gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

sábado, 28 de setembro de 2019

Crónica de Fim-de-semana – 10 – 2019 / 2020 – I


Crónica intermédia de fim-de-semana, relativa aos jogos que se disputaram da 6.ª Jornada do Andebol 1.

PO01 – Campeonato PLACARD Andebol 1 (1.ª Divisão Seniores Masculinos).

1.ª Fase
1.ª Jornada
Dia 26-10-19
SC Horta - Águas Santas (21H00)
2.ª Jornada
Dia 26-10-19
AA Avanca - Boa Hora (18H00) Artística TV/Andebol TV
Dia 24-09-19
SC Horta 27 – 37 FC Porto (J/Comentado)
Dia 28-09-19
AA Avanca 21 – 21 ABC
Águas Santas 21 - 30 Benfica
Belenenses 26 – 27 Boa Hora
Vitória FC 22 – 25 Ismai
FC Gaia 34 – 28 Boavista FC
Dia 01-10-19
Madeira SAD - Sporting (19H00) Andebol TV

Jornada que foi disputada em 3 datas diferentes, devido à participação das equipas portuguesa nas competições europeias, e onde tivemos apenas um encontro onde se registaram ocorrências disciplinares.

No pavilhão Acácio Rosa disputou-se o Belenenses / Boa Hora (jogo com registo de ocorrências disciplinares), que se apresentou com enorme melhoria de presença de público em relação aos últimos encontros, e que terminou com a vitória da equipa do Boa Hora, constituindo uma enorme surpresa da jornada. Foi um encontro que apesar de ter sido disputado sempre com grande equilíbrio, deve registar-se que a jovem equipa do Boa Hora, nunca permitiu que a equipa do Belenenses, estivesse na frente do marcador apesar das diversas situações de igualdade que se registaram ao longo dos 60 minutos, e sempre que esteve no comando a equipa do Boa Hora, a maior margem que possuiu foi de 3 golos, por diversas ocasiões a última das quais aos 54 minutos quando vencia por 25-23, depois de ter chegado ao intervalo a vencer pro 13-12, a equipa do Belenenses, aproveitando e bem a superioridade numérica de que dispôs nos momentos finais do encontro, devesse também referir que o Belenenses, também teve momentos de inferioridade numérica nos momentos finais, no minutos final com o resultado numa igualdade a 26 golos, o Boa Hora, marca o golo da vitória mesmo nos momentos finais do jogo. Miguel Moreira na baliza do Boa Hora com 37% de eficácia, torna-se num dos homens do jogo, pois do outro lado Diogo Valério com 31% de eficácia, foi o melhor dos guarda-redes utilizados pelo Belenenses. Na equipa visitada com 10 jogadores a marcarem golos, Nuno Roque com 8 golos (80% de eficácia), foi o seu principal marcador. No Boa Hora, tivemos Nuno Reis (6 golos, 86% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e Salvador com 6 golos (67% de eficácia), como melhores marcadores.

Em Águas Santas realizou-se talvez o mais importante jogo da jornada, o Águas Santas / Benfica, num pavilhão com uma excelente moldura humana, infelizmente foi um jogo, sem estatísticas em directo, provavelmente devido à transmissão em deferido pela TVI24, no entanto as mesmas surgiram com mapa resumo a zero e o que significa, que não existiram sequer. Foi um encontro onde face à diferença existente nos planteis, as ausências, que se registaram na equipa maiata (Francisco Fontes, Pedro Cruz, e Gustavo Almeida), pesaram mais que as ausências verificadas no Benfica (Belone, David Carvalho, e Borko), como Benfica a apresentar o reforço Rome Hebo, Jogo equilibrado até aos 4-4, para se imediato Benfica passar para a frente do marcador, e ir evoluindo, com o mesmo assim chegou aos 9-5, para chegar ao intervalo a vencer por 15-10. No segundo tempo, o Águas Santas entrou bem, reduzindo para 16-12, mas o Benfica com Petar Djordjic (12 golos) em bom plano, rapidamente chega aos 23-15, diferença que foi gerindo, e chegou aos 29-21, para terminar, com 30-21. Mário Loureço (6 golos), e José Rebelo com 5 golos, foram os melhores marcadores da equipa maiata. No Benfica onde se 19 atletas marcaram golos o seu principal marcador já foi referido.

No Pavilhão comendador Adelino Costa, realizou-se o AA Avanca / ABC, encontro que terminou numa perfeita igualdade, num jogo, de grande equilíbrio, onde as alternâncias se sucederam, assim como as igualdades, com a equipa da ABC, a comandar mais vezes o marcador nos primeiros 30 minutos, mas nunca conseguido vantagens superiores a 2 golos, para o intervalo chegar com o marcador em 10-8 a favor do ABC. Nos segundos 30 minutos, o ABC, chegou a 3 golos de vantagem (11-8), para a AA Avanca, realizar um parcial de 5.0 e aos 37 minutos vencia por 13-11, para atingir igualmente uma vantagem de 3 golos, aos 40 minutos (16-13), para mais uma boa reacção da equipa do ABC e aos 57 minutos tínhamos uma nova igualdade a 20 golos, com o ABC a igualar no ultimo minutos através de um livre de 7 metros, convertido por Hugo Rocha. Luís Silva na baliza da AA Avanca, foi o herói do jogo com 45% de eficácia, e Rui Ferreira com 6 golos (86% de eficácia), foi o melhor marcador da AA Avanca, na baliza do ABC o experiente Humberto Gomes, chegou aos 32% de eficácia, 10 jogadores marcaram golos no ABC, sendo o seu principal marcador Hugo Rocha (5 golos, 56% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros).

No Antoine Velge, disputou-se o Vitória FC / Ismai, com menos publico do que se esperaria. Tivemos um jogo de grande equilíbrio, com praticamente duas partes distintas, uma primeira parte onde a equipa do Vitória FC, comandou mais vezes o marcador, mas sem adquirir vantagens folgadas, a sua maior vantagem foi de 2 golos, por diversas vezes, a última verificou-se por exemplo aos 25 minutos quando vencia por 12-10, para i«o Ismai igualar a 12 golos cerca dos 29 minutos e ainda conseguir atingir o intervalo na frente do marcador (13-12). No segundo tempo ainda se registou equilíbrio até cerca dos 47 minutos, com o Vitória FC a igualar a 18 golos, para de imediato o Ismai voltar ao comando do marcador situação que não mais largou, e apesar de nos últimos 4 minutos sofrer uma desqualificação e mais duas exclusões, atingiu o maior diferencial ocorrido nos 60 minutos de jogo, quando vencia por 25-21, aos 58 minutos. Alan Lima na baliza do Vitória FC com 50% de eficácia, evitou males maiores, e foi uma das figuras do encontro, e da sua equipa, onde Nikola Egic com 6 golos (60% de eficácia) e Joaquim Nazaré com 5 golos (50% de eficácia, 0 em 1 de 7 metros), foram os melhores marcadores. No Ismai, destaque para os dois homens da baliza, pois Manuel Borges (41% de eficácia), e Ricardo Castro (48% de eficácia), estiveram em bom plano, com Ricardo Mourão (6 golos, 75% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e Hugo Santos (5 golos, 100% de eficácia, 5 em 5 de 7 metros), foram os seus melhores marcadores.

No recinto do FC Gaia, realizou-se o FC Gaia / Boavista FC, encontro com uma boa moldura humana, disputado entre duas das equipas que esta época ascenderam ao Andebol 1, e onde se espera um maior equilíbrio, mas na realidade foi um jogo de sentido único, com o FC Gaia, a comandar o jogo e o marcador praticamente durante os 60 minutos regulamentares, vencendo por diferencial final, que reflecte o que se passou em campo, pois o FC Gaia ao chegar ao intervalo a vencer por 18-11, No segundo tempo limitou-se a gerir o plantel e a controlar o jogo e o marcador esperando pela natural reacção da equipa do Bessa, mas mesmo assim aos 59 minutos, vencia pelo maior diferencial registado em todo o encontro 34-26, para no último minutos sofre dois golos, que ditaram o resultado final. Diogo Ribeiro na baliza do FC Gaia, atingiu os 35% de eficácia, numa equipa que teve 10 jogadores a marcarem golos, sendo Martin Costa com 12 golos, o seu principal marcador. No Boavista FC, Cláudio Silva na baliza chega aos 37 % de eficácia, e Tiago Costa com 9 golos, foi o melhor marcador da equipa.

Classificação após a realização destes jogos – 1.º FC Porto (18 pontos), 2.º Benfica (16 pontos), 3.º Sporting (-1 jogo) (15 pontos), 4.º Belenenses (13 pontos), 5.º ABC, FC Gaia, e Ismai (12 pontos), 8.º Boa Hora (-1 jogo) (11 pontos), 9.º Madeira SAD (-1 jogo) (9 pontos), 10.º Boavista FC, Vitória FC, e AA Avanca (-1 jogo) (8 pontos), 13º Águas Santas (-1 jogo), SC Horta (-1 jogo) (7 pontos). 

O Banhadas Andebol

11 comentários:

Anónimo disse...

Uma vergonha de arbitragem em Avanca. Dupla muito fraca sempre a prejudicar os da casa. Excelente atitude dos jogadores e do banco que nunca deram troco aos "equívocos" da arbitragem

Anónimo disse...

A federacao tem a arbitragem que merece. E vai ser pior se continuar sem pagar aos árbitros. Nem com as verbas da Santa Casa se paga a quem se deve.

Anónimo disse...

Danilo saiu do Vitória de Setúbal. Depois de ver o jogo que fizeram em Gaia só me admiro como saiu agora. Os jogadores temiam em vez de respeitar. Equipa de miúdos. Não vão ter vida fácil.

Anónimo disse...

A arbitragem está uma classe sem categoria, sem representação, sem sentido de setor e importância. Não percebem sequer o poder que possuem. Bastava um pouco de organização e faziam-se respeitar. Assim, alguns vão recebendo, outros esperam e desesperam. Assim, conclui-se que têm o que merecem e pela FAP continuarão a ser o parente pobre.

Anónimo disse...

NAO SEI PQ FALAM DOS ARBITROS, ENTAO O SRº PRESIDENTE DA FAP E O SRº PRESIDENTE DO C. A. NAO DIZEM QUE ESTA MELHOR QUE NUNCA, POR ISSO SFF DE NAO FALAREM DS ARBITROS A DITADURA DA CALÇADA DA AJUDA NAO GOSTA

Anónimo disse...

Parabéns Nuno Alvarez!
Ter jogadores com talento ajuda, mas o que faz ganhar jogos é o trabalho!
Desta fez a vitória sorriu aos trabalhadores do Boa Hora contra os arrogantes de Belém.
Um conselho para Belém, não basta ter individualmente, depois dos 3 grandes um dos melhores planteis do campeonato. É preciso trabalhar, e sério!
Depois de empate sofrido em Braga, e desta derrota em casa, já deve ser um sinal.

Anónimo disse...

Os bombos da festa já levaram chicotada

Anónimo disse...

Anónimo das 10:17 já existem muitos medicamentos para a azia! E até sem receita médica! "O empate sofrido em Braga"??? Sempre quero ver, apesar de a equipa estar mais fraca, quantas equipas lá vão passar! E, se o Boa-Hora venceu, mais de metade da vitória pertence ao seu guarda-redes, alguma sorte à mistura e muita apatia dos azuis. Quando se está ressabiado o melhor é estar calado... para não destilar azia!

Anónimo disse...

Estejam atentos às apostas desportivas do nosso campeonato e não se admirem dos resultados....

Anónimo disse...

Que se passa com a equipa do Mágico Zé António ?
Estava a verificar a tabela classificativa no jornal e pensei que estavam em 2º lugar, afinal tinha o jornal de pernas para o ar............

Anónimo disse...

Sr. Anónimo das 12:48, não vejo onde está a azia no comentário do Anónimo das 10:17?
Parece óbvio que a equipa do Belenenses, individualmente, é superior ao ABC e ao Boa-Hora.
Sorte ou azar faz parte do desporto.
Calculo que o GR que se refere seja aquele que foi dispensado do Belenenses!
A apatia dos atletas do Belenenses também pode ser considerada arrogância.
Temos pena!