Em Leiria disputou-se o Juventude Lis / ADC Benavente, que se esperava um encontro equilibrado, mas que na realidade foi de total superioridade da equipa leiriense, que ao intervalo já vencia por 18-9, e com este resultado, os segundos 30 minutos foram de total controlo da equipa da Juventude, sobre os ribatejanos do ADC Benavente. João Marques com 8 golos e André Amado com 6 golos foram os melhores marcadores da equipa leiriense, que teve 11 atletas a marcarem golos, Guilherme Raquel com 7 golos com o melhor marcador da equipa visitante. Em Setúbal, parecer estar a morar uma das equipas que poderá ser uma forte candidata á discussão dos lugares de acesso á Fase Final, após a vitória nos Açores na jornada anterior, nesta jornada, nova e desta vez por uma margem que não deixa duvidas, sobre o GS Loures, onde Pedro Gama terá muito trabalho pela frente, para “levar a bom porto” esta equipa. Francisco Fuzeta com 13 golos, foi o marcador de serviço no Vitória FC, com Leonardo Simoa e os seus 6 golos a ser o melhor marcador do GS Loures. Na torre da Marinha a equipa local, sofreu a sua segunda derrota em duas jornadas, desta vez diante os insulares do CD Marienses, e por um diferencial que mais uma vez não deixa dúvidas sobre a justeza do resultado, que ao intervalo já era favorável aos Marienses por 16-12. Jorge Colaço com 5 golos foi o melhor marcador da equipa da Torre da Marinha, com António Cortez e os seus 9 golos, juntamente e mais uma vez com Henrique Melo (6 golos), a serem os melhores marcadores dos Insulares. Em Gândara, disputou-se o AC Sismaria / 1.º Dezembro, jogo sem história tal a superioridade dos locais que ao intervalo, já venciam por 20-4, e pensamos que está tudo dito sobre este jogo. No jogo Almada AC / Alto Moinho, terminou com a folgada vitória da equipa do Alto Moinho, demonstrando que o resultado obtido na 1.ª jornada, não é fruto do acaso, e provavelmente estaremos diante uma das equipas que irá discutir o apuramento para a Fase Final “a ver vamos”. O Resultado no final do primeiro tempo já era favorável á equipa do Alto Moinho por 15-11, e o segundo período de jogo, veio confirmar toda a superioridade desta equipa. Tiago Pereira e André Martins com 5 golos foram os melhores marcadores do Almada AC, Alexandre Pereira com 7 golos e Tiago Gil com 5 golos foram os melhores marcadores do Alto Moinho, que teve 13 atletas seus a concretizarem golos. Por último temos o Boa Hora / Ílhavo, onde a equipa visitada, deu uma expressão ao resultado para que não restassem duvidas sobre a sua superioridade sobre uma equipa que já tinha sido derrotada em casa na 1.ª Jornada, e por sua vez emendou o resultado que tinha obtido na 1.ª jornada (uma igualdade), e a equipa que mais se reforçou nesta Zona, terminou como vencedora, com um diferencial que diz tudo quanto a superioridade evidenciada neste encontro. O resultado ao intervalo já era um esclarecedor 17-6 a favor do Boa Hora. Nuno Santos com 7 golos, Rui Barreto e Luís Nunes com 5 golos foram os marcadores de serviço da experiente equipa do Boa Hora.

O Banhadas Andebol

14 comentários:

Anónimo disse...

Acreditam que o Loures e o Pedro Gama querem trabalhar.....é uma vergonha o que estão a fazer ao andebol de loures, depois de uma época onde aí se trabalhava, com objectivos de rendimento, não é Sr. Prof. Tomaz, que saudades da sua presença motivadora; o Sr presidente e funcionário comparsa continuam a fazer o enterro do andebol em Loures.

Anónimo disse...

A Sul a cada ano que passa as coisas são mais dificeise as equipas mais pobres. Que 2ª divisão é esta?

Anónimo disse...

O jogo do boa hora não se devia ter realizado por falta de treinador qualificado, nem sequer tiveram oficiais no banco, isto comentado por quem não foi ver o jogo, apenas consultou o site da fap:

http://portal.fpa.pt/fap_portal/do?COM=DS;1;111;+PAGE(2000091)+COD_COR_CAIXA(2)+K-CATEGORIA(298)+K-ID(132637)+RCNT(1)

Antonio Santos disse...

Mesmo perdendo bom jogo do Xico frente oa Ginasio Santo tirso onde é de salientar a reestruturaçao bem pensada que o Xico está a fazer sem entrar em loucuras,quanto ao Santo Tirso é uma equipa muito bem organizada com um treinador profissional e em que a sua principal arma é que tem 2 bons jogadores por posiçao é um sério candidato á subida.

Anónimo disse...

Bem... dizer que o GC Santo Tirso "manteve praticamente a sua estrutura, reforçando-a, ainda."... demonstra alguma falta de informação. Além dos dois guarda-redes (Ricardo Castro e Carlos Amaral), saíram Mário Lourenço, Diogo Carraca e Pedro Garcia, e abandonaram a prática da modalidade Daniel Costa, Mário Rego, Paulo Sousa e Pedro Dias...

Anónimo disse...

PAVILHÃO FRANCISCO DE HOLANDA
GUIMARÃES

Jogo Xico-Ginasio de Stº Tirso

VITORIA JUSTA DO SANTO TIRSO E ARBITRAGEM MAIS OU MENOS BEM!
o que levou os responsáveis do Clube substituírem o melhor piso em Portugal Madeira flutuante onde todos os jogadores gostavam de jogar troca-lo pelo piso sintético!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Vergonha, interesses de algum amigo do andebol em ganhar a custa dos pisos!
Não volto lá mais!


Anónimo disse...

Em Gaia parece que voltaram a ter uma equipa aguerrida, as pessoas passam mas a identidade está lá. Em Guimarães andam algumas duvidas no ar, mas não esquecer os adversários que tiveram até ao momento. Em Stº Tirso a expectativa é grande vamos ver se se confirma. Em Braga está a equipa mais forte da 2ª Divisão juntamente talvez com o Boa Hora, a ver vamos se é desta que Braga volta a ter 2 equipas na 1ª. Em Leiria a Sismaria parece estar lançada para um passeio até à fase final, e a Juve para não fazer feio. Em Ílhavo a montanha pariu um rato, e o rato parece que fugiu, ficaram os "restos mortais" a lutar com as armas que têm, vamos ver se se recompõem. Em Benavente está sempre uma equipa competitiva assim como no Vitoria. Em São Bernardo vamos ver o que dá com um treinador com trabalhos a mais, mas têm uma equipa com qualidade para esta divisão, e em São João da Madeira estamos mais preocupados com outras coisas que em ganhar jogos. Em Oleiros passaram de remediados a um bocado melhor, e em São Mamede temos um grupo de amigos que se junta ao sábado para mandar umas fichas. Nos Açores temos uma equipa com condições que as outras não têm e com um apito cavalheiro sempre que jogam em casa, a ver se este ano chega para outros voos. Porto B e Benfica B servem para tudo, mas que não sirvam para desvirtuar a competição este ano. O resto das equipas mais à frente já se medirá a pulsação. Bom campeonato a todos, a procissão ainda vai no adro.

Anónimo disse...

Na zona Sul Boa Hora e Sismaria são claramente mais fortes. Loures, 1º Dezembro e Almada parecem os mais fracos. Campeonato nivelado por baixo. Parece mentira que a 2ª divisão tenha chegado a este ponto.

Anónimo disse...

Os (ir)responsáveis pelo andebol do Almada já têm o que queriam. Uma equipa medíocre. Tiveram jogadores acima da média e um bom treinador e tudo fizeram para os perder.
Agora ... 3ª divisão à vista.

Anónimo disse...

Garrido podes deixar o anonimato que esses comentários sobre o Almada toda a gente sabe que são teus.

Unknown disse...

Ola,

Por acaso não fui eu que fiz esse comentário, embora concorde com algumas partes desse comentário. Mas já agora gostava de saber quem és tu para achares que fui eu que fiz esse comentário.

João Garrido

Anónimo disse...

Em São Mamede juntam-se uns gajos ao sábado para tirar umas fichas????
Que as fichas continuem a sair assim... és tu kés lindo!!! Sabes as realidades de todos os clubes??? Muito bom!!!

Anónimo disse...

Boa noite...

Por acaso tenho curiosidade de saber quem é o/a senhor/a que escreveu o texto abaixo transcrito...
Acho piada que não se identificou, mas acabou por acusar um ex jogador do referido clube (Almada AC).

Será que iremos ter a revelação da sua identidade?

Saudações andebolísticas.



Anónimo Anónimo disse...
Os (ir)responsáveis pelo andebol do Almada já têm o que queriam. Uma equipa medíocre. Tiveram jogadores acima da média e um bom treinador e tudo fizeram para os perder.
Agora ... 3ª divisão à vista.

5 de outubro de 2015 às 14:58

Unknown disse...

Pelos vistos não. É mais um caso de guerreiros do teclado!!!