gal vence

- Vamos encher os Pavilhões - mas com dignidade a Modalidade merece
Calendário e Resultados na Barra Direita

domingo, 9 de fevereiro de 2020

Crónica de Fim-de-semana – 40 – 2019 / 2020 – I

Mais uma crónica relativa ao Andebol 1, e aos jogos disputados e relativos á 22.ª Jornada.

PO01 – Campeonato PLACARD Andebol 1 (1.ª Divisão Seniores Masculinos).

1.ª Fase
22.ª Jornada
Dia 05-02-20
Águas Santas 29 – 26 Madeira SAD (J/Comentado)
FC Porto 34 – 21 Boa Hora (J/Comentado)
FC Gaia 30 – 30 Benfica (J/Comentado)
Dia 08-02-20
Vitória FC 24 – 30 AA Avanca
Belenenses 30 – 34 Sporting
SC Horta 31 – 27 Ismai
Boavista FC 19 – 26 ABC

Disputados os restantes jogos relativos à 22.ª jornada, onde se verificou que desta vez não tivemos nenhuma transmissão pela Andebol TV, e tivemos um encontro Vitória FC / AA Avanca, que não teve estatísticas em directo, apareceram mais tarde como se esperava. Nos 4 jogos disputados tivemos um diferenciado em relação ao verificado na 1.ª volta e um encontro com registo de ocorrências disciplinares.

No pavilhão Acácio Rosa, realizou-se um dos clássicos da modalidade, o Belenenses / Sporting, que infelizmente não teve a assistência que merecia, e que terminou com a vitória do Sporting. Apesar do aparente equilíbrio no resultado final, foi um encontro, onde a equipa do Sporting, comandou o encontro e o marcador durante os 60 minutos, dando a nítida sensação de que se encontra a ”leste” da polémica, noticiada esta semana acerca do seu técnico, e aos 8 minutos já vencia por 8-4, para chegar aos 19 minutos com a maior vantagem que teve nos primeiros 30 minutos, após um parcial de 4-0 (14-8), para chegar ao intervalo a vencer por 20-16. Nos segundos 30 minutos, voltou a entrar melhor e chega aos 9 golos de vantagem aos 39 minutos (26-17), para de seguida entrar em modo de gestão e de confiança, esquecendo-se do valor e da garra do adversário, foi progressivamente diminuído a diferença, terminando o encontro com o mesmo diferencial que se verificava ao intervalo. Notamos neste encontro mais uma ausência além de Cudic, a de Valentim Ghionea, e o regresso de Skok aos inscritos mas que não actuou, de referir que no Belenenses, também se verificaram algumas ausências de “peso” como Tiago Ferro e Pedro Sequeira por exemplo. Pedro Solha com 7 golos (78% de eficácia), e Diogo Domingos (6 golos, 50% de eficácia), foram os seus melhores marcadores, bem acompanhados por Diogo Valério na baliza com 38% de eficácia. Francisco Tavares com 9 golos (69% de eficácia, 4 em 5 de 7 metros), e Frankis Carol com 8 golos (73% de eficácia), foram os melhores marcadores do Sporting, igualmente bem acompanhados pelo seu guarda-redes Manuel Gaspar com 38% de eficácia. Com este resultado a equipa do Sporting, isola-se no comando da tabela classificativa, à condição pois dispõe de mais um encontro contabilizado.

Em Setúbal, no pavilhão Antoine Velge, realizou-se o Vitória FC / AA Avanca, que infelizmente não teve estatísticas em directo, com a equipa visitada a apresentar dois dos seus novos elementos, Lucas Barros, e Bruno Rodrigues, mas com uma primeira parte abaixo do esperado a equipa visitada chegou ao intervalo a perder por 14-8, margem mais ou menos confortável para a AA Avanca, que se começou a definir a partir do minutos 18, após um parcial de 6-0 da equipa da AA Avanca, que termina o primeiro tempo com um parcial de 4-0, no segundo tempo apesar do equilíbrio, devido a uma forte melhoria competitiva do Vitória FC, a equipa da AA Avanca chegou a ter uma vantagem de 9 golos, quando estavam decorridos cerca de 45 minutos e vencia por 24-15, depois foi mantendo a distancia, controlado o jogo e o marcador (27-21, 22-28 são bons exemplos), terminando pelo mesmo diferencial que se registava ao intervalo. No Vitória FC com 5 golos, tivemos João Casal (63% de eficácia), como o seu melhor marcador, com os seus homens de baliza abaixo do desejado, Alan Silva (17% de eficácia), e Alexandre Moura (15% de eficácia), por sua vez, Gualter Furtado com 9 golos (82% de eficácia), e Jenilson Monteiro com 7 golos (100% de eficácia), foram os melhores marcadores da AA Avanca, que teve os seus homens de baliza, quer Luís Silva, quer Rui Leite, com uma eficácia ao nível dos seus colegas de posto no adversário. Com este resultado a posição das duas equipas na tabela classificativa, não sofre alterações significativas.

No Municipal de Pedrouços, disputou-se o Boavista FC / ABC (Jogo com ocorrências disciplinares), que terminou com a esperada vitória do ABC, que assim confirmou o resultado da jornada homologa da 1.ª volta, que foi um encontro de grande equilíbrio até cerca dos 17 minutos quando se registava uma igualdade a 7 golos, para a partir desse momento a equipa do ABC, passar para o comanda do marcador situação que não mais largou, para chegar ao intervalo a vencer por 12-9, de registar que aos 25 minutos de jogo, se verifica a desqualificação directa de Tiago Ferreira do Boavista FC. NO segundo tempo tivemos um ABC de total superioridade sobre a equipa do Bessa, e depois de chegar aos 46 minutos a vencer por 20-16, faz um parcial de 6.0, chega aos 55 minutos com o maior diferencial registado em todo o encontro (26-16), para permitir que a equipa do Bessa, ao fazer um parcial final de 3-0, tenha reduzido a diferença final. Na equipa do Boavista FC, José Silva com 5 golos (83% de eficácia, 2 em 3 de 7 metros), foi o seu melhor marcador, tendo ainda em Cláudio Silva na baliza um dos seus principais elementos com 21% de eficácia, por sua vez no ABC, André Rei com 7 golos (70% de eficácia), e Hugo Rocha (5 golos, 56% de eficácia, 3 em 6 de 7 metros), foram os seus melhores marcadores, com Carlos Oliveira na baliza a ser o seu guarda-redes de referência, neste encontro ao chegar aos 50% de eficácia). Com esta vitória o ABC, ascende ao 6.º lugar da tabela classificativa, aumentando as expectativas, pelos apurados para os 6 primeiros lugares.

No desportivo da Horta, decorreu o SC Horta / Ismai, com o Ismai a comandar o marcador no inicio, chegando aos 4 minutos a vencer por 4-1, para a equipa local, melhor a sua prestação, e aos 12 minutos o resultado estar na diferença mínima (8-7), com o SC Horta a usar o seu Time OUT, que não teve os resultados desejados, pois aos 15 minutos o Ismai continuava na frente do marcador por 11-8, para se chegar aos 20 minutos de jogo com a equipa maiata na frente do marcador por 13-11, para o SC Horta igualar o marcador aos 25 minutos a 16 golos, com os últimos minutos do primeiro tempo a serem jogados com grande equilíbrio, e o intervalo chegar com uma igualdade a 17 golos. O SC Horta entrou melhor nos segundos 30 minutos, e aos 39 minutos vencia por 21-18, após ter realizado um parcial e 3-0, momento oportuno para o Ismai solicitar um Time OUT, e que não resultou pois o SC Horta aumentou o diferencial, e aos 45 minutos vencia por 26-16, máximo diferencial registado no encontro, com o Ismai a tentar reagir nos últimos 10 minutos, chegando aos 5 minutos finais com apenas 4 golos de diferença (30-26). Este foi o único encontro que sofreu alteração em relação ao ocorrido na jornada homóloga da 1.ª volta. No SC Horta Vinícios Carvalho com 10 golos (71% de eficácia), e Pavel Hernandez com 7 golos (64% de eficácia, 1 em 2 de 7 metros), foram os seus melhores marcadores, enquanto no Ismai onde 10 jogadores marcaram golos, Afonso Lima (83% de eficácia), e Ricardo Mourão (83% de eficácia, 2 em 2 de 7 metros), ambos com 5 golos, foram os principais marcadores da equipa. Destaque ainda para Haris Pleh na baliza do SC Horta com 30% de eficácia, quando o melhor emento na baliza do Ismai, foi Manuel Borges com 21% de eficácia.

Classificação após a realização destes jogos – 1.º Sporting (+1 jogo) (68 pontos), 2.º FC Porto (65 pontos), 3.º Benfica (57 pontos), 4.º FC Gaia (45 pontos), 5.º Belenenses (-1 jogo) (44 pontos), 6.º ABC (-1 jogo), e Águas Santas (-1 jogo) (43 pontos), 8.º Madeira SAD (41 pontos), 9.º Ismai (-1 jogo) (39 pontos), 10.º AA Avanca (-2 jogo) (36 pontos), 11.º SC Horta (35 pontos), 12.º Boa Hora (-1 jogo) (34 pontos), 13.º Boavista FC (28 pontos), 14.º Vitória FC (26 pontos).

O Banhadas Andebol

6 comentários:

Anónimo disse...

Ohhh que reboliço vai no ISMAI... então deixam sair a sua estrelinha ganda promessa para uma equipa que luta pela descida da 2a divisão e vão repescar um camarada do rolê ao Póvoa que até vai subir à primeira? Está outra vez a barraca montada pra ver quem vai ser chamado pelo professor pra ir ao quadro mais vezes :) :)

Anónimo disse...

Boa Alexandre Melo és o maior

Anónimo disse...

Entra 1 saem 2
Quem não fizer parte da Central Sindical só tem um caminho é ir embora

Anónimo disse...

Pode dizer o que quizer mas para mim e para muita gente o Xavi era o mais completo dos 3 muito melhor do que o que está a chegar tenho pena e de o pseudo treinador o ter empurrado do clube

Anónimo disse...

Ainda não perceberam que o Ismai é um clube de uma associação de estudantes dirigindo por alguém que nada percebe de andebol que contrata os amigos os primos os vizinhos,o que me admiro e um treinador pactuar com isto ,mas enfim o dinheirinho faz falta.

Anónimo disse...

Muito má política a do Ismai mas em Outubro já me tinha apercebido que depois da saída do Prof. Rui Silva seria uma casa a arder pois o treinador e fraquinho já se tinha visto isso noutros clubes e a Vice Presidente de Andebol não percebe absolutamente nada ,sendo assim e com muita pena minha vejo negro o futuro pois quem está agarrado ao poder não o vai querer largar.