gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

quarta-feira, 18 de setembro de 2019

Crónica Intermédia de Fim-de-semana – 07 – 2019 / 2020 – I


Mais uma crónica intermédia de fim-de-semana, relativa aos jogos que se disputaram por antecipação relativos à 5.ª Jornada da PO01.

PO01 – Campeonato Nacional da 1.ª Divisão Seniores Masculinos.

1.ª Fase
1.ª Jornada
Dia 26-10-19
SC Horta - Águas Santas (21H00)
2.ª Jornada
Dia 26-10-19
AA Avanca - Boa Hora (18H00) Artística TV/Andebol TV
5.ª Jornada
Dia 18-09-19
Sporting 38 – 19 AA Avanca (22H35) em Deferido Sporting TV/Andebol TV
FC Porto 32 – 26 FC Gaia

Dois encontros que foram antecipados, face à participação das equipas portuguesa nas competições europeias, neste caso na Liga dos Campeões Europeus, disputaram-se hoje com restantes sem surpresas. Felizmente sem registo de ocorrências disciplinares.

FC Porto 32 – 26 FC Gaia

No encontro realizado no Dragão Arena, com uma assistência inferior ao esperado, o FC Porto, defrontou o seu vizinho FC Gaia, equipa que subiu à primeira divisão Nacional, que começou este encontro, provocando uma grande surpresa quando fez um parcial de 3-0 (resultado aos 3 minutos de jogo, introduzimos aqui um parêntesis para desejar ao ausente por lesão Miguel Alves, e ainda durante este encontro a Rui Silva, ambos do FC Porto, e a David Sousa do FC Gaia, rápidas recuperações. Depois da forte entrada do FC Gaia, o FC Porto, rapidamente se recompôs e apesar de estar a fazer uma gestão do plantel, face aos compromissos europeus, a partir do 7 minutos de jogo, assumiu o comando do jogo e do marcador, embora sempre com uma excelente e animada réplica do FC Gaia, de tal maneira que aos 13 minutos de jogo o resultado era de 8-7 a favor do FC Porto, com o FC Gaia, a presentar, com um andebol fluido e agradável de ver proporcionando bons momentos de jogo, a todos quantos assistiram quer em termos defensivos, onde o entrado Diogo Ribeiro (30% de eficácia), foi uma agradável surpresa, como FC Porto a revelar algumas dificuldades na ligação entre a 1.ª e a 2.ª linha quando se encontrava no ataque, embora tivesse um jogador em excelente plano falamos Yoan Balasquez (5 golos, 56% de eficácia), e a diferença mínima voltou a registar-se aos 19 minutos (14-13), com Martin Costa (8 golos, 50% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros) do FC Gaia, em grande plano, para o intervalo chegar com o FC Porto já no comando por uma margem mais confortável (19-15). No segundo tempo com a grande melhoria ofensiva do FC Porto, acompanha com a eficácia de Thomas Bauer (36% de eficácia) na baliza, foi construindo e dilatando o resultado que aos 43 minutos era de 28-19, mas uma boa prestação defensiva do FC Gaia, levou a que o resultado aos 32 minutos fosse de 31-24, e com o FC Porto a gerir o seu plantel de forma que permitiu a estreia do jovem Bernardo Pegas no jogo, nos momentos finais, com a jogo nos últimos momentos do jogo a estar cerca de 5 minutos sem qualquer das equipas marcar. Referencias especiais para António Areia (8 golos, 89% de eficácia, 6 em 6 de 7 metros), e para o facto de no FC Gaia serem 10 os atletas a marcarem golos, com Mário Silva, igualmente em bom plano (5 golos, 71% de eficácia, 1 em 1 de 7 metros). Encontro foi dirigido pela dupla Internacional Feminina do Porto, constituída por Vânia Sá e Marta Sá que não esteve bem, pois aplicou duas desqualificações directas, que ninguém imagina, só a falta de bom senso, pois foi durante todo o encontro foi notório a falta de uniformidade na aplicação da sanção progressiva, bem como as violações da área dos 6 metros, sendo vários os golos homologados em plena violação. A Dupla a quem se exige muito mais face ao estatuto que possuem.

No Pavilhão João Rocha, com uma assistência abaixo do espectável, tivemos Sporting / AA Avanca (encontro que será transmitido em deferido cerca da 22H35. Jogo em que a AA Avanca foi a equipa que abriu o marcador, para de imediato a equipa do Sporting, realizar um parcial de 4-0, e aos 4 minutos já vencia por 4-1, no entanto a AA Avanca, com uma excelente réplica e o Sporting, a pensar mais no próximo jogo da liga dos Campeões que neste encontro, permitiu uma recuperação total da equipa visitante que aos 19 minutos de jogo, igualava o encontro a 9 golos, com a equipa do Sporting a colocar um Time OUT que resultou em pleno pois a equipa aos 25 minutos já vencia por 13-10, no entanto a equipa da região de Aveiro nunca se deu por vencida e aos 28 minutos de jogo, perdia apenas pela diferença mínima (13-12), para o intervalo chegar com o Sporting na frente do marcador por 16-12.NO segundo tempo e apesar da total gestão do plantel a equipa do Sporting, foi mais coesa, e mais eficaz, aumentando progressivamente a sua vantagem no marcador, chegando ao resultado final, com a maior diferença que se registou durante os 60 minutos de jogo. O Sporting, onde teve 12 atletas a concretizarem golos, teve no experiente Ivan Nikcevic (6 golos, 86% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), o seu principal marcador, com Tomás Van Zeller na baliza dos 3 guarda-redes utilizados o elemento mais eficaz (47% de eficácia). Na AA Avanca, que teve na baliza Luís Silva em bom plano (30% de eficácia), em termos de marcadores, Nuno Carvalho (5 golos, 71% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), e Gualter Furtado (5 golos, 50% de eficácia), foram os seus melhores marcadores.

Classificação após a realização destes jogos – 1.º FC Porto, e Sporting (15 pontos), 3.º Benfica (-1 jogo) (10 Pontos), 4.º Belenenses (-1 jogo), e FC Gaia (9 pontos), 6.º Madeira SAD (-1 jogo) (8 pontos), 7.º ABC (-1 jogo) (7 pontos), 8.º AA Avanca, Boavista FC (-1 jogo), Vitória FC (-1 jogo), e Ismai (-1 jogo) (6 pontos), 12.º Boa Hora (-2 jogo), Águas Santas (-2 jogo), e SC Horta (-2 Jogo) (5 pontos). 

O Banhadas Andebol

5 comentários:

Anónimo disse...

Caros srs do concelho de arbitragem nao será já tempo de a arbitragem ter os pagamentos em dia e em dia sao 60 dias de atraso e nao 240 como atualmente.
Srs árbitros nao está já na altura de acabar com este amadorismo pragmático e parar tudo até isto estar resolvido.
Srs da comunicação social se isto fosse no futebol ai se isto fosse no futebol.

Anónimo disse...

Ai maninhas... Coragem meninas, duas bocas é sempre melhor que uma.

Anónimo disse...

E a entrevista de Miguel Laranjeiro ao jornal A Bola não importa comentar? Ou o estado de apatia geral do País já dê de barato que a modalidade ( para ele ) sirva só para se posicionar para Secretário de Estado do governo que aí vem?

Anónimo disse...

Vergonhoso. Paguem o que devem aos árbitros que todos os fim de semana deixam a familia e pelo que vejo nem a devida recompensa tem.
Já do sr presidente da FAP bom trabalho que tem realizado pena é ser em seu prol e nao do andebol. Quando sair voltamos ao buraco.

Anónimo disse...

As manas Sá coitadas! A culpa nao é delas! É de quem pensou em propor à IHF. Fracas é elogio. Deviam continuar a ser acompanhadas e acarinhadas pela direção da arbitragem.